Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17361
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por Aldenor » 07 Jan 2020, 12:30

Enquanto Trevor era um homem prático e pouco expressivo, Leivris demonstrava mais interesse. Talvez a natureza mágica com qual o outro humano se envolvia o deixava taciturno, enquanto o elfo era mais solto e alegre. Maximianus, então, focou no clérigo, mas sem deixar de lado o mago, pois era bom sempre ter um mágico por perto.

O grupo chegou rapidamente à cidade e Maximianus se decepcionou com a decadência, fazendo caras e bocas e, às vezes, balançando a cabeça negativamente quando via um casebre abandonado.
Maximianus
Imagem
Parece que deixou de ser rota comercial. Não é um bom lugar de se viver.
Comentou com Travor e Leivris que estavam próximos. Como aventureiros, era quase natural que andassem juntos no meio dos "normais".

Uma halfling surgiu toda simpática e Maximianus se precipitou.
Maximianus
Imagem
Ah sim, tô com fome, mas não tão cansado. Se puder me dar comid...
Só então, reparou que ela falava com os cavalos. Maximianus virou os olhos e deu uma alta e longa risada.

Logo, estavam na taverna, numa mesa reservada perto do palco graças a Bort. O lugar estava meio vazio, onde um goblin servia um homem barbudo encapuzado, meio isolado.
Maximianus
Imagem
Eu não sei vocês, mas goblin nenhum vai me servir. Eu heim.
E se dirigiu ao balcão para pedir para si uma caneca de cerveja e um pedaço de pão com queijo.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13538
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por Lord Seph » 07 Jan 2020, 13:01

A viagem seguiu sem maiores problemas. Maximanus tentava conversar com o Elfo e ele, mas Trevos voltava a estudar suas magias e vez ou outra olhava para Corvus.

Mas nada aconteceu e chegando a cidade o Corvo ficou empoleirado no ombro de Trevor, dando pequenas picadas em sua cabeça.

- Quando chegarmos em um lugar para comer.

Trevor se limitou a falar e observou o lugar. O Guerreiro tinha razão, o lugar era decadente.

- Se tiver outros bichos como aqueles que enfrentamos tem certa razão desse lugar estar assim.

Trevor falou. Ignorou a Halfling e seguiu os demais até a taverna, não ligando em ser servido por um Goblin.

- Fazendo bem seu trabalho, que mal tem?

Corvus desceu até o braço de Trevor é o mesmo dava migalhas de pão ao animal enquanto Maximanus ia buscar sua própria comida.

Trevor iria comer apenas a especialidade do local.

- Bem, o que faremos depois daqui?

Trevor indaga, sem lembrar ao certo do motivo de estar ali.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Rick
Mensagens: 2471
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:14
Localização: Penápolis/SP
Contato:

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por Rick » 07 Jan 2020, 15:13

O restante da viagem havia sido rápido e sem incidentes. Mesmo com o balançar da carroça, havia tirado um tempo para fechar seus ferimentos evocando a bênção de sua divindade com seus gestos e preces rituais. Os companheiros de viagem próximos já haviam visto ele curando antes, então não viu um problema em tentar estar melhor para quando chegassem ao seu destino.

Leivris apenas meneou com a cabeça a concordância com os comentários dos humanos sobre o local, mas teve que segurar o riso ao ver que Maximianus havia se confundido com a chegada da halfling, rindo apenas com os olhos e tapando a boca para esconder o sorriso involuntário. Ao serem convidados para a taverna, não podia se sentir mais a vontade, seguindo até a mesa que lhes fora reservada sem parcimônias.

- Como é bom estar em casa novamente. - sorri. - Com a sua graça, meu senhor.- olha para cima enquanto segura seu símbolo sagrado. Se prepara para se sentar, então nota que o guerreiro preferia ir ele mesmo buscar sua bebida. Resolveu acompanhá-lo para não perder tempo. - Então, o que temos de cerveja aqui? Quem faz ela? - Encosta no balcão observando a mulher de maneira que seu interesse transparecesse.

Mais uma Curar gasta.
Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5008
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por John Lessard » 09 Jan 2020, 10:47

Parte 1: Uma Morte Misteriosa

Imagem

A mulher no balcão não parou de esfregar seu pano puído, mas seu olhar repouso em Max e Leivris, enquanto ambos permaneciam sua frente.
Imagem
- Trin, pegue cerveja para os rapazes!
Atrás da mulher existiam prateleiras com sacas de farinha e trigo. Barris e caixotes também, o que denunciava que ali também servia como mercearia. Entre duas delas havia uma porta, de onde surgiu o rosto de uma jovem de pele clara e cabelos loiros.
Imagem
- Pode deixar, um instante por favor.
A mulher no balcão então recolheu o pano e o usou para enxugar suas mãos.
Imagem
- Temos cerveja de nabos, produção local. Temos algo mais forte também, se interessar, chamamos de Lubrificante de Carroça, também feita de nabos.
Logo depois de dizer isso a moça saiu com duas canecas. Era baixa, mas de corpo torneado e seios fartos no decote do vestido de tecido simples. Os olhos miraram Max e Leivris com interesse, os olhando de cima abaixo, antes de depositar as canecas no balcão.
Imagem
- Aqui está.
A outra mulher então olhou de soslaio.
Imagem
- Podem se sentar, levaremos a comida daqui pouco. Trin, fale para Amora se apressar, vai lotar em breve.
Conforme a noite finalmente se estabelecia, a taverna começava a encher, a maioria com fazendeiros locais, gente simples, homens embrutecidos pelo trabalho no campo. O goblin de antes já não era mais visto e nem o homem que ele atendia, tendo se levantado e indo embora. Quem servia as mesas agora era Trin, a garota de antes e um sujeito robusto de cabelos e barba ruivos.

Não muito tempo depois, Bort chegou e acenou para os três, indo se juntar a eles na mesa perto do palco. Ali existia um meio-elfo, de cabelos curtos e espetados, que afinava seu alaúde.
Imagem
- Tururu...
O local estava verdadeiramente cheio agora. Ulf e Olf se embebedavam com um homem magro e riso alto, vestido apenas com sapatos surrados, calça curta e uma camisa de linho muito gasta. Perto do balcão um homem de meia idade, metido numa armadura que já tinha visto dias melhores bebia, inclinando sua cadeira de maneira perigosa.

Não demorou então para que fosse servido mais cerveja (e Lubrificante de Carroça, caso solicitado) e o jantar, composto por carne de caça, nabos assados, bolo de sementes, queijo e pão. O anão parecia mais animado agora, disposto a conversar de maneira bastante amigável.
Imagem
- Sabem, certa vez estava eu viajando através de uma das mais altas estradas montanhosas nas Montanhas dos Cinco Reis quando minha caravana foi capturada por um gigante do fogo. Enquanto estava sendo abaixado para a panela - ele para e bebe um gole de cerveja - consegui enganar o maldito, dizendo para ele usar uma planta chamada "Florescimento Gélido" na sopa, alegando que era bem apimentada. Quando o gigante provou a planta, ele congelou a boca HAHAHAHHAAH eu e minha caravana conseguimos fugir.
Ele então para, come duas colheradas do ensopado.
Imagem
- Lembro-me também de certa ocasião, enquanto cruzava as águas do Lago Encarthan, minha canoa foi afligida por uma poderosa tempestade e acabou virando. Enquanto o mar me tragava, eu, muito engenhoso, agarrei-me a uma das minhas pesadas caixas-fortes quando estava escorregando para debaixo das ondas, e acabei acordando na frente de Pharasma, pronto para ser julgado. Mas vejam, os cabelos da deusa estavam sendo assolado pelos ventos fortes da tempestade que me levou até ela, então não podia decidir meu destino.

"Eu então abri minha caixa-forte, peguei um pente de prata e dei para ela, para que domasse seus cabelos. Ela ficou tão impressionada com meu feito que me devolveu junto de minha caravana para a margem do lago, vivos e saudáveis. Hehehe, grande dia.
Ele então deu um longo gole em sua cerveja e mirou o trio.
Imagem
- E vocês rapazes, de onde são e para onde vão? Falem sobre vocês!
Status & Fichas

Trevor <> PV: 16/16; CA: 14/14 <> PF: 1/1 <> [2] <> Condições:
Maximianus <> PV: 18/21; CA: 18/18 <> PF: 0/0 <> [0] <> Condições:
Leivris Yllathardus <> PV: 14/14; CA: 18/18 <> PF: 0/0 <> [0] <> Condições:
Magias Preparadas: Curar
Nome <> PV: 0/0; CA: 0/0 <> PF: 0/0 <> [0] <> Condições:
Nome <> PV: 0/0; CA: 0/0 <> PF: 0/0 <> [0] <> Condições:
[/quote]
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Rick
Mensagens: 2471
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:14
Localização: Penápolis/SP
Contato:

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por Rick » 09 Jan 2020, 20:39

- Claro que gostaria, logo que terminar de provar a cerveja. - sorri para a mulher no balcão, referindo-se ao Lubrificante Carroça.

Animado ao ver sua cerveja chegando, o elfo dá uma piscadela para a garota que os observava, sem conseguir conter o sorriso. Sua mão leva a caneca cheia até o rosto e então ele inala próximo à caneca, tentando sentir o perfume da bebida sagrada. Depois de observar a caneca por uns instantes, analisando a tonalidade da cerveja, leva os lábios até a caneca, sorvendo um pouco de seu conteúdo, degustando-o com apreço.

- Muito bem, muito bem.- Olha para as mulheres satisfeito. Então ergue a caneca e dirige-se para a mesa.

O clérigo provava a cerveja com grande interesse, esperando então pelo Lubrificante de Carroça em seguida. Observava a taverna ganhar vida e seu humor só melhorava com isso. Vez ou outra tentava apressar o meio-elfo que afinava seu alaúde, pois só faltava uma boa música para o cenário ficar completo. Notava-se que bebia apreciando a cerveja, mesmo que de maneira mais casual. Não bastava apenas beber, tinha que saborear. Comia de maneira civilizada enquanto ouvia as histórias do anão, divertindo-se.

- Heh, eu passei quase toda minha vida em Lethaquel, uma cidade quase desértica.- Olha ao redor da mesa para ver se alguém conhecia. - Minha família tinha uma taverna, veja bem. Vinha gente de todo lugar, principalmente depois que Kyonin abriu suas fronteiras. Então as bençãos de nosso benfeitor chegaram até mim através de uma de suas devotas. Ah, a cerveja que ela preparava era incrível... - o elfo se deixa levar pelas lembranças por alguns segundos. - Ela me ensinou várias coisas, então resolvi que aquela pequena cidade não era o suficiente para mim. Resolvi sair para experimentar diferentes tipos de cerveja, nossa divina bebida, frequentar novas tavernas e trazer glória para Cayden Cailean. - ergue a caneca - Àquela alma abençoada que trouxe a verdadeira forma de viver até mim. - procura alguém para brindar antes de beber por um longo período sem pausa.
Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13538
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por Lord Seph » 10 Jan 2020, 08:04

Trevor estava só apenas com Hoax pousado sobre seu braço tentando vez ou outra roubar algum coisa do seu prato recém servido.

A dubla com quem estava estavam conversando com um Anão falando sobre aventuras passadas.

Trevor só tinha as histórias de seus pais e a decisão de sair de Kassen para desenvolver seus estudos.

Trevor nunca foi dos mais sociável em sua aldeia, e escolher justo a necromancia como arte não ajudava.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17361
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por Aldenor » 10 Jan 2020, 22:27

A cerveja que chegou agradou bastante a Maximianus, apesar de ser bem leve. Seu companheiro elfo parecia se deleitar como um viciado. Claro, ele tinha algum apreço divino com aquele líquido. Para Maximianus, era um meio para um fim: perder os sentidos e sentir seu corpo menos travado e sua língua mais solta.

A menina loirinha logo recebeu uma piscadela do elfo e o guerreiro deu um meio sorriso. Decidiu que iria ter companhia em sua cama hoje a noite e o elfo podia ficar com suas cervejas.
Maximianus
Imagem
Não, obrigado... prefiro a boa e velha cerveja de nabos, dos homens comuns.
Disse ao recusar aquela bebida forte que fazia Leivris ter um bafo pesado.

A taverna logo se encheu, mas Maximianus não se importava muito. Eram pessoas do mundo árido da rotina e disso ele estava farto. Exceto pela cerveja, queria experimentar coisas novas e por isso era um aventureiro.

Em um momento, Trin passou por ele entregando uma cerveja a um cliente próximo antes de entregar ao próprio Maximianus.
Maximianus
Imagem
Escuta... Trin, não é? Sou o Maxmianus, mas pode me chamar de Max... vem cá, donzela, você é muito linda, sabia? Quer conversar um pouco depois que terminar seu trabalho aqui?
E moça deu uma piscadela para o guerreiro após entregar a cerveja e foi cuidar de seus afazeres. Maximianus sorriu confiante para Leivris.

Então, o jantar começou. Muitos nabos. O jovem humano comeu pão com queijo e um pedaço do nabo assado. O anão, finalmente parecia mais a vontade e começou a contar histórias. Eram interessantes, então Maximianus prestou atenção enquanto enchia a boca de comida.

Por fim, ele queria saber sobre os aventureiros. Naquele momento, até Trevor estava ali perto, mas ficou em silêncio com aquele corvo esquisito. Leivris falou um pouco de sua vida, mas Maximianus não tinha nada para contar. Nada que não fosse espetacular o suficiente, é claro.
Maximianus
Imagem
Talvez vocês não notaram, mas eu sou ulfeno. Apesar disso, eu vivi a maior parte da vida em Cyremium em Andoran... Uma cidade sem graça. Meu pai foi um aventureiro também, um cara bem viajado, mas aposentou quando perdeu a perna. Agora ele é ferreiro na cidade e eu tô aí, pronto pra ver o mundo com meus próprios olhos, como meu pai fez antes de mim. Só espero manter minhas pernas intactas.
Deu uma risada seca. Ele realmente tinha um pai ferreiro e perneta, mas seu pai de sangue era um ulfeno, um saqueador tribal que liderava um clã. Mas ninguém precisava saber disso ainda.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5008
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por John Lessard » 13 Jan 2020, 20:48

Parte 1: Uma Morte Misteriosa

Imagem
Imagem
- Hehehe, que interessante, rapazes, mas e você, é tímido? - perguntou Bort para Trevor.
Trin então se aproximou da mesa, carregando uma bandeja com algumas tigelas de mingau. Mais cedo Max a havia chamado para uma esticada após o expediente e ela havia retribuído com um risinho.
Imagem
- Com licença rapazes, sobremesa.
Ela então depositou a de Leivris, Trevor, Bort e por último Max, inclinando seu corpo de maneira bastante sugestiva, expondo seu decote. Levantava-se mirando o guerreiro, mordendo o lábio, quando a atenção de todos foi desviada. O barulho de pratos e canecos caindo.
Imagem
- Mas que porra, Kolnral!
Um dos atendentes, o homem grande de cabelos e barba ruiva havia esbarrado num dos fazendeiros bêbados e derrubado toda sua bebida sobre o próprio.
Imagem
- Desculpe, eu vou...
O fazendeiro não quis saber, virou uma mesa e deu um soco no pobre homem. A mesa virada arremessou mingau sobre dois sujeitos que avançaram contra o fazendeiro. Um deles caiu e esbarrou em outro que derrubou um terceiro, que contrariado virou-se num soco e recebeu um pontapé de volta. O homem de armadura no balcão deslizou em direção à saída, enquanto o goblin correu para a porta de trás em direção aos estábulos. Delma saiu imediatamente, enquanto Bort levantou-se, ergueu os braços e tentou acalmar os fazendeiros, mas arremessam uma cadeira nele por causa disso. Trin é atingida com uma caneca na cabeça e sai correndo.

O caos estava instaurado. Trevor sente algo quente escorrer por sua cabeça quando viram uma tigela de mingau sobre ele. Leivris vê sua cerveja virar e cair toda em sua calça quando dois fazendeiros bêbados esbarram na mesa enquanto se agarraram e se batem. Estes mesmo fazendeiros acertam um tapa na orelha de Max ao se virarem sem cuidado nenhum.

Imagem
Max 25 <<< sua vez
Leivris 22
Trevor 21
Fazendeiro Bêbado 18
Notas do Mestre:

Ataques Não-Letais

Você pode desferir um ataque não-letal em um esforço de nocautear alguém em vez de matá-lo (veja Nocauteado e
Morrendo, na página 459). Armas com o traço não-letal (incluindo punhos) fazem isto automaticamente. Você sofre
–2 de penalidade de circunstância na rolagem de ataque quando fizer um ataque não-letal usando uma arma que não possua o traço não-letal. Você também sofre esta penalidade quando realizar um ataque letal usando uma arma não-letal.


Todo o salão é considerado terreno difícil
Status & Fichas

Trevor <> PV: 16/16; CA: 14/14 <> PF: 1/1 <> [2] <> Condições:
Maximianus <> PV: 18/21; CA: 18/18 <> PF: 0/0 <> [0] <> Condições:
Leivris Yllathardus <> PV: 14/14; CA: 18/18 <> PF: 0/0 <> [0] <> Condições:
Magias Preparadas: Curar
Nome <> PV: 0/0; CA: 0/0 <> PF: 0/0 <> [0] <> Condições:
Nome <> PV: 0/0; CA: 0/0 <> PF: 0/0 <> [0] <> Condições:
[/quote]
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17361
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por Aldenor » 13 Jan 2020, 21:41

Maximianus era um homem simples criado nas rudezas da vida. Por isso, quando Trin demonstrou interesse em corresponder, ele não conseguia parar de sorrir. Sua mente ficou povoado por luxúria até que começou uma confusão.

A princípio, ele apenas bebericou sua cerveja, observando como ela se desenrolaria. Ele era experiente demais naquele assunto, sabia que o controle seria perdido, mas não foi sagaz o suficiente para avisar àqueles que pareciam indispostos ou sãos a saírem do recinto o quanto antes. Por isso, sua cara ficou vermelha de raiva quando viu Trin levando uma canecada na cabeça. O tapa que ele próprio tomou na cabeça foi o suficiente para ele se levantar cheio de raiva.
Maximianus
Imagem
Putaquepariu.
O jovem guerreiro não viu nada ou ninguém. Virou o punho num soco em algum fazendeiro. Quando deu por si, o inimigo estava com sangue escorrendo no lábio. Maximianus o encarava depois do golpe:
Maximianus
Imagem
Vá para sua casa, homenzinho.
Disse com dentes rangidos. Mas não perdeu tempo e atacou o fazendeiro ao seu lado. Dessa vez um chute no peito do homem, que foi teve que dar dois passos para trás para não cair.

Maximianus estava tomado pela raiva.
Ação de Maximianus
Ação 1: Se levanta
Ação 2: um soco na cara do fazendeiro em q-4. Ataque 13, dano 7.
Ação 3: um chute na cara do fazendeiro em p-4. Ataque 24 (crítico, 20 no dado), dano 14.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Rick
Mensagens: 2471
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:14
Localização: Penápolis/SP
Contato:

Re: Pendor de Pedra Pestilenta - ON

Mensagem por Rick » 13 Jan 2020, 22:14

- A cerveja não! - o elfo exclama se levantando num tom de indignação com uma dose de divertimento. Briga de taverna era seu esporte favorito. - Hora de conhecer a mão de Cayden Cailean. - sorri.

O clérigo se move com alguma rapidez para o lado do guerreiro aliado, preparando o corpo para usar tal movimento como forma de ataque. Assim que fica próximo o suficiente do bêbado à frente, estaca a perna à frente de corpo, deixando o embalo levar o torso adiante, girando com o cotovelo à frente num arco diagonal, mirando o rosto do fazendeiro. Leivris gargalha ao sentir o cotovelo se chocando contra a face do oponente, agradecendo ao seu patrono pela oportunidade de diversão.

Levantar > Andar > Golpear (ataque: 14, dano: 5) bêbado em p4.
Imagem

Responder

Voltar para “JOHNVERSE”