A Lenda de Zagor — O destino do maior vilão dos FF

Lançamentos

A Lenda de Zagor — O destino do maior vilão dos FF

Por Em Lançamentos Comentários A Lenda de Zagor — O destino do maior vilão dos FF 2

Em 1982, Ian Livingstone e Steve Jackson lançaram The Warlock of Firetop Mountain, ou como conhecemos em português, O Feiticeiro da Montanha de Fogo, que viria a se tornar o primeiro e mais conhecido volume da série de livros-jogos Fighting Fantasy (também chamada de Aventuras Fantásticas por aventureiros mais experientes). O título se tornou um sucesso absouto ao colocar o leitor-jogador no papel de um herói que explora uma masmorra na Montanha de Fogo do título e enfrenta o grande feiticeiro Zagor, o maior de todos os vilões da linha! O sucesso foi tanto e o impacto de Zagor tamanho, que esse foi um dos poucos livros da franquia a ganhar continuações, assim mesmo, no plural: Retorno à Montanha de Fogo e a conclusão da trilogia, até então inédita no Brasil, A Lenda de Zagor!

Neste livro, somos apresentados a um lugar novo, Amarillia, mundo de magia e perigos para onde Zagor foi enviado no final do livro anterior. Aqui o jogador escolhe um herói amarilliano e parte numa missão para dar cabo de vez no feiticeiro, agora fundido magicamente com um poderoso demônio local, enquanto explora o grande Castelo Argênteo, outrora sede do poder daquele mundo, agora um mausoléu recheado de monstros terríveis e perigos ocultos. A grande novidade aqui, porém, é mecânica: em A Lenda de Zagor, o jogador tem quatro opções de personagens para usar na missão: Anvar, o bárbaro; Braxus, o guerreiro; Restolho, o anão; e Sallazar, o feiticeiro. Cada um deles tem seus próprios pontos fortes e fracos, criando diversos caminhos diferentes para chegar até o final da aventura e apresentar o temível Zagor ao seu destino final.

Sabemos que esse lançamento demorou um pouco. Queríamos ter certeza de que o material estivesse redondinho antes de ser enviado para a gráfica, afinal, vocês e o grande Zagor merecem! Com todas as regras únicas e a quantidade de quebra-cabeças contidos no texto, foi um projeto que pediu um pouco mais de cuidado do que o Fighting Fantasy normal para ser concluído (e também tivemos que sacrificar um pobre livro em inglês para os deuses dos processos editoriais). Mais uma vez, a tradução do título ficou por minha conta, e a belíssima capa é obra do grande Samuel Marcelino!

Você encontra A Lenda de Zagor aqui, e vai até até aqueles que compraram na pré-venda a partir deste mês, março de 2022. Espero que gostem!

Comentários (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *