Tormenta — O Gato-de-três-vidas

Um novo familiar turbinado para seu mago em Tormenta RPG!

Gatos

Em Arton, onde a vida dos mortais é constantemente afetada pela presença de vinte deuses, não é incomum encontrar criaturas que receberam bênçãos e maldições. Às vezes, de múltiplos deuses ao mesmo tempo.

Assim é com o gato-de-três-vidas.

É impossível determinar de onde essas criaturas surgiram ou convocá-las através de magias ou rituais. Dizem as lendas que aparecem apenas para usuários de magia arcana que tenham de algum modo despertado interesse do Panteão através de grandes feitos. Outros falam de magos inexperientes, que um dia simplesmente acordaram para encontrar seu fiel familiar felino agraciado pelo dom da fala e intelecto descomunal.

Essa aleatoriedade não é contraditória, uma vez que o gato-de-três-vidas é abençoado por Nimb, o deus do caos, da sorte e do azar. Ao receber a benção, o gato permanece sendo igual aos gatos comuns, exceto por algumas mudanças. Ele desenvolve intelecto ainda maior do que aquele que familiares de mago possuem (+6 em seu valor de Inteligência)  e recebe o dom da fala, conhecendo todos os idiomas falados pelo dono. Também age como amuleto ambulante emitindo uma aura mágica que traz boa sorte a quem o adotou. Porém, nessa primeira vida, o gato ganha, por capricho, marcas deixadas pelo deus zombeteiro – o rabo se torna quebrado e torto, lembrando o de um camundongo. Ele também perde a capacidade de miar, emitindo, sempre que tenta fazê-lo, um som bizarro que alguns estudiosos afirmam lembrar o chiado dos dinossauros de Galrasia!

Como qualquer outro familiar, gatos-de-três-vidas não são imunes aos perigos que os amos aventureiros enfrentam. Ainda podem ser mortos, como a maioria das criaturas vivas.

Felizmente, caso o pior aconteça, Thyatis, deus do fogo, da profecia e das segundas chances, se apieda da criatura e do mago, permitindo ao gato viver uma segunda vez, voltando a surgir perto de dono, após 3d6 dias.  O gato continua concedendo sua aura de boa sorte, mas perde a capacidade de falar e se comunicar telepaticamente com o dono. Ele retorna com os pelos totalmente brancos, representando o processo de renascimento e purificação pelo qual passou.

Porém, Thyatis não é o único deus que acredita em segundas chances. Caso morra novamente, o gato possui ainda a última existência, abençoada pela deusa da noite e dos desmortos. A nova ressurreição é conhecida como a terceira de Tenebra. O gato ressuscita em 3d6 dias, mas em forma de morto-vivo, a pelagem se torna tão negra como as noites sem lua. Gatos passando pela terceira de Tenebra sempre ressuscitam novamente no mesmo período anterior, a menos que o corpo seja reduzido a 0 pontos de vida por dano proveniente de cura mágica.

tenebrinhaEquivocadamente, muitos interpretam essa terceira vida como maldição e dizem que os gato-de-três-vidas se tornam malignos e passam a trazer azar, mas isso não é verdade. Gatos passando pela terceira de Tenebra mantêm a mesma personalidade. De fato, deixam de emitir a aura de boa sorte, para emitir uma aura de azar extremo, mas esse sortilégio recai apenas sobre inimigos e pessoas que desejam mal ao do dono do gato. Alguns magos contudo – aqueles que deixaram o familiar de lado, o abandonaram, maltrataram, fizeram passar por perigos desnecessários ou que se lembraram dele apenas quando precisavam, são punidos pela deusa, sofrendo má sorte infinita. Eles nunca conseguem se livrar do gato-de-três vidas, que sempre irá ressuscitar, não importando como tentem destruí-lo. Para esses babacas o gato não é mais um aliado, e sim um lembrete sinistro que passará a assombrá-los até o dia que deixem de respirar.

A única maneira de se livrar de um gato-de-três vidas amaldiçoado é reiniciar o ciclo, retornando a alma do gato ao primeiro deus que o abençoou, o que acontece quando se procura um clérigo de Nimb para lançar a magia penitência sobre o dono do familiar. Caso o mago seja bem sucedido na missão recebida do clérigo, será perdoado, a maldição quebrada e o tormento terminará.

Ou não!

Gatos-de-três-vidas utilizam a mesma ficha de um familiar comum (Tormenta RPG, Página 63). Para adquirir um como seu familiar você precisa do talento Pessoa Felina, descrito abaixo.

NOVOS TALENTOS

Pessoa Felina (Destino)

Seu familiar recebe a benção dos deuses, se tornando um gato-de-três-vidas

Pré-requisito: habilidade de classe familiar. O familiar precisa ser um gato.

Benefício: Seu familiar se torna um gato-de-três-vidas. Enquanto o gato passa pelas duas primeiras vidas, uma vez ao dia você pode escolher rolar novamente qualquer teste que tenha feito, e escolher o melhor resultado. Durante a terceira de Tenebra, o tipo do seu familiar muda para Morto-Vivo e, ao invés disso, você pode, uma vez ao dia, fazer com que um oponente role novamente um teste e escolha o pior resultado. Se o gato for amaldiçoado, ao invés disso, você deve sempre rolar novamente qualquer teste que realize e escolher o pior resultado.

Louca/Louco dos Gatos (Destino)

Por capricho dos deuses, as vidas múltiplas do familiar encarnam na forma de outros gatos.

Pré-requisito: Pessoa Felina, capacidade de conjurar magias arcanas de 3º nível.

Especial: seu Familiar nunca deve ter sido reduzido a 0 ou menos PVs.

Benefício: Você recebe dois gatos-de-três-vidas como familiares adicionais! (Mas não ganha novos talentos por isso). Os novos familiares mantém a capacidade de fala e comunicação telepática e possuem personalidade distinta do primeiro familiar. Você passa a poder rolar novamente um teste qualquer e escolher o melhor resultado, duas vezes ao dia ao invés de uma. Além disso, uma vez ao dia pode fazer com que um oponente role novamente um teste e escolha o pior resultado. Se um dos seus familiares morrer, ele não ressuscita (caso você seja amaldiçoado por Tenebra, os familiares abandonam você e apenas o gato morto-vivo continua te assombrando)

O Toque dos Três (Destino)

Teria a Tormenta sido criada pela vontade conjunta de deuses maiores? Seu familiar certamente foi.

Pré-requisito: Louca/Louco dos Gatos, capacidade de conjurar magias arcanas de 5º nível.

Benefício: seu(s) familiar(es) se torna(m) imune(s) aos efeitos nocivos de Áreas de Tormenta.

Di Benedetto • 19/07/2016

Comentários