TRPG - Herdeiros da Guerra (Fechado)

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por John Lessard » 22 Nov 2017, 19:51

John seguia junto dos demais quando o mundo começou a ruir, ou era o que parecia. O castelo, lentamente voltava a rumar em direção às altitudes e para o grupo aquilo significava um verdadeiro inferno. A ponte começou a ruir com o tremor da ponte ao ser levantada no ar novamente. John percebeu que só havia uma saída e era correr, agora na direção daqueles guerreiros que apareceram na outra ponta. Aquele era um perigo que não se podia vencer com espadas e escudos. Seu peito se apertou e ele sentiu medo, a morte era eminente. Viu Ludmila cair e agarrar-se, machucado seu braço, Trevor e Aldred disparavam. Ele tentou, mas a armadura o restringia, seu peito queimava, o ar faltava e tudo em volta era destruído. Caiu para trás, rolando.
Imagem
"É o fim..."
Fechou os olhos. Caiu para a morte.
Teste de Atletismo: (3) + 4 = 7; PA para rolar novamente: (6) + 4 = 10... Acho que falhei e morri.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lucena
Mensagens: 4033
Registrado em: 13 Jan 2015, 21:24

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por Lucena » 22 Nov 2017, 21:12

Um barulho, um tremor, gritos e então Crystalia não sabia mais quando tinha ou não chão aos seus pés. Ela porém tenta o seu máximo para se focar, encontrar algum lugar para se segurar, subir e então correr com toda a graça que o desespero lhe permitia para a segurança. E então sentiu que ia conseguir, a corda na mão e o caminho livre exceto pelo fato que o caminho parecia determinado a logo não ser caminho nenhum.
Crys escreveu:Imagem
- A-HA! Hahahahaha!

Usei Mod Des e rolei 16 (11+4+1). Se não foi o suficiente por favor diga logo para que eu use um PA.
Everything Lives!

Código: Selecionar todos

[quote="Pelleas"][img]https://i.imgur.com/qkSeY1p.png[/img]
 [/quote]

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1867
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por DiceScarlata » 22 Nov 2017, 22:29

Jinx, cruzado da ordem dos cabeças de dado
Imagem

*Jinx corria atrás de John e Aldred, quando tudo ruiu. Arregalou os olhos e por um momento viu a foice de Leen projetando-se ao redor de seu pescoço. Mas não apenas do próprio.*

*Correu como nunca. Alabarda as costas, pedaços do elmo de dado amarrado a cintura. Os músculos das pernas doíam e parecia respirar fogo a cada sopro. Passo atrás de passo na corrida mortal, Pisando rocha sólida em desespero. E no desespero, um sorriso abriu-se em forma da lua minguante em seus lábios. E os olhos se arregalaram quando pisou no nada. Não havia chão. Havia apenas o ar. John chegara perto, mas caíra para trás, enquanto Jinx sequer tocou a corda.

Teste atletismo: 12. Falha. Queda.
*O vento puxava seus cabelos para cima, enquanto gelo invadia sua barriga. Trincou os dentes para não gritar. Abaixo o abismo. Trevas. Era o fim. Talvez um método a retornar a sua casa. Talvez, morrer tão aleatoriamente seja o destino perfeito para um cruzado do Caos. Apostou tudo na decisão de vir e agora devia abraçar o que o caos lhe trouxesse.8

*Fechou os olhos. Estava tudo bem assim*

*MAS NÃO!*

*Os olhos voltaram a se abrir. John Lessard caia para a morte. Não muito cedo. O ordeiro que abraça o caos. A imagem pura do demônio Khalmyr, sendo abraçado lentamente pelos véus do odiado Nimb. Lady Nimb. Maldito Nimb. Amada Nimb. Caos. Mas mais do que isso. O cavaleiro não era mais apenas uma aposta. Um homem da ordem que queria converter no Caos. Era um amigo. Ponderado, respeitoso e gentil. Era alguém que o respeitava. Alguém que morreria por ele. Um companheiro. Tudo isso se elucidou na compreensão de Jinx, no passar da fração de um segundo. Não restava dúvidas*


- NIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMMMMMMMMMMMMMB!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

"Somos a alabarda da donzela do caos, a lâmina que fere a ordem"
"Somos os soldados do odioso insano, o que tudo arruína, sem nenhum plano*
*Somos a aleatória prece, que sem devoção alguma, a alma aquece*
*Somos a sorte, que dura num segundo, decidindo assim, a felicidade do mundo*
*Somos o azar, que vem preciso, destruindo vidas, sem prévio aviso*
*Somos a elite, os servos do acaso, usando elmos de seis lados...*

*A força de nimb, OS CRUZADOS CABEÇAS DE DADOS!*

Jogada de religião: 20 - acerto crítico - Recuperei o PA.
*Enquanto seu elmo brilhava na cintura, se remendando e soldando, o corpo de Jinx era envolvido em luz escarlate. Pulsando, reverberando e vibrando.
Um show de luzes se desprendeu dele, que caiu logo abaixo de John Lessard. Caso este olhasse para trás (que seria para baixo) veria Jinx segurando sua alabarda, não mais cheia de rachaduras, mas limpida e envolta em magia divina. Sua lâmina, grande como a de um machado. Sua ponta, tão extensa que parecia ser capaz de furar rochas. Uma arma mágica de um cruzado divino. *


- Morrer, John Lessard? Não aposte nisso.

*E então, algo que não seria esperado nem mesmo de um servo do caos acontecera. Desafiando as leis da probabilidade, Jinx impulsionou-se em pleno ar em direção a John, usando o peso de sua alabarda. Parou logou a abaixo de seu lider e posicionou a lateral da arma as costas do cavaleiro. *

- Viva.

*E então os músculos de Jinx quase desfiaram, tamanha a tensão que o cruzado aplicou no giro de seus braços. Usou cada articulação, cada pedaço de seu corpo, cada vestígio de energia e vontade que encontrou dentro de si e fez um movimento de rodopio, lançando o cavaleiro junto a sua arma, como se fosse um catapulta, em direção a segurança de um pouso seguro. Aquela força surreal poderia ser proveniente de sua fé, sua oração, adrenalina, sorte... Ou pura e simplesmente amizade que tinha por seu capitão*

*Não importava no fim das contas*

*Jinx apenas sorriu, tranquilo... Satisfeito, quando caiu na escuridão do abismo, deixando para trás, seus companheiros de grupo. Sua arma divina. E o líder ao qual confiou seu legado*

*E nas sombras, desapareceu*

*Segundo teste de atletismo para salvar John Lessard o arremessando com sua arma mágica para a area segura.
Resultado: 15 + 5 = 20!

De algum modo, mesmo que ele não possa sequer usar, desejo que a alabarda magica de Jinx, vá com John. Ela foi recebida nesse momento. E caótica/ironicamente, perdida nesse momento também.

Algo digno, de um servo do caos =)
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por Mælstrøm » 23 Nov 2017, 12:23

Ludmila não esperava ter contato com o sobrenatural com tanta rapidez em sua curta carreira de aventureira. Saltando desajeitada, sentido as dores do arranhão no braço, a jovem ahleniana alcançou a corda com muito custo, mas lançou um olhar para baixo e viu as luzes conflitantes emanando do sacerdote de Nimb. Nunca vira nada parecido, mas também nunca vira um castelo cair do céu e subitamente erguer-se do chão novamente.

Desistindo de olhar para baixo, Ludmila seguiu até o topo para ser ajudada pelos estranhos soldados do outro lado da ponte. Ela ofegava cansaço, com várias escoriações. Olhou para Aldred e se arrastou até ele para abraçá-lo. Seu guerreiro apresentava tremedeiras e isso poderia ser sua alma sendo esmigalhada pelo pavor. Ludmila precisava certificar-se de que ele não se tornasse um peso morto.

Nada disse, apenas o abraço com força para erguê-lo do chão.

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por Aquila » 23 Nov 2017, 18:03

Herdeiros da Guerra – Parte 4: Mestres do Destino

Colina das Aranhas - Planície Desolada – Oeste de Deheon
(Início da Noite de Jetag 17 sob Pace, 1409 CE)

A ponte de pedra desaparece no meio da neblina cinzenta que cobre as colinas, tragada para a escuridão como uma ilha devastada pela fúria do mar. Os raios multicoloridos que partem da base da rocha iluminam a penumbra como uma tempestade, conforme a fortaleza se afasta da colina, subindo na direção do firmamento pontilhado de estrelas.

Um estrondo ensurdecedor parece despedaçar o mundo, muito mais forte do que os tremores que vocês sentiram quando estavam no forte abandonado, uma onda de energia tão poderosa que o próprio ar parece dobrar ao redor da fortaleza, uma nota dissonante que ecoa pela própria existência.

Os guerreiros puxam as cordas com facilidade, içando-os rapidamente até o patamar do portão, enquanto o mundo desaparece em uma escuridão densa como a inexistência.

- Puxem, seus miseráveis... Rápido! - brada o homem na plataforma, puxando uma das cordas com fontade, junto com outros dois guerreiros. - Puxem! Não temos mais tempo... Temos que voltar para dentro o mais rápido possível...

Aldred ● Uma mão enluvada segura a sua com força, quando você estica o corpo para alcançar o último nó da corda, puxando-o para cima como o gancho de um guindaste.

- Peguei... você... - diz o homem que bradava as ordens para os outros guerreiros, com uma voz confiante, puxando-o para cima da plataforma com esforço, mas com um braço só. - Pronto... - ele diz, segurando sua mão por um momento como se fosse um cumprimento, assim que você sobe, soltando-o apenas quando sente que você está equilibrado na beirada. - Tudo bem? Está seguro, agora...

Antes que você responda, o homem de cabelos castanhos, desarrumados e barba curta, manto rubro jogado sobre a armadura completa, se afasta para ajudar os outros a subir, deixando-o com a sensação de que o conhece de algum lugar... Os outros guerreiros ajudam os demais a subir, sem medo do vento frio que sacode seus mantos e roupas com violência.

Quando finalmente todos estão na plataforma diante da fortaleza...

- Temos que entrar imediatamente... - diz o guerreiro, sem esperar que vocês se recuperem. - Não podemos mais ficar nesse mundo...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Objetivos
● Castelo das Tempestades:: Investigue a torre misteriosa. (225 XP).
● Quebrando o Gelo (Opcional): Descubra um detalhe pessoal sobre a vida de qualquer membro do grupo (150 XP). Completo: Ludmila e Aldred.
● Sussurros (Ludmila): Descubra o segredo de Viúva Negra (75 XP). Em progresso.

Dados dos Personagens
● Aldred <> PVs: 29/35; PEs: 6/6; PAs: 0/1; XP 225; CA: 18 <> Condição: Normal <> Postura: Normal.
● Crystalia <> PVs: 15/15; PMs 7/7; PAs: 1/1; XP 0; CA: 16 <> Condição: Normal.
● Jonh Lessard <> PVs: 30/39; PAs: 0/1; XP 0; CA: 21 <> Condições: Carga (Deslocamento -3 m; Penalidades) <> Postura: Normal.
● Ludmila <> PVs: 18/19; PA 1/1; XP 300; CA 20 <> Condição: Normal.
● Trevor <> PVs: 16/16; PMs 8/8; PAs: 0/1; XP 0; CA: 13 <> Condição: Normal.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Editado pela última vez por Aquila em 27 Nov 2017, 16:12, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por John Lessard » 26 Nov 2017, 20:56

John caiu pesado diante dos portões da fortaleza, seu olhar cinzento correu ao redor, confuso, passou pelos companheiros, pelos guardas, pela construção, pela alabarda. Levantou-se o mais rápido que pôde, olhando ao redor, até que mirou o horizonte e às rochas que caíam na escuridão. JINX!
Imagem
- Jinx? JINX?! JINX!
O cavaleiro deteve-se na beirada, procurando o companheiro, a respiração acelerada, os punhos cerrados.
Imagem
- JINX?!
Nada. Muitos sons, outras pessoas falando, rochas se despedaçando, mas não o som que gostaria de ouvir, a voz do cruzado. Deixou-se cair de joelhos, ainda com um último fio de esperança, esperando, mirava a escuridão. Finalmente abaixou a cabeça, socou o chão, com os olhos marejados.
Imagem
- Maldição... MALDIÇÃO, JINX!
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por Aquila » 27 Nov 2017, 20:17

Herdeiros da Guerra – Parte 4: Mestres do Destino

Em algum lugar sobre Deheon...
(Início da Noite de Jetag 17 sob Pace, 1409 CE)

A fortaleza negra treme quando finalmente atinge o domínio dos ventos ancestrais, muito acima das nuvens que cobrem o mundo como um mar sem fim. As rochas arrastadas pelo poder mágico da fortaleza param subitamente, se chocando com violência umas contra as outras, batendo-se como se fossem guerreiros em um campo de batalha arruinado, onde os derrotados são jogados para a escuridão do esquecimento.

- Não podemos ficar aqui... - diz o guerreiro de manto vermelho, o vento eterno que domina as alturas abafando sua respiração ofegante. - A fortaleza vai saltar para outro mundo a qualquer momento...

John Lessard ● O bramido da trompa sufoca o rugido furioso do vento, despertando-o do momento de amargura quando todos já estão cruzando os grandes portões de ferro da fortaleza, entrando no pátio interno dominado por uma floresta escura, de aparência muito antiga. O chão treme ao som das correntes pesada que deslizam no interior da muralha, antes do portão fechar com um forte estrondo metálico.

Apenas um vento leva desliza por entra as árvores de troncos grossos e cascudos que se espalham pelo pátio interno da fortaleza, uma região circular com cerca de cinquenta metros entre a muralha externa e a torre circular que se ergue imponente no centro da ilha voadora, um castelo de pedra escura, brilhante, com pelo menos cento e cinquenta metros de altura. A base da torre tem quase cem metros de diâmetro, diminuindo com a altura até chegar a um pináculo com não mais do que cinco metros de diâmetro no ponto mais alto, onde uma armação de ferro brilha como uma brasa graças ao calor dos raios que agora cessaram.

Lampiões encantados iluminam o caminho até a torre com uma luz branco-esverdeada que parece se espalhar pelo ambiente, mas que não ofusca a luz das estrelas.

Assim que o portão fecha, vocês percebem que estão cercados pelos guardas da fortaleza, que mesmo não assumindo nenhum postura hostil ou sacando nenhuma arma, mantém os olhos vigilantes sobre vocês. Todos os guardas vestem armaduras de aço completas e carregam armas muito bem cuidadas. Alguns dos guardas estão usando elmos, abertos ou fechados, enquanto outros os carregam presos aos cinturões, prontos para serem usados.

Nenhum de vocês têm dúvida de que os homens fazem parte de uma unidade bem treinada, tanto pela maneira como agem em conjunto com naturalidade quanto pela forma como não se precipitam como amadores, conscientes de suas funções, mas sobretudo porque alguns carregam o símbolo sagrado de Keenn.

O guerreiro que parece ser o chefe do bando faz um sinal para os outros, levantando a mão em um gesto quase displicente, e por um momento os homens relaxam a postura e a intensidade do olhar. Quando ele se aproximando, vocês notam que ele veste um grande cinturão de couro, grosso e surrado, bem como uma armadura completa, prateada, com o símbolo de Keenn gravado em alto relevo

- Não... não sei porque achei que podia ser... - ele diz, mais para si mesmo do que para vocês, olhando-os com uma expressão estranha, um pouco amarga e vazia. - Quando ela disse que sentiu a presença de alguém, achei que poderia ser...

Ele respira fundo, olhando para seus rostos como se esperasse ver outra pessoa, mas, depois de um momento, sorri com uma expressão fria.

- Estão todos bem? - ele diz, enquanto faz um sinal para um de seus guardas. - Varris, leve-os para a fortaleza e os ajudem no que precisarem. Preciso ir para a torre, imediatamente. Alguma coisa está errada...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Editado pela última vez por Aquila em 29 Nov 2017, 13:54, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13714
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por Lord Seph » 29 Nov 2017, 09:18

Os acontecimento foram rápido demais, em instante estávamos salvos. Porém o servo de Nimb chamado Jinx caiu na escuridão. Um homem, que parecia ser o líder pergunta se estão todos bem.

- Não estamos bem, perdemos um homem. Mas estamos vivos.

Vida e morte, duas coisas constante e ninguém dá valor até ser perdido.

- Quem são vocês? Que lugar é esse? E vocês podem dizer o que está acontecendo?

Trevor notou o símbolo de Keenn por todos os lados, mas isso era irrelevante. Respostas era o que precisava saber.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por John Lessard » 29 Nov 2017, 13:11

John levava a alabarda apoiada no ombro. A alabarda de Jinx. Não lembrava-se de quando foi que a pegara, mas agora estava com ele, não mais largada no chão de rochas. Lançava olhares ligeiros em volta, mas nada dizia. Em uma outra situação se interessaria pelos símbolos religiosos, pela organização militar daqueles homens, pela fortaleza em si. Agora, apenas seguia, sem vontade de falar. Estava cansado, muito cansado.
Imagem
- Parece que estou acordado há meses.
Disse em voz alta, mais para si mesmo e seguiu com os demais.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: Tormenta RPG - Herdeiros da Guerra (ON)

Mensagem por Aquila » 29 Nov 2017, 17:53

Herdeiros da Guerra – Parte 4: Mestres do Destino

Torre dos Libertadores - Deheon...
(Noite de Jetag 17 sob Pace, 1409 CE)

- Sinto muito pela sua baixa, - diz o guerreiro de manto vermelho, andando a frente de todos enquanto seguem para a fortaleza negra. - Ele devia ser um bom companheiro de batalha... Um amigo, pela forma como falam... Infelizmente, temo que ele pode não ser o último... - Mesmo de costas e com o manto pesado cobrindo a armadura completa, o homem parece tenso, andando com passos pesados e decididos, como um guerreiro no meio de uma batalha que parece longe de terminar.

- Eu sou Max, - ele diz, assim que vocês chegam diante do grande portão de ferro da fortaleza. - Campeão de Keenn e Cavaleiro Libertador... Vocês estão na Torre dos Libertadores...

A fortaleza corta o céu estrelado como uma sombra negra, o topo desaparecendo quando vocês chegam perto da muralha baixa que cerca a estrutura de pedra polida... De longe, parecia que o castelo tinha sido construído usando uma pedra escura como mármore negro, um trabalho que seria magnífico pela tamanho e complexidade, mas, assim que vocês chegam diante do portão, fica claro que na verdade toda a estrutura foi esculpida em uma única rocha gigantesca!

O grande portão se abre assim que vocês se aproximam, levando-os para uma câmara grande como um salão real, com um piso polido, quase espelhado, decorado com um complexo padrão gravado em baixo relevo. Duas escadas levam para os pisos superiores, uma de cada lado da câmara. Nas paredes, portas feitas de madeira sódida reforçada levam para o interior da fortaleza.

Todo o ambiente, das colunas grossas que sustentam o teto abobadado, dos marcos das portas nas paredes grossas como muralha, do corrimão das escadas, até os detalhes das paredes, tudo foi cuidadosamente esculpidos na rocha negra em um padrão quase orgânico, exótico e belo. Ao redor da câmara, archotes e candelabros de ferro seguram cristais de onde emanam luzes brancas, mesas e mesinhas de madeira de lei exigem itens e artefatos de diversas culturas, armaduras antigas e escudos de guerreiros pendem de suportes, os brasões desbotados pelo tempo. Alem de tudo, a fortaleza parece maior por dentro...

Uma poeira fina como pólen flutua pelo ar.

- Fomos atacados por um... aliado - diz Max, a voz raivosa ecoando pelo salão vazio. - Um homem que se aproximou de nós como amigo, lutou e sangrou ao nosso lado, mas depois nos traiu.... Quando percebemos o seu plano, era tarde demais. Lutamos, mas fomos derrotados... E agora, o mundo todo pagara pela nossa falha...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Editado pela última vez por Aquila em 05 Dez 2017, 13:14, em um total de 2 vezes.

Responder

Voltar para “Herdeiros da Guerra”