Crônicas da Era da Guerra - T20

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Crônicas da Era da Guerra - T20

Mensagem por Aquila » 28 Set 2019, 13:17

A história até agora

Faz apenas um dia que vocês deixaram a pequena vila de Arbor e se embrenharam na antiga floresta que domina a fronteira norte entre Ahlen e Tollon, atrás de pistas sobre o aparecimento de mortos-vivos e outras criaturas sombrias perto das ruínas de uma antiga cidadela no interior da mata. Ainda assim, olhando para trás, parece que faz muito mais tempo.

Assim como todas as cidades do reino, Arbor também não escapou do saque das tropas minotauro durante a guerra, mas, ao contrário de outros lugares onde a fome e a intolerância apenas cresceram diante das dificuldades, ali os humanos e goblins decidiram enfrentar juntos as adversidades, criando as bases de uma nova comunidade. Em Arbor, humanos e goblins vivem em harmonia, ainda que o isolamento racial adquirido depois de anos de submissão por parte dos goblins ainda não tenha sido completamente superado.

Talvez por isso Dryll tenha decidido se estabelecer na vila, assumindo um posto no Templo do Panteão, onde se transformou pouco a pouco em uma ponte de ligação entre as raças. Assim, quando os primeiros boatos sobre o aparecimento dos mortos-vivos começaram a surgir, o sacerdote não teve dúvidas de que devia lidar com o problema pessoalmente. Mas a tarefa era difícil demais para ele lidar sozinho, então um anuncio foi fixado nas vilas ao longo da Estrada Velha a procura de aventureiros dispostos a ajudar na missão. Foi assim que Thordoom, Vince e Syrion se viram envolvidos com o problema.

Os três aventureiros viajavam juntos pela Estrada Velha, formando um grupo circunstancial para proteção mútua, pois a região agora era assolada por inúmeros bandos de fora da lei, mas decidiram permanecer juntos quando viram o anuncio de trabalho fixado em uma taverna de beira da estrada. Eles então seguiram para Arbor, onde ficaram a par dos problemas que atormentavam os habitantes da vila, aceitando o trabalho que muitos haviam recusado. O grupo formado para a tarefa partiu na manhã seguinte, seguindo a velha trilha que levava da vila para a cidadela abandonada.

As primeiras horas de viagem pela floresta foram tranquilas, mas, pouco antes do meio dia, o grupo foi atacado por três lobos selvagens, claramente impulsionados por uma motivação maligna. Felizmente, o grupo estava preparado para a ameaça, conseguindo rechaçar os lobos sem maiores problemas, e logo seguia novamente pela trilha sinuosa.

O dia estava no fim quando o grupo finalmente encontra os primeiros mortos-vivos esgueirando-se pela mata sombria: um par de esqueletos, guiados por um hediondo devorador de cadáveres, surge na penumbra, atacando assim que os avista. Durante a batalha que se segue, o grupo acaba topando com Arch, um caçador que estava rastreando os monstros atrás de pistas sobre uma criatura misteriosa que havia atacado sua vila natal, um povoado aos pés das Montanhas Uivantes, e que parecia ter se escondido na cidadela. Com a ajuda do caçador, o grupo derrota os mortos-vivos, e logo todos estão de volta à trilha.

O grupo, no entanto, não avança até a cidadela abandonada, decidindo procurar um lugar para passar a noite que se aproximava. Com a ajuda de Arch, que conhece muito bem a região, o grupo encontra uma torre arruinada onde podem descansar protegidos dos perigos que rondam a floresta. A noite transcorre tranquila, e todos despertam recuperados no dia seguinte

Porém, pouco antes do grupo deixar a torre arruinada, Vince acaba caindo em um antigo poço escondido no meio das pedras do pátio, descobrindo uma câmara subterrânea abaixo da torre. O grupo então decide investigar a câmara recém-descoberta antes de continuar sua jornada até a cidadela, se deparando com os restos mortais de um aventureiro desafortunado, vítima de um acidente infeliz, cujas posses abandonadas incluíam uma espada mágica capaz de disparar potentes rajadas de energia, e dois dos misteriosos Anéis da Discórdia.

Mas a câmara sob a torre abandonada era apenas parte de um mistério maior. Enquanto explorava a câmara, o grupo se deparou com o que parece ser a entrada para um antigo forte anão, escavada em uma caverna abaixo das ruínas.

É nesta câmara onde o grupo se encontra agora.

Câmara secreta

Vocês terminaram de investigar a câmara anã que descobriram sob a torre abandonada, e agora estavam decidindo o que fazer. Syrion é o último a entrar no aposento, uma sala em forma de cúpula escavada diretamente na pedra da colina, com um poço bem no centro, de onde desce uma escada em espiral, fechada por uma pesada grade de ferro.

O arcano havia ficado para trás para investigar uma estranha aura mágica que havia percebido entre os objetos do esqueleto, aparentemente um aventureiro de origem nobre. A espada mágica que o grupo havia encontrado com esqueleto está em poder do arcano.
Aventureiros
ImagemSyrion (Elfo Arcanista 2) <> PVs: 10/10; PMs: 34/34*; CA: 16 <> Condição: Normal <> Magias Ativas: Armadura Arcana <> 1225 XP.
ImagemThordoom (Anão Cavaleiro 2) <> PVs: x/x; PMs: x/x; CA: x <> Condição: <> 1225 XP.
ImagemArch (Humano Caçador 2) <> PVs: x/x; PAs: x/x; CA: x <> Condição: Nenhuma <> 1000 XP.
ImagemVince (Lefou Ladino 2) <> PVs: x/x; PMs: x/x; CA: x <> Condição: Nenhuma <> 1225 XP.
ImagemDryll (Goblin Clérigo 2) <> PVs: x/x; PMs: x/x; CA: x <> Condição: <> 1225 XP.
Editado pela última vez por Aquila em 06 Dez 2019, 19:54, em um total de 3 vezes.

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9062
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Syrionnallas, o Elfo Bruxo

Mensagem por Padre Judas » 29 Set 2019, 11:57

Imagem

Syrion estava estranhamente satisfeito – aqueles anéis eram impressionantes e o elfo sentia que havia encontrado um tesouro incrível. Temeroso do que tal informação poderia fazer no grupo, decidiu não revelar isto.
Syrion
Imagem
– Aqui estão vocês. Vamos continuar?
Off:

MAGIAS ATIVAS

Armadura Arcana, CA 16.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Lucena
Mensagens: 4033
Registrado em: 13 Jan 2015, 21:24

Re: T20 (Playtest) - Os Anéis da Discórdia (ON)

Mensagem por Lucena » 29 Set 2019, 18:57

- Syrion, ai está você. Antes de continuar eu estava pensando, o que acha de passar a espada para o Arch, Vince? Ele me parece um rapaz responsável para usar o item mágico e assim ele não vai precisar socar outro esqueleto.
Disse Dryll, arrumando sua coisas para continuar a viajem. Por mais que desejasse derrotar logo os mortos-vivos, as ruínas eram um lugar fascinante. Com isso o pequeno clérigo pede do fundo do coração que os incidentes e a descoberta estejam ligados, para poder explorar este novo velho lugar ao fundo e satisfazer a curiosidade que a deusa lhe presenteou.
Everything Lives!

Código: Selecionar todos

[quote="Pelleas"][img]https://i.imgur.com/qkSeY1p.png[/img]
 [/quote]

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13714
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: T20 (Playtest) - Os Anéis da Discórdia (ON)

Mensagem por Lord Seph » 29 Set 2019, 20:21

Vince estava calmo e pensativo enquanto aguardava o grupo se mover, foi Dryll que lhe tirou de sua apatia.

- Sim, pode ser, não me dou bem com esse tipo de arma mesmo.

Vince entrega para Arch a espada e volta a observar o caminho.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Arch

Mensagem por Kaidre » 12 Out 2019, 15:15

O caçador recebeu a espada das mãos de Vince.

- Muito obrigado caro amigo. Mas não sou acostumado a lutar com espadas. Talvez o companheiro Thor esteja mais familiarizado com seu manejo.

Diz ao estender a arma ao anão.

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: T20 (Playtest) - Os Anéis da Discórdia (ON)

Mensagem por Aquila » 18 Out 2019, 21:09

Imagem

Posto Avançado Anão Abandonado

A brisa quente que circula pela cidadela abandonada como um espectro do passado, faz a tocha nas mãos de Arch tremer e pulsar, agitando as sombras das colunas que sustentam o teto da imensa câmara onde vocês estão: o salão de entrada da cidadela, selado a centenas de anos. Faíscam se projetam da tocha como um enxame de vaga-lumes quando o caçador se movimenta para explorar o ambiente, cujo abandono não diminuiu a imponência que faria palácios reais parecerem casas simples, uma beleza que Thordoom não precisa de luz para apreciar.

O salão mais parece um corredor imenso, sustentado por colunas grandes como árvores, onde um dos lados leva à uma escadaria que termina na rocha gigantesca usada para selar a passagem, a mais de 600 anos atrás, e o outro lado leva para o interior da posto avançado - e possivelmente para lugares muito mais profundos, Thordoom imagina, pois ele não tem dúvidas de que o lugar era um ponto de entrada para a Montanha de Ferro.
Thordoom
Você não tem dúvida de que a cidadela abandonada era uma entrada para a Montanha de Ferro, pois quando você deixou o reino, o fez por uma passagem muito semelhante a esta, embora aquela não estivesse selada por uma colina de rochas.

A rocha gigantesca que impede a subida pela escadaria em um dos lados do corredor é apenas a base da coluna de pedras jogada sobre a entrada para bloquear a passagem, tornando-a impossível de ser detectada pelo lado de fora. A passagem por onde vocês entraram era certamente uma passagem de serviço, mantida aberta para a entrada dos retardatários, embora você saiba que muitas delas foram mantidas além do tempo permitido por grupos criminosos que lucravam com contrabando e outros crimes hediondos.

Na verdade, parece ter sido esse o principal uso desta entrada, pois os salões por onde vocês passaram estavam atulhados com restos de mercadorias e acampamentos antigos, misturados a indícios de brigas e conflitos, um fim comum a esse tipo de empreendimento.
Sem ter como seguir a escadaria, bloqueada, vocês resolveram continuar explorando a cidadela, seguindo na direção do túnel. O corredor se estende por duas centenas de metros antes de se misturar ao que deve ter sido uma praça comercial, uma câmara circular cercada por nichos escavados na rocha, e por túneis que levam à várias partes do complexo.

Não há nada de interessante nas casas e lojas exceto por alguns poucos pertences deixados para trás pelos antigos moradores, mas vocês encontram alguns potes de cerâmica contendo algumas antigas moedas anãs, angulares como as estruturas ao seu redor, lembranças de tempos antigos.
Nota
Vocês encontram 4 moedas de ouro e 20 de prata escondidos nas casas na vila abandonada.
Não há muitos insetos ou pequenos animais no lugar, graças, sem dúvida, a presença de inúmeros lagartos que circulam por todos os lados, fugindo de vocês sempre que se aproximam. Como os anões não criam galinhas, muitos tipos de lagartos são criados por eles como iguarias, ou então como provedores de ovos, e os animais que circulam pelo lugar devem ser descendentes daqueles criados pelos antigos habitantes da cidadela.

Depois de uma hora procurando, vocês decidem seguir para os níveis inferiores da cidadela, descendo por uma escadaria que Vince encontrou. Assim que alcançam a câmara no fim da escadaria, o o ar parece ficar mais frio, e a escuridão mais densa, até mesmo para aqueles entre vocês acostumados a escuridão.

O motivo da mudança logo fica claro, pois assim que vocês alcançam a câmara, são surpreendidos pelo surgimento de 6 esqueletos armados com armas enferrujadas, cujos olhos brilham com uma luz espectral enquanto se aproximam,

Batalha do Posto Avançado Anão - Turno 1
Ordem de Iniciativa (provisória)
  1. - Arch (21)
  2. - Throdoom (17)
  3. - Dryll (16)
  4. - Vince (15)
  5. - Syrion (12)
  6. - Esqueletos (10)
Imagem
Aventureiros
ImagemSyrion (Elfo Arcanista 2) <> PVs: 10/10; PMs: 34/34*; CA: 16 <> Condição: Normal <> Magias Ativas: Armadura Arcana <> 1225 XP.
ImagemThordoom (Anão Cavaleiro 2) <> PVs: 39/39; PMs: 6/6; CA: 16 <> Condição: Normal <> 1225 XP.
ImagemArch (Qareen Caçador 2) <> PVs: 26/26; PMs: 8/8; CA: 15 <> Condição: Normal <> 1000 XP.
ImagemVince (Humano Ladino 2) <> PVs: 19/19; PMs: 8/8; CA: 15 <> Condição: Normal <> 1225 XP.
ImagemDryll (Goblin Clérigo 2) <> PVs: 22/22; PMs: 14/14; CA: 17 <> Condição: Normal <> 1225 XP.
Editado pela última vez por Aquila em 25 Out 2019, 20:15, em um total de 4 vezes.

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Arch

Mensagem por Kaidre » 20 Out 2019, 14:44

O grupo segue em frente explorando a cidadela subterrânea em busca de seus segredos. Arch acende os braseiros e tochas que encontra pelo caminho pois, ao contrário da maioria dos colegas, não enxerga tão bem no escuro. Pelo caminho encontraram vários lagartos que levaram o caçador a imaginar como ficariam no espeto. Ele se detém por alguns segundos encarando a rota de fuga da criatura. Já lhe disseram que lagarto redondo era uma iguaria deliciosa. Mas não era o momento para isso. Guardou seus pensamentos para si e seguiu em frente.

Mais a frente Vince encontra uma passagem por onde o grupo avança, descendo uma escadaria, até chegarem a uma câmara infestada de esqueletos.

- Mas qu.... Merda!

O arqueiro arremessa sua tocha aos pés da criatura e rapidamente saca seu arco apontando uma flecha para o alvo mais próximo. Mantê-los a distância era a escolha certa. Caso contrário corriam o risco de serem encurralados. No entanto, no momento que se preparou para soltar a flecha, um vento forte soprou pela câmara fazendo a chama bruxulear violenta e tudo que a flecha atingiu foi o pilar onde a criatura se protegia.
OFF:
Vou atacar o esqueleto na F4.

Pontaria: 1d20(3)+7

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: T20 (Playtest) - Os Anéis da Discórdia (ON)

Mensagem por John Lessard » 21 Out 2019, 14:04

Thordoom seguia com os demais pelas ruínas subterrâneas, ao mesmo tempo atento e fascinado. O poderia abrigar toda a sorte de mortos-vivos, mas também era sem dúvidas uma construção anã, uma passagem para sua terra natal... Não pôde, entretanto, apreciar mais, quando o frio fúnebre bateu em seu rosto e esqueletos os cercaram.

- Mais desses malditos desalmados.

Enquanto Arch disparava suas flechas, o anão investiu contra um deles, golpeando sem tanta técnica, porém com forte. Como esperava a criatura não era versada nos conhecimentos marciais e sua lâmina a acertou. Não perdendo tempo, o anão tratou de assumir uma postura defensiva, a fim de cobrir as deficiência daquele ataque devastador, mas que o deixava de guarda aberta.
Off:

Investida em G6, (16) + 7= 23, dano 10

Ativa baluarte com o gasto de 1 PM e recebe +2 na CA até o inicio do próximo turno
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lucena
Mensagens: 4033
Registrado em: 13 Jan 2015, 21:24

Re: T20 (Playtest) - Os Anéis da Discórdia (ON)

Mensagem por Lucena » 24 Out 2019, 17:40

- Estava me perguntando quando enfrentaríamos mais desta horda cinzenta. Se há tantos deles aqui talvez esta ruína seja mesmo sua origem.
Fala o goblin Dryll para se mesmo, mas logo outras palavras saem de sua boca, recitando rezas a muito memorizadas, criadas para enfraquecer o o toque da energia negativa no mundo material.
Dryll se move para C9 e gasta 2pms para usar a magia Consagrar em G9.
Everything Lives!

Código: Selecionar todos

[quote="Pelleas"][img]https://i.imgur.com/qkSeY1p.png[/img]
 [/quote]

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13714
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: T20 (Playtest) - Os Anéis da Discórdia (ON)

Mensagem por Lord Seph » 24 Out 2019, 20:03

O grupo agia de acordo com suas especialidades, não havia espaço para Vince agir como gostava, apenas sacou sua besta e mirou no Esqueleto mais próximo e fez um tiro certeiro em seu crânio.

- Espero que não haja gente por trás disso, Dryll, e seja só alguns cadáveres cansados de ficarem mortos.

Vince fica parado aguardando para ver como os mortos reagiriam.

Ataque 25, crítico. 17 de dano no Esqueleto em F14.

Gastei ação de movimento para sacar a Besta.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Responder

Voltar para “Herdeiros da Guerra”