Isekai RPG: ON

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8796
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Parte I. Invocação

Mensagem por Padre Judas » 14 Nov 2019, 20:11

Imagem

Quando o rapaz se apresenta o general sorri.
Mahasainapati Andrarya
– Muito bem. É mais informação do que o necessário, pedimos apenas seu nome. Mas está tudo bem.
Andrarya põe a mão no ombro de Kaidre. É quase paternal. Então vem o discurso de Dimitrius.
Guru Sydaka
– Não há necessidade de nos inteirar em seus costumes desviantes, rapaz. Sabemos que não foram iluminados pela sabedoria dos Deuses. Pelo que já aprendemos sobre vocês, não são muito diferentes dos atlantes perdidos em sua cupidez e corrupção.
O comentário sobre a “suástica” chama a atenção do militar.
Mahasainapati Andrarya
– Suástica? Já ouvi esse termo antes. Onde...?
Ele olha para o guru, que assente. Até aquele momento ele havia adotado um tom de voz entre o neutro e o professoral, mas agora havia uma nota de desprezo ali.
Guru Sydaka
– Sim, mahasainapati. Daquele...
O homem abre os olhos em sinal de lembrar-se. Seus punhos se fecham. Até aquele momento, mesmo quando punira Edwin, ele havia adotado um tom de instrutor militar, como um sargento ou tenente explicando aos recrutas os pormenores da vida militar, mas agora havia raiva.
Mahasainapati Andrarya
– Sim, eu me lembro agora.
Ele leva a mão ao coração e rapidamente retoma a compostura. O guru se volta para vocês. Agora ele fala novamente no tom professoral.
Guru Sydaka
– Tentamos o que diz, jovem Henrique, mas seu povo se mostrou... recalcitrante. Sim, vocês não são os primeiros que convocamos. E continuaremos invocando até encontrarmos Heróis sábios o suficiente para perceberem a honra que recebem. Até se mostrarem dignos de nossa confiança, usaremos os meios necessários para garantirmos a segurança de todos os envolvidos – nossa e também a sua.

– Uma vez que isso tenha ficado claro, vamos dar continuidade. Venham conosco, por favor.
Sem alternativa, vocês os seguem por um novo corredor e entram em um tipo de elevador que os conduz para cima. Sobem vários andares até darem em um enorme terraço contendo uma curiosa pirâmide de metal em seu centro. A pirâmide tem cerca de dez metros de aresta na base e o mesmo tanto em altura.
Guru Sydaka
– Isto é uma sundara. Vocês têm veículos voadores em seu mundo, não é? Aqui chamamos tais veículos de vimanas, sendo que há vários tipos. A sundara é a menor vimana, própria para transporte de pequenos grupos. Este nos levará até nosso destino.
Há várias pessoas andando ao redor do veículo, mas elas deixam a plataforma após algumas ordens finais do mahasainapati. Embora os envolvidos sejam homens e mulheres, é fácil notar que se dividem em dois grupos: os guerreiros loiros de nariz aquilino, físico impressionante e túnicas vermelhas com armaduras – à moda do mahasainapati – e os homens e mulheres de testa alta, cabelos platinados, magros sem músculos em excesso, vestindo mantos brancos como os do guru. Estes mexem em cristais e fazem ajustes misteriosos em instrumentos estranhos enquanto aqueles carregam material diverso ou simplesmente fazem a guarda do lugar, armas em prontidão.

Após subirem uma escada lateral entalhada na própria fuselagem vocês entram em um tipo de alçapão, à moda da entrada de submarinos. Descem uma escada e terminam em um corredor estreito que culmina em uma sala com cadeiras razoavelmente confortáveis. Há muitos guerreiros, mas também alguns que usam túnicas brancas com armadura. Eles se assemelham ao guru, entretanto, e não portam armas maiores que uma adaga.

Após garantir que vocês se sentaram e afivelaram bem os cintos de segurança, o mahasanaipati e o guru também tomam acento. O militar senta-se no centro da estrutura, em um cadeira mais elevada claramente dedicada ao comandante da aeronave. Sob suas ordens alavancas são movidas e um ajudante de ordens dá comandos por um tipo de tubo à “sala de máquinas”. A estrutura toda trepida como se fosse se desfazer, mas então há a sensação súbita de “frio na barriga”. Vocês estão se movendo. Para cima.

Após subir por alguns segundos, o veículo começa a se mover em diagonal e depois seguir lateralmente. Atinge velocidade de cruzeiro e estabiliza, permitindo que vocês possam relaxar. É como voar em um avião, embora sem janelas. Como no quarto onde estiveram antes – e em todos os demais recintos – não há fontes evidentes de luz, mas o ambiente permanece bem iluminado e não há sombras.

Então há ordens novamente para preparam-se para o pouso. O veículo desacelera e para, então começa a descer e finalmente o contato com o solo é sentido. A viagem durou pouco menos de dez minutos.
Mahasainapati Andrarya
– Chegamos, senhores. Vamos indo.
Eles os guia para fora, indo na frente enquanto o guru vai por último, seguido por alguns guardas. Após saírem pela escotilha de antes, veem estar em uma clareira aberta no meio de um bosque. Um pouco à frente, entre as árvores, há várias pedras cravadas no chão e um paredão com uma cascata ao fundo.

Imagem
Guru Sydaka
– Cada uma de vocês deve uma das pedras e assim receber seu respectivo poder. São livres para escolher a que melhor lhes agradar. Seu antecessor escolheu Invocador, então não poderão usá-la, mas há as outras ainda.
Ao redor das pedras há várias pessoas de túnicas brancas e armaduras, e ao redor um exército de guerreiros de túnica vermelha fazendo uma espécie de “anel de segurança”. É possível ver que as árvores estão sendo derrubadas e está sendo construído um forte ao redor das pedras. Muitos homens de casaco negro e etnias diversas – nenhum do tipo caucasiano, é notável – trabalham arduamente na construção das muralhas e na derrubada das árvores sob a coordenação e vigilância atenta de capatazes brancos, troncudos de cabelos castanho-escuro. Há até alguns humanoides enormes, ogros beirando os três metros de altura, carregando enormes pedras nas costas.

Mas ninguém se aproxima das pedras, que permanecem estáticas, fincadas no solo. Na rukma o guru havia dito que as pedras caíram do céu como facas. “Na certa lançadas pelo poderoso Parkunas, o Deus da Guerra”. Elas haviam se cravado no solo daquele lugar de grande beleza natural e descobertas por mercadores que avisaram uma tropa nas proximidades. Isso havia ocorrido há dois anos.

Ao chegarem bem perto os símbolos nas pedras começam a brilhar, permitindo vê-los com mais clareza. Uma delas traz uma figura humanoide empunhando uma espada enquanto pisa sobre algum monstro derrotado. Outra traz alguém erguendo as mãos ao alto com um circula acima – linhas sinuosas ligam as mãos ao círculo. Outro traz uma pessoa de manto em posição de oração enquanto quatro outras figuras menores estão contidas dentro de pequenos círculos. A quarta pedra traz um guerreiro protegendo-se com um grande escudo enquanto raios voltam-se para ele. Então havia uma onde uma figura agachada em posição furtiva segurava um saco enquanto outra levava a mão à cintura. Por fim um arqueiro aponta uma flecha contra um monstro.

Havia mais uma rocha, às escuras, mas era possível ver os desenhos em baixo relevo mostrando uma figura em manto apontando com o dedo para baixo, onde um círculo continha um tipo de monstro que curvava-se para a personagem.
Off:

Cada pedra representa uma Classe. Ao ser tocada ela imbuirá o personagem com o poder da Classe em questão.

Na oportunidade peço que todos me enviem seus Atributos. Hora de fechar as fichas.

Vocês podem aproveitar o momento na nave para conversar entre vocês. Nem o guru nem o mahasainapati estão ouvindo o que dizem, pois estão muito longe, então é uma chance de privacidade. Após tocarem na pedra podem fazer perguntas ao guru, que está disponível para responder.

Podemos fazer tudo isso no Telegram, se preferirem. Vou ficar longe do PC, mas manterei o celular comigo e posso responder às perguntas como se fosse o guru. Vocês também podem conversar entre si no Telegram, embora seja interessante postar suas reações a tudo o que aconteceu.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Hoggar: Monstromaquia [DiceScarlet]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1653
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: Isekai RPG: ON

Mensagem por kaito sensei » 15 Nov 2019, 15:03

Kaito estava muito puto com aquela situação, mas Kaidre decidiu responder. E falou até mais do que o necessário.
Kaito
Imagem
Aí até eu vou ter que concordar com o general e falar que isso foi demais...
Ainda estava indignado com aquela situação quando Dice fala que era bom estar com eles. Foi só aí que ele percebeu quem era Kaidre.
Kaito
Imagem
Kaidre?! MEO DEOS! Até tu tá nessa?! Esses caras fazem seleção usando o Fórum da Jambô como catálogo por acaso?
Saber que era mais um conhecido ali o deixou um pouco mais seguro, mas a ideia de se ser um prisioneiro ainda lhe deixava tendo uma crise de ansiedade foda. Quando o Mahasainapati e o Guru mudam de tom ao falarem sobre um suposto herói anterior, Kaito começa a imaginar que as coleiras rúnicas eram um meio de se evitar um erro que já havia acontecido. Decidiu não falar nada e fica em silêncio. Respondendo apenas sim e não, quando perguntado. Quando entraram no estranho veículo, ele viu que tinha a oportunidade de falar melhor com seus colegas.
Kaito
Imagem
Hey, vocês perceberam? Acho que em uma dessas tentativas de invocação deve ter dado uma merda foda, não conseguiram controlar os caras e agora estão tratando a gente com mão de ferro por causa disso... Mas não sei vocês, mainda assim não to afim de ser escravo desses malucos não.

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1609
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Isekai RPG: ON

Mensagem por DiceScarlata » 23 Nov 2019, 21:05

Dimitrius
Imagem

- É possível.. Ou isso, ou simplesmente perderam todos os outros que invocaram e continuaram a trazer mais, como massa descartável que somos.

*Fingia uma despreocupação que não condizia com a verdade*


- Pelo menos, não são nazistas. Aquele simbolo é budista ou hinduista e os nomes confirmam isso. Vamos aprender por ora. E claro, ganhar poder. Quem sabe você não vira um dragão escravo, Kaito? Você tem cara de lagarto mesmo.

*Era bom aliviar a tensão e cutucar seu amigo Kaito lhe faria bem também. A viagem seguiu com eles trocando conversas medos, anseios e teorias, mas o que realmente importava era uma coisa só: Chegaram ao local da pedras magicas. Aquelas que guardavam seu poder destinado*

- Oh... Conhecemos essa imagens.

*Mesmo de longe, os desenhos eram claros*

- A funções de grupos de rpg. Lutador, arcano e especialista não é? Hum... Conhecendo o Kaito, tenho certeza que ele vai pra magia né? Kaidre é indeciso como eu. Confesso que gosto da ideia de brigar.. Mas não me vejo como guerreiro. Talvez o meio termo, um especialista. É. Vou na frente amigos.

*Ansioso caminhou até as pedras. Se algo fosse dar errado, estaria disposto a sofrer algum dano pelos outros dois. Sempre se viu mais como um tanker do que suporte, dentro de sua mente, mesmo gostando mais do último. Por isso sua mão foi tocar a primeira pedra: A do homem atrás do escudo, protegendo a tudo.*

*A pedra emitiu um brilho escarlate que deslizou pelas pontas dos dedos do ruivo, até fluir para todo o seu corpo, o envolvendo completamente. Seus pés se afastaram sutilmente do chão, aquecendo sua pele e enchendo sua mente de poder. Quando tudo acabou, sua classe havia se manifestado*

CLASSE: GUARDIÃO
HABILIDADE: ESCUDO VIVO - Teste de vontade para obrigar todos os inimigos a atacá-lo. Inimigos provocados causam apenas metade do dano (arredondado para cima).
Custo: 0 pms

"Nem mesmo ao imperador, se curva o professor. Pois sem o professor, jamais haverá o imperador"
*Dimitrius piscou duas vezes*

- Oh... Serei o escudo. Ótimo.
Editado pela última vez por DiceScarlata em 01 Dez 2019, 22:19, em um total de 1 vez.
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1653
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: Isekai RPG: ON

Mensagem por kaito sensei » 25 Nov 2019, 11:22

- Pelo menos, não são nazistas. Aquele simbolo é budista ou hinduista e os nomes confirmam isso. Vamos aprender por ora. E claro, ganhar poder. Quem sabe você não vira um dragão escravo, Kaito? Você tem cara de lagarto mesmo.
Kaito
Imagem
Olha... Relembrando o que você me dizia todo o tempo no telegram: TEUCU! HAHAHAHAHA!
Um pouco de riso e descontração era o que Kaito precisava mesmo. Ele estava feliz com as companhias que o destino lhe deu. Dice era um cara divertido e Kaidre também era legal. Ao chegarem nas pedras, ele olhou e exclamou, quase gritando mesmo.
Kaito
Imagem
CARAAAAACA! Pedras que dão poderes! Parece Skyrim! Adoro esse jogo
- A funções de grupos de rpg. Lutador, arcano e especialista não é? Hum... Conhecendo o Kaito, tenho certeza que ele vai pra magia né?
Kaito
Imagem
Ló-gi-co! Aqui é mage forevah!
Dizendo isso Kaito se dirigiu até a pedra do feiticeiro. Ao tocá-la, sentiu seu corpo ser imbuído pela energia mágica. Ele passou a sentir e discernir os elementos da natureza: a terra abaixo de seus pés, o vento que balançava as árvores, a eletricidade que seu próprio corpo produzia em cada sinapse nervosa. Tudo estava conectado. Era como se agora ele pudesse ver finas linhas multicoloridas o ligando a tudo. Era uma sensação de poder incrível.
Kaito
Imagem
Uou... Isso foi... Incrível!
CLASSE: FEITICEIRO
HABILIDADE: FÚRIA ELEMENTAL - faça um ataque mágico contra todos os inimigos no combate, causando 4 de dano.
Custo: 1 pm

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5786
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Edwin

Mensagem por Kaidre » 26 Nov 2019, 23:21

Infelizmente eu não podia dizer o mesmo que Henrique. Por mais que o encontro com conhecidos fosse algo a se celebrar, as circunstâncias eram ruins demais. Mas no mínimo, tenho de admitir que é melhor que estar sozinho ou com desconhecidos.

- Sim. Sou eu. Também estou surpreso. Mas ao contrário da maioria das pessoas, quando sou surpreendido costumo ficar sem reação ao invés de me exaltar. No geral continuo o que estava fazendo sem dar sinal que fui surpreendido, mas raras vezes, como a pouco, fico estático. - Respondi a Kaito.

Enquanto eu pensava o general se aproximou e tocou meu ombro. Fui imundado por uma sensação de extremo desconforto, mas não era ele. Eu simplesmente não gosto que algumas pessoas me toquem, e esse cara conseguiu entrar pra lista em tempo recorde. Não só pelo contato, mas por ter me olhado como se fosse meu pai. Meu desprezo por esse cara só aumenta. Mas fiquei quieto e deixei a conversa andar. Apenas "limpei" meu ombro da "sensação" ruim que ficou sobre ele. Ao menos, a parte do diálogo que se referia a segurança possuía lógica, do ponto de vista deles. Pois ainda não entendi como nos ferir e controlar serve para nossa segurança. Será que aos olhos deles somos como crianças que precisam ser punidas?
Não demorou e seguimos para uma espécie de aeronave.

- Será que é muito tarde pra informar que não gosto de altura?

Infelizmente era e tive de entrar no veículo. Embarcar era a parte fácil. O pior ainda estava por vir. A sensação de voar era indescritível. Jamais experimentei isso, mas posso afirmar que entre a mistura de emoções, pude sentir pavor percorrer meu corpo por inteiro. Só consegui ficar agarrado a poltrona e de olhos fechados enquanto segurava um grito entalado na garganta. Estava tão concentrado em mim que não conseguia pesar minhas respostas.

- Eu acho que eles eliminam os que não se submetem. Se são mandados pra casa ou mortos eu já não sei dizer.

Definitivamente eu não estava confortável naquele veículo. Embora aos poucos estivesse me acostumando.
Chegar ao chão foi uma benção. Eu caí de joelhos e até considerei beijar o chão.

- Nunca mais eu subo nesse troço. Ou qualquer outro treco voador.

Depois fomos guiados até um altar de pedras, por assim dizer. Lá vimos as tais pedras que concedem poderes. Dice e Kaito foram na frente, nessa respectiva ordem. Pareciam bem decididos quanto ao que escolheriam. Eu me aproximei das pedras e as olhei uma por uma bem de perto sem tocá-las. Pois sem meus óculos essa era a única forma que tinha de conseguir identificar as ilustrações. Mas eu não me senti especialmente atraído por coisa alguma. Bom, isso não é uma completa verdade. Sempre gostei de arqueiros, mas minha visão não é boa o bastante para o ofício. Guerreiros que enfrentam o perigo de frente são os personagens que mais gosto e os que me trazem mais emoção, mas com um físico frágil que tenho, não serviria nem de peso de papel. Por fim, consigo me encontrar bem no caminho de curandeiro, mas sou ateu. Não tem como eu virar um devoto. Por outro lado, quando jogava Magic, meu deck era composto por recuperação de vida...

Por fim, após muito pensar e considerar, tomei minha decisão.
Sábio

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8796
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Parte I. Invocação

Mensagem por Padre Judas » 28 Nov 2019, 21:01

Imagem

Cada um toca a pedra que escolheu e sente o poder percorrer seu corpo, conhecimento surgir magicamente em sua mente. Em um instante todos sabiam o que eram e o que podiam fazer.

Andrarya aproximou-se junto com o guru e sorriu satisfeito.
Mahasainapati Andrarya
Imagem
– Muito bem. Venham comigo agora.
Eles os guia para fora do círculo até um grupo de três homens e duas mulheres.

Os homens eram como todos os guerreiros que viram até aquele momento, altos, loiros de olhos profundamente azuis, com físico apolíneo, a armadura prateada sobre túnica vermelha. Jovens e bonitos. Usavam lança e escudo, trazendo espada e adaga à cinta.

Já as mulheres seguiam eram também ambas altas (não tanto quanto os homens) e belas, com idade por volta dos trinta. Uma delas possui cabelos platinados, veste armadura sobre túnica branca e empunha um cajado. A outra, que bem poderia ser irmã gêmea do trio masculino, veste armadura sobre túnica vermelha, empunha uma lança com a destra e um escudo com a sinistra. À cintura uma espada, uma adaga e... uma pistola de pederneira.
Mahasainapati Andrarya
Imagem
– Agora vamos fazer alguns testes para ver suas reais habilidades. Não se preocupem, não é um combate mortal e duvido que vençam. Apenas quero vê-los lidar com nossos guerreiros.
Com um sinal o trio masculino avança como uma parede de escudos, lanças eristadas. As mulheres saem de perto, postando-se um pouco atrás do mahasainapati.
Guerreiro Agarti
Imagem
– Vamos ver se vocês são bons mesmo. Já estamos nos acostumando a surrar heróis...
Off:

Hora de testar o sistema de combate. Não há iniciativa, vale a ordem de postagem.

Na medida em que forem postando eu vou indicando o que ocorre.
REGRA PROVISÓRIA DE DEFESA

Ainda aguardo resposta do autor do sistema. Por enquanto usamos a seguinte regra:

Desviar. Teste Agilidade para desviar de ataques.

Bloqueio Mental. Teste Vontade para resistir a efeitos mentais, principalmente mágicos.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Hoggar: Monstromaquia [DiceScarlet]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1609
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Isekai RPG: ON

Mensagem por DiceScarlata » 01 Dez 2019, 22:27

Dimitrius
Imagem


- Ow! Mas sem nenhum equipamento? Nem nada velho em sem fio?? Querem nos testar ou assistir uma palhaçada nada eficiente? Nós nunca brigamos sério na vida, dá um tempo... Me joguem um escudo pelo menos...

*Pensou em argumentar mais, mas o loirinho - muito familiar com alguém que odiava - ativou seu pavio curto. Fechou a mão e seus olhos começaram a brilhar na cor vermelha*

- Kaito, Edwy, atrás de mim. Eu aguento, vocês finalizam.

*Após sussurrar pisou a frente*

- Oh... Acostumados a surrar heróis? Isso faz de vocês... Monstros, não? Aquelas formas de vida inferiores, irracionais e menos importantes que lixo... Você, deixa ver... A forma como você agarra esse cabo longo e duro... ACHO, mas só ACHO, que você seria uma succubus, né loirinha? Quer mesmo dividir seu brinquedo favorito com a gente? Acho que prefere usar em si mesmo...

*Imediatamente fechou a guarda. Curvou o corpo, ombros erguidos, punhos protegendo queixo e têmporas, joelhos curvados prontos para movimento. Proteção básica do boxe*
Ativar ESCUDO VIVO. Teste: 17 - Sucesso.
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1653
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: Isekai RPG: ON

Mensagem por kaito sensei » 02 Dez 2019, 11:17

Kaito era um cara que não gostava de brigas. Sempre tentou resolver seus problemas da forma mais pacífica possível, se envolvendo em apenas duas pelejas durante sua vida... Mas nas duas ele venceu. Só que uma coisa eram brigas de colégio, outra era a situação em que estavam agora. Sabia que se desobedecesse e não lutasse, receberia um choque violento. Se lutasse, poderia ser surrado, mas pelo menos teria uma chance de revidar. O insulto do lorinho irritante o fez decidir de uma vez. Ele ri concordando com o insulto de quinta-série proferido por Dice.
Kaito
Imagem
HAHAHAHAHA! Bom ver que seu senso de humor não mudou Dice! Bem... Vou testar uma coisa...
Kaito leva a mão direita fechada ao coração. Um vento estranho rodeia seu corpo. Ele começa a proferir um encantamento, um dos muitos que decorou enquanto jogava RPGs. Sua voz ecoou como um trovão
Kaito
Imagem
I, who stand in the full light of the heavens, command thee, who opens the gates of hell. Come forth, divine lightning! This ends now! Indignation!
Dizendo isto, ele ergueu a mão ao alto. Um grande circulo mágico surgiu alguns metros acima dos oponentes, e dele desceu uma chuva de raios elétricos... Ou pelo menos era a intenção, porque a magia falhou e o círculo se desfez
Kaito
Imagem
Mas hein? O que será que eu fiz errado?
Gastei um ponto de sorte e... tirei 1 no dado...

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5786
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Edwin

Mensagem por Kaidre » 02 Dez 2019, 19:37

Senti a energia percorrer e preencher todo o meu corpo. Era como ser capaz de sentir todo o caminho que o ar faz desde que entra nos pulmões, passando pela troca gasosa nos alvéolos e se espalhando pelo corpo através da circulação sanguínea. Era estranho e ao mesmo tempo reconfortante.

Não demorou e fomos avisados que seríamos testados. Já o desenrolar dos eventos não foi nem um pouco surpreendente. O comportamento arrogante dessa nação já não me surpreende ou incomoda mais. "O que não tem jeito ajeitado está", já dizia minha avó.

Dice e Kaito rapidamente entraram na provocação, ou talvez empolgação da batalha, sem nem ao menos traçarmos uma estratégia. Não que faça diferença pra mim. Tanto na minha profissão quanto na minha classe, eu só tenho utilidade quando alguém está sofrendo ou machucado. Então sentei em uma pedra e fiquei observando. Senti os olhares do general e do guru sobre mim nesse momento.

- Nem adianta implicarem comigo. Minha principal habilidade é a cura. Para eu trabalhar, alguém tem que apanhar.

No entanto, ficar apenas observando é muito chato. Mas infelizmente dentre minha lista de opções não consigo pensar em nada que possa fazer. Ou talvez... Pensando bem, se me lembro corretamente, a criatura favorita do Kaito é...

Comecei a desenhar no ar com o dedo, como se tivesse uma tela na minha frente. Eram apenas linhas retas conectadas por 14 pontos e se fechava nos 4 últimos. Assim que terminei o desenho, toquei o último ponto e chamei seu nome.

- Eltanin!

O desenho tomou a forma de um grande dragão oriental, ascendeu serpenteando aos céus e mergulhou em direção a Kaito. Seu corpo esguio enrolou-se ao redor dele apoiando suas patas dianteiras sobre os seus ombros e rugindo ameaçadoramente para seus oponentes.

- Quem diria. Foi mais interessante do que pensei.
Vou usar minha habilidade para fortalecer a dano do Kaito

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8796
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Parte I. Invocação

Mensagem por Padre Judas » 02 Dez 2019, 23:12

Imagem

A magia de Kaito falha, mas o poder de Edwin faz Guru Sydaka erguer uma sobrancelha, enquanto a mulher vestindo túnica branca acena positivamente. Os soldados nada dizem diante da provocação de Dimitrius, mas voltam seus ataques sobre ele. Felizmente o rapaz percebe como suas habilidades haviam mudado quando os golpes das lanças se chocam contra uma aura rubra que cobre seu corpo, como uma armadura.
Off:

Dimitrius ativou Provocar Inimigos, gastou 1 PM. Kaito tentou Explosão Arcana, gastou 1 PM e 1 PS. Edwin gastou 1 PM para Fortalecimento Mágico em Kaito, +1 no dano.

CONDIÇÕES
  • Dimitrius. Provocar Inimigos, 1/2 rodadas.
  • Kaito. Está com +1 no dano pelo combate.
Personagens:
  • Dimitrius. PV(20) 20. PM(06) 05. PS(05) 05.
  • Edwin. PV(14) 14. PM(08) 07. PS(03) 03.
  • Kaito. PV(08) 08. PM(06) 05. PS(02) 01.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Hoggar: Monstromaquia [DiceScarlet]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Responder

Voltar para “Judasverso”