Sequestro de Natal - ON

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5196
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Sequestro de Natal - ON

Mensagem por John Lessard » 22 Dez 2017, 06:17

Episódio 1 - Festa de Natal na Casa da Árvore

Imagem

O céu era cinza e o vento uivava do lado de fora, fazendo uma espiral de flocos de neve que caíam de maneira caótica. Os campos verdes, agora eram de um branco pálido, cobertos de gelo, criando um contraste com o céu de um cinza triste. Porém, apesar do frio sinistro e da aparência deprimente, naquele cenário, quase como se pertencesse a outro lugar, uma casa na árvore (que na verdade era uma casa dentro de uma árvore e também fora, é complicado...) brilhava com luzes coloridas. Lá dentro, ninguém sentia frio, afinal o local era aquecido pelo corpo de chamas da Princesa de Fogo.

Como todos os anos, Finn e Jake, os grandes heróis de Ooo, convidavam seus amigos para sua típica festa de natal, para esperarem a chegada do Papai Noel, que é um cara tão legal que também é conhecido como "Bom Velhinho". O interior da casa, era um tanto rústico, com coisas misturadas e espalhadas, espadas nas paredes, tesouros de masmorras... Era de se esperar do lar de heróis radicais.

Todo mundo de legal fora convidado: Marceline, Princesa Jujuba, Lady Íris, Princesa Carroço, Dona Tromba e seu marido o Sr. Porco, Princesa Cachorro Quente, Princesa Frutinhas, Princesa Cotovelo, Princesa Músculos, Princesa Dadinhos, Bacon, Conde Patrácula, Naru Tobias, Alrik... Entre outros, era gente pra caramba. O Rei Gelado não fora convidado, porque ele é muito mala.

Alrik que havia chegado há pouco tempo, logo percebeu que a festa estava lotada de garotas bonitas, mais que isso, princesas. Impressiona-las deveria render o dobro de reputação e deixaria seu pai orgulhoso. Seria bom parar um pouco de procurar os artefatos da Tempestade, havia muito tempo que não tivera nenhuma pista... Na verdade, nunca conseguira nenhuma pista. Não ficou frustado, afinal, logo avistou uma princesa que poderia impressionar, era só seguir confiante em sua direção, talvez mostrasse seu martelo para ela e exibisse seus músculos. Não teve tempo de pensar mais ou continuar com sua ação, pois outra princesa o abordou. Era uma espécie de nuvem flutuante e lilás, cheia de caroços e uma estrela amarela na testa.

Imagem

- Eae, bonitão! Reparei que estava reparando nos meus caroços, já vou dizendo que sou difícil.


Naru Tobias havia chegado quase no inicio, para dar uma olhada no local, ter certeza que não teria nenhuma galinha e também nenhum parente desses bichos horríveis, por sorte, com o passar do tempo, constatou que estava tudo muito suave. O local encheu rapidamente, principalmente de princesas... Finn e Jake eram realmente grandes heróis, afinal quase todos seus conhecidos eram princesas.

- Oh, mas veja só, Sr. Porco, como está magrinho este rapaz.

A voz vinha de um criaturinha ao seu lado, uma elefantinha verde, de patas curtas, ela era acompanhada de um porco do do mesmo tamanho, todo rosado.

Imagem

- Minha, querida, não perturbe o garoto - disse o porquinho.

- Talvez eu possa fazer umas tortas de maçã para ele, Sr. Porco. O que acha, meu rapaz?


Conde Patrácula estava feliz, afinal estava de férias e também porque havia suco de uva na festa, o suficiente para que pudesse beber e também encher seu cantil. Deu uma volta no local, recebendo cumprimentos de muitos convidados. Parando perto das mesas, conseguiu ver no alto, Marcelice voando acima de todos os convidados, portando sua guitarra-machado vermelha. Era uma moça de pele extremamente pálida, com cabelos muitos compridos e negros, vestindo jeans rasgados e uma camisa preta de rock, que o Conde tinha uma vaga memória pertencer a uma banda de antes da Guerra dos Cogumelos. A vampira então desceu em sua direção, num sorriso amigável, mostrando suas presas. Ele, assim como ela, eram crias do Rei do Vampiros e como ele não apresentava uma ameaça, ela nunca o atacou. O Conde sabia que por mais que fosse mais velho, a moça ainda era mais poderosa, por sua ascendência demoníaca.

Imagem

- Eae, Pato, curtindo a festa? Finn e Jake são maneiros, né?


Bacon estava atento com a comida, ao menor sinal de algo errado, sairia dali o mais rápido possível, mas mesmo assim, queria muito esperar pelo Papai Noel. Porém, fora tirado de sua vigilância quando um garoto magricela pulou do seu lado. Shorts azuis escuros, camisa azul clara e um gorro branco. Era Finn, O Humano.

Imagem

- Eae, parceiro, tudo bem? Tá correndo uns boatos por aí, que você manda bem dos golpes marcais.

Finn deu outro pulo, dobrando suas pernas, e dobrando os braços também, com suas mãos esticadas.

- Luta um karatê bolado? Sabe, como herói eu também conheço muitos golpes bacanas, mas também sou um grande espadachim, tive umas aulas com um mestre...

Ele estreitou seus olhos, que eram dois pontinhos pretos.

- Ele é irado.

Novamente Finn assumiu uma postura mais descontraída.

- E você, é um herói também? Aventuras são tudo de bom.


Princesa Dadinhos andava pela festa, atenta. Havia realmente muitas pessoas ali e claro, muitas princesas. Seus olhos percorriam o ambiente ao redor, procurando algum tipo de jogo, de preferência, de dados, mas não encontrava nada. Talvez, ela mesma tivesse que propor a jogatina, quem sabe... Não faltava muito tempo agora para a chegada do Papai Noel, quando esbarrou em alguém. Era um cachorro baixinho, amarelo e gorducho. Jake, O Cão!

Imagem

- Ah, olá Princesa Dadinhos! Você viu o Finn por aí? Eu estou enchendo essas meias coloridas com cubinhos de açúcar e ele disse que ia me ajudar, mas ficou sabendo que tem alguém aqui na festa que sabe dar porrada e saiu correndo. Eu nunca termino de de enchê-las, porque fico comendo os cubinhos de açúcar heheheh.

Riu, colando ambas as mãos em sua barriga.

Conde Patrácula: Saúde 5 | PH 5 | Estado | XP 0
Naru Tobias: Saúde 5 | PH 5 | Estado | XP 0
Alrik: Saúde 6 | PH 5 | Estado | XP 0
Bacon: Saúde 5 | PH 5 | Estado | XP 0
Princesa Dadinhos: Saúde 5 | PH 5 | Estado | XP 0
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Sequestro de Natal - ON

Mensagem por Padre Judas » 26 Dez 2017, 13:59

O Conde relaxava, satisfeito. O Hotel ficava muito movimentado nesta época, pois o Natal era um momento de grande alegria e era difícil aos Monstros Assustadores assustarem as pessoas nesta época. Além de que o final de Outubro e o começo de Novembro era um período de trabalho intenso por conta do Dia das Bruxas. Mas o Conde precisava daquele momento para si, era bom curtir o Natal com pessoas iradas.

E Marceline estava lá. Era apropriado ficar em bons termos com a “irmã”. Patrácula sabia que ela também era uma cria do Rei dos Vampiros e também sua assassina. O Conde não se importava com o Rei e até gostava da música da moça. Ele sentia reconhecer a banda na camiseta da moça, mas não se lembrava direito. Ele era vivo antes da Guerra dos Cogumelos. Ele se lembrava de voar pelos céus na companhia de outros... patos? O sol brilhava sobre suas asas. Tudo parecia maior naquele tempo até o dia em que os Cogumelos cobriram o horizonte e houve dor e...

Balançou a cabeça, aturdido. Não queria se lembrar. Não devia se lembrar. Deu uma boa golada no suco de uva e desejou algo... diferente.
Marceline
Imagem
- Eae, Pato, curtindo a festa? Finn e Jake são maneiros, né?
Conde Patrácula
Imagem
- Olá, Marceline. Sim, eles são. Esta é uma boa festa. Você vai tocar para nós hoje?
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Rick
Mensagens: 2501
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:14
Localização: Penápolis/SP
Contato:

Re: Sequestro de Natal - ON

Mensagem por Rick » 26 Dez 2017, 14:01

Aquela festa estava bastante maneira e Alrik apreciava a oportunidade de poder espalhar seus feitos, aumentando a lenda que o circundaria no futuro. Depois de avistar uma princesa interessante, se dirigia para a mesma, mas então fora interrompido por outra delas. Ele parou por alguns instantes, olhando aquela que se aproximara. Ela não parecia em nada com a descrição que seu pai dera sobre as damas que deveria impressionar. Em sua cabeça a dúvida pairava enquanto a mesma falava alguma coisa que ele acabou não guardando. Ela não era um dos seus alvos, mas era uma princesa. Então decidiu que não faria mal impressioná-la, mesmo que não tivesse intenção de nada maior que isso.

- Olá princesa, eu sou Alrik, o futuro grande Lorde das Tempestades. - Cruzou os braços à frente do peito para mostrar sua imponência. - Já ouviu falar da vez em que eu enfrentei um general da floresta com apenas meu martelo? - Dá um passo à frente para mostrar o martelo preso na lateral de sua cintura. - Foi uma batalha e tanto. Ele devia ter o triplo do meu tamanho, seus chifres eram galhos imensos, tinha uma armadura de casca de árvore e garras feitas de espinhos...

Gesticulava e mensurava as coisas que descrevia com as mãos. Em seguida o jovem elfo começa a contar os pormenores da luta, fazendo poses e mostrando os golpes com o próprio corpo. Enquanto falava, olhava em volta para ver se mais pessoas se interessavam pela história.

Alrik vai usar Histórias de Guerra pra impressionar a Princesa Caroço e quem mais se juntar ao relato.
Rolagem: 4, 4, 1, 3 (2 sucessos)
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Bacon

Mensagem por Kaidre » 27 Dez 2017, 00:38

A festa estava irada. Música boa, comida gostosa, gente animada e nenhum sinal de virar aperitivo. Até agora. No entanto a atenção de Bacon a vigília é tirada por um menino chamado Finn.

- Ah sim! Ronc-ronc. Eu mando muito bem na arte do Orco Fu! Ronc-ronc. Conhece?

Bacon faz algumas poses de sua arte marcial para impressionar o rapaz, da mesma forma que ele havia feito.

- Inclusive sou o atual campeão de Orco Fu na lama. Ronc-ronc.

Ele estufa e bate no peito de forma orgulhosa.

- Meu mestre também é um cara muito maneiro. Ronc-ronc. Ele é muito radical e me ensinou que as pessoas boas devem ajudar os necessitados e indefesos. Ronc-ronc. Espero me tornar um grande herói como ele algum dia. Ronc-ronc.

Ele então pega um cachorro quente, passa um ketchup e depois dá uma bela mordida.

- Cachorro quente? Ronc-ronc.

Ele oferece um pedaço ao menino.
Teste para impressionar.
Rolagem: 2, 5

Avatar do usuário
kaito sensei
Mensagens: 1740
Registrado em: 12 Dez 2013, 15:46
Localização: Cair Paravel - Nárnia
Contato:

Re: Sequestro de Natal - ON

Mensagem por kaito sensei » 28 Dez 2017, 14:00

Naru Tobias estava curtindo a festa de Finn e Jake, que graças aos céus não tinha galinhas, criaturas hediondas. Ficou feliz com o convite, mas teria ido na festa mesmo sem um. Afinal, ele era um ninja, e um ninja entra aonde quer e quando quer. Como ninja também não gostava de ser percebido na multidão, se surpreendeu quando dona Tromba e o Sr. Porco chegaram perto dele para conversar. Como teriam percebido ele? Seriam ninjas também? Está certo que ele nem sequer estava ocultando sua presença, mas tudo isso era estranho... Ele apenas responde.
Naru
Imagem
Eu sou magrinho pois sou um *respiração e pose dramáticas* NINJA... Mas aceito torta sim. Adoro torta... Menos torta de frango... odeio frango...

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1864
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Sequestro de Natal - ON

Mensagem por DiceScarlata » 29 Dez 2017, 01:42

Princesa Dadinhos
Imagem

- Jaaake! Oi!! Que legal te ver!!

*Flutuou até ele sorrindo, deu dois giros e parou na face de seis números... ou seriam olhos? *


- O Finn?

*Com sua flutuação adquiriu mais alguns centimetros e voo e olhou por cima da multidão. Viu o humano junto a uma raposa ninja la do outro la do salão*

- Não... não o vi! Mas não tem problema... Eu te ajudo a encher as meias! Prometo não falar nada quando comer alguns!! Acho muito fofinho quando você fica com bigodinho de açucar! hehe!

*E sorriu, com um olhar matreiro*

- Vem, vamos!! Vc ja jogou guerra de cartas? Acho esse jogo um máximo X3

*E o puxou para mais afastado da festa*
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5196
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Sequestro de Natal - ON

Mensagem por John Lessard » 29 Dez 2017, 20:51

Episódio 1 - Festa de Natal na Casa da Árvore

Alrik falava sobre seus feitos, não economizando nos exageros e nos gestos, descrevendo suas façanhas, porém aquilo não parecia atrair a atenção de ninguém, a única que prestava atenção, pelo simples fato de que falava com ele inicialmente, era a Princesa Carroço, mas esta se mostrava entediada. Ela esperou ele falar mais um pouco, apenas mais um pouco.

- Aham, aham... Já acabou? Onde está o Finn?

Ela começou então a olhar ao redor, um pouco acima da cabeça de Alrik.


Dona Tromba deu um pequeno saltinho com a pose de Naru Tobias.

- Oh, um ninja? Nunca conheci um ninja antes Sr. Porco.

- Eu também não, minha querida.

- Mas não se preocupe meu jovem, eu faço apenas tortas de maçã.


Marceline ajustou seu machado-guitarra na horizontal, descendo os dedos pelas cordas do instrumentos.

- Talvez, Patrácula, talvez...

Depois disto voou para longe, com um sorriso no rosto.


Bacon não parava de falar, no inicio, Finn havia arregalado seus olhos, brilhantes e interessado no que ele o outro dizia, mas quando o porco começou a comer o hot dog, bem, falava e cuspia migalhas babadas no rosto do herói humano. Finn afastou-se um passo.

- Ah, hehe... Nossa, talvez eu devesse encontrar o Jake, ajuda-lo a colocar os cubinhos de açúcar nas meias...


- Ah, Princesa Dadinhos, isso seria ótimo... Você disse Guerra das Cartas?! - perguntou o cachorro amarelo.

Jake comeu um cubinho de açúcar.

- Hoho, devo dizer que eu sou muito fã desse jogo... Talvez pudêssemos jogar, vamos tirar os esquilos daquela mesa.


No centro da sala, entretanto, uma pequena caixa azul, dotada de pequenas pernas e braços caminhou. Seu rosto era uma desenho digital, atrás de uma tela de vidro. Pouco abaixo disso haviam alguns botões. BMO então disse:

Imagem

- Pessoal, pessoal... Olhem, olhem a hora, Papai Noel esta chegando!

Todos pararam suas conversas, vidrados no pequeno robô e depois atentos a lareira, que seria por onde ele entraria. Todos sabiam que seria uma passagem rápida, afinal ele deveria sair para preparar presentes depois disso, mas de uma coisa todos tinham certeza, ele nunca se atrasava, porém mesmo assim, estava atrasado cinco minutos. Ninguém disse nada, afinal, este tipo de coisa poderia acontecer, não é mesmo? Dez, quinze, trinta e então quarenta e cinco minutos. O que havia acontecido? Um barulho veio do andar de baixo, alguém entrara pela porta e agora subia às escadas. Dona Tromba disse algo sobre ser o Papai Noel, que escolhera um nova entrada este ano, porém, após um curto período de esperança não era o Papai Noel e sim um pinguim.

- Gunter?! - perguntou Finn.

Imagem

O pinguim favorito do Rei Gelado esta ofegante, como se tivesse corrido algumas horas sem parar.

- PÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉ... PÉPÉPÉPÉPÉ... PÉPÉPÉPÉ... PÉ... PÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉ

Finn aproximou-se.

- Oh, oh, amigão, não entendo nada.

Jake correu para perto.

- Calma, calma, parceiro... Sim, sim, entendo... Não me diga... Caramba... - o cão então olhou para todos os presentes - Ele está dizendo que o Rei Gelado sequestrou o Papai Noel e que o obrigara a lhe dar o que ele mais quer, UMA PRINCESA!

Todas na sala soltam um sonoro barulho de espanto.

Finn abriu a boca.

- Que canalha, eu vou quebrar a cara dele!
Conde Patrácula: Saúde 4 | PH 5 | Estado | XP 0
Naru Tobias: Saúde 4 | PH 5 | Estado | XP 0
Alrik: Saúde 5 | PH 5 | Estado | XP 0
Bacon: Saúde 4 | PH 5 | Estado | XP 0
Princesa Dadinhos: Saúde 4 | PH 5 | Estado | XP 0
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Rick
Mensagens: 2501
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:14
Localização: Penápolis/SP
Contato:

Re: Sequestro de Natal - ON

Mensagem por Rick » 29 Dez 2017, 22:08

Alrik nota o descontentamento de princesa e vê que ela não ligava muito para suas histórias. Como alguém poderia ignorar histórias tão incríveis quanto aquelas? Não conseguia entender. Bom, ela nem era bonita mesmo, havia garotas mais interessantes para poder mostrar todos seus incríveis feitos. Descartando rapidamente suas dúvidas sobre sua performance, aproveita o desinteresse da Princesa Caroço para se afastar dela e ir em busca de alguém que valesse a pena dividir seus feitos. Ela havia perguntado de Finn, o humano, e Alrik ainda não havia o visto por ali.

- Não sei. - Dá de ombros. - Talvez esteja por... ali. - Aponta incerto para qualquer lugar, enquanto tenta aproveitar para sair de perto da princesa sem graça sem que isso parecesse rude.

Livre de quem não sabia apreciar uma boa história épica, ele observa novamente o ambiente, mirando naquelas pessoas que poderia conversar melhor. Então um alarde é feito por BMO. O Papai Noel poderia chegar a qualquer momento! Será que ganharia uma boa pista do paradeiro de algum dos artefatos da Tempestade? Mal podia se aguentar de ansiedade. O tempo passa ele permanecera todo o tempo com as mãos nos bolsos, encostado num dos cantos da casa. Não parecia seu dia de sorte. Quando estava a perder as esperanças, um novo sinal de esperança. Que logo caiu por terra. Era apenas um pinguim. Ele estava ofegante e falava rapidamente, quase engasgando. Se não usasse seus estilosos óculos escuros, todos poderiam ter notado como os olhos de Alrik estavam esbugalhados com a surpresa pelo relato do pinguim.

- Então esse é um daqueles grandes vilões das histórias que meu pai me falava... - Ele coça o queixo olhando de maneira enigmática enquanto pensava sobre o que fazer a respeito.

Ao ver que a maioria não entendia o pinguim, o jovem tirou as mãos dos bolsos para explicar, mas então Jake correu para o centro e tratou de explicar a todos com a maneira mais dramática possível. Enquanto o resto dos outros se mostrava surpreso, caminhara até próximo da comoção. Ao ouvir a indignação de Finn, leva a mão ao ombro do mesmo.

- É um babaca! Merece ser apresentado ao meu martelo aqui! - Fala com firmeza, enquanto separa as pernas e leva a mão ao martelo pendurado na lateral do corpo, fazendo uma nova pose maneira.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9057
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Re: Sequestro de Natal - ON

Mensagem por Padre Judas » 29 Dez 2017, 22:13

Patrácula ergueu um brinde à Marceline enquanto ela se afastava. Se perguntava o que o Papai Noel lhe daria este ano – ele havia sido um bom garoto e cuidado bem de seu povo, então esperava que o velhinho atendesse ao seu pedido por aquele grimório secreto que o Velho do Saco tinha lhe falado um dia. Como um diletante, o Conde começava a se interessar por magia e queria começar a aprender seus mistérios.

Ele puxava conversa com outras pessoas da festa e esperava pelo momento. BMO avisou sobre a hora e a expectativa foi grande. O Conde mantinha-se aparentemente calmo, mas por dentro fervia de expectativa. Era quase lá.

A hora chegou. E passou. Papai Noel estava atrasado cinco minutos. Cinco enormes minutos! Bem, tudo bem, era só um pequeno atraso. E os cinco minutos se tornaram quinze, trinta, quase uma hora de espera. Patrácula já começava a se irritar com o velho.
Conde Patrácula
Imagem
- Eu acho que...
E então ouviram o barulho. A Dona Tromba falou sobre ser Papai Noel. Finalmente! Patrácula iria reclamar do atraso. Depois de receber seu presente, claro.

Mas não era o gorducho natalino, não. Era um pinguim. Gunter. Patrácula conhecia a criatura desde a única vez em que Gelado estivera visitando seu castelo. Pois aquele homem era incrivelmente chato e sem noção e o Conde não queria vê-lo mais. Não depois de tudo que ele aprontara por lá.

Ao ouvir de Jake a tradução e o conteúdo da mensagem, Patrácula estourou.
Conde Patrácula
Imagem
- QUÁ! QUÁ, QUÁ, QUÁ!
Seu estouro durou alguns minutos enquanto todos ali assistiam. Por fim se recompôs. Acercou-se de Gunter e olhou bem fundo nos olhos dele enquanto passava um braço/asa por seu pescoço.
Conde Patrácula
Imagem
- Ahã! Muito bem, seu pinguim! Olhe bem nos meus olhos, ok! Aqui, nestes graaaaaandes olhos... você sabe que somos amigos, não é? Somos graaaaandes amigos... agora, diga para seu amigão aqui... o que você está dizendo é a mais pura verdade? Sem nenhuma intenção oculta?
Gunter fica mesmerizado e então começa a “falar”.
Gunter
Imagem
- PÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉ... PÉPÉPÉPÉPÉ... PÉPÉPÉPÉ... PÉ... PÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉ
Patrácula fica uns segundos olhando para o pinguim, na esperança de que isso faça algum sentido. Então diz.
Conde Patrácula
Imagem
- Quê que ele disse, Jake?
Jake
Imagem
- Ih, ele falou que Papai Noel foi sequestrado depois que o Rei Gelado fez seu pedido de Natal. E ele quer achar uma capa.
Conde Patrácula
Imagem
- Uma capa? Quem quer um capa? Você quer uma capa, Gunter? Que tipo de capa?
Gunter
Imagem
- PÉPÉPÉPÉPÉ
Jake
Imagem
- Uma capa de mago!
Conde Patrácula
Imagem
- De mago? Legal, Gunter! Pra quê você quer uma capa de mago?
Gunter
Imagem
- PÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉ... PÉPÉPÉPÉ... PÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉPÉ
Jake
Imagem
- Ele quer... espera, como assim atacar o Reino Doce?
Conde Patrácula
Imagem
- Atacar o Reino Doce? Mas o que isso tem a ver com o sequestro do Papai Noel? Bom, não importa!
Ele se levanta, com a mão na cabeça do pinguim.
Conde Patrácula
Imagem
- Muito bem, gente! O Gelado sequestrou o velho! Vamos resgatá-lo agora! Pelo Natal e por nossos presentes! Vamos láááá!
Ele ergue o punho direito enquanto aponta para a porta.
Off:
Uso Hipnose em Gunther, teste de Cachola 5, rolados 6+6+6+4+5, cinco sucessos, sendo três magníficos; Troco dois destes por +2d(1+5), um sucesso. Dif. 4, então fico com 6 e 5, um sucesso magnífico e um normal.

Uso o sucesso magnífico para estender a duração do efeito por três turnos. Gunter está Crédulo em relação à Patrácula (HdA, pg. 120) e Concentrado (pg. 119).
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Bacon

Mensagem por Kaidre » 29 Dez 2017, 22:17

Por alguma razão o menino humano acabou precisando ir, deixando Bacon sozinho com seus lanches apetitosos, que ele devorava com muita paixão. A festa seguiu e logo era hora da chegada do Papai Noel. O jovem suíno estava muito ansioso por isso e mal consegui conter seus pulinhos de um lado para o outro enquanto batia "cascos" (palmas) de tanta alegria.
Bacon
Imagem
- Ai meu toucinho! Ai meu toucinho! Ronc-ronc-ronc. Já tá na hora? Ronc-ronc! Ele já está chegando? Ronc-ronc!
Ele perguntava aleatoriamente olhando para todos enquanto tremia de ansiedade. No entanto, nada. Passaram-se os minutos e ninguém apareceu. A principio pensou que seria apenas um pequeno atraso, mas depois começou a achar que Papai Noel sequer viria. Mas após a longa espera, um pinguim apareceu com uma notícia alarmante. O jovem porquinho não poderia ficar parado diante da notícia de sequestro, então foi até seu tio porco.
Bacon
Imagem
- Tio Porco! Tia Tromba! Ronc-ronc! Eu posso sair pra aplicar um corretivo no vilão malvado? Ronc-ronc! Por favor! Ronc-ronc!
Ele suplicou aos tios por permissão para poder usar seu orco-fu por uma causa nobre. Afinal, não poderia desrespeitar seus parentes.

Responder

Voltar para “Hora de Aventura RPG”