Ascensão & Queda - ON

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5196
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Ascensão & Queda - ON

Mensagem por John Lessard » 20 Dez 2016, 10:00

Prólogo
A Brigada Vermelha não nasceu como um grupo típico. Aldred Castell Maedoc III conheceu Sabbah, sete anos atrás em Petrynia, quando se uniram a um guerreiro de Collen, uma abençoada de Sszzass e um arcanista vingativo para salvar uma nobre que havia caído nas mãos de um cultista. O grupo não ia bem, e a tensão entre Aldred e Sabbah só crescia, assim como conflitos constantes com a abençoada. Depois de mais uma missão onde a garota quase pôs tudo a perder, Sabbah a capturou e a torturou, forçando sua saída em fuga do grupo.

Posteriormente, em uma missão em Ahlen, Aldred num ato desmedido e não pensando acabou matando Alice, a abençoada de Sszzass, o que lhe forçou a retornar para casa e repensar sua vida de aventureiro.

***

Sabbah por sua vez, se desvinculou da ordem criminosa da qual fazia parte, indo atrás de suas origens, a Tormenta. Porém, como uma forma de redenção, ao invés de abraçar a tempestade, o garoto passou a combatê-la, aprimorando suas habilidades.

***

De volta a vida de aventureiros, um Aldred mais experiente esbarrou em um problema com minotauros em Petrynia, afinal ficou sabendo que sua irmã liderava algo para a resistência na mesma época. Em sua luta contra a opressão e escravidão se viu em apuros agora que não tinha um grupo para ajudá-lo, quando foi auxiliado por um inimigo declarado do Império, o pirata Edvard. O rapaz concordou em seguir viagem com o pirata em busca de novas aventuras.

***

Na costa de Tyrondir, os novos parceiros ajudaram um grupo de refugiados da Aliança Negra e o grupo que os ajudava a fugir. Um cruzado de Kally, um ranger devoto de Tenebra, uma abençoada de Wynna e uma lutadora loira, Fenyra. Aldred e a moça se aproximaram durante a viagem e passaram a viajar juntos desde então.

***

Edvard deixou todos em solo e partiu para uma rota mercante, prometendo que iriam se encontrar dentro em breve. Ele mal sabia que se envolveria com um mago maligno em Wynlla e cairia nas graças da nobreza, tendo a oportunidade de construir um dos poucos navios voadores de toda Arton.

***

Enquanto viaja junto de Fenyra por Tollon e ela visitava a terra natal (embora dominada pelo Império), Aldred esbarrou num súbito ataque de trolls. Investigando encontrou-se com um grupo que procurava por mulheres desaparecidas e suspeitavam que fossem trolls. Ele era composto com um anão cruzado de Keenn, um humano arqueiro, uma garota barda, um metamorfo e ninguém menos, ninguém mais que o arcanista que o ajudou a resgatar a nobre em Petrynia algum tempo atrás, Kain.

Juntos encontraram um feiticeiro da raça desconhecida Finntroll. Num primeiro momento se trataram como inimigos, porém logo perceberam que os trolls agiam sozinhos e uniram forças contra uma verdadeira horda de monstros plantas inteligentes.

Ao final, conheceram o feiticeiro como Yazeh e resolveram os maus entendidos. O grupo seguiu seu caminho atrás das mulheres, sobrando apenas os três. Aldred recebeu uma mensagem de que algo de ruim acontecia em Petrynia, algo muito perigoso. Com a idade, se tornou mais sábio e pediu ajuda do Finntroll, que achou interessante ir junto. Antes de partir ainda enviou uma mensagem a Edvard.

Imagem

***

Em Malpetrim, Edvard causou correria e espanto ao chegar com Carcará voador e agora como corsário do Reinado, mas ali ele não precisava se preocupar com o Império. O pirata se encontrou com Aldred e Fenyra e com o mais novo companheiro, Yazeh. Juntos foram encontra com uma jovem centaura, que precisava de ajuda e que fora indicada por uma conhecida de Aldred, a clériga de Marah, Victoria.

A jovem xamã pediu ajuda com acontecimentos estranhos na Floresta dos Kobolds e para achar sua mestra, Odara. O grupo partiu e logo perceberam que estava lidando com a Tormenta que infestava a região. Em meio ao avanço tortuoso se depararam com uma figura misteriosa que os ajudou a derrotar e salvar Odara. Figura essa que Aldred conhecia bem: Sabbah. Ele parecia diferente, com todo seu ódio e maldade contidos por uma disciplina artificial. Vencendo o orgulho, decidiram trabalhar juntos e ir contra o verdadeiro inimigo.

Dentro de uma caverna corrompida, enfrentaram Sayekk, um lefou de poder absurdo, detentor de muitas formas. No fim conseguiram vencer, com algum custo. Todos puderam ver que poderiam confiar em Sabbah, uma vez que lutou ao lado deles e ainda salvou a vida de Fenyra.
Mais calmos e de volta a Malpetrim, discutiram por horas numa mesa de taverna.

Imagem


No fim acabaram se tornado a Brigada Vermelha.

E eram invencíveis.

***

A Brigada seguiu viagem a bordo do Carcará em busca de novos desafios, quando encontraram um grupo iniciante, composto por três indivíduos: Lucas, um garoto franzino e estudioso das artes arcanas; Bran, um jovem guerreiro nobre, alto e ruivo e Mary. A irmã mais nova de Bran e praticamente das artes da cura.

Mary era um exemplo vivo de bondade e não violência. Via Aldred e Fenyra como irmãos mais velhos, Yazeh como um tio chato que ela adorava, e nutria sentimentos mais profundos por Edvard, embora nunca dissesse, mas todos percebessem.

Com auxilio, a Brigada Vermelha adentrou uma Necrópole em Sambúrdia, enfrentando hordas de mortos vivos. No último salão, entretanto, não esperavam encontrar um das Quatro Crias do Abismo, o Rei Caído. A luta foi árdua, e apenas houve vitória com o sacrifício de Mary.

Mesmo com a vitória, eles saíram derrotados.

Imagem

A Brigada Vermelha se separou.

Episódio 1 – Reencontro
Imagem
Beloaço é uma cidade prospera, embora não o suficiente para que seja notável o suficiente para que apareça nos mapas. Situada em Zakharov, perto da fronteira com Deheon e aos pés das Montanhas Uivantes é fria o ano inteiro, até mesmo em seus raros dias ensolarados. Uma cidade circundada por casas que variam de um a dois andares feitas de pedra cinza, o forte da família Highforge permanece ao fundo, perto das montanhas, família esta que afirma ter sangue anão correndo em suas veias. Família a Brigada Vermelha conhece até que muito bem.

A cidade em si tem uma aparência deprimente, o frio aliado á constante neblina causa um constante arrepio ou vontade de permanecer em casa. A visão se perde no forte cortante empurrando uma neblina que nunca acaba. Sendo possível notar uma úncia coisa: as chamas das forjas palas frestas do castelo.

Aldred vislumbrou o forte famoso ao aproximar montado em Pé-de-Pano. Fenyra agarrada a sua cintura firme, ambos sendo recebidos com uma lufada de vento frio cortante no rosto. Sentir-se protegido pelas vestes era uma sensação boa de defesa. Pararam alguns segundos quando uma sombra passou por eles. Do alto, descomunal. Aldred não pôde deixar de sorrir ao ver o Carcará deslizando pelos ares.

Do alto, sendo alvejado pelo frio cortante Edvard não fazia ideia de que Aldred e Fenyra estavam lá embaixo, se aproximando também. O corsário agarrou uma corda e ponderou o que aquele chamado poderia significar. Olhou para sua tripulação, para Anne pilando o Carcará com mestria e para Marj. Não importava, tinha confiança neles.

***

Yuzeh sempre teve sede de poder e curiosidade de ver o mundo. Toda aquela gana por conhecimento, que muitos poderiam confundir com os estudos de um mago, era apenas ele, o curioso fintroll que agora vivia na superfície. Porém, o que poucos sabiam era que ele tinha feitos amigos e que o último ano fora todo dedicado á aprimorar seus poderes mágicos natos, para que certo episódio não voltasse a se repetir. Aquela vitória amarga em Sambúrdia.

O feiticeiro estava não absorvido olhando aquela estante de livros, que não percebeu a figura de negro parado no canto, coberta por uma armadura peculiar e olhos vermelhos. Silencioso, Sabbah, ou como era conhecido, Kurze, não dizia nada. Aquele tempo de violência e tortura haviam passado. Ele ainda possuía seus demônios e para muitas pessoas ele mesmo era um, porém convertera toda sua raiva e zombarias em técnicas especificas para o combate contra o verdadeiro inimigo.

A sala era ampla e ali ambos esperavam Bran Highforge, o irmão da doce e falecida Mary. Um ano e agora ele pedia ajuda com algo. As paredes eram cobertas de livros, no térreo, assim como no segundo andar, onde havia uma plataforma ornamentada de madeira. Nos espaços vazios, armaduras e armas de uma forja impecável, afinal, era dali que vinha a pequena fama e a fortuna da família.

A porta se abriu e por ela entraram Aldred e Fenyra, dando de cara com Yuzeh e Sabbah. Era impossível que o sentimento de companheirismo não voltasse, um ano depois, para melhorar, a porta havia sido aberta mais uma vez e de lá surgiram Edvard e Marj, confiantes.

Servos falaran algo sobre Bran chegar logo, mas isso não importava, a Brigada Vermelha estava junta novamente.
Editado pela última vez por John Lessard em 21 Dez 2016, 21:37, em um total de 1 vez.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por Padre Judas » 22 Dez 2016, 10:46

O Carcará cortava as nuvens em direção à Beloaço. Apoiado em uma corda, Edvard Orelov observava, seus olhos fixos à frente.

Um ano havia se passado desde o desastre em Sambúrida e a vitória pírrica contra o Rei Caído. Mary estava morta. Bran o havia chamado, assim como aos demais membros da Brigada. O bando estava se reunindo novamente.
Marjorie D’Acourt
Imagem
- Então aqui estamos.
O corsário virou-se. Estava sorrindo.
Edvard Orelov
Imagem
- Sim. Hora de reencontrar nossos camaradas e completar a família novamente.
Marjorie “Marj” D’Acourt entrelaçou seu braço com o do amante. Também sorria.
Marjorie D’Acourt
Imagem
- Vejo que está bem animado.
Edvard Orelov
Imagem
- Sim, estou! Já faz muito tempo. Já era hora de... deixarmos o passado para trás.
Marjorie D’Acourt
Imagem
- Mas vamos rever Bran.
Edvard Orelov
Imagem
- Mais um motivo para alegria. Vai ser bom encontra-lo novamente. Me pergunto se Lucas estará lá também. Nunca mais soube dele depois...
A frase ficou inconclusa. Marj colou ainda mais seu corpo ao do capitão e sorriu para ele, confiante.
Marjorie D’Acourt
Imagem
- Vamos descobrir.
Neste instante a pilota gritou.
Anne Bast
Imagem
- Chegamos, capitão!
Edvard Orelov
Imagem
- Muito bem! Iniciar processo de decida e atracagem! Célio, Ashod, preparem o elevador!
Célio Castelvana
Imagem
- Sim, capitão!
Ashod
Imagem
- Sim, senhor!
Os garotos rapidamente prepararam o sistema que permitia há alguém subir ao navio ou descer ao solo sem a necessidade do mesmo tocar o chão. Um curioso dispositivo planejado por Krig, um dos carpinteiros do navio, e que recebeu alguns ajustes de sua colega, Alaunirra.
Edvard Orelov
Imagem
- Thor, o navio é seu até nós voltarmos!
Thor Orelov
Imagem
- ‘Xá comigo, mano! Manda um abraço para o pessoal!
Edvard e Marjorie despediram-se e partiram rumo à casa de Bran Highforge.
A casa tinha dois andares e era bonita. Lembrava um pouco ao corsário sua própria casa, agora perdida em Hershey. Com as Guerras, ele teve que tirar sua família de lá e leva-los para a segurança em Malpetrim. Provavelmente a casa e seus bens estavam nas mãos imundas de algum tapistano ou da corja que lambia seus pés. Um dia ele voltaria para lá para retomar o que pertencia aos Orelov. E os ladrões pagariam com sangue. Muito sangue.

Um servo levou-os ao grande salão.
Edvard Orelov
Imagem
- Então aqui estão vocês! Onde estiveram escondidos todo esse tempo?
Marjorie D’Acourt
Imagem
- Olá, gente!
O marinheiro riu alto, como era seu costume. Puxou Aldred para um abraço caloroso, abraçando também Fenyra, após esta ter cumprimentado Marj. Apertou a mão de Yuzeh e Sabbah. Tirou uma garrafa de uma bolsa e passou para Aldred.
Edvard Orelov
Imagem
- Aqui está aquele vinho de Vitália que lhe prometi, Aldred. Tem um sabor único, pode acreditar! Cara, as uvas de lá são do tamanho de laranjas! Nem pergunte sobre o tamanho das melancias...
Olhou ao redor, procurando mais alguém.
Edvard Orelov
Imagem
- Onde está Bran?
Um servo informou que o “mestre” viria em breve. Ed assentiu e sentou-se sem cerimônias em uma cadeira qualquer.
Edvard Orelov
Imagem
- Bem, e então? O que vocês andaram fazendo neste ano?
Editado pela última vez por Padre Judas em 22 Dez 2016, 12:51, em um total de 1 vez.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17581
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por Aldenor » 22 Dez 2016, 11:08

Antes.

Aldred abria os olhos lentamente, respirando fundo antes de se sentar sobre a cama luxuosa da Estalagem Águia Dourada. Nu, coçou o cabelo e a barba robusta antes de se levantar para se espreguiçar. Olhou de soslaio para Fenyra dormindo sob os lençóis. Sorriu antes de se encaminhar para o banho.

Não demorou muito para Fenyra abrir a porta do lavabo do quarto - um luxo que somente uma estalagem como o Águia Dourada de Malpetrim poderia oferecer - com cara de poucos amigos. Estava nua, mas não fez menção de se juntar ao banho.
Fenyra
Imagem
Chegou um pergaminho. É de Bran.
Aldred arregalou os olhos e saiu da banheira de cerâmica apressadamente, quase caíndo.
Fenyra
Imagem
Cuidado, Aldred.
Disse séria, ajudando o amante a se estabilizar. Aldred nem pegou uma toalha para se secar e já estava no centro do quarto lendo o pergaminho.
Aldred
Imagem
Fenyra, precisamos de um cavalo.
O sorriso foi de orelha a orelha. Fenyra mantinha-se séria.

***

Viajaram todos os dias a cavalo.

Aldred e Fenyra haviam gasto boa parte dos tibares de ouro restantes para fazer a Águia Dourada como sua "base de operações", por isso não compraram teleporte mágico para aquela ocasião. Viajariam sobre um cavalo simples, de pelagem branca. Aldred o chamava de Pé-de-Pano.

A planície se estendia pelo horizonte com poucas formações rochosas. Estava propício para a cavalgada. Aldred guiava em um dia, Fenyra no outro. A noite eles paravam para descansar o cavalo, pois eles mesmos sentiam que poderiam seguir adiante, dias sem parar. Méritos de aventureiros tão experientes. Aldred mantinha-se empolgado com a possibilidade de reencontrar o grupo. Será que todos atenderiam o chamado? Será que Edvard estava brincalhão como sempre? Será que Marjorie ainda o colocava nos trilhos? De certa forma aquele casal lembrava ele mesmo e Fenyra. Lembrou-se de Sabbah... ou melhor, Kurze. Era melhor chamá-lo por Kurze. Sabbah era um nome de recordações ruins de um passado distante. Lembrou-se do enigmático e ácido Yuzeh com suas tiradas sarcásticas e seus trolls fedidos. Estava realmente ansioso para revê-los.

Mas Fenyra viajava com poucos risos, sempre com olhar distante e uma seriedade pétrea. Um dia, Aldred percebeu e comentou enquanto esquentavam seus coelhos fritos numa fogueira no meio de uma floresta, à noite.
Aldred
Imagem
Tu parece que não quer vê-los.
Fenyra esperou de mastigar a carne, olhando fixamente para Aldred, antes de responder.
Fenyra
Imagem
Eu quero vê-los, é claro. Mas você que parece não entender muito bem a situação. Provavelmente este reencontro não é só para rever velhos amigos. Provavelmente é algum problema. E... bem... é o Bran.
Aldred deitou-se sobre o enorme saco de dormir com as mãos atrás da cabeça e passou a encarar as estrelas no espaço que as copas das árvores permitiam.
Aldred
Imagem
Eu sei, eu sei. Não quis pensar nisso... as lembranças ainda são vívidas para mim, mas evito encará-las. Você, como sempre, prefere ser mais prática e encarar de frente.
Sorriu fechando os olhos. Fenyra jogou os ossos do coelho no chão e deitou-se no ombro de Aldred. A perspectiva do reencontro abrir velhas feridas fez Aldred dormir pouco e acordar bem antes de Fenyra.

***

Muitos dias se passaram na cavalgada. Pé-de-pano, o cavalo, já estava até mais magro depois de passarem por planícies eternas em Zakharov quando não havia pasto e as cenouras haviam acabado. Nos dias finais Aldred estava tão entediado que chegara a cair do cavalo enquanto guiava. Fenyra guiou nos últimos dias até avistarem Beloaço no horizonte. Não foi muito difícil entrar no lugar onde os demais estavam reunidos. Aldred não teve tempo de cumprimentar quem via primeiro, pois logo Edvard apareceu com Marjorie.

Aldred abraçou calorosamente o corsário com risos e depois fez uma mesura zombeteira para Marjorie antes de abraçá-la. Ele também ficou feliz ao ver o sorriso de Fenyra após abraçar Marjorie e estender a mão para Edvard. Em seguida, os demais. Aldred abraçou Yuzeh e apertou a mão de Kurze... ou Sabbah. Todos os chamavam de Sabbah.

Edvard tirou uma garrafa de vinho e Aldred riu daquilo.
Aldred
Imagem
Cara, você lembrou! Que sensacional.
Ele pegou a garrafa e mostrou empolgado para Fenyra. A mesma devolveu um sorriso.
Fenyra
Imagem
Obrigada, Edvard.
Disse, educada. Aldred notava que ela estava fechada novamente, apenas com uma casca de educação aparente. Quando um servo falou que Bran viria em breve, Aldred deu um cutucão delicado no ombro de Fenyra, para tentar fazê-la se preocupar só depois e não de véspera.

Quando Edvard pergunta sobre o ano, Aldred suspira olhando para os lados.
Aldred
Imagem
Olha, cara, muita coisa aconteceu. Umas coisas até que boas, mas a maior parte foi um ano bem merda. Esse 1415 passado vai entrar para a história como o pior ano de todos.
Fenyra olhava somente agora para os demais colegas. Viu Sabbah em um canto, imóvel como sempre. Yuzeh em outro. Antes que Aldred começasse a falar efusivamente do que não devia, ela se dirigiu para Marjorie com um sorriso educado e polido.
Fenyra
Imagem
E vocês, como foi a visita ao mundo dos deuses?
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por Padre Judas » 22 Dez 2016, 13:58

Aldred
Imagem
Olha, cara, muita coisa aconteceu. Umas coisas até que boas, mas a maior parte foi um ano bem merda. Esse 1415 passado vai entrar para a história como o pior ano de todos.
Edvard apoia o mão sobre o ombro do amigo e balança a cabeça, compreensivo.
Edvard Orelov
Imagem
- Entendo... que merda, heim? Ei, mas pense pelo lado bom...
Ele abre os braços e um sorriso rasga seu rosto.
Edvard Orelov
Imagem
- ... estamos juntos de novo e ninguém pode nos deter!
Fenyra
Imagem
E vocês, como foi a visita ao mundo dos deuses?
Marjorie D’Acourt
Imagem
- Bem, é uma boa prova de que os “deuses” não passam de criaturas bastante egoístas. Era de se esperar que o mundo de um “deus benévolo” fosse um paraíso, mas alguns deles parecem formas muito particulares de infernos. Como Ordine. Ou mesmo Vitália! Com exceção dos elfos, a maioria das pessoas vive como homens-das-cavernas. A sorte deles é que lá a cura parece fluir mais rapidamente. É um fenômeno curioso que deveria ser estudado. E nem falei de Odisseia...
Edvard Orelov
Imagem
- Ah, Marj, Odisseia é legal, vai.
Marjorie D’Acourt
Imagem
- Pra nós, talvez. Somos aventureiros, gostamos de problemas. Mas e para as pessoas comuns? Tudo é difícil, tudo exige esforço e traz riscos. Até matar uma barata é um desafio!
Edvard Orelov
Imagem
- Hahahaha! Está falando daquela barata na Bandeira Amarela em Nova Íthaca!
A doutora balança a cabeça, afirmativamente.
Edvard Orelov
Imagem
- Bem, é verdade, a maioria dos planos não é exatamente convidativa para pessoas comuns. Pyra mesmo é um lugar horrível, cheio de fogo e quente como... oras, como o Inferno! E quem morre lá fica preso! Não pode sair! Me diz se isso não é o Inferno? As coisas explodem do nada e pessoas morrem... pra voltar no instante seguinte! Sério, até o ar explode!

- Mas no geral é divertido, realmente. É aquela coisa: são bons lugares pra se visitar, mas eu não gostaria de morar lá. Bem, alguns lugares não são bons nem pra visitar. Como Venomia.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17581
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por Aldenor » 22 Dez 2016, 15:09

Aldred riu da descrições de Marjorie e Edvard.
Aldred
Imagem
Muito bom, amigos. Muito bom. Acho que está mais do que na hora da gente conhecer os mundos divinos também. O que eu sei é apenas de relatos de viajantes e coisa parecida. Eu e Fenyra mesmo não fomos para esses lugares.
Fenyra o olha já sabendo o que falaria.
Aldred
Imagem
Os devotos de Hippion e Khalmyr devem ir para que reino divino? Allihanna ou Khalmyr mesmo? Tava querendo dar uma visitada lá.
Fenyra põe a mão sobre o ombro de Aldred para confortá-lo. O homem fala com um tom triste na voz.
Fenyra
Imagem
Senhor Aldred, o pai dele faleceu ano passado. Foi o que afastou Maryanne da linha de frente da Resistência contra o Império. Voltou a morar com a mãe em Valkaria.
Comentou olhando para os dois. Aparentemente o dois casais eram mais próximos do que com os demais. O fintroll se juntara há muito tempo ao grupo, mas era mais distante e Sabbah... bem, Sabbah não dava muita impressão de ter traços emotivos.
Fenyra
Imagem
Eu pouco entendo sobre planos, deuses e coisas afins, com exceção de minha deusa Valkaria. Mas acho que a alma do senhor Aldred deve estar se adaptando à nova vida. E talvez ir lá tão recentemente não seja uma boa ideia.
Aldred mirava o chão e resmungou qualquer coisa antes de voltar a falar com um sorriso fraco.
Aldred
Imagem
Bom, fora isso, nós nos envolvemos no Conselho Regente de Malpetrim no lugar de Maryanne. Enfrentamos algumas criaturas muito poderosas de outros planos. Acredito que eram demônios...
Fenyra
Imagem
... eram diabos. Diabos dracônicos.
Aldred
Imagem
... vindos de Werra...
Fenyra
Imagem
... vindos de Drashantyr...
Aldred
Imagem
... que eram invocados por clérigos de ... Kallyadranoch. Claro que eram de Drashantyr, então. Dã. Bom, desbaratamos um conclave desses clérigos que deixaram suas diferenças momentaneamente de lado para se unirem e invocarem forças poderosas para seu deus. Tanto tapistanos quanto malpetrinianos estavam em apuros. Aliás, todo o Império sofreria uma grande derrota caso os planos deles dessem certo. E eu cheguei a achar que não deveríamos intervir...
Fenyra
Imagem
Mas obviamente isso seria leviano da nossa parte, né, Aldred?
Fenyra sorriu com olhos de malícia, esperando-o continuar.
Aldred
Imagem
É, seria uma merda. Pessoas inocentes morreriam nas mãos desses... diabos. Intervimos, matamos todos. E salvamos o Império. Yey.
Ergueu a mão fingindo um ânimo. Fenyra revira os olhos, mas sorri para Edvard e Marjorie.
Fenyra
Imagem
Ele está remoendo isso há um tempo. Imagino que não seria fácil para vocês também, se tivessem que salvar o Império. Mas vidas inocentes estavam em jogo. Pessoas comuns etc.
Aldred ri um pouco amargurado. Mas ergue as sobrancelhas ao lembrar-se de algo.
Aldred
Imagem
Ei, eu também esbarrei com uma informação muito boa. Mas é meio que segredo. Só pra quem é... hmm... combatente.
Ele ri meio sem jeito quando Fenyra o olha de soslaio.
Fenyra
Imagem
Agora fala, ué. Eles podem saber.
Aldred ergue as mãos espalmadas para eles.
Aldred
Imagem
A primeira regra é não falar sobre...
Fenyra
Imagem
Regra idiota. É um torneio. Basicamente, um campeonato realizado na surdina por combatentes de enorme poder para decidir quem fica com o título de Guerreiro de Arton. Atualmente o campeão é aquele gladiador famoso de Tapista. O Máquius. E o garotão aqui quer entrar no circuito eliminatório.
Aldred põe a mão sobre a testa. E depois a encara pondo as mãos na cintura.
Aldred
Imagem
Ora, como se tu não quisesse participar também.
Fenyra o abraça para beijá-lo.
Fenyra
Imagem
Claro que quero. Só eu posso te deitar.
Aldred fica um pouco corado... mas ri.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Kairazen
Mensagens: 751
Registrado em: 04 Jan 2014, 18:42

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por Kairazen » 22 Dez 2016, 19:57

Yuzeh estava absorvido em seus estudos na Grande Academia Arcana, desde o fatidico combate em Samburdia ele viu que ainda estava fraco, que sabia pouco desse mundo, e se culpava pela morte de Mary, mas seu tempo na Grande Academia foi de grande avanço, ficou fascinado por ter sido aceito, e mais ainda pela quantidade de alunos das mais variadas raças, tendo encontrado ate alguns finntrolls no campus. Passava seus dias meditando e estudando, alem de conversar com os outros professores do campus, trocando informações sobre os mais variados assuntos. Um ano de treino mostrou resultados, não via a hora de reencontrar seus amigos, o tempo na Grande Academia Arcana o fez ficar mais sociavel, embora as respostas rápidas e ácidas ainda lhe viessem rápido quando perdia a paciencia.

Estava meditando quando foi interrompido pelo mensageiro, estava pronto para perder a paciencia por ter sido interrompido ate que viu o conteudo da mensagem, a Brigada Vermelha estava se reunindo novamente, a pedido de Bran. Não pensou duas vezes e começou a montar as malas, mas antes de ir embora visitou Talude e o agradeceu por tudo, prometendo voltar quando pudesse, e partiu para o Beloaço, local da reunião.

Mesmo encontrando alguns perigos no caminho, nada que ele e seus trolls não pudessem transpos, chegando em Beloaço antes de seus amigos, rever Bran fez com que as memorias do combate com o Rei Caído voltassem a sua mente, uma falha em sua honra, uma coisa que jamais permitiria que se repetisse. Ficou feliz e não pode conter isso ao rever Sabbah, lhe dando um grande abraço. A chegada de Edvard e Aldred Apenas aumentou isso, cumprimentou Aldred com um aperto de mão, sabia que ele ainda tinha certa desconfiança sobre ele, mas deu um grande abraço em Edvard, sabia que ele não recusaria, fez uma mesura para as parceiras de ambos e os deixou conversando, enquanto ia se servir de um copo de vinho, então se virou e perguntou para Edvard:

Imagem

Diga-me Edvard, passou por Terapolis? É um dos reinos dos deuses que mais tenho ansia de conhecer.

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por Padre Judas » 27 Dez 2016, 09:44

Aldred
Imagem
Os devotos de Hippion e Khalmyr devem ir para que reino divino? Allihanna ou Khalmyr mesmo? Tava querendo dar uma visitada lá.
Fenyra
Imagem
Senhor Aldred, o pai dele faleceu ano passado. Foi o que afastou Maryanne da linha de frente da Resistência contra o Império. Voltou a morar com a mãe em Valkaria.
O corsário pensa em fazer um comentário mordaz sobre os deuses, mas se detém diante da informação de Fenyra.
Edvard Orelov
Imagem
- Olha, Aldred... eu realmente não sei te dizer. Vi devotos de deuses bem díspares em mundos improváveis. Diabos, eu até transportei passageiros entre os mundos. Seu pai... ele era um aventureiro, então acho que independente do mundo onde fosse ele daria um jeito de não ficar lá por muito tempo! Hahaha...
Ele dá um tapinha nas costas do amigo.
Edvard Orelov
Imagem
- Vamos voltar a viajar juntos! Quem sabe não topamos com ele por aí?
Ele escuta sobre a missão em Malpetrim e o tal torneio.
Edvard Orelov
Imagem
- Vocês salvaram Malpetrim e há pessoas muito boas por lá, inclusive meus pais, então sou grato! Danem-se os chifrudos, o deles está guardado!

- Sobre o torneio... nah, não sou chegado nesse tipo de combate. Cheio de regrinhas, todo limpinho. Mas me avisem quando for acontecer que vou lá apostar em vocês!
Ele abraça Yuzeh efusivamente.
Imagem
Diga-me Edvard, passou por Terapolis? É um dos reinos dos deuses que mais tenho ansia de conhecer.
Edvard Orelov
Imagem
- Sim, comprei alguns livros lá pra vender em Mágika e Odisseia. Lugar interessante. E perigoso! Nunca imaginei que uma biblioteca pudesse ser perigosa! Hahahaha!

- Podemos visitar lá também, é claro. Eu sempre gosto de fazer essas rotas entre os mundos. Sabe, dá pra comprar coisas baratas em alguns mundos que ao serem vendidos em outros – incluindo Arton – dá um lucro muito bom!
Marjorie D’Acourt
Imagem
- Terápolis também é meu mundo favorito. Há tanto para se aprender por lá! Encontrei uns livros de Medicina incríveis!
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2134
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por Maggot » 28 Dez 2016, 09:51

Imagem
- Sabe qual o problema? Vocês falam demais.
Kurze se ergueu de sua posição no canto da sala, seu corpo coberto inteiramente pela escura armadura fora da qual ele não era visto a anos. Aquilo era uma segunda pele. Nem mesmo os cabelos loiros eram vistos, apenas seus marcantes olhos vermelhos sob a mesma, lhe conferindo uma imagem mais demoníaca do que a de muitos habitantes do abismo. Apertou a mão de Aldred sem retirar a manopla, deixando as garras da mesma expressarem a emoção que normalmente era reservada ao contato próximo entre conhecidos.

Ele ainda se perguntava porque havia voltado. O trabalho havia concluído. A garota havia morrido, mas ela fora uma casualidade infeliz. Nada mais, nada menos. Mas ele nunca diria isso. Encarou Edvard. Em outros tempos, outros mundos, suas personalidades tão opostas os levariam a ser inimigos talvez. O cumprimentou, e voltou a meditar, apenas falando uma vez através da voz metálica que saía de dentro do elmo:
Imagem
- Marah e Lena... Visitou os reinos delas?
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por Padre Judas » 28 Dez 2016, 11:19

Imagem
- Sabe qual o problema? Vocês falam demais.
Edvard encarou Sabbah através do elmo.
Edvard Orelov
Imagem
- Você nunca relaxa, não é? Podia pelo menos tirar o elmo...
Imagem
- Marah e Lena... Visitou os reinos delas?
Edvard Orelov
Imagem
- Sim... Vitália é um lugar bonito – Marj comentou sobre ele. Serena... é uma festa! Hahahaha! Mas é meio chato, nunca há brigas por lá. Nem mesmo aquelas agradáveis de tavernas.
Marjorie D’Acourt
Imagem
- É um bom lugar para pessoas comuns.
Edvard adota um tom de voz mordaz.
Edvard Orelov
Imagem
- E para tiranos. Uma ditadura perfeita, sem ninguém capaz de erguer-se para contestar a dominação de déspotas populistas e enganadores. Ovelhas a espera de seu tosquiador.
Mas ele dá de ombros em seguida.
Edvard Orelov
Imagem
- Bem, verdade que é melhor que a média. É um bom lugar pra viver se você quer passar a eternidade cultivando orquídeas.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5196
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Ascensão & Queda - ON

Mensagem por John Lessard » 02 Jan 2017, 19:12

Episódio 1 - Reencontro

Reunidos naquela sala, mesmo depois de um ano, todos se tratavam como se não se vissem há apenas uma semana, embora ainda perguntassem (alguns) sobre o que os outros andaram fazendo neste tempo em que ficaram separados. Alguns serviçais retornaram com cerveja escura e vinho e carne seca em tiras. A família de Bran era bem rústica. O jovem vinha de uma linhagem forte de armeiros e que gostava de se gabar de que havia sangue anão em suas veias. Ninguém nunca soube se isso era realmente verdade, embora o homem fosse bem robusto, mas não baixo. Por sua vez, Mary não lembrava nada uma anã. De qualquer maneira, se fosse um fato verídico, a garota havia puxado totalmente para predominância humana dos Highforge.

A porta abriu-se com força, parado lá estava um homem grande e robusto, olhar endurecido, porém amigável. Ostentava uma cabeleira e um barba farta de um um ruivo alaranjado. Impossível não perceber também, a tatuagem azul no rosto, sua pintura de guerra, algo que a família levava muito em consideração, por sua amizade com uma tribo bárbara das Uivantes. O homem tinha um pedaço do tronco musculoso a mostra, com mais um pouco da pintura azul, a outra metade estaca coberta por um tecido quadriculado cinza com preto. Usava calças pesadas e botas de couro rígido. Sob as costas uma capa de peles, acinzentada. Sorriu e abriu os braços.
Imagem
- Eu estou enxergando bem?! Todos vieram? Todos! Está vendo isso Lucas?
O homem avançou para Aldred e o envolveu com seus braços, num abraço apertado, erguendo seus pés do chão, o aventureiro pôde sentir um leve cheiro de rum.

Mais atrás mais uma figura conhecida, porém esta tinha menos da metade do tamanho do outro. Era um jovem de cabelos castanhos, com roupas bem cortadas e costuradas. Por cima de tudo um sobretudo escuro, de um tecido macio e resistente. O rosto era calmo, e esboçava um sorriso ao mesmo tempo tímido, quando perspicaz.
Imagem
- Olá pessoal! Faz algum tempo já.
Lucas fazia parte do antigo grupo iniciante junto de Mary e Bran. Era um rapaz extremamente inteligente, que gostava de conversar sobre diversos assuntos, embora, perto de Bran parecesse acanhado.

O homenzarrão seguiu por cada membro ali presente. Pegou a cabeça de Fenyra com as duas mãos e lhe beijou a testa (esse era um costume em sua família), passou para Edvard e também o ergueu com um abraço. Em Marj repetiu o beijo na testa, e não deixou de soltar quando abraçou Yuzeh:
Imagem
- Como é leve!
Perto de Kurze, pousou a mão em seus ombros, e bateu na armadura.
Imagem
- Excelente armadura, EXCELENTE!
Ele então olhou com admiração para cada um, com Lucas se colocando ao seu lado.
Imagem
- É tão bom tê-los aqui, tão bom vê-los novamente... Agora em circunstâncias melhores.
Sua voz mais baixa ao final da frase.
Imagem
- Depois daquele fatídico dia retornei para casa, para trazer... Para trazer o corpo de minha irmão ao seu lar. Meu... Pai não suportou a dor por muito tempo, fiquei então responsável por tudo e também não queria mais saber da vida de aventureiro. Foi um período difícil, mas tive sorte desse magricela do Lucas está aqui comigo.
O rapaz riu.
Imagem
- Precisei de um tempo também e o castelo é grande, Bran conseguiu uma sala para ser meu laboratório.
Imagem
- Mas temo que precise de ajuda.
Neste momento seu semblante ficou sério.
Imagem
- Tenho tomado conta do castelo e das pessoas aos meus cuidados, tenho feito meu melhor... Porém, há algumas semanas perdemos contato com um forte de minha família adentrando as Uivantes. Ferrofrio é um castelo modesto, porém foi construído sobre uma enorme mina de gelo eterno há décadas atrás e o minério parece nunca acabar. Preocupado que algo tivesse acontecido, enviei alguns homens para investigar, porém apenas um deles retornou de lá. Buckhard era seu nome, guerreiro valente e habilidoso, porém tudo que restou do homem ao retornar foi um breve lembrança do que fora.
Bran socou um mesa próxima irritado.
Imagem
- Ele apenas balbuciava coisas incoerentes e dizia que eles iriam nos matar. Nenhum dos curandeiros sabia o que ele tinha, então constataram que havia enlouquecido. E eu errei, quando o tive como inofensivo, enquanto me preocupava com o próximo passo a ser tomado quanto ao forte. Certa noite ele atacou uma de minhas serviçais e depois pulou da torre mais alta.
O homem parou alguns instantes, quando Lucas tomou a palavra.
Imagem
- Outras coisa preocupante foi isso...
Ele apanhou algo no canto, logo colocando uma espada corroída e uma armadura n mesa em cima da mesa.
Imagem
- Buck retornou com seus equipamentos dessa maneira... Isso é uma armadura e uma espada forjadas em Beloaço, não são destruídas com facilidade.
Bran cruzou os braços sério.
Imagem
- Exatamente, senhores! Armas e Armaduras excelentes são forjadas aqui. Depois desses fatos decidi pedir ajuda á vocês, os heróis mais poderosos que conheço, não quero arriscar a vida de mais homens e temo não ter poder para enfrentar o que que seja que haja lá, não quero que aquilo volte á acontecer por minhas limitações...
Lucas percebeu o engasgo do outro e completou.
Imagem
- Bran pede a ajuda de vocês, para investigarem e acabarem com a ameaça que se encontra em Ferrofrio. Ele promete ser eternamente grato e oferecer o que estiver ao seu alcance, seja armas e armaduras da mais alta qualidade, gelo eterno ou que quiserem.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Responder

Voltar para “Ascensão & Queda”