As Ruínas de Alkav [Finalizada]

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1870
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: As Ruínas de Alkav

Mensagem por DiceScarlata » 08 Abr 2019, 20:39

Angra Cabelos de Fogo
Imagem

- Morrigan e Ullster é um prazer conhecê-los.

*Ofereceu um sorriso e um aceno com a cabeça ao cumprimentar e então respondeu a Morrigan, acariciando o escudo com a imagem de um grifo em chamas*

- Obrigada pelo aviso Srta. Morrigan, era algo que eu não sabia. Entretanto, não deixarei de carregá-lo, pois é um simbolo de um de meus lares e de uma de minhas professoras. Não quero ofender as pessoas de Namalkah e nem negar minhas origens... Precisarei pensar...

*Cruzou os braços olhando para o céu*

- E obrigado pela gentileza, sr...?

*Referindo-se ao moço que não se apresentou ainda, esperando saber como chamá-lo. Então direcionou-se ao convite de Ullster*

- Entendo. És um caçador. Respeito muito sua profissão e ficaria grata em ajudá-la nesta busca. Por voto pessoal não me permito matar, mas sei da tua importância. Conte comigo.

*Olhou para os demais*

- Pode ser perigoso... O que decidem ?
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17596
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: As Ruínas de Alkav

Mensagem por Aldenor » 09 Abr 2019, 11:37

Os aventureiros logo se aproximaram a uma distância segura, mas suficientemente perto para uma conversa. Estavam buscando se conhecer, atraídos pela oportunidade de formarem um grupo. Gabriel ouvira as histórias de antigamente, quando aventureiros eram mais comuns e agiam em grupo. As canções dos bardos sempre falavam de heróis e seus grupos agindo em conjunto contra um mal maior.

A estranha mulher de olhos amarelados o perguntou como chegou à sua afirmação de todos serem aventureiros. Gabriel quis responder como uma obviedade, pois eram pessoas armadas no meio dos ermos em viagem. Ninguém em sã consciência faria algo assim, apenas aventureiros. Mas logo ela se desviou para a linda mulher em armadura, enquanto o sulfure revelava várias coisas.
Gabriel
Imagem
Caçador de... Lupan?
Nunca ouvira falar dessa divindade. Na verdade nem tinha certeza se era mesmo uma divindade. Será que os deuses eram diferentes naquele tempo? Podia ser um deus menor...

Angra, então, respondeu aos dois irmãos revelando um pouco mais sobre si. O que deixava ele e o homem loiro como os misteriosos. Gabriel havia revelado seu nome, mas o outro apenas que precisava encontrar alguém que o ajudaria em Palthar. Angra ainda se propôs a ajudar o caçador e sua estranha irmã na busca de um monstro, um amálgama de outros animais.

Não houve muito o que ponderar. Fizera a mesma coisa duas vezes desde que chegara a este tempo. Não seria diferente agora.
Gabriel
Imagem
Eu emprestarei minha espada a vocês, se quiserem.
Gabriel tirou sua espada tamuraniana, a chuan, de suas costas. Tinha a lâmina reta e larga como uma espada longa, mas era fina e flexível. Apontando para os pés de Ulster, o sulfure, Gabriel meneou a cabeça, selando o acordo.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: As Ruínas de Alkav

Mensagem por Mælstrøm » 09 Abr 2019, 19:59

Capítulo Um: Um Encontro na Planície

Imagem

Os aventureiros mediam-se uns aos outros e decidiram andar juntos até a capital do Reino dos Cavalos. Apesar das poucas palavras, a inspiração trazida por elas, principalmente por Angra e Ulster, tornaram viável uma aproximação de todos presentes, até mesmo de Brynjolf, o mais desconfiado e misterioso entre eles.

Após encherem seus cantis, molharem os rostos e beberem da água, os cinco começaram a se guiar pela trilha de terra batida por incontáveis cascos até a estrada formada de pedras, numa planície um pouco mais elevada de onde eles estavam.

Porém, o ruído de cascos e gritaria de algazarra chamou atenção de todos. Ao subir para a planície da estrada, viram, no baixo relevo, um grupo de centauros rodeando um anão caído sentado, com o olho roxo sangrento. Eram criaturas grandes, com corpo de cavalo e uma parte humanoide peluda de traços bestiais no rosto. Riam com o sofrimento do anão, enquanto empunhavam grandes lanças. Nos seus peitos nus, cruzavam-se a tira de couro da aljava cheia de flechas e o arco de envergadura simples, apesar de gigante para o tamanho deles.

Imagem

O anão, sentado no chão, limpou o sangue que escorria de sua boca. Tinha uma roupa de couro comum, botas resistentes empoeiradas, um cinto grosso e faixas nas mãos, mas nenhuma arma à vista. Ele acabou vendo os aventureiros na estrada.
Imagem
Ajudem-me!
Os centauros, então, lançaram olhares ameaçadores aos aventureiros.

Imagem
Iniciativa: Rodada 01
Angra 25 <<<<< SUA VEZ
Brynjolf, Ulster 20
Gabriel 17
Morrigan 14
Anão
Centauros
Nota do Mestre:
Todos estão desarmados no momento, exceto Brynjolf que tinha o arco composto em mãos.
Dados dos Personagens: Inventário, XP, Riquezas
Imagem - Brynjolf Frey <> PV: 24 PA: 1 CA: 20 <> Condição:
Imagem - Morrigan <> PV: 12 PM: 17¹/0 PA: 1 CA: 13 <> [Imagem - Omen <> PV: 6 CA: 14 <> Condição:] <> Magias preparadas: 1 — Alarme, área escorregadia, identificação, compreender idiomas, detectar portas secretas, sono, causar medo, armadura arcana, disfarce ilusório, leque cromático, escudo arcano, retirada estratégica; 2 — Mapear, augúrio x2, detectar pensamentos, localizar objeto <> Orientação: 3 <> Condição: sandálias¹
Imagem - Ulster <> PV: 30 PA: 1 CA: 17 <> Armadilhas preparadas: 0 <> Condição:
Imagem - Angra Cabelos de Fogo <> PV: 35 PA: 1 PM: 10 CA: 20 <> Música de barda: 5 <> Fúria: 1 <> Condição:
Imagem - Gabriel Maedoc <> PV: 36 PA: 1 CA: 18 <> Grito de kiai: 3 <> Condição:

Próxima Atualização: Cada jogador tem 24 horas para postar seu turno.

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1870
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: As Ruínas de Alkav

Mensagem por DiceScarlata » 10 Abr 2019, 01:48

Angra Cabelos de Fogo
Imagem

*Angra transformou seu Manto em uma capa. Pelo menos poderia cobrir seu rosto em uma tempestade. Seguiu junto de novos viajantes dos quais apenas sentiu amigabilidade. Normalmente Arton era um mundo de problemas e sempre haviam perigos e enganadores. Mas ela tinha boa intuição... E podia detectar o mal, como uma soldado divino. Estaria bem com aqueles viajantes, pelo tempo que durasse o trajeto*

*Trocou conversas amenas. Gostava de Morrigan, era bom conversar com outra garota e os rapazes eram animados. O clima estava bom. Juntos poderiam encarar um desafio ou outro. Inclusive um pedido de socorro*


- Vamos!!

*Correu com os viajantes, até se deparar com um anão espancado e um grupo de violentos centauros. Aquilo não era bom*

- Tsc... Normalmente eu prefiro as palavras ao invés do aço mas creio que a emergência clama por nós. Podem me ganhar um tempo ? Se puderem prometo fazer valer a pena!! Explico depois.

*Falava com firmeza e coragem,, como alguém que já passara por aquilo muitas vezes. Com o escudo no braço e a espada ainda na bainha, a apoiou no chão e fechou os olhos. Imediatamente uma aura flamejante passou a envolveu seu corpo. Chamas cálidas que a mais ninguém queimavam. Uma oração as cinzas.*

*Uma oração a Thyatis*


"Eu caminharei sob asas de Thyatis"
"Para que quando caído, me erga"
"Quando ferida, me cure"
"E na morte, retorne das cinzas"

"Somos a ordem dos paladinos cinzentos"
"A ordem do fogo rubro da esperança"
"Somos o calor gentil"
"A forja da esperança"
"A luz da vida"
"A chama imortal!"

"Desconheço a morte desconheço a dor"
"Apenas queimo... ETERNAMENTE!"

____________________________________________
Ladainha de combate no primeiro turno
Editado pela última vez por DiceScarlata em 11 Abr 2019, 23:24, em um total de 1 vez.
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9065
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Brynjolf Frey

Mensagem por Padre Judas » 10 Abr 2019, 09:09

Imagem

Brynjolf olhava a moça de maquiagem pesada conversando com o vazio.
Brynjolf Frey
Imagem
“Ela se pinta igual aquela taverneira que conheci em Quallist. Mas parece meio louca, coitada.”
Angra Cabelos de Fogo
Imagem
– E obrigado pela gentileza, sr...?
Brynjolf Frey
Imagem
– Brynjolf Frey é meu nome, senhorita Angra. Prazer em conhece-la.
Pensou na proposta. A grana estava curta, precisava do dinheiro...
Brynjolf Frey
Imagem
– Bem, acho que está tudo bem. Quanto vão pagar pelo serviço?

– Caçador de Lupan? Desculpe, não conheço. É alguma sociedade de caçadores?
Imagem

No fim decidiram seguir em frente juntos. Era o habitual, Brynjolf mesmo já havia feito isso algumas vezes. Descobrira que aventureiros eram bem mais amistosos que os criminosos com que costumava andar e realmente começava a preferir o contato com eles. Um dos motivos para querer mudar de profissão.

Encontraram confusão logo à frente e a situação se revelou hostil. O primeiro pensamento do ladino foi sair correndo, mas percebeu rápido – estavam a pé, os adversários eram centauros. Sem chance de fugir. Só restava combater. Além disso, bastou uma olhada rápida para os novos colegas para notar que eles não abandonariam o anão em apuros. A serva de Thyatis pediu tempo e começou a orar.
Brynjolf Frey
Imagem
– Muito bem! VAMOS LÁ!
Com rapidez moveu-se para a frente de Angra e disparou contra um dos centauros.
Off:

Reforçando: a pronúncia de Brynjolf é "Brin-iolf". Fala tudo junto, mas não combina o "n" com o "i".

Movimento para H3, ataco Centauro 1.

Arco +6+1 tiro certeiro, rolado 11, total 18. Dano 1d6+3+1 tiro certeiro, rolado 3, total 7.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Lucena
Mensagens: 4033
Registrado em: 13 Jan 2015, 21:24

Re: Brynjolf Frey

Mensagem por Lucena » 10 Abr 2019, 10:52

Parecia que o grupo de estranhos queria ser parte da caçada. Isso era bom, pois as feras podiam ser coisa demais para um caçador só.
Brynjolf Frey
Imagem
– Bem, acho que está tudo bem. Quanto vão pagar pelo serviço?

– Caçador de Lupan? Desculpe, não conheço. É alguma sociedade de caçadores?
Imagem
- Acho que está havendo um mal entendido aqui, não há nenhum pagamento ainda, só um dever sagrado. Claro, não há nada impedindo ninguém de pegar recompensas se a criatura for procurada, não dá pra se viver só da mata afinal. E também podemos vender qualquer coisa que conseguirmos extrair da presa.
- E sim, somos uma sociedade de caçadores, modelando nossos costumes e habilidades aos do falecido Deus Lupan.
*****

A confusão eram centauros atacando um anão indefeso, pelos seus códigos, Ulster não poderia deixar isto continuar. Mas também havia algo de estranho no ar.
Imagem
- Esse centauros não se parecem com nenhum que já conheci, a cara está toda errada, bestial!
- Mas não tem tempo para isso, precisamos salvar o anão!
Disse enquanto corria e tirava um frasco de vidro de seu casaco, sem perceber derrubando seu machado no chão.
Imagem
- Se esconda, ok senhor Estou-caído-e-desarmado?
Disse enquanto jogava o fraco no ar, indo quebrar aos pés do anão e liberando uma vasta nuvem de fumaça que escondia até mesmo os centauros de vista.
Imagem
- Eu sei que isso parece ruim, mas eles não vão atirar em nós e o anão tem chance de fugir. A fumaça sumirá logo, mas se preparam para eles avança-!
-Péra! Cadê o meu machado?
Ulster se move para I4 e tenta sacar Machadinha enquanto isso, rola 1 natural e deixa a arma cair.
Ulster joga a bomba de fumaça em P4, jogada 16, acerto.
Everything Lives!

Código: Selecionar todos

[quote="Pelleas"][img]https://i.imgur.com/qkSeY1p.png[/img]
 [/quote]

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17596
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: As Ruínas de Alkav

Mensagem por Aldenor » 10 Abr 2019, 13:42

Gabriel seguia com o grupo, todos respeitando certa distância. Aventureiros eram mesmo fascinantes, pois se entregavam a uma pseudo amizade para buscar um objetivo em comum, deixando de lado diferenças que possam existir, mas que ainda não havia tempo hábil para serem conhecidas. Apesar disso, mantinham uma distância respeitosa, onde todos podiam ter tempo para reagir a uma traição, uma emboscada uns com os outros.

Pensando nisso tudo, Gabriel se viu em uma estrada de pedra, rochosa. Tinha sua chuan guardada nas costas, bem como suas outras armas ocultas. Via as costas de Angra e seus cabelos flamejando como fogo ao sabor do vento. Então, um grito e vozes altas se sobressaíram. A mesma guerreira sagrada de Thyatis os convocou para verificar o que havia e Gabriel sabia em seu coração que deveria ir. Alguém estava sendo ameaçado e ele aprendeu com sua mãe o seu maior dever em Arton: proteger aqueles que não podiam se proteger.

Eles viram um bando de seres humanoides amalgamados a cavalos. Criaturas estranhas que Gabriel jamais tinha visto em sua vida, nem ouvido falar. Ameaçavam um anão caído, desarmado e ferido. O humano loiro (ou seria ruivo? A luz do sol podia enganar) se chamava Brynjolf e partiu para cima atirando uma flecha em um dos inimigos, posicionando-se em frente a Angra, que orava por Thyatis em busca de imortalidade. Ulster mencionou o nome "centauro" com grande naturalidade, o que fez Gabriel crer que eram criaturas comuns naquele tempo.

Ulster corria para perto da escaramuça, deixando cair uma arma no chão e arremessando um artefato alquímico. Bomba de fumaça. Clássica arma dos furtivos, servia para fugas, mas ali ele queria evitar os ataques com os enormes arcos dos inimigos. Gabriel não gostou muito da estratégia, pois agora os tais centauros inevitavelmente viriam sobre eles com seus cascos e lanças gigantescas.
Gabriel
Imagem
Vamos nos manter unidos... "centauros" são agressivos normalmente, ou odeiam anões?
Comentou e olhou para Morrigan, fazendo um gesto com a cabeça para segui-lo. Gabriel se moveu para frente de Brynjolf, que estava com arco em mãos. O protegeria para que pudesse atirar com tranquilidade.

Gabriel parou em sua frente, mirando a fumaça negra espalhar-se pelos centauros. Não fez menção em pegar sua espada nas costas e nem de se colocar em postura de combate. Estava ereto, olhando com seriedade para a fumaça.
Ação de Gabriel
Movimento: se desloca para i-3
Padrão: Prepara ação. Caso entrem em sua área de ameaça, usa agarrar.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 582
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: As Ruínas de Alkav

Mensagem por DragonKing » 11 Abr 2019, 11:16

Ela olhava para o seu irmão com curiosidade, a ingenuidade que ele transparecia era admirável. Era como uma criança conhecendo novos amigos e chamando-os para brincar era um traço que ela mesma não possuía e se deliciava em aprender mais sobre o seu irmão sulfure.

"Sua boca é maior que seus chifres, estupido.". Umna soava irritada, Anmu permaneceu em silêncio.

Decidiram então seguir viagem juntos, ela custava entender esse estranho comportamento de confiança mútua. Porém estava se divertindo em ver como as pessoas podiam ser facilmente manipuladas apenas criando um objetivo em comum. Aventureiros eram realmente criaturas curiosas.

"Por que estamos indo com eles?". Sussurrou Unma
"Vai ser divertido". Amnu se mostrou entusiasmada.

O caminho foi silencioso e tranquilo. Omen alternava entre acompanhar o grupo em vôo ou descansar sobre o ombro dela. Então os olhos do falcão observou algo ao longe, longe demais para descobrir do que se tratava, só então ao se aproximarem perceberam ser um anão cercado por belos centauros selvagens.
Imagem — Admirável!
Sussurrou e observou o grupo se mover quase que de imediato para ajudar o pobre ser. Ela sorriu, não era da nossa conta porém o altruísmo se mostrou mais presente entre aquelas pessoas incluindo seu irmão.
Imagem — A borboleta bate sua asa em Tapista...
Ela sentia que estavam prestes a interferir em algum evento. O que será que que isso a levaria? Cabelos de fogo se ajoelhou e passou a entoar uma oração, enquanto o outro ruivo se pôs a protegê-la disparando contra um dos centauros.
Imagem —...E um tornado se forma em Tamura.

"Agora não há mais retorno". Unma toca o ombro de Marrigan

"Proteja-se,Morrigan.Proteja-se! ". Amnu a alertava.

Encarou Gabriel-Sem-Sobrenome e ele acenava para que a seguisse. A cortina de fumaça criada por seu irmão acabou por bloquear a visão. Morrigan o encara e inclina o rosto com um sorriso sarcástico.

Moveu-se. Omen levantou vou. Ela para ao lado de Cabelos de Fogo finalmente ouvindo o que ela dizia. Olhou para a cortina de fumaça novamente e seus dedos começaram a se mover sutilmente.
Imagem — Corpo cansado, chega o anoitecer, olhos pesados, hora de adormecer.
Ação de Movimento: Ir até G4.
Ação Padrão: Magia Sono, 5 níveis. Um centauro afetado.
[/quote]

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: As Ruínas de Alkav

Mensagem por Mælstrøm » 11 Abr 2019, 14:14

Capítulo Um: Um Encontro na Planície

Imagem

Logo os aventureiros decidem tomar partido aos hostis centauros bestiais. Angra orava para Thyatis que prontamente a atendia concedendo poder para a luta. Brynjolf foi o primeiro a engajar no combate atirando uma flecha num centauro, acertando seu poderoso torso. Ulster lançou uma de suas bombas, provocando uma fumaceira espessa que logo encobriu todos os centauros.

Gabriel se colocou à frente do ladino e da paladina com uma postura ereta, encarando com pretensa atenção. Morrigan, então, se aproximou dos demais e conjurou um feitiço sobre os centauros... não era possível ver, mas todos ouviram um espirro, e um barulho de algo grande chocando-se com o chão.

Os centauros avançaram sobre os aventureiros com suas lanças, saindo em carga da escuridão da fumaça. Um deles, entretanto, ficou distante, com o arco em mãos. Um deles foi agarrado por Gabriel e levou um golpe poderoso. A ação, entretanto, não impediu a lança tentar acertá-lo. O jovem samurai foi hábil em desviar o rosto para o lado no momento certo. Outros dois cavalgaram sobre Ulster e Morrigan. Enquanto a maga conseguiu desviar da lança que atingiu o chão perto de seus pés, o caçador foi atingido brutalmente no peito. A lâmina penetrou funda e rasgou abrindo um grande talho sangrento no sulfure.
Ulster sofre 12 de dano
O centauro arqueiro atirou em Brynjolf, encarando-o como único adversário perigoso. A enorme flecha atinfiu a coxa direita do ladino causando-lhe grande dor.
Brynjolf sofre 5 de dano
Imagem
Iniciativa: Rodada 02
Angra 25 <<<<< SUA VEZ
Brynjolf, Ulster 20
Morrigan 14
Anão
Gabriel
Centauros
Nota do Mestre:
A machadinha de Ulster está em G6.
Dados dos Personagens: Inventário, XP, Riquezas
Imagem - Brynjolf Frey <> PV: 24/19 PA: 1 CA: 20 <> Flechas: 39 <> Condição:
Imagem - Morrigan <> PV: 12 PM: 17¹/0 PA: 1 CA: 13 <> [Imagem - Omen <> PV: 6 CA: 14 <> Condição:] <> Magias preparadas: 1 — Alarme, área escorregadia, identificação, compreender idiomas, detectar portas secretas, causar medo, armadura arcana, disfarce ilusório, leque cromático, escudo arcano, retirada estratégica; 2 — Mapear, augúrio x2, detectar pensamentos, localizar objeto <> Orientação: 3 <> Condição: sandálias¹
Imagem - Ulster <> PV: 30/18 PA: 1 CA: 17 <> Armadilhas preparadas: 0 <> Condição: Bomba de fumaça [3/2 rodadas]
Imagem - Angra Cabelos de Fogo <> PV: 35 PA: 1 PM: 10 CA: 20 <> Música de barda: 5 <> Fúria: 1 <> Condição: Ladainha de combate
Imagem - Gabriel Maedoc <> PV: 36 PA: 1 CA: 18 <> Grito de kiai: 3 <> Condição:

Próxima Atualização: Cada jogador tem 24 horas para postar seu turno.

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1870
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: As Ruínas de Alkav

Mensagem por DiceScarlata » 12 Abr 2019, 01:52

Angra Cabelos de Fogo
Imagem

- Muito bem... Companheiros...

*Angra saia de seu transe, abrindo lentamente seus olhos, donde o cego emitia uma chama vermelha. Seu corpo todo estava envolto em pequenas brasas etéreas, Seus cabelos pareciam mais vermelhos que o de costume*

- O tempo que ganharam para que completasse minha restrição autoimposta... Para o bem ou para o mal, será vital para a resolução desta contenda

*Respirou fundo, enchendo o peito com todo o ar possível, só para liberar a voz como um potento de rugido logo em seguida!*

- Ouçam-me! Não nos conhecemos e sei que não sou digna de sua confiança ainda. Mas todos nos lançamos ao perigo aqui em prol de outra vida! Então creiam que usarei carne e sangue para levá-los a vitória! Para vermos um novo dia, então... Acreditem em mim! Sigam minhas palavras!! Sigam-me!

*Ergueu o escudo*

- Morrigan! Vejo que é uma conjuradora hábil. Apesar de não conhecer o seu arsenal arcano, o tipo de magia que usou é de suma importância para batalhas assim! Continue usando magias deste tipo, para conter e limitar nosss inimigos! Guarde as ofensivas para uma emergência! Recue o máximo que puder e tentaremos manter a atenção deles em nós. Por favor, acima de tudo, cuide de si mesma!

*Não mentira, magos são aqueles que mudam o fluxo do campo de batalha. Sabia que aqueles olhos viam mais do que os demais e agora entendia o quão era importante proteger a dona deles. Ela talvez seria a mais importante ali*

- Brynjolf!! Obrigada por me proteger, peço que faça o mesmo com Morrigan! Suas flechas demonstraram exímia precisão e com seu arco composto é capaz de causar muito estrago. Peço que cause dano auxiliar ao centauro que Gabriel está contendo! Una-se a ele aos inimigos que ele estiver combatendo. Um a um, derrubem-nos em combate 2x2! Caso se aproximem de você, partirei em auxilio!

*Arcos compostos eram mais fortes que os normais. Se somassem esse poder a habilidade marcial de Gabriel, poderiam derrotar os inimigos mais rapidamente e passar ao próximo. O arqueiro era uma vantagem a mais nesta batalha contra inimigos tão problemáticos*

- Gabriel! Sua técnica é exemplar! Repita-a quantas vezes forem necessárias! Contenha o inimigo e ataque-o junto de Brynjolf! Desta maneira seus números não irão resistir! Ataque com toda as sua força e sua capacidade, guerreiro tamuriano! Eu confio em você!

*As técnicas tamurianas são mortais, isso é quase senso comum. A habilidade de Gabriel provou que estas palavras são mais que boatos. Ele talvez fosse capaz de derrubar a maioria dos inimigos ali então utilizaria essa habilidade letal ao máximo*

- ULSTER! Dividirei com você a mais dificil das tarefas, mas o faço em fé em sua habilidade como caçador em nome de Lupan! Escolha um dos inimigos como alvo e o contenha! Eu farei o mesmo. Usaremos o tempo ganho para que eventualmente ganhemos vantagem numérica em batalha. Morrigan os atrapalhará, Brynjolf e Gabriel derrotarão um por um e nós os enfrentaremos na linha de frente!! Lembre-se caçador, você tem uma caçada sagrada e não cairemos até cumpri-la!!!

*Conhecia pouco das habilidades do caçador, mas o respeitava a ponto de entregar sua fé a ele. Em seguida o ajudaria, curando suas feridas e lutando ao seu lado se preciso, mas precisava terminar de espalhar o que iniciou com essa fagulha*

*Precisava espalhar sua chama*


- Não temam! Mesmo que se firam, irei fechar suas feridas! Se cairem, os erguerei! O dons esculpidos em mim são seus! Então lutemos!!

*E todos podiam sentir ali, algo se intensificar. O fogo fatuo que queimava fantasmagórico no corpo de Angra, havia se espalhado pelo chão e envolvido Morrigan, Gabriel, Brynjolf e Ulster. Conforme ela coordenava a batalha, aplicando teoria e experiência que havia recebido com seu treinamento, algo mais em suas palavras... Em sua ORATÓRIA também lhes incitava. O calor que ardia na Cabelos de Fogo, agora queimava neles também*
ARSDEN ORATIO
(Discurso flamejante)

Quando as flechas do céu caírem como tempestade
Nos banharemos no aço forjado de nossas vontades
Quando marcharem sobre nós os cascos furiosos
Rugiremos em uníssono, como predadores gloriosos
Com lanças e espadas, cruéis eles virão!
Apenas para perceber que não destrói
Um intento bom, nascido do coração.

Que venha a escuridão da morte!
E a veremos queimar na chama da vida!

Somos aço-rubi!
Somos mitral e adamante!
Somos gelo eterno e madeira de Tollon!
Somos aço, prata e ouro!

Somos aqueles que desbravam Arton!

E NÃO SEREMOS DERROTADOS!!!!

AVANTE!!

IGNIS CAMINUS! (Coração de fogo!)
*E no olho direito de cada um acendeu uma labareda. Cada uma com a cor mais ligada a alma que os representa. Seus corações se aqueceram com aquelas palavras. Ardor que se tornou tão intenso que reverberou por cada célula de seus corpos. Os tornando mais fortes, precisos... melhores. Angra ardia no centro desse olimpo heroico que ela construiu com os dons que aprendera com as bardas da névoa, as bruxas das brumas. Agora, todos recebiam uma parte dessa força*

-VAMOS!! ATACAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Movimento: Comandar avançado: +2 em ataque e dano para todos
Ação: Musica de bardo - Atuação (Oratória) - Inspirar coragem +1 em ataque e dano para todos.

Total: +3 para jogadas de todos
+4 para Angra.
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Responder

Voltar para “O Mundo de Arton”