Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2135
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Maggot » 11 Jun 2016, 13:39

- Malpetrim -

Zlaahael

A cela que lhe fora fornecida era mais segura e confortável que qualquer quarto de taverna. Após mais uma confusão envolvendo seu nome, Claudius, o líder minotauro da guarda tapistana, o reservara uma cela confortável para sua própria proteção "E para que não houvessem mais confusões públicas." Segundo o minotauro, Zlaahael poderia sair na hora em que quisesse. Seria mesmo? A porta estava trancada, mas as chaves na mão do elfo. Telumendil estava dormindo em uma cama da cela, que mais parecia um quarto. Mas ainda era uma cela. Ouviu uma batida na porta, e lá estava um homem. Humano, o que era uma raridade naquela construção, o único prédio frequentado por minotauros além do antigo templo de Tauron.

- Zlaahael Aranarth, estou certo? - O homem iniciava, enquanto esperava de pé do lado de fora. - Preciso de alguém com suas habilidades para um trabalho. Poderia me deixar entrar?

O homem tinha o olhar firme, e continuaria caso Zlaahael se mostrasse indisposto:

- Posso lhe fornecer informação sobre a Aliança Negra caso esteja disposto a ajudar.

Imagem

Cecília

Cecilia era de outro mundo. Em um todo, igual, mas diferente. Sem deuses, sem clérigos. Um quebra cabeça sem uma peça. Naquele mundo, ela fora para o lugar que era o centro de um mundo de aventureiros: Malpetrim. Valkaria era grande, mas Malpetrim era diferente. A cidade dos mercenários, dos aventureiros e dos heróis. Que infelizmente, contava com a presença de minotauros. Mas aquela Malpetrim era diferente da sua. Havia uma pequena torre aonde na sua não havia nada. A curiosidade tomou conta dela, e ela quis investigar. Atravessou as placas de "Não se aproxime" e se aproximou da construção. Ouviu mais de um moradores da cidade encararem a torre e xingarem ou resmungarem algo sobre "Demônia".

Se viu em frente a entrada logo. Só precisava entrar.

Drake

Um dia, ele fora um professor da Academia Real. Hoje, era um necromante preso à um demônio, com uma mulher que amava presa entre o mundo dos vivos e os mortos. Drake um dia havia conhecido um homem, quando ainda era um professor. O nome dele? Waltz von Schwarztot. Ex-Oficial do exército de Yuden. Hoje, um desertor. O homem havia ido até a academia em busca da solução para a morte, para salvar sua esposa. Não havia encontrado, e o veneno aplicado por um servo que havia se vendido para um inimigo político finalmente a levou. Não muito depois, a amada de Drake faleceu, e tudo aquilo começou. Waltz o deixara viver em sua torre em Malpetrim para continuar suas pesquisas em paz. Talvez por piedade, talvez por empatia. Havia tido alguns problemas com aventureiros no começo, mas o líder da guarda Tapistana, Claudius, havia garantido sua paz colocando avisos e prendendo temporariamente um ou dois aventureiros que queriam incomodar "o lich e a demônia" que viviam na torre. Pelas mensagens de Waltz, ele estava na cidade. Havia um elfo com quem ele queria falar. Talvez tivesse informação nova. Olhou pela janela, e viu que uma garota se aproximava.

Mais uma aventureira?
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Avatar do usuário
Rick
Mensagens: 2501
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:14
Localização: Penápolis/SP
Contato:

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Rick » 11 Jun 2016, 15:49

Zlaahael estava de pé logo após a primeira batida na porta, alerta como sempre. Ele ouve a mensagem e permanece algum tempo em silêncio, imaginando de que habilidades ele estaria falando. Não havia feito muita coisa desde que chegara à cidade, a morte do mago e do goblin só tivera uma testemunha, ainda que tardia. A segunda tentativa de persuadi-lo interrompeu seus pensamentos e quando reparou, já estava com a porta aberta e sinalizando a entrada para o homem.

- Le suilon! - O elfo faz uma reverência sutil. Logo em seguida, ele se vira para a fera que já se colocara pronto para intervir. - Uuma dela, Telumendil. - Diz suave, acalmando seu amigo.

Depois de apontar uma das camas para o visitante, o guerreiro se junta a ele. Sua espada negra estava ao alcance fácil da mão e a besta parecia descansar novamente, embora seus olhos estivessem atentos ao desconhecido, seu focinho farejando todos os aromas que ele trazia consigo, repassando as sensações para o companheiro através de seu elo sobrenatural.

- De que habilidades necessitas e o que pleiteias minha visita? - Ele fala um pouco devagar, ainda se acostumando a falar novamente o idioma comum.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17583
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Aldenor » 12 Jun 2016, 14:56

Cecília entendia pouco daquele mundo e não conseguia se segurar. Precisava de respostas. E o maior número de informações possíveis. Ela sabia que Malpetrim era um lugar difícil, mas estar tomada por minotauros era um cenário muito além do que ela esperava. Mesmo assim, a falta de cautela era seu maior ponto fraco. Por isso, ela se acostumou a não se importar com o que falavam sobre ela. Camponeses, plebeus ou mesmo aventureiros daquele lugar não eram como ela, não entendiam nada sobre o mundo como ela. Uma experiente aventureira, viajante planar. Assim, quando xingada, Cecília mostrava o dedo médio, uma atitude bem grosseira. E ela não se importava. Não estava interessada em ser amada, conhecida ou respeitada. Queria voltar pra casa, para o lar onde havia deuses.
Cecília
Imagem
Ora, ora, ora, o que temos aqui. Alô? Alguém por aí?
Dizia ela, sem cerimônia, enquanto passava pela placa de "não se aproxime".
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13708
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Lord Seph » 12 Jun 2016, 15:18

Drake estudava, era a única coisa que restava a ser feito. Sua amada mexia nos medicamentos como sempre fazia, mas em vez de sua doce voz cantando, apenas um silêncio fúnebre.

- Vai ficar o dia todo sentado aí, necrófilo? Fala Lenneth a demônio que ajudou a piorar sua vida.

- Que tal recepcionar nossa convidada? Mas não a mate, sabe que isso é péssimo aos meus estudos. Fala Drake ainda nos livros e fiona completamente alheia a tudo. - E não sou necrófilo, sua maldita.

Lenneth sorri e começa a ir em direção as escadas.

- Se ela atacar vou me defender, Drakinho. Lenneth fala com um sorriso falso nos lábios.

- Faça o que quiser, só não a mate. Leve um dos meus guardiões desmortos.

Lenneth sorriu com a possibilidades.

- Ok, vou levar o grandão. Lenneth fala feliz enquanto do chão um Ogro de aspecto ainda mais bestial.

- Obedeça Lenneth e não mate ninguém.

Ordens simples e rápidas.
Gastei 1 PM para Grunt Tipo 3.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2135
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Maggot » 14 Jun 2016, 20:19

Zlaahael

- Feliz por ter conseguido sua atenção. - O homem se sentava na cama, e não demorava até começar a falar. O olhar dele era firme, e a postura indicava para Zlaahael que o homem era um militar, ou deveria ter sido por incontáveis anos de sua vida. Sua voz era controlada, mas firme.- Ouvi dizer que você estava presente na queda de Lenórienn, não é mesmo? Eu tenho... Informações sobre o estado atual da Aliança Negra. Estou disposto a lhe passá-las caso me ajude em um trabalho. Estou procurando pessoas competentes o suficiente para isso.- O homem não desviava o olhar, mas Zlaahael podia ver que ele não era nem minimamente intimidado pela presença de Tel. O cheiro do homem era neutro, imperceptível. Quase uma máquina em sua postura. - Este meu contato, ele com tempo pode ser até mesmo capaz de te colocar atrás das linhas inimigas, caso eu e você mantenhamos uma relação de trabalhos. O que me diz?- Direto, o homem não parecia estar disposto a negociações longas.

Cecília e Drake

A porta da torre era subitamente aberta. De lá, Cecilia podia ver o que parecia ser uma demônia (e talvez aqueles xingamentos não fossem para ela. Teria que se desculpas com algumas pessoa depois...) e dois ogros zumbis. Talvez a torre fosse de fato um lugar assombrado por monstros. Mas ela era mais rápida. Se um combate fosse ocorrer, ela sabia que conseguiria se mover mais rápido que aqueles monstros.
Drake apenas continuava seu trabalho, enquanto podia ver da janela de sue cômodo que Lenneth já havia se direcionado para receber a invasora. Fiona continuava fazendo seu trabalho, ali, mas ao mesmo tempo não. Aquilo era doloroso.
Iniciativa: Cecilia > Lenneth > Grunts
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17583
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Aldenor » 14 Jun 2016, 20:57

Cecília percebe que talvez não fosse ela o alvo dos xingamentos. Mas ela dá de ombros, ignorando seu honesto erro. Afinal, ela era tida como maluca e já fora xingada muitas vezes antes.

E então, ela vê a demônia e dois ogros em processo de apodrecimento. Zumbis, talvez.
Cecília
Imagem
Hummmmm...
Ela pondera sobre o que fazer. Combatê-los poderia ser custoso, apesar de fácil. Ogros eram sempre terríveis, mas o fato de serem zumbis indicava que eram comandados por alguém. Seria pela demônia? Seus chifres, suas asas... ela parecia perigosa. Cecília decidiu ceder à curiosidade.
Cecília
Imagem
Bom dia, meu nome é Cecília Hagar Maedoc.
Ela faz uma mesura leve, com total um sorriso, ignorando a possibilidade de haver um perigo ali.
Cecília
Imagem
Essa torre... esses zumbis... vocês são muito amados por aqui, não é? Você é a dona da torre, senhora...?
Cecília se divertia com as palavras, na fina linha entre zombaria e educação. A moça loira de olhos cor-de-mel parecia bem à vontade, até um pouco desleixada.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13708
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Lord Seph » 14 Jun 2016, 21:45

Lenneth e os dois defuntos decem a escada. Ela estava estranhamente feliz. Fazia tempo que ela não fazia exercícios.

Então ela vê a garota e escuta cada palavra da sua boca e suspira.

- Sério mesmo? Tudo bem que aquela velha empacotou e todos os seus servos ou enlouqueceram ou ficaram burros, mas tenho certeza que você leu a plaquinha ali que dizia para não ultrapassar. Até aceitava você dizer que não sabe ler por ser uma bárbara ignorante, apesar que você ser ignorante mesmo.

Lenneth fala aquilo, mas ela sorri.

- Então vamos parar com as gracinhas, meu chefe necrófilo tá muito ocupado com suas perversões sobre a vida e a morte e só quer trazer sua amada de volta a vida. Então por favor, sem esse papinho amistoso. Diga logo o que desejas aqui, faz tempo que não luto, mas meu senhor de péssimo humor me ordenou que não lhe matasse, mas não disse nada sobre quebrar uns osso.

Lenneth estava completamente excitada, qualquer ação agora podia fazer ela lutar em frenesi.

Drake ouve a conversa toda e lamenta em ter deixado a maluca resolver isso.

- Fiona, meu amor, venha comigo pois acho que vamos ter que remendar a Lenneth.

Fiona apenas abana a cabeça afirmativamente enquanto pega sua maleta médica. Aquele silêncio dela o feria mais que a visão descarnada da mesma.

Ambos começam a descer as escadarias.
Editado pela última vez por Lord Seph em 15 Jun 2016, 08:25, em um total de 1 vez.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Rick
Mensagens: 2501
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:14
Localização: Penápolis/SP
Contato:

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Rick » 14 Jun 2016, 22:15

Zlaahael observava ao homem atentamente enquanto o mesmo falava. Ele pouco se mexia ao ouvir cada trecho, estava com os cotovelos apoiados nas coxas, o rosto inclinado para baixo, atenção ao convidado apenas através de sua visão periférica. Telumendil bocejava na outra cama, fingindo desatenção, como fora treinado para agir em situações como esta. Conforme a proposta avança, o elfo vai levando as mãos até as coxas, levantando o rosto para encarar o humano.

- Mani uma lle merna ten' ta? - O elfo questiona logo que ele para de falar, só então notando que havia perguntado em élfico. - O que heis de querer em troca de tal benesse? Como podeis ver, não tenho muitas atividades por aqui. Kwentra lye i'narn. - Ele finaliza, sinalizando com a mão para que prossiga.
Imagem
Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17583
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Aldenor » 15 Jun 2016, 08:29

Cecília ouve a fala absurda.
Cecília
Imagem
Então, violência teremos, escravinha.
Ela ergue a mão esquerda que brilha intensamente uma luz mágica vermelha que engolfa seus braços.

Cecília, então, suspira.
Cecília
Imagem
Arcaniss adul di ro darastrix, majak ve dout dastudr. Vers virax
Cecília saca sua katana com uma velocidade estonteante. Desfere um golpe cruzado em um ogro. Desfere um golpe diagonal em outro. Depois rosna feliz ao encarar a demônia. E desfere dois ataques usando a ponta da lâmina para perfurar sua inimiga. Tudo isso em uma fração de segundo. Em seus golpes, Cecília visou arremessar seus inimigos ogros para atrás dela, ou seja, pra fora da torre. Imaginando assim, que eles tenham que se aproximar dela para o combate. Para a demônia, os golpes seriam para ela ser arremessada pra dentro da torre.
Movimento: Aumento de Dano 5 (5 PM). Ação: Ataque múltiplo aprimorado x4 (1 PM). FA = F6+H4 +1d. Sobram 24 PM.

Efeito extra: Por Cecília ter F6, qualquer inimigo que falhe em teste de A são arremessados 1m para cada ponto de dano sofrido.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2135
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Re: Theothanatos: Réquiem para os Deuses - ON

Mensagem por Maggot » 16 Jun 2016, 10:46

Zlaahael

- Eu estou montando uma equipe. Preciso que essa equipe resolva alguns trabalhos para mim. Existem pessoas melhores para o trabalho que vocês, mas conseguir seus nomes me deu muito trabalho.- O homem falava em élfico agora, Zlaahael notou. A mudança fora tão sutil que ele demorara a notar. Aquele homem parecia ter experiência com isso. Ele levou a mão ao bolso, de onde retirou quatro cartas. - Eu estive na sua cidade natal recentemente, Zlaahael. Procurando respostas. Uma velha elfa cega, ama de leite de dois elfos gêmeos que não eram elfos, me deu os nomes das pessoas que eu deveria encontrar para esses trabalhos. - Puxou a primeira carta. Nela uma armadura élfica prateada. Estava escrito em élfico "O Guardião Caído".- Esse é você. - Puxou mais uma. Um crânio segurado por duas mãos, uma humana e a outra demoníaca. - "O Profano".- Puxou outra. Uma lâmina tamuraniana fincada em um coração negro e vermelho. - "A Perdição que Não Existe".- E uma última carta. Uma armadura negra sem elmo, com dezenas de faces pintadas na armadura.- "O Eterno". Consegui rastrear três dos previstos até Malpetrim. Um deles já era meu amigo previamente. Não creio que isso seja a toa. A velha possuía mais dessas, mas se recusou a me entregá-las. Creio que estou destinado a encontrar apenas estes quatro então, segundo as profecias dela. - Ele se ergueu, guardando as três outras cartas e se dirigiu a porta. Havia deixado um pacote para trás.- Portão norte de Malpetrim, a meia noite. Temos um acordo?

Cecília e Drake

Cecília era um relâmpago. Com dois ataques, os dois ogros zumbis eram destruídos antes que pudessem entender o que estava acontecendo. Com duas estocadas, Lenneth era atingida com tudo pela katana, e era arremessada 6 metros para dentro da torre. Nesse exato momento, um homem descia as escadas. Algo nele não cheirava bem. Ele cheirava ao mal. E aquela assistente dele... Ela não era normal também. O que diabos era aquela torre?
Drake enxergava a situação. Aquilo era mais problemático do que ele previra. E aquela garota era forte. Felizmente Lenneth não havia entrado em fúria ainda. Havia se erguido, e estava prestes a atacar quando viu Drake. Ela era forte, mas ele não acreditava que ela conseguiria matar a garota que os atacava. Por outro lado, ela não parecia ter desistido, ainda avançando contra a garota. 6m não cobriam muito espaço para a demônia. Conseguiu atingir a garota uma vez, mas não havia causado tanto dano quanto havia sofrido.
Lenneth recebe 6 pontos de dano
Cecília recebe 4 pontos de dano
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Responder

Voltar para “Theothanatos: Requiem para os Deuses”