Revolução de Ferro - ON

Avatar do usuário
Senimaru
Mensagens: 3960
Registrado em: 22 Jul 2015, 21:23

Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Senimaru » 25 Set 2017, 09:30

7 anos. 7 anos sem grandes acontecimentos, talvez por isso que todos foram pegos de surpresa. Nunca uma noticia se espalhou tão rápido como esta. O General apareceu no meio de Arton e tomou a União purpura. Todos esperavam a vinda da Aliança Negra, da guerra, da morte....mas outra noticia veio, sendo uma surpresa maior que a anterior. Ironfist e seu exercito haviam se debandado da Aliança Negra, agora com o nome de Aliança de Ferro eles se abrem a negociações com o resto do continente. Muitos pensaram que era uma armadilha mas nomes poderosos endorsavam a tentativa de negociação: Proddian Aghmen, Regente de Salistick e Vectorius, Lorde de Vectora, o Mercado nas Nuvens.
Agora as forças mais poderosas e voláteis de Arton todos se preparam para o encontro que promete mudar o destino de Arton... afinal o que poderia dar errado?



Althair, Terminus e Aktia

Rápido e preciso, apenas isso se passava na cabeça de Aktia enquanto era balançada num cela metálica. Ela sentia o cheiro de cinzas, gritos ecoavam por sua cela, ela via seu povo ser massacrado, sua cidade ser destruída, goblinoides por todo lado. Viu seu pai segurado de joelhos na frente do maior ser que ja viu, ele olhava para Arke e fez apenas uma perguntar : "Servir ou morrer?", Aktia tentou reagir mas seu corpo não obedecia e consciência a deixava. Quando acordou se viu numa grande caixa de metal sem vista para fora e nela ficou várias semanas, até que a caixa começou a se movimentar. Por horas elas sacolejava até que sem aviso parou, vozes podiam ser ouvidas do lado de fora, uma conversa sobre troca de prisioneiros. Quando a porta da sua prisão abriu a luz cegou momentaneamente Aktia, ele foi puxada por alguém e começou a lutar mas assim que sua visão voltou ela viu um humano no lugar de seus captores, este se apresentou como General Rohan Bloodaxe de Yuden. Quando se virou viu seu captores amparando um dos deles enquanto se retiravam, Rohan completou que iria leva-la a uma pessoa que queria saber o que diabos aconteceu na União Purpura. Enquanto subia na carruagem Aktia maquinava como salvaria seu povo e seu pai.

Imagem

=================================================================================================================================================================================================================

Os dias de Terminus eram árduos mais por que ele queria que um fator de fora. Rodava Deheon ajudando vilarejos mais humildes, seja com trabalho braçal, fazendo uns curativos ou até mesmo lutando contra saqueadores. Quando ficou sabendo da noticia sobre a Aliança de Ferro sua mente pensou em apenas uma coisa, o Império vai se envolver... e isso não é nada bom. Passou dias com a noticia rodeando seus pensamentos quando foi aproximado por uma mulher enxuta, apesar da sua idade seu olhar era afiado e penetrante e Terminus sabia quem era, a antiga Rainha Imperatriz, Shivara Sharpblade . Ela falou sobre uma proposta e continuou que ali dificilmente era o local para tal conversa, pedindo para segui-la até a casa de um outro lado interessado no assunto. Quando Terminus perguntou pelo menos o teor da proposta ela disse apenas uma palavra, um nome: Felticitus.

=================================================================================================================================================================================================================

Althair mal havia retornado para casa quando foi enxurrado com as noticias sobre a Aliança de Ferro e Alexandra estava uma pilha de nervos, queria ir mas circunstancias não permitiam. Ela deveria estar na presença da Rainha Imperatriz nesse mesmo ocasião. Alycia teve a ideia de Althair ir e representar os Maedocs, Alexandra recusou primeiramente mas depois de pensar um pouco resolveu concordar. Os dias seguintes então foram Alexandra importunando Althair sobre lições de etiqueta, como falar, como NÃO falar, uma palavra errada, um gesto errado e ele poderia ruir a Casa dos Maedoc.... ou pior. Althair estava quase ficando louco quando foi anunciado que "ela" chegara, a representante do Reinado na negociação, Shivara Sharpblade e ela não estava sozinha, junto havia uma mulher com alguns sinais de contusões e homem de roupas simples, um ser meio bovino, Alexandra claramente demostrava surpresa mas Althair já viajou e viu muitas coisas, a simples visão de um minauro era natural para ele.

Imagem
Voces três estão agora no condado dos Maedocs, podem interagir.

Monikka Shadowaxe

Os olhos verdes de Monikka brilhavam na escuridão de Doherimm, quando não estava com sua família ela estava lutando contra trolls em defesa de Khalandir e o povo veio a relembrar aos poucos sobre os contos dos Shadowaxe toda vez que Monikka bradia seu machado. Os mais velhos foram os primeiros, como sempre nunca esqueciam de nada, sempre la para relembrar que sempre ouve outro caminho para os anões. Seu pai sempre demostrava um pouco de preocupação no rosto quando Monikka saia mas nunca falava nada quando voltava, a posição dela era um dever e uma honra, ele estava orgulhoso mas o coração de um pai sempre se preocupa. Quando um dos membros da Guilda dos cervejeiros voltou com a noticia da Aliança de Ferro toda Khalandir entrou em alvoroço, apesar de viajarem mais a superfície que a facção oposta eles tinham menos acordos sejam políticos ou comerciais com a superfície. As discussões da alta cúpula da Facção das sombras duraram uma semana, quando a decisão foi anunciada ao povo muito ficaram surpresos, sua líder, a Lord das Sombras Moira Darkmonn, iria a superfície para a grande negociação. A maioria ficou apreensiva e preocupada mas quando foi anunciado que ela seria acompanhada pela atual Shadowaxe e pelo clérigo supremo de Tenebra Raz-AI-Baddinn todos se acalmaram e viram aquilo como um sinal, Tenebra olhava por eles. Ao chegar em casa Monikka viu seu pai apreensivo e furioso, andando de um lado para o outro fumando seu cachimbo.
ImagemImagemImagem


Me? Mad? Haha... quite likely!

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17200
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Aldenor » 25 Set 2017, 11:44

Althair era um aventureiro de certa experiência, já havia rastejado por diversas masmorras, invadido alguns covis e matado muitos inimigos pelo fio da espada. Era um guerreiro e gostava de se pensar como um herói.

Quando respondeu ao chamado da irmã, sentiu nostalgia dos tempos em que brincava nas ruelas de Grevanhall, a maior cidade do ducado de Castell em Trebuck. Apesar de ser um dos filhos do duque, Althair gostava de brincar com as crianças de baixo nascimento sem distinção. E não era punido ou desencorajado com fervor, afinal, Grevanhall era um lugar seguro e feliz.

Althair havia sido designado pelo pai para ser o guarda-costas de sua irmã mais velha, a herdeira do ducado, mas tanto ele quanto suas duas irmãs mais velhas não queriam seguir seus papeis. Alexandra se tornou uma paladina de Khalmyr, Alycia uma ranger e ele um guerreiro aventureiro e mercenário. Mas o convite de sua irmã indicava que as coisas iriam mudar. Indicado por Alycia - sempre ela, a mais próxima dele - Althair seria o representante da família Maedoc. Estava na hora mesmo de assumir suas responsabilidades.

Althair estava bastante ansioso pela chegada de Shivara Sharpblade. Não importava seu título, para ele a rainha de Trebuck era a verdadeira Rainha-Imperatriz, uma governante mais eficiente que seu antecessor. E então, chegaram. Althair se pôs de joelho como mandava a cortesia, embora tivesse certeza de fazer a reverência mesmo não obrigado a tal.
Althair
Imagem
É uma honra inestimável, vossa graça.
Depois de se por de pé, viu a companhia de Shivara. Uma mulher ferida e um minauro. A surpresa de Alexandra provocou um sorriso de canto.
Althair
Imagem
Eu sou Althair Salazar Maedoc, o representante da Casa Maedoc.
Disse a todos meneando com a cabeça, sem muito interesse pelos demais. Sua atenção estava em Shivara Sharpblade.
Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Wiccan
Mensagens: 544
Registrado em: 20 Set 2016, 10:36

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Wiccan » 26 Set 2017, 10:40

Sangue, morte, mães, pais, filhos e filhas gritando em desespero. Guerreiros morrendo para defender usa terra, traidores se rendendo para salvar a própria vida enquanto a mim, impotente, assistia o massacre dentro de uma cela como uma besta enjaulada. Lágrimas saiam dos meus olhos que não piscavam apenas para me torturar por não conseguir defender meu próprio povo. A ver meu pai, meu herói ajoelhando diante daquela monstruosidade anormal,gritei, gritei com a pouca força que meu pulmão possuía apertando as mãos nas barras de ferro a ponto de abrir uma ferida e meu sangue escorrer pelo metal gelado então veio a inconsciência.

Despertei com frio , fome e sede, meu corpo tremia deveria estar naquele local por horas, dias, talvez semanas.Estava escuro e apenas poucos feixes de luz passavam por entre vãos de parafusos então a caixa se movia, tentava enxergar algo pelos vãos ,porém nada podia ser visto, era sacudida de um lado para o outro, meu corpo frágil doía a cada solavanco. Tudo parou e ficou calmo, ouvi vozes guturais e humanas, era uma troca de prisioneiros, por um instante tive esperanças de que sua família poderia estar ali. A porta da minha cela se abriu e toda a luz do sol invadiu o local fazendo meus olhos arderem, me recolhi para me proteger do sol até ser puxada pelos pés. Tentei lutar , mas era em vão, meu corpo estava fraco demais para reagir a qualquer coisa, meus olhos aos poucos voltavam ao normal e em vez do rosto monstruosos dos goblinóides vi a face de um homem vestido em uma armadura, olhei em volta em busca da sua família, mas não via ninguém apenas os monstros deixando o local com seu prisioneiro recuperado.

Meus olhos cerraram olhando com fúria para aquelas criaturas enquanto era colocada dentro de uma carruagem, sentou-se na poltrona acachoada e olhou para suas mãos feridas e magras pelas dias sem comer. Sua mente trabalhava rápido bolando estrategias de como salvaria seu povo, puniria os traidores e salvaria sua família. Olhou para o homem que a salvara memorizando suas feições, mas se manteve calada não por não querer falar,mas por estar cansada demais para isso, sua garganta doía, precisava de água e comida então sucumbiu ao conforto do local e deitou-se deixando sua mente lhe guiar ao sono. Algum tempo depois despertei com a carruagem parando, olhei para fora e vi um casa grande e bem cuidada, bem diferente das ruínas que posteriormente se tornou Akatra. Fui guiada e olhava em volta, quase não conseguia andar. direito, adentrei o local e logo fui levada para uma sala onde haviam duas mulheres e um ser táurico, não era um minotauro, algo entre os dois, busquei em minha memoria algo e a palavra minauro veio em minha mente.

Não sabia de quem se tratavam, porém a mulher com ar de guerreira e cabelos avermelhados parecia familiar , como também não falaria até ser dirigida a palavra queria primeiro saber quem eram aquelas pessoas e do que se tratava aquilo tudo, naquele momento eu era apenas uma bárbara ignorante. Então olhou an direção da porta quando outras pessoas seguiam entrando, as encarou enquanto entravam, minha feição era de clara desconfiança.
Imagem

Avatar do usuário
ThePortal
Mensagens: 92
Registrado em: 27 Jun 2017, 18:39
Localização: São Bernardo do Campo - SP
Contato:

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por ThePortal » 26 Set 2017, 19:47

Terminus ainda sentia-se como em meio a um sonho. Quando fugira para Deheon tinha alguma esperança de talvez conseguir uma audiência com a Rainha-Imperatriz. Não era um homem de palavras, mas tinha a esperança que sua ardente vontade de libertar seu lar poderia talvez acender algo, convencê-la. Irônico como seu desejo de certa forma se realizou, ele estava na mesma comitiva que Shivara Sharpblade. Contudo, a mesma não mais ostentava a coroa do Reinado, e tampouco se dirigiam para Tollon com um exército libertador. Ia para Trebuck, em meio a loucura da recente Aliança de Ferro. Chegou a pensar em ignorar o chamado da ex-regente, até que ouviu-a falar em Felticitus.

O Centurião - agora Legado pelo que ouvira - fora o mais ferrenho adversário que ele poderia ter. Pelo menos ele tinha certeza que a recíproca era verdadeira, dado o quanto sua querida vila de Gaule resistiu à dominação táurica até a queda do antigo Rei-Imperador. Segundo Sharpblade, ele estava envolvido nesta negociação, ou o quer que fosse - ainda que a regente não tenha entrado em muitos detalhes. De fato mal conversara com Terminus, que também não era exatamente a mais sociável das pessoas. Seu nemesis estava envolvido, é tudo o que ele precisava saber neste momento.

Foram recepcionados pelo representante da casa Maedoc - já ouvira este nome mais de uma vez em sua vila, como algo em lendas, mas pouco sabia efetivamente daquele clã.
Althair
Imagem
Eu sou Althair Salazar Maedoc, o representante da Casa Maedoc.
Terminus fez uma reverência a moda tamuraniana como aprendera com seu mestre, o tom de voz cordial, mas retraído e talvez um tanto seco.
Terminus
Imagem
Sou Terminus Odehar, de Tollon.
Tinha ânsia de cessar as formalidades e passar aos assuntos importantes. Ainda que não estivesse indo para Tollon, nunca se sabe que caminhos a vida poderia tomar. Lembrou com saudade das palavras de seu mestre, "se perder do caminho algumas vezes é a única forma de encontrá-lo."
"Se quiser ser alguém na vida, devore os livros"
(Seu Madruga)

PbF's:
Ex-Heróis: Mathew Morgan / Borrão
Revolução de Ferro: Terminus Odehar
Contra Arsenal: O Doutor

Avatar do usuário
ISMurff
Mensagens: 3260
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:50

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por ISMurff » 26 Set 2017, 23:02

Monikka se surpreende com a imagem de seu pai em fúria. O velho Reyghar sempre foi conhecido por ser incapaz demonstrar alterações bruscas em seu rosto. Vê-lo demonstrar apreensão ou mesmo raiva, nunca lhe pareceu algo comum. Monikka se posta de pé, frente a entrada do salão comunal enquanto observa o pai andando em círculos a sua frente. A cada baforada do cachimbo, Monikka lembra o quão imerso em outras culturas o pai era. Não que isso fosse ruim. Foi justamente suas habilidades negociais com outros povos que devolveu o status de sua família a uma das mais importantes. E de fato, não era (e não é) a função do patriarca/matriarca da família a manutenção das tradições do clã. Ao patriarca cabia a função de gerenciar a família do melhor modo e nisso o pai de Monikka sobrepujou até mesmo os feitos de seus antepassados. A manutenção das tradições cabia ao portador/portadora do Machado Sombrio. Cabia a Monikka o dever de zelar pelos valores de sua casa.

Ela observa as andanças do pai, alternadas pelas baforadas no cachimbo de fumo halfling. Apoiada na arma de dá o nome de seu clã, ela observa o pai de longe, até finalmente se cansar de apenas observa-lo e iniciar o diálogo.
Imagem
Meu pai, algo o incomoda?
"Barbárie é o estado natural da humanidade. A civilização não é algo natural. É um capricho de circunstância. O barbarismo há de triunfar sempre no final."

- Robert E. Howard

Avatar do usuário
Senimaru
Mensagens: 3960
Registrado em: 22 Jul 2015, 21:23

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Senimaru » 27 Set 2017, 15:27

Althair, Terminus e Aktia

Shivara soltou um suspiro pela "eloquência" dos três e pela firula de Althair.

- Agradeço a atitude mas não sou mais a Rainha Imperatriz meu jovem, não há necessidade para tanto. Alexandra querida, teria algum lugar para conversarmos?

- Claro, por favor me acompanhem.

Alexandra logo se pós a guia-los até o jardim da parte de trás, onde normalmente ia para ler sem ser incomodada. Após serem servidos com chá e alguns bolos, Shivara voltou a falar.

- Suponho que os dois já estejam a par das noticias sobre a Aliança de Ferro, Althair e Terminus. - Ela da uma bebericada no chá - Então, eu lhes apresento Aktia do clã Akatra, seu pai Arke tinha boa relações comigo como regente de Yuden e depois de negociações consegui a liberação dela....

Shivara suspirou profundamente antes de terminar de falar.

- Eu sei que deve ser doloroso mas tirando a noticia que a União foi tomada, não sabemos de mais nada.... Quero informações, se lembra de algo diferente do comum? Como foi o ataque? Como ele conseguiu tomar tudo sem ninguém perceber?

Imagem
Aktia pode fazer um teste de INT para tentar se lembrar das perguntas se quiser.
Monikka

Reyghar nem percebeu sua filha chegar, estava aprofundado demais em seus pensamentos.

- Tudo me incomoda minha filha. Pela primeira vez não consigo prever o que vai acontecer ainda mais depois de decidido que Lord Darkmonn irá a superfície, acho tudo uma péssima ideia... mas ela insistiu depois que AI-Baddinn deu a ideia. Ele falou sobre "mostrar a face do nosso lado" para a superfície, mostrar que não somos "monstros" como pensam que somos por estarmos ligado a nossa Mãe e ao mesmo tempo demostrar força... BAH!

Reyghar foi a bancada de sua sala e começou a trabalhar em alguns papeis mas sem perder o foco da conversa.

- Devia ser eu e os outros lideres indo nessa negociação e não nossa Regente, acabamos de sair de uma guerra civil e não sabemos o que "nossos irmãos" estão planejando para nós. Se algo acontecer a ela tudo que trabalhamos pode ruir. Berrin terá que fazer milagres la em cima.

Imagem
ImagemImagemImagem


Me? Mad? Haha... quite likely!

Avatar do usuário
Wiccan
Mensagens: 544
Registrado em: 20 Set 2016, 10:36

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Wiccan » 28 Set 2017, 13:14

Finalmente as feições daquela mulher se tornaram mais nítidas em minha mente. Ela era Shivara Sharpblade. Tinha encontrado oficialmente com ela uma ou duas vezes quando viajava com meu pai para Yuden, havia uma rainha naquele recinto. Fechei minhas mãos em punho cerrado com os questionamentos de Shivara, olhei para a fumaça que saia do chá que ela bebia e era como se eu estivesse de volta a Akatra, ainda ouvia s gritos, o cheiro de sangue e a minha impotência diante daquela situação me fazia me sentir extremamente culpada, porém aprendi com meu pai que emoções podiam atrapalhar a tomada de decisão e levar uma simples conversa a uma guerra.
Imagem-Eu senti forte odor de cinzas antes do ataque, o ataque foi rápido e nos pegaram desprevenidos. Haviam membros infiltrados dentro da cidade, pessoas que não eram goblinóides eles simplesmente surgiram e quando virmos a cidade estava infestada com essa praga. Seria o tipo de estrategia que eu usaria e mesmo triste e furiosa admiro a precisão dela e exatamente por isso que isso é preocupante. Eles receberam ajuda interna, eles não conseguiriam simplesmente passar pela fronteira e tantas vilas e cidades sem serem descobertos, alguém deve ter facilitado sua chegada e eu tenho minhas suspeitas de como eles vieram sem serem percebidos.
Me mantinha calma e centrada, eu era líder de um povo e não uma selvagem qualquer, meu pai havia me educadão e não iria decepciona-lo, simplesmente direto ao ponto assim como ele me dizia.
Imagem-Imagino que o Reinado e seus aliados já tenham algum tipo de plano de resgate em curso, se tiveram tempo para negociar minha soltura devem ter um plano para libertar meu povo e dizimar esses goblinoides, não podemos aceitar essas criaturas em nosso território sem retaliação.
Imagem

Avatar do usuário
ThePortal
Mensagens: 92
Registrado em: 27 Jun 2017, 18:39
Localização: São Bernardo do Campo - SP
Contato:

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por ThePortal » 28 Set 2017, 15:13

O relato da jovem Aktia despertou sentimentos conhecidos em Terminus. Sabia muito bem como era ter sua casa invadida, destruída, tornada algo diferente de tudo o que se conhecia. Não era tolo a pensar que o sofrimento da jovem nas mãos dos globinóides parecia ter sido muito mais brutal que o seu - minotauros ao menos guardavam uma dose de "civilização" em seus atos, mesmo em guerra. Mas tinha uma empatia imediata por ela. Fez um breve comentário na pausa do relato dela.
Terminus
Imagem

Compartilho da dor de perder seu lar, Aktia.
Imagem-Imagino que o Reinado e seus aliados já tenham algum tipo de plano de resgate em curso, se tiveram tempo para negociar minha soltura devem ter um plano para libertar meu povo e dizimar esses goblinoides, não podemos aceitar essas criaturas em nosso território sem retaliação.
Terminus olhou de Aktia para Shivara significativamente, sem exibir raiva, mas não exatamente sereno.
Terminus
Imagem

Quero crer muito que esses sejam os planos do Reinado, Aktia. De fato, tenho esperança que minha própria casa um dia esteja livre. Mas dadas as circunstâncias, eu não creio que uma invasão em larga escala seja o primeiro plano, estarei correto Lady Sharpblade?
Tinha uma ponta de ironia em sua resposta, algo que ele tentou ser sutil, mas não era um homem de sutilezas, soando novamente rude. Acabou se arrependendo no segundo seguinte - Shivara nunca havia desistido de lutar. Fora Thormy que o fizera, e somente para evitar mais sangue derramado. Ainda não tinha a mesma serenidade de seu mestre, e a saudade de casa estava deixando-o amargo. Emendou em seguida em tom mais complacente.
Terminus

Imagem

Minhas desculpas, Lady Sharpblade. Não vim aqui para apontar dedos, mas para buscar soluções.

Não sou um estrategista em larga escala, mas sei por experiência que vencer não é apenas quebrar espadas, mas sim quebrar espírito. Minha vila somente foi efetivamente tomada quando o povo desistiu de lutar. Logo, conseguir uma ajuda interna na União em tal extensão é de muita astúcia, e embora eu não conheça muito da Aliança, pelo menos os globinóides que apareciam ocasionalmente em Tollon não pareciam capazes de algo assim.
"Se quiser ser alguém na vida, devore os livros"
(Seu Madruga)

PbF's:
Ex-Heróis: Mathew Morgan / Borrão
Revolução de Ferro: Terminus Odehar
Contra Arsenal: O Doutor

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17200
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Aldenor » 29 Set 2017, 01:37

Althair era um nobre, filho de um duque e sua irmã estava prestes a se tornar duquesa por que seu pai estava velho e cansado. Na prática, Alexandra era a verdadeira governante de Castell, algo que nunca quis de fato, mas tomava gosto pela coisa. Althair, pelo contrário, nunca foi um homem dado à liderança ou formalidade aristocrática, embora soubesse a cortesia e os gestos adequados para lidar com situações assim. Shivara podia não ser rainha, mas para ele sempre será. O orgulho de Trebuck.

Quando Shivara respondeu-lhe com humildade, ele sorriu mais abertamente fazendo um gesto com as mãos espalmadas como se pedisse desculpas. Quando foram apresentados a um lugar para conversar, Althair observou melhor os convidados. Um minauro que havia feito uma apresentação um tanto exótica: Terminus era de Tollon, mas a inclinação do corpo lembrava o cumprimento tamuraniano. Um homem de cara fechada, de poucos amigos. Althair não sabia ler suas pretensões imediatas. Já a segunda, apresentada pela própria Shivara, era a Aktia, de um clã da União Púrpura, se Althair entendeu bem.

O jovem guerreiro olhou-a de cima abaixo e impressionou-se com a leveza de suas feições, com seus olhos expressivos e lábios delicados... Althair engoliu seco. Então, a guerreira falou sobre si e sobre sua situação. Ambos desejavam guerra e o extermínio dos goblinoides. Ela por ter tido sua nação invadida e ele por... motivos pessoais, talvez?
Althair
Imagem
Acredito que o Reinado não vá declarar guerra sem uma investigação do que aconteceu. Eu mesmo estaria preparado para lutar caso seja necessário. Aposto que um sem número de aventureiros independentes estão planejando fazer incursões à União Púrpura para matar goblinoides... mas se realmente houve um racha na Aliança Negra em Lamnor, talvez estes goblinoides invasores sob o comando do General Imortal tenham algo diferente a propor do que uma simples matança pela matança.
Disse gesticulando levemente com uma mão enquanto olhava para Aktia. Era difícil não olhar aquela beleza.
Althair
Imagem
Mas eu sei que seus métodos já estão errados. Invadiram e tomaram um lugar através da guerra e isso não pode ser tolerado. Não pelas leis do Reinado, claro. Há de se haver uma compensação, talvez. Eu não entendo muito dos trâmites políticos...
Althair falava abertamente, agora cruzando as pernas, totalmente à vontade. Evitava só de olhar para Shivara e sua irmã, ambas mulheres fortes que já haviam provado serem experientes e de valor.
Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Senimaru
Mensagens: 3960
Registrado em: 22 Jul 2015, 21:23

Re: Revolução de Ferro - ON

Mensagem por Senimaru » 29 Set 2017, 11:08

Guerra, Guerra e Guerra. Jovens sempre correm primeiro e perguntam depois, sempre querendo derrotar o "inimigo", sempre querendo gloria. Shivara já passou por isso quando mais jovem então entendia o que se passava pela mente deles mas idade trás sabedoria e quase sempre a um grande custo. Shivara ficou em silencio durante um tempo pensando falar de um modo que todos entendam mas Alexandra quebrou o silencio primeiro.

- Mesmo se o que falam for mentira, existe muitos outros fatores envolvidos. Uma Guerra agora só serviria para nos enfraquecer e ninguém quer uma segunda Guerra "surpresa". - Alexandra apontava com a xicara para Terminus no final de sua frase. - E pelo que a Senhorita Aktia disse, eles tiveram ajuda interna o que significa que eles sabem como a União funciona.- Ela colocava sua xícara na mesa enquanto fitava todos.- Alguém sabe como funciona a politica das grandes tribos da União? E melhor, como o Reinado se posiciona perante tudo isso?

Shivara começou a massagear suas têmporas e fez uma pequena carreta quando as perguntas foram feitas.
Quem tiver Conhecimento Historia ou Nobreza pode rolar para saber de algo, Aktia tem bônus na rolagem.
ImagemImagemImagem


Me? Mad? Haha... quite likely!

Responder

Voltar para “Revolução de Ferro”