Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17361
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por Aldenor » 08 Jan 2020, 23:46

ATO 1: O Torneio de Krast

Imagem

O mundo de Arton sempre foi um mundo de problemas, palco para os grandes heróis aventureiros atuarem. Porém, estava agora prestes a mergulhar em tempos sinistros. Ventos traziam notícias de animosidades e descontentamento com a Rainha-Imperatriz Shivara Sharpblade. A independência dos três reinos formadores da Liga Independente era apenas um começo da instabilidade política do Reinado. Alguns consideravam-no fraco e talvez a recente independência de Svalas frente a Yuden, reino do qual Shivara era rainha regente, fosse mais um sinal dessa fraqueza.

Todos sabiam que Yuden era um barril de pólvora. O Exército com uma Nação não demoraria muito para alimentar o ódio e a intriga contra a rainha estrangeira e sua política de liberdade e igualdade entre todos os seres, como os não-humanos.

***

Sir John Lessard e Zidane Vess caminhavam pela Estrada de Philydio após várias semanas em Zakharov, viajando ao sul de volta para Deheon. Para o ladino, era nostálgico rever aquelas paragens depois de muito tempo longe de Deheon, quando passou muito tempo no Reino Sem Deuses, com sua fé abalada. Era, entretanto, um caminho conhecido pelo cavaleiro, pois o levava até Krast, os domínios dos Lessard. O motivo trazia preocupações a ambos.
Flashback
Allieny
Imagem
Ainda é uma suspeita, mas é por isso que pedirei a vocês investigarem lorde Aaron Lessard.

Desde que ele foi ungido como senhor de Krast, com a abdicação de seus pais, não tivemos nenhum motivo para preocupações. Mas o Protetorado do Reino investiga atentamente (e sigilosamente) os passos de Joseph Schneider, que vocês vieram a conhecer em uma das torres de Astos Tivanor. Infelizmente, descobrimos que o senhor de Krast está mantendo contato com Schneider. Não sabemos o real teor desse contato e é aí que vocês dois entram.
Allieny era uma das mais famosas heroínas do Protetorado do Reino e já havia trabalhado com John e Zidane quase um ano atrás, num imbróglio em Ahlen. A grande aventureira apareceu a noite, no quarto que os dois dividiam em Yuton, capital de Salistick. Sorrateira como fora em Gorsengred. Novamente, ela pedia ajuda e dessa vez, com um assunto familiar delicado. Ela confiava no senso de justiça de John ao colocar a lei e a verdade acima de sua família, mas também contava com Zidane como um elemento extra para garantir a neutralidade da querela.

O aniversário de Aaron Lessard estava próximo e ele promoveria um festival não apenas para si, mas para agradecer a recente boa colheita e agradar seus vassalos e aliados importantes. Haveria um torneio de justa, mas também de espadas, arquearia e outros jogos para agradar também a plebe.

***

Se não fosse a placa de madeira carcomida escrita "Krast", Hoenheinn Mitternach não saberia diferenciar a paisagem de tantas outras que vira em sua vida. Acostumado a trocar de botas com muita frequência, o paladino de Valkaria estava em mais uma estrada de terra batida, seguindo um rumo certo, uma missão. Dessa vez não foi um comerciante pedindo escolta, um camponês implorando para se livrar dos lobos famintos, ou mesmo a Igreja de Valkaria. Dessa vez era assunto de Estado, problemas com Deheon. E foi um ilustre ídolo de Hoen a entrar em contato.
Flashback
Arkam Braço Metálico
Imagem
Você é um cara esperto, Hoen. Posso te chamar assim, não é? Seu nome é muito cumprido, colega.

A escravidão é uma atividade ilegal no Reinado e mesmo com a força dos malditos tapistanos, essa é uma prerrogativa que o Reinado jamais abrirá mão ou eu mesmo pedirei demissão do meu cargo. Porém, sabemos que muitos vivem na ilegalidade e promovem escravidão debaixo dos nossos narizes. Yuden, por exemplo. Todos falam que são um reino militarista, que vive de violência e guerra. Mas quem limpa seus sapatos? Quem cozinha e serve as mesas nos grandes salões? Servos, você dirá. Sim. Mas também escravos. Humanos e não humanos.

Há anos o Protetorado tem investigado uma família yudeniana escravagista, os Schneider. Precisamos achar o momento certo de atacar, para vencer a burocracia e poder prender o cara, destituir o desgraçado e confiscar suas terras. Eu sei, infelizmente temos que seguir alguns ritos, ou a civilização acaba, não é? Vira anarquia.

Joseph Schneider é o cara. O chefe da família, um escravagista que faria o Imperator Aurakas um defensor da liberdade. E o pior, o cara está crescendo suas atividades em nosso reino, Deheon. Como falei: debaixo dos nossos narizes. Ele estará presente em Krast, um feudo a norte de Deheon e conversará com o lorde Aaron Lessard em um festival em homenagem ao próprio aniversário. Aaron é um jovem ambicioso, mas nunca esteve sob suspeita de nada. Inclusive, possui um irmão aventureiro, um sir que até o momento mostrou-se honrado. Chegou até mesmo trabalhar para nós por um tempo.

É aí que tu entra, meu jovem. Seus feitos são conhecidos por muitos lugares e chamou atenção da minha instituição. Queria poder contar com você para ajudar John Lessard nessa investigação. Descubra os planos de Joseph e Aaron. O que me diz?
Conversaram amenidades quando estavam em uma estalagem de beira de estrada, em algum ponto de Tyrondir, perto de Ahlen. Por fim, Hoen.

***

Fazia alguns meses desde que pusera sua mente para trabalhar em algo grande e concreto, que poderia fazer alguma diferença. Desmantelar uma facção radical que insurgiu no exército de Yuden foi divertido e útil. Desafiador e lhe garantiu honrarias que nenhum outro de sua raça conseguira na história do reino. Konrad von Merovech era uma pessoa diferente desde que se tornara aventureiro há pouco mais de um ano, mas a necessidade de buscar mais e mais, fruto de sua natureza aberrante e de seu passado como Sabbah, o deixava inquieto.

Por isso, agora estava na em terra batida, cercada por gramas e árvores espaçadas. Era a Estrada de Philydio, e Konrad iria cumprir uma missão para sua família.

Missão esta recebida do próprio patriarca, Alareik von Merovech.
Flashback
Alareik
Imagem
Joseph Schneider é o seu próximo alvo. É um homem de mãos lisas, já de certa idade, mas não o subestime por sua suposta fraqueza física. Sua força está nos contatos. E ele estará em um deles, fazendo negócios com o lorde Aaron Lessard, em Krast, Deheon. Tenho razões para crer que ele está envolvido com...

... não. Escravidão não é o foco.

Ele está envolvido com rebeldes. Aparentemente, você não cumpriu com maestria o plano de exterminá-los completamente. Eles sobreviveram e estão se reagrupando. Joseph é um desses elementos. E seus contatos, sua rede de informações garantida por suas atividades escravistas pode ser um perigo e uma força grande demais para esses rebeldes. Shivara Sharpblade precisa de nós.

Não falhe desta vez.
***

Scarlata Jihad estava parado fazia alguns meses. Depois da grande jornada para o leste de Arton com seus amigos, os Vingadores de Arton, o gênio aprisionado no corpo de um qareen foi morar em Valkaria com sua esposa Mitra. Após tantas aventuras, onde enfrentaram toda sorte de ameaças e até mesmo o antigo sumo-sacerdote de Sszzaas, Nekapeth, os Vingadores de Arton se separaram e seguiram caminhos diferentes. Jihad acabou perdendo contato com boa parte deles, embora tenha visto uma vez ou outra Aldred e Ash, que não estavam se falando naquela época.

O tempo passava em outra sintonia para ele. Jihad era um ser de muita idade e muita vivência, mesmo quando se tornara um mortal. Por isso, esse quase um ano vivendo uma vida rotineira e mundana com Mitra não pareceu tanto tempo assim. Enquanto Mitra erguia com sucesso seu Bazar de Maravilhas em Valkaria, Jihad conhecia mais e mais as maravilhas da cidade. Foi então, que um dia, Mitra apresentou um convite de lorde Aaron Lessard, de Krast, domínios do norte de Deheon.
Mitra
Imagem
Nossa primeira reunião com senhores de terras. Um festival com torneio, veja só! Tudo bem que eu preferia Lordes Urbanos de Valkaria, mas precisamos ficar conhecidos pela aristocracia rural também, né? Oh, desculpe, amor, conhecidos pelos negócios do Bazar, pois ser um aventureiro conhecido não é útil quando se trata de negócios.
Disse brincando.

Porém, naquela mesma noite do convite, enquanto Jihad acendia a lareira de sua casa e Mitra fechava sua loja, as labaredas tomaram forma e acarretaram uma visão. Uma forma conhecida, um rosto familiar, uma voz nostálgica.
Tetra
Imagem
Espero que esteja cansado de brincar de casinha, Jihad. Não lhe tornei um Scarlata para sair de uma lâmpada para se trancafiar em uma casa de alvenaria. Essa fantasia de plebeu não lhe cai bem...

... mas felizmente vim aqui para te salvar. Mais uma vez. E dessa vez com uma profecia do Mestre, tirada de última hora:

"Assim que sair de Valkaria, a aura do caos queimará em seu sangue.
Novos aventureiros encontrará e novas amizades forjará.
Para no futuro, encontrar o um novo agente, um agente do caos.
E você decidirá, com seu coração, se ele trará felicidade ou lamento.
Ou não!"


E isto é tudo. Abraços, Jihad.
As chamas tão logo sumiram quando apareceram.

E Jihad estava com Mitra, viajando para Krast.

***

Imagem

A Estrada de Philydio era feita de terra batida naquela altura. Estavam próximos de Krast, o domínio dos Lessard. O céu estava bastante nublado, nuvens pesadas e enegrecidas que tornavam aquele começo de dia quase um entardecer. Estava abafado, pois era verão de Cyd, o segundo mês de 1412.

John montava sua égua Sortuda, enquanto Zidane o acompanhava em Caramelo, seu cavalo, pela estrada. Viam adiante as muralhas do castelo, e ponderaram que chegariam ao destino no final da tarde.

Hoen gastava suas botas quando avistou os dois homens montados no horizonte, um medito em uma armadura completa e o outro com o rosto coberto por um capuz. Pelo porte, um deles podia ser um cavaleiro, talvez um dos vários convidados para o torneio de justas que ocorreria na festividade em nome do lorde Aaron Lessard.

Konrad vinha pelo oeste, sem pisar ainda na Estrada de Philydio, e esperou em atrás de alguns arbustos e árvores para analisar melhor. Viu um cavaleiro típico com uma espada longa onde o símbolo de Khalmyr estava gravado e um escudo preso às costas. O outro montado era um homem misterioso, com capuz e uma mochila abarrotada. Carregava duas cimitarras e um bastão. Mas quando viu um pouco mais atrás na estrada, o coração bateu mais forte. Memórias o atingiram forte. Era Hoen, o paladino de Valkaria que conhecera em Mehnat, há mais de um ano.

Jihad e Mitra tinham uma carruagem bonita, dois cavalos fortes e um baú cheio de roupas para ambos terem uma boa apresentação frente aos nobres e burgueses que estariam no festival, no aniversário de lorde Aaron Lessard. A viagem era guiada pelo próprio qareen, mas de vez em quando Mitra fazia questão de assumir as rédeas. Gostava de comandar de vez em quando... E foi assim que ela acordou Jihad de seu cochilo. Atentava para o que via à frente. Acostumando-se à luminosidade daquela manhã, reparou nos três homens que seguiam pela estrada. Um homem de armadura completa, espada e escudo; um homem encapuzado ao seu lado com duas espadas curvas e um bastão, ambos a cavalo. Mais atrás, um homem à pé usando um tabardo de luxo com o símbolo de Valkaria e portando uma espada na cintura.
Observações:
Começamos o one-shot galera. Se divirtam. Meu estilo de narração é mais parecido com o de Mael do que com o de John.

Postem introduções dos seus personagens, o que faziam antes de se encontrarem na Estrada de Philydio (gostaram do nome? hahaha), talvez até diálogos com NPCs e tal. Podem postar reações aos NPCs que falaram com vcs (Arkam, Allieny, Alareik, Mitra, Tetra), mas nada que exija uma resposta deles, só pra ser reativo mesmo, pois a cena já passou.

E por fim, foquem no encontro de vcs. Notem que nem todo mundo se viu. Pra deixar claro: John e Zidane não viram ninguém, só olham pra frente e veem as muralhas do castelo. Hoen viu Zidane e John. Jihad viu John, Zidane e Hoen. Konrad viu John, Zidane e Hoen (ainda não viu a carruagem de Mitra e Jihad).

Bons posts (não necessariamente gigantes) renderão Pontos de Ação por interpretação. É isto.

PS: MAGGOT, me fala teus zauber preparados!!!!!
Dados dos Personagens

Imagem - Hoenheinn Mitternach <> PV: 53 CA: 17 PM: 5 PE: 6 PA: 1 <> Domínio da Viagem: 1 <> Bênção da Durabilidade: - <> Música de Bardo: 5 <> Destruir o Mal: 1 <> Postura: - <> Condição: Normal
Imagem - sir John Lessard <> PV: 63 CA: 27 PE: 6 PA: 1 <> Duro de Ferir: - <> Duro de Matar: 1 <> Desafio: 5 <> Postura: - <> Condição: Normal
Imagem - Scarlata Jihad <> PV: 48 CA: 17 PM: 23 PA: 1 <> Desejos: 1 <> Voo: 1 <> Pensamento Positivo: 3 <> Condição: Normal
Imagem - Zidane Vess <> PV: 39 CA: 21 PE: 6 PA: 1 <> Postura: - <> Condição: Normal
Imagem - Konrad von Merovech “Sabbah” <> PV: 30 CA: 20 PM: 14 PA: 1 <> Zauber preparados: Stahlija II x4 (8 PM), Stahlija I x2 (2 PM), Eviscerare x2 (2 PM), Argentum x2 (2 PM) <> Condição: Normal

Atualização: dia 15 (quarta-feira)
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
RoenMidnight
Mensagens: 1962
Registrado em: 28 Jan 2014, 12:39

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por RoenMidnight » 13 Jan 2020, 19:51

A bem da verdade Hoenheinn sempre sonhara em entrar no Protetorado do Reinado. Admirava os heróis que faziam parte do mesmo e das lendas que lá surgiram, mas nenhum deles era mais notório do que o próprio Arkam Braço Metálico.

Arkam era o seu herói. Era quem havia visto lutar e derrotar vilões e aventureiros descontrolados nas ruas de Valkaria quando criança. Eram algumas de suas histórias que o fizeram se tornar aventureiro parte do motivo de se tornar um aventureiro.

E mesmo que o Protetorado agora fosse um sonho de infância, agora talvez a oportunidade estivesse ali na sua frente do outro lado da mesa da taberna. Seu ídolo o contatava para uma missão em pessoa. Estava estasiado e fazia um grande esforço para manter concentrado no que ele dizia por ainda não acreditar ser real aquele momento.
Imagem
Você é um cara esperto, Hoen. Posso te chamar assim, não é? Seu nome é muito cumprido, colega.

A escravidão é uma atividade ilegal no Reinado e mesmo com a força dos malditos tapistanos, essa é uma prerrogativa que o Reinado jamais abrirá mão ou eu mesmo pedirei demissão do meu cargo. Porém, sabemos que muitos vivem na ilegalidade e promovem escravidão debaixo dos nossos narizes. Yuden, por exemplo. Todos falam que são um reino militarista, que vive de violência e guerra. Mas quem limpa seus sapatos? Quem cozinha e serve as mesas nos grandes salões? Servos, você dirá. Sim. Mas também escravos. Humanos e não humanos.

Há anos o Protetorado tem investigado uma família yudeniana escravagista, os Schneider. Precisamos achar o momento certo de atacar, para vencer a burocracia e poder prender o cara, destituir o desgraçado e confiscar suas terras. Eu sei, infelizmente temos que seguir alguns ritos, ou a civilização acaba, não é? Vira anarquia.
Hoenheinn ouvia o líder do protetorado em silêncio. Coçou um pouco a cabeça ao ouvir aquelas palavras. Apesar de tudo naquilo não concordava com o próprio Braço-Metálico, acreditava que o bem deveria ser feito independente das leis dos homens e o mal desfeito o quanto antes. Não expressou aquela opinião de imediato, não queria decepcionar o seu herói em seu primeiro contato.
Imagem
- Esses Yudenianos são uns loucos, devemos fazer algo para acabar com essa situação de imediato. Conte-me mais dessa família Schneider.
Apoiou ambos os cotovelos no tampo da mesa enquanto cruzava os dedos. No fundo não havia música, os bardos já haviam ido embora e apenas o mal humorado taberneiro que ainda mantinha a taberna aberta apenas por respeito a ilustre presença em seu salão.

Do lado de fora um cachorro latiu.

O herói respondeu a pergunta do paladino..
Imagem
Joseph Schneider é o cara. O chefe da família, um escravagista que faria o Imperator Aurakas um defensor da liberdade. E o pior, o cara está crescendo suas atividades em nosso reino, Deheon. Como falei: debaixo dos nossos narizes. Ele estará presente em Krast, um feudo a norte de Deheon e conversará com o lorde Aaron Lessard em um festival em homenagem ao próprio aniversário. Aaron é um jovem ambicioso, mas nunca esteve sob suspeita de nada. Inclusive, possui um irmão aventureiro, um sir que até o momento mostrou-se honrado. Chegou até mesmo trabalhar para nós por um tempo.
Ouvia com atenção sobre sua missão, algo então lhe chamou a atenção. O irmão do nobre que oferecia o festival possuía um irmão que havia trabalhado para o protetorado, a menção a outro aventureiro lhe atiçou a curiosidade.
Imagem
Quem é o irmão de Lorde Aaron? Acredita que ele compraria o lado do irmão em caso de conluio com o Josseph Schneider?
Arkam então abriu um sorriso e disse.
Imagem
O irmão de Lorde Aaron se chama sir John. Diferente do irmão, é um cavaleiro sem terras. Um homem, uma maquina de combate, uma besta enjaulada cheia de ódio. Conhecido por sempre vencer, vencer e vencer.

As notícias que tenho dele é que o mesmo estilhaçou um golem de espelhos com um ataque preciso de sua espada. Ele estará lá, contactamos ele para colocar um pouco de juízo na cabeça do irmão.
Aquela descrição chamou a atenção do loiro. Não sabia ainda se podia confiar no próprio John, mas tinha certeza que um aventureiro poderoso estaria lá, restaria saber se no fim seria um aliado ou um oponente a ser superado.
Imagem
É aí que tu entra, meu jovem. Seus feitos são conhecidos por muitos lugares e chamou atenção da minha instituição. Queria poder contar com você para ajudar John Lessard nessa investigação. Descubra os planos de Joseph e Aaron. O que me diz?
Ele ainda perguntava? Era o sonho de todo aventureiro poder realizar uma aventura em nome do Protetorado. Só havia uma resposta para aquela pergunta.
Imagem
É uma honra poder servir ao Protetorado do Reinado.
//------------//------------//

Andar na estrada sem qualquer condução era algo custoso, mesmo para alguém acostumado com a estrada como Hoenheinn. Com o tempo havia aprendido a como integrar a necessidade de locomoção com sua rotina de treinos, uma forma de sentir que estava sendo produtivo durante as viagens e buscando cada vez mais a evolução que sua deusa desejava.

O clima abafado fazia com que mantivesse o tabardo com o brasão de sua deusa guardado em sua mochila de viagem assim como sua capa. Apesar disso trazia em sua cintura sua espada, sua camisa branca de botões estava aberta mantendo o peito aberto. Mostrando a tatuagem com o brasão de Valkaria, a deusa da ambição na altura de seu coração.

Olhou para o céu horizonte e uma chuva parecia começar a se formar. Do lado da estrava viu a placa de madeira carcomida escrito "Krast". Olhava a frente e via as muralhas do castelo no horizonte, no meio do caminho via pessoas indo em direção a cidade, muitas delas iriam orbitar e tirar um trocado do festival que lá aconteceria.

Entretanto, o que lhe chamou a atenção foi o homem no alto de um cavalo metido em armadura e o outro coberto por um capuz. Provavelmente outro nobre convidado para o torneio de justas. Apertou o passo. Pretendia ver quem era o homem, pois o próprio Hoenheinn pretendia participar das liças. Era uma ótima forma de medir quem poderiam ser seus inimigos ou aliados em um combate simulado e uma forma de talvez ganhar um espaço na mesa dos nobres... mas no fundo a verdade é que queria botar ao teste suas próprias habilidades como espadachim.

Apesar disso haviam outras maneiras para alcançar o espaço na mesa. Apertou o passo e ficou lado a lado com um dos cavalos da dupla a sua frente. Olhou para o homem armadurado e disse.
Imagem
- O circuito de justas parece estar passando por essas terras também, fico imaginando se sir Willian Ledger estará presente nesse torneio também. Quem sabe o Cão que Cavalga? O que você me diz?
Deu um olhar de esguelha para o homem. Esperando sua reação.
Me pague um café pelo o PicPay: @RoenMidnight
Grimório TRPG
=====Homebrew=====
Paladino Rework
Sectário do Crepúsculo

========================================================================================
PBF - Sangue e Desonra: Tsuru[TRPG]

Avatar do usuário
Astirax
Mensagens: 1160
Registrado em: 06 Fev 2014, 18:02
Localização: Capivara City

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por Astirax » 14 Jan 2020, 01:55

Um ano, ou mais tempo?
Zidane não sabia dizer, pois não contou o tempo desde de sua chegada ao Reino sem Deuses. Só sabia que era hora de partir.

Pois numa noite, uma velha conhecida revisitava. Da mesma forma misteriosa e soturna nos abordou.
Allieny
Imagem
Ainda é uma suspeita, mas é por isso que pedirei a vocês investigarem lorde Aaron Lessard.
Não pode evitar olhar para Sir John Lessard, afinal de contas, era da família, e isso é um assunto delicado.
Allieny
Imagem
Desde que ele foi ungido como senhor de Krast, com a abdicação de seus pais, não tivemos nenhum motivo para preocupações. Mas o Protetorado do Reino investiga atentamente (e sigilosamente) os passos de Joseph Schneider, que vocês vieram a conhecer em uma das torres de Astos Tivanor.
Tivanor... Maryanne .... Khaled.... Borgia.

Várias lembranças, várias emoções.
Allieny
Imagem
Infelizmente, descobrimos que o senhor de Krast está mantendo contato com Schneider. Não sabemos o real teor desse contato e é aí que vocês dois entram.
Será que ela pensa no Sir John Lessard como Emissário/Diplomata e em mim como Infiltrador/Espião?

Em Gorsengred acredito que tive mais sorte que competência.
Zidane Vess
Imagem
- Allieny, ...
Apenas isso, havia sido uma conversa particular da outra vez, Zidane pediu apenas que se houvesse alguma ligação entre Astos Tivannor e os Borgia, que ele fosse informado.

E por isso não concluiu a pergunta.

***

Já era hora de viajar, cavalos selados, destino traçado.

Nos vários dias de viagem Zidane era bem falante, contou coisas que o Cavaleiro queria e não queria saber. Seus estudos no Colégio Real de Médicos. Sua fé abalada, a confissão por Maryanne, que o rejeitou mantendo amizade.

Evitou o assunto "Khaled" contudo.
Zidane
Imagem
- Sobre seu irmão, o que tem em mente?

***

Os últimos dias de viagem, contudo foram silenciosos.
Zidane
Imagem
- Evitemos o desnecessário já que existe a suspeita de estarmos indo a uma armadilha.

- Denovo.
Se referia as várias vezes que foram surpreendidos, emboscados e enganados em Ahlen.

Não muito depois, naquele mesmo dia, um homem à pé usando um tabardo de luxo com o símbolo de ... Valkaria e portando uma espada na cintura.
Era estranho... demorou a reconhecer o símbolo de Valkaria. Quando a fé era importante para Zidane, sabia muito sobre religião, e agora esqueceu a maioria, todas substituidas por conhecimento prático, capaz de curar e salvar vidas.
O Homem ficou lado a lado com Sir John , o encarou e começou a falar.
Imagem
- O circuito de justas parece estar passando por essas terras também, fico imaginando se sir Willian Ledger estará presente nesse torneio também. Quem sabe o Cão que Cavalga? O que você me diz?
Como parecia uma conversa de Cavaleiros .. Ou Cavalheiros, Zidane prefiriu o silêncio.
Off:
Zidane estara usando sua maestria em percepção para qualquer coisa. Passando em CD 21.

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1722
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por DiceScarlata » 14 Jan 2020, 02:30

Jihad Scarlata das Areias Vermelhas e dos desejos ardentes
Imagem

Tetra
Imagem
Espero que esteja cansado de brincar de casinha, Jihad. Não lhe tornei um Scarlata para sair de uma lâmpada para se trancafiar em uma casa de alvenaria. Essa fantasia de plebeu não lhe cai bem...

... mas feliz,,,
DESEJO DE MORTE: INCINERAR!!!!!!!

*Dos dedos de Jihad explodiram pequenas faíscas que cresceram exponencialmente até engolirem o equivalente a uma pequena casa em um clarão flamejante. As chamas giravam em turbilhões conforme ele pensava: "Ih caramba... ataquei por reflexo"

- Caraca... Será que ela morreu? Pensei em te matar por tanto tempo Tetra, que quando você apareceu, não consegui evitar. Pior que eu já tinha decidido agradecer você e...

*Mas quando o fogo dissipou, lá estava ela, intacta*
Tetra
Imagem
...mente vim aqui para te salvar. Mais uma vez. E dessa vez com uma profecia do Mestre, tirada de última hora:

"Assim que sair de Valkaria, a aura do caos queimará em seu sangue.
Novos aventureiros encontrará e novas amizades forjará.
Para no futuro, encontrar o um novo agente, um agente do caos.
E você decidirá, com seu coração, se ele trará felicidade ou lamento.
Ou não!"


E isto é tudo. Abraços, Jihad.
*Jihad piscou duas vezes.*


- Ah... Um sonho. Faz sentido. Essa Tetra era diferentes... Mas dizem que o Caos não é constante.

*Como Jihad se lembrava dela? Uma pequena menina, com falsas asas de fada nas costas, cabelos vermelhos sangue e olhos azuis e quase sem vida. Atravessara todas as armadilhas e criaturas de sua pirâmide. Sem se ferir. Se matar. Mas enlouquecendo e distorcendo tudo. Quando finalmente chegou a hora de fazer os desejos, os quais Jihad acabava por contradizer o sentido e os contextos, se aproveitando do mal uso das palavras, apenas para mergulhar aventureiros em desespero, a pequena foi sábia, precisa, afiada e cruel. Um desejo sem pontas soltas que fez com que Jihad regredisse de um poderoso DAO, um gênio da terra, a forma de um reles qareen, privado de todo o seu poder*

*Após o desejo, ela ainda disse*

"Vá ver o mundo. Vá viver aventuras. Quando estiver satisfeito me encontre e se voltará a ser aquilo que mais deseja"

*Jihad viajou. Gastou seus tesouros. Derrotou inimigos. Conheceu aventureiros. Perdeu vidas. Tirou também. Fortaleceu-se. Casou-se. Sua vida tem sido uma sucessão de aventuras infinitas. Mesmo no pacato cotidiano na vida de casado. Mesmo numa simples viagem de negócios... As surpresas não terminavam*

Mitra
Imagem
-Nossa primeira reunião com senhores de terras. Um festival com torneio, veja só! Tudo bem que eu preferia Lordes Urbanos de Valkaria, mas precisamos ficar conhecidos pela aristocracia rural também, né? Oh, desculpe, amor, conhecidos pelos negócios do Bazar, pois ser um aventureiro conhecido não é útil quando se trata de negócios.


*Recompôs-se rapidamente. Fingira estar acordado o tempo todo, pois se Mitra percebe-se que cochilara enquanto ela falava, iria dormir de coro quente.*

- C-claro amorzinho. Mas eu sou muito bom com as palavras e... OH!!

*Como um cachorro numa carroça puxada por grifos, Jihad pôs a cabeça e a lingua para fora, avistando um cavaleiro, um homem em mantos e um espadachim na estrada. Começou a dar tapas seguidos no ombro de Mitra, buscando sua atenção*

- Mitra, Mitra, Mitra! Transeuntes interessantes na estrada! VAMOS CONVIDÁ-LOS PARA VIR NA CARROÇA!

Mitra
Imagem
- Está louco homem? Não cabe esse monte de gente e são estr...


*Jihad já estava no teto da carroça*

- EEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI!! VOCÊS! PEDESTRES!!! SOU JIHAD DAS AREIAS VERMELHAS! ESTOU EM VIAGEM COM MINHA AMADA ESPOSA EM NOME DO BAZAR AREIA E FOGO!! VEJO QUE CAMINHAM NESSE CLIMA QUENTE! POIS JUNTEM-SE A NÓS EM NOSSA CARROÇA! VAMOS TROCAR HISTÓRIAS!!

*Apontava ao encapuzado, ao espadachim e por fim ao cavaleiro*

- Pode unir seu cavalo aos nossos e entrar também, senhor cavaleiro!! Cabe todo mundo e ainda fica confortável!

*Mentira. Ou não*

- VENHAM! SERÁ DIVERTIDO!!

*Magia pipocava ao redor do empolgado Qareen*

Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2080
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por Maggot » 14 Jan 2020, 10:13

- Não irei o desapontar meu senhor. - ele lembrava de ter dito essas palavras à seu avô. Era estranho digerir aquelas palavras. Avô. Repentinamente, o bastardo monstruoso de Sallistick havia sido transformado em um nobre yudeniano. Um nobre mal visto por quase todos, mas um símbolo que se destacava brilhante como uma marca do novo governo de Shivara Sharpblade. E Alareik von Merovech, fosse por genuína mente aberta ou sagacidade política, se armou daquilo, trazendo o neto bastardo para dentro e o tornando seu agente pessoal. Ganhava pontos com o novo governo, se colocando acima das velhas famílias que não se adaptavam ao novo regime. O velho Alareik fazia jus à raposa que servia como símbolo da família.

A viagem fora longa, mais do que ele esperava. Ocasionalmente ainda pensava em Annastriana, a elfa de Tenebra que conhecera em Yuden. Ela fora uma companhia inesperada. Enquanto trabalhavam juntos, ela lhe ensinara, após fortes desentendimentos iniciais, à utilizar a Aji. Isso e... Outras coisas. Esperava que ela estivesse bem aonde quer que estivesse.

Mas haviam outras coisas mais importantes à se lembrar daquela época, e logo a elfa de Tenebra não passava de uma fagulha de memória distante. Ele havia matado muitos nobres naquela época. Tomado reféns para fazer líderes daquele movimento supremacista se entregarem, e fazendo com que eles nunca mais fossem vistos de novo. Soldados de estirpe Yudeniana haviam morrido vítimas de buracos com estacas cobertas de fezes e veneno. Um trabalho feio. Mas que alguém tinha de fazer. E eram supremacistas, afinal. Não era como se ele tivesse feito isso com gente. Mas o fato que algum havia escapado de sua caçada o incomodava. E ele tinha de resolver isso.

Fazia algum tempo que estava sozinho na estrada quando pegou sua montaria e a ocultou no mato, se escondendo logo depois. Seus instintos antigos ainda o faziam desconfiar de qualquer pessoa, ainda mais em uma estrada vazia, quando ia fazer o que tinha de fazer. Ele já havia ouvido o nome Lessard antes. Uma mulher com quem trabalhara tempos atrás havia dito trabalhar para eles.

À espreita, esperou ver quem eram as pessoas na estrada. Como de costume, iria esperar que passassem e então seguir seu caminho. Quanto menos, melhor. Mas ao identificar um deles, não conseguiu evitar um sorriso genuíno no rosto precocemente envelhecido. O grupo deles aumentava, com um exótico ser e sua pequena comitiva se aproximando falando de forma alta até demais. Podia confiar ao menos em três ali, se Mitternach andava com eles.

Imagem
- Porque diabos toda vez que nos encontramos você está em uma estrada cercado por esteriótipos vivos de aventureiros? E sinceramente Mitternach, justas? Ainda tenta reforçar sua masculinidade assim?


O ofendia gratuitamente, mas tinha essa liberdade, imaginava. Bastava ver se o desgraçado iria o reconhecer agora que se erguia mais de um palmo acima dele.
Imagem
- E bom dia aos outros cavalheiros. Posso me juntar à... Comitiva?
Lhe era estranho aquilo, mas podia confiar em Hoen. E seria mais fácil entrar se estivesse com uma comitiva, de forma legal. Um visitante sempre seria menos suspeito que um invasor.
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5008
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por John Lessard » 14 Jan 2020, 20:21

As palavras de Allieny pairavam ao redor da mente de John, como uma antecipação angustiante e decepcionante. Havia deixado Ahlen com um misto de sentimentos, alguns de derrota, perdas, outros de vitórias e até perseverança, de que deveria continuar lutando. Entre eles, entretanto, estava o de alívio, quando a elfa, membra do Protetorado do Reino havia dito de que seu irmão não estava sob investigação e nem envolvido com atividades escusas e criminosas. A vontade de voltar para casa então havia sumido um pouco, rever a família e confrontar Aaron não parecia tão urgente. Viajar para Valkaria e viver aqueles momentos de tranquilidade com Maryanne tinham sido especiais. Retornar para a estrada depois, mesmo quando a artista marcial se recusara a acompanhá-lo e tudo que tinha dela era as lembranças e um beijo doce, era revigorante.

Reencontrar Zidane era confortante, ainda mais depois de desbravar um longo caminho solitário. Não podia dizer o mesmo sobre Pelleas e mesmo não querendo admitir se sentiu melhor quando o elfo decidiu ir para Sambúrdia. Talvez nada de bom viesse daquilo. A Ordem da Última Esperança ainda vivia naqueles dois, porém o que parecia mais uma cruzada que poderia se auto impor, em busca de aventuras e justiça, voltou a tornar a vida do cavaleiro sombria. Allieny estava de volta e como alguém que mente por puro sadismo, em suas palavras voltou atrás no que dissera. Seu irmão poderia estar envolvido com a corja sim.

"Ainda é uma suspeita", "Joseph Schneider" e "Astos Tivanor"...

Apesar de odiar pensar nisso, estava pronto para fazer o necessário. Iria confrontar o irmão e se necessário, pará-lo. Tinha dito aquilo para Allieny, Zidane e principalmente para si mesmo. Mas até onde conseguiria ir sem a presença e o contraponto de Khaled?

Na estrada Zidane estava falante, empolgado com as mudanças que tinham ocorrido em sua vida. Contara até sobre sua declaração para Maryanne, o que fez com que o cavaleiro ficasse sem jeito. Por sorte, mudara de assunto rapidamente.
Imagem
- Sobre seu irmão, o que tem em mente?
Imagem
- Tenho que sondá-lo, confrontá-lo e... Farei o necessário para deter se algo estiver errado. Aaron não é melhor que eu ou você, não é melhor que ninguém, assim como eu não sou. Ele tem o dever de proteger o povo, de maneira justa. É assim que tem de ser, e o fato dele ser meu irmão, não poderá nublar meu julgamento.

Quando chegarmos, quero que me dê cobertura, oculto, como faz tão bem.
***

Os últimos dias de viagem, contudo foram silenciosos.
Imagem
- Evitemos o desnecessário já que existe a suspeita de estarmos indo a uma armadilha.

- De novo.
John deu um riso seco.
Imagem
- Como dizer nossos nomes na estrada? Desculpe, Zidane, vão me reconhecer em breve, aqui é minha casa. Mas, fiquemos atentos.
Sua atenção então voltou-se para a estrada, um homem loiro que apressava o passo para falar com ele. sobre justas
Imagem
- É o que parece - sorriu - Não me atenho muito a este tipo de coisa hoje em dia, não desde minha juventude, quando a vida era mais simples e nossa maior preocupação era impressionar as donzelas. Mas com quem teria a honra de falar?
O som da carruagem se aproximando se tornou alto. John por instinto levou a mão ao cabo da espada, mas então relaxou quando alguém chamava. Seu coração acelerou então quando virou-se.
Imagem
- Não pode ser... Jinx?
Mas não era o cruzado de Nimb, que tolice a sua. O amigo havia morrido anos atrás, num combate mortal contra bandidos e um ilusionista.

O cavaleiro olhou para Zidane, se aproximando a trote.
Imagem
- Pode ser bom, evita que Aaron saiba de nossa chegada de antemão e se prepare de alguma forma - virou-se então - Bem, irei aceitar, Jihad das Areias Vermelhas. E você, amigo?
John ainda voltou a mão ao cabo de sua arma quando outra figura, cabelos brancos, se aproximou falando com o rapaz loiro. Por ora, não parecia ser uma ameaça.
Editado pela última vez por John Lessard em 17 Jan 2020, 13:46, em um total de 1 vez.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
RoenMidnight
Mensagens: 1962
Registrado em: 28 Jan 2014, 12:39

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por RoenMidnight » 14 Jan 2020, 23:29

Tudo parecia acontecer muito rápido. Para ser bem sincero, tudo parecia conveniente demais, mas Hoenheinn já havia passado por situações como aquela anteriormente. O paladino sabia que Valkaria apontava seu caminho de maneiras curiosas, então o que aconteceu não lhe surpreendeu tanto.

O cavaleiro o respondia, seu amigo permanecia em silêncio.
Imagem
- É o que parece - sorriu - Não me atenho muito a este tipo de coisa hoje em dia, não desde minha juventude, quando a vida era mais simples e nossa maior preocupação era impressionar as donzelas. Mas com quem teria a honra de falar?
Hoenheinn se permitiu abrir um sorriso.
Imagem
-Me chamo Hoenheinn Mitte...
E foi nesse momento que tudo simplesmente pareceu acontecer ao mesmo tempo. De uma carruagem que se aproximava um homem de cabelos vermelhos e roupas coloridas surgiu. Com a velocidade que lhe era inerente o loiro levou a mão ao punho da espada, preparando para interceptar o golpe de um inimigo que nunca veio.

O homem de cabelos vermelhos apenas falava amigavelmente oferecendo uma carona.
Imagem
...ESTRES!!! SOU JIHAD DAS AREIAS VERMELHAS! ESTOU EM VIAGEM COM MINHA AMADA ESPOSA EM NOME DO BAZAR AREIA E FOGO!! VEJO QUE CAMINHAM NESSE CLIMA QUENTE! POIS JUNTEM-SE A NÓS EM NOSSA CARROÇA! VAMOS TROCAR HISTÓRIAS!!
Suspirou aliviado. Abriu um sorriso encarando o homem, não sabia o porque mas gostou dele de imediato. As roupas coloridas lhe chamavam a atenção, parecia alguém vindo de longe pelos traços, provavelmente o deserto da perdição.
Imagem
- Pode unir seu cavalo aos nossos e entrar também, senhor cavaleiro!! Cabe todo mundo e ainda fica confortável! VENHAM! SERÁ DIVERTIDO!!
Magia estalava ao seu redor. Provavelmente um aventureiro como o próprio Hoenheinn... sentia aquele sentimento no peito como se peças estivessem sendo colocadas.

Foi quando mais uma vez sua atenção foi roubada. Um homem de cabelos brancos se aproximava, olhou para ele, a voz não lhe era estranha mas a aparência era totalmente diferente de alguém que conhecia.
Imagem
- Porque diabos toda vez que nos encontramos você está em uma estrada cercado por esteriótipos vivos de aventureiros? E sinceramente Mitternach, justas? Ainda tenta reforçar sua masculinidade assim?
Piscou os olhos duas vezes e então finalmente percebeu quem era, mais pela a maneira com a qual se referia a ele do que pela a aparência., mas estava muito diferente desde a ultima vez que o vira. Parecia ao menos uma década mais velho.
Imagem
- Sabbah? Parece que dois trolls lhe pegaram pelos braços e pernas e acabaram por te esticar. Que tipo de trabalho tem feito para que o tempo tenha lhe feito tão mal?
Riu com o comentário sobre as justas.
Imagem
- Justas são um bom passa tempo para se conhecer bons combatentes. Apesar disso, as liças me interessam mais como esporte. Não sei se posso considerar todos aqui como um grupo de aventureiros, acabamos todos de nos esbarrar e mal sabemos nossos nomes.
Deu uma olhar a todos. Olhou então para o ruivo e disse.
Imagem
-Tenho um vinho de Samburdia e um pouco de charque de Namalkah... talvez ainda tenha um pouco de queijo e erva de Hongari...
Falava isso enquanto ia subindo na carruagem. Fez um meneio com a cabeça de forma educada a mulher que estava lá.
Imagem
... talvez possamos nos resfrescar com o vinho e aproveitar os tira-gosto até finalmente chegar ao feudo. O que me dizem senhores?
Olhou para os que não o conheciam e disse finalmente.
Imagem
- Sou Hoenheinn Mitternach e estou aqui para o festival.
Me pague um café pelo o PicPay: @RoenMidnight
Grimório TRPG
=====Homebrew=====
Paladino Rework
Sectário do Crepúsculo

========================================================================================
PBF - Sangue e Desonra: Tsuru[TRPG]

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1722
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por DiceScarlata » 15 Jan 2020, 03:42

Jihad Scarlata das Areias Vermelhas e dos desejos ardentes
Imagem

- Jinx... Scarlata??

*O qareen cruzou os braços*

- Dizem que Arton é grande, mas veja só! Você conheceu um dos Scarlatas. Ele me abordou a meses atrás. Prazer em conhecê-lo, cavaleiro! É a primeira vez que vejo um.. Que não estou combatendo ao menos.

*Dirigiu-se então aos demais*

- VINHO E QUEIJO!! Ah! Que delicia! Ainda mais um queijo derretido!!! Pode subir então senhor Hoen...

*Parou*

- Esse tipo de nome... Não é você um purista não é? Se não vamos ter problemas...

*Hans, Heins, Eins. Ao longo dos meses matou vários ditos "puristas" eu ousaram ameaçar sua vida e sua esposa apenas por sua raça. Mitternach soou como um nome similar*

- Hummmm...

*Deu de ombros*

- Se for, não será um problema. Sabbah e homem do capuz, certo? Pois subam!!

*Mitra revirou os olhos inconformada, mas ofereceu um cumprimento serio a todos*
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5008
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por John Lessard » 15 Jan 2020, 06:55

John fez uma mesura para a mulher que conduzia a carruagem e então, após amarrar Sortuda atrás do veículo, subiu e sentou-se.
Imagem
- Hm, sim, Jinx... É uma coincidência e tanto, lamento dizer que ele morreu em batalha.
John então esperou os demais se acomodarem. O rapaz loiro havia se apresentado e agora repetia o feito para os demais. Olhou para Zidane então antes de fazer.
Imagem
- Eu sou sir John Lessard, prazer em conhecê-los.
Editado pela última vez por John Lessard em 17 Jan 2020, 13:47, em um total de 1 vez.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
RoenMidnight
Mensagens: 1962
Registrado em: 28 Jan 2014, 12:39

Re: Guerra Artoniana: Parte 1 - Instauração Autocrática

Mensagem por RoenMidnight » 15 Jan 2020, 08:22

Enquanto desempacotava suas coisas o loiro ouviu a reação do ruivo. Seus que antes observavam o conteúdo dentro de sua mochila agora se direcionavam ao seu intelocutor.
Imagem
- Apesar de me sentir ofendido em ser confundido com um yudeniano é uma confusão justificável. Minha familia é de Zakarov, pelo lado de meu pai ao menos. O nome é em homenagem
a um caçador de monstros que era amigo de meu velho aparentemente... a história nunca me chamou muito a atenção para ser sincero.
Se permitiu abrir novamente um sorriso e continuou.
Imagem
- Além do mais pelo o que fiquei sabendo os Yudenianos estão sendo colocados no lugar por nossa Rainha Imperatriz Shivara Sharpblade. Um grupo a mando dela desbaratinou os planos do coronel yudeniano que planejava
erguer uma revolta dentro de Yuden. Não acredito que após um golpe vindo diretamente de Shivara alguém ainda pense em se levantar dessa maneira novamente.
Abanou a mão esquerda como se jogasse o assunto para longe e o desse por encerrado. Continuou então trabalhar nas suas coisas, pegando um odre de barro no fundo da mochila e os frios embalados logo ao lado.
Foi quando o cavaleiro se apresentou...

Não esperava encontrar tão cedo com o irmão de Aaron Lessard.
Imagem
- Então você é sir John? Ouvi alguns boatos de você, me disseram que você nunca perde. É verdade?
Me pague um café pelo o PicPay: @RoenMidnight
Grimório TRPG
=====Homebrew=====
Paladino Rework
Sectário do Crepúsculo

========================================================================================
PBF - Sangue e Desonra: Tsuru[TRPG]

Responder

Voltar para “O Mundo de Arton T20”