UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna [Finalizado]

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17596
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por Aldenor » 06 Mar 2019, 12:51

Kaedros mirava a luz tênue que brilhava de seu tacape. Gilgrimm havia firmado um compromisso de ajudá-lo e Kaedros meneou a cabeça para ele em respeito. Tyberos e Bartolomeu eram incógnitas, impossível de entender, pelo menos para o meio-dríade, desacostumado aos meandres civilizatórios. Os dois pareciam considerar a obviedade de continuar a busca, como se eles estivessem ligados de alguma maneira.

Kaedros suspirou.
Kaedros
Imagem
Eu não ficarei aqui neste lugar profano e antinatural. Simplesmente não poderei descansar nem me harmonizar com Allihanna.
Bartolomeu o interrompeu, tentando convencê-lo de ficar.
Bartolomeu
Imagem
Mas senhor Kaedros, então justamente por ser um local profano não seria bom que o senhor guardasse aqueles que vão tentar descansar? Digo, antes tínhamos de nos focar em acabar com o mal daqui, mas agora nosso foco deve ser voltar em segurança com a moça que estava aqui, se eu conseguir descansar poderei imbuir uma magia para que pular aquele buraco seja fácil como pular uma pequena poça d'água. E infelizmente sou acostumado a descansar em locais ruins...
Kaedros ponderou. Podia tentar fazer uma ponte de madeira para o problema do buraco, mas não havia material algum. Tudo que havia ali era a morte e o mal. Ele balançou a cabeça.

Esticou o saco de dormir e fez um gesto para a moça que acabaram de salvar. Aurix deitou-se de lado.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5212
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por John Lessard » 06 Mar 2019, 14:20

Epílogo

Imagem

Após o sumiço do fantasma de Kessen, o grupo discutiu algumas coisas antes de decidirem ficarem por ali mesmo, antes de voltarem. Kaedros desejava retornar imediatamente, porém Bartolomeu que concordava com os demais, conseguiu convencer o druida que aquilo não era uma boa ideia, o fazendo deitar-se para dormir imediatamente.

Gilgrimm apanhava o escudo para si, enquanto deixava aquele que o acompanhava desde Doherimm aos pés do descanso de Kessen. Bartolomeu apanhou a varinha e o cantil para si. Após isso, todos se acomodaram nos cantos e tiveram um merecido descanso, sem maiores problemas.


No dia seguinte, Tyberos e Kaedros acordaram e sentiram-se mais fracos, seus olhos doíam e pareciam ter febre. Gilgrimm pelo contrário, mexeu seu pé com vontade e percebeu que já estava bem melhor. O grupo então se alimentou de suas rações, com Bartolomeu provendo Brienna com suas próprias provisões. Partiram então, o bardo conjurando um novo feitiço sobre todos, capaz de fazê-los saltarem sem problemas por cima do buraco. Com exceção de Kyara, que preferiu fazer o salto por si própria.

Retornaram por todo o caminho conhecido agora sem nenhum perigo, quando finalmente alcançaram o lado de fora. Brienna lhes revelou outro caminho, mais seguro, por onde não precisariam correr o risco de caírem e nem nada do tipo. Avançaram então novamente pela floresta, deixando a Cripta da Chama Eterna e o Vale da Serpente para trás.

No meio da noite, pararam mais uma vez para descansar e comer e seguiram viagem durante o dia seguinte. A plebeia permanecia quieta, mas demonstrava um semblante mais calmo agora, embora triste. Perto do meio dia, avistaram a cidade. Foram recebidos com olhares curiosos, porém aquelas pessoas pareciam entender o que havia ocorrido. Muitos aldeões agradeceram, mas não havia mais clima para festas, apenas um dos jovens voltava vivo.

Brienna fora acolhida por duas pessoas que pareciam seus pais. O prefeito veio ter com eles, lamentando o ocorrido e espantado com o a história que contava.
Imagem
- Lamentável, lamentável... De qualquer forma, aqui está o restante da recompensa, peguem. Irei cuidar para que ninguém mais sofra tal destino.

Se reuniram na taverna então, pelo menos Gilgrimm e Kaedros haviam demonstrado interesse em caçar aqueles os ladrões que provocaram tudo aquilo e recuperar os colares. Tudo que sabiam, entretanto, era o nome de um lugar: O Lamento do Patrulheiro.

Gilgrimm havia visto Braggar. O ferreiro acenou e o chamou.
Imagem
- Ora, quem diria, Gilgrimm um herói de fato. Uma tristeza o que houve na cripta, devo dizer. Mas escute, tenho uma informação que talvez possa lhe interessar. Há um sujeito aqui na cidade, diz que irá para Sambúrdia em breve para uma aventura marítima que partirá de lá, talvez tenha interesse. Irão para um antigo lar anão, A Ilha do Umbral de Fogo.
Enquanto isso na mesa, Tyberos e Kyara viram um sujeito se aproximar, era esguio, usava roupas leves e tinha uma adaga na cintura. Uma capa com capuz caía sobre os ombros. O semblante era sério e uma cicatriz horrendo atravessava seu rosto.

Sentou-se na mesa sem pedir licença.
Imagem
- Vocês conseguiram mesmo. Estava de olho em vocês quando chegaram na cidade, vi potencial em vocês. Meu nome é Cygar Anravis, pertenço a um seleto grupo chamado Os Desbravadores. Eu tenho informações para vocês a respeito dos ladrões que invadiram a cripta, estariam interessados em pegar o rastro deles e deterem esses vigaristas?
Notas do Mestre:

Todos recebem +2 PF
Status & Fichas

Kaedros <> PV's 14/23/24; CA: 17/17; PM: 0/12; PE: 0/0; PA: 0; PF: 2 <> Condições: -1 Constituição;Magias Preparadas:
Aurix <> PV's 35/35; CA: 19/19 <> Condições:
Kyara <> PV's 27/27; CA: 19/19; PM: 0/0; PE: 0/0; PA: 1; PF: 2 <> Condições:
Bartolomeu <> PV's 25/25; CA: 11/11; PM: 8/8; PE: 0/0; PA: 0; PF: 3 <> Músicas de Bardo 8/8 <> Condições:
Senhor Snoffles <> PV's 10/10; CA: 14/14 <> Condições:
Tyberos <> PV's 19/32; CA: 14/14; PM: 0/0; PE: 3/3; PA: 1; PF: 2 <> Fúria: 1/1 <> Condições:
Gilgrimm <> PV's 27/36; CA: 17/17; PM: 0/0; PE: 0/0; PA: 0; PF: 3 <> Destruir o Mal: 1/1; Cura Pelas Mãos: 4/4 <> Condições:
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13724
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por Lord Seph » 06 Mar 2019, 17:36

Então tudo terminava bem, Barth convence Kaedros em ficar naquele local infecto e depois partir no dia seguinte.

Barth usava um truque novo, mas era claro para a Goblin que não deveria para ela.

Ela então corre e salta sem muita preocupação.
Imagem

Vamos lá, temos um longo caminho de volta.
Kyara fala com um sorriso, a viagem de volta foi mais cansativa, mas logo chegavam a cidade.

Então Kyara finalmente pode dormir.
Imagem

Se divertindo, criança?
Kyara não precisava pensar muito sobre aquilo, era Wynna.
Imagem

Até que sim, mas ficar limitada por causa dessa minha condição não me agrada.
Kyara fala para Wynna.

Imagem

Concordo, mas a vida é feita de desafios também. Aqui, te deixarei um presente.
Kyara acorda tendo ciência do que tinha que fazer, ou mesmo como fazer.

Pela manhã procurou pelo dono da taverna para conversar por um lugar para vender os espólios.

Venderia apenas as armas e o escudo adquirido. Manteria o resto.

Logo estava tudo feito e a Goblin estava livre novamente com os bolsos cheios.

Antes de encontrar Tyb, Kyara fez um teste com os anéis, tudo parecia certo. A Goblin sentia seu poder recém despertado fluindo pelos objetos.

A recompensa também fazia jus ao trabalho que tiveram, ela se encontrou com Tyb entregando sua parte na venda dos itens. Então um homem aparece diante de Tyb e Kyara.

Ele dava uma proposta para a dupla.
Imagem

Que acha, Tyb? Vamos dar a desforra?
Mas o que Kyara queria era a outra parte do colar roubado. Não abandonaria um tesouro assim tão facilmente.

A Goblin pensa com um sorriso.

Vamos aos testes.

Atletismo deu 21 e consegui saltar pelo fosso.

Gastei 8 PFs para subir de nível e virar Artífice.

Ganhamos 75 TOs como recompensa.

Teste de Obter Informações 15 e encontro um lugar para vender e comprar coisas que encontramos por 8 TOs.

Vendo 6 Cimitarras e um Escudo Leve por 44 TOs, divido entre Barth, Tyb, Gilgrimm e Kyara com 11 TOs para cada. Kaedros não recebe nada, pois já deu a entender que não liga para isso.

Vendo minha Besta Pesada por 1/3 ficando com mais 16.66 TOs.

Gasto 35 TPs com 7 dias de ração de viagem e 30 TPs por 10 anéis metálicos.

Eu fico com 94.01 TOs.

Vou ficar com 90 TOs e o resto doar a uma igreja, Lena de preferência.

Imbuí Escudo Entrópico, Escudo da Fé e Proteção Contra o Mal em 3 Anéis e Suportar Elementos na armadura da Kyara.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2138
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por Maggot » 07 Mar 2019, 12:35

No caminho de volta após aquela empreitada, Tyberos e Kaedros haviam ficado doentes. Febre, cansaço, dor nos olhos. Parecia punição divina por ter tanta diversão naquela masmorra. Passou a maior parte do tempo descansando, e quando na cidade, ficou apenas na mesa bebendo ou acompanhando Kyky. O problema estava resolvido pelo visto, e podiam descansar. Até um homem se aproximar dele e de Kyara, que voltava com dinheiro
Imagem
- Kyky, você não muda não é? Certo, vamos lá. To dentro. Talvez tenha alguma espada legal nessa empreitada. Vamos levar os outros, vai ser divertido. Principalmente Aurix.
O rapaz sorria, apesar do cansaço.
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17596
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por Aldenor » 07 Mar 2019, 18:31

A doença veio tão rápida quanto se foi. Kaedros suportou calado, sem demonstrar a ninguém que estava debilitado. Aurix passou a viagem toda farejando o caminho todo e se colando à frente dos perigos. Kaedros não sabia se era preocupação genuína do lagarto gigante com sua saúde ou se era parte da nova personalidade bélica de sua evolução recente.

Kaedros pensou em como lidaria com o companheiro daqui pra frente. Aparentemente, ele só queria saber de matanças selvagens. Era um modo muito ligado ainda a Megalokk e isso precisava ser corrigido. Agora eram ambos abençoados por Allihanna em busca do equilíbrio e harmonia dos seres da natureza.

Kaedros chegou à cidade com um engasgo. Era um lugar desconfortável, de solo tratado pela humanidade, enlameado de muitas pessoas desagradáveis. Além disso, havia o cheiro de sujeira por todo o lugar. Apesar disso, Kessen não era nem um pouco comparável a Yuton, capital das terras de Salistick.

Chegaram finalmente e os olhares faziam Kaedros se irritar. Já estava melhor da febre e das dores no corpo, pois seu organismo era forte, sangue de dríade e de dragão. Aurix assustou algumas pessoas, mas depois de um olhar severo, o animal passou a andar cabisbaixo sem rosnar. Os aldeões, então, se tornaram mais amistosos e deram vivas pela vitória daquele grupelho.

A menina resgatada foi entregue aos pais e Kaedros lhe deu uma última boa olhada. Seria a última vez que a veria e logo esse salvamento seria esquecido. Seria esta a sua sina como aventureiro? O chefe da aldeia chegou em seguida querendo saber o que havia acontecido.
Kaedros
Imagem
Acabamos com a profanação e as criaturas antinaturais. Mas há mais por vir.
Resumiu demais. Não era um homem de palavras, era prático e pragmático onde a observação e as sensações eram mais importantes do que a fala. Ele entregou a recompensa, logo guardada em sua mochila e disse que trataria de que essa ameaça não se repetisse. Como? Kaedros ficou intrigado, mas não disse nada.

Logo se reuniram na taverna onde os humanos trocavam moedas por alimento e veneno. Kaedros rejeitou tudo, pedindo apenas água. Gilgrimm foi chamado por outro de sua raça e um homem estranho se aproximou deles. O meio-dríade bebeu seu copo de água olhando-o com tédio. Aurix estava sentado no chão mordendo um pedaço de pernil inteiro.

O homem oferecia informações sobre os ladrões que Kaedros tinha vontade de pegar. Kyara perguntava a Tyberos que mencionava Aurix. O lagarto ergueu a cabeça para olhá-lo com uma expressão indecifrável. O meio-dríade bebeu mais um gole de sua água.
Kaedros
Imagem
Fale.
Disse ao homem estranho.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5212
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por John Lessard » 08 Mar 2019, 09:44

Epílogo

Imagem

Cygar cruzou os braços e encostou-se ao encosto da cadeira, parecia sorrir bem timidamente, entretanto era difícil dizer, com a dificuldade que tinha em demonstrar expressões com a sua cicatriz:
Imagem
- Há uma cidade as margens do rio que faz fronteira com Petrynia, chamada Nirmathas, que abriga o culto a Razmir, o Deus Vivo. Tenho um companheiro na cidade chamado Reginar Summerhold que está observando o culto há algum tempo. Temos certeza que o culto está envolvido em atividades ilícitas e que são culpados pelo saque a cripta de Kessen. Recentemente, um grupo partiu em direção ao norte e retornou meses depois com menos membros, temos certeza que são os bandidos que saquearam a cripta.

A cidade fica ao sul, tenho passagens na barcaça Bruma Negra que parte aqui de Kessen em dois dias. Ela sairá pelo lago, atravessará um pequeno rio sem nome que sequer está no mapa e depois seguira para o sul, em direção a Nirmathas...

Reginar estaria esperando por vocês na cidade, para investigarem o culto e se confirmarem sua culpa, os deterem. Teriam interesse?
Notas do Mestre:

Este é o último post nesta aventura, agora vocês precisam decidir qual caminho seguir e assim, começaremos a próxima aventura. Interações com Cygar podem ser feitas através do Telegram.

***

Todos recebem 1 PF, exceto Gilgrimm e Bartolomeu, que perdem 1 PF cada e eu ganho 2.
Status & Fichas

Kaedros <> PV's 14/23/24; CA: 17/17; PM: 0/12; PE: 0/0; PA: 0; PF: 3 <> Condições: -1 Constituição;Magias Preparadas:
Aurix <> PV's 35/35; CA: 19/19 <> Condições:
Kyara <> PV's 27/27; CA: 19/19; PM: 0/0; PE: 0/0; PA: 1; PF: 3 <> Condições:
Bartolomeu <> PV's 25/25; CA: 11/11; PM: 8/8; PE: 0/0; PA: 0; PF: 2 <> Músicas de Bardo 8/8 <> Condições:
Senhor Snoffles <> PV's 10/10; CA: 14/14 <> Condições:
Tyberos <> PV's 19/32; CA: 14/14; PM: 0/0; PE: 3/3; PA: 1; PF: 3 <> Fúria: 1/1 <> Condições:
Gilgrimm <> PV's 27/36; CA: 17/17; PM: 0/0; PE: 0/0; PA: 0; PF: 2 <> Destruir o Mal: 1/1; Cura Pelas Mãos: 4/4 <> Condições:
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Kairazen
Mensagens: 758
Registrado em: 04 Jan 2014, 18:42

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por Kairazen » 09 Mar 2019, 10:07

Gilgrimm estava feliz em finalmente terem terminando aquela aventura na cripta, e apos um descanso merecido, sentiu seu tornozelo bem melhor, e com a ajuda da magia de Bartholomeu saíram facilmente daquele lugar. O clima na chegada não foi de vitoria, afinal, apenas uma jovem havia sobrevivido ao terrivel acontecimento, e apos receber a recompensa do prefeito, Gilgrimm encontrou Braggar, que lhe contou sobre uma possível nova empreitada, num lugar chamado Ilha do Umbral de Fogo:
Imagem
Sim Braggar, uma coisa terrivel aconteceu lá, mas purgamos o mal naquele lugar. E agradeço pela dica, mas essa historia da cripta esta longe de terminar, vamos te explico tudo com um bom almoço, ainda estou te devendo.
E durante a refeição ele explicou tudo o que aconteceu na cripta, incluindo o encontro com o fantasma de Kessen, precisavam achar logo aquela elfa, antes dos bandidos. Apos isso ele vai se despedir de Braggar e se juntar com o resto do grupo, um homem estranho estava na mesa, conseguiu ouvir ele falando sobre a cripta de Kessen quando se aproximou da mesa, viu um homem com uma enorme cicatriz, ele vai dizer:
Imagem
Então temos uma pista? Maravilha, já estava me perguntando para onde iriamos para achar esses bandidos.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17596
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por Aldenor » 10 Mar 2019, 11:19

Kaedros ouvia as palavras daquele homem deformado e meneou calmamente com a cabeça. Aurix mantinha-se deitado no chão, corpanzil estirado e sua cauda quieta, em frente a um osso encharcado de baba e sem nenhum resquício mais de carne. Alguns aldeões olhavam espantados, mas ninguém "corajoso" o suficiente para se aproximar.

O homem deformado lhes falou sobre um culto de um deus menor, provavelmente. Seria perigoso se fosse verdade, mas esses homens não poderiam continuar a impor o terror sobre as pessoas. Kaedros decidiu intervir e derrubá-los de uma vez por todas.

Então, ouviu as palavras de Gilgrimm. Meneou a cabeça para ele.
Kaedros
Imagem
Partirei para Nirmathas.
Resumiu-se a dizer ao terminar sua água.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
El toro fraco
Mensagens: 97
Registrado em: 06 Out 2017, 11:51

Re: UCdAM II: A Cripta da Chama Eterna

Mensagem por El toro fraco » 13 Mar 2019, 07:17

Aquela aventura na masmorra tinha exaurido totalmente o jovem bardo, o fazendo assim ter uma noite de sono boa (o melhor sono é aquele que você tem ao estar cansado xD), embora tenham dormido um pouco na viagem, nada se compara a a uma boa cama, e o mais importante tomar um bom banho ao acordar!
Devido a dormir um pouco mais e ao banho matinal, Bart acabou chegando um pouco mais tarde na mesa.
Imagem

Bom dia pessoal, tudo certo?
Dizia Bartolomeu após se sentar e partir um pão com a mão.
Mas a conversa não duraria muito, já que apareceu alguém com uma cicatriz momentos depois dando a informação sobre onde estariam os tais colares roubados da cripta, todos pareciam decididos a ir, isso incluía Bart.
Imagem

Muito bem, vamos juntar um pouco de suprimentos antes de partir então.

Responder

Voltar para “JOHNVERSE”