Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por John Lessard » 14 Fev 2017, 19:14

Capítulo 9
Os Blackspirits


Ícarus estava profundamente desnorteado naquele momento para ouvir ameaças ou qualquer outra coisa, por isso a tentativa de Logan e Klaire, de terminar aquilo sem mais derramamento de sangue, não funcionou... O levando a velha e boa violência. Apontou sua arma e disparou, quase que ao mesmo tempo em que Aldred avançou com sua arma também, seguido por Valdelesca e sua katana. A bala fora mais rápida, o perfurando no ombro e parecendo o fazer despertar. Ele desviou desajeitado da arma de Aldred, porém abriu sua guarda para Valdelesca, que afundou sua lâmina entre o pescoço e o ombro, o derrubando de vez.

Enquanto isso, Crys se agachava ao lado de Hendrid e despejava em sua boca uma de suas poções e o guerreiro pôde sentir seus ferimentos se fechando lentamente.

A Fúria caminhou até Aldred, flamejante e imponente, quase sem nenhum sinal de que lutara contra um dragão adulto. Ela parecia ser fogo puro.

- Não há mais débito entre nós, agora estamos iguais. Boa sorte Aldred, á você e seu grupo.

Depois disso, sumiu num clarão de chamas.

Houve um barulho alto mais acima, porém quem desceu de lá foram Clay e Alector. O lutador tinha um corte no peito, mas parecia bem. O outro estava sujo de sangue, mas não era seu. A armadura imunda.

- Aquilo... Aquilo é um dragão? - perguntou Clay impressionado.

Alector respirou fundo.

- Tudo bem... por essa eu não esperava e... Nem que fossem capazes disso.

El olhou Ícarus caído.

- Nosso trabalho aqui está feito. Vocês precisam descansar, agora só falta um e vocês sabem quem é...

***

Á SEGUIR: NOITE DE TEMPESTADE
Aldred: 1.620 XP
Crys: 1.260 XP
Logan: 1.020 XP
Valdelesca: 1.620 XP
Klaire: 1.540 XP

+1 PA para todos.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13715
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por Lord Seph » 14 Fev 2017, 19:20

Klaire dá uma última olhada na carcaça e pensa o quanto de poder teria se pudesse animá-lo. Então chega seus "contradores" e ela apenas segue sem dizer nada.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por John Lessard » 21 Fev 2017, 08:17

Capítulo 10
Noite de Tempestade


Alguns dias se passaram na cidade de Nilo desde a queda dos Blackspirits e agora os Van Cloud eram mais fortes do que nunca, entretanto, segundo eles Gilthunder era meticuloso e sorrateiro, e estava quieto demais esse tempo todo e deveria estar tramando algo. O grupo, por sua vez, teria tempo para descansar até finalmente irem de encontro á sua missão e a família que os chantageava estarem prontos (por algum motivo, estavam tendo dificuldades no bordel).

Durante esse poucos dias de calmaria, Clay se despede de Valdelesca, ele dizia que queria vingança contra o Blackspirits e isto já havia sido feito, agora ele voltaria para sua terra natal - Khubar - e ficaria de molho dessas aventuras, mas que Val deveria ficar com o grupo, afinal eles poderiam leva-lo as mais combates interessantes e seja mais lá o que procurasse. Dito isso, partiu.

Ainda havia tempo para andar pela cidade, vender itens ou apenas comprar, porém uma tensão pairava no ar. Não houve uma anúncio dos Van Cloud de que era hora de agir, isso veio através de um trovão ao entardecer, quando o céu escureceu, parecendo já noite. Algo acontecia na rua, movimentações. Depois veio a gritaria e o caos, as chamas de carroças sendo queimadas sob o céu escuro. Saindo as portas era possível ver homens de armas atacando estabelecimentos, passando marinheiros á espada. Entre homens com as cores de Gilthunder, também havia outros, com armaduras desencontradas e armas diversas, além de sujeitos com roupas sujas e leves: Piratas!

Alector surgiu no meio da multidão, com sua lança em mãos, porém sem sua armadura. Usava apenas calças de couro e botas e uma camisa elegante, machada de sangue. Seu sangue. Matou alguns homens, e gritou.

- A torre do sino, Gilthunder está na torre...

Fazia um gesto para que o seguissem em meio ao caos, rumo ao destino final.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17589
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por Aldenor » 27 Fev 2017, 12:46

Aldred havia deixado a barba crescer ao longo do tempo.

Durante esses dias, Aldred ficava ansioso boa parte deles. Poucos foram os dias em que ele conseguiu agir normalmente e até parar para refletir o que vinha fazendo em sua curta carreira de aventureiro. Queria parar, queria descansar, mas já pensava em voltar depois de um tempo, pois ele amava fazer o que fazia.

Nos outros dias ele falava muito, agia nervosamente com as pessoas e com seu grupo, mas treinava. Treinava bastante com sua katana de lâmina negra e com seu corpo. Inventou uma maneira de controlar seu fôlego, concentrar suas energias em golpes mais fortes e desenvolveu um novo e terrível golpe: um corte limpo, certeiro na garganta. Gostava de praticar em alguma árvore e sempre imaginava seu alvo como Gilthunder. Sua hora estava chegando, sua vingança seria concluída...

... e era por isso que devia parar. A vingança não é uma atitude que gostasse. Aldred sabia que não era uma virtude de um herói aventureiro que queria se tornar, mas também não conseguia largar mão disso. Ele precisava se vingar e, para isso, abandonaria tudo que acreditava. Aldred sabia, depois da vingança, se sobrevivesse, teria se afastado do caminho que escolhera trilhar quando saiu de Valkaria pela primeira vez em aventuras. Assim, voltaria para casa e repensaria sua vida toda.

Um dia, quando o céu escureceu mais cedo e barulho de confusão pelas ruas de Nilo chegaram ao seus ouvidos, Aldred sabia. Era chegada a hora. Embainhou sua espada cuidadosamente, cerrou os punhos e fechou o cenho. O foco era total.

Nas ruas, a multidão parecia incontrolável. Mas Aldred estava absorto. Reconheceu o rosto de Alector. Alguém tão ruim que merecia também a morte, mas não era o inimigo naquele momento. Ele avisou sobre Gilthunder e Aldred meneou com a cabeça rígida. Sentia suas energias pulsando em seu sangue dracônico.
Aldred
Imagem
Chegou a hora. Lembrem-se, Gilthunder é um inimigo muito perigoso que quase matou meu antigo grupo. Hendrid lembra dele. Todo cuidado é pouco. Assim que o virmos, vamos com tudo, sem guardar recurso, sem conversa.
Ele respira fundo e segue em direção ao destino final.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por John Lessard » 27 Fev 2017, 21:21

Capítulo 10
Gilthunder


O grupo seguia Alector em meio ao caos das ruas de Nilo. Em meio á briga dos nobres, pessoas comuns sofriam. Por mais que fossem desprezíveis em sua cultura, elas não mereciam morrer nos joguetes da nobreza. Carroças viradas, mulheres e crianças sendo arrancadas de dentro de casas. Homens sendo espancados em becos. As forças Van Cloud surgia para lutar, mas não para salvar aquela gente e sim para assumir o poder de vez. Havia chegado a hora para aquilo ser decidido e havia chegado a hora de Aldred se reencontrar com Githunder, ele e o grupo. Tudo que passaram até aquele momento, culminava naquilo.

Adentraram na torra, Alector gritou ao seu ser atingindo por um sabre, virou-se e matou o homem com sua lança.

- Vão! Façam o que devem fazer... Cuidado, Moriana deve estar com ele!

Nada mais foi dito. As portas foram fechadas, abafando o som da luta e da chuva. Havia apenas o caminho para o alto. Alguns lanças de escadas depois e finalmente o topo.

O som de metal no piso de madeira. Ele andava altivo, com sua armadura fina e poderosa.

Imagem

- Esperava por vocês... Me perguntava Aldred, quanto tempo vocês demorariam para aparecer. Onde está a garota sabichona e o rapaz com chapéu estranho? Só trouxe o maneta? Oh, não é mais maneta.

- Pare de brincar Gil.

A voz era de uma mulher, de olhar místico, com um bordão em mãos. Não passava um ar nobre, mas ainda assim poderoso.

Imagem

- Moriana, por favor. São velhos amigos... Conhecidos do monstrinho mirim que veio para cá conosco.

A mulher se aproximou e tocou o cavaleiro.

- Já, irmã? - ele perguntou, ela parecia conjurar algo nele - Pois bem.

Ele sacou sua espada, uma lâmina longa, com eletricidade em volta, depois beijou a mulher.

- Venham de uma vez.

Imagem
Valdelesca 25
Moriana 24
Aldred 22
Gilthunder 21
Logan 18
Klaire 15
Crys 13
Hendrid 7
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17589
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por Aldenor » 27 Fev 2017, 22:22

Aldred parecia firme, com os braços retesados, a espada em mãos. Cada vez que andava, sentia o estômago corroer de ansiedade. Quando chegaram ao local de combate, sentiu a têmpora latejar. Viu Gilthunder, o miserável...

... e subitamente, sentiu-se decepcionado. Ele ergueu uma sobrancelha, com uma cara intranquila. Estava confuso consigo mesmo. Onde estava o ódio? Onde estava a ansiedade? Sonhou tanto com este momento que, ao ver aquele homem com sua espada elétrica sentiu outra coisa.

Um vazio.

Aldred titubeou. Viu sua irmã conjurando algo sobre ele. O combate final estava começando. Após isso... o descanso. Aldred tentou tirar o pensamento da cabeça. Teria que se focar no presente.
Aldred
Imagem
Alice está morta. E Kain foi embora. Mas não se preocupe, Gilthunder. Meus novos companheiros vão me ajudar a vingá-los.
As palavras soaram vazias. Aldred falou o que achava que devia falar, que fazia jus ao sentimento anterior de vingança... um sentimento que esvanecera no momento em que vira Gilthunder.

O homem o convocou para o combate. Aldred respirou fundo.
OFF: bom, vou esperar Senimaru e a NPC agirem para eu agir em seguida.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
JPFP
Mensagens: 295
Registrado em: 23 Mai 2015, 11:58
Localização: Malpetrim

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por JPFP » 28 Fev 2017, 22:11

Assim como Aldred, Hendrid treinou o maximo que pode, mas não sentia que estava evoluindo tanto quanto o amigo. Ao menos os dias de descanso permitiram que suas feiras cicatrizassem...

Um verdadeiro caos começou na cidade, e Hendrid correu para ajudar os moradores da cidade, quando chegou Alector e lhes disse que Gilthunder estava de volta. Um calafrio percorreu a espinha do jovem ao quando se lembrou da luta que tiveram contra o nobre. Quase foram derrotados, ele era um guerreiro muito poderoso. E estava acompanhado.

Hendrid se perguntava porque os homens faziam coisas tão absurdas para ter o poder só para si. A cidade inteira sofria por causa do egoísmo de duas famílias. E o grupo estava ajudando uma delas. Se derrotassem Gilthunder, não haveria ninguém no caminho de Alector para que ele e sua família reinassem absolutos, ainda mais após a queda dos Blackspirits. Era preciso achar uma outra alternativa.
- Venham de uma vez.
-Para quê, Gilthunder? Para que um de nós mate o outro? Para que você ou os Van Cloud reinem sozinhos sobre a cidade? Pois saiba que isso não fará diferença para as pessoas daqui. As suas famílias são iguais. Não faz diferença para o futuro de Arton quem de vocês ganhar, os dois dominarão os cidadãos daqui sem dar a mínima importância para como se sentem.

-E se você conseguir o poder que tanto quer, o que acontecerá depois? Viverá alienado em seu castelo como alguém odiado por todos? O dinheiro e o poder tu já tem, e não precisa de mais. Tua vida não vai ficar melhor se tu tiver mais ouro, nem se houverem mais pessoas para te servirem. Tu, que é um guerreiro tão forte, devia usar essa força para fazer alguma diferença em Arton, para fazer o bem. Junte-se a nós e liberte essa cidade de seus tiranos. Vençamos juntos os Van Cloud e depois deixemos os moradores daqui livres. Tome um novo rumo e mude de vida, ou nos siga para proteger as pessoas de todo infeliz que pense que pode dominá-las.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por John Lessard » 01 Mar 2017, 08:04

Capítulo 10
Gilthunder

O cavaleiro encarou Hendrid, inclina a cabeça para o lado e depois para trás, e gargalhou, durante dez segundos.

- Patético, Patético... Você não entende nada, não é mesmo, herói? Vocês estão aqui para levar minha cabeça de volta para aqueles malditos Lancasters, vocês ainda que impediram minha vingança contra os malditos que mataram meu pai e que... - Ele engole em seco, com o orgulho ferido - Me jogaram na cadeia! Eu, Aldrich Gilthunder, o Cavaleiro do Trovão! Isto! Isto é muito mais que riquezas! Poder é muito mais do que suas míseras ambições dizem! Você não é realmente poderoso se divide este poder com alguém, por isso eu devo esmagar os Van Cloud. A única pessoa com quem me uno e dividirei tudo é Moriana! Minha irmã e amante! Isto é muito maior que vocês, seres pequenos. É muito mais que riquezas e poder... É também sobre vingança, neste momento, de vocês...

Seu ar agora é mais sério e soturno, era possível então sentir as vibrações no ar, quando sua espada estalou.

Imagem
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13715
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por Lord Seph » 01 Mar 2017, 09:28

Klaire estava pronta para a luta. O caos na cidade não chamava a sua atenção, eles estavam para terminar tudo e assim seria feito.

Ela se prepara deixando forças arcanas protegendoa e então chegam até o alvo. Um nobre empolado com uma armadura tosca e uma mulher que berrava magia até dizer chega. Klaire reune Crys e Logan próxima a si enquanto os garotos discursam.

- Vocês devem atacar a mulher e matar ela, não se importem com o idiota de armadura, deixem os garotos cuidarem dele.

Então ela ouve Hendrid e depois as falas do Gilthunder e sorri. Ela era mais parecida com ele que imaginava. Mas aquilo não era hora e nem lugar.

Forças profanas, reúnam em minha presença e enfraqueça meu inimigo.

Um raio roxo voa em direção ao Gilthunder e Klaire espera que isso baste para os garotos tenham uma chance a mais.


Usei antes da batalha Armadura Arcana e agora Raio de Enfraquecimento no Gilthunter. Lembrando que não enxergo o Grid.

Magias Preparadas: Armadura Arcana x1, Raio de Enfraquecimento x1, Mísseis Mágicos x6, Aumentar Pessoa x2 e Crânio Voador x1
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17589
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Crônica IV - O Cavaleiro do Trovão

Mensagem por Aldenor » 01 Mar 2017, 09:40

As palavras de Hendrid fizeram Aldred se desconcentrar. Ali estava um herói de verdade, alguém que Aldred deveria seguir. Aquelas palavras deveriam ter saído de sua boca. Mas agora estava amargurado demais. Sua alma havia apodrecido na sua vida de estrada e culminado na morte de Alice. Hendrid vivera quase as mesmas coisas, mas mantinha-se firme, mantinha-se obstinado. Aldred sentiu vergonha de sua própria fraqueza.
Aldred
Imagem
Hendrid...
Ele sorriu um tanto constrangido para o amigo, relaxando os músculos e abaixando a espada.
Aldred
Imagem
Você... você está certo. O povo dessa cidade continuará sofrendo. Eu... eu... eu havia negligenciado essa parte propositadamente em nome da minha vingança.
Ele abaixa a cabeça e range os dentes.
Aldred
Imagem
Gilthunder não mudará. Hoje mataremos ele e sua irmã. E depois vamos atrás dos Van Cloud. Deixar o povo sem seus nobres para que possam dar rumo à suas vidas da maneira que quiserem...
Ele voltou a erguer a cabeça, confiante, fechando o cenho para Gilthunder.
Aldred
Imagem
Gilthunder, por todas as pessoas que você matou, por todos que você fez sofrer... eu juro: Você vai morrer!*
Aldred não tinha intenção de levá-lo com vida para os Lancaster em Altrim...

*https://youtu.be/MAZH57mBtoU?t=1m6s em homenagem.
Trilha sonora:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Responder

Voltar para “Uma aventura normal de Tormenta”