Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1296
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Keitarô » 05 Out 2019, 03:52

Cecilia, Amaretsu e Carlos

— Também concordo que algo está estranho, mas vamos observar, por enquanto. Saberemos o momento de agir.

O helicóptero pousou, finalmente. Apenas as duas estavam para receber o grupo. Terra saudou Kátia e o piloto primeiramente, que foram os primeiros a descer da aeronave. Depois, saudou Amaretsu com relativa informalidade.

— Bom te ver de volta, guerreira!

Kaguya sorriu, saindo da postura militar de antes, e abrindo os braços, esperando um abraço da família.

— Bem-vinda de volta à casa.

Após o abraço e antes de qualquer coisa, Kaguya se dirigiu aos outros, dando instruções.

— Sou grata por trazerem-na em segurança. Peço que nos acompanhem até a sala do diretor. Lá, conversaremos.

— É um prazer conhecê-la pessoalmente, capitã — disse Kátia sorridente.

Kaguya respondeu afirmativamente com um sorriso e um movimento de cabeça. O grupo saiu caminhando na direção da porta, descendo algumas escadas. No último andar do prédio, dirigiram-se à última porta do corredor, onde estava escrito "GRACUS".

A porta estava entreaberta, e a sala estava vazia.

— O diretor está terminando uma reunião e já virá. No entanto, Amaretsu — Kaguya ficou um pouco séria. — Ele me deu permissão para pegá-la emprestada uma meia hora. Vamos, só eu e você.

E, após indicar as cadeiras de espera para os outros, esperou por sua filha para sair da sala.
EDIT: eu errei um nome ali em cima. Quem chamou Amaretsu na chincha foi Kaguya! Perdão.
Tenzi

Imagem

— Então, Tenzi — disse Gehenn — você é o santo de Compasso, certo? Agni comentou isso comigo. Sua patente é bronze, estou equivocado?

Agni parecia um pouco distraída da conversa.

— Gehenn, há alguma novidade sobre o paradeiro do mestre Atlas? Ele foi investigar os boatos dos cavaleiros de armadura escura, não foi?

— Ah, sim — ele fechou um pouco o rosto, preocupado. — ele saiu tem algum tempo para observar as fronteiras do Santuário. Atlas é bem rápido neste ponto… mas realmente, a ideia de cavaleiros negros é algo que não se vê em décadas. Boa parte das armaduras negras encontradas nesta era estão banidas no Santuário ou próximo, mortas.

— Mortas? Como assim mortas?

— As armaduras têm vida. Bom, mais que o resto, digamos assim — e ajeitou os óculos que escorregavam.
Próxima atualização, segunda, 07.10.2019.
Editado pela última vez por Keitarô em 05 Out 2019, 17:14, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 721
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 05 Out 2019, 13:54

Amaretsu:

O Helicóptero pousava depois de tanta tensão vinda de uma artilharia Antiaérea do próprio QG, por debaixo da máscara e do véu eu sorria de alegria ao ver minha amiga Terra e principalmente minha mãe, foi então que Pégaso Negro (que ainda usava Armadura assim como Hera e Cecília também) descemos da aeronave e aquilo era um refresco para o meu coração, apesar de gostar de ação eu não gosto de fogo amigo.

Com Terra (primeiramente a saúdo com uma saudação militar e depois eu relaxo um pouco mais meus modos para algo não muito formal):

-É bom te ver também garota, mas eu não estaria aqui sem a mão de Deus em primeiro lugar e minha equipe aqui presente também, mas o nosso caro amigo Piloto aqui presente também é um herói, se comportou como um Às da aviação, Cecília de Taça também mostrou que tem talento pra guerra então nunca subestime essa menina, a Amazona de Prata também tem que ser reconhecida. Mas estou feliz em te ver inteira e pronta para próxima.

Dou um forte abraço na Terra, Cavaleiros de Aço sabem como valorizar os pequenos, algo bem diferente dos altos escalões do Santuário. Mas quando chegou a vez de rever minha mãe eu fiz bem rapidinho uma saudação militar e a abracei e como se não estivesse de máscara eu tentava beijar suas bochechas, foi muito bom vê - la inteira, eu tinha medo de chegar ao QG e encontrar uma pilha de mortos, mas isso felizmente não aconteceu, mas eu fiquei um pouco brava (só um pouquinho) quando ela agradeceu aos demais por terem cuidado de mim.

-Ah mãe para..... eu já estou crescida, já sou uma mulher e Soldado.

Mas antes de prosseguirmos eu puxei o Carlos por uma das mãos e lhe apresentei a ela.

-Mãe. ...... Capitã Kaguiya, este aqui é o Carlos de Pégaso Negro, como pode ver ele se veste como um membro de Operações Especiais e também meu namorado, queria muito apresenta - lo a senhora e ao meu pai também, tem noticias dele?, Mas enfim, esse Cavaleiro aqui é capaz de fazer grandes e malucas proezas para me proteger, e mãe, eu peço permissão para que ele se hóspede no meu alojamento como fazem alguns casais sérios.

Esperei ansiosa sua resposta enquanto íamos ao escritório do Diretor que ainda bem que sobreviveu tanto ao veneno como também a chuva tóxica que sem querer provoquei quando encontrei Nike. Todavia a Capitã (que por sinal também é minha mãe) queria falar comigo em particular e prontamente eu concordei, então ao estarmos sozinhas eu lhe dirigi a palavra.

Caso ela permita que o Pégaso nos acompanhe eu peço que ele participe da conversa, mas se não for possível eu peço que o Carlos espere do lado de fora até terminarmos o assunto.

Com Kaguyia:
-Sou todo ouvidos senhora.

Avatar do usuário
Inoue91
Mensagens: 592
Registrado em: 08 Jan 2014, 02:38

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Inoue91 » 05 Out 2019, 22:46

Carlos

O perigo havia passado, ao menos momentaneamente, com isso Carlos relaxava mais o corpo, ele parava de prestar tanta atenção assim na janela e voltava a perder-se em pensamentos, apesar de ser um cavaleiro, ele ainda era um estudante e tinha um projeto de laboratório de física que ele ainda tinha que entregar, que devido os últimos acontecimentos ele mal teve tempo de começar.

Sua atenção voltava para fora do helicóptero quando a porta se abria, ele endireitava a postura e assim cumprimentava Terra e a comandante Kaguya com leve aceno de mão, quando então era puxado para mais perto por Amaretsu, que o apresentava formalmente para a sua mãe, o que deixava o jovem um pouco sem jeito, ele desviava o olhar por momento, mas rapidamente mudava sua expressão para uma expressão mais séria, ele removia seu capacete e o segurava de baixo do braço.

— Prazer em conhece-la capitã Kaguya, ouvi falar muito bem de você — Dava um leve sorriso e então olhava Amartesu — Membro de operações especiais ? Não precisa exagerar lembre-se que me tornei cavaleiro não tem nem um mês.

Após seguir pelo corredor, rapidamente olhava ao seu redor, observando atentamente a estrutura do prédio em que estava, ao chegar na sala, apenas caminhava até a cadeira que lhe fora indicado, caso lhe fosse dada a permissão ele seguiria junto a amazona, caso contrário ficaria ali sentado pensando em seu relatório de laboratório de física.

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 445
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Nulo » 06 Out 2019, 09:56

Cecilia

— Parece que chegamos. Descendo...

Cecilia falava em um tom quase inaudível, praticamente para si enquanto que esperava por sua vez para descer. Talvez descer daquele veículo a ajudasse a se recuperar um pouco, visto que não teria de se preocupar com a revolução das hélices em seus ouvidos. Tirando isso, caso fossem atacados novamente, pelo menos estaria em terra firme. Ficava em silêncio enquanto as duas pessoas que estavam recebendo os emissários do santuário adereçavam a amazona de aço e quando era adereçada, curvava o tronco brevemente em uma mesura educada.

— Prazer, Cecília de Taça — levantava o rosto, abrindo os olhos e sorrindo de um jeito modesto ao ser elogiada por Amaretsu. — Exagero seu. Ainda tenho muito a aprender.

Depois disso, voltava ao silêncio e reflexão ao acompanhar o grupo base adentro. Aproveitava o ensejo para vasculhar o ambiente do jeito que desse com seus sentidos. Era interessante poder ir "mais além" espacialmente sem o povo necessariamente perceber. Um talento interessante.

"Por enquanto parece tudo nos conformes."

Entrava na sala do diretor ao ser instruída pela oficial que — ao contrário da filha — parecia pensar mais antes de agir, tirando o leve desvio na expressão facial ao chamar pela filha. Será que já sabia de antemão as peripécias de sua descendente?

"Viemos só falar com o diretor. Não cabe a mim se meter."

Um sorriso seco e Cecilia se acomodava em uma cadeira, mãos juntas repousando sobre as coxas. Iria esperar, mas nada a impedia de vasculhar o ambiente com seus sentidos. Câmeras, armadilhas e tudo mais: queria saber a localização de cada aparato estranho dali antes do diretor Gracus chegar.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1885
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 06 Out 2019, 11:01

Tenzi

— Sim, sou o cavaleiro de bronze de Compasso, ainda que seja só há pouco tempo.

Tenzi escutou atento às palavras tanto de Gehann, quanto de Agni, ficando um pouco preocupado ao escutar sobre armaduras negras.

— Humm, boa parte enfrenta um desses dois destinos, mas há mais um número delas aqui no Santuário? Infelizmente não conheço muito sobre armaduras negras.. — a única que conhecia era de Carlos, mas preferiu não comentar sobre isso — poderia me dizer o que há de diferente sobre elas?

Avatar do usuário
Keitarô
Mensagens: 1296
Registrado em: 09 Dez 2013, 19:58
Localização: Mahoyiga

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Keitarô » 06 Out 2019, 21:00

Amaretsu, Carlos e Cecilia
Percebi que neste último post eu avancei um pouco além do que deveria, a ação, podando algumas reações suas. Perdão!
Antes, ainda no heliporto:

— Prazer, Carlos. Espero que acompanhe o ritmo de Amaretsu. Torço pelo melhor.

Ela cumprimentou com um aperto de mão e um leve aceno de cabeça.

— Seu pai continua em missão. Eles encontraram o artefato que estavam buscando, e estão em retorno, exterminando os últimos terroristas que mantinham o item em custódia. Creio que em algum tempo o veremos novamente.

Agora, na sala de Gracus:

— Não há problema em ele ir. Na realidade… — ela ajeitou os cabelos, e suspirou levemente. — Mudei de ideia. Vou deixar para depois da reunião. Não é nada sério, e talvez seja egoísta fazer isso agora. Depois da reunião, todos poderemos ir, se desejarem. Eu só preciso de você, de toda forma.

Ela, então, resolveu entrar na sala novamente. Sentou-se numa cadeira mais distante, observando os outros com um sorriso educado.

Hera mantinha-se calma, o cosmo muito sereno. Cecilia, curiosa. Com os sentidos ampliados, conseguiu fazer um mapa espacial da sala. Havia quatro câmeras espalhadas de maneira estratégica nos tetos, e uma oculta na mesa de Gracus. Aparentemente, o diretor era um homem muito precavido. Pela geometria de algumas partes da mesa, também, Cecilia previu que haveria alguns botões especiais ali.

O piloto, um pouco amedrontado, resolveu comentar:

— A-ah, não devíamos falar sobre os mísseis?

— Mísseis? — disse Terra, trazendo a atenção para o piloto. — Que mísseis?

— Fomos atacados por mísseis no caminho para cá — disse Kátia, olhando Terra nos olhos, e depois Kaguya, sem mais detalhes.

A capitã asiática inclinou o rosto, a expressão totalmente surpreendida, e quase envergonhada por não saber disso.

— Como assim? — foi tudo o que ela pôde responder.

Tenzi

— As armaduras negras são um mistério mesmo para o Santuário. Conta a lenda que certa vez, um homem, viajando a uma ilha do mar do sul, encontrou diversas armaduras negras juntas a outras armaduras sagradas sem cavaleiro. Por algum motivo, existem, às vezes, várias armaduras negras da mesma constelação. São basicamente cópias sem vida…

Ele olhou para o teto, pensativo. Como tinha uma caneta próxima do computador, pegou um papel e começou a desenhar um esquema.

— Eu suspeito de artífices antigos com conhecimento das armaduras e do cosmo. Não sei se eram de Mu, mas de fato construíram diversas dessas armaduras falsas. Elas foram muito usadas por pessoas más que desejavam ser cavaleiros, mas não foram escolhidas pelas constelações…

Então, ele começou a desenhar algumas armaduras, preenchendo as caixas para indicar que eram escuras. Em cima, desenhou maiores não preenchidas, que eram as verdadeiras. Mas, do lado delas, desenhou para cada uma outra escura.

— Isso é o que se sabe sobre armaduras negras. Mas há o Pégaso Negro — ele desenhou a caixa de Pandora de Pégaso e do lado, uma escura. Abaixo das duas, várias outras caixas escuras, menores. —, que não é o único exemplo do que vou dizer, mas é atual. Aparentemente, existem armaduras negras que não são exatamente cópias, ou falsas, ou mortas. Atlas estava me explicando que existem armaduras negras legítimas, protegidas pela constelação… porque tudo que existe é dual. Então, mesmo sendo trevosa, ainda é a energia da constelação.

Gehenn fechou o laptop.

— O que me assusta um pouco. Porque isso talvez signifique que há pelo menos uma armadura negra para cada uma das 88 armaduras sagradas. Há relatos de armaduras negras equivalentes às de prata, mas…

Ele parou de falar, como se previsse o pior.

— Os batedores disseram que um cavaleiro com armadura negra foi visto ao longe, na direção oeste. Estava fora dos limites do Santuário, e parecia em missão, apenas carregando a armadura. Essa informação chegou por mensagem de cosmo aos nossos soldados. Perdemos o contato com os batedores depois disso.

Agni arregalou os olhos, começando a entender a situação.

— Então… não é uma simples verificação… pode ter acontecido algo com esses batedores!
Próxima atualização, terça, dia 08.10.2019.

Avatar do usuário
Nulo
Mensagens: 445
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:17

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Nulo » 06 Out 2019, 21:58

Cecilia

"Eu não preciso ir."

Pensava Cecilia ao escutar a mãe de Amaretsu dizendo que só precisava da filha, mas todos poderiam ir. Parecia um pouco rude, então optaria por ficar para trás quando o momento chegasse. Tirando isso, poderia relatar suas breves descobertas para Hera.

— Quatro câmeras no teto e uma disfarçada na mesa. Pelo relevo, alguns botões de emergência na mesa, também.

Quando parava para refletir sobre, era normal essa segurança toda para um diretor. Talvez fossem alarmes ou existissem algumas armadilhas ou armas ocultas que não tinha percebido ainda. Assim continuava, até que a conversa do piloto a deixava um pouco tensa. Alguém teria de abrir a boca, então a amazona de taça decidia tomar a iniciativa já que mexeram num vespeiro e no fim das contas, querendo ou não, era a "voz que tocava almas" (pelo menos de acordo com Hera).

— Seis mísseis MEAD — a alemã suspirava sutilmente, falando (ou tentando falar) de uma maneira mais neutra possível —, com as iniciais "AA" em suas laterais.

Deixava Kaguya fazer suas interpretações antes de continuar.

— O operador de rádio foi informado mais cedo e mencionou um teste com um novo mecha em andamento, porem sém ensaios balísticos à distância.

Pensou em mencionar "fogo amigo", mas não era o momento, só queria que ela confirmasse a veracidade do mecha, já que Hera tinha visto nada ao vasculhar a região enquanto estava no helicóptero. Teria de ouvir o relato dela antes de continuar o "interrogatório", se é que pudesse chamar aquilo de um. Só estava relatando a experiência da sua "viagem explosiva". Agora era esperar o pessoal adicionar seus pontos de vista e interpretações e analisar a progenitora da santa de aço.

Avatar do usuário
Galahad
Mensagens: 1885
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:33

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Galahad » 07 Out 2019, 13:13

Tenzi

Ansioso por mais conhecimento, Tenzi escuto atento á explicação de Gehann sobre as armaduras negras, ficando atento a cada palavra. Sua mente tecia várias teorias ao escutar que a maior parte das armaduras negras são objetos sem vida e sem a proteção de uma Constelação, o que não era o caso da armadura de Carlos.

"Mas e aquilo..."

O pensamento de Tenzi se voltavam para o incidente que universidade com Isaac e o ritual que ele usara para criar uma cópia do muviano.

"Será que algo assim poderia ser feito com as armaduras negras?"

— Durante o incidente na Universidade, um aluno chamado Isaac usou minha armadura dentro da urna para criar uma cópia distorcida minha... espero que esses incidentes não estejam ligados. Eu gostaria de investigar a situação dos batedores, tanto para ajudar o Santuário, quanto para me tranquilizar.

Avatar do usuário
Pontus Maximus
Mensagens: 721
Registrado em: 09 Dez 2013, 21:15

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Pontus Maximus » 07 Out 2019, 13:55

Amaretsu.

Não espera que nosso retorno fosse tão esperado assim pelo QG, foi bom rever minha mãe e Terra, não tive tempo de vislumbrar as aeronaves que ficam em outro Hangar próximo onde ficam os Caças Valquírias, também foi tudo repentino que eu não tive tempo para descansar vendo os Mechas da Unidade de Resgate e Retaliação Blindada do QG, será que terei tempo de mostrar uma parte do Quartel para os outros ou será que depois da reunião já iremos partir para uma segunda missão? Quando parti para o Santuário eu não pude me despedir dos meus amigos mortos em um funeral e isso dói assim como não poder mas ouvir a banda cover deles no salão de entretenimento onde eles tocavam músicas do Sabaton e Hammerfall.

Com Minha Mãe.

-Espero rever o pai logo, espero que os Combatentes também voltem com vida para casa, e se possivel eu gostaria de um dia lutar ao lado dele também.

A Capitã Kaguiya (minha mãe) queria falar comigo mas resolveu adiar para depois nossa conversa em particular e logo após isso nos chamou para adentrarmos no escritório do Diretor Gracus, percebi que Cecília não queria entrar, creio eu que ela estava tímida, então eu tratei de falar um pouco com ela.

Com Cecília.

-Cecília, venha conosco, não tenha medo ninguém vai te tratar mal.

Ela não queria entrar então eu prossigo.

-Tudo bem então, mas pelo menos participe da reunião ouvindo a nossa conversa daqui de fora se quiser, mas o assunto diz respeito a todos, mas tudo bem mais uma vez se preferir ficar aqui fora descansando, qualquer coisa tem um bebedouro logo aqui perto ok?

Terminando a conversa com a Amazona de Taça, então o quando foi minha vez de relatar meu ponto de vista tentei expor algumas verdades e reflexões.

-Senhor Diretor, Senhora Diretora, Capitã e todos aqui presentes, quer dizer então que nenhuma autoridade e nem o Comando sabiam do que se tratava? Como pode ser isso? Isso tem cara que alguém está usando de alguma de nossas armas contra nós? Ou estão apenas nos imitando.

Respirando fundo em prossigo até mesmo fazendo acusações contra o Santuário, é melhor que saibam por mim antes de todos.

-Desde que estivemos no Santuário muitos eventos aconteceram e se tratando deles, pra mim isso não seria surpresa que algum corrupto de lá esteja descontente com nossos progressos como Combatentes, afinal os cães do Santuário utilizam muitos mercenários de prata pra seu trabalho sujo, deve ser por isso que Atena assim como Cristo, prefere vir ao mundo entre os plebeus do que na casa de algum "nobre", eu mesma agredi o Grão mestre por séculos de descaso com nossa gente, pois eles sabem que nós somos a solução final quando todas as estrelas do zodíaco caírem, porém o que eu mas estranhei foi o fato de ter sido chamada de "Capitã" por quem me respondeu pelo rádio, eu não sabia que tinha sido promovida e isso me leva a crer que, ou temos um "Judas Iscariotes" entre nós ou haja um espião, não é mesmo Hera Amazona de Prata?

Olhei para ela com fúria mas foi só, então eu prossigo.

-Temos muitos inimigos senhoras e senhores, e peço para que o Senhor Diretor aqui permita uma missão de busca e investigação nas coordenadas de onde os mísseis foram lançados e que os técnicos façam uma varredura em nossos sistemas, os supostos mísseis da nossa própria Armada foram lançados, alguém de perto sabia mais do que o devido, desde que retornarmos do Santuário nos tornamos em ameaças em potenciais para os falsos deuses que ainda não sabemos quem são. Cada um aqui foi submetido a uma prova de fogo na Casa de Gêmeos até aqui, todos mostraram potencial, enquanto lutávamos num treino com Atena eu cometi um erro grave ao beber um pouco do seu Sangue quando a mordi, Nike por sua vez não me deu apenas memórias ruins mas também ensinamentos sobre artes secretas dos Cavaleiros, tanto que eu usei uma delas para nos defendermos de 6 mísseis balísticos de baixa potencia nuclear, foi a mão de Deus que não permitiu que fossemos atingidos, minha Armadura também recebeu tratamento e modificações de um Cavaleiro de Ouro que por sinal é um ótimo ferreiro, todos os santos de Bronze que me acompanham também tiveram modificações nas suas Armaduras.

-Minha conclusão foi uma tentativa de assassinato contra os heróis desse novo tempo, solicito uma missão de apuração Senhor Diretor.

Avatar do usuário
Inoue91
Mensagens: 592
Registrado em: 08 Jan 2014, 02:38

Re: Ato 2 ~ Aço de Prata ou Prata de Aço?

Mensagem por Inoue91 » 07 Out 2019, 20:24

Carlos

— Bom, podemos conversar depois então — Dava um leve sorriso — Esses processos militares me confundem todo, só espero que não seja igual quando fiz tiro de guerra, que aliás fui salvo pois consegui uma bolsa de estudos aqui na Grécia.

Entrava na sala e então sentava numa cadeira ao lado de Katia, Carlos mantinha em silencio enquanto seus colegas falavam sobre o ataque que haviam sofrido, de fato aquilo era algo preocupante, afinal nem eles pareciam estar sabendo do ocorrido.

— Amartesu, sem indiretas por favor, sei que não gosta dos cavaleiros de prata e você tem seus motivos, mas agora não é hora para ficarmos brigando, viemos aqui com um proposito. — Dava uma leve suspirava e então voltava a dizer — Eu concordo, muitas coisas estranhas estão ocorrendo ultimamente, o ataque na universidade, este ataque que recebemos agora, não consigo relacionar esses dois eventos ainda, mas acho que existe alguma coisa em comum entre eles.

Cruzava os braços enquanto estava sentando e então voltava o olhar para a capitã Kaguya, esperando a resposta que ela iria dar para tal incidente, embora para Carlos, aquilo só poderia ser uma estratégia do inimigo para fazer uma briga com os cavaleiros de aço fosse gerada.

Responder

Voltar para “Cavaleiros do Zodíaco Alpha”