Crônicas Artonianas: ON

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 4613
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Crônicas Artonianas: ON

Mensagem por John Lessard » 08 Abr 2019, 16:19

Groop cruza os braços, pensativo.
Imagem
- Se eu ajudar com essa mal absoluto, poderei ir embora atrás de meu sonho? É que nós goblins vivemos pouco...
Ele risca a terra com seus dedos e suas unhas compridas.
Imagem
- Mas lidarei com isso e salvarei a se senhorita e o espirito. Será que poderia dormir por aqui está noite, amanhã começarei minha investigação sobre esse problema.
Groop cruza os braços, pensativo.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1470
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Crônicas Artonianas: ON

Mensagem por DiceScarlata » 09 Abr 2019, 15:24

Gouka
Imagem

*O que é ser forte?*

*Foi o que Gouka se perguntava quando deu o primeiro soco de sua vida... Que terminou em nocaute, por falar nisso. Cresceu em Nitamu-ra, depois do grande evento, cercada das tradições de sua família, junto a um distrito onde essas tradições eram extremamente protegidas. Logo, as mulheres deveriam ser criadas para o recato e os homens para a vida... Mas... É um tanto dificil para muitas meninas aceitarem isso vivendo sob a estátua de uma deusa nua, que inspira a ambição. Gouka amava Valkaria e devorava as histórias de seus devotos.*

*Gouka ganhou ambição. Principalmente por ser constantemente provocado por seu tamanho. Quando criança, já era do tamanho de muitos meninos quase adultos. Sofria insultos insinuações e um dia, moléstia. Acharam que uma criança de dez anos com o tamanho de uma adolescente já podia ser tocada como mulher. Pois bem,, ela teria duas escolhas Constranger-se ou lutar. E foi assim que um maxilar foi quebrado com um belo soco. Gouka sentiu-se viva! A partir dai passou a treinar seu corpo. Arrumou espadas de madeiras e treinou golpes que via em dojos. Nunca se uniu a nenhum, não se sentia atraída. Queria criar teimosamente seu próprio caminho.*

*Nos próximos oito anos transformou o próprio corpo numa fortaleza de músculos. Traços delicados não existiam ali e seu corpo de mulher transformou-se em belo e intimidante ao mesmo tempo. E o usava para ganhar toda e qualquer disputa marcial que surgia*

*Com o tempo conheceu outras guerreiras, tamurianas ou não e decidiu conhecer o mundo. Percebeu que a força estava em tudo! Um coelho que se esconde na toca e deixa seu predador morrer de fome, foi o mais forte ali. Portanto usaria todas as ferramentas a seu favor.. Inclusive a própria beleza. A feminilidade. O luxuria masculina. Cobriu o corpo com algumas placas de armadura, gastou todo o dinheiro que tinha para comprar uma NAGAMAKI (espada longa de guerra) e derrotou seu primeiro ONI em uma missão para Nitamu-ra. *

*Assim como Valkaria, Gouka expõe sua nudez com orgulho. A usa como arma e confiança. Seus músculos são sua armadura e seus fiéis amigos. As provocações lhe trazem humor. Era sinal de que seu intento funcionava.*

*Então, o olhos dos homens naquela taverna, não lhe traziam nada mais do que um sorriso na face*


- Konbanwa, taverneiro Acredito... Que não tem sake não é?Então uma caneca de sua melhor bebida, por favor!!

*Havia caminhado pelo meio da taverna, passado pela fada dançante, diante dos homens que sussurravam sobre ela, pelo guerreiro Althair até parar sobre o balcão, debruçando-se sobre ele, expondo suas volupias ao fazer seu pedido*

- Hoje quero esquentar meu corpo... Por favor.
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17189
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Crônicas Artonianas: ON

Mensagem por Aldenor » 10 Abr 2019, 23:26

Althair mexia sua caneca vazia com o dedo, fazendo-a dançar desinteressante sobre a mesa. A fada Bella dançava sensualmente tentando manter movimentada aquela taverna logo no meio da semana enquanto Lana cantava alto e em bom som.

Althair estava de corpo presente, pensando nos ataques dos kobolds que aconteceram com constância desde o primeiro ataque na cerimônia da gangue da cidade. O Galvão pai e o Terêncio ponderavam sobre por uma recompensa para a resolução dos problemas e, com isso, atrair aventureiros.

Era tudo o que ele queria. Estava pensando mesmo em pedir para o Galvão pai para participar dessa contenda e cortar o seu juramento de servi-lo. Será que aceitaria? Se não aceitasse, estaria mais um tempo preso naquela relação tediosa e teria que ser babá do filhote mais tempo.
Althair
Imagem
Tsc.
Resmungava. Red estava em um canto, quieta, mas ele desviava o olhar. As coisas ficaram estranhas desde aquela última noite, dois dias atrás.

Ele decidiu pegar mais uma cerveja para si e se embriagar para dormir mais cedo. Porém, viu que a atendente depositou em sua mesa uma nova caneca. Layla era uma mulher bonita e Althair desistiu de se engraçar com ela fazia um tempo. Seria como enganá-la.
Layla
Imagem
É um presente daquela moça.
Althair ergueu a sobrancelha e virou o rosto para ver Julianne, que não via há dois dias. Ela estava do outro lado do balcão, oposta aos três rapazes ahggros. Erguia sua caneca.

Althair ergueu de volta dando um sorriso cansado.

Pensou de novo na proposta que faria ao Galvão pai. Pensou em Red, olhou novamente para Julianne e de seu doce beijo. Lembrou de uma estrangeira que chegara à cidade recentemente, a tamuraniana de corpo esbelto e sem vergonha. Muitos pensamentos.
Althair
Imagem
Ah, pro inferno.
Resmungou sorvendo um longo gole da cerveja antes de se aproximar da jovem.
Althair
Imagem
Ei, Julianne, o que acha que está acontecendo com os kobolds? Acho que vou eu mesmo aceitar o trabalho como aventureiro.
Personagens de PbFs da Jambô
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Kairazen
Mensagens: 659
Registrado em: 04 Jan 2014, 18:42

Re: Crônicas Artonianas: ON

Mensagem por Kairazen » 11 Abr 2019, 13:09

Eva estava se sentindo mais confiante apos a conversa com a Madre, carregava sua medalha de Valkaria para qualquer lugar que fosse, mesmo tendo voltado bem, ainda ouviu umas broncas de sua mãe, que pedia que ela não saísse mais com os Agghros, pelo menos ate o problema dos kobolds estar resolvido, não queria que ela sofresse com seu medo de novo. Naquela tirag a taverna estava bem animada, Eva desceu para ver quem estava por la, e acabou esbarrando num amigo de seu pai, que estava bêbado, ela disse:
Imagem
Calma gente, ta tudo bem, não me machuquei.
Ela se afastou deles e caminhando pelo salão viu que Red estava afastada num canto da taverna, pegou duas canecas de suco viu que tinha gente nova na cidade, uma mulher com trajes sumários e traços estranhos, nunca tinha visto alguém como ela por ali, mas iria saber mais dela depois, queria falar com Red antes:
Imagem
Ei Red, que bom te ver aqui, queria te agradecer por ter me salvado, eu não estaria aqui se não fosse por você.
Disse a meia-elfa oferecendo a caneca de suco para a garota.

Avatar do usuário
El toro fraco
Mensagens: 85
Registrado em: 06 Out 2017, 11:51

Re: Crônicas Artonianas: ON

Mensagem por El toro fraco » 11 Abr 2019, 16:15

Henrique tomava seu café, os últimos dias tinham sido pesados, ataques de kobolds, falhas atrás de falhas em suas pesquisas, sem falar do seu trabalho que se acumulou devido a sua recuperação.
Cada gole era dado com uma certa cautela para não doer seu estômago, afinal ele era um estudioso e não um guerrerio, logo não estava acostumado a se ferir, fazendo o processo de cura ser mais lento e delicado.
Henrique Maxwell Jr.
Imagem
Mais trabalho perigoso?
estão loucos?
não sei quanto a vocês mas não sou herói ou aventureiro, e não nasci para esse papel, prefiro deixar isso para os santos de khalmyr e valkaria, eles podem ficar com a nobreza e a honraria, para mim só quero um canto tranquilo.

Dizia Henrique ao fazer uns gestos, levitando uma bola de leite do tamanho de um punho de bebê, assim completando 1/3 de leite e 2/3 café
Pensamento de Henrique Maxwell Jr.
ué, que estranho, nessa hora eles ja deveriam estar falando algo sobre como é legal ser aventureiro, ou o porque homens devem se sacríficar para manter a paz, e tudo mais
o jovem arcano tem sua atenção tomada por Cláudio, então seus olhos se deparam com a estrangeira, embora fosse alguém bem atraente, algo a mais chamou a atenção de Henrique
Henrique Maxwell Jr.
Imagem
espera ai, ela é alguma guerreira ou talvez mercenária?
quero dizer, a armadura que ela esta usando, não a atrapalharia mais do que ajudaria?

Henrique comenta de uma forma confusa, então seu olhar volta para seus amigos
Henrique Maxwell Jr.
Imagem

ah nãããooooooo, estou falando com as cabeças erradas!

psiu, cuidado para não serem decapitadas em...


Henrique da um leve riso e toma mais um gole de sua xícara de café, afasta um pouco a xícara e se debruça sobre a mesa, com uma de suas mãos encostando um dos locais onde a pedra tinha o atingido, próximo a entrada do estômago

Henrique Maxwell Jr.
Imagem

caralho, como vocês suportam essa dor?sabe...a dor doi!
merda de pontadas.

e não me digam que é coisa da minha cabeça!...talvez seja, ou espero que seja...

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8524
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Parte III: Pestes

Mensagem por Padre Judas » 13 Abr 2019, 12:35

Nova Ghondriann, 14/10/1410, Tirag

Groop da Natureza
Floresta
Imagem
A dríade sorri com a resposta de Groop.
Glorindel
Imagem
– Fico muito feliz! Então o primeiro passo é estabelecer uma relação positiva com o povo de Cáspia ou os Luláck-Nóck. Felizmente você já conta com bons pontos com os primeiros por ter salvo a pequena elfa. Deve interagir mais com eles!

– Durma aqui esta noite, não há ameaças no Coração. Depois o Espírito o levará à aldeia ou à Vila, onde preferir ir primeiro.
Off:

Groop deve decidir se vai buscar contato com a Vila Cáspia ou com a aldeia dos Luláck-Nóck.

John pode tirar dúvidas no Telegram. Faça perguntas que serão respondidas por Glorindel.
Personagem:
  • Groop. PV(05) 04, PM(15) 07. T$ 50. PE 3.
Editado pela última vez por Padre Judas em 13 Abr 2019, 12:38, em um total de 2 vezes.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Aeris (Monster Life)
Kallyan de Callistia (Mundo de Arton: Contra Arsenal, TRPG)
Katarina Minsk (Libertação de Valkaria, TRPG)
Tyr de Nilo (Mundo de Arton: Grupo Gelo Eterno, TRPG)
Vladimir Minsk XI (Outono)

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8524
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Parte III: Pestes

Mensagem por Padre Judas » 13 Abr 2019, 12:37

Nova Ghondriann, 17/10/1410, Tirag
Fada Dançarina
Imagem
Althair, Eva, Gouka, Red & Rick
Althair
Imagem
Ei, Julianne, o que acha que está acontecendo com os kobolds? Acho que vou eu mesmo aceitar o trabalho como aventureiro.
Julianne
Imagem
– Oi, Althair. Bom, não sei o que passa pela cabeça dessas praguinhas. Você vai aceitar caçá-los? Dou todo apoio. Eu mesma tenho pensado em me tornar aventureira também.
Enquanto isso Gouka aproxima-se do balcão e faz um pedido.
Gouka
Imagem
– Konbanwa, taverneiro Acredito... Que não tem sake não é?Então uma caneca de sua melhor bebida, por favor!!

- Hoje quero esquentar meu corpo... Por favor.
O pai de Eva deixa o amigo para atender a cliente.
Klaus
Imagem
– Hã... lamento, não temos essa bebida. Mas temos o melhor stalphadriann de todo o país! Aqui está, senhorita.

– Eu sugeriria pra acompanhar uns petiscos de espetinho de ghondrimm com linguiça de frango e verduras! Se tiver fome, claro.
Ele enche uma caneca com o conteúdo de um barril onde se lê escrito “Stalphadriann Cáspia”.

Rick conversa com seus colegas.
Cláudio Galvão
Imagem
– Que isso, Rick? A madre nos curou, estamos cem por cento agora.
Ten. Thomaz Millstone
Imagem
– Meu pai sempre diz que suportar a dor é o caminho de um homem.
Cláudio acena, concordando.
Cláudio Galvão
Imagem
– Vem cá, sua avó não é aventureira? Como você não pode ter interesse? Aposto que você bem poderia participar dessa missão, Rick!
Ten. Thomaz Millstone
Imagem
– Considerando-se que dificilmente vai se tornar um mago da corte por estas bandas, meio que aventuras parecem ser o ideal para aumentar seu poder, não? Confesso que te invejo – se minha família tivesse tradição em aventuras talvez eles deixassem eu embarcar nessa.
Neste momento a porta se abre e uma figura sinistra entra na taverna. Humanoide – uma hobgoblin, todos notam logo. Porta uma gadanha e ostenta no peitoral o símbolo de Leen: um crânio humano em alto relevo. Um silêncio repentino se espalha pelo salão.

Imagem
Cláudio Galvão
Imagem
– Uma clériga de Leen...
Clérigo de Leen não eram tão incomuns e sua presença era corriqueira em cidades maiores. Suas funções eram zelar pelos cemitérios e o descanso dos mortos. Embora fossem vistos como fanáticos, na verdade ocupavam um papel social muito importante – pois se dizia que os ritos funerários corretos preveniam o surgimento de mortos-vivos. Embora houvesse uma facção extremista dentro do clero – os famigerados Sacerdotes Negros de Leen – a maioria era tida como pessoas “normais”. Normal para alguém que lidava frequentemente com a morte, claro.
Zolka Zanzer
Imagem
– Boa noite.
A voz soturna da clériga reverbera levemente pelo salão. Ela parece alheia à comoção que causava – provavelmente já estava acostumada.
Lana Greenfoot
Imagem
– Boa noite, reverenda. Como podemos ajuda-la?
Zolka Zanzer
Imagem
– Gostaria de um quarto para a noite, por favor.
Lana Greenfoot
Imagem
– Sim, vá ao balcão e Klaus lhe providenciará um.
A hobgoblin acena e segue direto para o elfo apontado.
Lana Greenfoot
Imagem
– Vamos continuar, pessoal, que a noite é uma criança! Irrá!
Ela volta a “atacar” o violino enquanto Bella dança com ainda mais animação e alegria.
Off:

O que vocês fazem?
Personagens:
  • Althair. PV(10) 10, PM(10) 09. T$ 118. PE 0.
  • Evanlynne. PV(05) 10, PM(06) 06. T$ 00. PE -1.
  • Gouka. PV(15) 15, PM(15) 15. T$ 90. PE 0.
  • Henrique. PV(10) 10, PM(20) 20. T$ 90. PE 1.
  • Red. PV(05) 05, PM(05) 05. T$ 100. PE 0.
Editado pela última vez por Padre Judas em 16 Abr 2019, 22:01, em um total de 1 vez.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Aeris (Monster Life)
Kallyan de Callistia (Mundo de Arton: Contra Arsenal, TRPG)
Katarina Minsk (Libertação de Valkaria, TRPG)
Tyr de Nilo (Mundo de Arton: Grupo Gelo Eterno, TRPG)
Vladimir Minsk XI (Outono)

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1470
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Crônicas Artonianas: ON

Mensagem por DiceScarlata » 15 Abr 2019, 04:12

Gouka
Imagem
– Arigatou gozaimasu, taverneiro-san.
*Enquanto esperava a comida, Gouka ouvia a conversa sobre Kobolds e aventuras que acontecia atrás de si. Aceitou os petiscos com uma piscada e um sorriso e tomou pratos e copos em mão, afastando-se do balcão até a mesa em que o casal conversava*
Julianne
Imagem
– Oi, Aldred. Bom, não sei o que passa pela cabeça dessas praguinhas. Você vai aceitar caçá-los? Dou todo apoio. Eu mesma tenho pensado em me tornar aventureira também.
Gouka
Imagem
– Boa decisão, garota. Toda mulher devia experimentar a vida de aventuras pelo menos uma vez... Ainda mais a bonitas. Valkaria ficaria feliz com mais uma companheira
*Atrevida e intrometida, Gouka sentou-se a mesa do casal, com um ar flertante com a menina que conversava com o guerreiro. Se tinha intenções a mais não mostrava. Bebeu a cerveja e mordeu seus petiscos de linguiça com grande gula. Então finalmente dirigiu-se ao guerreiro*
Gouka
Imagem
– Perdoe minha grosseira em interferir em sua conversa. Prometo partir logo e deixá-los a sós... Se ela quiser (mais gracejos) . Sou Gouka da Nagamaki. Essa belezinha aqui.
*Apontou para a enorme arma*
Gouka
Imagem
– Tanomi ga aru.. Digo, tenho um pedido. Neste extermínio contra esses tais de Koborudo... Posso ir com você, nobre guerreiro? Eu estou em uma jornada de fortalecimento e aventuras. Seria um grande aprendizado para mim.
*A porta se abriu, trazendo uma figura soturna, mas a única coisa em que Gouka reparou, foi em sua arma. Uma bela foice. Deu de ombros então e voltou a encarar Althair*
Gouka
Imagem
– Prometo não decepcioná-lo nunca, guerreiro....
*Entrelaçou os dedos a frente do rosto,, aproximando-se mais* [/quote]
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 319
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: Crônicas Artonianas: ON

Mensagem por DragonKing » 15 Abr 2019, 09:36

A conversa com o xerife foi um pouco diferente do que eu esperava. Já estava me preparando para pegar minhas coisas e ir embora. Eram as opções ficar e ser presa ou ser expulsa e entregue a própria sorte, se bem que eu sempre estive entregue a sorte, Nimb parecia gostar de mim.

Agora estava sentada na taverna, olhando as pessoas beberem e se divertirem sem preocupações. Esse povo parecia alheio ao mundo e ao perigo que corriam. Aloooooou, fomos atacados e gente morreu será que poderiam ser menos?

Mas de outro ponto de vista, a vida era curta demais para se preocupar, era a vida que eu tinha sem preocupações sobrevivendo dua após dia. Alguns até pensam que essa é uma vida mediocre e sem propósito, mas poucos conseguem apreciar a verdadeira liberdade como eu fazia.

Tantas conversas paralelas, um homem bêbado fazia confusão, os mimadinhos sempre zombando de todos. Althair jogando seu charme nas caipiras e tudo parecia normal, normal demais.
Imagem
— Ow, e ai Eva, tudo em cima?
Me acomodei e aceitei a caneca que ela oferecia. Ela já meio que havia agradecido por eu ter ajudado e não havia necessidade de fazer isso novamente, mas eu não iria cortar o clima dessa forma.
Imagem
— Ta de boa orelhinhamedo tava assustada demais para lutar. Não sabia que você tinha medo desses bichos, na verdade eu também tava com medo e é ele que me manteve viva esse tempo todo. Sabe eu sou de Malpetrim, é bem longe daqui, cresci sozinha lá, viajei sozinha e achei esse lugar e tou por aqui. Mas as coisas não estão indo muito bem e acho que ta na hora de eu tomar a estrada novamente e....que diabeisso?
Uma criatura soturna surgia. Se dirigiram a ela como reverenda, uma cleriga? De Tenebra? Não, de Leen. Interessante só agora eu havia notado as criaturas exóticas, havia até uma tamuriana,já vi vários nos grupos de aventureiros em Malpetrim esse fim de mundo estava atraindo gente demais...

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 4613
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Crônicas Artonianas: ON

Mensagem por John Lessard » 16 Abr 2019, 21:28

Groop ainda sentia-se um pouco confuso.
Imagem
- Quem seria os Luláck-Nóck?
Imagem
-Os luláck-nóck são uma tribo nativa de Nova Ghondriann. Diferente de outros povos locais que foram absorvidos pelos colonos, os luláck-nóck são xenófobos e acreditam que o reino lhes pertence por direito divino. São hostis aos ghondriannos e qualquer estrangeiro.
Imagem
- Errr... Complicado isso...
Se ajeitou nas raízes de uma árvore.
Imagem
- Buaaaaaa... Bem, boa noite, pela manhã, apenas comer e defecar, irei a vilta, sinto que é um começo melhor.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Responder

Voltar para “Judasverso”