Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1297
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Keitarô » 05 Nov 2019, 15:38

Tenzi

O Cosmo de Tenzi se elevou, atingindo um novo patamar. Kain percebeu a mudança quando a turbidez da água revelou o cavaleiro quase sem escoriações, livre de movimentos. O muviano flutuou até a superfície, como se subisse num elevador. Pisou na água como um santo faria, controlando seu Cosmo sincronizado com Compasso e anulando os efeitos da gravidade, modificando o empuxo.

— Muito… interessante, Tenzi de Compasso. Para um cavaleiro de bronze chegar a este patamar… hum.

Ele assumiu uma pose de combate quando viu Tenzi aproximando-se para um soco. Procurou abaixar-se com o braço esquerdo na direção do golpe, prevenindo maiores danos…
Tenzi rolou seu ataque (FA=F1+H3+1d):
Imagem

FA 8

… o que, ao contato com o punho de Tenzi, fez subir uma rápida camada de água, restringindo o impacto. A defesa foi total, Tenzi sentia; o golpe não havia entrada. Kain sorriu, satisfeito.

— Mas, mesmo no patamar de prata, você é um simples iniciante com sorte. Terá a mesma sorte duas vezes?

Ele saltou para trás, a água subindo em espiral amparando o movimento. Com um movimento brusco do braço direito, ele disparou um canhão de cosmo envolto em água novamente, quase à queima-roupa!
Tenzi rolou sua defesa (FA=A5+H3+1d):
Imagem

FD 10, –4 PVs

Tenzi rolou um teste de R:
Imagem

Falha; até o fim do combate ou do efeito, Tenzi está com H–5 (no caso, 0).

Dados:
8/15 PVs, 61/63 PMs; H0.

O golpe foi, como o anterior, bem resistido pelo cavaleiro de Compasso, mas desta vez a quantidade de água na forma de tentáculos foi mais intensa. A água abraçou todos os membros do santo, freando quase totalmente seus movimentos. Bater na água fazia-a espalhar, mas não se dissipar. Logo mais água o circulava, refazendo os anéis de restrição. Estava enredado!

— Eu avisei… — Kain pousou na superfície sendo recebido pela água como se esta fosse um altar móvel.

Amaretsu

— Hm! Então que assim seja, soldado!

Ela disparou na direção de Amaretsu, saltando entre os pequenos montes de destroços recém-criados sem dificuldade. Chegou deslizando no chão, o corpo baixo, para um corte na direção das costelas pela direita. A espada se envolveu novamente na luz avermelhada de antes, mas com menos brilho. Quando o golpe estava para encostar, um borrão se fez na capitã, e a dor atingiu a soldado.

Kaguya, na verdade, golpeou entre o ombro e o pescoço de Amaretsu, quase uma ilusão de ótica. A espada desceu um palmo na direção do pulmão da lupina.
Amaretsu perdeu 9 PVs.

Dados:
11/20 PVs, 8/20 PMs.

O plano de Amaretsu, a princípio, deu certo. Inclinando-se na direção do golpe, fazendo a espada perfurá-la ainda mais, teve Kaguya presa sob seu domínio. Ela percebeu de pronto a estratégia da soldado, mas não teria tempo suficiente para reagir. Sua filha, segurando a espada, usou o outro braço para mirar no peito da oponente e disparar, mistura de projétil balístico com Cosmo enfurecido.
Amaretsu rolou seu ataque (FA=PdF1+H3+1d, Tiro à Queima Roupa, crítico 5 ou 6):
Imagem
Crítico!

FA 11

Dados:
11/20 PVs, 7/20 PMs.

O disparo explodiu criando uma pequena nuvem de fumaça. Por um momento, não se entendeu o que havia acontecido. Amaretsu sentia a espada no corpo, mas leve. Quando a fumaça se dissipou, percebeu Kaguya a poucos metros de distância, ofegante. O chão entre as duas mais fundo, vítima da explosão. No último momento, a Gueixa de Aço resolveu soltar a arma para defender-se. Aparentemente, não sofrera nada.

— Agora você tem minha arma… mas ela de nada serve se você não puder me atingir. E você não pode, porque eu não vou cair na mesma estratégia.

Ela abriu bem as pernas, uma posição que lembrava muito o kung fu garra de águia, os braços tremiam com a força aplicada. Parecia se concentrar.

— Este será meu ataque derradeiro…!
É turno de Amaretsu novamente.

Carlos e Cecilia

— Isso não é uma ofensa, Carlos. Nós aprendemos muito com o histórico de invasões no Santuário, então sabemos como capturá-lo. A não ser, é claro, que seja uma missão suicida do invasor, como tivemos recentemente… — ele ficou mais sério, um pouco reticente.

Gracus olhou o celular mais uma vez, como que esperando o contato de alguém. Em silêncio, suspirou, e por fim, concluiu.

— Vou ativar o alarme contra invasões. Receio que não poderei mostrar o laboratório, como comentei, e que vocês também não poderão partir agora, por segurança. Serão colocados no bunker de proteção, e peço que não atuem contra a ameaça, que é de responsabilidade nossa. De acordo?

— Onde é esse bunker de proteção? — questionou Kátia, a expressão meio a contragosto.

— Fica no subterrâneo sob a ala de treinamento. No caminho, podemos nos encontrar com Hera, que também deve ficar protegida. Nós outros, cavaleiros de aço, lutaremos se necessário. Entendido?

E tendo dito isso, ignorou todo e qualquer assunto, abrindo a porta e esperando que os três passassem.

— Muito bem… eu estou indo. Creio que elas se entenderão por aqui.

___
Próxima atualização: dia 07.11.2019, quinta-feira.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1886
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 05 Nov 2019, 17:59

Tenzi

—…

A situação era desesperadora, estava enfrentando um cavaleiro de um nível superior sem ajuda de outro cavaleiro, mas não podia deixar o desespero tomar conta de si. Talvez não pudesse ganhar dele sozinho, mas poderia com ajuda, se continuasse a prolongar a luta ajuda chegaria em algum momento, seja de algum cavaleiro, ou seja com Agni dando algum golpe de sorte.

"Mas eu não estou sozinho"

Além de Agni que estava em algum lugar, Tenzi era um cavaleiro de Atena, lutava por e com Atena, mesmo que estivesse longe fisicamente.

"Por favor, Atena. dê-me a força para enfrentar esse desafio e proteger o Santuário"

Tinha pensando em clamar para recuperar sua mobilidade, mas o inimigo poderia realizar o mesmo golpe novamente. Decidia então por fortalecer o que tinha de melhor: sua defesa, assim poderia contra-atacar também. Tendo Compasso fortalecida por esse pedido, encararia seu inimigo.

— Eu não sei quem ou que está do seu lado, Kain. Mas eu tenho Atena ao meu lado, vejamos quem precisará de sorte.

Em situações normais não faria uma provocação assim, mas no momento tinha que arriscar, tinha que fazer o inimigo atacar e aproveitar o momento para contra-atacar.
F1, H3-5**, R3, A0+5*+5***, PdF0; 8/15 PVs, 60/63 PMs ; PDs , PE 1+1 temporário
*Compasso
** Redutor do inimigo
*** Ponto de Destino

Gasto 1 PM e uma Ação Padrão para fazer uso de Patrono( Atena)para ganhar 1 PD através de Milagre Cósmico e usar este para ganhar +5 de Armadura. Com os efeitos de A10 eu pego Armadura Extra (Energia)

Uso Ação de Movimento para usar Postura Defensiva e ficar com Armadura Extra

Também uso Senhor da Montanha para reduzir o necessário pra Defesa Crítica. Caso FD supere FA dele, Defesa Agressiva

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 722
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 06 Nov 2019, 13:24

Amaretsu:

Minha tática deu certo pelo menos parcialmente, mas minha Capitã não sofreu o estrago que eu gostaria de ter feito mas pelo menos já é a segunda vez que eu a atingi com força. A sua espada banhada em luz doe bastante na minha carne, a Donzela de Ferro nunca foi tão castigada como está sendo, minha Armadura parece ser feita de panos velhos pois o último golpe eu posso quase sentir dormência do meu lado direito, sinto o sangue pulsar para fora tornando vermelho o meu pelo que pelo que tudo indica agora é branco como os lobisomens heróicos das lendas urbanas, com uma das mãos eu removi a lâmina e a segurei firme enquanto tentava engolir a dor, nem Ingi e Atena foram tão severos em combate quanto minha mãe, estou chegando ao meu limite assim como minha Armadura, mas não pretendo entregar o combate, no fundo eu me sinto envergonhada por estar sendo tão fraca.

Vou usar essa espada para me ajudar na defesa, o meu lado direito está bastante maltratado.

Em pensamento:
-Esse será seu último golpe? Então venha com tudo.

Olhei para minha mãe e a chamei para a briga com um gesto com a mão, e tal logo eu fazia isso eu me posicionei no chão imitando um lobo, colocando uma das "patas" ao solo e firmando as pernas para uma investida, mas uma investida a longa distância, apesar da Donzela de Ferro estar com dificuldades para atender meu comando ela ainda sim funciona ainda que soltando fumaça e faíscas.

As chamas brotavam dentro de mim e eu as expeli com um sopro de fogo pela minha boca para poder assim alcançar todos os ângulos, minimizando as chances de evitar meu golpe e com uma rajada de mini mísseis que viria logo após a parede de fogo.

OFF1: H3+1 (Reino Animal) + PdF1+2(Reino Animal) + Tiro Múltiplo e Amplo.

OFF2: Pvs 11, Pms 0.

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 445
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Nulo » 07 Nov 2019, 00:03

Cecilia

"Phew..."

Cecilia queria suspirar audivelmente. Parecia que o diretor Gracus estava fazendo aquilo tudo aparentemente para atrapalhar, ou realmente queria atrapalhar, mesmo. Continha-se, já que era só uma escolta para a diretora Kátia ali. O que quer que ela escolhesse, acompanharia-a. Já para Hera...

— Acho que passaremos aí na ala de treinamento em instantes. Ocorreram desenvolvimentos e agora querem nos proteger contra uma invasão em um bunker de proteção? Não concordo com essa decisão, mas deixarei a diretora Kátia decidir. Espero que realmente não tenha um invasor poderoso por aqui.

Do contrário, todos os cavaleiros estariam em apuros. Falando em apuros, esperava que Tenzi estivesse bem no santuário...

"Ele deve estar acompanhado de um cavaleiro de ouro, mas mesmo assim, espero que esteja bem."

Avatar do usuário
Inoue91
Mensagens: 592
Registrado em: 08 Jan 2014, 02:38

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Inoue91 » 07 Nov 2019, 01:05

Carlos

— Bom...Mas à medida que as técnicas de defesas são aprimoradas, as técnicas de invasão também são, é sempre esse jogo de gato e rato, as vezes ele só estava testando o método dele, e agora que ele viu que conseguiu passar sem ser detectado, poderá tentar algo mais ousado ou usara isso a seu favor de alguma outra maneira.

Carlos então voltava a vestir seu capacete, ao ouvir as palavras do diretor, estralava o pescoço o jogando de um lado para outro e socou o seu punho esquerdo na palma da mão direita.

— Me desculpe Gracus, mas eu não posso ver uma ameaça e ficar parado não fazendo nada, afinal foi para isso que me tornei um cavaleiro, e eu também não gosto da ideia de ficar "preso" em um bunker subterrâneo.

Assim, Carlos parava ao lado da Cecilia e então falava em voz baixa para amazona.

— É melhor ficarmos atentos, algo me diz que ele ainda está nos escondendo alguma coisa

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1297
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Keitarô » 07 Nov 2019, 09:35

Tenzi

— Atena… hahaha. A deusa amaldiçoada… hunf.

Furioso com o recente crescimento de poder de Tenzi, o santo negro fechou os dois punhos, envolvendo-os em esferas de Cosmo violentas. A água circulou as esferas, num tamanho ainda maior que antes. Envergando o corpo inteiro para trás para pegar impulso, Kain disparou os dois raios que se entrelaçaram num único e gigantesco raio aquático.
Tenzi usou Patrono (Atena) para receber 1 PD e conferir A+5, rolando sua defesa (FD=A10×2+H0+1d, Posição Defensiva com crítico ×4 graças a Senhor da Montanha):

Imagem
Crítico!

FD 46

Usou Defesa Agressiva.

Dados:
8/15 PVs, 58/63 PMs (Sugoi).

Tenzi sentiu automaticamente a proteção de Atena. Era difícil saber se aquilo era uma resposta da deusa, ou um "placebo" de seu próprio Cosmo projetando a ajuda divina. De toda forma, sentia um manto de energia protegendo-o e fundindo-se ao próprio Cosmo. O raio de Kain chocou-se contra a defesa de Compasso, não conseguindo perfurar além da aura de Cosmo de Tenzi. Mais e mais o Cosmo de Compasso crescia, Kain esforçando-se, com toda a força de seu próprio Cosmo, para vencer a barreira.

Por fim, como se Compasso girasse suas pontas no espaço, a energia retesou explodindo para trás na direção de Kain. O cavaleiro foi lançado ao ar, quicando uma vez na água e chocando-se contra uma parede invisível, causando uma rachadura que se espalhou por uma área enorme. Repentinamente, a parede despedaçou em todos os lados, e a água começou a baixar até sumir, sobrando apenas uma terra úmida.

Agni estava toda molhada, os cabelos encharcados. Ofegava, tossindo um pouco de água.

Kain tentava se levantar sem sucesso.

— Mal… maldição… de n-novo…
Tenzi não está mais sofrendo os redutores em sua H.

Amaretsu

Kaguya travou o movimento ao perceber a explosão de Cosmo de Amaretsu. Hera, que se colocava em posição de quem iria sair do ambiente, parou para reagir à derrocada balística da amazona de aço, se necessário. Depois da rajada de fogo, vieram os mísseis, explodindo tudo à frente e ao lado, deixando o ambiente totalmente enfumaçado.
Amaretsu atacou três vezes (FA=PdF3+H4+1d, Amplo) e rolou:

Imagem Imagem Imagem
Crítico no segundo ataque!

FA 8, 16 e 9

Dados:
11/20 PVs, 0/20 PMs.

A espada, de tão leve, quase não existia na mão de Amaretsu. Por um momento, a dúvida se o ataque teria funcionado ou não. Quando a fumaça começou a se dissipar, uma certeza decepcionante.

Hera estava novamente encostada na parede, observando. Kaguya, na mesma postura de antes, mas numa posição diferente, mais alta. Sua energia estava claramente maior que antes, como se a concentrasse (chikung), embora a flutuação de Cosmo fosse baixa. Kaguya tinha mais Cosmo potencial do que qualquer outro guerreiro de aço, mas não era como Amaretsu. Tinha muita técnica, mas não poder bruto. Hera aparentemente tinha ambos.

— Você não vai me acertar, Amaretsu… desista — ela fechou um pouco mais os dedos, na posição de dragão. — Estará tudo terminado…!

Repentinamente, um alarme distante começou a tocar. Era difícil saber do que se tratava, porque os alarmes da ala de treinamento tinham sido destruídos pelos mísseis de Amaretsu, junto com boa parte do lugar.

Hera saiu correndo de volta ao corredor por onde as três vieram.
É turno de Amaretsu novamente.

Carlos e Cecilia

Gracus riu sutilmente com as respostas.

— Sabe, sou do signo de Leão, como… você, acho — apontou para Carlos. — As coisas podem até me passar despercebidas, de vez em quando. Mas se me proponho a caçá-las, vou encontrá-las. Não sou escolhido de constelação alguma, mas ainda sou general da Academia. Também somos cavaleiros.

— Gracus — disse Kátia dando um passo à frente. — Se a Academia está sendo invadida, é claramente óbvio que a ajuda de cavaleiros é imprescindível para não haver casualidades.

— Kátia — ele ficou sério, expressão militar. —, há pouco você me disse que seu protocolo modera os pedidos de ajuda que eventualmente fizermos. O Santuário prefere o formalidade de avaliar se vai interferir, a simplesmente ajudar porque isso é o certo. Não queremos ajuda; teríamos de discutir diplomaticamente e documentar tal protocolo. Nós faremos diferente. Estarão protegidos, e tudo isso será resolvido rapidamente.

Do lado da porta havia um pequeno case metálico que Gracus levantou, revelando um botão vermelho. O prédio tremeu, provavelmente ainda reflexo da luta de Kaguya contra Amaretsu. Gracus observou o corredor e então bateu no botão com a mão, acionando um alarme, provavelmente de invasão.

— Gracus--

— Não precisam ir ao bunker subterrâneo. A minha sala é um bunker. Por favor, mantenham-se protegidos.

Lançou um olhar significativo a Carlos e Cecilia, tocando com o indicador o rosto próximo aos ouvidos. Finalmente, saiu, fechando a porta, o que disparou um mecanismo fazendo descer esteiras de aço quase instantaneamente até o chão. Depois, chapas largas de aço também começaram a descer à frente da primeira camada, desta vez mais devagar. O som do alarme ficou mais abafado, o que de certa forma era um alívio para Cecilia, que estava começando a sentir náuseas tamanho o volume sonoro.

— Parece-me uma tocaia, embora seja cedo para falar a respeito. Não faz sentido, a princípio. E se for um inimigo terceiro, eles precisarão de ajuda. Estou a caminho.

[...]
Próxima atualização: dia 09.11.2019, sábado.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 722
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 07 Nov 2019, 17:39

Amaretsu:

Em pensamento:

-Ela continua de pé como se nada tivesse lhe atingido, que truques minha Capitã usa? Como pode aguentar tamanho castigo sendo uma humana comum? Sua Armadura realmente é muito avançada, começo achar que a tecnologia da minha está se tornando obsoleta.

Meu corpo doi, o último golpe que tomei esta sangrando muito, não consigo segurar direito a espada do lado direito mas mesmo assim me coloquei em posição marcial de Kendô semelhante ao de minha mãe e quando, tentei extrair mais energia de mim eu senti algo diferente, pude perceber que de minhas mãos saia sangue que alimentava a luz vermelha da lâmina, então olhei com olhar de reprovação para minha Capitã e lhe indaguei:

-Estou passando pela etapa muito complexa dos últimos dias, precisei de ajuda e vim parar em um combate sem questinar e agora para me vencer a senhora se rebaixa a usar uma lâmina "vampirica"? E ainda ostenta palavras com presunção? Queria que meus amigos e namorado tivessem uma boa estádia aqui mas eu mal chego de um ataque acidental e ainda tenho que levar uma surra com uma arma de origem dúvidosa? Já Basta disso.

Avancei contra minha mãe em um Ataque Total com sua própria arma.

OFF: Ataque Total + PV para um crítico automático.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1886
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 07 Nov 2019, 20:14

Tenzi

"Obrigado...."

Tenzi agradecia Compasso e Atena por não ter se ferido pelo golpe de Kain, embora não soubesse se a deusa realmente o ajudará ou fora só algo de sua mente. Mas tinha certeza que pelo menos sua Constelação o ajudara, aumentando sua ligação com a Armadura assim possibilitando devolver o ataque lançado pelo inimigo.

—Agni!
Mas, no momento, o importante não era se Atena o ajudara ou não, ou mesmo se fora ou não ferido. Agni fora atingida pelo poder de Kain de criar um rio, poderia não estar feriada, mas com certeza não estava em seu estado pleno.

—Agni, você está bem? Precisa de ajuda?

Por Kain não conseguir levantar, Tenzi esperava que o inimigo não voltasse a atacar.
F1, H3, R3, A0+5*+5***, PdF0; 8/15 PVs, 58/63 PMs; PDs , PE 1+1 temporário
*Compasso
** Redutor do inimigo
*** Ponto de Destino

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 445
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Nulo » 08 Nov 2019, 22:15

Cecilia


— Isso se intensificou rapidamente...

Agora selada em um bunker após um evento bem surpreendente, Cecilia levava uma mão ao peito, suspirando profundamente. O som repetitivo e agudo do alarme causara-lhe um desconforto que cessava gradualmente após o lugar ficar mais “fechado”.

— Acabamos em uma situação complicada. Se tudo der errado, teremos de sair da nossa forma. Ou talvez tenha um jeito menos destrutível...

Comentava, mantendo-se sentada e aguardando. Concordava com Carlos. Gracus estava escondendo algo e o gesto que ele fizera parecia apontar que ele estava de olho ou escutando tudo lá dentro, o que não era muito difícil de imaginar. Provavelmente estavam sendo filmados, também, então teriam de tomar cuidado com o que faziam. Se a suspeição de Hera se concretizasse, talvez teriam de sair à força. Será que o poder dela de encurtar distâncias poderiam ajudar numa fuga?

Talvez, mas não quero tomar uma decisão precipitada. Selaram-nos na sala do diretor sob a desculpa de proteção contra um provável invasor. Consegue escutar o alarme? Cuidado. Até essa mensagem mental pode estar sendo rastreada. Se tudo der errado, teremos de abrir o caminho à força. Ou não, procurar algo dentro da sala com meus sentidos.

Comentava com Hera, ponderando no que fazer. Talvez tivesse algum mecanismo dentro da sala para abrir o local de uma maneira menos destrutiva. Iria checar com seus sentidos e, caso encontrasse algo, pediria para Carlos visualizar e “brincar”: o cavaleiro parecia bem versado em tecnologia.

Avatar do usuário
Inoue91
Mensagens: 592
Registrado em: 08 Jan 2014, 02:38

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Inoue91 » 08 Nov 2019, 23:34

Carlos

"Este Gracus sabe mais coisa sobre nós do que eu imaginei"

Ao ver que havia sido preso dentro daquela sala bunker, Carlos ficava um pouco irritado e dava um soco contra a esteira de aço que havia bloqueado a porta.

— Droga...Mas que maldito, nos tratando deste jeito.... — Olhava ao redor, tentando analisar a situação — Temos que encontrar um meio de sair daqui...Talvez os dutos de ventilação ? — Dizia então sondando a sala, tentando localizar onde poderia haver um duto de ventilação.

Carlos então partia para mesa de Gracus, onde começaria a procurar por algum outro mecanismo, se lá havia aquele mecanismo que o trancou ali dentro, então o de soltar também só poderia estar lá, com certeza iria ter um mecanismo de segurança caso encontrasse o que estava procurando, mas ai ele teria que pensar em um jeito de desativa-lo.

Responder

Voltar para “Cavaleiros do Zodíaco Alpha”