Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por Armageddon » 26 Fev 2018, 23:06

Imagem

Com Milena nos braços, Selene caminhou na direção de Nick. O paladino estava calado, com um semblante bem diferente da confiança cega que demonstrou antes do início do combate. Acreditando não ter sido ouvida da primeira vez e ainda com os olhos cheios de lágrimas, a garota pediu novamente:

- Por favor, se puder curá-la como fez com o grandalhão, eu ficaria eternamente agradecida. Ela está muito fraca, não sei quanto...
- Ela não está ferida, se é o que está pensando - respondeu Fish após olhar a pequena clériga de soslaio - Ela só está dormindo. Não sou capaz de ajudá-la.

Alyssa sentiu a voz do paladino falhar nas últimas palavras. Ele parecia abalado por ter sido menos efetivo na batalha contra Peritus do que imaginou a princípio. Imaginou se não havia algo a mais por trás daquela história toda, mas não era de fato o melhor momento para conversas. Ainda estavam perigosamente em território inimigo. E pior, ela também estava esgotada. Havia dado tudo de si naquela luta.

Gard farejava a caverna a frente, e todo o cheiro que sentia era de encrenca. Sentimento esse que também era compartilhado por Kenlee. Após a breve oração por um fim digno de Peritus, fechou os olhos do minotauro e se colocou rapidamente de pé, dirigindo-se até o grupo.

- Você disse algo sobre uma refém em Folha-Prata. Acredito que teremos tempo para pensar sobre isso depois que salvarmos nossa própria pele. Selene, certo? Você é capaz de nos guiar para fora dessa ratoeira?
Roleplay, meninos. Decidam seus próximos passos.
Vocês tem alguns turnos livres para se planejarem.

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por Tiagoriebir » 28 Fev 2018, 18:01

Selene ouviu a resposta do paladino e assentiu, tentando imaginar o que se passava na cabeça dele. Começou a recompor-se do acesso que teve e, sentido-se um pouco envergonhada, limpou as lágrimas do rosto, fungando. Voltou-se para Milena e chamou por Gard, fazendo gestos.

— Grandão, você está bem? Consegue levá-la? — disse, apontando para a garota desacordada.

A ladina não interrompeu o rápido funeral que Kenlee fez com o minotauro. De alguma forma torta, parecia ser o certo a fazer. Quando terminou, o mago veio ter com ela.
- Você disse algo sobre uma refém em Folha-Prata. Acredito que teremos tempo para pensar sobre isso depois que salvarmos nossa própria pele. Selene, certo? Você é capaz de nos guiar para fora dessa ratoeira?
— É, nossa amiga Paola. Eles parecem querer sacrificá-la, ou algo do tipo. Mas você tem toda a razão, vamos sair daqui. E sim, sou Selene — respondeu, estendendo a mão. — Como você se chama mesmo? Obrigada pela ajuda, de toda a forma.

— Percorri o suficiente destes túneis para ter uma boa ideia de como sairmos daqui. — Então voltou-se para os demais — O tempo é curto. Vamos?

E tomou a dianteira, enfim saindo daquela maldita sala.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Mago Dzilla
Mensagens: 40
Registrado em: 12 Nov 2014, 06:35

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por Mago Dzilla » 28 Fev 2018, 20:00

— Sou Kenlee, da Floresta Nevada. - respondeu o jovem tolloniano após a última rápida inspeção no aposento em busca de algo útil - Dificilmente teremos condições de sustentar novo combate tão cedo, então vamos tentar passar despercebidos desta vez!

Avatar do usuário
asbel
Mensagens: 22
Registrado em: 24 Jun 2014, 23:14
Contato:

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por asbel » 28 Fev 2018, 23:13

Gard Urtagh, do clã dos Filhos do Urso, segurava a garota com a maior delicadeza que sua natureza selvagem permitia. Embora fosse a parede de músculos capaz de proteger os companheiros, ele se colocou no centro do grupo para manter a garota em segurança.

Ele não entendeu muito do que Kenlee tinha dito, mas a pouca noção que tinha adquirido do idioma artoniano lhe dava impressão de que o meio-golem havia dito algo sobre desejar um novo combate em breve e que gostaria de ser percebido logo.

Gard chegou próximo de Kenlee e disse:

— Däh una cegguradha nesha em'polgation. Wammo cy hekup'erä fârsti.

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1328
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por Keitarô » 01 Mar 2018, 09:25

Alyssa observou as interações do grupo enquanto se focava em respirar com calma. O corpo doía, a consciência também.

Foram as palavras de Gard que a tiraram do transe pós-combate: por algum motivo sentiu muita vontade de rir, mas segurou o sorriso levando a mão à boca. Precisavam aprender a se comunicar com o grandão, se aquele grupo ia ficar junto por um tempo.

— Espero que Paola esteja bem... Vamos sair, então...

Falar para todos trouxe o peso na consciência de novo.

Avatar do usuário
João Paulo
Moderador
Mensagens: 295
Registrado em: 06 Dez 2013, 14:45
Localização: Uiraúna - Paraíba
Contato:

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por João Paulo » 01 Mar 2018, 09:46

Nick Fish estava confuso. Mesmo após terem vencido Peritus, o clima não era dos melhores entre o grupo. E ele também se sentia assim. Após ter sido liberto pelos novos companheiros, Nick quis mostrar serviço, mas em pouco ajudou no combate. E nada chateava mais Nick Fish do que não retribuir a confiança que lhe era depositada.

Prontamente se aproximou de Selene, o máximo que o caminho permitia, e falou para todos.

— O maior perigo já passou, pessoal. Se demos conta do grandão ali atrás, não deve ter nada aqui que possa nos deter. Vai dar tudo certo — Falando mais para si, mas alto o suficiente para que todos possam ouvir.

— Espero que vocês estejam de bom humor comigo, não posso decepcioná-los mais uma vez — grunhiu baixinho, fazendo uma prece para a divindade que quisesse ouvi-lo.

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por Armageddon » 02 Mar 2018, 00:26

Selene foi a primeira a abandonar o lugar, seguida de perto por Gard que levava Milena nos braços. Nick e Alyssa os seguiam de perto, conversando entre si sobre o combate. A garota tentava animar o paladino após a difícil batalha e ao mesmo tempo buscava forças em si mesma para não demonstrar fraqueza perante os demais. Estava cansada da luta, e tudo indicava que teriam mais em breve.

Kenlee era o último da comitiva, trazendo nos braços um curioso cinturão que encontrou no meio das inúmeras ferramentas. Nele estavam quatro frascos de poções de cores diversas: um vermelho vivo, uma azul celeste, uma verde e por fim uma poção negra. Precisaria de tempo para analisar tudo com cuidado, por isso passou o cinto à tiracolo e seguiu em passos apressados os demais.

Selene havia decorado parcialmente os túneis, mas o caminho parecia mais confuso para ela do que imaginou a princípio. Após subir pelas escadarias esculpidas na própria pedra, viraram pelo corredor e seguiram por vários minutos por um caminho que, para a frustração da ladina, terminou em uma parede sem saída.
Selene fez um teste de H para tentar lembrar do caminho, mas o resultado 6 acabou levando o grupo para o lado completamente oposto, fazendo todo o grupo perder alguns minutos.
- Acontece - tranquilizou Kenlee. Estavam prestes a voltar pelo mesmo caminho quando Nick notou algo no paredão de pedra. Eram inscrições diversas, em uma letra terrível e com palavras faltando. Passou alguns minutos lendo, procurando compreender o significado. Quando Gard já estava impaciente, o paladino se deu por satisfeito.

- O que está escrito? - perguntou Selene - Conseguiu decifrar?
- É só um aviso. Diz que pararam de cavar aqui e que acharam melhor não prosseguir.
- Só isso? - perguntou Kenlee desconfiado - Não diz nada sobre o porquê não seguiram adiante?
- É escrito num valkar tacanho, mas o recado é esse ai: é melhor não continuar a cavar daqui.

Kenlee não se deu por satisfeito e se aproximou da parede. Após uma análise rápida, concluiu com um dar de ombros:

- Notem como as paredes da mina são irregulares, com as pedras repletas de mossas e trincos? Pois nada disso é visto na região em que rabiscaram alguma coisa. Conheço um pouco de ferramentaria, e essa parede não marca o limite final da mina. Ela foi fechada depois.

- Ouq'ê koces taunto ohlian? - perguntou Gard ajeitando Milena no colo com um único braço, como se fosse uma criança - Nounk vir'aum ouma pahed?

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1328
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por Keitarô » 02 Mar 2018, 23:18

— A luta é assim mesmo, Nick. Entendo isso como um sinal que é necessário treinar sempre e ir além sempre… Nunca se é bom o suficiente, sempre há um oponente digno. Ele… só não precisa morrer, todo combate.

Alyssa ainda se questionava se a morte era realmente o fim necessário àquele combate. Provavelmente ainda pensaria muito a respeito: quase acabara com a vida de todos ao desafiar de maneira irresponsável Peritus. Por fim, o minotauro morreu, mas não era esse o esperado. Desejava poder enfrentá-lo de novo, como simples oponentes, sem toda a confusão da mina e do domínio táurico em Folha Prata.

Isso deu a ela uma ideia, que a alegrou um pouco. Sorriu sutilmente, mais leve. Quem sabe…?

De repente, todos estavam diante da parede suspeita. Após a discussão e a conclusão de Kenlee, Alyssa comentou, depois da frase engraçada e ininteligível de Gard:

— Então poderíamos seguir por aqui? Como abrimos caminho? Levantamos a parede, ou há alguma alavanca de acesso… ou temos que destruí-la?

Avatar do usuário
Mago Dzilla
Mensagens: 40
Registrado em: 12 Nov 2014, 06:35

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por Mago Dzilla » 04 Mar 2018, 14:39

"— Alguém resolveu selar este túnel, e alguém resolveu mentir a respeito do motivo!" - elucubrou Kenlee — "Eu gostaria de saber se tais eventos ocorreram antes ou depois da conquista de Folha-Prata pelos minotauros!"

Mas por mais que o desconhecido despertasse a curiosidade, o perigo impelia à cautela. Levaria tempo e consumiria recursos tentar abrir aquele bloqueio... e poderiam se arrepender do esforço, se o objetivo tivesse sido, por exemplo, aprisionar alguma criatura intratável encontrada naqueles túneis.

Entre outros mil motivos detestáveis.

— Vamos retornar pelos túneis que conhecemos! - sugeriu, em voz alta — Temos que encontrar um lugar seguro para recuperarmos nossas forças... e tenho uma noção bastante forte que tal lugar não será aqui embaixo!

Tentando trazer à memória o caminho percorrido desde que entrara naquele labirinto sentiu um tipo de pontada incômoda por trás do olho de cristal, como sempre acontecia quando tentava evocar memórias relacionadas à visão.

Avatar do usuário
asbel
Mensagens: 22
Registrado em: 24 Jun 2014, 23:14
Contato:

Re: Herança - Ato XVII - O Resgate de Paola

Mensagem por asbel » 04 Mar 2018, 16:00

Gard conhecia runas. Mas elas só serviam para selar encantos. Runas não contavam histórias. Apenas fogueiras ou bebidas pan fazer isso. Era estúpido analisar e discutir sobre paredes arranhadas por coisas tão grotescas quanto goblins enquanto todos estavam cansados e alguns tão feridos quanto a garota em seus braços.

O grandão virou as costas para o grupo e olhou para o caminho de volta.

— Jhå dhisïa minya wowösika: "cê wëntho weyn, sædha thēn".

Responder

Voltar para “Tormenta Alpha - Herança”