Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1306
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Keitarô » 05 Nov 2017, 23:56

Todos

É dia. Com relativa melhora nos ferimentos, todos os guerreiros levantaram mais ou menos dispostos. Amaretsu estava calma, de volta ao seu estado normal de ser; Cecilia parecia beber de esperança ou algum sentimento que (quase) neutralizava o mal-estar do dia anterior causado pelo desfecho do combate. Tenzi lembrava vividamente da mensagem de sua mentora e Carlos sentia-se como se tivesse dormido por dias.

A manhã seguiu tranquila, a faculdade com as atividades paradas por decisão da diretora. Boa parte dos alunos e professores havia sido encaminhada para o hospital local; outra parte lotava a enfermaria, mas apenas por precaução. Em sua grande maioria, as vítimas naturalmente pareciam estar melhorando após o fim do plano de Ingi, mesmo aquelas que adoeceram dias antes. Uma parte pequena ainda teria de ser movida ao Santuário por decisão de Kátia, para ser tratada nos corpos mais sutis que a matéria.

No quarto de cada um havia um envelope com os dizeres de como seria o dia: o horario do desdejum e, algum tempo depois, às 10h, uma pequena caravana seria realizada para o vilarejo de Rodório, aos pés do Santuário de Atena. Seria a oportunidade de alguns para conhecer o lugar e também, para Minerva esclarecer sua condição. Saja e Sara, por estarem em condição gravemente abalada, iriam junto do grupo de enfermos.

O ponto de encontro seria a enfermaria.

No café da manhã, quase ninguém a não ser um ou outro funcionário estava no refeitório no horário cedo que todos se chegaram ao local. O ambiente era silencioso. Havia um ou outro segurança (soldado do Santuário) fazendo a guarda. Yuri comia um pão recheado com alguma coisa, recostado numa coluna, parecendo também estar monitorando o lugar.

Terra seguiu Amaretsu para comer, assim como Safira seguiu Cecilia. Derik, porém, não parecia estar ciente daquele horário combinado, uma vez que não apareceu.

Tenzi reconheceu que entre os poucos que ali comiam estava Atlas usando roupas joviais.
Todos recebem 1 PD.

Podem fazer um pouco de interação a mais, se quiserem, nessa parte do Ato.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 731
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Pontus Maximus » 06 Nov 2017, 20:08

Amaretsu:

Uma noite com um sonho estranho e alegre, aquela moça deve ser fruto do meu subconsciente, areias negras e mar branco, céu com nuvens ou aberto, parece ser um tipo de sonho profético, mas o negro e o branco não significa nada além de cores, só isso, bom vou deixar quieto, até mesmo porquê esse sonho me trouxe tranquilidade. Bom seja como for um ponto é certo: O período da lua cheia dura entre 6 a 9 noites, mas as vezes a lua aparece discretamente de dia as vezes, mas só as primeiras luas cheias é que são as mais difíceis, depois a raiva se torna mais controlável.

Depois de meu desjejum em particular no quarto, eu olhei para Terra e lhe dirigi a palavra:

-Terra, você testemunhou tudo, talvez eu exagerei, mas eu mantenho minha opinião sobre os Cavaleiros de Prata e Ouro. Mas de um modo geral o que você achou do que eu fiz ontem a noite? Quando eu coloquei "juízo" na cabeça de um otário que zomba de pessoas como nós, temos cosmos mas não uma constelação?

Depois de ouvir a resposta de Terra eu digo que respeito a opinião dela caso ela me corrija e digo que preciso falar com uma pessoa.

Andando e aguardando o momento de partir para o Santuário e vizinhança, eu observo as pessoas, Yuri e membros do Santuário e até encontrei o Carlos. Nesse momento eu carregava minha armadura comigo como uma Urna dos Cavaleiros, estou de uniforme, farda militarizada e me a próximo do Carlos, meio sem jeito, mas ele assim como Tenzi e Cecília, são os verdadeiros Cavaleiros de Ouro são os Cavaleiros de Bronze.

Com Carlos:

-Pégaso Negro..... Carlos...... eu quero lhe agradecer por tentar me ajudar em um momento de crise, mas preciso falar de um assunto em particular, sabe sobre minha declaração em forma de beijo. Prometo que não sou e não serei uma "devoradora de homens" se é que me entende. Então enquanto esperamos a hora, podemos conversar em particular?

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 455
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Nulo » 08 Nov 2017, 11:30

Cecilia

— Que sonho estranho...

Cecilia despertava naquela manhã de um jeito inquieto, levantando-se vagarosamente para tomar um banho, arrumar-se e encontrar Safira despertando.

— Bom dia, Safira.

E com um sorriso tímido, cumprimentava a brasileira e, enquanto esta ia ao banheiro, a alemã percebia um envelope suspeito.

— Hmm...

***

Depois que Safira terminava seu banho e ditava o conteúdo da carta, Cecilia assentia com a cabeça, levantando-se e preparando para ir ao refeitório, quando...

— Ah, só um minuto!

...lembrava-se de cobrir o espelho daquele quarto com uma toalha. A urna de taça ainda estava no quarto, sem mostrar nenhuma reação.

***

— Ontem foi um dia incomum...

A loira decidia ficar em um canto mais reservado do refeitório, sentada à uma mesa um pouco mais distante, bengala amparada em uma cadeira. Optou por uma comida mais leve e um pouco de chá para acalmar os ânimos. Cavaleiros, armaduras, cosmo, poderes sobrenaturais, Ingi...

Talvez o santuário solucionasse suas dúvidas.

— Está tudo bem contigo, Safira?

Com os seus sentidos ela notava a presença de rostos familiares e incomuns, mas não parecia ser o momento certo para tentar sanar seus problemas. Era um jeito de distrair-se, pelo menos: "andar" com os seus sentidos era bastante interessante.

Logo a hora chegaria. Teria de certificar-se que Sara estava bem depois, também.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1895
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Galahad » 08 Nov 2017, 18:02

Tenzi

E uma nova manhã chegava, Tenzi sentia-se revigorado depois de poder descansar do dia anterior, o qual fora o mais agitado em toda sua vida até o momento, mas imaginava que teria dias piores depois do que escura dos inimigos ontem. Desperto, Tenzi tratava de pôr uma nova muda de roupas, se houvessem, se não pediria emprestado a Carlos quando este acordasse, embora imaginava que ficariam um pouco largas, já que o Pégasos Negro possuía um porte mais atlético.

"Talvez eu possa tentar aprender a trazer objetos de longe, assim me pouparia trabalho."

O Santo de Compasso, antes de se arrumar, seguia até o banheiro para usar a pia, outra coisa que estava aprendendo a usar direito, a fim de jogar um pouco de água no rosto, para então ir se arrumar(ou não). Depois que Carlos despertasse, o muviano o saudaria num tom educado.

— Bom dia, senhor Carlos. Descansou bem? - caso não estivesse com uma muda de roupas, a pediria. — Agradeço se puder, devolverei depois. — tendo ou não precisado de novos trajes, os quais trocaria no banheiro, o Cavaleiro de Compasso continuava a falar. — Vamos seguir para o refeitório então?

Aguardava para prosseguir até o local.

***

Chegando no local de refeições, Tenzi ficava impressionado, o local era bem diferente do pavilhão em que o pessoal de sua comunidade comia junto em certas ocasiões, se perguntava quantas pessoas caberiam ali. Após admirar o local, o rapaz observava as pessoas ali, que não eram muitas - o que fazia sentido depois do que acontecera no dia anterior -, e seguia até onde se pegava a comida a fim de pegar um pão e algumas frutas, se houvessem.

"Acho que isso é o suficiente."

Com a comida em mãos, Tenzi passava pelas pessoas conhecidas, até mesmo por Yuri e cumprimentava com um educado bom dia, ainda que não falasse mais do que isso. A exceção era com Cecília e Safira, após desejar bom dia, o muviano curvava seu tronco diante de Safira antes de continuar a falara.

— Eu peço desculpas por ontem, senhorita Safira, quando você chegou com Cecília encontrou a cena de Carlos e eu lutando, não sei o que deu em mim ontem, então peço desculpas por aquele lado que viu. — Tenzi então se virava para Cecília. — Senhoria Cecília, quando puder, eu gostaria de lhe apresentar a uma pessoa, isso não deve demorar.

Avatar do usuário
Inoue91
Mensagens: 602
Registrado em: 08 Jan 2014, 02:38

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Inoue91 » 09 Nov 2017, 22:56

Carlos

Essa sem dúvidas foi uma das melhores noites de sono que Carlos já teve, ele estava totalmente revigorado, como se todo o esforço que havia feito na noite anterior nunca tivesse ocorrido, ele se perguntava se todo haviam dormido do mesmo jeito já que normalmente era para ele estar todo dolorido.

Notava que Tenzi já havia acordado e que o mesmo estava utilizando o banheiro, ao ve-lo sair do banheiro dava-lhe bom dia e então respondia à pergunta do mesmo.

— Essa foi uma das minhas melhores noite de sono, sinto como se a luta de ontem não tivesse existido e você ? Ah sim, posso te emprestar sim — E então Carlos ia até o seu armário onde pegaria uma calça jeans e uma camisa e entregaria para Tenzi — Podemos ir assim que eu escovar os dentes e me trocar — Assim esperava Tenzi sair do banheiro onde então escovaria os dentes e em seguida trocava de roupas e partia para o refeitório junto a Tenzi.

Ao chegar no refeitório não perdia tempo, e já ia montar o seu café da manhã, ele pegava algumas frutas, algumas fatias de pão com geleia, outras fatias com patê, fatias de frios e um copo de suco de uva e então começa a ir até a mesa onde Tenzi havia sentado, talvez agora que iriam dividir quarto, seria melhor ele o conhecer um pouco mais, quando então encontrava Amaretsu e então a respondia um pouco sem jeito.

— Ah...Bom...Sem problemas....Bem...Podemos conversar depois de tomarmos o café o que você acha ? Quer se juntar a nós ? — Esperava uma resposta e então voltava a caminhar até a mesa de Tenzi.

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 455
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Nulo » 10 Nov 2017, 13:22

Cecilia

— Bom dia, senhor Tenzi.

Cecilia cumprimentava o rapaz com um leve inclinar do tronco dali mesmo onde estava sentada. Dali mesmo usava de seus sentidos para analisar o rapaz, ficando surpresa com o quão "sereno" ele parecia estar, mesmo com os acontecimentos do dia anterior.

Era bastante treinado, pelo visto.

— Sim, mas perdoe-me pela pergunta...Essa pessoa está presente nesse exato momento?

Se a pessoa que o cavaleiro queria lhe apresentar estivesse no refeitório, já poderia encontrá-la agora. Caso a resposta fosse positiva, Cecilia iria acenar em sinal positivo e deixar Tenzi guiá-la. Do contrário, iria terminar a refeição para depois acompanhá-lo.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1895
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Galahad » 10 Nov 2017, 13:42

Tenzi


— Também dormi bem, me sinto revigorado. É impressionante o que uma boa noite de sono e uma cama macia fazem- dizia essas palavras com um tom de divertimento, e depois de receber as roupas, mas antes e ir se trocar, se manifestava novamente — Oh, obrigado, Carlos, irei as devolver assim que possível.

Depois de se trocar e esperar Carlos se trocar, seguia com o colega para o tal refeitório.

***

Ao escutar a pergunta de Cecilia, o jovem por um momento pensava em concordar com a cabeça, mas lembrava da condição da jovem, não tinha certeza se a "visão como de morcegos" captaria isso. Então a respondia no mesmo tom educado de costume.

— Ele está sim, senhorita Cecília, é uma das pessoas tomando café no momento, e foi ele quem me recebeu quando cheguei nesta região antes de vir para este centro de ensino.

Esperava a jovem então para ir até o Altas. O muviano se perguntava se Carlos e Amaretsu iriam se juntar a eles, embora se preocupasse da reação da Amazona de Aço se descobrisse a identidade dele.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 731
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Pontus Maximus » 11 Nov 2017, 12:32

Amaretsu:

Com Carlos:
-Sim Carlos, eu vou com você e nos juntarmos a mesa, mas eu já tomei meu café da manhã mais cedo um pouco. Mas vou pelo menos acompanhar e apreciar a companhia de vocês.

Enquanto eu seguia para o refeitório eu percebo a presença de um possível Cavaleiro de Atena, mas não o questionei, ao invés disso fiz uma rápida reflexão de mim mesma em pensamento:

Em pensamento:
-Não esperava esse tipo de desafio nessa missão que passamos, os inimigos
Não nutrem respeito pelo sentimento das pessoas, malditos e desgracados, eles me fizeram passar de lobisomem tipo 1 que quando se transforma possui mais características físicas mais humanas e menos bestial. Agora sou tipo 2, semelhante a filmes de Van Helsing, estou mais um passo próximo a Licaon o rei amaldiçoado, e esse véu que uso? Tem utilidade? Devo usar um substituto para uma máscara de aprendiz de amazona por um véu menor? Seja como for pelo menos devo tentar respeitar preceitos sagrados, até que o focinho cresça e o véu dê lugar a face de uma fera. Tsc.

Me aproximando dos outros eu os cumprimento.

-Tenzi, Carlos, Cecília, pessoal um bom dia a todos.

Puxei uma cadeira e me sentei, espero que Terra esteja ali também, percebi que ela e eu eramos as únicas pessoas armadas ali, principalmente eu, com armas de fogo e brancas, facas, uma espada com símbolo dos Cavaleiros de Aço, revólver, pistola e fuzil preso a uma bandoleira nas costa, e claro minha armadura de aço semelhante a uma urna dos Cavaleiros de Bronze.

Olhei a todos ali, tentei passar calma e fiz novamente uma brincadeira rápida

-O banquete dos heróis, quero agradecer a Deus em primeiro lugar, e a vocês, pois sem ajuda eu não estaria aqui.

Ergui um copo de água e saudei a todos.

Com Terra:
-Terra, precisamos mandar notícias ao QG dos Cavaleiros de Aço, antes de sair para o Santuário temos que ir até seu helicóptero que possui um rádio mais potente.

Com os outros ali presentes eu estava disposta a dialogar e tirar dúvidas caso alguém fale comigo.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1895
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Galahad » 13 Nov 2017, 10:44

Tenzi

Por enquanto as coisas pareciam calmas, escutava então Amaretsu chegando na mesa, junto da amiga dela, a qual felizmente também parecia bem depois do dia anterior, o que é um grande feito para qualquer um. Tenzi escutava a Amazona de Aço se dirigindo à mesa e respondia em seu tom costumeiro.

— Você também nos ajudou muito, senhorita Amaretsu, você e a senhorita Terra. Que este dia seja tão bom quando este alimento.

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1306
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Ato 1.5 ~ Caminho Pedregoso

Mensagem por Keitarô » 29 Nov 2017, 23:20

Todos juntos na mesa do refeitório, comendo o café da manhã em tranquilidade. Horas atrás, embora ninguém tivesse pensado nisso, estar novamente em paz fazendo algo tão simples pareceria impossível. Junto do grupo estavam Terra e Safira, que chegou um pouco depois, tendo esquecido algo no quarto e voltado para pegar.

Após alguns instantes, mediante o aviso de Tenzi a Cecilia, Atlas pareceu perceber a mesa como cheia de pessoas conhecidas e tratou de pegar a própria bandeja com o café da manhã para se mover até a mesa dos guerreiros do dia anterior. Pediu licença com um movimento de cabeça, um sorriso sutil e se sentou. Era um rapaz baixo, com roupas jovens que o faziam parecer um simples adolescente. Porém, possuía as sobrancelhas engraçadas da mesma maneira que Tenzi, e o cabelo de uma coloração um tanto não usual, tendendo ao platinado.

— Quem é esse? — disse Terra à medida que o jovem se aproximava. Logo em seguida ela concordou com Amaretsu que seria necessário passar ao menos um relatório oral do que havia acontecido.

— Bom-dia a todos — disse Atlas, puxando o banco para poder sentar-se junto à mesa. — Fui informado por Kátia hoje de madrugada sobre o ocorrido aqui. Lamento ter sido impotente para ajudá-los. Perdemos total comunicação com o mundo exterior ao Santuário. Quase como se Atena não quisesse que saíssemos de sua proteção. Ou talvez alguém tenha construído uma barreira, que só se dissolveu à noite.

Atlas tratou de comer mais do seu pão fazendo silêncio por mais alguns instantes, para depois continuar.

— Então resolvi vir até aqui para conhecê-los e entender melhor do que aconteceu no ponto de vista de vocês. Se Kátia não se atrasar, é para ela chegar também a qualquer momento. Ela me informou que há feridos que precisam ser levados ao Santuário. Lá, podemos tratá-los no Bosque da Fonte de Atena, que possui propriedades curativas. Receio, porém, que apenas os cavaleiros possam ir até tão fundo no Santuário…

Ele disse isso olhando para Terra, como se de alguma forma soubesse que a mulher era apenas uma militar, sem domínio do cosmo como os outros. Porém, não pareceu evitar Safira.

— Parece-me que suas armaduras sofreram danos, também. Em minha casa eu posso consertá-las — e nesse momento, observou Tenzi, como se quisesse que o santo de Compasso estivesse presente. — Mas até o horário combinado, gostaria que me contassem mais sobre tudo.
1 PD extra pelo meu atraso. Assim, 2 PDs para todos neste capítulo, até então.

Responder

Voltar para “Cavaleiros do Zodíaco Alpha”