TRPG - O Fragmento do Caos (ON) (Fechado)

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

TRPG - O Fragmento do Caos (ON) (Fechado)

Mensagem por Aquila » 10 Nov 2016, 19:09

O Fragmento do Caos - Capítulo 1: Encruzilhadas
(Tarde de Lanag 16 sob Altossol - Em algum lugar próximo de Buccaburgo...)

Aldred
A chuva forte que caiu a maior parte do dia, diminuiu de intensidade, até se transformar em um chuvisco fino, que agora, carregado pelo vento fraco que sopra do leste, cai refrescante sobre o seu rosto. A sua frente, além da colina rochosa, coberta por algumas árvores esparsas, o horizonte cinzento anuncia uma noite escura e chuvosa.

Enquanto sobe a colina, chapinhando por uma estrada coberta de lama, cansado e com as roupas encharcadas, o sol da tarde surge as suas costas, lançando uma luz avermelhada sobre as terras silenciosas do baronato. Apesar do brilho e da sensação de ar puro, você imediatamente fica atento, olhando para os dois lados da estrada com atenção, lembrando dos diversos avisos que recebeu nas estalagens por onde passou, para ter cuidado e não andar a noite.

Você olha para os lados e por sobre os ombros, várias vezes, sentindo como se estivesse sendo observado, o vento trazendo o som de conversas abafadas e risadas sinistras, mas não há nada no campo ao redor, além de algumas casas de fazenda distantes, onde as luzes começam a ser acesas para receber a noite.

Depois de dez dias andando pelos ermos, dormindo em estalagens ou ao relento, seguindo os cartazes de aventureiros que encontrou fixados pelo caminho, você finalmente se aproxima de Buccaburgo, onde um grupo de gnolls está aterrorizando os aldeões.

Quando você finalmente se aproxima do topo da colina, esperando ver as luzes da cidade no outro lado, é surpreendido pelos sons de uma batalha.

No outro lado da colina, além do conjunto de árvores que cobre o topo como uma barreira natural, ao lado da estrada enlameada, um soldado a pé enfrenta um guerreiro hediondo, que montado em um cavalo negro. O soldado veste as cores e o brasão do baronato, negro e o dourado, enquanto o cavaleiro veste uma meia armadura pesada, cujo elmo metálico foi moldado como duas máscaras de teatro; um rosto enfurecido na parte da frente e outro sorridente na parte de trás da cabeça.

Visivelmente em desvantagem, cansado e sujo de lama, o soldado tenta deter as investidas cada vez mais fortes da espada longa do cavaleiro.

John Lessard
Você lança o corpo para o lado no último instante, tentando não ser pisoteado pelo grande garanhão negro, quando o cavaleiro investe novamente sobre você como uma tempestades.

A espada longa se chocar contra o seu escudo com força, fazendo seu braço doer e quase o derrubando, mas você consegue girar o corpo, as botas afundando na lama, pronto para defender um ataque pelas costas. Quando recupera o equilíbrio, o cavaleiro já está distante, manobrando o cavalo para mais um ataque, erguendo a espada próxima da máscara do elmo, uma hedionda máscara de um rosto enfurecido.

Cansado, o corpo doendo, as roupas sujas de lama, você considera que não foi uma boa ideia seguir o misterioso cavaleiro chamado Dee, após seu último ataque contra a vila de Buccaburgo. A diferença entre as suas habilidades é enorme, mas o que mais o irrita é o fato dele estar brincando!

Enquanto Dee manobra o cavalo, fazendo pose para uma plateia invisível, você relembra como chegou nessa situação ridícula, após ser destacado por seu mestre, Sir Axl Stout, para ajudar na defesa da vila contra os gnolls, enquanto ele ajuda o baronato na delicada disputa de fronteira em que foram jogados. Desde que chegou, você organizou a milícia da vila - dez homens não forma uma milícia - para resistir aos ataques do bando de gnolls, mas não imaginava que esse era o único perigo.

Os ataques haviam começado poucas semanas antes de você chegar, com intervalos de dias indefinidos, onde o cavaleiro surgia destruindo o que encontrava pelo caminho, carroças, casas, armazéns, e derrotando quem tentasse lhe impedir. Ninguém era páreo para o cavaleiro, armado ora com uma espada, ora com um par de maças. A única coisa em comum em todos os ataques era o estranho pergaminho que ele pregava nas paredes, inscritos com uma única runa antiga que significa fragmento.

O mais estranho de tudo era o nome que os anciões repetiam depois de cada ataque, um nome que você pensava ser apenas uma lenda: Dee, Sacerdote de Nimb e Arauto do Caos.

Você ainda lembra o momento, mais cedo, quando foi chamado para evitar um novo ataque de Dee, saindo a cavalo atrás do misterioso guerreiro, enquanto os soldados recuavam aterrorizados. Sozinho, você tentou enfrentá-lo, na chuva, mas ele acabou derrubando-o na estrada cheia de lama.

Dee se prepara para um novo ataque, esporeando o cavalo contra você, no momento em que você vê um homem descendo a estrada, na direção do combate.

Combate!
O que vocês fazem?
Aldred (PVs: 22; PMs: 0; PEs: 3/3; PAs: 1; CA: 16; XP: 0/1.000; Condição: Normal).
Jonh Lessard (PVs: 23; PMs: 0; PEs: 3; PAs: 1; CA: 15; XP: 0/1.000; Condição: Normal).
Editado pela última vez por Aquila em 18 Dez 2017, 15:44, em um total de 2 vezes.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por Aldenor » 10 Nov 2016, 20:29

Aldred caminhava sob o chuvisco sem se importar muito. Com displicência, tirava seus cabelos molhados da frente dos olhos e vez ou outra secava suas mangas longas e largas. Era impassivo, talvez inconsequente por ignorar os avisos de não viajar a noite. Mas ele agora era um aventureiro e aventureiros não ligam para essas bobagens. Se fosse para ter medo de chuva ou da noite, que ficasse em Valkaria. Aliás, ao lembrar da cidade, Aldred desviou o olhar rapidamente para ver se enxergava a estátua. Viu que não e sorriu com isso.

"Estou longe de casa. Oficialmente, aventureiro! Axun*!"

Porém, uma estranha sensação o acomete. Estaria sendo seguido? "Era só o que me faltava... serão bandoleiros?" Pensou, enquanto decidia segurar a katana embainhada com a mão esquerda, com o cabo ostensivo, pronto para ser sacado em um movimento rápido. As luzes das fazendas e casas distantes lhe dava alguma tranquilidade. Porém, ouvia risadas. Ou seria apenas o vento? "Pare com isso, Aldred, você não é mais criança... não precisa ter medo de vento!" disse a si mesmo balançando a cabeça e puxando os cabelos molhados para trás para conseguir enxergar melhor.

Foram dias solitários, os primeiros do resto de sua vida. Apesar de conversar com estalajadeiros, taverneiros e outros tipos de estrada, buscando por informação, Aldred não teve alguém para conversar seguidamente por muito tempo. "Aventureiros em falta... não me admira que os tapistanos derrubaram Valkaria e não Malpetrim..." pensou enquanto avistava Buccaburgo, um local aterrorizado por gnolls, se o cartaz dizia a verdade. Aldred ansiava encontrar outros como ele, aventureiros novatos para se juntar e criar um grupo. Tinha muitos sonhos com glórias e fortuna. Mas, além disso, queria ser um herói e ajudar as pessoas.

Ao chegar no topo da colina, Aldred já sentia de antemão seu estômago reclamar por um guizado, um ensopado de carne ou qualquer coisa diferente de carne seca ou fruta cítrica das rações de viagem. "Tenho que me acostumar com isso, é comida de aventureiro!". Seu sorriso logo caiu ao perceber sons de batalha aonde veria luzes da aldeia.

A cena era grotesca. Um soldado do baronato enfrentava um homem montado em um cavalo negro. Aldred viu o elmo hediondo. "Que merda é essa?" exclamou antes de sacar sua katana com um fino barulho agudo do aço. O rosto da fúria encarava o soldado e a expressão da piada virava para o valkariano. Engolindo seco, Aldred sentiu a ansiedade queimar as entranhas. Precisaria fazer bonito. Era a primeira ação de verdade fora de Valkaria. Reuniu todas as memórias das experiências durante seu treinamento com sensei Satoshi Yamada, respirou fundo e se aproximou do combate.
Aldred
Imagem
Ei, cabeçudo! Dois contra um é coisa de covarde... vamos igualar essa questão.
Aldred avança sobre o cavaleiro, tomando cuidado para não ficar ao alcance de um possível coice. E então, desfere um golpe com sua katana, manejando-a na diagonal. Um corte preciso e afiado. Usava as técnicas de combate ofensivo, com o corpo flexionado para frente.
OFF: Usando a postura Pata do Leopardo (+2 nas jogadas de ataque/-2 nos testes de Resistências), Aldred faz um ataque simples com +7 (1d10+3, crítico 19-20) no cavaleiro de elmo hediondo. Para se defender, Aldred usará o golpe Aparar Ataque Corpo-a-Corpo (1 PE). Ele fará uma jogada de ataque com +7 e se superar a jogada de ataque de seu inimigo, evitará completamente o golpe, independente de ter superado ou não sua CA.
Súbito, após o golpe, Aldred sentiu algo errado. Atrás do cavaleiro e do soldado, ele viu uma menina de pele alva, cabelos curtos, loiros e olhos azuis brilhantes. Tinha um sorriso infantil e vestia um vestido branco. Ela estava sentada em um pedregulho, descalça.
Menina
Imagem
Você nada pode contra Dee, o sumo sacerdote de Nimb, meu descendente. Desista enquanto pode.
Sem entender nada, Aldred via que tanto o soldado quanto o cavaleiro não pareciam prestar atenção nela.
Aldred
Imagem
Quem diabos é você?
A frase saiu e tanto soldado quanto cavaleiro poderiam entender, pelo contexto, que ele perguntava sobre o chamado "Dee". Mas ele se dirigia à menina no pedregulho.
Rainha Eterna
Imagem
Si mi wer Darastrix Daariv, sia vraktor. Si mi svaust vehafor wux vur dout svihelen Maedoc, throden eorikci. Riluoh, ergriff wux shilta ocuir vur nymuer ve. Molmonsore, si mi ekess xinor sjerit.**
Aldred arregalou os olhos e ambos os presentes naquela lama entenderam que ele estava abismado com o cavaleiro de elmo bizarro.


*Axun significa "Sim" em dracônico.
**Eu sou a Rainha Eterna, meu descendente. Fui eu quem criou você e sua família Maedoc, há muitos anos. Entretanto, só você pode me ver e ouvir. Infelizmente eu estou muito fraca ainda.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por John Lessard » 10 Nov 2016, 21:01

Lama. John rolava na lama, sob carga. Era evidente que o inimigo era superior, ainda mais montado. Onde estava com a cabeça, quando saiu atrás daquele sujeito?

"Minha cabeça esteve em meu dever, como sempre..."


Ele sentia-se suado mesmo embaixo daquela chuva. Seus pés pareciam deslizar o tempo todo naquele chão lamacento. As mãos se forçando a ficarem firmes. Ergueu o escudo em proteção. Era se primeiro combate real e seu inimigo era Dee! Como isso era perfeito e desastroso ao mesmo tempo. Ele sentia o peso do mundo nos ombros, o coração disparado. Se o antigo John Lessard estivesse ali, não estaria no chão daquele jeito. Estaria montado em seu garanhão negro, avançando com Ruminata em mãos.

"O que fazer? O que... O Cavalo está vindo..."

Sir Axl Stout o acharia um inútil naquela situação... "O cavalo está vindo, pense...". Ele sabia que não tinha grande maestria com esquivas, e mesmo com aquele escudo erguido nada faria contra uma carga. "Não posso correr, posso tentara aguentar e com certeza não consigo desviar... Então ataque... O Cavalo". John viu um rapaz descer a colina correndo gritando algo, mas ele mesmo tinha poucos segundos, não tinha tempo de falar, quem seria aquele?. "Droga...", correu para tirar aquele rapaz dali.
John Lessard
- Ei, saia daqui, ele é muito forte!
OFF:

Corro pra tentar avisar/tirar Aldred dali.
Caso ele me acerte uso Aparar Ataque Corpo-a-Corpo +5 (1 PE).
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por Aquila » 11 Nov 2016, 22:20

O Fragmento do Caos - Capítulo 1: Encruzilhadas
(Tarde de Lanag 16 sob Altossol - Em algum lugar próximo de Buccaburgo...)

Combate!

Aldred
O cavaleiro misterioso o vê descendo a colina pela trila lamacenta, detendo a investida do cavalo de guerra sobre o soldado do baronato. Com um movimento de corpo, ele muda de posição sobre a sela, ficando de costas para você, apontando com a espada para a máscara sorridente, que agora brilho vermelha refletindo os últimos raios do sol poente.

O cavalo de guerra pisoteia a grama e a lama de modo frenético, impaciente para avançar, mas o cavaleiro segura as rédeas com uma das mãos, enquanto se mantém por um momento equilibrado naquela posição bizarra. Então ele incita o cavalo sobre você, mudando o corpo no meio da investida, ficando de frente.

Firmando os pés no terreno traiçoeiro, você assume uma postura de guarda, antecipando o ataque violento. O cavalo cruza o campo em apenas um instante, enquanto o cavaleiro move o corpo para o lado, para atacá-lo. Enquanto ele cruza o campo, você vê o soldado correndo para interceptá-lo, se colocando praticamente no caminho do poderoso animal...

O som do choque das espadas é estrondoso, fazendo com que você quase caia de costa, mas você usa o movimento do golpe para atacar o cavaleiro nas costas, enquanto ele passa. Você tem apenas um instante para o golpe, seu corpo fica praticamente embaixo das patas do cavalo, mas seu braço segue a trajetória por reflexo até o corpo do cavaleiro... mas as espadas se chocam novamente, a máscara hedionda na nuca do elmo rindo da sua tentativa.
Aldred Ataque 20 e Aparar Ataque Corpo a Corpo 17. Perde 1 PE.
E então ela surge, diante de você, a Rainha Eterna, indiferente aos caos da batalha, e você não vê que o cavaleiro continuar o movimento contra o soldado...
Aldred perde 1 PA.
Enquanto ela fala de um modo enigmático sobre destino e família, você sente algo escorrer pelo seu braço direito... sangue, no ponto onde o cavaleiro atacou durante a investida. De alguma forma ele ultrapassou sua defesa, atingindo-o no ombro. A dor surge imediatamente, enquanto o sangue se mistura a lama e a chuva.
Aldred perde 14 PV.
John Lessard
O cavaleiro detém o ataque, ignorando-o completamente, virando o cavalo para avançar contra o rapaz que desce a colina...

Seu corpo está cansado e tenso da batalha, sua postura e músculos estão preparados para um novo golpe, mas você não tem tempo para relaxar e entender o que está acontecendo, pois antes que perceba, está correndo na direção do jovem para tirá-lo do caminho do cavaleiro, gritando. A distância entre você e o jovem é praticamente a mesma dele ao cavaleiro, e você sabe que nunca o alcançará a tempo, ainda assim, corre o máximo que seu corpo cansado aguenta, seus gritos sufocados pelo trote estrondoso do cavalo negro...

O choque das espadas é rápido e violento, e surpreendente, pois o rapaz não está desarmado. Com sua espada curva, ele apara o ataque de Dee, resistindo ao golpe ao mesmo tempo em que tenta atacar o cavaleiro durante o movimento de investida, sem sucesso.

Sem deter o movimento, Dee avança sobre você, segurando a espada ao lado do corpo do cavalo para usar a força da investida. Você tenta usar o escudo para bloquear o golpe, mas a força do cavalo é descomunal...
John Aparar Ataque Corpo a Corpo 22. Perde 1 PE.
Um filete de sangue escorre pelo pequeno corte aberto na armadura de couro, no peito, no ponto a precisa estocada o feriu. Uma estocada! Dee mudou a postura no último momento para uma estocada.
John perde 13 PV.
A dor dos músculos rompidos e do osso trincado é excruciante, mas você resiste, esperando uma nova investida, imaginando quando esse combate insano terminará... Mas quando você se vira para se defender, percebe que Dee está se afastando, trotando, fazendo pose como um campeão de alguma disputa de cavaleiros.

Quando você percebe, o rosto sorridente está voltado para a frente do elmo e ele segura um pergaminho na mão enluvada, um pergaminho que você reconhece. Antes de esporear o cavalo na direção do topo da colina, agora escura, ele joga o pergaminho no chão molhado, o pergaminho com a inscrição rúnica "fragmento".

Nesse momento, começa a chover mais forte.
O que vocês fazem?
Aldred (PVs: 8/22; PMs: 0; PEs: 2/3; PAs: 0/1; CA: 16; XP: 0/1.000; Condição: Normal. Postura Pata do Leopardo).
Jonh Lessard (PVs: 10/23; PMs: 0; PEs: 2/3; PAs: 1/1; CA: 15; XP: 0/1.000; Condição: Normal).

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por Aldenor » 12 Nov 2016, 07:43

As lâminas se chocaram e o ruído afiado fez Aldred sorrir...

... até a criança aparecer. Confusão. Aldred vê a manga branca avermelhar. Dor excruciante. "Maldito maluco! Então... ele é o lendário Dee...". Seus pensamentos dividiam-se entre a autointitulada Rainha Eterna com suas informações sobre seu adversário e em entender como Dee o acertara. Ele tinha certeza de ter aparado o golpe. Aldred olha de relance a lâmina de sua katana, ainda atônito.

"O soldado!"

Lembrando do homem quem pretendia salvar, Aldred decide ignorar a presença da criança e começa a correr em direção ao cavaleiro novamente - que a esta altura, cruzava lâminas com o soldado.
Rainha Eterna
Imagem
Acho que foi informação demais para você.
Sua expressão fria e de desinteresse atraíam a atenção de Aldred enquanto ele corria. Em um piscar de olhos, a criança não estava mais ali. Estaria sonhando? Estaria ficando louco? Ele titubeou em seus passos e viu o cavaleiro se afastar trotando, zombando como um louco. Aldred percebeu que a luta acabava. "Graças a Valkaria! Da próxima vez, vê se me põe um desafio à minha altura, viu? Sou novato ainda!" Permitiu-se a um sorriso aliviado. Embainhou sua katana e caminhou mais calmamente com a mão sobre o ferimento no ombro. O sangue jamais sairia de sua camisa, manchada para sempre. Ou não, sempre havia magia...

Aproximando-se do soldado, Aldred estendeu sua mão que cobria seu ferimento. Agora sua mão tinha algumas manchas vermelhas de sangue.
Aldred
Imagem
Circunstâncias adversas, meu caro, mas boa noite para você. Chamo-me Aldred Castell Maedoc Terceiro. Mas pode me chamar só de Aldred mesmo.
A chuva começa a apertar e Aldred pragueja algo. Aparentemente, ele não havia notado o pergaminho jogado por Dee antes de desaparecer na colina.
Aldred
Imagem
Acaso tem um abrigo por aqui perto? E um sacerdote para curar nossos ferimentos?
Para ele era natural haver algum clérigo ou outro tipo de sacerdote curandeiro em qualquer lugar. Valkaria era cosmopolita, rica em diversidade e, por isso, não era difícil encontrar auxílio. Nem imaginou que talvez, nesta vila, não houvesse clérigos disponíveis.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por John Lessard » 12 Nov 2016, 12:59

"O que? Não... Desgraçado, o que isto significa?", John caiu de joelhos na lama, os cabelos encharcados pela chuva. As roupas empapadas de água e sangue, este num tom rosa claro, agora diluído pela tempestade. Ficou assim, de cabeça baixa, durante alguns segundos, até o outro se aproximar dele.
Imagem
Circunstâncias adversas, meu caro, mas boa noite para você. Chamo-me Aldred Castell Maedoc Terceiro. Mas pode me chamar só de Aldred mesmo.
John o olha lentamente, depois usando a espada como apoio levanta-se.
Imagem
- Sou John Lessard de Becca.
Ele caminha com dificuldade, até o pergaminho, embainhando a espada "Fragmento...", ele apanha e guarda o item.
Imagem
Acaso tem um abrigo por aqui perto? E um sacerdote para curar nossos ferimentos?
Imagem
- Claro, sim... Teremos ajuda no Baronato, volte comigo! E obrigado pela ajuda, seja lá porquê você estava andando por essas ambas sozinho, a noite e na chuva... De qualquer forma agradeço por isso.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por Aldenor » 12 Nov 2016, 20:32

Aldred olha com curiosidade o soldado (que parecia ser muito jovem) pegar um pergaminho e guardar.
Imagem
- Claro, sim... Teremos ajuda no Baronato, volte comigo! E obrigado pela ajuda, seja lá porquê você estava andando por essas ambas sozinho, a noite e na chuva... De qualquer forma agradeço por isso.
Aldred fala entre sorrisos.
Aldred
Imagem
Sou um aventureiro, por isso viajo seja dia, seja noite, faça chuva, faça sol. Estou sozinho por falta de opção. Valkaria não pôs em meu caminho um grupo de aventureiros ainda.
Ele coça o cabelo e segue John. Mas, durante o caminho, não aguenta a curiosidade.
Aldred
Imagem
John, este pergaminho... o que significa? Que mensagem Dee - se é que era ele mesmo - quer passar para nós?
Nós. Aldred já se sentia parte daquilo tudo e não descansaria até entender o que tinha acabado de acontecer. Ansioso, queria muito sair da chuva, tomar um banho quente e ter uma refeição decente na vila.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por John Lessard » 12 Nov 2016, 21:04

John colocou o escudo nas costas e começou a caminhar arfando, pressionando o ferimento.
Imagem
- Tudo bem com você? Eu tenho um preparado de ervas se estiver muito ruim e não conseguir chegar em Becca.
Caso Aldred pedisse, ele entregaria seu bálsamo para ele usar.
Imagem
"Sou um aventureiro, por isso viajo seja dia, seja noite, faça chuva, faça sol. Estou sozinho por falta de opção. Valkaria não pôs em meu caminho um grupo de aventureiros ainda."

"John, este pergaminho... o que significa? Que mensagem Dee - se é que era ele mesmo - quer passar para nós?"
"Aventureiro..."
Imagem
- Hm, eu não sei... Recebemos queixas de ataques de Gnolls no baronato de Becca, então meu mestre, Sir Axl Stout, me designou para investigar junto de alguns homens. Algumas horas atrás Dee surgiu e o persegui a cavalo, e sim foi uma ideia estúpida, mas fiz mesmo assim. Ele deixou para trás um pergaminho igual a esse escrito "Fragmentos".
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por Aldenor » 13 Nov 2016, 04:43

Aldred percebia o cansaço do soldado."Eu também estaria cansado se tivesse que usar esses equipamentos pesados...".
Imagem
- Tudo bem com você? Eu tenho um preparado de ervas se estiver muito ruim e não conseguir chegar em Becca.
"Não conseguir chegar em Becca?". Aldred ergueu uma sobrancelha. Não gostava de ser subestimado e responde com um sorriso irônico.
Aldred
Imagem
Acho que tu faria um melhor proveito, John Lessard de Becca.
Imagem
- Hm, eu não sei... Recebemos queixas de ataques de Gnolls no baronato de Becca, então meu mestre, Sir Axl Stout, me designou para investigar junto de alguns homens. Algumas horas atrás Dee surgiu e o persegui a cavalo, e sim foi uma ideia estúpida, mas fiz mesmo assim. Ele deixou para trás um pergaminho igual a esse escrito "Fragmentos".
Aldred caminhava ao lado de John com um sorriso, mesmo debaixo de chuva e com o ombro sangrando. Ele era um homem bonito, nitidamente mais velho que John, com cabelos castanhos encharcados em grande volume e olhos escuros. Mantinha uma barba rente ao queixo, muito bem aparada. Vestia roupas leves, uma camisa branca de linho com largas mangas compridas. Sobre a camisa, vestia um colete negro com detalhes em dourado. Vestia calças negras de couro e sapatos também negros. A despeito da roupa parecer ser parte incompleta de um vestuário aristocrático, sua mochila era demasiada simples com um saco de dormir fino. Na cintura, sua espada exótica, de lâmina fina e curvada.
Aldred
Imagem
Seu mestre é um cavaleiro? Então, você é um escudeiro, é isso? Realmente parece que foi mesmo uma ação imprudente vir combater este homem chamado Dee. Se metade das histórias que contam são verdadeiras, tivemos muita sorte de sair só com estes ferimentos. Entretanto, caro John, sua coragem é que te faz sobressair sobre o escudeiro comum. Tu se arriscou pelo bem comum e isso é admirável.
O valkariano sorri fazendo um gesto de positivo com o polegar.
Aldred
Imagem
Sobre esse pergaminho... bem... como entender o que um servo do caos quer dizer? Se o que dizem nas histórias for verdadeiro, é claro.
Aldred mantinha o ceticismo no ar, pois há muito aprendera a questionar rumores e boatos.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Tormenta RPG - O Fragmento do Caos (ON)

Mensagem por John Lessard » 13 Nov 2016, 10:50

John olha Aldred de soslaio.
Imagem
Acho que tu faria um melhor proveito, John Lessard de Becca.
"Só estou querendo ajudar..."
Imagem
Seu mestre é um cavaleiro? Então, você é um escudeiro, é isso? Realmente parece que foi mesmo uma ação imprudente vir combater este homem chamado Dee. Se metade das histórias que contam são verdadeiras, tivemos muita sorte de sair só com estes ferimentos. Entretanto, caro John, sua coragem é que te faz sobressair sobre o escudeiro comum. Tu se arriscou pelo bem comum e isso é admirável.

Sobre esse pergaminho... bem... como entender o que um servo do caos quer dizer? Se o que dizem nas histórias for verdadeiro, é claro.
Imagem
- Na verdade o termo certo seja Pajem, um posto abaixo de escudeiro, no fim, hierarquia da nobreza. Entretanto, eu estava em missão e caso queira me tornar um bom cavaleiro no futuro, preciso ser corajoso, bondoso e altruísta, para me tornar tão forte quando meu ancestral que carregou o mesmo nome.
O rapaz fecha o punho e olha em direção ao horizonte.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Responder

Voltar para “Herdeiros da Guerra”