Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1299
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Keitarô » 29 Set 2019, 16:14

Tenzi

Tenzi segurou a prótese de aço de Agni, e percebeu que, de acordo com o movimento que fazia, a expressão de Agni mudava sutilmente, curiosa. Inserindo o cosmo no metal danificado, aos poucos o material foi se autopreenchendo, as conexões se refazendo, os curtos sumindo. Por fim, parecia tudo bem.

— Hum! — ela flexionou o braço, olhou para a própria mão, e a abriu e fechou, verificando que estava tudo bem. — Realmente, voltou ao normal. É bem parecido com o que Cinzel fez, acho. Muito obrigada.

Sorridente, ela voltou a comer.

— Mas eu acho, se entendi bem — dizia Agni, entregando o braço a Tenzi para ser consertado — que Atlas saiu justamente para investigar o caso… isso preocupa você? Podemos perguntar a algum soldado, depois de comer, e dar uma volta.

Amaretsu, Carlos e Cecilia

— Eu posso nos aproximar — disse o piloto —, mas ele está subindo cada vez mais, como vocês pretendem encaixar os dois mísseis?

De toda maneira, o helicóptero começou a subir em altitude. Os outros mísseis reagiram quase instantaneamente, também subindo em inclinação.

Hera saltou pela porta novamente, subindo. Como?

Carlos, como nos melhores filmes de ação exagerados, escalou o míssil até o painel de comando e, com alguma sorte, conseguiu desarmar o controle. Este imediatamente começou a sair de direção, e até a desacelerar. Antes de ver a conclusão da ação, Carlos mirou no outro míssil, alguns metros à frente, aproximando-se do helicóptero mais abaixo, e saltou.

Logo percebeu que o míssil não era um bom apoio. Seu "coice" fez com que o míssil desarmado fosse para o lado, iniciando uma rota de descida para lugar algum. Seu salto saíra com menos força do que pensara. Estava ainda muito longe do alvo… No entanto, como o helicóptero subia, o míssil ajustava sua trajetória, ajudando um pouco o salto com pouca pungência.

Como se a armadura ressoasse, sentiu um vento sair dos pés e das costas. O próprio cosmo agiu por instinto, deixando-o no caminho certo para pousar no próximo míssil, há poucos metros do helicóptero. Se não fizesse algo, explodiria todos em poucos segundos.

De repente, o tempo pareceu quase parar. A imagem de tudo ficou platinada, e todo o redor parecia um espelho de água, vibrando de forma ondulatória. Carlos percebeu Hera se aproximando, como se pudesse voar. Ela parou na frente dos dois, pegou Carlos na mão e parou. Os dois observaram o míssil subindo, atravessando o helicóptero como se ele não existisse e ascendendo ao nada. Quando estava a uma distância segura, Hera levantou um dedo e disparou um raio de cosmo. Antes de atingi-lo, olhou para Carlos.

— Explodirá aqui dentro. Vamos voltar.

De repente estavam de volta ao ambiente, as cores e a aparência sólida normal. Hera ainda flutuava. Lançou Carlos para cima, que pousou dentro do helicóptero com alguma dificuldade, perto de Amaretsu. O míssil simplesmente sumira, mas o som quase pôde ser ouvido pela amazona de prata e pelo cavaleiro negro: a explosão ocorrera naquele lugar, fosse o que fosse.

Em seguida explodiu, ao longe e abaixo, o míssil que Carlos desarmara.

Cecilia, por fim, ampliava o alcance de seu míssil repetindo a ação de antes. Como se já tivesse aprendido como fazer, congelou a ignição do motor do último míssil muitos metros antes dele se tornar uma ameaça. O míssil ficou todo azulado, coberto por uma fina camada gélida, começando a cair inerte. Explodiu sem causar rebote sônico.

Um momento de silêncio e tensão. Haveria mais ao redor?

— Parece que foram todos abatidos — disse Kátia, suspirando. — Estamos a meia hora do pouso.

Hera voltou pela porta, como se pousasse de um salto muito maior que a altitude do próprio helicóptero.

— Não parece haver mais. Se houver, talvez sejam mais numerosos, já que a primeira bateria não funcionou.
A cena ainda não acabou, então, poderes ativados podem ser mantidos até o fim da cena.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 723
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 30 Set 2019, 13:40

Amaretsu:

Sem saber o que responder ao questionamento do Piloto eu apenas volto a minha atenção para os mísseis restantes, se fosse um Caça da Força Aérea seria mais fácil, mas um Helicóptero é bem mais complicado, mas enquanto isso eu mantinha minha atenção para que meu cosmo continuasse a repeli - los buscando ao máximo evitar uma colisão, mas a atitude corajosa e louca do Carlos me deixava ainda mais tensa e para um resgate em pleno ar o Piloto teve que voar mais alto, ao mesmo tempo eu também percebia o ar gélido de Cecília derrubando mais alguns mísseis da Armada de Aço.

Um dos mísseis o Pégaso Negro conseguiu neutralizar mas ainda sobrava um, novamente Hera resolve ajudar, não sei como ela fez aquilo mas dada às circunstâncias ela não fez mais do que todos ali já fizeram, até eu que faço parte dos Cavaleiros de Aço derrubei alguns, a ajuda dela não foi maior que a dos outros e eu, mas isso ficará para uma discussão posterior.

O Carlos voltava para a aeronave e eu o segurava firme da melhor forma possível e pouco tempo depois as ameaças já não se faziam presente, mas ainda era cedo para descansar, então eu olhei para o Carlos e lhe falei.

Com Carlos:
- Carlos, bom trabalho - Mas depois eu irritada continuava a dizer - Escuta aqui Pégaso Negro, o que foi que te deu para "brincar" de "touro mecânico" em cima de uma ogiva nuclear? Vocês homens adoram se mostrar quando tem mulheres em volta assistindo? É isso?

Depois de lhe dar os parabéns pelo esforço heróico e também dar uma bronca eu volto a lê dizer: -Mesmo assim fez um bom trabalho Soldado, meu pai e minha mãe vão gostar de te conhecer.

Após isso eu dou um abraço nele mas antes de ouvir qualquer resposta eu me dirijo a cabine onde está o Piloto e a Diretora Katia e com raiva (não dela mas sim de quem abriu fogo contra nós) eu, de maneira meio bruta eu tiro o fone com o microfone da cabeça da minha superior, retiro meu capacete e coloco o fone com comunicador em mim mesma.

Já que eu invadi a cabine do piloto eu busco fazer contato com o QG mexendo nas frequências do rádio, e com uma enorme raiva que crescia em meu peito eu entro em contato com o Quartel.

Com o QG:

-Aqui é Amaretsu, Amazona de Aço, codenome: Donzela de Ferro, eu quero saber QUEM FOI O RETARDADO QUE DISPAROU ESSAS DESGRACAS DE MISSEIS CONTRO UMA DE SUAS PROPRIAS AERONAVES? PAREM COM AS AGRESSÕES AGORA, TEMOS CIVIS E UMA MENSAGEIRA DO SANTUÁRIOOOOOOO. -Depois de esbravejar minha revolta eu prossigo - Artilharia da Armada de Aço está sendo usada contra nós, mísseis com baixo poder nuclear lançados contra nós, quem é o analfabeto que acionou essas porcarias? RESPONDAM.

Aguardo minha resposta, estou sentindo que posso acabar me transformando, preciso manter o controle.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1887
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 30 Set 2019, 19:56

Tenzi

— Ainda preciso treinar mais, mas é um começo decente, não é? E não precisa agradecer, ainda mais que eu fui o responsável por eles precisarem de um conserto.

Tenzi responde com um bom humor, tanto pelo bom clima, quanto por ficar satisfeito ao ver que sua técnica dera certo, ainda que era mais certo que daria certo, já que usara o cosmo para se guiar e não ferramentas, sejam elas mundanas ou normais.

"Talvez possa aprender demais a consertar com minhas mãos, assim poderei aplicar em outras situações"

Após comer e aceitar a segunda peça, fica pensativo quanto ao assunto dos estranhos vistos no Santuário.

— Sim, me preocupa um pouco isso...não só pela ausência do mestre Atlas, mas por isso acontecer justamente ao ataque recente ao centro de ensino próximo daqui. Se não for lhe atrapalhar, gostaria de o fazer após o café.

Dito isso, coloca-se a consertar o segundo braço mecânico.

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 447
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Nulo » 01 Out 2019, 12:24

Cecilia

Milagrosamente ninguém parecia ferido e o helicóptero estava se locomovendo normalmente, o que era um alívio para a amazona de taça.

"Ninguém acreditaria se eu dissesse que estou derrubando mísseis com as mãos vazias."

O que seus pais fariam caso soubesse? Era algo curioso e engraçado para pensar, mas depois do breve júbilo, a adrenalina baixava um pouco e a dúvida retornava.

"Por que estamos sendo atacados pela Armada de Aço? Não anunciaram nossa visita?"

Antes que pensasse em perguntar, Amaretsu já se adiantara então Cecilia ia aproveitar para ficar de prontidão e analisar o ambiente com seus sentidos mais aguçados. Se algum som ou cheiro peculiar se mostrasse, ela detectaria, talvez.

"Esperar e ter esperança..."

Tinha diversas dúvidas. Pensava até em abortar a missão já que não eram mais convidados, mas não parecia que os outros iriam aceitar. Também não queria atrapalhar Hera com seus pensamentos, embora estivesse curiosa com a habilidade que ela mostrara. No mais, era só aguardar e esperar que tudo desse certo.

Avatar do usuário
Inoue91
Mensagens: 594
Registrado em: 08 Jan 2014, 02:38

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Inoue91 » 02 Out 2019, 22:11

Carlos

Carlos não estava ligando muito para o perigo que estava se expondo, ele havia feito algo inacreditável e queria repetir este feito novamente, ele flexionava os seus joelhos para tomar impulso e então saltava, mas algo havia saído errado em seus cálculos, ele não conseguia pegar impulso suficiente mas algo que ele não esperava acontecia e ele literalmente andava pelo ar até que conseguia pousar sobre o próximo míssil , mas antes que pudesse desarma-lo, o tempo em sua volta parecia parar, ele olhava para Hera que se aproximava e após lançar um raio de cosmo o jogava para dentro do helicóptero, pousando ao lado de Amaretsu e ainda tomando uma bronca da amazona.

— Apenas fiz o que era necessário para impedir a colisão do míssil, como sabe eu ainda não consigo projetar meu cosmo para ataques a distância, então tomei logo a primeira coisa que veio em minha cabeça, se bem que parando para pensar agora foi algo bem arriscado e perigoso — dava uma leve risada

Carlos se posicionava na janela do helicóptero, verificando se nenhum outro míssil se aproximava

— Estarei atento caso algum outro míssil apareça aqui por esta lado, eu acredito que sim, outro ataque deverá vir, já que o primeiro eles falharam.

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1299
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Keitarô » 03 Out 2019, 09:21

Tenzi

O segundo braço tinha menos avarias, apenas alguns fios desconectos e arranhões. Instintivamente Tenzi entendeu como consertá-los sem dificuldades.
Teste Fácil de Máquinas, com a perícia, resulta em sucesso automático.
Após comerem e finalizarem os consertos, Agni foi ao quarto trocar de roupa, e voltou vestindo um traje claro muito semelhante ao que Tenzi vira nas amazonas em treinamento no Santuário. A diferença, claro, é que Agni não usava máscara, e tinha um braço visivelmente mecânico (o outro, se não fosse observado com atenção, pareceria humano).

— Atlas disse que é a roupa padrão das mulheres que treinam por aqui. Gostei das proteções iniciantes, hahaha — disse mostrando as cotoveleiras e joelheiras. Também possuía uma proteção metálica no busto.

Assim, os dois deixaram a casa de Áries, rumando para a recepção administrativa do Santuário, antes das primeiras escadas das doze casas. Lá, Agni guiou o muviano até a segunda sala, onde havia um homem sentado digitando algo em um computador de última geração.

— Bom-dia, Gehenn — ela disse, educada.

— Ah, bom-dia, Agni. E você deve ser Tenzi, prazer! Sou o cavaleiro de Cinzel — ele se levantou e deu a mão direita a Tenzi, para cumprimentá-lo.

Gehenn era mais baixo que Tenzi, e parecia ainda ser um adolescente.

Amaretsu, Cecilia e Carlos

O rádio, a princípio, não deu resposta. Em seguida, alguém respondeu.

— Capitã Amaretsu? Fui informado de que há um teste com um mecha novo em andamento, a dois quilômetros do QG. Não foi registrada nenhuma ação balística à distância, e nem havia permissão para isso, mas abrirei uma investigação imediata para entender o que houve. Câmbio, desligo.

Kátia olhou um pouco surpresa para Amaretsu. Apertou os lábios inferiores com o dedo indicador e polegar, sorrindo sutilmente.

— Creio que há um bom motivo para isso ter acontecido — e pegou de volta o headset, colocando novamente na cabeça.

O piloto desafrochou o macacão um pouco, estava suando. Hera sentou-se e recostou as costas no banco.

— Também creio que há algo ainda inesperado. Não imagino uma ordem aberta de ataque, sem mais nem menos.

Foram minutos de tensão. Instintivamente, o piloto acelerou o helicóptero, como se chegar mais rápido fosse garantia de que nada mais de errado aconteceria. Talvez ele tivesse razão, pois algum tempo depois as pequenas montanhas que circulavam o QG, uma defesa natural, surgiam no horizonte. Hera observou da janela, enquanto Kátia buscava o binóculo para ter maior alcance.

— As torres observatórias estão intactas, há soldados dentro fazendo a vigilância — disse Kátia.

— Não vejo arma balística alguma de onde os mísseis possam ter vindo, nem mecha, nem exercício de treinamento ou algo assim — completou Hera, sentando-se novamente, as pernas cruzadas, uma mão no queixo.

Mais próximos, o rádio recebeu a permissão de pouso no heliporto interno ao quartel. Amaretsu reconheceu que Terra estava na pista de pouso, orientando com os sinais padrões deste tipo de operação. Ao seu lado, Kaguya, com seus trajes padrões de treinamento.
Vocês ganharam 1 PE pelos treinos (no caso de Tenzi) e desafios (no caso de Amaretsu, Cecilia e Carlos).

Teste: colocarei prazos para post. Assim tanto eu quanto vocês podemos tentar ser disciplinados quanto a prazos.

Próxima atualização, dia 06.10.2019, Domingo.

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 447
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Nulo » 03 Out 2019, 10:45

Cecilia

— Não é possível...

Cecilia meneava a cabeça em negaçao, sem entender o que tinha acontecido após o comentário de Hera sobre a ausência de ensaio militar ou quaisquer outros indícios de uma possível agressão unilateral por parte da Armada de Aço. Quem que teria atacado, então, e como? Não havia nenhum controle no arsenal dos Cavaleiros de Aço?

— Se os mísseis eram da Armada de Aço, provavelmente alguém irá notar a subtração deles no inventário do quartel. Só resta saber quem é o responsável por isso.

A amazona estava desconfiada, mas nada poderia fazer agora além de sentar e botar os cintos já que receberam ordem de pouso. Teria sido tudo uma ilusão? Por via das dúvidas, iria checar o helicóptero novamente com seus sentidos em busca de alguma imperfeição ou dano na lataria, talvez imperceptível para o olho humano. Queria apenas uma prova em sua cabeça de que não tinha delirado o tempo todo.

— Não sinto confiança nessa excursão. Melhor tomarmos cuidado. Manterei meus sentidos sempre em alerta.

Lembrava a Hera, um punho cerrando instintivamente.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 723
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 03 Out 2019, 17:31

Amaretsu:

Depois de conseguir uma resposta do Quartel General, eu ia fazer mais perguntas porém o Cavaleiro do outro lado desligou na minha cara depois de dar uma explicação superficial, o Operador de comunicação do QG me chamou de "Capitã"? Como assim? Fui promovida? Estou desconfiada mas isso fica para mais tarde, por sua vez a Diretora pegou de volta o Headset e ela parece ter achado engraçado meu jeito explosivo, como diz o ditado "Pimenta nos olhos dos outros é refresco", mas busco respirar fundo e dar uma explicação plausível para todos.

-Pelo que entendi o QG deve estar testando novas unidades Mechas Classe U.R.R.B (essa sigla significa Unidade de Resgate e Retaliação Blindada) e os mísseis ficaram loucos com a nossa presença próxima. Mas creio que o pior já passou.

Geralmente eu desejo que a Divisão de Prata do Santuário se exploda, mas para tranquilizar o Carlos e principalmente a Cecília (por ser cega) eu dou algumas possíveis explicações plausíveis:

Com Todos:

-Tanto as Forças Especiais das Forças Armadas de vários países como os Cavaleiros de Aço possuímos, em alguns combatentes, uma Camuflagem que vai além do uniforme, o que era coisa de filme no passado como se tornar semi - invisível para se camuflar hoje é algo bem real, minha Armadura mesmo é compatível com esse sistema para missões furtivas, depois se for necessário eu utilizarei.

-Já sobre os mísseis eu não sei dizer com certeza, talvez hologramas escondam a posição onde se situam.

Em Pensamento:

- Por mais que eu não goste de admitir a desconfiança de Hera faz sentido, minhas explicações podem estar equivocadas, mas não desejo perturbar a todos.

Me coloco em uma das saídas laterais do Helicóptero, segurando em uma das alças da porta e assim vejo minha mãe e também a Terra, as duas parecem bem, então eu chamo o Pégaso Negro para que ele possa observar.

Com Carlos:
- Vem cá e olha aquela mestiça de descendência japonesa Carlos, ela é minha mãe a Capitã Kaguiya, vou apresenta - la a todos, começando por você.

Aguardo o pouso no Heliporto.

Avatar do usuário
Inoue91
Mensagens: 594
Registrado em: 08 Jan 2014, 02:38

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Inoue91 » 03 Out 2019, 23:57

Carlos

Carlos ficava um pouco desconfiado com aquela situação, ninguém ali sabia dizer da onde aqueles misseis vieram, para ele os responsáveis estavam sendo negligentes com o que acabou de ocorrer, ele saia de perto da janela e se ajeitava em seu acento, fechava os olhos por um breve momento levando as mãos à cabeça enquanto tentava raciocinar um pouco, dava um leve suspiro e então dizia.

— Isso tudo está muito estranho, não podemos deixar que esse "incidente" passe assim, se foi realmente um incidente de treinamento que os responsáveis sejam punidos, mas se não for, muitas perguntas tem que ser respondidas, além de que teríamos que dobrar as defesas e nossa atenção, já que outro ataque pode surgir a qualquer momento, sem contar aquele míssil que simplesmente desapareceu, eu não me lembro de ver a explosão dele.

Estava um pouco incomodado com aquela situação, mas resolvia não dizer mais nada de momento, respirava fundo novamente tentando se acalmar um pouco, ao se aproximar da pista de pouso, sua atenção voltava para Amaretsu o que o chamava e então dizia algumas palavras, ele dava um leve sorriso nervoso e então dizia.

— Er...Espero que dê tudo certo — Desviava levemente o olhar — Algo mais que preciso saber antes de estar cara a cara com ela ? Ou o casca grossa é o seu pai ?

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1887
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 04 Out 2019, 14:18

Tenzi

Tenzi aguardou pacientemente que Agni trocasse de roupas, não aguardando com as costas a porta. Ao ouvir o comentário brincalhão de Agni sobre as proteções iniciantes do traje de treino das amazonas, Tenzi respondeu sem pensar muito.

— Esses trajes lhe caem bem, especialmente com a proteção. Combinam com sua personalidade destemida.

Depois, quando de frente ao cavaleiro de Cinzel, o muviano retribuiu o cumprimento de Gehenn, apertando sua mão. Tenzi falava respeitosamente, o tratando como um igual.

— É um prazer o conhecer também, Gehenn. E é sempre bom conhecer alguém tão habilidoso com máquinas.

O santo de Compasso não conseguia esconder uma certeza curiosidade sobre local em que estava.

Responder

Voltar para “Cavaleiros do Zodíaco Alpha”