Parte 6 — Passo do Sebo

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Parte 6 — Passo do Sebo

Mensagem por John Lessard » 11 Jul 2018, 08:11

Imagem

O combate havia acabado, pelos esforços do grupo e em grande parte pelas flechas de Caelynn, porém a elfa nunca havia sido de se vangloriar, então... Seguiu de semblante fechado e arco em mão, com seu olhar atento ao redor. Esperou atrás dos dos outros, cuidando da retaguarda, enquanto Magnus subiu para investigar a voz. Anahera parecia objetiva e queria fazer tudo rapidamente, a arqueira balançou a cabeça.

- Tsc, devo concordar com ela, precisamos ser rápidos... Esse sujeito, teria alguma informação sobre o barco ou como atravessar o rio?
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Parte 6 — Passo do Sebo

Mensagem por Tiagoriebir » 11 Jul 2018, 16:30

Ao notar que não havia ameaça no lugar, Magnus fez sinal para que os demais também entrassem, se quisessem. Era uma oficina, onde o couro era transformado em sapatos e outros produtos. O primeiro andar cheirava a graxa de sapato e era cheio de ferramentas e matéria-prima.

Havia um alçapão no teto que, quando foi aberto, revelou uma escada que dava acesso ao andar onde o homem se encontrava. Goretzka sabia que aquele tipo de recurso era comum nas casas de dois andares da região, como meio de proteção contra ataques de bárbaros e criaturas dos ermos.

Magnus continuou sobrevoando a parte externa da casa, atento a qualquer ameaça que pudesse vir de fora enquanto os outros vinham à presença do homem. De fato, sua aparência era lamentável. Pelo que todos haviam aprendido sobre a praga na noite anterior, e pelo cheiro característico que exalava, aquele homem estava certamente contaminado.
Caelynn escreveu:- Tsc, devo concordar com ela, precisamos ser rápidos... Esse sujeito, teria alguma informação sobre o barco ou como atravessar o rio?
Imagem
— Fomos atacados um pouco antes de amanhecer... bárbaros. Enlouquecidos. — Respondeu, com a respiração ofegante. — Foi terrível. Eles saíram da floresta e mataram um grupo de mateiros que voltava de uma noite de caça. Rudolf, o barqueiro, cortou a corda para soltar o barco, mas os furiosos conseguiram cruzar o rio devido aos baixios do vau. Eram inimigos demais... A maioria dos moradores daqui estava no festival de Campodouro...

A expressão do homem ficou visivelmente confusa, como se algo não estivesse encaixando em sua cabeça.

— Vocês... Vocês não vieram de Campodouro, vieram? — perguntou, confuso.
OFF
• Esta é uma atualização rápida, só para que vocês não fiquem dependendo exclusivamente do Magnus para também agir.

• Magnus, você pode responder normalmente à pergunta que o homem fez na última atualização, se quiser. Há um tempo até que os demais cheguem na presença do homem.

• Os prazos de resposta não se alteram. Qualquer dúvida, falamos pelo telegram. ;)
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9061
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Vladimir Minsk XI

Mensagem por Padre Judas » 15 Jul 2018, 11:41

Imagem

O combate havia acabado. Fora curto, mas cansativo. Preparavam-se para seguir viagem quando um pedido de ajuda chamara-lhes a atenção.

Após a verificação por Magnus o minskiano decidiu entrar na casa e subiu ao segundo andar. Goretzka comentou sobre aquele ser um recurso comum na região e Vladimir acenou compreendendo. Ao encontrarem o sujeito acima, percebeu que ele estava claramente doente e seu mal estava mais adiantado do que o das vítimas em Campodouro. Diante da pergunta, respondeu.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Viemos de lá. Houve um ataque... e algumas vítimas. Estamos indo atrás de uma cura para esta doença que o afeta.
Chamou o Conde de lado e falou com ele em voz baixa.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Meu senhor, este homem... acredito que ele esteja condenado. O que faremos?
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Re: Parte 6 — Passo do Sebo

Mensagem por Armageddon » 15 Jul 2018, 21:37

Anahera se adiantou ao grupo, com um sinal para que não se aproximassem demais do ferido. Após ouvir as palavras dele, ajoelhou-se ao seu lado e procurou averiguar o estado em que se encontrava e tratar seus ferimentos da melhor forma possível.
Consegui um 5 no teste de Medicina pra uns primeiros socorros básicos.
Não sei se é um teste fácil, e se o bônus de +1 continua válido, mas vou seguir na onda como se estivesse ajudando ele um pouco ao menos.
- Viemos, sim, de Campodouro. Conseguimos conter os bárbaros lá, mas não sem termos problemas sérios também. Estamos indo atrás de ajuda contra eles, por isso, peço que continue aqui escondido e calmo até nosso retorno.

Anahera não queria contar a ele sobre a doença mágica e o mal que ela causava para evitar que, em pânico ou tomado pelo medo, o aldeão pudesse fazer algum mal a si próprio ou a eles. Pelo odor característico, sabia que sua única esperança era a cura que eles buscavam, mas restava apenas orar para que resistisse até eles retornarem com a cura. Com alguma sorte, ainda o encontrariam vivo na volta.
Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Parte 6 — Passo do Sebo

Mensagem por John Lessard » 15 Jul 2018, 21:52

Imagem

- Tsc...

Fora tudo que a elfa fez e ficou do lado de fora com seu arco em mãos, vigiando ao redor. Olhou para aqueles escombros, semicerrando seus olhos, dedilhando as penas de suas flechas. Cada segundo naquele lugar parecia lhe trazer uma sensação ruim, uma ansiedade começava a tomar conta de seu peito. Sabia que tinham que seguir e a demora agora parecia lhe consumir, em ver aquelas pessoas morrendo... Virou-se e entrou na construção, olhando pela passagem no teto.

- Escutem, precisamos ir... Conde, como vamos proceder?
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
João Paulo
Moderador
Mensagens: 295
Registrado em: 06 Dez 2013, 14:45
Localização: Uiraúna - Paraíba
Contato:

Re: Parte 6 — Passo do Sebo

Mensagem por João Paulo » 16 Jul 2018, 21:20

Imagem

A situação do pobre homem era lamentável. Como o conde já imaginava, não havia muito o que fazer a respeito, mas enquanto todos o procuravam com um olhar imaginando como iriam proceder, Goretzka encontrou uma brecha do que queria.
Rudolf, o barqueiro, cortou a corda para soltar o barco, mas os furiosos conseguiram cruzar o rio devido aos baixios do vau.
— Meu bom homem, sou o Conde Leon Goretzka III, do Condado de Goretz, e estava em Campadouro para o festival — o conde foi em direção ao homem enquanto falava. Chegou o mais próximo que pode, abaixou-se para poder mirar nos olhos do sujeito — Tivemos muitas perdas, mas conseguimos sobreviver.

Dando tempo para o homem processar as informações no estágio em que estava, o conde prosseguiu

— Você comentou que os bárbaros conseguiram atravessar o rio. Estamos procurando fazer o mesmo. Como poderíamos fazer isso sem barcos? — pelos mapas, o conde sabia que havia um estreitamento no rio que possibilitaria a passagem, mas procurava alguma informação que só um nativo da região poderia ter

Avatar do usuário
Mazoku Mael
Mensagens: 53
Registrado em: 04 Jan 2014, 06:24
Localização: Rio de Janeiro, RJ.

Re: Parte 6 — Passo do Sebo

Mensagem por Mazoku Mael » 17 Jul 2018, 00:00

Imagem

Magnus sobrevoa o local mais uma vez, certifica-se de que o corvo que os guiaria ainda estava ali antes de se reunir ao grupo.

- Eu sou um enviado dos deuses. Bom, de uma deusa em específico, Valkaria. E pelo que vejo, você resistiu com igual bravura com o que ocorreu com você.

Magnus continuaria a conversar com o homem, mas estava de olho na espada ali no chão e quando o Conde se aproximou para conversar com o homem, percebeu os olhares de seus pares, também preocupados com o homem, sua contaminação e que qualquer coisa poderia acontecer naquele momento. Eis que Magnus tem um calafrio. Coisa que não o acometia há tempos. Ele espera que tudo seja só impressão sua ao perceber a inquietude de Caelynn e a prudência contida de Vladmir

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Parte 6 — Passo do Sebo

Mensagem por Tiagoriebir » 18 Jul 2018, 23:55

Vladimir escreveu:— Viemos de lá. Houve um ataque... e algumas vítimas. Estamos indo atrás de uma cura para esta doença que o afeta.
Goretzka escreveu:— Meu bom homem, sou o Conde Leon Goretzka III, do Condado de Goretz, e estava em Campadouro para o festival — o conde foi em direção ao homem enquanto falava. Chegou o mais próximo que pode, abaixou-se para poder mirar nos olhos do sujeito — Tivemos muitas perdas, mas conseguimos sobreviver.
Imagem
— Eu realmente não consigo entender — disse o homem, ofegante, retribuindo um olhar confuso ao conde — Como vocês vieram tão rápido de Campodouro? Ela fica a quase um dia daqui, pela estrada... e os bárbaros que nos atacaram no início dessa manhã, eles rumaram em direção para lá... Vocês os encontraram no caminho? E os outros habitantes daqui, que estavam no festival... vieram com vocês? — A expressão do homem era um misto de esperança e dor.
Goretzka escreveu:— Você comentou que os bárbaros conseguiram atravessar o rio. Estamos procurando fazer o mesmo. Como poderíamos fazer isso sem barcos? — pelos mapas, o conde sabia que havia um estreitamento no rio que possibilitaria a passagem, mas procurava alguma informação que só um nativo da região poderia ter
Imagem
— Eles vieram pelo vau, que é uma parte mais rasa do rio. É possível atravessar, se estiverem a cavalo, mas é difícil, por causa da correnteza. Os bárbaros atravessaram porque cada um daqueles malditos têm a força de dez homens. — Um esgar de dor e raiva suarenta pontuou a frase do plebeu. Depois de ofegar por alguns instantes, ele continuou.

— Vocês vão achar o vau fácil. É só encontrar o tronco onde o barco ficava amarrado, na beira do lago. O garoto voador ali da janela pode levar uma corda deste lado e amarrar no tronco da outra ponta do lago. Então vocês vão ter mais um apoio para atravessar.

Anahera se aproximou do homem, avisando para os demais não se aproximarem demais. Testou seus sinais vitais, atestando a febre alta, suor, odor característico e ritmo cardíaco acelerado, do mesmo modo que havia notado nos infectados de Campodouro e em si mesma.

Mas o que realmente a deixou chocada foi o estado avançado da Fúria Negra naquele homem: segundo o que havia dito, ele havia sido infectado no amanhecer daquele dia, e agora estavam no início da tarde — Anahera não teve chance de acompanhar todos os estágios de um infectado mas, se a doença continuasse avançando nele naquela velocidade, o homem poderia se tornar um bárbaro muito antes do final daquela mesma tarde.

Aquilo provou de forma definitiva à sacerdotisa de que o chá da velha Sovnya de fato retardava o avanço da doença. Sem a bebida, ela mesma já teria virado um monstro sem mente.
Anahera escreveu:- Viemos, sim, de Campodouro. Conseguimos conter os bárbaros lá, mas não sem termos problemas sérios também. Estamos indo atrás de ajuda contra eles, por isso, peço que continue aqui escondido e calmo até nosso retorno.
Imagem
O homem sorriu, triste.

— O que o garoto de armadura disse é verdade. Eu passei as últimas horas aqui sentado, olhando o avanço dessa merda amarela subindo pela minha perna e tomando conta do meu corpo. Eu sei que, seja lá o que for que aqueles desgraçados tenham, eles passaram pra mim. Eu — a voz do homem foi ficando mais ofegante — Eu não quero virar uma daquelas coisas. Os cadáveres dos meus velhos pais estão rasgados, jogados em algum canto desse vilarejo agora, sendo devorados por abutres...

Anahera viu as primeiras lágrimas escorrerem dos olhos daquele aldeão, enquanto ele apertava com força seu pulso. Então, se dando conta do que fazia, ele a soltou, e passou a olhar para todos, sem qualquer receio das lágrimas que derramava.

— Por favor... Eu não quero virar uma daquelas coisas... Eu não quero... Imploro a vocês. Por favor. Me matem. Eu não tenho mais salvação. Acabem com isso. Me matem. Por favor.
OFF
• Como eu atrasei a postagem, perco 1 PF, ficando com 11 PFs no total, e vocês recebem +1 PF (incluindo o Dice). Como todos postaram em dia, também recebem +1 PF (mesmo o Mael tendo postado em cima do laço, vou deixar passar xD)

• Vocês têm até 21/07 para postarem suas respostas sem perda de PFs. A próxima atualização será em 22/07.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Parte 6 — Passo do Sebo

Mensagem por Tiagoriebir » 18 Jul 2018, 23:59

Status
Anahera
10/10 PVs | 5/20 PMs
  • • H+1 nas próximas três vezes que tratar um ferimento causado por queimaduras.
    • 2 Poções Antifúria (retarda por 1 dia o efeito da Fúria Negra).
    • 1 Poção de Espírito (recupera 1d+1 PMs).
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
    • 1 Saco com conteúdo malcheiroso par atrair fadas de fogo.
    • 1 Saco com alimento para o corvo
    • 1 recipiente para aquecer a mistura para as fadas.
    • Provisões para 3 dias.
Caelynn
6/10 PVs | 21/24 PMs
  • • 1 Mapa da região.
    • 1 Rolo de Corda (15m).
    • Provisões para 3 dias.
Goretzka
3/10 PVs | 5/10 PMs
  • • 1 Lanterna Mágica.
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
    • 1 Poção de Espírito (recupera 1d+1 PMs).
    • 1 Poção Antifúria (retarda por 1 dia o efeito da Fúria Negra).
    • Provisões para 3 dias.
Magnus
10/20 PVs | 8/10 PMs
  • • 1 Saco para recolher a erva Skuggi.
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
    • Provisões para 3 dias.

    • Pode usar o poder Fortaleza mais 1 vez neste dia.
Vladimir
9/15 PVs | 7/15 PMs
  • • Provisões para 3 dias.
    • 1 Unguento (cura 1d PVs).
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9061
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Vladimir Minsk XI

Mensagem por Padre Judas » 20 Jul 2018, 21:15

Imagem
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Parece haver uma confusão com relação ao tempo aqui... o ataque ocorreu ontem à noite, meu bom homem. Você deve ter ficado inconsciente.
Então vem a constatação por parte de Anahera e o pedido por uma morte... melhor. Vladimir considera por um instante aquilo. Por um lado matar um inocente é algo abominável, mas... permitir seu sofrimento e o terrível destino que espera os infectados parece tão errado quanto.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Khalmyr, dê-me sabedoria...
Olha para Anahera e Goretzka e em seguida para os demais.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Se... se não há perspectiva de cura então talvez seja melhor enviá-lo aos deuses.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Responder

Voltar para “Outono”