Herança - Ato XVI - Recomeço

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por Armageddon » 25 Out 2017, 22:46

Imagem

Ao contrário do que Alyssa imaginou, todos permaneceram ali embaixo com ela, esperando pelo desfecho da luta. Pelo visto, fugiriam todos juntos, ou ninguém fugiria. O que era preocupante, pois de certa forma colocou o peso da vida de todos em sua decisão.

As últimas cópias mágicas de Milena caíram e se desfizeram em uma explosão de fumaça branca que se dissipou no ar. Ela sentiu que suas forças estavam aos poucos chegando ao fim, assim como Kenlee, que também havia esgotado até a última gota de energia mágica.

Gard e Nick estavam feridos. Ambos aguardavam próximo à saída, prontos para escapar assim que a luta tivesse um desfecho. Estavam ainda isolados e nenhum membro da milícia ou minotauro havia se aproximado dos subterrâneos. O que era estranho, raciocinava Nick, pois sem dúvida já deveriam ter sido descobertos e encontrados àquela altura.

Selene corria os olhos pelo lugar, aflita. Analisou com cuidado todo o amplo espaço da mina abandonada, transformada precariamente em depósito. A maior parte das armas e objetos metálicos agora eram usados por Peritus, voando e girando em torno do seu corpo como se fossem uma espécie de cauda que se agitava no lugar do braço. O haviam subestimado, era fato. Agora tudo estava nas mãos de Alyssa.

Ou melhor, nos pés.

A dançarina tomou impulso, saltou e girou em pleno ar antes de aplicar o seu chute mais poderoso no topo do crânio de Peritus. O impacto foi tão forte que todos no salão puderam sentir a terra tremer sob eles. Uma onda de choque surgiu a partir do minotauro, levantando poeira do chão.

Uma fração de segundo passou, tempo apenas para Alyssa esboçar um pequeno sorriso que sumiu ao ver os olhos do oponente. Estavam totalmente concentrados nela.

— Nada mal — falou Peritus — Agora é minha vez.

Um golpe daquela amálgama de escudos, espadas, lanças e machados atingiu Alyssa ainda no ar, arremessando-a para cima de encontro ao teto da mina. Seu corpo se chocou contra ele com força, e depois o minotauro simplesmente a soltou de lá, deixando-a cair de encontro ao chão por uma distância de quase sete metros.

Todos olharam para a menina em choque, mas foi Milena que correu em sua direção, se jogando e amortecendo um pouco a queda dela com o próprio corpo. Alyssa estava desacordada, os olhos abertos vidrados e o pescoço virado num ângulo estranho. A clériga de Lena a abraçou com força, chorando.

— Guarde suas lágrimas, baixinha. Logo todos vocês estarão fazendo companhia a ela.

Por um breve instante para todos que estavam ali, o mundo pareceu um pouco mais escuro. Então uma luz quente e confortável surgiu, preenchendo o lugar. Expulsando as trevas, acabando com cada sombra e inundando o lugar com vida. E quem brilhava era Milena.

A onda curativa foi completa e indiscriminada, recuperando as forças e as energias de todos. Quando enfim terminou, Alyssa estava de novo de pé, confusa mas bem. Gard e Nick Fish sentiam-se melhores do que nunca, e até Kenlee sentiu suas forças renovadas e plenas de energia arcana.

A menina-raposa, porém, dormia alheia a tudo a sua volta aos pés de Peritus.
Controle da Situação Atual dos Personagens

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1328
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por Keitarô » 26 Out 2017, 08:14

Um turbilhão de coisas se passava na mente de Alessa. A cabeça parecia projetar diversas maneiras de agir a seguir, quase todas focadas ao combate. A lembrança do impacto no teto (acompanhada do rosto que virou para cima, observando o estrago, para reforçar) causava medo e admiração. Fazia com que todas as projeções mentais terminassem em dor e sofrimento. Por isso, resolveu ignorar a mente e procurar os sentimentos.

Fechou os olhos e "enxergou" o círculo de luz dourada vibrando. Era uma visão comum em momentos de tensão, como se aquela imagem fosse si mesma ou estivesse dentro de si (ou o contrário). Sentiu-se de novo no bordel, tratando com homens teimosos e famintos das mais diversas intenções. Era paradoxal, mas será que poderia adiar o desafio com palavras e sinceridade, como fazia antigamente?

- Peritus, eu o subestimei e me superestimei. Ao menos pelo momento, não posso te garantir um bom desafio.

Alyssa olhava o minotauro nos olhos, enxergando-se inferior. A mente continuava a fervilhar, mas seguia o instinto que formava as palavras quase que automaticamente.

- Como sua oponente, peço que adiemos esse em bate em troca de uma saída pacífica. Ninguém aqui quer causar balbúrdia, e minha atitude pode causar morte à minha companheira...
e aos outros. Peço perdão por isso...

Ela olhou para Milena ao chão. Se a energia pura da raposa havia se espalhado por todo o lugar, teria também chegado a Peritus? Se sim, ele poderia concordar com mais facilidade.

- Ficarei mais forte e voltaremos a nos enfrentar. E então, caso eu perca... Você poderá fazer o que bem entender de sua responsabilidade.

Alyssa baixou a cabeça, sincera e de orgulho ferido. Peritus entenderia seu discurso de guerreira, ou seu dever falaria acima do combate? A cabeça então voltou a pensar, agora visualizando diversas rotas de fuga. As pernas tremiam, desejando virar e correr o mais rápido possível. Esperaria, porém, a resposta da barreira intransponível que momentaneamente se colocava como oponente.
Gasto 1 PM para Contatos, se isso ajudar nesta situação de alguma maneira.

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por Armageddon » 26 Out 2017, 09:55

- Aceito sua rendição, desde que todos os demais também desistam dessa fuga descabida e entreguem-se - respondeu Peritus - Metade de vocês já eram prisioneiros aguardando julgamento de qualquer forma. A outra metade agora também é acusada de crimes contra a ordem no Império.

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por Tiagoriebir » 26 Out 2017, 13:22

Selene não esperava aquele desdobramento. Se os deuses realmente existiam, ela agradecia naquele momento: uma trégua era o que precisavam. Apesar de temer pela amiga guerreira, não conseguia deixar de olhar para Milena aos pés do minotauro. Uma refém inconsciente.

— Certo... — A voz tremia, procurando um volume que alcançasse todos os presentes. — Acho que... Acho que podemos resolver isto sem... Sem maiores complicações. Você diz que somos criminosos e que seremos julgados. Você pode nos garantir que receberemos um julgamento... justo ao menos?

— Sei que não há como negociar com o Império mas... Acho que todos concordam em sair... Sair daqui, se soubermos que não vamos ser tratados de forma... desumana. Certo... Certo companheiros?

A garota olhou rapidamente para os outros, como se procurando aprovação no que ela dizia. Algo estava se formulando em sua cabeça.

— Se... Se estiver tudo bem para você assim, podemos sair e aguardar.

A garota franzina avançou, passos trêmulos, saindo do fundo do salão em direção ao centro, onde o imenso minotauro estava. A meio caminho, ela para ao lado de Gard, fazendo um gesto para que o bárbaro guardasse sua arma, apontando para a clériga desfalecida ao chão, em seguida.

— Grandão, me ajude aqui, por favor.

A ladina respira fundo antes de seguir em direção ao minotauro, prendendo a respiração e abaixando-se ante Milena. Não olhou pra trás, mas esperava que Gard tivesse entendido o suficiente para saber que Selene estava pedindo ajuda para carregar o corpo da clériga.
OFF:
A ideia é convencer Peritus a nos deixar carregar o corpo de Milena, no caminho para sair desse subterrâneo. Não sei que testes seriam necessários para tanto (acho que Lábia, né?).
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Mago Dzilla
Mensagens: 40
Registrado em: 12 Nov 2014, 06:35

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por Mago Dzilla » 27 Out 2017, 20:12

Kenlee aproveitou a conversa para analisar rapidamente a situação. O pulso de magia regenerativa que acabara de presenciar restaurou todos ali ao auge das forças.

Todos.

O que significava que Peritus TAMBÉM se havia recuperado plenamente. Qualquer dano que o ataque de Gard tivesse causado,ainda que amplificado pela magia que aplicara, agora não passava de uma lembrança.

E ficar ali para "ser julgado" por minotauros? Confiar no sentido de justiça daquela raça seria o mesmo que enfiar voluntariamente o pescoço na forca, ou nos grilhões da escravidão, tanto pior! Nunca!

Lembrou (e sentiu) novamente a emanação negativa estranha que tornava suas magias menos efetivas. Estava agora restaurado a seu máximo, e nada menos que isso seria suficiente contra o formidável inimigo. Recordou o plano original, e resolveu reverter a ele.

"Peritus está confiante na própria força. Que o minotauro aprenda, como eu aprendi, que nossas forças podem nos faltar a qualquer momento!"

Empregando mana extra para garantir que a magia funcionasse, Kenlee lentamente estendeu as mãos, como se as oferecesse a metafóricos grilhões. No último instante, estendeu os dedos nas posições arcanas e proferiu a sílaba que fechava o circuito mágico do INFERNO DE GELO, emanando uma saraivada de lascas gélidas contra Peritus. Se tudo corresse da melhor forma, a paralisia advinda do ataque seria a abertura que Gard precisaria para um ataque letal.

(gasto: 6 PMs)

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por Armageddon » 29 Out 2017, 21:46

Alyssa e Selene buscaram, juntas, uma forma de escapar da situação. Alyssa por ter provado na pele a força daquele monstro, e Selene por estar, desde o começo, planejando uma maneira de fazer com que todos escapassem dali na primeira oportunidade, algo que não imaginava ser possível enquanto Peritus estivesse tão próximo. Contudo, todos sabiam que não havia possibilidade de ocorrer um julgamento justo naquela situação.

A dúvida deixou Nick e Gard travados, sem saber como reagir. Porém, havia algo mais forte do que a dúvida em jogo: a paranoia de Kenlee. Era difícil para ele confiar em qualquer um, quanto mais em um minotauro. Por isso, atacou de forma a impedir que fossem perseguidos. De suas mãos, uma corrente de ar gelado soprou com a força de uma nevasca, congelando o ar em sua volta e explodindo de encontro ao oponente enquanto ele negociava com as duas mulheres.
O Inferno de Gelo de Kenlee atingiu Peritus com FA=13 (FA=H+2d, rolou 5 e 4). Peritus rolou MUITO mal a FD (tirei 1) e foi atingido em cheio. Por ignorar a Armadura, ele foi ferido, mas passou fácil no teste de R (tirou 2)
No chão, tentando levantar Milena, Selene pode ver o olhar de Peritus mudar. Ele rilhou os dentes, irado pela ousadia do prisioneiro perante sua bondade, desviou das três garotas e avançou na direção de Kenlee arrastando um turbilhão de armas, armaduras e escudos atrás de si.

Avatar do usuário
João Paulo
Moderador
Mensagens: 295
Registrado em: 06 Dez 2013, 14:45
Localização: Uiraúna - Paraíba
Contato:

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por João Paulo » 30 Out 2017, 09:38

— Agora as coisas vão esquentar por aqui — Com trocadilho não proposital, Nick chama a atenção de Gard — Grandão, precisamos fazer alguma coisa.

Com os ferimentos completamente curados, Nick sabia que não poderia utilizar, por enquanto, o seu maior truque na manga, mas sabia que não queria voltar para uma jaula imunda. Ele já havia tentado negociar com os minotauros antes e o senso de justiça, comercio e humor são bem diferentes dos quais ele estava acostumado.

— Não vamos negociar nossa rendição, seu chifrudo filho de uma vaca. Já tentei isso uma vez e acabei preso. Vamos negociar usando o aço.

Tomando a frente de Kenlee, Nick corre em direção a Perius, segurando a espada com as duas mãos e chamando Gard para ajudá-lo.
Ataque normal contra Perius

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1328
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por Keitarô » 30 Out 2017, 22:47

Alyssa suspirou, o medo diluindo um pouco. Com mais gente agindo, poderia ser possível vencer Peritus, embora ela mesma não gostasse tanto assim da ideia de dividir seu oponente. Não era suicida, porém; lembrava do ataque do minotauro, e sabia que sozinha era praticamente impossível. Mas juntos… talvez.

Recuou dois passos enquanto Peritus partia para cima de Kenlee e Nick esboçava seu primeiro ataque. Torcia, a princípio, que nenhum dos dois caísse com a investida do touro raivoso e suas armas dançantes. Então, buscando fazer um momento de silêncio interior, mesmo que breve, Alyssa passou a ouvir tudo que acontecia ali como se estivesse distante. Seus olhos embranqueceram, vazios. Sua mente contemplou um vazio de escuridão, consigo no centro, e, lá ao longe, o círculo de energia pulsante, dourada, se aproximando. Ela tinha um misto de medo e admiração, receio e vontade.

Resolveu dar alguns passos. Tinha a opção de passar pelo círculo, e já tinha feito isso antes. Preferiu, porém, se poupar de diversas consequências, e apenas tocou com a mão no aro largo de eletricidade etérea.

De volta ao mundo real, raios dourados sutis percorreram o corpo da guerreira. As íris e pupilas voltaram, e ela suspirou, confusa, retomando a consciência. Sentia-se mais preparada, um calor na barriga animando o corpo inteiro. Batalha!
Alyssa utiliza o Item de Poder Ancestral para receber F+2, H+2 e A+2, indo a F2, H4, A2. 6 PMs. Gastando um turno em concentração.

Avatar do usuário
asbel
Mensagens: 22
Registrado em: 24 Jun 2014, 23:14
Contato:

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por asbel » 30 Out 2017, 23:00

Primeiro eles destroem sua vila. Depois eles roubam sua espada ancestral. Agora o cabeça de iaque começa a bater em seus novos amigos. Gard não tinha entendido muita coisa sobre o que tinha acontecido ali. As palavras daquele idioma ainda eram confusas para ele. Mas ele entendia a linguagem das lâminas e compreendeu o olhar de Nick. Para seu espírito inocente e heroico, o mais importante ali era a vida da amiga desacordada. Mas agora que elas estava protegida atrás do inimigo, ele sabia o que fazer.

Assim que o paladino começou a correr, Gard o seguiu. No caminho, sacou sua Lâmina Tagh e bradou contra o minotauro:
— Tömba lah pá-pum, yakoooo!

Se dependesse dele, jantariam churrasco essa noite.
Ataque normal (considerando o bônus da Lâmina Tagh)

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Herança - Ato XVI - Recomeço

Mensagem por Tiagoriebir » 31 Out 2017, 00:18

O gelo havia atingido o minotauro, mas quem ficou paralisada foi Selene. Logo agora que ela havia conseguido se aproximar da refém! Quando o bovino se agitou, a ladina teve certeza que sua vida acabaria naquele momento e fechou os olhos, por reflexo. Ela precisou de um instante para entender que Peritus já havia disparado em direção ao mago, ignorando ela e Milena. Ótimo.

A escapista puxou o braço da kemono por trás do próprio pescoço, desajeitada. Mesmo o corpo frágil da sacerdotisa era pesado para ela. Enrolou então as mãos no manto.

— Se puder fazer algo para ajudar aqui, seria ótimo. — Sussurrou Selene para o tecido.

Logo parte das fibras do pano enrijeceram em volta das mãos de Selene; e aderiram também aos seus braços. Súbito, carregar Milena se tornou fácil.

— Mais uma vez, obrigado amigo! — Sussurrou sorrindo a ladina, enquanto levava a frágil garota em direção à saída daquele salão, longe de onde o combate se desenrolava.
OFF:
Com comando de Aliado o manto conjurou Força Mágica para me deixar com F2. Ele gastou 2 PMs por isso (1 pela vantagem regional; +1 para ignorar a Interferência Mágica de Alyssa).
Gasto minha movimentação para carregar Milena em direção à saída do salão, tomando distância do combate. Se for possível fazer isso de forma furtiva,
quero testar Furtividade.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Responder

Voltar para “Tormenta Alpha - Herança”