Revolução de Ferro - ON

Avatar do usuário
ThePortal
Mensagens: 92
Registrado em: 27 Jun 2017, 18:39
Localização: São Bernardo do Campo - SP
Contato:

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por ThePortal » 11 Out 2017, 13:01

Terminus viu Aktia e Althair se levantando, a primeira indo até a comitiva dos anões e o segundo se dirigindo ao goblin que os recepcionou. O próprio minauro cogitou tomar alguma atitude, mas manteve-se imóvel, ainda que extremamente atento. Aquilo tudo não parecia muito correto. Por um lado a disposição física do ambiente era uma armadilha perfeita e mortal. Por outro lado, todo o resto da situação era simplesmente impensável para uma armadilha: o anfitrião, os convidados, o momento... Seria o movimento perfeito se Thwor quisesse causar uma guerra total, mas Terminus não conseguia ver vantagem estratégica nenhuma em ter tantas potências diferentes em embate direto contra ele. Também era impensável que Vectorius (possivelmente uma das peças mais neutras no tabuleiro de Arton) iria se dispor a concordar com algo assim, ou mesmo ser enganado para tal.

Resolveu que aguardar mais um pouco talvez fosse o movimento correto. Contudo, por baixo dos finos trajes que recebera o monge retesava os músculos, mantendo-se atento ao menor sinal de perigo e observando atentamente todos os detalhes possíveis, da sala e das pessoas.
"Se quiser ser alguém na vida, devore os livros"
(Seu Madruga)

PbF's:
Ex-Heróis: Mathew Morgan / Borrão
Revolução de Ferro: Terminus Odehar
Contra Arsenal: O Doutor

Avatar do usuário
Senimaru
Mensagens: 3960
Registrado em: 22 Jul 2015, 21:23

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Senimaru » 12 Out 2017, 19:12

Monikka e Aktia

A resposta de Shivara deixou Aktia não muito amigável, seu semblante fechou e com um sorriso pouco amigável deu um resposta ríspida. Shivara olhava para Aktia como se fosse uma criança fazendo pirraça.
Shivara
Imagem
É bom que se lembre disso.
Aktia então se dirige a mesa dos anões dando suas saudações, todos esperam um momento até responder como se tivessem pensando em algo. O sumo sacerdote na mesa deu um bela olhada em Aktia, ela sentiu como se ele olhasse no fundo de sua alma mas logo depois se virou como se não estivesse interessado no assunto.
Moira
Imagem
Negócios com os Akatra? Nunca ouvi falar sobre tal empreendimento. Devo colocar que acho extremamente pejorativo achar que todos os anões são iguais ou vem do mesmo lugar.... mas é um erro comum da maioria dos habitantes da superficie pouco "iluminados" da superfície então a perdoarei. Pela suas palavras posso perceber que não sabe quem qualquer um aqui é.
Moira estendeu a mão para Aktia, nela poderia ver um anel de prata extremamente bem trabalhado.
Moira
Imagem
Esta na presença do Lord das Sombras Moira Darkmonn, Líder da Facção das Sombras de Doherimm.
Sua voz era centrada e imponente quando se apresentava, seu tom era normal mas Aktia podia sentir o peso de suas palavras.

Althair

Althair viu o desenrolo inamistoso entre Shivara e Aktia mas antes que pudesse agir Akita se retira da mesa indo em direção aos anões.... mas não conseguiu prestar muita atenção já que aquele sorriso do goblin lhe chamava atenção. Se levantou indo em direção a ele percebendo um pequena caixa metálica em cima da mesa onde o goblin apertou quando viu Althair se aproximar. Isso o fez parar por um instante temendo algo mas lembrou das palavras de Terminus e resolveu seguir mas com cautela. Estava quase no goblin quando seu pé bate em algo o fazendo parar, Althair levantou as mãos e sentiu um parede na sua frente impedindo que se aproximasse, ele olhou pro goblin e ele apontou pro aparato em cima da mesa. Como já estava perto o suficiente resolveu continuar o que tinha feito fazer.
????
Imagem
Sei la garoto, nunca prestei atenção na politica deste lado do continente até recentemente mas engana-se se achar que mundo vai ainda mudar. O mundo já mudou. Ele muda o tempo todo, nós tendo conhecimento sobre o fato ou não, ele não espera por ninguém.
Apesar de um tom informal o goblin não parecia desrespeitoso, sua feição ainda tinha um sorriso nela, então Althair continuou sendo um pouco mais incisivo em suas palavras.
????
Imagem
Vai saber? Talvez eu tenha lembrado de uma piada, talvez eu apenas seja um cara feliz que gosta de dar risada.... ou talvez eu saiba de algo? Um mistério... um mistério de fato.
O goblin terminou o copo de bebida o colando em cima da mesa.
????
Imagem
Mas me diga, por que tanto interesse nesse pobre goblin solitário? Senhor..... Pera ai, não é etiqueta de "vocês" se apresentarem antes e começar um dialogo como este? Hum.... jurava que tinha lido sobre isso.
ImagemImagemImagem


Me? Mad? Haha... quite likely!

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17200
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Aldenor » 12 Out 2017, 22:46

Althair intrigou-se com a "barreira" invisível, mas era esperado. O goblin parecia coloquial também, embora desagradável.
Althair
Imagem
A etiqueta não me interessa muito e imagino que pra você também não... eu sou Althair Salazar Maedoc, do Ducado de Castell, reino de Trebuck. E você?
Disse se apresentando meneando com a cabeça como quem falava com um vendedor de verduras. Depois da resposta, Althair continua calmamente.
Althair
Imagem
Quero saber apenas onde está o Thwor Ironfist... estou louco pra saber porque ele foi chutado de Lamnor.
Althair dizia com um sorriso falsamente bobo no rosto.
Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Wiccan
Mensagens: 544
Registrado em: 20 Set 2016, 10:36

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Wiccan » 15 Out 2017, 18:00

Parecia que a forma de me comportar que Shivara me indicava era tratar todos com desdém e arrogância, meu pai havia me avisado sobre a forma como os nobres fora da União lutavam com a língua e não com espadas. Tínhamos uma boa relação com comerciantes e ferreiros anões boa parte da nossa técnica de forja se deve a herança anã de Akatra e suas ruínas. Porém novamente etiqueta e respeito eram coisas que não faziam parte do convívio social da nobreza anã assim como os demais. Apenas sorri com a ofensa.
Imagem-Perdoe minha falta de "iluminação" por não reconhece-la Lady Darkmonn, afinal nunca fui a Doherinn e poucos nobres anões desciam ao status de comerciante de armas, erros são comum quando não se tem contato como achar que todos na superfície são ignorantes ou pior, achar que todos os bárbaros são selvagens e acéfalos.
Olhei para a mesa onde estava o goblim por cima do ombro , Althair falava com ele, minha curiosidade para saber do que tratava a conversa quase me fazia ignorar a presença ilustre a minha frente.
Imagem-A facção das sombras possui uma posição visionaria até onde eu consigo ver, na minha falta de 'iluminação'" apenas sei que anões tem uma forte ligação com seus ancestrais e tradições, firmes e convictos como uma pedra, mas ao meu ver a senhora esta lapidando essa pedra para levar a raça a um novo caminho. Fiz o mesmo em Akatra, mas em vez de criar uma sociedade com clima separatista consegui unir o moderno e o tradicional juntos, hoje o povo selvagem, agressivo e analfabeto que vivia em Akatra foram transformados em pessoas civilizadas e eruditas com a ajuda de meu pai, mas sem deixar as tradições de lado, um povo precisa ainda ter suas raízes para que sua historia não se perca no tempo.

Olhei novamente por cima do ombro para Althair e o Goblim, eu teria que adiquirir muit experiencia ainda sobre a corte e a nobreza fora de Akatra,, precisava saber como essas pessoas pensavam para saber lidar com elas.

Imagem-Bem, desculpe importuná-lo, devo retornar a minha mesa antes que nosso ilustre convidado bugbear chegue. Desejo que seus planos na superfície lhe traga o que procurar Lady Darkmonna, não tenho conhecimento sobre armas de fogo ou pólvora, mas será sempre bem vinda em Akatra para podermos conversar com mais calma acredito que meu pai compartilharia da sua forma de pensar. Com a sua licença...
Me afastei ainda de frente por poucos metros com um sorriso simpático no rosto, voltando a ficar seria enquanto retornava a minha mesa , queria evitar qualquer resposta ríspida demais ou acabaria criando uma situação delicada. Sentei-me e tomei um gole da minha bebida, encarando Shivara por um tempo me virei para Terminus.
Imagem
-Me tire uma duvida Terminus, minotauros são conhecidos por serem metódicos em relação a politica e diplomacia. Eles também possuem esse protocolo da nobreza de tratar tudo e todos com desdém e inferioridade? Parece que meus trajes criam um tipo de barreira mágica onde quem se dirige a mim torna-se ignorante.
Imagem

Avatar do usuário
ThePortal
Mensagens: 92
Registrado em: 27 Jun 2017, 18:39
Localização: São Bernardo do Campo - SP
Contato:

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por ThePortal » 15 Out 2017, 21:29

O monge ponderou durante alguns segundos sobre a pergunta de Aktia - não porque não soubesse o que responder, mas pensando na melhor forma de fazer isso. Quando começou a responder, teve o cuidado de usar um tom respeitoso e baixo, o suficiente para não ser entreouvido por outras delegações, mas claro o suficiente para os que estavam em sua mesa, incluindo Shivara.
Terminus
Imagem

A imensa maioria de meus contatos com minotauros ocorreram no furor da batalha e da espionagem, Aktia. Lidei quase nada com o que se poderia considerar o alto escalão de Tapista e então do Império para te responder com propriedade. Dito isso, como povo de forma geral os minotauros efetivamente se acham superiores. Logo, eu diria ser muito provável esse ser o caso entre seus líderes e representantes.
Tomou fôlego e prosseguiu com uma dose extra de cautela em seguida.
Terminus
Imagem

Mas do pouco que sei desse universo de diplomacia, devo avisar que você DEVE esperar um tratamento desses. A aspereza deles não tem relação com suas roupas, na verdade. Ou com suas palavras. Ou com seu reino de origem. Na verdade tudo isso são apenas as desculpas deles, são os motivos de fachada para entrar em sua mente. Aqui somos um grande elefante atacado por uma revoada de abutres ousados. Se você permitir eles vão mergulhar e arrancar um pedaço da sua carne. E a dor vai fazer você abaixar ainda mais sua guarda e eles vão continuar atacando até que não reste nada de você. Não dê essa chance a eles. Não permita que isso afete você, ou estaremos derrotados antes mesmo de erguer um dedo.

Como você, preferia resolver isso de forma mais direta. Mas aprendi com os anos que devemos nos preparar para tudo. Até para segurar as palavras, engolir o orgulho e abrir bem os olhos.
Terminus deixou um leve sorriso e tocou o ombro de Aktia muito levemente e muito brevemente. Voltou a olhar brevemente pela sala (parando por um instante em Felticitus novamente), terminando em Althair e o goblin. Algo ali efetivamente não cheirava bem...
"Se quiser ser alguém na vida, devore os livros"
(Seu Madruga)

PbF's:
Ex-Heróis: Mathew Morgan / Borrão
Revolução de Ferro: Terminus Odehar
Contra Arsenal: O Doutor

Avatar do usuário
Senimaru
Mensagens: 3960
Registrado em: 22 Jul 2015, 21:23

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Senimaru » 18 Out 2017, 04:54

Monikka e Aktia

Depois da primeira resposta de Aktia, Berrin a fitou claramente com raiva e se levantou.
Berrin
Imagem
"Descer ao status de comerciante de armas"? O que você disse sua.....
Mas antes que pudesse continuar, Moira interrompeu-o.
Moira
Imagem
Basta Berrin. Discutir agora levará a nada, principalmente com alguém que não sabe do que esta falando.
Berrin votou a sentar, Aktia meio surpresa com a reação de Berrin continuou.... mas claramente sua atenção estava em outro lugar e isso não passou despercebido.
Moira
Imagem
... Conselho antes de ir. Quando for tentar puxar conversa com alguém, tente um assunto que realmente saiba falar sobre.... E não se engane achando que o Tradicional e Moderno podem andar juntos.... Acabei de sair de uma guerra que prova o contrario.
Althair

O goblin arqueou a sobrancelha quando ouviu a resposta de Althair.
Struxx
Imagem
Apesar de realmente não gostar de falar empolado, sei que todo local tem suas regras... Alguém da sua "estatura" deveria saber disso..... A propósito, sou Struxx Blackfuse, Engenheiro Chefe da Aliança de Ferro.
O goblin dava uma tragada enquanto Althair continuava.
Struxx
Imagem
Vai saber.....
Struxx soltava lentamente a fumaça enquanto olhava pro sorriso falso dele quando as portas se abriram com um supetão e 3 humanoides adentraram a sala. Um deles todos conheciam, o senhor do local que estavam reunindo, Vectorius, outro era o maior humanoide que qualquer um ja viu, maior até que o gigantesco Sumo-sacerdote de Tauron, o líder da Aliança da Ferro, Thwor Ironfist...... atras deles alguém totalmente revestido de metal, nem o rosto aparecia.
Struxx
Imagem
Porque não pergunta diretamente para ele?... Isso se tem coragem mesmo garoto.
==================================================================================================================================================================================================================

Imagem

Os dois lideres falavam enquanto se dirigiam a mesa. Falavam números, como se tivessem combinando algo.
Vectorius
Imagem
35.
Thwor
Imagem
15.
Vectorius
Imagem
30.
Thwor
Imagem
20.
Vectorius
Imagem
25.
Thwor
Imagem
22.
Vectorius
Imagem
Temos um acordo.
Vectorius se dirigiu a uma da ponta das mesa enquanto Thwor chegava a outra. Seus grupos se levantaram se sentando perto de seus lideres.
Vectorius
Imagem
Senhoras e Senhores, desculpe por faze-los esperar. Por favor, venham a mesa para começarmos o que viemos fazer.
Com o chamado de Vectorius os outros grupos se levantaram se dirigindo a mesa, depois de todos sentados Vectorius continuou.
Vectorius
Imagem
Vamos então ao que interessa. Thwor, como a reunião foi sua ideia....
Vectorius terminou com um gesto a Thwor indicando-o a falar.
Thwor
Imagem
Vamos manter isso curto e simples. Antes de me instalar na União Purpura eu vaguei por Arton. Observei suas cidades, seus povos, seus heróis.... E cheguei a conclusão que se a Aliança Negra tivesse invadido essa parte do continente, todos vocês teriam caído. O reinado, o Império, a Liga, até sua cidade anã debaixo da terra..... Tudo isso porque vocês pararam no tempo. Suas cidades, povos, heróis e mais importante sua tecnologia são todas arcaicas. O que nos leva a minha simples proposta, eu trago a vocês o futuro e o fim da Aliança Negra.... Então quem quer negociar?
Ele deu uma pausa, dando um longo gole de água fazendo um sinal para o goblin. Struxx em resposta retirou um pequena caixa metálica do bolso que cresceu quando ele a apertou, com outro aperto ele a abriu, retirando vários papeis que foram passados a todos na mesa. Os papeis falam sobre um revolução industrial a base de energia a vapor, algo que ninguém tinha visto ou pensado antes. Um exemplo dados nos documentos era de um veiculo metálico que seria capaz de viajar grandes distancias com grandes cargas em pouco tempo.... eles o chamam de trem.
ImagemImagemImagem


Me? Mad? Haha... quite likely!

Avatar do usuário
Wiccan
Mensagens: 544
Registrado em: 20 Set 2016, 10:36

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Wiccan » 19 Out 2017, 14:20

Terminus era sábio, suas palavras foram convincente,s um jovem sem grandes riquezas, simples mostrou mais etiqueta e coerência que os nobres com que falei. Dei um outro gole preparando para falar com Terminus sobre suas palavras quando viu a sombra gigante adentra a sala acompanhado do prefeito de Vectora, franzi o cenho e o acompanhei com os olhos por todo o caminho até ele se sentar na grande mesa no centro, todos sentaram e a reunião oficial deu inicio com a fala do bugbear, eu apenas o encarava enquanto ele falava, respirei fundo tentando manter o controle das minhas emoções. Tentei não demonstrar minha indignação ao ouvi-lo falar "instalou" em vez de " invadiu" como se tivesse sido convidado.

Encarei o pedaço de papel a minha frente com desenhos rústicos provavelmente para não revelar totalmente que tipo de tecnologia era aquela. Mas olhando aquilo e o fato de que o general temido por todos esteja querendo compartilhar uma nova tecnologia que lhe da clara vantagem contra todos naquela sala, porém eu não me importava com nada daquilo eu apenas queria meu povo livre e minha cidade de volta. Era claro que a alta corte era um ambiente cheio de veneno e fui criada em um ambiente onde por mais que você odiasse seu inimigo ele deve ser respeitado e a falta de respeito daquelas pessoas era a unica arma que possuíam.

Imagem-Irei me adiantar antes que os nobres importantes comecem as negociações para adquirir tal tecnologia e esqueçam as ações que levaram a essa reunião de fato. O reinado vem monitorando as atividades da Aliança Negra a algum tempo, assim espero eu. Então do nada o General Imortal que até algum tempo era uma lenda decide vir ao norte, invadir um reino e simplesmente compartilhar uma tecnologia que o colocaria em clara vantagem contra nós. Ou és um general honrado e pretende igualar as coisas ou isso é algum tipo de estrategia militar.Então por que fazer isso, quais as suas intenções? Você não se instalou na União, você invadiu, um claro ato de guerra, não vou negar o movimento estratégico de tal ataque, afinal a União possui um instabilidade politica que pode ter facilitado isso, temos um histórico, porém pessoas morreram, filhos, filhas, pais, mães. Uma matança desnecessária, você cita que atravessou os reinos, nos observando, então saberia que a União Purpura possui uma regra de sucessão bem clara, mate o rei e rei serás. Você sozinho com o poder que tem e com o disfarce que usou para passar por todas as fronteiras sem ser notado, bastaria vencer o Alto Rei da união purpura que todos os outros iriam segui-lo com receio da lenda que o cerca. Ninguém ousaria desafia-lo e nenhum sangue seria derramado, mas foi derramado, vi meu povo ser massacrado, assassinado, vi pessoas se ajoelhando com medo tendo que escolher entre morte ou servidão.
Me levantei, havia algo em minha mente me incomodando, meu pai decidira se curvar a Thwor? Ou ainda era prisioneiro? Ele estava muito donte e isso poderia pesar em uma decisão.
Imagem

-Eis minha proposta General, não sei se meu pai fez um acordo e não ligo da sua presença como Alto Rei da União Purpura lideres vem e vão, o meu povo é minha prioridade e a unica coisa que eu quero nesse momento é garantir que todos estão em segurança e Akatra continue prosperando , por isso que você deve pagar pelo crime que cometeu, pela invasão e pelas mortes que tirou, sendo talvez o futuro Alto Rei da União é sua responsabilidade ressarcir pelos danos que causou e libertar os prisioneiros e principalmente devolver Akatra para mim e meu povo em troca...
Respirei fundo e olhei diretamente nos olhos do general, ele era intimidador, assustador e bastava uma mão para esmagar meu cranio, porém se sacrifício era necessário então me sacrificaria.
Imagem-A principal fonte de riqueza de Akatra são suas forjas e suas minas, temos ótimos engenheiros de guerra, ferreiros e mineiros como também ótimos guerreiros. Se aceitar minha oferta Akatra apoiará, se ficar, o seu governo e a sua nova Aliança.
Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17200
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Aldenor » 19 Out 2017, 16:46

A conversinha atravessada com o goblin Struxx era divertida. Althair falava com um sorriso cínico, o goblin respondia meias verdades de maneira cretina. Mas tudo teve fim com a chegada dos protagonistas da tarde. Althair sentiu-se compelido a estufar o peito, erguer o nariz e franzir o cenho. Lorde Vectorius era um homem famoso, alguém poderoso, imponente, um aventureiro do passado e respeitável prefeito de uma das mais importantes cidades de Arton.

Mas Thwor Ironfist tinha sua própria aura de imponência. Era literalmente um monstro. Um homem alto, peludo, de feições bestiais, mas seus olhos denotavam inteligência e astúcia maligna. Era uma das maiores ameaças de Arton... pelo menos no passado. Quando Althair era criança só ouvia falar de sua lendária Aliança Negra e como ele dizimou diversos reinos humanos de Lamnor, além da cidade élfica, engatilhando uma sequência de tragédias para a raça de Glórienn.
Althair
Imagem
Glup!
Não tinha como se manter impassível. Althair engoliu seco antes de se juntar aos demais. Franzia o cenho para manter um aspecto de seriedade, mas sentia o suor na testa e nas axilas. Pigarreou algumas vezes.

Thwor Ironfist era uma lenda viva e agora estava ali, diante dele, tentando negociar "tecnologia", essas coisas perigosas que os goblins de Valkaria inventavam.

Mas quando a bela Aktia se pronunciou tão determinada, Althair a olhou com assombro. Era ainda mais atraente daquela forma tão decidida. Mostrava calma, mas ao mesmo tempo era incisiva e direta ao ponto. Mostrava o que pensava, mostrava o que queria e ainda deu uma curso de caminho para o entendimento, onde ninguém saísse perdido. Aktia era, de fato, uma grande diplomata, embora jovem.

Althair, entretanto, não podia concordar com tudo. Para ele, não havia acordo, não havia trato com Thwor Ironfist e seus dissidentes. Althair cercou-se de toda coragem que encontrou, olhou para Aktia com um sorriso de quem agradece e fala.
Althair
Imagem
Olá a todos. Eu sou Althair Salazar Maedoc, do ducado de Castell em Trebuck e sou o porta-voz da família.

Digo que é uma honra estar presente diante de tão importantes e ilustres figuras do Reinado, do Império, de Doherimm, da Liga e além.
Ele diz fazendo uma pausa para respirar antes de continuar.
Althair
Imagem
Venho dar meu apoio total à Aktia e na restauração de Akatra como um povo livre novamente. Tendo isso em vista, gostaria de atentar para o passado recente do General Imortal. Estou certo de que não preciso lembrá-los... de seus crimes contra a humanidade. Thwor Ironfist pode ter genuinamente um desejo de se integrar como um de nós, o que eu duvido, mas não podemos simplesmente passar uma régua no passado tão facilmente. Lamnor possuía reinos inteiros populados, cheio de vida e Thwor os destruiu totalmente com sua Aliança Negra. Exterminou toda a vida não-goblinoide de lá, usando sobreviventes como escravos. E destruiu a nação dos elfos. Anos depois, ameaçou invadir Tyrondir tomando Khalifor e agora, depois de mais alguns anos, vem até aqui, expulso de sua Aliança Negra por qualquer que seja o motivo... pedir para ser considerado um de nós?
Althair agora sentia-se como se flutuasse, certo de suas palavras. Olhou para o General Imortal.
Althair
Imagem
Não somos como você.

Neste ponto, venho a ter uma leve discordância com Aktia. Seus crimes são grandes demais para serem reparados por indenizações ou para que se torne elegível a qualquer cargo político no Reinado.
E então Althair parou de falar. Deixou de propósito a insinuação no ar.
Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
ThePortal
Mensagens: 92
Registrado em: 27 Jun 2017, 18:39
Localização: São Bernardo do Campo - SP
Contato:

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por ThePortal » 20 Out 2017, 07:20

Terminus acompanhou cuidadosamente o desenrolar dos fatos desde que Thwor entrou no recinto. Olhou os papéis brevemente, mas não fez um esforço fenomenal para tentar entendê-los: como habitante de Tollon, tinha conhecimento de como lidar com madeira, mas praticamente nada sobre ferro e metais, que diria uma tecnologia tão complexa. As palavras de Aktia e Althair deixaram-no desconfortável pela situação, imaginando que Shivara provavelmente iria ter com eles por isso. No entanto, ele seria o primeiro a concordar que as ações de Ironfist eram completamente criminosas e o bugbear merecia nada menos do que uma execução sumária, junto com todos os seus aliados. Ponderou sobre como deveria responder, se deveria guardar silêncio e esperar um momento mais oportuno, ou se deveria se manifestar. Cogitou seriamente a primeira opção mas depois lembrou-se o principal motivo pelo qual foi escolhido pela ex-rainha como membro de sua comitiva: desestabilizar os minotauros. E algo naquilo tudo também continuava incomodando o minauro...
Terminus
Imagem

- Peço a licença de todos para me dirigir a vocês e desculpas pela rudeza, mas devo acrescentar algo aos relatos de Aktia e Althair. Sou Terminus Odehar, do Reino de Tollon (*dando ênfase na palavra "reino*). Venho junto com a comitiva do Reinado, e devo dizer que, embora as palavras de ambos meus companheiros sejam diretas e talvez soem impertinentes, não deixam de carregar uma verdade que todos aqui devem ter em mente, independente da diplomacia estabelecida. Não há como negar a invasão de um membro soberano do Reinado por uma força invasora, e que além de tudo, utilizou de estratégias escusas que pouco tem relação com um combate justo.
Enquanto expressava seu ponto de vista, Terminus fitava Thwor diretamente (o que exigiu muito de seu autocontrole, pois a simples presença do bugbear era aterradora). Contudo, ao mencionar a invasão, fez questão de também direcionar olhares para os representantes do Império, em especial o Legado. Continuou.

Terminus
Imagem

No entanto, embora estes pontos tem que serem tratados - e suponho que todos aqui presentes tenham a ciência disso - no esforço de tentar me ater ao objetivo desta reunião, eu tenho uma dúvida importante, e que talvez alguém mais letrado que este humilde defensor queira discorrer melhor. Pouco entendo do tipo de equipamento aqui descrito, mas não é preciso ser um sábio para saber que há vantagens preciosas nisto. Mas ninguém,de um verme a um deus, faz coisa alguma sem propósito. Eu falho em ver qual vantagem o senhor Ironfist e seus aliados tem em fornecer uma proposta dessas para todos nós. Especialmente considerando que, se utilizasse para uso próprio, essa "revolução" traria uma vantagem estratégica incomparável se resolvesse prosseguir com sua invasão.

Em resumo, gostaria muito de saber o que vem após a frase "em troca disso" que deve vir a seguir.
"Se quiser ser alguém na vida, devore os livros"
(Seu Madruga)

PbF's:
Ex-Heróis: Mathew Morgan / Borrão
Revolução de Ferro: Terminus Odehar
Contra Arsenal: O Doutor

Avatar do usuário
ISMurff
Mensagens: 3260
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:50

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por ISMurff » 21 Out 2017, 18:12

Monikka observa a revolta de Berrin com a jovem humana. Ela entende o sentimento do velho anão. "Descer ao status de comerciante de armas" feria os sentimentos dele. Embora tenha considerado isso apenas como um ato deselegante de humana com provável origem bárbara, a história poderia ter sido outra se o ofendido em questão fosse o patriarca dos Shadowaxe. Monikka não teria deixado passar sem uma retratação da jovem. Isso serviu para alerta-la sobre as sutilezas dessas negociações. Nunca fez o tipo politizado, ela se sentia deslocada ali. De toda forma, se antes era indiferente aos humanos presentes, Monikka agora se posta pouco disposta a conversar com quem quer que seja. Não que fosse fazer isso mesmo... Ela beberica um pouco da bebida oferecida. Sentia falta de uma boa cerveja anã.


=========================================================================================================================================================================================

Monikka ouviu atentamente as explicações do general globinoide. Ao analisar o veículo apresentado pelo pequeno goblin, ela não deixa de observar a semelhança com o projeto das carruagens anãs que transportam a população de Doherimm pelas principais cidades do reino. Mas diferente destas, não havia nenhum tipo de tração animal (ou monstruosa no caso dos delvers). Tudo era alimentado por uma espécie de motor a vapor. Tecnologia que a jovem desconhece e que a intriga imensamente. Após analisar os desenhos por um momento, ele se volta para Berrin e sussurra para o velho representante da guilda.
Imagem
- Somos capazes de produzir algo deste tipo?
"Barbárie é o estado natural da humanidade. A civilização não é algo natural. É um capricho de circunstância. O barbarismo há de triunfar sempre no final."

- Robert E. Howard

Responder

Voltar para “Revolução de Ferro”