Parte 7 — Histórias de Caçador

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Parte 7 — Histórias de Caçador

Mensagem por Tiagoriebir » 23 Jul 2018, 23:17

Imagem

As chamas que davam fim ao cadáver crepitavam, controladas pelo poder que Anahera recebia do vulcão. Graças aos dons do Pai-de-Fogo, Anahera conseguia comandar o fogo para que queimasse dentro da casa sem que se alastrasse, uma vez que era impossível fazê-lo fora, devido à força da chuva. Goretzka insistiu em ficar junto até que o trabalho com o corpo de Johan, o coureiro, estivesse terminado. Uma fumaça negra e fedorenta saía pela janela, afastando os abutres.

Lá fora, Caelynn e Vladimir aguardavam de prontidão na chuva, também afastados pelo mau cheiro. A elfa, sobre o telhado de um casebre e com uma das mãos protegendo os olhos, forçava a visão afiada para o outro lado do rio e a floresta que havia depois dele. Magnus aterrisou perto deles.

— Nem sinal do corvo. Ele não nos seguiu — disse, apreensivo.

— Não se preocupe, consegui localizá-lo. — Respondeu a elfa, sem emoção. Está no mesmo local em que o deixamos, cerca de um quilômetro para lá, seguindo o leito do rio. Com certeza está nos aguardando.

— Bom saber disso. Significa que já sabemos para onde seguir — era Goretzka, surgindo de dentro da casa, com Anahera ao lado.
O grupo está reunido novamente, em meio aos destroços de Passo do Sebo. O que vocês fazem?
OFF
• E tem início a sétima parte de nossa aventura. Que os bons deuses guiem seus caminhos.

• Vocês têm até 26/07 para postarem suas respostas sem perda de PFs. A próxima atualização será em 27/07.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Re: Parte 7 — Histórias de Caçador

Mensagem por Armageddon » 23 Jul 2018, 23:32

- Vamos procurar o passo e atravessar o rio o quanto antes - pediu Anahera ao se aproximar dos demais - Caelynn, você é capaz de encontrar o lugar onde o rio é menos profundo?
Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Parte 7 — Histórias de Caçador

Mensagem por John Lessard » 25 Jul 2018, 15:43

Imagem

Caelynn mantinha o olhar fixo no corvo depois que havia o localizado, sentindo o calor do fogo purificador mais atrás, que entrava em contraste com a chuva fria que não parava de cair. Olhou de soslaio para Anahera, saltou para o chão, respingando lama para todos os lados.

- Sim, é visível facilmente para mim, ali - ela indica - a correnteza é forte, não é impossível atravessar, mas seria mais fácil se passássemos uma corda. Alguém teria algo do tipo ou gostaria de dar uma olhada por aí?

Esperou.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9061
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Vladimir Minsk XI

Mensagem por Padre Judas » 26 Jul 2018, 08:54

Imagem

Vladimir lamentou a morte do homem inocente, mas nada disse naquela chuva. Quando Caelynn fala sobre a necessidade de mais corda, ele se prontifica.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Vou olhar por aí. Com licença.
Ele sai, procurando nas casas, revirando baús e outros locais. Ocorre-lhe de ver se há alguma ferraria ou estábulo nas proximidades – um bom local para ter este tipo de equipamento. Após quarenta minutos encontra uma na parte dos fundos de uma casa e retorna.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Achei esta. Serve?
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
João Paulo
Moderador
Mensagens: 295
Registrado em: 06 Dez 2013, 14:45
Localização: Uiraúna - Paraíba
Contato:

Re: Parte 7 — Histórias de Caçador

Mensagem por João Paulo » 26 Jul 2018, 19:46

Imagem
O conde Goretzka queria salvar aquele homem, mas infelizmente haviam questões mais urgentes a serem resolvidas, e isso incluía sua família e seus encarregados em Campadouro.

- Caelynn, o que você aconselha? - perguntou sobre o modo de ultrapassar o rio - Acredito que as capacidades de Magnus podem nos ser úteis nesse sentido.

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Re: Parte 7 — Histórias de Caçador

Mensagem por Armageddon » 26 Jul 2018, 22:00

- Também tenho alguma corda - falou Anahera por fim, entregando-a a Magnus.

Olhou o rio diante dela com confiança. Havia, afinal, atravessado o mar que separava Khubar de Arton sozinha. Não acreditava que Kurur Lianth havia poupado sua vida apenas para perecer em um riacho raso como aquele.
Imagem

Avatar do usuário
Tiagoriebir
Mensagens: 883
Registrado em: 27 Ago 2015, 12:55
Localização: Porto Alegre, Namalkah

Re: Parte 7 — Histórias de Caçador

Mensagem por Tiagoriebir » 27 Jul 2018, 12:41

Aos fundos de uma casa destruída de pescador, Vladimir encontrou uma corda que servia muito bem aos propósitos do grupo. A grossa e pesada trama de cânhamo tinha comprimento até maior do que precisavam. Magnus se encarregou de fazer os nós apropriados dos dois lados do rio, atravessando facilmente o curso d'água voando. Ele teve que voltar, contudo, para trazer seu cavalo.

O cavaleiro alado e a elfa tomaram a vanguarda e retaguarda da comitiva, respectivamente. Orientaram os demais que cavalgassem onde vissem mais juncos, sinais de que a profundidade naqueles trechos era menor.

Não foi uma travessia fácil. O chão era pedregoso e escorregadio, bastante complicado para os cavalos, que ficaram nervosos com a força da água, maximizada pela chuva sem fim. A corda que amarraram evitou mais de uma vez que eles escorregassem. Vladimir, Goretzka e Caelynn, especialmente, tiveram dificuldades, passando por momentos em que se debateram e, não fosse o auxílio providencial de um ou de outro colega, teriam sido levados pela correnteza.

Mas, por mais difícil que fosse a travessia, eles triunfaram. Não haviam sofrido qualquer dano maior que alguns arranhões. Definitivamente estavam mais encharcados do que nunca. Tanto os heróis quanto os cavalos estavam cansados da travessia, mas decidiram não parar antes de chegarem à floresta, quando tivessem mais alguma proteção contra a chuva. Seguiram em silêncio sóbrio cerca de um quilômetro de cavalgada até o local onde estava o corvo enfeitiçado, que retomou o voo assim que os viu.

Os ânimos não eram os melhores, mas todos estavam satisfeitos por terem conseguido vencer as adversidades que se apresentaram até o momento. O grupo cavalgou ainda cerca de uma hora, atravessando uma faixa de colinas que separava o rio da floresta, que no mapa parecia muito menor. Assim como fez desde a partida, o corvo seguia em linha reta, não se importando com estradas, desvios e dificuldades que pudessem haver no terreno. Nesse meio tempo a chuva diminuiu, embora as nuvens cinzentas no céu sugerissem que isso fosse temporário. Finalmente era possível enxergar as primeiras árvores da Floresta dos Basiliscos.

Houve outra coisa, além do início da floresta, que Caelynn viu muito antes, e avisou o resto do grupo. Uma carroça e uma fogueira, onde um homem grande, vestido com peles, atiçava a brasa sob um pedaço de carne que estava assando, protegido do chuviscar que havia naquele momento. Sentir o aroma da carne assando trouxe a todos a lembrança de que não comiam há horas, desde antes do nascer do sol daquele dia — e agora a tarde já havia se estabelecido.

Enquanto o grupo se aproximava, dois grandes cães com pelos cinzentos latiram para vocês.
ImagemImagem

Imagem
— Herói! Mascate! Quietos! — diz o homem quando os vê. Os animais obedecem prontamente, indo deitar nos arredores da carroça.

— Bem-vindos à minha fogueira! Fico contente em ver rostos amigáveis outra vez! Sou Raimer, um caçador. Vocês parecem estar cansados. Podem se juntar, se quiserem.

Ante a boa recepção que tiveram do homem, além de estarem em um local protegido pela chuva, Goretzka julgou que era um bom momento para um rápido descanso e aceitou a hospitalidade do caçador. Notando a parada do grupo, o corvo se empoleirou em uma árvore próxima para esperar. Raimer ofereceu carne assada e cerveja de weiz.

O que vocês fazem?
OFF
• Magnus perde -1 PF pelo atraso na postagem, ficando com 1 PF. Com isso, eu recebo +1 PF, ficando com 13 PFs.

• Durante a travessia do Rio Sarand, vários PFs e PEs foram gastos para re-rolar testes, oferecer bônus e sucessos automáticos:
  • - Goretzka gastou 1 PF e 1 PE, ficando com 1 PF e 3 PEs.
    - Caelynn gastou 1 PF, ficando com 7 PFs.
    - Vladimir teve mais dificuldades, gastando 2 PFs e 1 PE, ficando com 2 PFs e 2 PEs.
    - Anahera gastou 1 PF, ficando com 7 PFs.
    - Magnus gastou 1 PF, ficando com 0 PFs.
• Vocês têm até 30/07 para postarem suas respostas sem perda de PFs. A próxima atualização será em 31/07.
Tentando usar a parte colorida da massa cinzenta.
https://twitter.com/tiagoriebir

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9061
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Vladimir Minsk XI

Mensagem por Padre Judas » 29 Jul 2018, 14:10

Imagem

Aquela travessia fora horrível. A armadura puxava-o para baixo e para longe, o couro molhado mordia-lhe as juntas. Ele engolira água algumas vezes e sentira que seria arrastado a qualquer momento. E ainda havia o cavalo – o pobre animal debatia-se e escorregava nos seixos úmidos do leito fluvial. Vladimir sabia que se fosse pego pela correnteza o arrastaria junto e ambos morreriam em um túmulo aquático. Agarrou a corda com força e apoiou os colegas assim como também foi apoiado. Felizmente conseguiram chegar ao outro lado.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Precisamos nos aquecer com urgência. Principalmente necessitamos secar os pés – pés molhados são uma condenação à morte para qualquer soldado. Mesmo sob chuva não podemos ficar assim por muito tempo.
Mas ainda precisaram percorrer um longo trecho antes de finalmente poderem parar. Quando a chuva diminuiu um pouco Caelynn avistou uma carroça e Vladimir permitiu-se confortar-se. Dificilmente bandidos tentariam atacar um grupo como aquele – era mais provável que fosse algum viajante. O minskiano estava bem ciente da poça d’água dentro das botas e da urgência em parar para recuperarem-se da travessia. Também havia o cheiro de comida. O homem sentado à fogueira convidou-os a sentarem-se e ele nem pensou em recusar.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Acho que é um bom momento para descansarmos, sem dúvida. Tirem os sapatos, pessoal.
Ele mesmo tirou rapidamente as botas e pendurou-as de cabeça para baixo na sela do cavalo, que amarrou a uma árvore próxima. Também deixou as meias molhadas ali e pegou uma pequena toalha na mochila assim como meias limpas. Sentou-se junto ao fogo e deixou que o calor terminasse de secar o que a toalha não havia conseguido. Claro, sob a chuva fina nunca ficariam completamente livres de umidade, mas pelo menos podia reduzir a situação.
Vladimir Minsk XI
Imagem
- Obrigado por isso mestre Raimer. Sou Vladimir Minsk, o Décimo Primeiro.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Parte 7 — Histórias de Caçador

Mensagem por John Lessard » 30 Jul 2018, 07:19

Imagem

Caellyn seguia emburrada e totalmente encharcada. A travessia pelo rio havia sido quase que um fiasco completo, com o grupo escorregando pelo lamaçal, engolindo água e sendo arrastado pela correnteza, não era nem de longe o ideal. O novato falava sobre como era horrível estar molhado e a elfa imaginava como deveria ser, usando todo aquele metal. Quando encontraram o aparente caçador e seus dois cães, ele fora o primeiro a se acomodar e a elfa esperou um confirmação do conde antes de desmontar, dar uma olhada ao redor com desconfiança e sentar perto da fogueira também.

- Sou Caellyn... - se limitou a dizer.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Armageddon
Moderador
Mensagens: 501
Registrado em: 07 Dez 2013, 17:22
Localização: Timbó, SC
Contato:

Re: Parte 7 — Histórias de Caçador

Mensagem por Armageddon » 30 Jul 2018, 19:43

Anahera não confiava naturalmente nas pessoas, e era ainda mais difícil aceitar alguém que parecia tão amigável e tranquilo com estranhos surgindo do nada perante a situação caótica dos ataques na região. Haviam cavalgado muito, mas não tinha certeza de que já estavam fora da área afetada pela maldição.

Permaneceu um pouco distante, alimentando o corvo e o cavalo. Também comeu apenas da própria comida, recusando o que foi oferecido pelo tal Raimer. O corpo dela estava quente, mesmo molhado, e o vapor descia pela pele conforme ela secava aos poucos. Iria aproveitar o tempo para verificar se os demais estavam bem e trocar as ataduras dos ferimentos sofridos em Campodouro. Tudo isso tomando o devido cuidado para não transmitir acidentalmente aquele mal para seus companheiros.
Testes de Medicina se necessários. Não lembro se tem alguém que está com menos PVs e não achei a situação atual do grupo =D
Após terminar seus afazeres, permaneceria de olho no sujeito ainda assim. Deixaria as palavras para o Conde.
Imagem

Responder

Voltar para “Outono”