Parte 4 — A Jornada Começa

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por Tiagoriebir » 03 Jun 2018, 00:34

Imagem

A manhã chega com uma chuva pesada. O sol nascente é só um brilho opaco sobre o vale, mal iluminando o caos deixado pelos eventos da noite anterior. Barracas estão destruídas, mesas estão viradas e o chão está um lixo. Cães e pássaros mexem nos restos, procurando comida.

A velha Sovnya senta próxima a uma fogueira no centro do campo encarando o sol e canta em uma língua que ninguém consegue traduzir, mas Caelynn reconhece como élfico. Ela joga um punhado de algo no fogo, que explode em uma bola de fogo azul. Com um leve sorriso, a velha Sovnya pega sua bengala e se levanta. Momentos mais tarde, um corvo gralha e pousa em seu ombro.

Depois do ritual da velha, o senhor Aldir e alguns aldeões se aproximam do grupo. Entre eles está Magnus, uma fita branca com cinco riscos pretos amarrada ao braço, símbolo de seu luto pela morte dos parentes. Não foram necessárias palavras. O cavaleiro libertador também faria parte do grupo de busca.

Gauderimm se aproxima.

Imagem
— Vocês salvaram minha vida. Não há preço no mundo que pague isso. Tomem. É minha mercadoria mais preciosa. Que ajude vocês a voltarem a salvo, trazendo a cura para todos.

Na mão estendida do anão há uma lanterna sem chama. Abrindo a portinhola, o item revela uma pedra que ilumina tanto ou mais quanto o fogo. Um item mágico. Na outra mão, três poções azuis. Os aventureiros sabiam que aquelas eram poções de espírito.

O senhor Aldir, emocionado demais para dizer quaisquer palavras, estendeu um mapa da região, marcado sob couro endurecido.

Imagem

A velha Sovnya caminha até vocês com o corvo ainda empoleirado no ombro. Ela os olha com um olho muito aberto e outro quase fechado, e lhes oferece duas pequenas bolsas e um saco grande. Uma das bolsas parece estar se movendo, enquanto a outra tem um cheiro repulsivo. O saco parece estar vazio.

Imagem
— Sigam o corvo para encontrar a gruta. Esta bolsa — ela segura a bolsa que se move — contém sua comida. Acampem onde o corvo os levar, mas prestem atenção ao caminho. Ele os levará onde precisam estar, mas não os trará de volta.

Ela então segura a bolsa malcheirosa.

— Uma vez no local do acampamento, coloquem esta mistura em água fervente. Isto atrairá as fadas do fogo. Elas o levarão até o skuggi.

Por fim, ela indica o saco grande.

— Encham isso com o skuggi. Certifiquem-se de que o saco esteja cheio e bem fechado. O composto pode não funcionar com uma quantidade menor.

Além do que havia sido dito, a sábia dá a cada um de vocês um unguento. Ela explica que se trata de uma mistura feita de várias ervas e manteiga, dentro do estômago de um castor. Perfurando o estômago e espalhando a mistura sobre um ferimento, ela teria ação curativa.

A velha também entrega a Anahera três frascos de sua mistura antifúria. A clériga do vulcão sabia que cada dose daquela bebida malcheirosa evitaria por um dia — elas esperavam — que se tornasse uma furiosa. Não eram precisos mais frascos. Se tinham alguma certeza sobre aquele preparado era que, depois do terceiro dia de infecção, ele não teria mais efeito.
OFF
E tem início a Parte 4 e nossa jornada. Se tiverem alguma pergunta ou interação a fazer com os NPCs, este é o momento. Não apenas os NPCs citados estão na cena, vários outros estão presentes.

• Preciso que vocês definam quem fica com quais itens:
  • A Lanterna Mágica: uma lanterna de aparência mundana, capaz de prover iluminação igual a de uma lanterna normal, mas por meio de uma pedra mágica incrustada em seu centro, o que permite que não seja afetada pela chuva, por exemplo.
    O Mapa: um mapa que oferece instruções sobre a região em que Campodouro está localizada.
    As Poções de Espírito: três poções que curam 1d+1 PMs.
Definam isso via Telegram.

• O unguento dado pela velha Sovnya cura 1d PVs.

• Dice, com o início do dia, Dream está no controle novamente.

• Vocês têm até 07/06 para postarem suas respostas sem perda de PFs. A próxima atualização será em 08/06.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por Tiagoriebir » 03 Jun 2018, 00:38

Status
Anahera
10/10 PVs | 5/20 PMs
  • • H+1 nas próximas três vezes que tratar um ferimento causado por queimaduras.
Caelynn
10/10 PVs | 23/24 PMs
  • -
Goretzka
10/10 PVs | 6/10 PMs
  • -
Magnus
10/20 PVs | 10/10 PMs
  • -
Dream
20/20 PVs | 20/20 PMs
  • -
Armadura Titania
10/10 PVs | 10/10 PMs
  • -
Nightmare
15/15 PVs | 18/25 PMs
  • -
Armadura Albion
10/10 PVs | 10/10 PMs
  • -
Vladimir
15/15 PVs | 10/15 PMs
  • -
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9061
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Vladimir Minsk XI

Mensagem por Padre Judas » 03 Jun 2018, 12:00

Imagem

Quando a reunião se desfez Vladimir agradeceu às pessoas que falaram em seu nome, incluindo a arqueira. Retornou à estalagem onde estava hospedado para dormir e acordou cedo no dia seguinte. Sentia-se completamente descansado e pronto para o que viesse pela frente.

Quando reúnem-se o guerreiro vê a velha senhora que falara sobre a erva – e cujo nome ainda não decorara – realizando um curioso ritual. Ele observa com sentimentos entre o assombro e receio, pois nunca vira algo assim – estava acostumado aos padronizados rituais khalmyritas, com seus procedimentos criteriosamente regulados e calculados. Minsk vê um dos homens que partiriam para a empreitada com um símbolo de luto no braço.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Eu… lamento sua perda. Sou Vladimir Minsk XI, espero nos darmos bem senhor…
Ele dá ao outro a oportunidade de se apresentar. Olha para os demais e percebe que há uma elfa e um rapaz fada. Fica sem saber o que falar – em Minsk fora educado a ser respeitoso com não-humanos, mas também manter distância e falar somente o necessário. Mesmo nas poucas escapadas para a Cidade Baixa, acompanhado de seu amigo Igor, costumava falar pouco. E as poucas elfas que viviam no gueto eram prostitutas ou cantoras – as primeiras só diziam o que ele queria ouvir e nunca conversara com as segundas.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Hã… bom dia a vocês… onde está a sua… colega? A outra fada?
Cumprimentou a curandeira, cuja aparência exótica quase fazia-a não parecer humana, e também ao Conde. Um anão entrega ao grupo alguns objetos como agradecimento, mas Vladimir não faz menção de pegá-los, esperando que outro o faça.

A velha senhora termina sua cerimônia e aproxima-se com outros aldeões e o barão. Ela lhes passa as três bolsas. O jovem nobre dirige-se ao Conde.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Como o senhor pretende distribuir os itens que nos foram entregues? Acredito que dar as poções aos conjuradores sejam a melhor opção, mas quem carregará a lanterna e as bolsas?
Ele aguarda pela resposta.
Off:

Vou gastar 2 PFs para recuperar PMs, 2d(5+6)=5 PMs. Estou com 15 PMs e 3 PFs.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por John Lessard » 06 Jun 2018, 12:48

Imagem

O dia amanhecia cinzento, chuvoso, triste, como um prelúdio amargo da missão que o grupo iria empreitar. Caelynn estava de pé havia muito tempo, ao contrário de humanos e outras raças, não precisava de muito tempo de olhos fechados. Observava de longe tudo com um olhar soturno, pragmático. Reconhecia as palavras cantadas pela anciã curandeira, enquanto fazia seu ritual particular. Levantou-se num de repente, quando os demais começavam a se reunir, era hora.

A elfa deu um aceno de cabeça para Dream e parou ao lado de Magnus, não disse nada a ninguém, ouvindo em silêncio. Caminhou até Aldir quando ele ofereceu o mapa, o pegando.

- Eu posso ficar com isso...

Olhou de soslaio para Vladimir, o cara novo e o seu jeito meio estranho a se dirigir a ela e Dream e sua clara confusão. A elfa deu um sorriso meio provocador, quase zombateiro e não respondeu a cerca de Nightmare, ao invés disso, caminhou até Borys e o abraçou, passando um único braço ao redor de seu pescoço. Afastou-se após alguns segundos.

- Se cuida e tome cuidado, fique em paz.

Um último olhar e se afastou, esperando os demais um tanto distante.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
João Paulo
Moderador
Mensagens: 295
Registrado em: 06 Dez 2013, 14:45
Localização: Uiraúna - Paraíba
Contato:

Re: Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por João Paulo » 07 Jun 2018, 10:15

Imagem

O Conde Goretzka não conseguiu dormir naquela noite. Mesmo com o cansaço da viagem, da dureza das batalhas e de quase perecer em combate, ele não conseguia dormir. Havia muita coisa em jogo para ser decidida e todos esperavam que ele conseguisse resolvê-las. Ele também esperava que fosse assim. Por isso decidiu ir pessoalmente na busca pela erva skuggi, causando estranheza até para os mais próximos. Mas havia muito mesmo em jogo e há horas em que deve-se arriscar para conseguir seus objetivos.

Marta, sua filha do meio, havia sido infectada pela doença dos bárbaros, o que pro si só já seria motivo suficiente para partir na busca, entretanto algo mais o preocupava. Anahera, a curandeira que conseguiu estabilizar a condição do pequeno Enzo, também iria se juntar na busca e, para piorar, também estava infectada. Goretzka não saberia se encontraria outra pessoa capaz de ajudar seu filho mais novo, por isso tinha que garantir a segurança dela. Havia também Valerie, herdeira de Campadouro, filha de Sir Aldir, amigo de longa data.

Foi com bastante alívio que, após as instruções da anciã, Goretzka recebeu as palavras de Boryz, que resolvera ficar em Campadouro para formar uma família. Ele que já havia salvado o seu filho mais novo durante o ataque, agora teria mais um último favor a cumprir antes de ser dispensado dos serviços de Goretzka.

Mas antes Goretzka precisava tomar decisões sobre a viagem.
— Uma vez no local do acampamento, coloquem esta mistura em água fervente. Isto atrairá as fadas do fogo. Elas o levarão até o skuggi.
— Poderia falar mais sobre as fadas do fogo? — dirigindo para a velha Sonya, mas também esperando alguma resposta de Dream

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1867
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por DiceScarlata » 07 Jun 2018, 19:31

Imagem

- É deveras um deleite conhecê-lo e abraçá-lo como companheiro, senhor Vladmir Minsk. Sou Dream, principe de Pondsmania a teu dispor.

*Com uma longa mesura, estalou os dedos para seus servos luminosos, para que trouxessem sua armadura. Esta por suas vezes abriu-se no peitoral, revelando um pequeno trono aveludado em tons vermelhos com uma taça de vinho esperando pelo príncipe. Porém este apenas colheu bebida e pousou sobre seu elmo.*

- A outra? Ah.. Nightmare? Ela surge apenas durante a noite. A escuridão é o seu lar, tal qual a luz é o meu. Mas não se preocupe...

*O peitoral se fechou no momento em que ele pousou e a armadura passou a se mover. Seu brilho era resplandecente como o sol, dificil de encará-la. Seu calor era incomodo também, difícil de ficar ao seu lado.*

- Terás meu poder ao seu lado. Sei de nossa situação e tal cura é imprescindível. Night fez de tudo a seu alcance para proteger os inocentes... Preciso valorizar seu ato arriscando minha vida também.

*Cumprimentou o guerreiro e caminhou pesadamente até a velha sabia*

- Conheço centenas de tipos de fadas, mas é a primeira vez que ouço falar neste povo. Anseio por nosso encontro. Também estaria felicitado se me contasse mais sobre elas, por favor. E peço encarecidas desculpas pela presença peculiar de minha vestimenta. Ela foi forjada dos sonhos heroicos do povo de Deheob, portanto, resplandece demais.
Editado pela última vez por DiceScarlata em 07 Jun 2018, 23:36, em um total de 1 vez.
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Mazoku Mael
Mensagens: 53
Registrado em: 04 Jan 2014, 06:24
Localização: Rio de Janeiro, RJ.

Re: Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por Mazoku Mael » 07 Jun 2018, 23:02

Imagem

*Magnus aparece junto de seus companheiros, com uma expressão resoluta. Ele não deixa de olhar a faixa branca com os cinco riscos pretos no braço. Por mais que tivesse recebido poderes especiais de Valkaria e que tivesse feito o seu melhor para deter a ameaça dos bárbaros, ainda assim não foi o suficiente para salvar seus entes queridos e isso vai ficar na memória dele para sempre. Ele suspira fundo mas tenta manter o ânimo, pois aprendeu com seus pais a sempre encarar as dificuldades de frente sem perder o humor e o ânimo, mas dessa vez seria difícil. Quando Caelynn parou ao lado de Magnus ele deu um suspiro de alívio, pois seus amigos estavam a salvo e isso confortava seu coração atribulado naquele momento*

- Bom dia a todos, mesmo que não pareça ser a ocasião para um cumprimento deste tipo.

*Logo em seguida, Magnus percebe um novo guerreiro junto deles e que ele se apresenta e o consola educadamente*

- Obrigado, meu bom homem. É uma dura perda, mas levarei isso comigo para que possa seguir em frente e cumprimos nossa missão. Espero que Valkaria tenha os acolhido bem. Eu sou Magnus Falkenmayer e é um prazer conhecê-lo, Sr. Wladmir Minsk XI. *faz um aceno com a cabeça*

*Tendo entendido todo o resto da missão, resolve observar o mapa junto de Caelynn analisa a melhor maneira de seguirem viagem, apesar de ter que contar mais com o caminho do corvo do que seus conhecimentos habituais*

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Re: Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por Armageddon » 07 Jun 2018, 23:25

Anahera recebe os frascos de poção de Sovnya, e por segurança entrega um deles a Goretzka, com instruções para mantê-lo seguro caso alguma coisa aconteça com ela. Não devemos colocar todos os ovos num mesmo cesto - disse, enquanto guardava seus próprios pertences.

- Me encarrego do corvo - sugeriu, alcançando o saco com o alimento do bicho. Também estava pensando em outras questões, como onde ferveriam a água ao chegar na caverna; providenciaria alguns utensílios com a própria Sovnya antes de partir provavelmente. Estava, antes de tudo, observando o tal Minsk. Diferente de Borys, que conviveu com o grupo nos últimos anos, aquele sujeito era alguém diferente e desconhecido. Ficaria atenta, por via das dúvidas.

- Que Kurur Lianth ilumine seus caminhos e aqueça seu sono, Sovnya - desejou, sincera.
Imagem

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por Tiagoriebir » 08 Jun 2018, 21:08

Vocês distribuem os itens entre si. Goretzka fica com a lanterna mágica e uma das poções antifúria. Caelynn guarda o mapa. Uma das poções de espírito fica com Dream, outra com Anahera e, na dúvida sobre quem ficaria com o terceiro frasco, entregaram para o conde Goretzka, para que desse ao primeiro que precisasse.

Magnus ficou com o saco destinado à erva skuggi e Anahera pega o saco malcheiroso e aquele com o alimento para o corvo. Ela abre o saco para ver o que se move lá e se depara com algumas dezenas de besouros rechonchudos. Sovnya explicou.

Imagem
— São besouros carniceiros. O corvo deve consumi-los vivos para prolongar o encantamento. Um besouro por hora deve ser o suficiente.

A curandeira também levanta a questão da necessidade de outros utensílios, que são prontamente providenciados por Gauderimm: um recipiente para aquecerem a mistura fedorenta; um rolo de corda; provisões e pão de weiz para todos. Vocês não aceitaram receber estes itens sem o devido pagamento, por mais que o anão insistisse no contrário. Borys teve de convencer o comerciante de que aquilo era o justo e, enfim, Gauderimm aceitou.
Imagem
— Poderia falar mais sobre as fadas do fogo? — dirigindo para a velha Sonya, mas também esperando alguma resposta de Dream
Imagem
— São criaturas antigas, de quando o mundo era jovem. Já foram numerosas em toda Arton, cantando canções de alegria, mas esta época há muito se foi. Com o passar do tempo, muitas delas foram mortas. Somente algumas restaram, e agora suas canções são tristes. Aquelas que sobreviveram protegem a localização do skuggi. Dizem que suas canções acalmam seu guardião. Seu amigo fada talvez já tenha ouvido falar delas, com o nome de Ëldaleik'ur — a velha diz, evitando, assim como todos os aldeões presentes, olhar para Dream e sua armadura que destoava do lúgubre e cinza que pairava sobre Campodouro.

A menção daquele nome em idioma feérico desponta algo na memória de Dream. Você tem a impressão de que talvez já tenha ouvido falar desse termo, mas nada lhe ocorre.

Imagem
— Sinto, minha nobre senhora. Talvez já tenha ouvido a respeito, mas a verdade é que de nada me recordo a respeito no momento. Mas... Você diz que há um guardião. O que protege o skuggi?

Imagem
— Uma criatura antiga — uma serpente poderosa — vive na gruta que contém o skuggi. Mas isso é o que dizem as lendas. Nunca pude confirmar se isto reflete a verdade — a velha responde, sem dirigir o olhar ao príncipe feérico.

Imagem
— E que aparência tem essa erva? Há algum modo especial para recolhê-la?

Imagem
— É uma substância musgosa que emite um brilho verde doentio. Só floresce onde o sol não consegue alcançar. Não há meio especial para recolhê-la, podem fazer isso da forma óbvia.

Imagem
— E como diremos à estas fadas o que precisamos, quando elas forem atraídas?

Imagem
— Não dirão nada. Elas se cansarão de vocês e retornarão para a gruta. Sigam-nas.

Vocês ficam satisfeitos com as orientações dadas pela velha e revisam uma última vez seus equipamentos. Quando se certificam que está tudo em ordem, Sovnya se adianta mais uma vez.

— Boa sorte — ela grunhe, batendo sua bengala contra uma grande pedra. O corvo gralha e voa. — Sigam o corvo — ela diz, apontando o dedo ossudo em direção a ele, que voa para o sul, circulando um pouco como se os estivesse esperando.

Imagem
— Boa sorte, de fato! — diz o senhor Aldir, que abaixa sua voz para sussurrar enquanto se aproxima o suficiente para que todos ouçam — Por favor... Salvem minha filha. Salvem Campodouro.

Enquanto vocês partem, Caelynn viu algo que a deixou um pouco perturbada. Brakto olhava para vocês de sua oficina, vestindo um avental e segurando um martelo. Ele tem uma expressão sinistra mas satisfeita, como se estivesse feliz por estarem partindo. Assentindo para si mesmo, Brakto olha para o forte e então volta para seu trabalho.

* * *

A chuva cai sobre vocês enquanto alcançam o cume de uma última colina através da neblina que encobre o sol da tarde. Vocês conseguem ver o Rio Sarand abaixo e a Floresta dos Basiliscos além. Infelizmente, o declive se torna um penhasco íngreme, cheio de rochas soltas meio enterradas. O corvo atravessa o rio em direção à floresta, mas pousa em uma árvore, aguardando por vocês. Caelynn e Magnus verificam o mapa, observando que Passo do Sebo, um aldeia com um vau — uma passagem apropriada pelo penhasco — fica a cerca de um quilômetro rio acima. É impossível vê-la de onde vocês estão, mas seguir a oeste ao longo da borda do penhasco deve revelá-la.

Como farão para atravessar o rio?

OFF
• Todos pagaram 30 tibares pelas provisões, já descontado de seu dinheiro. Goretzka pagou a parte de Anahera.

• Conforme acertamos via Telegram, o prazo de respostas para todos os posts será de três dias, independente se for cena de combate ou exploração/interpretação. Com efeito, volta a regrinha: se todos os jogadores postarem no prazo, vocês todos recebem 1 PF.

• Vocês têm até 11/06 para postarem suas respostas sem perda de PFs. A próxima atualização será em 12/06.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Parte 4 — A Jornada Começa

Mensagem por Tiagoriebir » 08 Jun 2018, 21:09

Status
Anahera
10/10 PVs | 5/20 PMs
  • • H+1 nas próximas três vezes que tratar um ferimento causado por queimaduras.
    • 2 Poções Antifúria (retarda por 1 dia o efeito da Fúria Negra).
    • 1 Poção de Espírito (recupera 1d+1 PMs).
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
    • 1 Saco com conteúdo malcheiroso par atrair fadas de fogo.
    • 1 Saco com alimento para o corvo
    • 1 recipiente para aquecer a mistura para as fadas.
    • Provisões para 3 dias.
Caelynn
10/10 PVs | 23/24 PMs
  • • 1 Mapa da região.
    • 1 Rolo de Corda (15m).
    • Provisões para 3 dias.
Goretzka
10/10 PVs | 6/10 PMs
  • • 1 Lanterna Mágica.
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
    • 1 Poção de Espírito (recupera 1d+1 PMs).
    • 1 Poção Antifúria (retarda por 1 dia o efeito da Fúria Negra).
    • Provisões para 3 dias.
Magnus
10/20 PVs | 10/10 PMs
  • • 1 Saco para recolher a erva Skuggi.
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
    • Provisões para 3 dias.
Dream
20/20 PVs | 20/20 PMs
  • • 1 Poção de Espírito (recupera 1d+1 PMs).
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
    • Provisões para 3 dias.
Armadura Titania
10/10 PVs | 10/10 PMs
  • -
Nightmare
15/15 PVs | 18/25 PMs
  • -
Armadura Albion
10/10 PVs | 10/10 PMs
  • -
Vladimir
15/15 PVs | 15/15 PMs
  • • Provisões para 3 dias.
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Responder

Voltar para “Outono”