"Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17361
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Aldenor » 17 Ago 2017, 14:39

Gael ouvia o prefeito Guss Nossin com a mão no queixo, balançando a cabeça a cada suspiro do homem. Gael entendia tudo, mas havia muitas partes no discurso que não eram interessantes para ele. Por fim, o jovem monge entendeu que a cidade precisava de protetores. Heróis para lidar com bandidos. Gael não se sentia muito apto. Ele não era um miliciano e nem um caçador como Turok se portava com suas palavras. Ele era um guerreiro, um lutador, um artista marcial que dominava o elemento do fogo de maneira magistral, um prodígio das lutas. Como isso poderia ajudar a cidade? Como isso poderia ajudar o próprio Gael a se desenvolver?
Gael
Imagem
Lutando contra as ameaças, é claro.
Gael pegou-se dizendo. Mas... de onde vinha essa afirmação? Era um pensamento externo e o monge olhou em volta como se procurasse alguém oculto... até seus olhos pararem em Catriona pegando um livrão das mãos da clériga lá. Gael corou e desviou o olhar pra baixo.
Gael
Imagem
Senhor prefeito, eu não sou miliciano, nem guarda, nem soldado. E também não sou um caçador como o Turok.
Disse cabisbaixo. Mas então ergueu a cabeça com a expressão determinada.
Gael
Imagem
Mas sou um guerreiro dobrador... carrego comigo uma arte marcial muito antiga, de meus antepassados que não conheço. E acho que com meu poder e as lutas que as ameaças vão nos dar... todo mundo sai ganhando. Então eu aceito ajudar Gorendill.
Gael cerrava o punho e franzia a testa enquanto encarava o prefeito. Pura determinação.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Chapéu Preto
Mensagens: 261
Registrado em: 17 Fev 2014, 10:37

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Chapéu Preto » 19 Ago 2017, 21:39

Absalon escutava tudo o que o prefeito dizia, mas realmente não se importava com os problemas dele, pois não conseguia parar de pensar nos próprios problemas. Alem de ser inimigo declarado dos Deuses, ainda tinha que lidar com perseguidores em busca de entregar-lhe novamente à escravidão. De toda forma, estava ali agora e tinha que fazer algo, os garotos da balsa prontamente se qualificaram para o serviço.
- Eu vim aqui para ser um herói e ajudar o maior número de pessoas possíveis. Pode contar comigo.

- Dizia Absalon sem demonstrar ânimo em suas palavras.
Bando do Chapéu Preto:
All dead.

Avatar do usuário
Blackfox
Mensagens: 189
Registrado em: 19 Set 2014, 20:05
Localização: Sombria

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Blackfox » 22 Ago 2017, 14:48

O prefeito juntou as mãos num sinal de agradecimento. Seu sorriso aumentava à medida em que os aventureiros concordavam em ajuda-lo, e logo Guss Nossin já estava de bom humor. Apesar de a maioria dos heróis estarem de certa forma contidos quanto a suas respostas, haviam um outro ali que já começavam a animar-se pela possibilidade cada vez mais próxima de um combate. Dentre os mais entusiasmados estava um velho centauro de meia armadura, trajando as cores do deus da guerra e batendo com força os cascos no chão enquanto gargalhava. O prefeito ouviu o pedido de Turok e respondeu-lhe mediante suas considerações. O meio-dríade ganhou alguns olhares de soslaio, especialmente da arlequina, que começou a girar o dedo indicador ao lado do ouvido como se o chamasse de louco. Mas se tratando dela ficava difícil saber se era realmente uma provocação ou simplesmente mais um ato completamente aleatório.

- Eu entendo, meu jovem. – Disse o prefeito. – Visitarei os grupos individualmente amanhã e poderá me contar o que deseja sem necessidade de se preocupar com os
ouvidos alheios.

- Muito bem, camaradas! – Foi a vez do halfling começar a falar. Felingos Paga-Lanches tinha uma postura diferente da clériga e do prefeito. Enquanto os outros dois permaneciam sérios, o batedor parecia de certo modo desleixado, como se não se importasse muito com encontros sociais como aquele. – Sei que estão empolgados pra caçar os desgraçados, mas estamos planejando explicar tudo pra vocês amanhã. – Ele coçou a cabeça, como se procurasse as palavras certar para usar. – A guilda bolou um plano onde vamos agir em conjunto com vocês, separando todo mundo em pequenos grupos pra enfraquecer a base deles e aí podermos descer o cacete nos filhos da...

Helena olhou para o halfling com um olhar reprovador, fazendo com que Felingos gaguejasse nas palavras e arrancando uma leve risada da clériga.

- Sei que provavelmente estão cansados da exaustiva viagem, então peço que permitam que meus acólitos os guiem até as estalagens que separamos para vocês. – Ela retomou o assunto com um sorriso gentil e expressão serena. – Como Felingos disse, o plano de ação será explicado pela manhã, mas se quiserem saber mais detalhes sobre os bandidos, os acólitos os darão mais informações.

A clériga fez um sinal para que os jovens sacerdotes se aproximassem, separando um para cada grupo. Seu método de seleção colocou os aventureiros que vieram para Gorendill no mesmo grupo em que chegarem, de modo que Absalon, Catriona, Gael e Turok permaneceram juntos. O rapaz que os guiava através da cidade naquela hora tardia não deveria ter mais que quinze anos, e perguntava a todo momento sobre as aventuras que já tinham vivido. Ele dizia que mal podia esperar para ser oficialmente ordenado e poder viajar através do mundo.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17361
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Aldenor » 22 Ago 2017, 16:58

Gael acabou com Catriona e os outros dois. Grupos divididos para atacarem em pontos diferentes. É, fazia sentido. Mas Gael estava cabisbaixo. Tentava desviar o olhar de Catriona. Assim, quis também parar de pensar no que tinha acontecido entre eles.
Gael
Imagem
Que legal estarmos juntos... estávamos na mesma balsa, lembram? Ei, qual seu nome? E se não é curandeiro, o que faz?
Perguntou para Absalon. Enquanto isso, o garoto um pouco mais novo que ele não parava de perguntar sobre aventuras. Gael nunca fez nada sem a proteção de Jouji, por isso não se considerava ainda um aventureiro, embora tivesse algumas histórias pra contar.
Gael
Imagem
Pra mim você já tem idade pra ser aventureiro... não sou tão mais velho que você.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Chapéu Preto
Mensagens: 261
Registrado em: 17 Fev 2014, 10:37

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Chapéu Preto » 23 Ago 2017, 09:46

Escutar o garoto tagarelando, em qualquer outro momento seria no mínimo irritante, mas neste momento aquela situação em que Absalon encontrava-se era uma situação de paz. Se não fosse inimigo dos deuses, poderia imaginar que a Deusa da Paz estava de algum forma lhe ajudando, mas sabe que isso não é verdade. Ao escutar o que o jovem monge falara, estendia a mão para cumprimentá-lo.
Imagem
-Me chamo Absalon, filho de Liriaqirielle e de Farother. - Absalon pendeu a cabeça para o lado esquerdo, pensando rapidamente em uma resposta. A verdade poderia desagradar alguns e por isso deveria ser evitada, mas isso lhe colocava em uma situação. O que ele realmente era? Enquanto nem mesmo Absalon conseguia responder essa pergunta, apenas respondeu o jovem da melhor forma que poderia descrevê-lo. - Bem, o que melhor me descreve no momento seria, Conjurador Místico. Sou capaz de utilizar inúmeras magias, mas aprendi recentemente estes métodos. Por isso algumas vezes podem não sair tão bem aplicadas como um golpe certeiro de fogo nos inimigos. Como foi o caso da minha cura em você, foi a primeira vez que utilizei das minhas artes místicas para tentar curar alguém. - Depois de falar até esse ponto, Absalon percebe que agora é ele quem está tagarelando, fica um pouco envergonho e volta a ficar em silêncio.
Editado pela última vez por Chapéu Preto em 29 Ago 2017, 08:46, em um total de 1 vez.
Bando do Chapéu Preto:
All dead.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5008
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por John Lessard » 23 Ago 2017, 16:52

Catriona folheou e passou os olhos pelo livro que a clériga havia lhe emprestado. Não tinha tempo de lê-lo de fato, mas lia alguns trechos que lhe chamavam a atenção e tentava absorver as informações. Não prestou atenção aos outros, aventureiros e prefeito. Apenas voltou sua atenção aos demais após devolver o livro e finalmente perceber que estavam sendo formado grupos. A moça ouviu a sugestão de Gael.
Imagem
- Acho uma boa ideia ficarmos juntos Gael... Quer dizer, digo, eu, você, Turok e Absalon, como um grupo. Isto, claro.
Ela corou e riu sem graça e saiu rapidamente com o acólito. A noite estava fresca e Catriona aproveita, andando junto dos outros, quanto a pergunta do rapaz, limitou-se a dizer:
Imagem
- Lutei contra alguns Lacedons numa barca - riu - Eu sei, iniciante.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13538
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Lord Seph » 23 Ago 2017, 17:33

Turok caminhou com o grupo em direção a estalagem mantendo-se atendo a qualquer coisa.

- Eu fui treinado desde criança a caçar, mas cada um deveria ir no próprio rítmo. Não se apressa um bote.

Velho ditado do seu pai e Turok odiava ver que o velho tinha razão.

Tendo certeza que não há ninguém por perto Turok fala.

- Estamos sendo seguidos desde que saímos daquele barco, não gosto quando tentam me transformar em presa. Se formos mesmo trabalhar em grupo aconselho a fazermos vigia na estalagem.

Turok diz.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Blackfox
Mensagens: 189
Registrado em: 19 Set 2014, 20:05
Localização: Sombria

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Blackfox » 25 Ago 2017, 00:07

O grupo seguia sem pressa através das ruas já quase desertas. A iluminação em seu caminho provinha dos velhos postes onde pendiam lampiões enfeitados, provavelmente decorados pelos organizadores do festival. A temperatura já começara a cair novamente, de modo que à medida que prosseguiam, as ruas pareciam cada vez mais vazias. O jovem acólito ouvia atentamente às histórias do grupo, parecendo realmente entusiasmado com elas. Mas logo ficou evidente que sua atenção parecia dirigir-se com um foco especial para Catriona. O clima permanecia descontraído, com o grupo compartilhando histórias e risos quando os ouvidos sempre atentos de Turok captaram um som vindo das sombras. O meio-dríade virou-se num movimento brusco, captado apenas pela aristocrata, que acompanhou a ação com os olhos e também percebeu a ameaça que começava a cercá-los. Absalon, Gael e o acólito pareciam alheios ao que acontecia, só entendendo a situação em que se encontravam quando as primeiras flechas começaram a voar na noite.

Cinco setas foram disparadas, mas só duas atingiram seus alvos. A primeira veio veloz contra o meio-dríade, que num movimento ágil simplesmente esquivou-se de seu atirador. A próxima aventureira não teve tanta sorte. Apesar de ter sido capaz de notar a armadilha onde haviam se metido, Catriona não fora rápida o bastante para esquivar-se do ataque covarde, sendo atingida no ombro direito e sendo surpreendida com a dor da perfuração. Mesmo que Gael e Absalon não houvessem notado o que acontecia antes, assim que sua aliada fora atingida os instintos de ambos foram ativados ao máximo. Absalon percebeu a flecha que vinha em sua direção e movimentou seu corpo para a esquerda evitando que a seta atingisse sua cabeça. Gael desviou-se para a direção oposta, podendo ainda sentir o vento provocado pelo ataque que quase lhe perfurara o estômago. Mas enquanto se preocupavam com a aristocrata, um grito de dor os fez desviarem os olhos para o garoto que os guiara. O jovem acólito estava caído no chão, com o joelho perfurado por uma das setas inimigas. O ferimento havia sido feio. Não era preciso ser um gênio para saber que aquilo deixaria sequelas.

- Teria sido mais fácil se vocês tivessem caído logo de uma vez. - Uma voz feminina pronunciou-se. Uma voz que o usurpador conhecia muito bem. Atrás deles estava Milena Hammerath, juntamente com cinco homens mau encarados. - Mas já que ainda estão vivos acho que podemos nos divertir um pouco mais antes de um mandar todos aqui para os reinos dos deuses não é mesmo? - Ela sorriu com sadismo. Havia descartado seu disfarce a agora vestia-se de maneira habitual. - Mas... - Milena fez uma pausa, colocando a mão esquerda debaixo do queixo enquanto fingia refletir. - ...eu tive um dia longo e a única coisa que quero agora são uns bons goles de vinho e uma noite de sono sossegado. Então façamos um trato certo? - Ela apontou para Absalon e sua expressão se dissolveu em fúria. - Me entreguem o escravo e deem o fora daqui, seus merdinhas!

Ela mentia, é claro. O usurpador sabia muito bem que Milena mandaria seus capangas atirarem novamente no momento em que os heróis se afastassem. Os outros notavam que apesar da proposta da caçadora de recompensas, os cinco brutamontes que a cercavam já guardavam seus arcos e começavam a apertar com força os cabos das espadas. O ar estava pesado ali. A batalha não demoraria muito para começar.
Imagem
Milena Hammerath
Imagem
Catriona levou 3 de dano
Ordem de Iniciativa:
Gael (19)
Inimigos (??)
Turok (14)
Catriona (12)
Absalon (11)
Editado pela última vez por Blackfox em 30 Ago 2017, 09:35, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
Chapéu Preto
Mensagens: 261
Registrado em: 17 Fev 2014, 10:37

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Chapéu Preto » 30 Ago 2017, 09:25

Absalon encontrava-se na situação mais complicada possível. Estava cansado, não tinha mais forças para enfrentar quaisquer adversários e principalmente não conseguia mais disputar com os Deuses. Após todos os problemas que teve no dia, tudo o que não precisava era encontrar Milena. Enquanto seus olhos rapidamente fitaram o jovem acólito caído, teve um raciocínio simples, mesmo que se entregasse, nada iria mudar. Ela atacaria eles sem piedade.
Imagem
- Droga Milena! - Falava enquanto pensava nas possibilidades. Rapidamente colocava a mão esquerda na frente do corpo, sinalizando para a Milena parar. Sua mão direita ia em direção ao seu escudo, todavia como fora surpreso pela situação acabou não o encontrando, mas sim encontrando o pergaminho amaldiçoado. Ao tocá-lo sentiu um calafrio, sabia que o que estava pensando poderia talvez destruir a sua vida. Não dava para confiar em nada, arcano ou divino. Contudo situações de desespero pedem medidas desesperadas. Seu coração estava batendo muito rápido, não conseguia mais fazer piadas nesse momento, uma fúria aos poucos tomava o seu ser e se transformava em coragem. - Sei que não posso confiar, sei que irei me arrepender, mas... - Puxava o pergaminho amaldiçoado e fazia o maior esforço possível para lê-lo.

Código: Selecionar todos

19 PV, 0/6 Pm, 1/1 PA
Bando do Chapéu Preto:
All dead.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17361
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: "Para o Norte, meu Jovem!" (TRPG - Tópico ON)

Mensagem por Aldenor » 30 Ago 2017, 12:35

Gael andava pensativo, com a mente em outros lugares quando ouviu o grunhido de Catriona. Seu impulso foi tentar segurá-la, mas uma flecha brotou rente a seu estômago. Graças a seu treinamento marcial, o jovem monge foi capaz de erguer uma barreira de fogo desviando a flecha.
Gael
Imagem
Cat! Você tá bem?
Dizia alarmado. Demorou ainda um pouco para notar o jovem acólito, o guia deles. Ele jazia caído com o joelho estourado pela flecha. Gael franziu o cenho quando ouviu a voz zombeteira. Suas palavras beiravam o sadismo e sua risada era um convite à ira.
Gael
Imagem
O que... quem é... você?
Mal conseguia conter a raiva, atrapalhando suas palavras. Ela o ignorou e ainda teve a audácia de propor algo absurdo.
Gael
Imagem
Não! Ninguém é escravo aqui.
As chamas queimaram em seu entorno, ondulantes, exprimindo a raiva de Gael.

Sem pensar, o garoto se lançou ao ataque. Sua perna voou num arco longo com uma rajada de fogo, como um cometa.
Ação de Gael
Gael se move até E4 e gasta 2 PE para desferir o golpe Ataque em Arco. Usando a postura Abraço da Montanha e Ataque Poderoso:
Resultado 22 para acertar inimigos em D3, E3, e F3. Dano de 10 em D3; 11 em E3 e 10 em F3.

Gael tá com 1 PE e CA 17 nessa rodada.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Responder

Voltar para “Para o Norte, meu Jovem”