Mega Tóquio — P.E.T. — Polícia Especial de Tanques!

Pilotar tanques de guerra, atirar em vilões e derrubar prédios! Conheça a Polícia Especial de Tanques de Ni-Akihabara, o bairro oriental de Mega City!

Às vezes, o caldo entorna.

Num universo em que monstros gigantes, ditadores espaciais, super-heróis, vilões, e lutadores de torneios obscuros convivem em uma única grande cidade, batalhas grandiosas podem explodir a qualquer instante. Para lidar com situações adversas, a população comum aciona alguma das polícias especiais de Mega City que atuam em Ni-Akihabara.

Mas, quando a polícia se depara com um problema grande demais até mesmo para ela, há alguém que eles possam chamar. Uma última (e desesperada) alternativa: a Polícia Especial de Tanques, ou P.E.T. A mais irrefreável, destrutiva e bem armada polícia do mundo.

Polícia de Tanques!

A P.E.T é uma valorosa equipe de combate tático especial que pilota carros de guerra. Mas esta é apenas a descrição formal deste grupo. Na prática, as coisas são um pouco diferentes.

A começar por sua origem. Não se sabe ao certo qual foi o figurão que sugeriu pela primeira vez a criação de uma polícia tão bem armada, mas acredita-se que tenha sido em algum momento próximo a origem do Absoluto, na década de 1930. Os motivos não são tão claros nos dias de hoje, mas o temor de uma revolta super-humana na época é apontado como a causa mais provável. A P.E.T. seria uma carta na manga do exército frente a necessidade de agir em defesa da raça humana.

Devido à burocracia envolvida (afinal, um tanque não é algo que você consiga comprar em uma loja de esquina), a resistência natural dos políticos perante a ideia de criar um pelotão de cavalaria mecânica urbana deste porte e, principalmente, devido à eclosão da Segunda Guerra Mundial, todo o projeto ficou engavetado por quase quatro décadas. Apenas no final dos anos 1970 é que o primeiro tanque foi colocado em ação nas ruas: o B.R.U.T.A.L (sigla conveniente para Bólido Repressor Urbano — Tanque Alfa Leve).

A linha Tanque Alfa Leve continuou em atividade até o final dos anos 1990 em Mega City com estrondoso sucesso (e incontáveis danos ao patrimônio alheio). Além dos B.R.U.T.A.L, foram especialmente conhecidos os modelos robustos e quadrados das Forças Armadas (F.A.T.A.L), os levíssimos e aerodinâmicos Ligeiros Especiais (L.E.T.A.L) e o quase sempre esquecidos Especiais Táticos de Controle Eficaz (E.T.C.E.T.A.L).

A virada do milênio trouxe uma explosão tecnológica nunca vista. Isso, aliado a crescente escala de poder dos vilões em Mega City, exigiu uma nova e moderna roupagem da Polícia de Tanques. Foi nessa época que surgiu a atual vedete dos membros da força: a linha de tanques que leva o nome do esquadrão, os vários modelos P.E.T.

Mas, mais do que tanques, a P.E.T. é feita de pessoas. Claro que sendo absolutamente sincero, se tratam quase que exclusivamente de um bando de sacanas desajustados, violentos ou corruptos que foram expulsos de outras companhias e acabaram aqui. Reunidos num único pelotão suicida, irresponsável e muito bem armado, com permissão para explodir qualquer coisa que ficar em seu caminho. Mesmo que nenhum outro grupo de defesa tenha índices de baixas humanas tão altos quanto a P.E.T., nenhum de seus pilotos pensa em abandonar o serviço.

Isto se reflete inclusive no símbolo da equipe: uma rinoceronte atravessando uma parede de tijolos!

Os Pilotos da P.E.T.

Muitos dos homens e mulheres mais corajosos (e loucos) de toda Mega City servem na P.E.T. Ainda que a identidade real dos pilotos seja mantida em segredo por parte da polícia, os mesmos são identificados por codinomes e símbolos; o que acabou transformando a maior parte deles em celebridades, com direito a action figures e cosplays em eventos de aficcionados por tanques (!). Alguns até mesmo protagonizam histórias em quadrinhos!

Cada tanque da P.E.T. recebe um nome que se reflete na pintura da fuselagem e no traje de sobrevivência do piloto. No início como piada interna, os codinomes de animais se tornaram padrão e agora são usados inclusive em situações de combate. Alguns dos mais famosos são o Crocodylus, um tanque de esteira larga que conta com um segundo canhão traseiro, o Panthera, com braços hidráulicos com direito a garras e o pesadíssimo Ursus, um dos maiores tanques P.E.T. em atividade, com quase 60 toneladas.

Infelizmente, a realidade é um pouco mais cruel que a fantasia. Nem sempre os policiais sobrevivem às missões, abrindo uma vaga para o próximo candidato assumir a identidade secreta por detrás da máquina. Há um tanque especialmente famoso pela vida curta de seus pilotos chamado Taurus. Mesmo que a mídia jamais tome conhecimento do final funesto dos ocupantes, o traje do Touro já trocou de mãos três vezes apenas neste último ano.

E ainda que a P.E.T. só entre em ação em ocasiões onde tudo já falhou e seu nome tenha se tornado sinônimo de confusão e de destruição em larga escala há tempos, é quase impossível não gostar deles. Uma vez acionados, seus tanques surgem de pontos estratégicos literalmente atropelando tudo que estiver em seu caminho com trinta e cinco toneladas de aço e pólvora!

Novo Kit — Piloto de Tanques
Exigências: Equipamento apelão (veja adiante); Patrono (a P.E.T); Máquinas.
Função: TANQUE!

Equipamento Apelão (1 ou mais pontos): o tanque é considerado um Equipamento em escala Sugoi (veja na pág. 76 de Mega City) e você recebe um ponto extra para aumentar a pontuação dele em +1. Agradeça ao seu Patrono! Você tem muitos pontos para gastar livremente na criação do veículo, mas ele só estará disponível para uso quando for acionado pela P.E.T.

Ás. Quando pilota um tanque, você pode gastar um movimento para fazer um teste de Pilotagem para realizar uma das seguintes manobras especiais:

Ação Tática: realizar duas ações no próximo turno.
Posição Vantajosa: seu adversário fica indefeso contra você no próximo turno, exceto se passar em um teste de H com dificuldade igual à escolhida no seu teste de Pilotagem.
Esquiva Tática: H+2 para esquivas até o final do próximo turno.

Defesa Extraordinária. Você pode gastar 2 PMs em vez de 1 PE para comprar um acerto crítico automático em sua defesa, por até A vezes ao dia.

Posição Defensiva. Gastando um movimento, você pode adotar uma postura de defesa total. Enquanto estiver na posição defensiva, você adquire Armadura Extra contra todos os ataques, mas pode realizar apenas uma ação ou um movimento por rodada.

T.A.N.Q.U.E. Você e a sua máquina têm uma ligação única e inexplicável. Em regras, você pode pagar 2 PMs por turno para utilizar uma vantagem que o Equipamento Apelão tenha, mesmo que o tanque em si não esteja na cena.

Taurus, O Tanque Maldito

Tanques, assim como robôs gigantes, custam muito caro aos contribuintes (como alguns políticos almofadinhas adoram ficar lembrando enquanto tomam suco na frente das câmeras). Por isso, as máquinas utilizadas pela P.E.T. são constantemente consertadas e remendadas após cada batalha. E nenhuma delas já passou por tantas reformas quanto o Taurus.

Bem armado e fortemente blindado, foi projetado para guerra moderna no solo, incluindo uma potente turbina a gás do motor, um sofisticado sistema de proteção e um compartimento para armazenamento de munição. Porém, mesmo sendo tão sólido, é uma verdadeira máquina de moer pilotos. Alguns dentro da P.E.T. acreditam que ele é amaldiçoado, e que pilotá-lo dá azar.

F3, H0, R3, A4, PdF5; 45 PVs.

Ataque Especial Amplo e Teleguiado: um tanque de guerra como o Taurus tem alcance de tiro letal com mais de três quilômetros. Isso mesmo, você pode levar um tiro sem sequer saber de onde veio.

Construto, Bateria, Modelo Especial (Grande): o Taurus é uma máquina grande com um tanque de combustível com capacidade para 500 litros de diesel. Porém, gasta meio litro por quilômetro, por isso a Bateria.

Armadura Extra Força e Poder de Fogo: o Taurus é protegido por várias camadas sobrepostas de aço, compostos plásticos, cerâmica e kevlar, tornando-se assim extremamente resistente à impactos comuns. Sua blindagem é complementada por camadas de urânio empobrecido, sendo especialmente resistente inclusive contra armas anti-tanque.

Pontos de Vida Extras x3: além das esteiras de aço que lhe possibilitam a locomoção, o motor do Taurus é internamente protegido por uma blindagem semelhante à do exterior, tornando-o muito difícil de parar. Muito difícil mesmo!

Maldição: apesar de impressionante, sozinho o Taurus não faz nada além de enfeitar a paisagem e servir como lugar legal pra tirar fotos. Ele é bem difícil de lidar e dificilmente sairá do lugar sem o preparo prévio. Conduzir este tanque é uma tarefa e tanto, mesmo para um personagem com Pilotagem. Dentro dele, todos os testes são considerados Difíceis.

Ponto Fraco (esteiras): como a maioria dos tanques, a parte de baixo é vulnerável à minas terrestres, especialmente se comprometerem seu sistema de locomoção. Caso a mina ou qualquer ataque vindo de baixo do tanque cause um dano crítico, o Taurus deve realizar um teste de R-3. Se falhar, irá se tornar incapaz de se movimentar, mas poderá continuar atacando normalmente.

Mega Tóquio é uma coluna mensal aqui no site da Jambô que traz inúmeras ideias que povoam animes, mangás e tokusatsu para a Cidade das Cidades. Você pode acompanhar as matérias através desta tag. Novamente, agradecimentos infinitos ao Tiago Oriebir pela força! \o

Armageddon • 15/09/2017

Comentários