Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Avatar do usuário
Senimaru
Mensagens: 3960
Registrado em: 22 Jul 2015, 21:23

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Senimaru » 23 Out 2016, 16:57

Judas mil desculpas mas de hj o mais tardar amanhã não passa. Estarei de folga segunda e vou adiantar tudo que está pendente.
ImagemImagemImagem


Me? Mad? Haha... quite likely!

Avatar do usuário
Rick
Mensagens: 2501
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:14
Localização: Penápolis/SP
Contato:

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Rick » 25 Out 2016, 11:30

Imagem
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17583
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Aldenor » 25 Out 2016, 12:11

Imagem
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Senimaru
Mensagens: 3960
Registrado em: 22 Jul 2015, 21:23

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Senimaru » 25 Out 2016, 15:14

..... Tava no fim do post quando o site caiu ontem..... Perdi tudo, na minha pausa eu posto mas não vai ficar como antes.
ImagemImagemImagem


Me? Mad? Haha... quite likely!

Avatar do usuário
Senimaru
Mensagens: 3960
Registrado em: 22 Jul 2015, 21:23

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Senimaru » 26 Out 2016, 21:21

Judas só por desencargo de consciência, o que eu falei lá não foi direcionado a vc. Sei que vc sabe dividir o ON do OFF, ele foi direcionado a duas pessoas em ambos os pbf que estão de implicância direta comigo e nesses casos eu prefiro simples sair e não dar trela.
ImagemImagemImagem


Me? Mad? Haha... quite likely!

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Padre Judas » 27 Out 2016, 09:09

Ah, tranquilo.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Padre Judas » 28 Out 2016, 15:31

Edvard não tem condições diretas de combater a Tormenta. Não queria, mas vou apelar pra grunts. Tentar fazer algum que resolva isso. Um batalhão de magos da Tormenta ou algo assim.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17583
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Aldenor » 02 Nov 2016, 14:41

Cecília tá no bem baum agora... é o que ela gosta! Postarei em breve.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Padre Judas » 08 Nov 2016, 09:53

Postando a ficha prévia do meu novo personagem, o Yehudiah, e seu guarda-costas (Aliado), o Gibborim. Maggot, dá uma olhada aí e me fala se eu precisar mudar algo.
YEHUDIAH
11N

(C6+K0+V7+P2+O1-D5)

Imagem

Yehudiah nasceu em Lenoriénn e foi educado pelos melhores mestres da magia élfica. Tendo nascido com a herança dos eiradaan, o jovem teve facilidade em aprender as artes arcanas. Inicialmente tendo se interessado por necromancia e invocação, Yehudiah acabou abandonando esta área em prol da oposta: estudos sobre a vida. Seu objetivo era criar vida e para isso ele debruçou-se sobre as magias ligadas à vitalidade. Mas havia um problema: magias ligadas à vida pareciam ser muito dependentes dos deuses, um tema que representava grande dificuldade para Yehudiah.

Isso porque o meio-eiradaan nunca havia se sentido particularmente atraído pelo culto ao divino. Seja Gloriénn ou mesmo Wynna, o lenoriennse apenas não se sentia apto a “tocar” essa força que era a divina. Mas Yehudiah não desistiu. Debruçou-se sobre o estudo das Energias Positivas, inicialmente procurando formas de aprimorar as magias de cura puramente arcanas que existiam.

Após seus estudos com novas formas de cura terem se revelado bem sucedidas, Yehudiah voltou-se para seu real objetivo: a criação de vida, o domínio dos deuses. E para isso elaborou um experimento envolvendo o uso, ao mesmo tempo, de Energia Positiva e Negativa, após cálculos e elaborações matemáticas que levaram anos e lhe permitiram desenvolver um rito, em tese, perfeito.

A magia começou bem, a princípio tudo parecia estar transcorrendo como previsto. Mas então algo deu errado. Yehudiah nunca descobriu o que foi. O fato é que em um determinado momento o círculo de proteção que deveria conter as energias místicas falhou. A Energia Negativa e Positiva atingiram a todos, em puro caos. Como Yehudiah era o mestre do ritual a Energia Negativa caiu sobre ele primeiro, matando-o imediatamente – desintegrando seu corpo. Mas então a Energia Positiva agiu. Os assistentes tiveram sua força vital drenada e transferida para o meio-eiradaan. Ele despertou no centro do círculo, em meio a um local arruinado, os corpos de seus auxiliares reduzidos a cinzas.

Imediatamente o lugar foi invadido. Recuperando-se rapidamente, sem nada poder fazer por seus aprendizes, Yehudiah fugiu das forças de segurança élficas que vinham para deter o “mago negro”, que “brincava de ser um deus”. Eles não conseguiram captura-lo, entretanto. O meio-eiradaan já havia partido.

Yehudiah abandonou Lenoriénn. Mudou seu nome – escolheu o de um mago humano morto séculos antes – e usou magia ilusória para disfarçar sua aparência, ocultando tanto os traços élficos e eiradaan quanto, o mais importante, a palidez e estranha aura que o cercavam, indicando se tratar de um cadáver ambulante. Pois Yehudiah ainda estava morto, isso ele podia perceber.

Longe de sua terra natal, em um reino humano vizinho, o mago pode se estabelecer em um local mais tranquilo e estudar sua nova condição. Além de sua condição clínica, percebeu imediatamente que seu poder arcano estava maior. A prática da magia em Lenoriénn deixava os elfos naturalmente mais aptos para armazenar mana em seus corpos que humanos, mas agora em Yehudiah esta capacidade havia se multiplicado. Mas não conseguia regenerar sua força mística naturalmente – aliás, nem mesmo sua força vital podia ser recuperada com descanso como era normal. Ele precisava roubar a energia dos outros, como um vampiro. Um vampiro de almas.

O mago não pôde deixar de rir com a ironia. Ele, que havia estudado a Vida com tanto afinco, era agora um morto-vivo. Apesar disso mantinha-se pragmático e superou rapidamente o que lhe ocorreu. Precisou reorganizar sua vida – ou não-vida. Mantendo alguns contatos em Lenoriénn, conseguiu recuperar parte de sua fortuna e instrumentos de laboratório. Fez contato com alguns poucos humanos e conseguiu um local para continuar seus estudos. A nova condição pouco afetava seu trabalho ou seus objetivos – ainda queria descobrir o segredo da Vida restrito aos deuses. Chegou até a considerar que o incidente no laboratório bem poderia ter sido uma represália dos divinos, ciumentos de seus resultados. Bem, ele ensinaria a eles.

Outro problema ocorreu, entretanto. A Infinita Guerra havia acabado, Lenoriénn havia sucumbido, e os exércitos goblinoides marcharam por Lamnor – incluindo o pequeno reino humano onde Yehudiah fixara residência. Novamente seus estudos precisaram ser interrompidos e ele teve que fugir. Desta vez decidiu ir o mais longe possível. Soube que havia novos reinos humanos no continente ao norte e foi para lá. Longe da guerra, onde ele poderia estudar em paz.

Ou assim pensava. Infelizmente, não se concretizou. Conseguiu atravessar a fronteira no Istmo de Hangpharstyth, mas era difícil achar um lugar onde ficar. Sempre algo aparecia para incomodá-lo. Ás vezes eram aventureiros caçando o “monstro” em sua “masmorra subterrânea” (ladrões em busca de seu tesouro, isso sim), às vezes era o próprio governo, proibindo “pesquisas ímpias que ofendiam aos deuses”. Nem mesmo na Academia Arcana encontrara apoio. Mas acabou por conseguir se estabelecer em Malpetrim, em uma torre com um vasto espaço subterrâneo. Neste, dedicou-se ao desenvolvimento de novas criaturas. Criou uma nova área da magia: a Teratomancia, a arte de criar criaturas fantásticas, “monstros”. Mas ainda havia limitações. Ele ainda não conseguia criar vida nova, do nada, apenas trabalhar com zigotos de formas de vida pré-existentes, criando versões aberrantes de humanos, goblinoides, orcs, etc. Criaturas providas com mais ou menos inteligência, apropriadas para fins específicos. Isto o frustrava.

Pouco tempo depois os deuses morreram. “Finalmente um incômodo a menos”, ele comentou com um servo – uma de suas criações, pois agora Yehudiah só mantêm suas próprias criaturas por perto. Ele continuou seu trabalho pelos anos seguintes.

E então veio a luta contra o Vestígio de Tauron, que destruiu sua casa e seu trabalho. Mesmo depois de mortos os deuses voltavam para atrapalhá-lo.

Mas Yehudiah pôde aproveitar a oportunidade para ver um Vestígio de perto e estuda-lo. Ele acredita que estas criaturas podem conter o que ele precisa, a chave para o próximo passo no trabalho de sua vida: não a simples transformação da vida, mas a criação verdadeira de novas raças. Por isso o teratomante reuniu suas coisas, convocou os poucos servos que lhe sobraram e partiu – para aprender mais. Para encontrar um Vestígio e poder estuda-lo. Agora ele ruma para Valkaria.


Características:
F0 (corte); H4; R4; A0; PdF0.
20 PVs; 56 PMs.

Kit de Personagem:
Mago Verdadeiro (Estudo intensivo*).
Vantagem Regional:
Mago Nato (completa).
Vantagem Única:
Meio-Eiradaan.
Vantagens:
Aliado (Gibborim); Arcano*; Equilíbrio Ying Yang; Genialidade*; Grunts!; Riqueza.
Desvantagens:
Insano (Dracônico); Maldição (não recupera PVs e PMs com descanso); Morto; Notívago; Poder Vingativo*; Poder Vergonhoso (Agradável)*; Ponto Fraco (arrogante).
Perícias:
Idiomas.
Magias Conhecidas:
Iniciais: Ataque Mágico, Cancelamento de Magia, Detecção de Magia, Força Mágica, Pequenos Desejos, Proteção Mágica.
Outras: Amor Incontestável; Aumento de Dano; Criação de Mortos-Vivos; Criatura Mágica; Criatura Mágica Superior; Criatura Mágica Suprema; Cura Para os Mortos; Cura para os Mortos Superior; Garras de Atavus; Ilusão; Invisibilidade Superior; Pânico; Permanência; Proteção Mágica Superior; Ondas de Vento; Recuperação; Recuperação Natural Superior; Recuperação Natural Suprema; Recuperação Superior; Recuperação Suprema; Roubo de Magia; Teia de Megalokk; Tolerância ao Horror; Transporte.

* Custo 0.
Aliado: Gibborim. Yehudiah tem um servo criado por ele, um monstro produzido a parte do zigoto de um ogro e totalmente leal a ele.
Equilíbrio Ying Yang. As forças místicas de Yehudiah são maiores que a média. Ele calcula seus PMs como Rx7.
Grunts! O teratomante criou vários servos para as mais diversas funções.

Insano: Megalomaníaco. Yehudiah acredita ser superior a tudo e todos à sua volta. Isso tende a deixa-lo temerário.
Ponto Fraco: Arrogante. O meio-eiradaan é muito arrogante e tende a abrir sua guarda. Se um oponente perceber isso recebe H+1 ao lutar contra ele.
GIBBORIM
8N

(C3+K1+V6+P2-D4)

Imagem

Gibborim é o nome dado por Yehudiah a uma classe de novas criaturas criadas por ele, versões modificadas de forma mágica e alquímica ainda nos primeiros estágios de desenvolvimento pré-natal. Existem várias versões de gibborim, mas este é o tipo mais comum, criado pelo mago para propósito de guarda e combate.

Características:
F3 (corte); H1; R3; A2; PdF0.
24 PVs; 9 PMs.

Kit de Personagem:
Primitivo (Força é tudo*, Tanque de carne).
Vantagem Regional:
Autoconfiança (PVs)*.
Vantagem Única:
Ogro.
Vantagens:
Imortal II; Técnica de Luta (Cabeçada, Direto); Vigoroso.
Desvantagens:
Desequilíbrio Ying Yang; Devoção (servir Yehudiah); Inculto*; Insano (Complexo de Culpa, Gregário); Má Fama*; Modelo Especial*; Monstruoso*.
Perícias:
Sobrevivência.

* Custo 0.
Força é tudo. Gibborim utiliza F no lugar de H em qualquer situação, exceto cálculo de FD e magias.
Tanque de carne. A criatura não precisa fazer Teste de Morte. Ao invés disso role 1d. Caso o resultado seja 6 ele está morto, mas em qualquer outro resultado ele pode continuar a agir normalmente. Sempre que sofrer dano enquanto estiver com 0 PV, precisa refazer o teste.
Autoconfiança. Seus PVs são calculados com Rx6. Com Vigoroso o cálculo sobe para Rx8.
Imortal II. Sempre que morre em uma situação de perigo, Gibborim retorna momentos depois, após a situação (combate, desastre, armadilha) acabar. Ele foi feito para durar.
Técnica: Cabeçada. Um potente golpe com a cabeça. Para isso, Gibborim gasta 3 PMs e faz um ataque corpo-a-corpo comum, mas o o oponente não considera H na FD.
Técnica: Direto. Um golpe reto e pesado. Gibborim gasta 2 PMs e duplica a F no cálculo da Força de Ataque.
Vigoroso. Gibborim é muito resiliente e calcula seus PVs como Rx7. Com Autoconfiança o cálculo sobe para Rx8.

Desequilíbrio Ying Yang. O monstro calcula seus PMs com Rx3.
Complexo de Culpa. Sempre que algo ruim acontecer com Yehudiah, Gibborim sofre -2 em todos os testes por 1d dias.
Gregário. Esta criatura é muito ligada a seu mestre e às demais crias dele. Sempre que está sozinho, ele sofre -2 em todos os testes (incluindo FA e FD).
Editado pela última vez por Padre Judas em 26 Fev 2017, 12:12, em um total de 3 vezes.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - OFF

Mensagem por Padre Judas » 09 Nov 2016, 12:22

Senimaru, vai lá matar o Edvard pra eu botar o Yehudiah em campo! :lol:
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Responder

Voltar para “Theothanatos: Requiem para os Deuses”