Curtos & Fantásticos finalista do Prêmio Le Blanc!

Notícias

Curtos & Fantásticos finalista do Prêmio Le Blanc!

Por Em Notícias Comentários Curtos & Fantásticos finalista do Prêmio Le Blanc! 0

Fala, pessoal! Tudo bem? Hoje a postagem vem com informação, mas também uma dose de comemoração! O Curtos & Fantásticos Volume 2, uma antologia de contos no formato Flash Fiction lançada pelo selo Odisseias da Jambô, é novamente finalista do Prêmio Le Blanc! Como um dos autores com texto neste livro fantástico, vim falar com vocês um pouco sobre o concurso, a coletânea e a sensação de ser finalista de um prêmio. 

Mas, antes de tudo: o que é Flash Fiction?

Flash Fiction

Em resumo, é um conto curto, de até mil palavras. Sendo um pouco mais específico, esse conto curto contém uma história em seus termos fundamentais, com começo, meio e fim. Tem a mesma ideia e estrutura por trás de uma história “normal”, personagens, trama, conflito e segue o padrão narrativo escolhido pelo autor (Narrador personagem, narrador observador, narrador onisciente, epistolar etc). O grande desafio é unir, em poucas (ou, dependendo do texto, pouquíssimas) palavras um enredo que prenda o leitor, não deixe furos e seja balanceado entre descrições, diálogos e profundidade dos personagens. 

Sou assumidamente fã de literatura rápida e adoro escrever histórias com começo, meio e fim em tão poucas palavras, então, enviar meu conto para o concurso realizado pelo Diário de Escrita, uma live semanal em que os apresentadores Karen Soarele, Vinicius Mendes e Wesnen Tellurian convidavam quem assistisse a escrever e cumprir sua meta semanal de escrita, foi uma experiência fantástica (sem o perdão do trocadilho). 

E dá para contar uma história completa em tão pouco tempo?

Dá. Ô se dá. O choque causado por uma ficção relâmpago pode ser tão assustador, engraçado ou melancólico como um livro todo, e posso provar! Um microconto fortissimo de Ernest Hemingway  é capaz de enjoar até o mais forte estomago. Com poucas palavras, o autor consegue desconcertar o leitor e deixar a mente viajar em uma terrível e inevitável realidade:

“Vende-se: sapatinhos de bebê nunca usados.”

Aposto que foi uma frase difícil de engolir, certo? Alguns outros microcontos atiçam a imaginação do leitor, deixando a imaginação guiar o resto da história. como esse de Augusto Monterroso

“Quando acordou o dinossauro ainda estava lá.”

Poucas palavras, muitos significados e a história contada nas entrelinhas. Se com uma frase os autores conseguiram nos deixar assustados, tristes e curiosos, o que mil palavras não irão fazer?

Curtos e Fantásticos

O concurso realizado em 2020 teve mais de 80 contos inscritos, com 21 contos selecionados por autores do Grupo Papo de Autor, mais três contos criados pelos organizadores e ainda o texto de um convidado mais que especial: J.M Trevisan

A maravilha dessa antologia não está apenas na qualidade do texto, mas também em sua variedade. De Vampiros contra lendas locais, uma prisão inescapável, viagem pela galáxia, um fantasma em um castelo e até o tesouro inusitado de um dragão, esse livro é uma roleta russa literária que com certeza irá agradar o leitor, independente do gênero de sua preferência. Ler essa antologia é como abrir um menu degustação de escritores de diferentes gêneros. Ter a possibilidade de experimentar um pouquinho de cada estilo, as ideias, descrições e personagens de tantos talentosos escritores nacionais assim é uma experiência por si só muito válida, mas a maior sacada desse grande livro de pequenas histórias é mostrar ao público como um texto sucinto pode causar tantas emoções diferentes. É como abrir uma caixa de bombom e vendar os olhos ao escolher o chocolate.

Finalista Premio Le Blanc

Chegamos a comemoração! Sim, o Curtos & Fantásticos Volume 2 (assim como seu irmão mais novo, Curtos & Fantásticos Volume 1) é finalista do Prêmio Le Blanc, um concurso que premia, além de outros gêneros, a melhor antologia nacional de literatura fantástica em 2020. E por isso quero agradecer a todo mundo que votou para que o livro chegasse na próxima etapa. Agora é com o juri, mas sem vocês, nem teríamos sido lidos por eles. Pela segunda vez! 

Prêmio de cultura pop organizado pela escola de Comunicação da UFRJ (ECO/UFRJ) e a Universidade Veiga de Almeida (UVA). O nome do prêmio é uma homenagem ao artista haitiano André Le Blanc

Como escritor, é difícil passar a sensação de conseguir mais uma vez ser finalista deste concurso. No primeiro C&F meu conto No quarto escuro foi um dos cinco finalistas internos da antologia, então descobrir que meu conto conseguiu chegar ainda mais longe, foi uma sensação indescritível. Escrever uma história tendo que resumir descrições, detalhando pouco os personagens e criando um “background” em algumas linhas é uma tarefa difícil, mas muito recompensadora.

O meu conto finalista do primeiro concurso narra toda a trajetória de um serial Killer de maneira epistolar (quase todo o conto é uma carta deixada pelo protagonista) descrevendo os fatos que o levaram a cometer a série de crimes. Essa carta contém alguns detalhes que explicam a cena final, fechando  o arco da personagem, mostrando os motivos (se são válidos ou não, aí é outra história) e deixando claro as intenções (e o desfecho) de todo o crime envolvido na narrativa.

Então pedirei aos bardos que cantem músicas sobre nossas antologias, que os deuses de Tormenta nos abençoem e nos tragam o fruto desta vitória. E se ficou curioso, acesse o site da Jambô  e adquira essa antologia. E, caso tenha vontade de saber se vai gostar do gênero, este texto tem menos de mil palavras! Seria um Flash Post?  

Leia a versão digital do Curtos & Fantásticos Volume 1 de graça aqui

Autores do Curtos & Fantásticos Volume 2

Alba Mendes, Carlos Perini, Duda Vila Nova, Felipe Cangussu, Felipe R. R. Porto, Flavio Haag, Gabriel Ribeiro de Souza, Glauco Lessa, Henrique Zummerer, Jê Ômega, JM Trevisan, João Lucas Gontijo Fraga, Johann Duarte, Karen Soarele, Lucas Rosa, Pedro Henrique Matos, Ricardo Kruchinski, Sario Ferreira, Selene Sodré, Vicente Gomes Pinto, Vinicius Mendes, Wagner Thiele Fracassi e Wesnen Tellurian.

Comentários (0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *