Baú da Guilda #03 — Bebedeiras & Porradarias!

Neste número, regras para festas e bebedeiras baseadas no episódio especial de aniversário do Nargom. De brinde, a ficha do Senhor Porrada!

O Baú da Guilda é minha coluna mensal no site da Jambô. Nela, trago material de jogo baseado nas aventuras que mestro na Guilda do Macaco, a mesa online oficial de Tormenta RPG.

Bebedeiras
Use a regra a seguir para quando os personagens quiserem se acabar numa noite de taverna, em comemoração a uma aventura bem-sucedida… ou para esquecer as últimas falhas críticas!

Para cada dose ingerida, o personagem faz um teste de Fortitude. A CD varia conforme a bebida, e cada dose adicional aumenta em +1. Uma falha resulta em 1d4 pontos de dano temporário de Destreza e Sabedoria, conforme o cidadão vai ficando bêbado. Se alguma destas habilidades chegar a 0 devido à bebida, o personagem cai inconsciente até recobrar pelo menos 1 ponto de habilidade, o que normalmente só ocorre na manhã seguinte… De acordo com o mestre, cada falha pode fornecer um bônus de +2 em testes de Vontade contra medo.

A seguir está uma lista de bebidas e suas respectivas classes de dificuldade.

Cerveja (CD 10): deve ser a coisa mais parecida com água que você poderá beber em certas tavernas, sem ofender profundamente o dono do estabelecimento. Mesmo assim, você ainda será considerado um frouxo sem estômago para bebidas de verdade! Dose: 4 Tibares de cobre.

Hidromel (CD 12): bebida fermentada a base de mel. Dose: 5 Tibares de cobre.

Grog (CD 13): mistura de meia porção de rum com um quarto de porção de água. Ração tradicional de marinheiros. Pode ser feito também com gim em vez de rum. Todo marujo bebe isto! Dose: 5 Tibares de cobre.

Vinho (CD 14): por seu preço elevado e suavidade, vinhos costumam ser apreciados apenas por capitães, oficiais ou “janotinhas frouxos”. Dose: 2 Tibares de prata.

Vinho Élfico (CD 15): vinhos élficos anteriores à queda de Lenórienn são verdadeira raridade, e um grande número de vigaristas (incluindo alguns elfos…) produz falsificações destas bebidas. Dose: 60 Tibares de ouro.

Rum (CD 16): a mais tradicional bebida pirata. Destilado de melado de açúcar, tem enorme teor alcoólico e uma cor castanha por envelhecer em barris. Dizem que é possível acender pólvora molhada com rum de boa qualidade, apenas focalizando nela os raios do sol com uma lupa! Também é costume misturá-lo a suco de frutas ou outras bebidas. Dose: 10 Tibares de cobre.

Cerveja de Doherimm (CD 18): cervejeiros anões são famosos por sua extrema rivalidade, sendo raro que exista mais de um (vivo ou inteiro) em cada comunidade. Longe de Doherimm, atingem altos preços. Dose: 30 Tibares de ouro.

Senhor Porrada
Esta semana será especial para a Guilda! Primeiro, iremos fazer uma mini-maratona, jogando na terça e na quinta, dias 4 e 6 de julho. Segundo, teremos uma troca de mestres, com o Leonel Caldela assumindo minha posição nesta aventura. Eu vou jogar com o Sr. Porrada, um PdM que apareceu no episódio 14 da Guilda. Para quem quiser conhecê-lo, aqui vai o trecho em que ele aparece.

E aqui vai a ficha dele. Construí o Sr. Porrada como um personagem de 8º nível (o nível em que o resto do grupo está no momento), com habilidades compradas por pontos (os valores iniciais foram 17, 10, 17, 8, 14, 7) e o dinheiro padrão do nível dele (7.000 TO). Ele usa regras do Manual das Raças e do Manual do Devoto.

Senhor Porrada: meio-orc, Cruzado de Keenn 8, CN; Médio, desl. 6m; PV 106; CA 22 (+4 nível, +8 armadura); corpo-a-corpo: martelo +20 ou +15/+15 (2d6+19, x3); hab. prece de combate, visão no escuro; Fort +12, Ref +4, Von +8; For 30/22, Des 10, Con 22, Int 8, Sab 14, Car 7.

Perícias & Talentos: Iniciativa +11, Intimidação +6, Percepção +6; Ataque Duplo, Braços Desiguais, Duro de Matar, Especialização em Arma, Foco em Arma, Fundamentalista, Magias em Combate, Sangue de Ferro, Mira Ruim (desvantagem).

Magias de Clérigo Preparadas: 1º — escudo da fé acelerado, passos longos, remover medo; 3º — curar ferimentos graves x2, dissipar magia; 4º — poder divino, poder divino acelerado. PM: 24.

Equipamento: armadura completa, cinto de força +2, martelo de guerra de adamante +3.

O Senhor Porrada é simples, mas bom no que faz. Com poder divino (que ele pode lançar como uma ação de movimento, graças à habilidade prece de combate) e Sangue de Ferro (uma ação livre para ativar), ele consegue fazer dois ataques com bônus +21 e dano 2d6+25 (crítico x3). Nada mal!

Vamos ver como ele se sai contra as maldades do Leonel… Para assistir o jogo ao vivo e conversar com a gente pelo chat, é só acessar o canal da Dragão Brasil no Twitch. Espero por vocês lá!

Guilherme Svaldi • 03/07/2017

Comentários