Brigada Ligeira Estelar: Pesquisas Extra-Dimensionais

Brigada Ligeira Estelar

Brigada Ligeira Estelar: Pesquisas Extra-Dimensionais

Por Em Brigada Ligeira Estelar Comentários Brigada Ligeira Estelar: Pesquisas Extra-Dimensionais 1

Ameaças Extra-dimensionais para Brigada Ligeira Estelar!

A Brigada Ligeira Estelar tem motivos para plantar bases em todo canto: desconhece-se as capacidades de infiltração digital dos Proscritos. Sem falar do risco de vazamentos de informação estratégica: há nobres e corporações interessados nos centros de pesquisa e de desenvolvimento tecnológico.

Assim, algumas organizações científicas precisam ser mantidas em segredo. Uma delas é o Centro Imperial de Pesquisas Extra-dimensionais (CIPED), no planeta Altona. Dessa maneira, ela vem sido desenvolvida em conjunto com os andro-ginóides de Saumenkar, na sua busca de tecnologias para enfrentar os Proscritos.

A princípio, a CIPED foi criada para pesquisar os portais proscritos e seus buracos de minhoca. Contudo, ela parece estar tomando contato com dimensões além da nossa, diferentes leis físicas e, enfim, eventos diferentes. Todavia, elas não foram acessadas ainda. Portanto, talvez seja interessante mantê-las bem distantes por questão de segurança.

Uma verdadeira cidadela, longe e perto de tudo ao mesmo tempo.

O Comando da CIPED

A princípio, poucos deveriam ter acesso às suas instalações. Porém, pesquisas extra-dimensionais são voláteis. Portanto, sendo assim, é preciso um aparato especial de segurança ao redor do local. Consequentemente, a decisão de estabelecer tudo em Altona não foi gratuita. Dessa maneira, além das pesquisas sobre tecnologias alienígenas, há muito espaço livre, longe de grandes centros. Entretanto, poucos tem uma ideia clara das reais pesquisas por trás das verdadeiras fortalezas da CIPED.

A rigor, o comando da CIPED está sob as mãos de ferro do Professor Kobayakawa Suketaka (53). Seu braço direito é sua filha e assistente Kobayakawa Koyo (24). Além de Koyo, sua filha do meio Kobayakawa Tsuneme (21) é a chefe de segurança interna. Sua irritante filha caçula, Kobayakawa Runko (14), é seu principal piloto de protótipos. Inclusive, um dos pilotos da Brigada Ligeira Estelar no quartel mais próximo é uma bastarda do professor, Towa Anayama (15).

Sim, elas são desculpa para colocar vilãs de trajes justos. Nos processem. 😛

Tensões Onipresentes

Porém, o motivo para se tolerar o nepotismo dos Kobayakawa é simples: elas sabem. Contudo, quanto menos pessoas souberem, melhor. Além disso, temos a existência de um quartel da Brigada Ligeira Estela nos arredores — e assim, de seu atento comandante, Jagjinder Rakkar (49). Portanto, é comum termos confrontos de jurisdição e os Kobayakawa sabem muito bem: a Brigada está lá para manter um olho das autoridades sobre qualquer evento catastrófico em potencial.

Além disso, há a presença de um representante da Inteligência Imperial, Yex’wl’e Tlukoshaovy (33), da minoria circassiana de Arkadi. A propósito: como ninguém consegue pronunciar isso, muitos o apelidam pelas costas de “Agente Alfabeto”. De resto, há a presença de um Andro-Ginóide, Áries, de aparência perturbadoramente andrógina. Aliás, é ele o contato com o planeta Saumenkar (isso ocorre depois da Batalha dos Três Mundos) e portanto, a fonte da alta tecnologia dessa operação.

O que se esconde nas áreas secretas de bases avançadas?

Rumores e Boatos

Aonde pouco se sabe, muito se fala. Temos muitos segredos — e eventualmente, ameaças a serem controladas na própria base ou descobertas a se esconder…

  • Towa Anayama (Ana para os amigos) não parece ser bem-quista pela família. Logo, segundo fofocas, ela se alistou para sair de casa e é leal à Brigada, não aos Kobayakawa. Consequentemente, pode ter sido transferida ao local como uma resposta a isso.
  • Dizem existir um protótipo de portal dimensional mantido como um segredo máximo — porém grande demais para esconder. Todavia, mantém-se as aparências.
  • Segundo rumores, o Professor Kobayakawa ambiciona ter títulos de nobreza e terras no seu mundo natal, Viskey, e isso faz dele… pouco confiável.
  • Um segurança, não identificado e sob álcool, comentou ter visto de relance uma criatura monstruosa bem diferente dos monstros tão conhecidos em Inara.
Quais dimensões podem ser descobertas… e será esta uma boa ideia?

Mais Rumores

  • Não foi o único caso: há quem diga ter visto discretamente um antebraço decepado de robô gigante superior, em tamanho, a vários robôs hussardos de pé.
  • Uma equipe da CIPED está, nesse momento, dentro de Catapilla. Também dizem existir, nele, portais como os supostamentes desenvolvidos na base.
  • Foram captadas atividades estranhas e flutuações energéticas em construções alienígenas de Altona, durante experiências com energia extra-dimensional.
  • Aparentemente, espiões corporativos ligados à FEMTAR vigiam as imediações da base. Contudo, quem chegou às áreas secretas parece jamais ter retornado.
  • Também andam dizendo: Eloy — a cidade mais próxima da CIPED, aonde os oficiais da Brigada vão aos fins de semana — também abriga espiões corporativos…
  • Há boatos sobre a replicação de projetos secretos de outras instalações, em outros mundos, como autodefesa preventiva: várias delas também fazem isso.
Vá saber que coisa se pode pescar em circunstâncias como essas.

Para Jogadores e Mestres de Brigada Ligeira Estelar

A CIPED é um pequeno presente em dois sentidos. Em primeiro lugar, atende às demandas de quem pensa não haver relevância no gênero dos robôs gigantes antes de 1995 (primeiro: não é verdade. Segundo: quem entendeu e vier com “isso não é mecha” vai tomar uma no meio da lata*). Portanto, está tudo aqui! Conspirações, segredos, disputas de interesses e ameaças potenciais para os jogadores. Aqui, tudo é bem aberto.

Contudo, isso não compromete necessariamente o elemento heróico da Brigada Ligeira Estelar. Afinal, eles estão ali para vigiar gente não muito confiável e combater seres que não deveriam estar neste universo. Portanto, a presença de um representante da Inteligência, inclusive, serve como um ótimo elemento para envolver os protagonistas em meio a esses mistérios. Todavia, lembre-se: os protagonistas são os personagens jogadores!

A Conspiração da Semana.

Misturando Tudo

Em segundo lugar, essa é a gambiarra narrativa para qualquer crossover possível dentro do cenário. O cânone aqui é do mestre: se você quiser inserir Brigada Ligeira Estelar em contextos à la Super Robot Wars (não o OG, mas aquele milk-shake de animes), você pode. Aliás, se você quiser trazer itens, robôs ou personagens de seu anime favorito, você pode. Dessa maneira, se o mestre for pouco esperto e permitir o piloto extra-dimensional de uma série overpower… você pode!

Assim, esse pequeno truque nos permite incorporar certos elementos sem precisar de grandes alterações no cenário — afinal de contas, a polícia do copyright não vai bater à porta da casa do jogador com cassetetes na mão. O mestre só não deveria permitir que o jogador usasse isso como desculpa para, digamos, pilotar aquele mega-ultra super robô mentiroso e deixar os demais jogadores comendo poeira. Tenha pulso (ser assertivo não é ser tirano) e bom-senso!

Super Robot Wars: o desafio é reunir toda essa trupe e fazer sentido. Contudo, quem liga?

Algumas Palavras Finais

Temos várias possibilidades apenas orbitando a CIPED. Do mais simples (“grupo de direitos dos animais ‘contra experimentos inocentes vitimados pela ciência’ acaba roubando uma criatura extra-dimensional… e pode liberar uma ameaça horrenda na constelação”) ao mais complexo (“um cientista vaza informações para um parente na TIAMAT, mas quando este é pego pela Brigada, o fogo cruzado da sucessão desse clã pode atingir o próprio projeto”).

Dessa forma, os jogadores podem ser parte da Brigada — novamente, sem comprometer seu aspecto mais heróico — e, dessa forma, deterem ameaças eventualmente trazidas pela CIPED ou bater de frente com os planos pessoais dos Kobayakawa, sejam lá quais forem. Inclusive, eles também podem também se envolver em tramas de espionagem. Logo, sempre há chance da organização estar mexendo com forças grandes demais e dessa forma, todos sabem quem lidará com isso quando tudo explodir!

Até a próxima!

Vejam lá o que vão me trazer, hein?

Notas

* O próprio criador da série em questão se posicionou finalmente: é mecha, gente. Não importa se foi feito com metal, carne ou biscoitos Piraquê. É gigante, é pilotável, foi projetado, tem cabine de piloto — logo, é mecha. 

DISCLAIMER: Mass Effect é propriedade da BioWare Corp.; Schwarzesmarken, de Âge, via ixtl e Liden Films; Neon Genesis Evangelion, de Khara, Inc.; Blue Gender, de Anime International Company, Inc.; Ulysses 31, de TMS Entertainment Co., Ltd.; Pacific Rim, de Legendary Pictures (Legend Pictures, LLC), Universal Pictures (Universal City Studios LLC) e Warner Bros. Entertainment, Inc.; todas as imagens para fins divulgacionais.

Twitter de Brigada Ligeira Estelarhttps://twitter.com/BrigadaEstelar
Blog oficial de Brigada Ligeira Estelar: https://brigadaligeiraestelar.com/
Instagram de Brigada Ligeira Estelar: https://www.instagram.com/brigadaligeiraestelar

Comentários (1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *