Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1297
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Keitarô » 25 Jan 2019, 21:25

Santuário.

Cecilia e Tenzi desceram na frente, chegando até a casa de Touro. Novamente, a casa estava vazia, e seu cosmo, mais dócil do que antes. Atlas e Safira já deveriam estar de volta na casa de Áries. O Sol estava se pondo a oeste. Das casas, a vista daquele céu avermelhado era muito bonita. Cecilia não podia ver, mas sentia o cosmo da situação. Extrema harmonia, apesar da tensão do que haviam vivenciado. Então, uma leve fome se fez presente nos dois.

Alguns instantes depois, foi a vez de Amaretsu e Carlos. Os dois, num certo clima engraçado, atravessaram Touro sem dificuldade. Cecilia e Tenzi estavam à vista, e por isso, conseguiram alcançá-los. Das escadas da entrada de Touro, Áries jazia mais abaixo, poucas centenas de degraus abaixo. O curioso, porém, é que em uma das colunas da saída de Áries, daquele lado, mostrava alguém encostado, sentado ao chão. O cosmo sutil insinuava ser Safira. O cosmo do Mestre e de Atlas podiam ser sentidos dentro da casa, como esperavam.

Quando começaram a descer até Áries, Atlas se fez presente na saída da casa, observando atento. Deu um sorriso (sentido pelo cosmo) e acenou, chamando-os.
Interpretação livre. Serão mais alguns posts com conversas, aproveitem para perguntar o que queiram.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 722
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 25 Jan 2019, 22:40

Amaretsu:

Com Carlos:

-E bom saber que voce vai estar comigo (risos).

Mas foi entao que, olhando para o por do Sol eu me lembrei da lua cheia, eu ainda estou me adaptando a ela. Isso me preocupa.


-Atlas desculpe a demora, estavamos em outra dimensao lutando com Atena (uma parte dela) e foi intenso o treinamento. Imagino que tenha dado um toque de mesfre em nossas armaduras, mas depois eu quero saber dos detalhes.

Ao olhar o Grao Mestre ali no ambiente, meu semblante mudou e meu cosmo, ligeiramente perceptivel mas agressivo se manifestou. eu o encarei e fui ate ele falar algumas verdades.

-Grao mestre, tenho uma historia para lhe contar: Certa vez em 1944, segunda guerra mundial, na Varsovia, eles pediram ajuda que nunca veio das forcas Aliadas, pois "nao era extrategicamente viavel", entao os plebeus tiveram que lutar numa brava batalha contra as forcas armadas do Fuher nazistas e o 3 Reich. Nem preciso dizer como a batalha no fim terminou certo? Pois bem assim como os Cavaleiros de Aco pedem ajuda quando Atena nao esta por perto, voces fazem o mesmo que os Aliados, cruzam os bracos e se acomodam nesse mundinho governado por hipocritas.

-Voces ao logo dos tempos nao respondem nossos chamados e por que? Nao me venha com papo furado de que estao ", vigilantes" e uma das poucas atitudes de voces que sao boas foi deixar pelo menos os Cavaleiros de Bronze serem mais independentes. Mas nem sempre foi assim. Na Segunda guerra mundial voces trancaram as portas do Santuario e nao fizeram nada para diminuir o numero de mortos, 56 milhoes de vidas perdidas e voces nada fizeram, e ate hoje voces quase nunca respodem nossos chamados em "tempos de paz", os Cavaleiros de Bronze sao os unicos que nos atendem, mas geralmente de forma independentes.

-Os Campos de concentracao fizeram com que apenas 8 herois de Bronze se juntasse a guerra e por causa disso foram a principio exilados, depois meus professores militares disseram que um deles estava sozinho para segura as bombas atomicas Fat man e Little boy, ele falhou e morreu. Os outros 7 alguns foram mortos por um assassino enviado por voces para matar os desertores e pegar suas armaduras e dane-se os inocentes dos paises aliados e os do eixo. Todos lutaram no periodo mais sangrento da historia e apenas 1 sobreviveu e seu paradeiro e um misterio ate hoje.

-Nao sei como voces permitiram um gigante como Atlas para nos ajudar, mas seja como for voces sao muito omissos e dizem que defendem os ideais de Paz, Jutica e Amor. Sendo que na verdade muitos de voces sao arrogantes e fazem ate hoje o que os Aliados fizeram com a Varsovia, e nem um destacamento de Prata pelo menos e visto em nossas fileiras, contamos com ajuda dos governos de direita, Cavaleiros de Aco e alguns Cavaleiros de Bronze agindo de forma humanitaria.

-Meu pai esta a quase um ano no Oriente medio e nao quero perde-lo. Agora eu te pergunto: Que desculpa voces dao, principalmente a divisao de prata que nem se quer deveriam existir? Qual e a desculpa seu babaca? ,Por que suas tropas so mostram servico quando Atena esta por perto seus covardes?.

-Aqui dentro do Santuario existem herois, mas os maiorais aqui como voce nao se mexem, responda minha pergunta, mas tenha cuidado com as palavras, se eu tiver que passar pelas 12 casas so pra te pegar, vai ser isso mesmo que ira acontecer.

Qualquer atitudes hostis mesmo que sejam so em palavras vai resultar em confusao.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1886
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 26 Jan 2019, 18:48

Tenzi

Enquanto descia as escadas ao lado de Cecilia, Tenzi ficava ao alcance da mão da santa, assim não estaria próximo ou afastado demais da colega, pois não queria que parecer super protetor, já sabia bem que Cecilia poderia se virar bem numa luta, mas também não queria parecer distante dela.

"Será que devo falar algo? O que devo falar?"

Tenzi, por não estar numa situação de combate ou treino, não tinha certeza do que falar com Cecilia, por não está acostumado com pessoas foras de Jamiel. Carlos e Amaretsu, logo de visto, poderiam ser reconhecidos como guerreiros, embora o primeiro fosse mais bem humorado; Rena, quando ela mesma, parecia uma parente não próxima: gentil, não muito familiar; Agni talvez fosse a pessoa mais parecida com Cecilia em personalidade, ambas obstinadas e gentis, ainda que a primeira fosse mais endurecida por conta experiências passadas, embora o tempo no Santuário a estivesse mudando,

— Isso com certeza foi uma experiência intensa, não é? Difícil acreditar que enfrentamos uma deusa. Acho que não teria tanta confiança de o fazer se não estivesse lutando ao lado de pessoas confiáveis que nem você. — dizia isso um pouco sem graça. — e essa luta me deixou com um pouco de fome, será que vamos comer no Santuário? Acho que Carlos estará ocupado para mostrar o tal lugar que falou antes.

Continuava a conversa com a cavaleira, sentindo-se mais a vontade enquanto a conversa fluía.



Quando já com o grupo reunido diante de Atlas, Tenzi ficava sem reação ao escutar Amaretsu, parte por não sabe nada sobre os fatos que ela falava, parte por não interromper aquela conversa, até gostaria de falar com o cavaleiro de ouro, mas seus assuntos não tinham a mesma urgência que as palavras de Amaretsu carregavam.

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 445
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Nulo » 29 Jan 2019, 10:26

Cecilia


— Ahaha... Agradeço pelo voto de confiança, mas não sei ainda se posso ser considerada uma pessoa confiável.

Cecilia respondia, desconcercertada, pensando se como uma novata poderia se considerar uma pessoa confiável para dividir o campo de batalha com veteranos, fora o problema que tinha em seu âmago com uma entidade suspeita: não daria problema com os outros?

— Agora que você comentou, não sei. Provavelmente deve ter um refeitório para os trabalhadores aqui perto...

A garota lembrava-se de alguns funcionários circulando quando passara no lago, fora os cavaleiros de ouro. Tinham de alimentar-se em algum canto, mas será que eles teriam direito?

"Não acho que comer seja forçar muito..."

...

Cecilia passava a travessia até a casa de Áries conversando com Tenzi, até que se unia aos outros e acenava brevemente para Atlas e decidia aproximar-se de Safira para mostrar que estava bem.

— Está tudo bem, Safira? Deu tudo certo.

Pensou até em voltar para o lado dos outros, mas ao ver Amaretsu iniciando uma conversa "acalorada", ficava em silêncio sorrindo de um jeito desajeitado, ouvindo. Depois de um tempo, falava para Safira em um tom baixinho para não interromper os outros.

— O que aconteceu com Minerva? Não sinto a presença dela...

De fato, ao aproximar-se da casa só sentira o cosmo de Atlas, do grão-mestre e de Safira. Minerva tinha ido para outro canto?

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1886
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 29 Jan 2019, 18:00

Tenzi


"Talvez comer algo que nem aquela vez que fiquei na casa de Áries não fosse ruim. Isso se não for causar problemas para ninguém"

Tenzi esperava poder comer em breve para então meditar e pôr sua mente no lugar, muita coisa ocorrera na casa de Gêmeos, tinha que refletir sobre aquilo. Também gostaria de fazer outras coisas, conversar com uma certa pessoa, mas não sabia quando teria a chance de fazer tais coisas e em que ordem

...

Se Tenzi possuísse um controle maior de seu cosmo, tentaria transmitir um pedido de desculpas para Atlas naquele momento, não esperava que Amaretsu iniciasse uma outra discussão como aquela logo após o treino que tiveram, muito menos que fizesse isso "publicamente" daquele jeito.

"O jeito das pessoas resolverem seus problemas é bem diferente fora de Jamiel"

O santo de Compasso, não querendo ficar no caminho da conversa de Amaretsu com o Grão-Mestre, já que parecia algo bem pessoal, decidia se afastar um pouco, e, vendo que Cecilia fora para perto de Safira, decidia fazer o mesmo, acenando discretamente para esta ao se aproximar.

— Eu poderia ficar com vocês? Aqui parece um canto mais tranquilo de se estar.

Avatar do usuário
Inoue91
Mensagens: 592
Registrado em: 08 Jan 2014, 02:38

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Inoue91 » 01 Fev 2019, 16:17

Carlos


Ao chegar na casa de Áries, Carlos notava que todos já estavam lá, ele então dava um leve aceno de mão cumprimentado e caminhava até ao lado de sua prima, ele não tinha muito o que falar naquele momento por isso acabou ficando quieto a maior parte do tempo, apenas escutando o que Amaretsu tinha a dizer para o mestre do santuário.

Carlos então parava ao lado de sua prima, e no momento oportuno perguntava como ela estava e o que ela havia feito enquanto esperava, ele então escutava a resposta de Safira e voltava a ficar em silencio, estava pensativo sobre o que havia presenciado, ele respirava fundo e se encostava onde fosse possível.

"Meu deus, que fome....Quero apenas comer alguma coisa e depois cair na cama"

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1297
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Keitarô » 03 Fev 2019, 19:18

Todos chegaram a Áries. Safira, que cochilava, acordou esfregando os olhos quando os passos dos santos de bronze e aço adentraram a casa. Todos perceberam que as armaduras estavam de volta em suas caixas de Pandora, que pareciam mais lustrosas do que antes. A armadura de Amaretsu também estava ao lado, consertada e polida, embora não fosse uma armadura de bronze.

— Vocês demoraram — iniciou Safira, bocejando em seguida. — Já faz umas boas horas que almoçamos… e acho que já deve estar na hora do jantar, porque tô morrendo de fome, hihihi…

Atlas sorriu, olhando para o relógio da casa, numa parede distante.

— De fato, foram mais de 8 horas de treinamento. Devem estar famintos. Minerva está lá embaixo, na biblioteca administrativa junto com Mika, a capitã dos soldados do Santuário.

Então, Amaretsu iniciou seu questionamento. O mestre, que ainda não havia se manifestado desde a reentrada dos quatro, apenas observou, seu cosmo imutável. Ao fim, ele então respondeu.

— Protegemos a Terra de deuses e forças que querem tomá-la a força, dos inimigos que forçam a antinaturalidade. Não defendemos o homem do homem. Ele faz parte da Terra que protegemos, e seu conserto depende de si mesmo, não de outrem.

— Homens são escravos da revelação e da atenção seletiva, e transformam a mentira em verdade, protocolo da lavagem cerebral que recebem. Seu argumento é incompleto porque não é verdadeiro; você não sabe a história completa, e acusa baseada em mentira, sem saber que é mentira, porque obviamente não se deu ao trabalho de pesquisa profunda, o que levaria anos.

O mestre abriu a mão esquerda e olhou para a palma, usando o polegar da outra mão para desenhar um círculo na palma.

— Agora, uma vez que você foi treinada para ser um soldado e obedecer, intimidando com dados que foram implantados em sua mente com a exata razão de torná-la o que você é e está sendo agora, sem questionar… você pode continuar seu desabafo. E se achar que deve, pode me atacar. Aliás, qualquer um de vocês pode, se achar que tem algo a resolver. Apenas lembrem-se de que, no Universo, tudo aquilo que se projeta, volta a si mesmo.

Atlas olhou um tanto nervoso para os cavaleiros. O mestre parecia sorrir, embora a máscara ocultasse.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 722
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 04 Fev 2019, 12:26

Amaretsu:
Diante do Grao Mestre do Santuario a minha frente eu me afasto um pouco e caminho ate minha Armadura, que por sinal ganhou um tratamento de primeira mao, uma verdadeira obra prima, mas vou deixar para apreciar o Trabalho de Atlas depois e lhe agradecer mais tarde, eu dei o comando de voz para a Donzela de Ferro e saquei uma escopeta calibre 12, entao eu voltei com ela em maos e fiquei face a face com o Grao Mestre em tom intimidador e respondi as suas indagacoes.

-Proteger o mundo contra os deuses e antinaturalidade? PAPO FURADO ESSE SEU, quando Atena nao esta presente os deuses que voces defendem sao voces mesmos. Antinatural? Voce acha natural filhos enterrarem seus pais mortos por morte violenta, e pais enterrarem seus filhos ainda jovens? Isso e ser Antinatural.

Erguendo minha calibre 12 eu aponto ela com apenas uma das maos com o cano bem proximo ao rosto do Grao Mestre, e continuo:

- Voces podem fazer muito mais do que mostram, nao e papel de voces defenderem os outros? Como espera cuidar de Atena se voces so mostram benevolencia com os do Santuario? Agora vejo que os verdadeiros mentirosos e hipocritas sao voce Grao Mestre e seus Piratas de Prata que voce chama de Cavaleiros. Nao me ameace com suas palavras de "aqui se faz, aqui se paga", meus instrutores sao mais verdadeiros do que os maiorais desse lugar, mais uma vez eu entendo porque Atena renasce longe do Santuario. Assim como Cristo ficou revoltado em transformarem o Templo de Deus em um covil de ladroes, Atena ficou enojada ver sua casa transformada em um reduto de assassinos, mentirosos e piratas.

-Os unicos herois aqui sao Atlas, os Cavaleiros de Bronze e o povo simples de Rodorio, salvar uma vida fora do Santuario e um ato de Amor e Justica, esta vendo bem essa arma que eu estou segurando? Nunca vou esquecer o barulho que ela faz quando acertou um dos meus irmaos com uma bala de prata, onde voces estavam para nos socorrer? De bracos cruzados e dormindo com algumas de suas subordinadas em suas camas imagino eu. Negar que voces encomendaram assassinatos no passado? Nao ouse zombar de minha inteligencia, ate a Armadura de Maquina Pneumatica que veio ao meu auxilio sabe a verdade, talvez ela tenha sido de um dos 8 herois da segunda guerra talvez.

-Um missionario, Ongs de ajuda humanitaria, Cruz Vermelha, Onu, Otan, e Voluntarios salvam mais pessoas em um dia do que voces em seculos, esta vendo esse simbolo que carrego em minha ombreira, a Estrela de Aco traz esperanca assim como os combatentes comuns, e voces o que inspiram nas pessoas? Saiba que eu nao vou esconder de ninguem que o Santuario so se importa com a propria salvacao e seguranca, quando chegar sua hora, que sua alma possa ser salva mas que seu corpo seja entregue aos abutres. Perdi recentemente grandes amigos em um ataque contra o QG de Aco para proteger Nike, se eu perder o que restar da minha familia por negligencia do Santuario eu vou voltar aqui atras da sua cabeca Grao Mestre, nem Atena vai me conseguir te defender de mim, esse e seu primeiro e ultimo aviso.

Entao eu aperto o gatilho da minha arma apontada na face a queima roupa do Grao Mestre, mas a bala nao saiu, eu nao destravei minha arma. Depois de dar um pequeno susto no Grao Mestre abaixei minha arma e subtamente girei meu corpo e lhe apliquei um chute na face. Vamos ver o quao poderoso e esse sujeito.

Caso ele nao reaja eu me juntarei aos outros e vamos descansar e nos alimentar.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1886
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 04 Fev 2019, 13:29

Tenzi

Tenzi se tranquilizava ao escutar de Safira que Minerva estaria na biblioteca, mesmo não tivesse que ela estaria em perigo, ouvir que Minerva estava num lugar seguro era reconfortante, embora o tom da conversa de Amaretsu com os cavaleiros de outro não era tão reconfortante.

Enquanto pensava que passaram oito horas em Gêmeos, assim como nas palavras do Grão-Mestre sobre as ações do Santuário, via que Amaretsu agia de uma forma abrupta, puxando uma das armas que usava em combate contra o Grão-Mestre, o que deixava o santo de Compasso sem palavras. Momentaneamente.

— Amaretsu, o que você está fazendo?

O cavaleiro de Compasso se movia, para não ficar perto de Cecilia e Safira, não querendo que estas se envolvessem em qualquer conflito.

— Posso não ter vivido em conflito ou ter conhecimento o que é a guerra na prática, mas estou vendo que você está ouvindo mas não escutando o que o Grão-Mestre está falando. Os cavaleiros do Santuário não estão aqui para escolher lados em confrontos humanos — dava uma breve pausa em sua fala — nós acabamos de escutar de Atena sobre como não somos santo, que cavaleiros agem nas sombras, que cavaleiros só interferem quando necessário, mas ainda sem se fazerem conhecido. Um cavaleiro não é um salvador, mas sim um protetor.

Tenzi, geralmente sereno, agora mostrava mais firmeza em sua voz.

— Eu sei muito bem como é pensar em cavaleiros como figuras de grande poder, que podem fazer de tudo. Mas eles não podem interferir em problemas que os próprios homens começam, isso não ensinaria nada, o que podem fazer é ajudar quando a ameça é algo além do alcance da humanidade.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 722
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 04 Fev 2019, 15:30

Amaretsu:

As palavras do Grao mestre soaram aos meus ouvidos como arrogantes, mas Tenzi consegue fazer uma alma em guerra ficar mais tranquila, gosto dos Cavaleiros de Bronze e embora eu nao demonstre eu respeito os Cavaleiros de Prata em apenas em um ponto: eles treinam a maioria dos Herois que sao a infantaria de Atena. Mas antes de responder eu ja estava em posicao de combate, mas compasso chegou como um Pacificador, isso me fez abaixar a guarda.

-Tenzi, assim como nao se esconde uma vela debaixo de uma mesa o mesmo principio serve para as estrelas nos ceus, voce com certeza veio de um lugar onde a violencia ainda nao chegou e espero que nunca chegue, se somos Cavaleiros e Amazonas com potencial para mudar um Era entao porque agir nas sombras? Os Cavaleiros de Prata so prestam pra uma coisa, criar herois na infantaria dos exercitos de Atena.

-Sabe Tenzi, todo dia chegam noticias que varios combatentes de Aco morrem lutando contra ditadores e fanaticos, conflitos que duram anos poderiam ser resolvidos em dias, durante a Segunda grande guerra mundial houve em torno de 56 milhoes de vitimas de ambos os lados, sonhos destruidos e povos semi exterminados, se isso nao e uma emergencia entao nao sei o que e. Ao inves de ajuda humanitaria, foi enviado um assassino recuperar as armaduras e so, meus instrutores nos ensinaram nas nossas escolas que ser um Cavaleiro e ser um exemplo, ha muitos Cavaleiros de Aco que desejam se tornarem de Bronze, isso e muito bom, mas dar abrigo e comida para alguem que sofre em paises comunistas tambem e atitude Cavaleiro.

-Amor, Paz e Justica, principios de Atena. Isso foi tirado de mim e de minha familia antes que eu nascesse, e nao quero que outros sintam essa dor imensa que a cada lua cheia tenta se transformar em odio, minha familia e eu poderiamos ser herois ou levar uma vida comum, cada um com suas escolhas, gosto de ser Soldado porque vejo nisso um heroi e heroina, por sermos uma familia de lobisomens os "homens santos" decretaram a morte de todos nos, eutanasia (uma morte "misericordiosa") foi feita com meu irmao mais velho e com o mais novo, mortos por armas como esta aqui. Nao quero que isso se repita, um heroi nao precisa ser reconhecido, mas ele deve agir sempre que for preciso ou seja, todo os dias.

Meu semblante que era de ira foi se acalmando, Tenzi tem um dom raro, acalmar as feras.

Responder

Voltar para “Cavaleiros do Zodíaco Alpha”