A Torre Amaldiçoada

Avatar do usuário
Chapéu Preto
Mensagens: 261
Registrado em: 17 Fev 2014, 10:37

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por Chapéu Preto » 14 Jan 2020, 11:09

A resposta com a localização do contratante demorou. O taverneiro silencioso, esperou o bardo terminar sua melodia, para somente ao final, dizer o que o elfo queria ouvir. Ao ser respondido com a direção do contratante, imediatamente começou a andar rumo ao local.

É um escravo em fuga, sendo assim, todo tempo é precioso.

Quando encontrara o contratante, o mesmo oferecia frutas e um lugar a mesa. Levi que já havia desfrutado de comida e bebida na outra taverna, apenas ignora a bandeja farta e espera os primeiro se apresentarem. Não queria ser o primeiro, mas o último também não seria bom.

Após Karla e Éleos, o elfo viu o momento certo. Virou o rosto para Wilkinson e iniciou sua apresentação com sua voz serena.
Imagem
-Me chamo Levielphasshion, sou poliglota, ou seja, consigo me comunicar em 7 idiomas diferentes. Também sou estudante de magia arcana, conheço a quantidade ideal de magias para o trabalho. - Com tranquilidade desvia o olhos de Wilkinson, para dar uma boa olhada no seus futuros companheiros e logo após, voltando os olhos para o contratante. – Não conheço essas pessoas, mas acredito que não teremos problemas trabalhando juntos.
Bando do Chapéu Preto:
All dead.

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2080
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por Maggot » 14 Jan 2020, 14:52

Um bardo escandaloso e espalhafatoso. Um escravo de Valkaria. Uma planar diabólica com habilidades apropriadas. E um mago, alguem que falava tantas línguas quanto ele próprio, e talvez tivesse capacidades similares em sua área.

Certamente, um grupo curioso. .

Teria de anotar sobre aquilo qualquer hora. O bardo tocava algo antes de serem chamados, mas Paracelsus não prestava atenção. Não gostava de música. Não dá artoniana, ao menos. Os sons de Skerry que seu pai lhe mostrara eram diferentes, e muito mais agradáveis aos seus ouvidos.

O contratante, um homem de aparência não muito confiável, pediu apresentações. Após ouvir todos, com uma pequena pausa, ele falou:

- Eu sou Paracelsus. Sou um alquimista. Possom... Bom, é difícil pensar o que não posso, com os materiais e preparação suficiente. No momento, posso incendiar coisas, corroer até mesmo aço e revigorar energias. - a voz monótona. - E também sou capaz de falar sete idiomas.
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 528
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por DragonKing » 14 Jan 2020, 21:05

Naquele momento batia-me uma tristeza, afinal não eram todos que apreciam gostar da minah apresentação, contrudo em todos esses aos aprendi a diferenciar uma verdadeira plateia de meros espectadores e aprentemente aquele grupo que se formava diante do nobre eram meros espectadores e não pareciam em dar o valor, sorte minha que cago e ando para isso.

O salão era pomposo, não estava acostumado com o ambiente porém já tinhae stado em varios iguais ou mesmo melhores. Educado como eud everia ser sabia me manter em meud evido lugar diante daquela gente rica e falr apqnas o necessario apra que sua cabeça não seja cortada apenas por dizer algo de interpetação livre, enfim ouva todos revelarem do que eram capazes permitindo que qualquer que estivesse a volta soubesse exatamente como se aproveitar das faquezas de cada um.
Imagem— Me abstenho em comparar tamanhos
Apontei para mim mesmo, uma pequena piada para descontrair os anmos naquela mesa tediosa.
Imagem— Nesse caso o tamanho da lingua... Bem...Deixe-me apresentar-me de forma adequada Mestre Wilkinson. Sou Jurn DUstshine, bardo como todos os outros, sou flautista mas infelzimente minha ultima flauta se quebrou. Possuo a magiad a canção como meus iguais, nada de tão especial, porém o meu maior talento é trazer alegria e é claro espalhar para o mundo os feitos dauqeles que cruzam o meu caminho e estarei feliz de levar o vosso nome para cada canto de Arton.
Escalei em uam das cadeiras e peguei um pedaço de pêssego, delicioso como deveria ser, melhor do que carne seca e pão de três dias atrás.
Imagem—Eu não conhecia nenhum deles, mas graças a vossa pergunta já me sinto um velho amigo e acredito que para o sucesso de qualquer aventura ser aigos é o minimo para garantir a sobrevivencia diante de um perigo concordam?

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1370
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por Mælstrøm » 15 Jan 2020, 12:09

Parte Um: Forma-se Um Grupo de Heróis

Imagem

Mestre Wilkinson ouve atentamente as palavras dos aventureiros e se mostra interessado no que diziam.
Imagem
Entendo. Bem, com base nisso, acho que posso pagar cada um 50 tibares uma vez que chegarmos a Giluk, além de fornecer comida e água para a viagem. E se vocês estiverem dispostos a permanecer por um tempo depois de chegarmos, eu poderia pagar uma parte dos lucros de alguns outros empreendimentos que tenho lá nas Montanhas Uivantes - e esses podem ser bastante substanciais. Vou embora daqui a três horas. A viagem para as Montanhas Uivantes leva aproximadamente duas semanas. Isso soa aceitável?
O homem se serviu com uma jarra de prata com um suco adocicado na cor vermelha. Estava bem à vontade e observava atentamente cada um dos quatro aventureiros.
Nota do Mestre:
Aqui vocês podem, além de responder ao mercador, negociar ou pedir mais informações, também podem conversar entre si e se conhecerem melhor. Se for do desejo dos personagens.
Dados dos Personagens

Imagem - Éleos <> PV: 24 PM: 7 CA: 15 <> Condição: Normal
Imagem - Karla <> PV: 14 PM: 4 CA: 17 <> RD: 5 contra fogo e frio <> Virotes: 10 <> Condição: Normal
Imagem - Levielphasshion <> PV: 9 PM: 14 CA: 13 <> Azagaia: 2 <> Condição: Normal
Imagem - Jurn Dustshine <> PV: 14 PM: 4 CA: 16 <> Flechas 20 <> Condição: Normal
Imagem - Paracelsus <> PV: 12 PM: 3 CA: 13 <> Essência de mana: 5 fogo alquímico: 2 bálsamo restaurador: 3 <> Condição: Normal

Próxima Atualização: 17/01 (sexta)
Dias de Atualização: quartas e sextas.

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13538
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por Lord Seph » 16 Jan 2020, 07:34

50 tibares e mais lucro excedente, bom demais para ser verdade.

Mas Karla não estava em condições de negar serviços, e negociar não era o seu forte.
Imagem

Nenhuma reclamação, Mestre Wilkinson.
Karla fala em meio a um sorriso e observa os demais finalmente.

Era um grupo estranho aquele, cada um com capacidades e habilidades peculiares.

Mas Karla não sabia se haviam omitido alguma coisa.
Imagem

Bem, senhores, aqueles que ficarem será um prazer viajar com vocês.

E eu gostaria de ouvir sobre suas estratégias para melhor fazer esse serviço.
Karla não pode esconder um certo ar de malícia ali. Afinal, para ela aproveitar a distração do inimigo era a melhor estratégia.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8936
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Éleos, Paladino de Valkaria

Mensagem por Padre Judas » 16 Jan 2020, 13:20

Éleos pensou por um instante. Não era pouco dinheiro, principalmente se considerar a situação escassa do mercado atual, com tão poucas opções de compra nas lojas. E ainda havia a promessa de lucros futuros, então parecia valer à pena.
Éleos
Imagem
– Aceito o serviço, Mestre Wilkinson. E espero que nossa jornada seja proveitosa e desafiadora.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 528
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por DragonKing » 16 Jan 2020, 18:59

Cinquenta tibares era um bom pagamento para uma escolta, não entendia ao certo que tipo de trabalhou aquele homem falava, mas sabia quem seria meu papel alí. Garantir que ninguém morra de tédio. Os demais possuiam habilidades úteis e peculiares eu era apenas um artista em busca de aventuras para melhorar o repertório e é claro levar alegria para todos.

Imagem— Cinquenta moedas é exatamente o que preciso para uma flauta nova, eu poderia confeccionar uma é claro, mas demoraria bastante e a aventura não espera não é amigos?

Peguei uma caneca e me servi da primeira bebida que encontrei sobre a mesa, tomei um gole e olhei para os demais ouvindo o que o paladino da ambição e a diabinha tinham a dizer

Imagem— Estratégia? Isso é coisa de militar, não vejo nenhum aqui e eu sou um bardo, da azar matar um bardo!

Bebi outro gole e me apoiei no ombro do Eles, sussurrando em seu ouvido.

Imagem— Gostei do seu paladar peculiar para as fêmeas nobre palada. Quer ajuda para conquistar aquele rabo pontiagudo?
Editado pela última vez por DragonKing em 22 Jan 2020, 09:36, em um total de 2 vezes.

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2080
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por Maggot » 17 Jan 2020, 14:20

- Eu... Aceito a empreitada também meu bom senhor. - O Kliren falava de forma distraída, sua cabeça tomada por fórmulas e contas, já planejando o que faria. A mulher, infernal, falou algo sobre estratégias ao que ele se contentou à murmurar. - Oi...? Ah sim. Eu posso repor energias e incendiar coisas. e enquanto estiver disposto, acho que posso fazer... Qualquer coisa que precisarem.
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1370
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por Mælstrøm » 17 Jan 2020, 16:17

Parte Um: Forma-se Um Grupo de Heróis

Imagem

Após firmarem o contrato com o mercador, um pergaminho foi estendido sobre a mesa e todos puderam assinar o contrato. "Formalidades", diria mestre Wilkinson, pois os minotauros que exigem documentações variadas. Assim, o mercador se despediu e foi preparar-se.

Enquanto isso, os aventureiros poderiam dispor de três horas por ali até o retorno de mestre Wilkinson. Assim, os aventureiros e o mercador saíram do salão e se dirigiram ao estábulo.

Ao dar a volta na Estalagem da Águia Dourada, os aventureiros viram um homem de meia idade e cabelos pretos, com uma armadura de couro, amarrando um par de cavalos a uma grande carroça coberta. Ele olhou para os aventureiros com desconfiança no início, depois assentiu com a cabeça em cumprimento e volta ao seu trabalho.
Imagem
...
Atrás dele, todos podiam ver um garoto alto, de cabelos castanhos, com cerca de 16 anos, carregando uma caixa de ferramentas para fora dos estábulos, indo em direção a uma segunda carroça. Vendo os aventureiros, seu rosto se iluminou em um sorriso largo, e ele deixou cair sua caixa e se aproximou animado.
Imagem
Bom dia, senhores e senhora, vocês devem ser os grandes aventureiros que o Mestre Wilkinson nos disse que guardariam a caravana! Eu sou Dell. Dell Tannerson. Esse é o meu tio Rafferty. Ele está me ensinando tudo o que sabe sendo um servo de caravanas, vocês sabem, e isso é bastante, devo dizer pra vocês, embora eu tema que não seja tão emocionante quanto o que vocês fazem!
Agitando as mãos de cada um dos aventureiros vigorosamente e não deixando ninguém dizer uma palavra, ele continua:
Imagem
Oh, as histórias que vocês devem contar devem ser cheias de maravilhas! Por favor, vocês devem compartilhar comigo os contos de suas aventuras assim que estivermos em viagem, ou até mesmo mostrar me alguma mágica! Eu amo ver mágica, especialmente quando faz as coisas desaparecerem. Uma vez vi alguém fazer um cavalo desaparecer e reaparecer novamente. Isso foi incrível! Eu pergunto como ele fez isso... vocês sabem? Oh bem, eu não posso conversar agora. Eu tenho que voltar ao trabalho antes Tio Raff fique com raiva. Foi muito bom conhecer vocês!
Enquanto os aventureiros ficam confusos em como alguém poderia falar tanto assim em tão pouco tempo, Dell pegava a caixa e se dirigia ao segundo vagão.

Depois de alguns minutos, os cavalos estavam presos aos vagões e os suprimentos foram carregados. Os aventureiros viam o Mestre Wilkinson virando a esquina em direção a eles.
Imagem
Tudo parece estar em perfeita ordem aqui, então tomem suas posições e deixe-nos seguir em frente.
Com isso, ele sobe na traseira do primeiro vagão.
Nota do Mestre:
Durante as três horas na preparação do Mestre Wilkinson, os personagens podem interagir entre si, fazer algo na estalagem (comer alguma coisa, gastar tibares) ou esperar pacientemente.

Na próxima atualização, a jornada.
Dados dos Personagens

Imagem - Éleos <> PV: 24 PM: 7 CA: 15 <> Condição: Normal
Imagem - Karla <> PV: 14 PM: 4 CA: 17 <> RD: 5 contra fogo e frio <> Virotes: 10 <> Condição: Normal
Imagem - Levielphasshion <> PV: 9 PM: 14 CA: 13 <> Azagaia: 2 <> Condição: Normal
Imagem - Jurn Dustshine <> PV: 14 PM: 4 CA: 16 <> Flechas 20 <> Condição: Normal
Imagem - Paracelsus <> PV: 12 PM: 3 CA: 13 <> Essência de mana: 5 fogo alquímico: 2 bálsamo restaurador: 3 <> Condição: Normal

Próxima Atualização: 22/01 (sexta)
Dias de Atualização: quartas e sextas.

Avatar do usuário
Chapéu Preto
Mensagens: 261
Registrado em: 17 Fev 2014, 10:37

Re: A Torre Amaldiçoada

Mensagem por Chapéu Preto » 17 Jan 2020, 23:21

Levi após escutar o valor que iria ganhar pelo serviço, assente com a cabeça, confirmando que para ele, o valor está bom. Em seguida a pessoa chamada Karla perguntara sobre as estratégias do grupo. Assunto complicado, o mago acabara de despertar e descobrira apenas três magias no grimórios antigo de sua mestra, sua estratégia era basicamente usá-las da melhor maneira possível.

O mago até abriu a boca para falar sobre suas magias, mas preferiu manter-se em silêncio. Estava em público, se iria falar sobre suas poucas magias, que fosse em particular com todos juntos.
Imagem
– Karla, o que acha de falarmos de estratégia mais tarde, aqui está meio barulhento. – Em seu rosto entediado, surgia levemente expressões de desconforto.
Levi estava com pressa, por isso acabara não lendo com atenção o contrato e logo o assinou. Despediu-se do contratante e assim que o mesmo afastou-se, tratou de voltar ao assunto antes falado pela Suraggel.
Imagem
– Bem, agora temos um pouco de tempo para nos prepararmos para a viagem, podemos conversar sobre nossas estratégias lá fora, enquanto fazemos nossas compras, ou em algum lugar com menos pessoas para escutar. O que acham? – Ao mesmo tempo que falava, tentava olhar no olhos de cada um dos presentes, para mostrar que estava falando com todos.
Bando do Chapéu Preto:
All dead.

Responder

Voltar para “O Mundo de Arton T20”