Boku No Hero - Brazil Hen

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1740
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Boku No Hero - Brazil Hen

Mensagem por kaito sensei » 18 Ago 2017, 16:28

Rio de Janeiro, Capital.
Quarta-Feira. 9:00 AM
Imagem
Ah, o Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa! Apesar do nome, por muitos anos o Rio foi sinônimo de perigo, com ruas repletas de assaltantes e favelas dominadas pelo tráfico de drogas. Durante a Era do Crime, a cidade se tornou um verdadeiro campo de batalha entre as facções criminosas. Mas hoje, na chamada Era Heroica, as coisas mudaram. Várias agencias de heróis atuam na cidade em parceria com a polícia, trazendo segurança aos cidadão de bem. No bairro do Maracanã fica uma das mais famosas e bem conceituadas agências heroicas do país, a Agência de Lourenço Sombra, alocada em um grande sobrado de três andares.
Neste momento na agência, um grupo de jovens heróis recém formados e que acabaram de conseguir sua licença de herói estavam aguardando para falar com o próprio Lourenço. Eles haviam passado no rigoroso processo seletivo e agora iriam ser efetivados, mas não antes de terem uma conversa particular com o chefe, um rito que Lourenço seguia à risca para conhecer os novatos. Enquanto aguardavam, vocês viram alguns dos heróis mais bem conceituados da agência, como a bela Cloud Lady e sua nuvenzinha companheira; e o maciço Homem Touro.
Infobox
Imagem
Cloud Lady
Individualidade: The Cloud: Cloud Lady tem uma nuvenzinha chamada Nimbus que a acompanha desde o nascimento. Apesar de pequena, essa nuvem pode ser mandada para atacar inimigos com raios e gelo, além de ser capaz de derramar uma chuva capaz de recuperar feridas. O problema é que a água que sustenta a nuvenzinha vem da própria Cloud Lady, que tem que beber MUITA água por causa disso.
Heroína famosa não somente pelo combate ao crime, mas pela beleza, tendo sido capa da revista de moda "Beleza Heroica" três vezes.
Infobox
Imagem
Homem Touro
Individualidade: Homus Taurus: O homem touro leva a expressão ao pé da letra. Ele é literalmente forte, peludo e chifrudo como um touro
Um homem de poucas palavras e forte atitude. Gosta de crianças e detesta piadinhas de corno.

Logo estes heróis famosos seriam seus colegas de trabalho. Depois de uma breve espera, vocês veem um rosto conhecido. Apesar de ser uma bela moça de cabelos castanhos compridos, os traços mais marcantes nela eram as orelhas e cauda de lobo. Vocês a conheciam (Miguel um pouco mais do que queria, pois já havia feito estágio na agência e sabia o quão cabeça de vento ela era), pois no Instituto Heroico Brasileiro ela estava um ano na frente de vocês (A tornando sua Senpai).

Infobox
Imagem
Luna Maria Albane
Individualidade: The Beauty is the Beast: Luna tem poderes de loba, podendo se transformar em uma forma lupina ou hibrida. Infelizmente ela também tem alguns hábitos caninos como correr atrás de bolas...
Luna estudou no mesmo IHB que vocês. Mesmo sendo uma heroína, ela é filha de Dom Albane, um dos líderes da organização criminosa A Família


Luna já havia os entrevistado na semana passada e agora iria encaminhá-los para efetivar sua contratação.
Ela revela um sorriso e fala com tom jovial.

Luna Maria
Imagem
E aí pessoal, esperaram muito? Tio Sombra vai falar com vocês agora. Por favor me acompanhem


Era nítido que ela estava tentando ser o mais formal possível, mas era mais nítido ainda o quanto chamar o chefe de Tio Sombra deixava a formalidade impossível.
Ela os leva por uma escadaria até uma sala no terceiro andar com uma grande porta de madeira. No beiral da porta era possível ver em uma placa o escrito "Sala de Reuniões". A garota lobo abre a porta que dá para uma ampla sala, cheia de aparelhagem para apresentações como retroprojetor, lousa e uma grande mesa retangular com cadeiras para acomodar umas 20 pessoas ou mais. Na ponta da mesa, de costas para uma janela, um homem olhava para algumas pastas sobre a mesa com vários papéis. Mesmo os que nunca haviam falado com este homem o conheciam muito bem. As roupas típicas de um cangaceiro somadas aos indiscretíssimos óculos e lenço vermelhos indicava que aquele era Lourenço Sombra. Ao vê-los, ele sorri, se levanta e vai até vocês, fazendo questão de apertar a mão de cada um. Ele fala com vocês com o inegável sotaque nordestino.

Infobox
Imagem
Lourenço Sombra
Individualidade: Overheat: Lourenço pode gerar um grande calor com a palma das mãos e sola dos pés, podendo até derreter aço. Ele usa esse calor diretamente ou para aquecer sua faca especial,
A Pexera.

É o famoso e carismático herói cangaceiro e dono da agência em que vocês estão entrando.

Lourenço Sombra
Imagem
Muito bom revê-lo Miguel, como tem passado cabra da peste? E aos demais é um prazer meus jovens! Sou Lourenço Sombra, mas apesar de dono da agência não gosto que me tratem como superior, podem me chamar só de Lourenço se quiserem.

Luna
Imagem
... Ou de Tio Sombra...

Lourenço Sombra
Imagem
OSHE! Lá tenho idade para ser tio menina dos infernu...
...
...
Não responda!


Luna e Lourenço caem na gargalhada. Seriedade pelo visto não existia nessa agência. Assim que para com a crise de riso, o herói retoma.

Lourenço Sombra
Imagem
Bom... Vamos falar sério agora... O Miguel eu sei quem é e o que faz. Aliás, como ficou seu nome de herói e o nome da sua individualidade homi? Os demais quero saber, seus nomes e o que sabem fazer.

Off* Bem vindos novos heróis! Sintam-se livres para descrever a si mesmos, aonde moram e como chegaram na agência. Lembrem-se que vocês se conhecem do IHB, mesmo que seja só de vista ou de ter estudado o ano inteiro junto. Podem até definir como veem seus colegas de equipe. Boa Sorte! PLUS ULTRA!

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Arthur (White Magician)

Mensagem por Kaidre » 18 Ago 2017, 18:20

Foram 3 anos logos de estudos no IHB. Agora finalmente começaria sua vida como herói e posteriormente ganharia acesso a informações não divulgadas pela segurança pública. Com isso estava na direção certa para alcançar seu objetivo.

Naquele dia, encontrou-se com Miguel e os outros na estação Maracanã, linha 2 do metrô. Era um pouco longe para Arthur, mas por sorte morava próximo a estação Botafogo. Só precisava escolher uma boa estação para mudar de linha e não ser enfurnado com um monte de gente.
A estação tinha muitas pessoas indo e vindo, mas uma vez definido o ponto de encontro, era fácil se reunirem. E em todo o caso, ainda havia o grupo de Whatsapp da turma. Não era porque haviam se formado que o grupo precisava morrer. Mas seria bom se parassem de mandar mensagens de "bom dia" todo dia. Isso quando não eram imagens de gatinhos dando "bom dia". Aquilo era irritante e fugia totalmente ao propósito do grupo. Pelo menos não tinha ninguém que ficava compartilhando inúmeros vídeos pornôs. Nem queria comentar sobre isso.

- Bom dia. - Arthur se aproxima com um sorriso e acenando para o(s) conhecido(s). - Vamos direto para a agência ou ainda falta chegar alguém?

Uma vez que todos já estavam reunidos, o grupo segue em direção a agência onde se deparam com um rosto familiar, muito mais para Miguel que para os outros, mas mesmo assim familiar.

- E aí Luna, como vai? - Ele abraça a lupina e a beija dos dois lados do rosto. Era apenas um cumprimento normal sem segundas intenções, mas não era o que ele fazia parecer, quando aproveitou o momento para fazer cócegas na garota.

Luna os guia até a sala de reuniões onde os novatos são apresentados a Lourenço. O comportamento descontraído que o herói apresentava era algo bom de se ver. Significava que não havia problemas graves ou emergências, ao menos não naquele momento.

Arthur se afasta enquanto seus colegas se apresentam e se aproxima do interruptor. Assim que o último deles termina de falar ele apaga as luzes. Em seguida, luzes de holofote começam a percorrer a sala em busca de algo. O rapaz começa a falar em meio ao escuro.

- Agora que já terminamos com o show de abertura, podemos passar ao evento principal dessa noite.

Todas as luzes convergem ao mesmo tempo para um canto da sala onde ele está.

- Ladies and Gentleman! Obrigado pela presença e paciência. Eu sou Arthur e para o meu número, vou precisar de uma bela assistente.

Uma luz de holofote se acende sobre Luna e a guia até o canto onde Arthur está.

- Cheguem mais perto, observem com atenção.

Ele começa a abaixar as mangas compridas, revelando os braços contendo absolutamente nada.

- Nada nessa manga e nada nessa aqui também.

Com um movimento rápido de mãos, ele faz surgir uma pequena bola vermelha e a apresenta a Luna.

- Aqui está. Agora, pega!

Ele arremessa a bola para o outro canto da sala, coagindo Luna a ir em sua perseguição só para se frustrar com a ilusão.

- Isso conclui minha apresentação. - Ele faz uma reverência. - Vejo vocês em minha próxima ilusão.

Arthur desaparece frente a plateia dos pés a cabeça, deixando um canto vazio quando a luz volta em seguida. Palmas são ouvidas de trás do grupo.

- Bravo! Bravíssimo! Nossa, esse cara arrebenta não é pessoal!

Quem estava atrás do grupo era o próprio Arthur que se ocultou na escuridão e nunca esteve fazendo qualquer apresentação.
Kaito, vou deixar o valor em PMs e testes de perícias necessárias com você. Como é uma mera apresentação, me considerei livre para fazer o que quisesse.

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Boku No Hero - Brazil Hen

Mensagem por Padre Judas » 18 Ago 2017, 20:17

Miguel estava tranquilo enquanto saía de casa. Morava sozinho em um apartamento, mas se habituara a morar longe da família quando estudara no IHB. Poderia visita-los nas férias – ou eles poderiam vir vê-lo de vez em quando. Não era um grande problema.

Como havia combinado com os colegas, encontraram-se em uma das estações do metrô carioca. Arthur o cumprimentou, assim como os demais companheiros.
Miguel Branco
Imagem
- Bom dia, povo. Tá todo mundo aqui, vam’bora. Vocês nunca estiveram na agência, não é? Bem, não é muito longe.
Por fim chegaram e Miguel não se furtou a cumprimentar os conhecidos.
Miguel Branco
Imagem
- Oi, Cloudinha! Como vai essa força, Touro?
Luna apareceu em seguida e o Arthur fez um cumprimento muito... entusiástico... na garota. Beijo no rosto era normal, mas cosquinha parecia... infantil ou paquera. Miguel não conseguia se decidir – Arthur sempre parecera imaturo para ele. Deu de ombros.
Miguel Branco
Imagem
- Oi, Luna.
Também dá um leve abraço e dois beijos no rosto da garota, como havia feito com Cloud.
Lourenço Sombra
Imagem
Muito bom revê-lo Miguel, como tem passado cabra da peste? E aos demais é um prazer meus jovens! Sou Lourenço Sombra, mas apesar de dono da agência não gosto que me tratem como superior, podem me chamar só de Lourenço se quiserem.
Miguel Branco
Imagem
- Opa, e aí Lourenço? Eu tô bem, valeu.
Luna
Imagem
... Ou de Tio Sombra...
Lourenço Sombra
Imagem
OSHE! Lá tenho idade para ser tio menina dos infernu...
...
...
Não responda!
Miguel ri com os dois. Quando Miguel estagiara com Sombra Luna ainda não trabalhava com ele, mas era bom ver que pareciam ser dar bem. Não o surpreendia, pois eram ótimas pessoas.
Lourenço Sombra
Imagem
Bom... Vamos falar sério agora... O Miguel eu sei quem é e o que faz. Aliás, como ficou seu nome de herói e o nome da sua individualidade homi? Os demais quero saber, seus nomes e o que sabem fazer.
Miguel Branco
Imagem
- Mantenho as mesma, Lourenço. Minha Individualidade é Membrana e meu nome é Escudo. Eu escolhi este nome ainda na infância, você sabe.
Depois da apresentação de Arthur, Miguel apenas suspira.
Miguel Branco
Imagem
- Esse é o Arthur, Lourenço. Como pode ver ele é o palhaço da turma.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1864
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

NAMU

Mensagem por DiceScarlata » 20 Ago 2017, 03:04

"Sua tarefa é descobrir o seu trabalho e, então, com todo o coração, dedicar-se a ele." - Buda

Imagem

*Acordei sobre um macio colchão de areia, com a brisa do amanhecer beijando a pele do meu rosto. Mais uma vez eu havia adormecido sobre as areias da praia enquanto meditava. Péssimo hábito que não consigo corrigir. Ao me erguer, contemplei o sol nascente, que surgia sobre as ondas que quebravam sob meus pés. Era como um sorriso celeste a me cumprimentar. Sorri de volta.

*Então dei de costas e iniciai minha caminhada em direção a estação metro. Me chamam de Namu. Mas também me conhecem como Lótus Escarlate. Hoje é meu primeiro dia no emprego. A partir de hoje... Eu sou um héroi."

"Meu coração palpita. Como meus colegas de classe vão me receber? Todos passamos pela mesma entrevista e um deles tinha até estágio com o admirável herói lourenço sombra. Perto deles, sou bem menos merecedor. Tanto, que mal posso entender como meu karma pode estar sendo tão gentil. Aos 19 anos, depois de tudo o que fiz, já consegui uma chance de fazer o bem. Uma chance de redenção. Só tenho a agradecer. E se eles me desdenharem? Bem, será o minimo. E o justo"

*É cedo, mas caminho depressa. Não quero deixar ninguém esperando, seria falta de decoro. Mas sou parado. Ouço o clamar de uma voz mansa, gentil e arranhada pelo tempo. Uma senhora que procura por seu cãozinho. Custa-nos apenas meia hora bem gasta, para encontrá-lo latindo diante de um açougue.
Foi bonito vê-la o abraçando. Eu tinha tempo ainda então segui o caminho, até encontrar um músico, que em seu violão compunha músicas de sua terra natal no nordeste. Não entendo por que vi tantos jovens o desdenhando pelo seu estilo musical, era linda a história por trás dele. Acompanhei três músicas dele,
antes de me despedir com um elogio e o resto de minhas moedas. Espero que sua musica chegue ao coração de todos como chegou ao meu. Eu teria chego a tempo, tenho certeza.*

*Não fosse pelo garoto, perseguindo a garota com seu quirk. No meio da avenida. Prestes a ser atingido por um carro. Tão jovens, nós somos/ Tão indiferentes a mortalidade. O menino lembrava a mim. Um quirk tão util para ferir os outros. Seu punho emanava vibrações no ar. Ataques sonoros. Que arma poderosa é o som, invisível, indefensável e amplo. A menina tinha apenas cobria os ouvidos e chorava encolhida. Talvez sequer houvesse desenvolvido sua individualidade. Atacar os fracos. Diminuir outros, para se sentir maior. Exatamente como eu, mas sem os anos de erros para se arrepender. Ainda havia chance para ele*


- Garoto... Você conhece a história do monge, do discipulo e da tábua de pregos? - Eu perguntei, com sangue escorrendo de minha de meus labios e nariz,
conforme seu punho sonoro atingia meu estomago - É bem bonita.

* O garoto apenas me olhava, incrédulo. Era como se ele soubesse que eu podia ao menos ter tentado me defender de seu golpe. Mas infelizmente, minhas duas mãos humanas estavam unidas em oração. E minhas demais mãos. Haviam oito delas. nascidas de minha individualidade, estavam ocupadas, protegendo o corpo dele, o da menina e parando o carro atrás de nós. O impacto havia realmente doido. Mas era uma pequena ferroada, perto da dor que eu sentiria, caso as crianças tivessem sido atropeladas. Bem, voltando. Diante da minha pergunta, o menino apenas balançou a cabeça negativamente*

- Bem. Ela é curta prometo. Num monastério, bem longe daqui, havia um monge muito sábio, que ensinava a seu discípulo os caminhos de buda e das artes marciais. Infelizmente, o jovem discípulo era muito esquentado. Fazia mal uso do que aprendia, descontando a raiva que tinha em pessoas não tão treinadas quanto ele. Certa vez, apanhado em flagra, fora admoestado pelo seu mestre e arrependido, pediu que o ensinasse. "Mestre" - Implorou - "Como faço para não ter tanta raiva?" . O mestre nada respondeu. Apenas lhe trouxe uma tábua, um pote com pregos e um martelo. Sua orientação foi essa: "Sempre que sentir raiva, quero que martele um prego nessa tábua. Sem falhar uma vez sequer". Era uma tarefa difícil e cobrava honestidade, mas o discípulo a cumpriu com disciplina. Na primeira semana a tábua rapidamente preencheu-se com pregos. Na segunda, a quantidade havia diminuído sutilmente. Com o passar do tempo, cada vez menos pregos a visitavam até que um tempo depois, os dias e noites passaram e mais nenhum fora pregado a pobre tábua. Orgulhoso e contente, o discípulo exibiu a peça de madeira a seu mestre, comemorando a ausência dos pregos. O mestre novamente, nada disse. Alguns minutos depois, ordenou que o jovem trouxesse o martelo e que removesse TODOS os pregos que havia colocado na tábua. Foi uma tarefa longa e demorada, mas enfim ele havia a concluído e mostrou ao mestre, uma tábua completamente esburacada. Então, ele disse as palavras que jamais seriam esquecidas:

"Vê esses buracos, jovem? Cada um deles representa cada vez que você se deixou levar pela raiva, cada um deles representa uma ferida que você deixou em alguém, devido a sua fúria. E assim como esses buracos jamais desaparecerão desta tábua, essas marcas, permanecerão nestas pessoas, por mais que deixem de doer".

"O jovem entendeu. Marejado nos olhos mas entendeu. E a partir desse dia, passou a perceber melhor, os buracos que deixava nas pessoas que o circundavam".

*Quando terminei a história, percebi que os garoto chorava. As pessoas me encaravam em silêncio, inclusive o motorista, que havia esquecido de se desculpar por um erro que não era totalmente dele. Desculpei-me por causar um congestionamento e conferi uma vez mais se as crianças estavam bem. O garoto se desculpou comigo e com a menina. Nós o perdoamos. Ele será grande um dia. Um herói aposto. Muito melhor do que jamais serei. Já a menina? Eu estava errado. Ela me mostrou seu quirk. Tocou o asfalto e dele, milagrosamente nasceram flores! Lindas flores. Uma habilidade maravilhosa. Agradeci pelo presente com um sorriso, conforme ela partia junto ao menino*[/b]

Imagem

*No fim das contas me atrasei. Deixei a todos esperando e bem embaraçado pedi desculpas. Miguel e Arthur estavam lá. Ambos habilidosos. Era uma honra estar com eles. Até abatia o nervosismo que eu senti. E lá estava eu... todo ensanguentado e sujo... Não tinha mesmo tato social.

- Me desculpem pelo atraso e por aparecer desse jeito... - Fiz uma mesura arrependida - Não é assim que se apresenta a seus... colegas.

*Resignado os segui até a agencia, onde fomos recebidos. Estavam lá, grandes heróis. Cloudy Lady. Homem Touro. E o próprio lourenço! E que boa surpresa, Luna também! Arthur logo a cumprimentava com intimidade. Senti meu rosto avermelhar... Não sei se ela gostou daquilo. Me mantive andando atrás de Miguel, então apenas acenei com a cabeça e com um sorriso a todos*

- É uma honra conhecê-los e estar aqui com vocês.

*Arthur executou seus truque ilusórios, Aplaudi a todos. Primeiro com um par de mãos. Depois três. Quatro. No fim eram seis. E não era para compensar o fato de que ninguém mais o fazia. Eu realmente gostava dessas coisas*

- Muito bom Arthur! Miguel, Luna... Estou muito contente em trabalhar com vocês. Espero... que eu não seja um incomodo. Mas darei tudo o que tenho, para ajudar as pessoas, junto a vocês.

*E então, meu estomago roncou. Oh Karma... Que vergonha.
Kai, deixo a você decidir quantos pontos de vida, Namu perdeu nessa história =)
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5196
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Boku No Hero - Brazil Hen

Mensagem por John Lessard » 20 Ago 2017, 12:36

Era isso, sim. Aquele era o momento. Finalmente Jorge se encaminhava para entrar em seu emprego de verdade como herói. Encontrou com os outros na estação do metrô, não apenas os cumprimentou com um maneio de cabeça. O rapaz alto e forte não gostava muito de conversar desnecessariamente, era sério com pessoas que conhecia pouco e mesmo tendo estudado com todos eles, os conhecia pouco. Não era dado a confraternizações na época dos estudos. Era focado na partes teóricas e no aprimoramento físico, pois ele deveria ser o melhor e o mais apto e alcançar o topo, assim poderia ajudar seus pais.

Não demoram muito para chegar. Lá encontraram alguns heróis famosos, alguns até conhecidos dos demais. Jorge ainda não falava nada, apenas cumprimentava com gestos discretos. Não demorou muito para serem conduzidos até a presença de Lourenço. O rapaz não podia de sentir um pouco empolgado e receoso, porém o famosos herói e líder da agência mostrou-se um tanto diferente do que ele imaginava. Ele era informal e Jorge o imaginou mais alto.

De braços cruzados Jorge esperou até sua vez de falar.
Imagem
- Meu nome é Jorge e eu sou o Dragon.
Disse com confiança, esperando que isto fosse o suficiente para saberem do que ele era capaz.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Arthur (White Magician)

Mensagem por Kaidre » 20 Ago 2017, 15:56

Ao fim de sua apresentação, Namu o aplaude, mas Miguel faz um comentário que o deixa “entristecido”.

- Que isso Miguel? Assim você me magoa.

Ele deixa uma “lágrima” cair enquanto segura um gatinho no colo.



- Eu não sou um palhaço. Sou um mágico. Buáááá. Só você me entende Namu!

Ele abraça o amigo que o aplaudiu quando ouve seu estomago rosnar. Rapidamente em um movimento discreto ele coloca uma barra de doce que trazia consigo em um dos bolsos do monge.

- Obrigado por seu apoio.

Ele sorri enquanto faz sinal para que o amigo não comente sobre o presente.

Imagem

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1740
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: Boku No Hero - Brazil Hen

Mensagem por kaito sensei » 21 Ago 2017, 15:31

Miguel Branco
Imagem
- Oi, Cloudinha! Como vai essa força, Touro?
O herói bovino responde com sua voz grossa.
Homem Touro
Imagem
Muito bem, MU... Forte como um touro... MU...
Cloud Lady, simpática que era, cumprimenta a todos. Quando vai cumprimentar Namu, vê que o mesmo estava sujo e ferido.
Cloud Lady
Imagem
Ora amiguinho! O que houve com você? Não pode ficar desse jeito... Tsc Tsc, ainda bem que tenho a solução... Nimbus, por favor.
Ao dizer isso, a nuvenzinha paira por cima da cabeça de Namu, despejando uma pequena chuva sobre o mesmo. Ele sente os ferimentos causados mais cedo serem completamente curados, suas roupas sujas são limpas e até sente que ficou com suave perfume de terra molhada. Em seguida, Nimbus sobra um vento quente, secando o jovem "senju" em questão de segundos.
Cloud Lady
Imagem
Prontinho! Agora se comporte meu anjo... Até mais pessoal!
Quando Arthur fez cócegas em Luna, ela abanou o rabo por instinto, mas rapidamente se deu conta do que estava fazendo e segurou sua cauda com uma mão e a mão do mágico com a outra, para faze-lo parar. Ela olho para ele com cara feia, mas só deu um suspiro e continuou a guiá-los.

-----/---/----------

Agência de Lourenço Sombra. Rio de Janeiro, 9:30 AM

Lourenço escuta e observa atentamente as apresentações de cada um, com um sorriso confiante no rosto. Ele nitidamente os estava avaliando ali.
Miguel Branco
Imagem
- Mantenho as mesma, Lourenço. Minha Individualidade é Membrana e meu nome é Escudo. Eu escolhi este nome ainda na infância, você sabe.
Lourenço
Imagem
Sério que o pessoal do registro te deixou usar esses nomes? Filhos da mãe... Na minha época eu queria colocar o nome de Superaquecer no registro da minha individualidade e me obrigaram a usar o nome em inglês por que achavam mais chique... paciência.
O cangaceiro herói olha para Jorge.
Lourenço
Imagem
Dragon é? É um nome legal, mas vai ter que ser mais específico jovem... Você luta como um dragão? Vira um? Solta fogo como um? Voa como um? Tem a força de um? É um tema muito amplo...
O showzinho particular de Arthur não chegou a lhe fazer aplaudir, mas ele mantinha a postura e observava atentamente.
Luna instintivamente foi atrás da bolinha ilusória. Ela já não havia gostado da brincadeira que Arthur fez ao cumprimentá-la com as cócegas (o que a fez abanar o rabo), agora estava mais irritada ainda. Quando o mágico aparece atrás de todos, a garota salta sobre ele com sua velocidade lupina. Lourenço que estava na frente dele, apenas abaixa a cabeça e dá um passo para o lado se esquivando e deixando a garota lobo lhe dar um socão na fuça, tão forte que faz você ver por um segundo uma luz com seu pai lhe chamando.
Luna
Imagem
Isso é para aprender a parar de zoar a individualidade dos outros! Francamente...
Lourenço
Imagem
HAHAHAHA! Nota 8 para a apresentação Arthur, mas o soco mereceu nota 10... Vamos respeitar os colegas de serviço da próxima okay?
Ele se volta para Namu.
Lourenço
Imagem
E você jovenzinho... Parece muito mais novo do que consta no seu RG. Não está mentindo a idade para beber não né? HAHAHAHA... Gostei desse negócio que faz com esses braços aparecendo do nada.
Depois que todos terminam, ele fala.
Lourenço
Imagem
Muito bem... Acho que já sei o jeitão de cada um. Mas uma coisa que verão neste trabalho é que o crime nunca dorme. Vou colocar vocês para trabalhar imediatamente. Não temos nenhuma missão específica no momento, então vou deixar que patrulhem uns bairros hoje, o que me dizem?
Luna
Imagem
Poxa Lourenço... Já vai deixar eles saírem assim no sol quente o dia todo? Coitados...
Lourenço
Imagem
Oshe! Ta pensando que vai se safar? Tu vai junto menina!
Luna
Imagem
Céus... Sobrou para mim... Posso pelo menos pegar um carro da firma?
Lourenço
Imagem
Nananinanão! Da ultima vez que você pegou um carro a firma teve que pagar multa! E você sabe muito bem o porque... Ou quer que eu conte aos seus amigos o motivo?
A garota lobo fica corada. Um misto de vergonha e raiva. Lourenço era um cara legal, mas quando era para ser chato...
Luna
Imagem
Okay okay... Vamos lá cambada... O dia hoje vai ser Looooooooongo...
Os PVs que Namu teria perdido na intro foram recuperados pela Cloud Lady.
Arthur, vou cobrar só 1 PM pela sua apresentação, só para dizer que não custou nada. E também 1 PV pelo " clássico socão indefensível da mocinha nos animes"

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Arthur (White Magician)

Mensagem por Kaidre » 23 Ago 2017, 12:47

Embora só tivesse feito brincadeiras inocentes, Arthur acabou levando um belo soco de Luna mesmo assim. Aparentemente perdeu a consciência por alguns segundos, mas podia jurar que fora mais tempo. Enquanto se levanta, esfregando o nariz que latejava, acabou por ouvir um pequeno sermão de Lourenço. Após isso, ele se dirigiu a lupina, ajoelhando-se como um cavalheiro e segurando gentilmente sua mão.

- Lamento muito por tê-la chateado. Só queria fazer uma apresentação impressionante. Pode me perdoar?

Ele deposita um beijo no dorso de sua mão, mas antes que ela possa lhe responder ele volta a se levantar e continua a falar.

- Como forma de me desculpar, permita-me recompensá-la com um pequeno número.

Ele então retira de seu bolso um baralho de cartas e começa a passa-las rapidamente como se folheasse um livro em alta velocidade.

- Escolha uma carta que consiga ver. A carta que quiser.

Ele repete sua ação de passar as cartas, mas assim como da outra vez, ele se detêm na carta dois de paus por um instante brevemente maior que as demais, conduzindo a garota a registrá-la mais facilmente. O truque é repetido uma terceira vez com a mesma carta ganhando um tempo de exibição ligeiramente maior que o restante do baralho.

- Já escolheu? Ótimo!

Agora ele começa a embaralhar as cartas fazendo misturas com quatro montes, passando-os de uma mão a outra e girando-os em 180°, muito semelhante a um malabarismo.

Imagem

Depois de terminar, ele guarda as cartas no bolso, contrariando a expectativa de todos que provavelmente esperavam que ele pegasse a carta após toda aquela cena.

- Hm? O que estão olhando? Ah! Vocês esperam que eu revele a carta da Luna? Não posso. A carta está no bolso de trás dela.
Quando Luna checar seus bolsos, vai encontrar uma carta dobrada, que ao desdobrar se revelará a carta dois de paus onde estão presas duas presilhas de cabelo com uma flor ornamenta. Propositadamente, o ornamento de flor fica exatamente em cima do desenho de trevo presente na carta. (É um trevo né? Parece um trevo. Ou uma árvore.)

Imagem
- É um presente para me desculpar pelas brincadeiras. Espero que goste.

Depois de tudo, o grupo é ordenado a patrulhar junto a Luna. Entre os altos da conversa, o detalhe de que a garota havia recebido uma multa em vez anterior recebeu mais destaque. Arthur olha para a lupina com dúvida.

- O que você fez? Bateu? Passou o sinal vermelho? Excesso de velocidade? Confundiu as marchas? Trocou o freio e o acelerador? Não acho que você precise levar isso tão a sério. A maioria dos motoristas já passou por algo assim. Acidentes acontecem. Você não tentou dirigir sem carteira né?

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Boku No Hero - Brazil Hen

Mensagem por Padre Judas » 23 Ago 2017, 13:47

Miguel dá um meio sorriso e ergue os ombros, como se dissesse “bem, não posso fazer nada quanto a isso”. O soco de Luna o surpreende um pouco, mas isso porque ele nunca havia visto alguém ser desrespeitoso com a moça antes. Levemente ele põe uma mão sobre um ombro dela.
Miguel Branco
Imagem
- Desculpe-o, Luna. Como pode ver ele ainda é... bem, só releve, certo? Tenho certeza de que ele não fará mais isso.
Ele mantém um sorriso caloroso enquanto fala isso. Então o rapaz se levanta e... se ajoelha... para pedir perdão à ela. Ele revira os olhos para o truque, mas nada diz.
Lourenço
Imagem
Muito bem... Acho que já sei o jeitão de cada um. Mas uma coisa que verão neste trabalho é que o crime nunca dorme. Vou colocar vocês para trabalhar imediatamente. Não temos nenhuma missão específica no momento, então vou deixar que patrulhem uns bairros hoje, o que me dizem?
Miguel Branco
Imagem
- Vamos nessa!
Luna não fica muito feliz quando descobre que vai ter que acompanhá-los.
Luna
Imagem
Okay okay... Vamos lá cambada... O dia hoje vai ser Looooooooongo...
Miguel Branco
Imagem
Okay. Só um momento que tenho que vestir meu uniforme.
Ele vai ao vestiário com sua mochila e se troca lá. Passam-se uns poucos minutos quando reaparece.
Escudo
Imagem
- Estou pronto. Podemos ir quando quiserem.
Na saída Arthur é indiscreto novamente.
Escudo
Imagem
- Por que não deixamos isso de lado e nos concentramos no trabalho?
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5196
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Boku No Hero - Brazil Hen

Mensagem por John Lessard » 23 Ago 2017, 15:56

Jorge bufou com o comentário de Lourenço.
Imagem
- Eu faço quase tudo que um dragão faz... Ou faria se existisse, só não pareço um lagarto gigante com asas.
Ele ergue um pouco o queixo, e estufou o peito, com a coluna ereta. Gostava de seus poderes, mais que isso, tinha orgulho deles.
Imagem
- Chegará o dia que apenas a menção a Dragon, todos saberão de quem se trata, seja uma boa pessoa ou o pior do bandidos.
O rapaz preferiu não se meter no que acontecia perto, desde o show de Arthur e o soco que recebera, nem a bajulação seguinte. Aquilo era um tanto... Embaraçoso, vergonha alheia, diria alguns. Ele assumiu uma postura mais séria ainda depois disso, quando ouviu sobre a ronda.
Imagem
- Então vamos!
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Responder

Voltar para “Boku no Hero - Brazil Hen”