Uma Jornada para o Leste [Finalizada]

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por Mælstrøm » 08 Abr 2019, 19:44

Capítulo II: Jornada

Imagem

A noite veio muito fria, o céu sem estrelas, encoberto por pesadas nuvens negras. O sino da torre tocou alto conclamando os aventureiros e todos os monges e monjas para o jantar dentro da fortaleza de pedra, feita símbolo da paz com a bandeira de Marah pendurada em sua entrada.

O salão estava iluminado por castiçais e tochas, e repleto de muito barulho e festança. Os monges e monjas com certeza estavam apreciando o banquete, bebendo vinho e cerveja, cantando e brincando com rouquidão e deleitando-se sobre o pernil e as carnes de faisão e boi.
Imagem
Bem vindos amigos!
Berrou o Abade Nayal na grande mesa, festejando com seus irmãos no salão principal. Fazia uma hora mais ou menos que conversara com Fargrimm.
Imagem
Esta noite é especial. Nós estamos celebrando uma excepcional colheita de uvas! Juntem-se a nós!"
Havia uma mesa principal onde se servia muitos tipos de pratos: frango, bife, porco, linguiça, frutas e saladas, e muitos outros. Todas as iguarias tinham um excelente sabor e aparência. Os aventureiros são ofertados com sucos, cerveja, vinho, e outras bebidas.

Os monges e monjas abordavam os aventureiros com alegria e serenidade.
Imagem
Por favor, senhores bardos, cantem algo para nós! Uma música sobre a beleza da paz no mundo.
Dirigindo-se a Ash e Lucien. O elfo, entretanto, deu um sorriso amarelo.
Imagem
Ahm... pode ir você, Ash.
Disse o elfo, que mal tocava na comida, cabisbaixo. Bebeu apenas um copo de suco e depois ficou ali olhando o vazio.
Imagem
Senhor qareen faça um feitiço para nos alegrar, solte fogos de artifício!
Essa sentava-se o lado de Jihad animada, com as bochechas rosadas de quem bebeu bastante vinho.
Imagem
Você tem cara de quem gosta de contar piadas. Não conheço nenhuma piada do povo anão, conte uma para nós!
Fargrimm chamava atenção de um pequeno grupo de jovens noviços risonhos.
Imagem
Rapaz, fiquei sabendo que vocês são aventureiros, não é? Contem suas histórias de heroísmo para nós.
Disse o homem para Aldred.
Imagem
Senhor Brimstone, notei que você é um lefou. Gostaria que soubesse que ninguém aqui julga as pessoas por suas raças, mas por suas ações. Nós desejamos a paz e a harmonia entre todos os povos, que todos possam ser iguais em suas diferenças. Mas sinto em você algo no seu interior. Uma... raiva contida. Aqui neste monastério não conseguirá acessá-la, mas quando for embora, ela poderá ser um problema para você e seus amigos. Mas posso te ensinar o caminho do evangelho, o caminho da paz interior. O que me diz? Gostaria de praticar meditação? Ah, mas não me responda agora, senhor Brimstone. Agora é hora de festejar. Mas pense com carinho.
Disse o abade Nayal.

A noite transcorre em clima de festa, com música eclesiástica - mas também música camponesa. Alguns ficam muito bêbados e começam a fornicar ali mesmo, no chão do salão, ao som de muitas risadas. Um ou outro aventureiro são chamados para participar e logo uma orgia começa com o envolvimento de todo mundo. E assim a noite termina em uma grande ritual à Marah.
Nota do Mestre:
Vocês podem interagir com os monges e monjas do lugar durante a janta, cantar e dançar, participar dos festivos se quiserem. Podem também conversar entre si.

Depois, em determinada hora da noite, todos sentem-se compelidos a se entregar aos desejos da carne. Todos façam testes de resistência Fortitude para negar a participação. CD 15. Os que falharem, não conseguem evitar a vontade súbita de se juntar à orgia. Quem passar pode escolher participar ou não.

Vocês podem inventar suas interações, lembrando que os monges e monjas são todos humanos. Desnecessário dizer, interpretações acima da média gerará um PA de premiação.
Dados dos Personagens: Inventário, XP, Riquezas
Imagem - Aldred C. Maedoc III <> PV: 42 PA: 1 PE: 6 CA: 20 <> Flechas: 20 <> Amaldiçoado: - <> Condição:
Imagem - Ash <> PV: 21 PA: 1 PM: 12 CA: 14 <> Flechas: 36 <> Músicas de Bardo: 9 <> Condição:
Imagem - Fargrimm Deepforge <> PV: 36 PA: 2 PM: 14/0 CA: 17 <> Virotes: 18 <> Canalizar Energia Negativa: 3 <> Comunhão com as Sombras: 1 <> Patriota: 2 <> Magias Preparadas: a preparar <> Condição:
Imagem - Ladon Brimstone <> PV: 53 PA: 2 CA: 17 <> Flechas: 20 <> Fúria: 1/0 <> Condição:
Imagem - Scarlata Jihad <> PV: 34 PA: 1 PM: 17 CA: 16 <> RD: 3/corte e perfurante <> Flechas: 20 <> Voo 1 <> Desejo: 1 <> Condição:

Próxima atualização: 11/04

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17596
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por Aldenor » 09 Abr 2019, 11:11

Aldred finalmente sentia algo que nem o mais mágico dos lugares o impediria de sofrer: o frio. Andava pelos campos com os braços cruzados pelo corpo para tentar manter o calor. Sua jaqueta era inútil naquele momento. Aldred pensava em pedir alguma casaca para os monges quando chegou no salão onde a janta aconteceria.

Encontrou os demais se aproximando e fez um meneio sorridente para cada um deles, inclusive para Ash, embora sentisse algo estranho com isso. Os monges e monjas começaram a cantar e dançar, além de comer e beber bastante. Com frio, Aldred evitou a cerveja e foi para o vinho. Pegou um pedaço de pernil de porco, duas linguiças e uma porção de batatas assadas, e se sentou em algum canto com o prato no colo, esquentando-o.

Enquanto comia e bebia em silêncio, via que todos estavam muito felizes e começando a ficar bêbados. Aquele era um momento em que ele precisava decidir o que fazer. Pensou em dormir cedo, acordar ao primeiro raio de sol e partir o quanto antes. O lugar era muito bom e o fazia querer ficar para sempre e ele sabia que isso estava errado.

Ele desistiu de tudo ao ver Ceryse dançando sensualmente em um canto do salão. Ainda havia um pouco de carne no osso do pernil quando ele saiu dali carregando seu copo de vinho pela sala. A jovem Ceryse sorria para ele, despertava uma paixão flamejante, afastava o frio terrível que sentia. Aldred viu, então, Ash em um canto qualquer. Com um beijo rápido em Ceryse, ele se afastou dela piscando o olho, oferecendo uma promessa não dita.

***

Aldred sentou-se ao lado de Ash.
Aldred
Imagem
Ash, meu querido bardo... como você está?
Ash
Imagem
Estive pensando na morte.
Disse bebericando seu vinho. Aldred achou aquilo muito estranho.
Aldred
Imagem
Como assim? Você consegue pensar... em coisas ruins aqui?
Aldred tinha dificuldade até de formular a pergunta.
Ash
Imagem
Não dessa maneira, Aldred. A Morte é uma dama fria e distante que está conosco bem próxima ainda assim o tempo todo... É quase como uma musa, entende? Tenho vontade de compor canções sobre ela... Apesar de tudo, nem toda paz é feliz, tenho estado melancólico.
Muito estranho. A paz para Aldred sempre era ligada à felicidade e alegria. Era o que acredita que Marah também queria, mas aparentemente, não era assim para todos. Aldred espirrou depois de ouvi-lo.
Aldred
Imagem
E da onde vem essa melancolia... é por causa da nossa b... da nossa b... digo... do... da... do que aconteceu antes?
Ash franziu o cenho.
Ash
Imagem
Nossa... Daquele desconforto? Talvez... Talvez por deixar Naomi, estou confuso. Percebo, agora, que não há espaço para ela em minha vida.
Aldred deu um sorriso amarelo.
Aldred
Imagem
Eu nem consigo lembrar do rosto da Kalisha aqui dentro. Ceryse... Ceryse ocupou o espaço como nenhuma outra antes. Mas de algum modo isso parece errado. De qualquer forma... quero que saiba que o respeito, Ash e peço perdão por minhas atitudes.
Ash olhou para dentro de sua taça e bebeu mais.
Ash
Imagem
Oh, Aldred... Me desculpe também, não queria tramar em suas costas, apenas buscava conselhos com os demais. Será que poderia abraçá-lo?
Aldred ficou com os olhos marejados.
Aldred
Imagem
Eu sei, Ash. Eu exagerei. Eu vou protegê-los.
E o abraçou.

***

As coisas começaram a ficar quentes ao longo da noite. Aldred já estava bastante alcoolizado quando um monge chegou perto dele perguntando sobre as aventuras do grupo.
Aldred
Imagem
Nós somos aventureiros... os Vingadores de Arton! Somos aqueles que vingam o povo oprimido, que combate seus tiranos e todos os males... do mundo. Enfrentamos a Tormenta, a Aliança Negra, sszzaazitas, bandidos, assassinos, todo pior tipo de gente ruim. Somos heróis e nós lutamos e enfrentamos as ameaças... para que lugares como este possam prosperar em paz.
Aldred notara que Lucien estava muito amuado e quieto naquele exato momento. Esse momento era perfeito para ele sair falando suas histórias loucas, se sentir parte do grupo, mas não o fez.

O lutador começou a cambalear em direção ao elfo quando sentiu uma mão suave puxando a sua. A fragrância de amêndoas o fez olhar para trás buscando Ceryse, mas era outra mulher.
Aldred
Imagem
Ops, desculpe, achei que era outra pessoa...
Mas ela apenas sorriu e o puxou pelas mãos. Outra o segurou por trás puxando sua jaqueta. Por incrível que pareça, não havia mais frio. Aldred foi percebendo aos poucos, no campo de visão da embriaguez, que monges e monjas começavam a tirar suas roupas e a iniciar uma orgia.
Aldred
Imagem
Eita, minha Valkaria...
E deixou-se levar.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1870
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por DiceScarlata » 09 Abr 2019, 17:20

Jihad das Areias Vermelhas
Imagem

- Jihad Scarlata... Eu acho...

*Arrependeu-se*

- Não. Jihad das Areias Vermelhas! Pode botar ai!

*Pela primeira vez, Jihad não quis se meter em uma confusão. Quando Ash e Aldred brigaram, nada fez. Pois lhe fizeram o mesmo respeito, quando lutou com Aldred. Mas quando as palavras "Acabou os vingadores de Arton" foram proferidas, gelo inundou o estômago. Era medo. Não queria perder aquela família de jeito nenhum. Se viu lacrimejando e cavalgou mais distante para que não percebessem. Sabia que um dia aquilo acabaria, pois voltaria a viver em sua lâmpada em uma masmorra... Mas não tão cedo. Passou a olhar todos os membros do grupo e o remorso pareceu lhe fisgar ainda mais fundo*

*Até que finalmente alcançaram um templo. De uma tal deusa chamada Marah... Que boa surpresa. Seria o panteão só cheio de donzelas bonitonas? Conhecia Wynna e Valkaria, Fargrimm lhe mostrou Tenebra.. Agora Marah! Uma deusa de paz e amor, segundo o que os monges ensinavam. *


- Oh... Paz... Amor.. eu gosto disso.

*Depois de dar seu nome, foi conhecer o lugar. E de cara, já viu vários tipos de pessoas incluindo jovens noviças que lhe ofereciam sorrisos provocadores. O rosto de Jihad corou e o volume em suas calças ganhou um sutil movimentar*
Aldred
Imagem
Não sei o arranjo que tu tem com Mitra, mas saiba que na dúvida, tô do lado dela, tá?
*Ah é! Mitra! *

*Atingiu a própria testa com a mão e passou a gargalhar junto com Aldred. E foi passear. Logo perdeu-se no pomar, onde roubou maçãs e se empanturrou recostado e sozinho. Jihad ama e teme magia e no momento sentia-se sob efeito de uma... Não, mais do que isso. Não era magia, era algo talvez maior. Como se uma deusa toda poderosa despejasse sua valiosa atenção a um pequeno canto do mundo e o abraçasse com ternura*

*Antes que percebesse, dormia, tranquilo, sem camisa, sobre o galho de uma árvore*


___________________________________________________________________

*Acordou muito depois... Sentiu que dormira por dias! Jogou-se para o lado, caindo de pé no chão e passou a esticar e alongar o corpo. Estava leve, feliz... E desejoso de só desenvolver magias que não eram capazes de ferir ninguém! Inclusive, as gloriosas batalhas que vencera, não queria de maneira nenhuma que voltassem a memória. Guardou algumas maçãs na bolsa e foi para o banquete com o resto do grupo*

- OH!!! VINGADORES DE ARTON!!!!

*Viu Aldred e Ash juntos, mais uma vez como irmãos! Fargrimm e Ladon estava ali, Ash em seu canto. Havia paz, música, comida! Jihad gargalhou e chorou e (ainda sem camisa) correu saltitando pelo salão até finalmente servir-se de uma bebida*
Imagem
Senhor qareen faça um feitiço para nos alegrar, solte fogos de artifício!
*Jihad estava feliz e com a esperança da união! Então concordou em torrar todo o poder que possuia para alegrar aquela festa*

- MUITO BEM!! MUITO BEM!! OUÇAM E VEJAM TODOS MUITO BEM!!!

*O qareen estava voando! Exibindo seu dorso delgado e tatuado, seu sua bandana, portanto cabelos selvagens. Moveu os dedos e névoas arcanas voaram a partir delas*

Imagem

*O qareen girava em piruetas distribuindo ilusões de todas as cores que conheciam! Elas formavam espectros de animais que corriam por entre noviços e noviças, atravessando seus corpos e os envolvendo. Espalhou sua magia por todo o salão*

- VIVA O AMOR! VIVA A UNIÃO! VIVA A PAZ! VIVA A AVENTURA!!

*Então Jihad apontou o dedo para uma noviça e usou sua magia de transformação para se transformar nela... (O que talvez a tenha constrangido, por estar com os seios nus) ... Depois virou Fargrimm Aldred e até... LUCIEN!! E ao fazer isso piscou para Aldred querendo dizer alguma coisa *

*Então atendeu pequenos pedidos mágicos, sempre usando magias incapazes de causar danos ao local ou ferir qualquer pessoa. Não permitiria que ninguém se machucasse! Então, varios copos e garrafas de diferentes bebidas voaram ao seu redor. Utilizando-se de um dos pedidos, conjurou mãos mágicas para controlar os objetos e serviu bebidas em todos os copos*

*Copos que voaram em direção a Aldred, Ash, Ladon Fargrimm e Lucien*


- AGORA ATENÇÃO! EU PROPONHO UM BRINDE!! UM BRINDE EU DISSE!! SILÊNCIO E COPOS ERGUIDOS!!

VOCÊS SABEM O QUE DIZEM ?

Dizem que Jihad das Areias Vermelhas é o mais poderoso e perigoso dos vingadores de Arton! Que é capaz de varrer inimigos com o estalar dedos! Conjurar fogo e gelo apenas com um sorriso! Derreter o aço e destruir a pedra! Que para ele não há rival!

Dizem que Jihad é o mais poderoso dos vingadores de Arton, mas isso não é verdade.

O que seria de Jihad sem Ash, o gentil ? Que nos momentos mais difíceis o inspirou com suas maravilhosas músicas, o tornando melhor do que ele realmente é ? Com sua voz melodiosa, fez curar até a mais profunda ferida do corpo do feiticeiro, salvando ele e seus companheiros da morte certa ? Em cada nota e em cada melodia, um milagre de amor e gentileza. Um salvador admirável, o BARDO ASH!!!!!

Dizem que Jihad é o mais poderoso dos vingadores de Arton mas isso não é verdade.

O que seria de Jihad sem Ladon, o guardião! Aquele que mais sangrou entre todos os vingadores de Arton, para proteger seus amigos? Pois cada golpe em seu corpo de aço, era um ferimento a menos em Jihad em seus amigos! O que o pobre Qareen faria, se ele não contivesse todas as ameaças com sua força monstruosa, para que o feiticeiro pudesse agir em segurança! Onde estariam todos sem seu amável gigante, que a todos ama e cuida com seu jeito serio? Com uma voz capaz de vencer colossos, o guerreiro LADON!!

E mesmo assim, ainda dizem que Jihad é o mais poderos dos vingadores de Arton, mas de forma alguma isso é verdade!

O que seria de Jihad sem Fargriimm, o sábio? Enquanto o feiticeiro busca a luz e holofotes, ele prefere o silêncio e a sutileza, obscuro como a noite. Das trevas, ele ajuda cada um de seus companheiros. Os cura como Ash, se fere como Ladon (vencendo até mesmo uma MASMORRA, doente!!) e ainda arranja tempo para ensinar o pobre Qareen e fazer sua cerimonia de casamento!! Ele é o anão misericordioso, o bondoso clérigo FARGRIMM

E por fim, ainda que Jihad fosse o mais poderoso, isso não importaria.

Pois onde estaria Jihad, sem Aldred, o dragão líder? Sim, muitas vezes brigão e quando resolve ser cabeça dura é insuportável de arrogante e chato de falar... Mas ele é apaixonado. Mais do que qualquer um de nós. Apaixonado pela aventura, apaixonado pelas mulheres, apaixonado pelo combate, apaixonado pelo heroismo. Trocaria a própria vida por todos nós. Trocaria o próprio nome em prol de salvar os inocentes. Foi ele quem trouxe Jihad para o seu lado e o ensinou a ser bondoso e se importar com a vida. Em fazer o bem e proteger o que é importante. Um amigo. Um líder. Um lutador e um HERÓI! ALDRED MAEDOC!!!
*A cada nome, puxava palmas e apontava seus amigos. Mas por fim, ainda citou mais um*

- E Jihad só percebeu tudo isso.... Graças a essa viagem. Jihad da valor a tudo que tem graças a você... Lucien. Você que enfrenta suas fraquezas e seus medos e como eu, busca apenas um lugar ao qual pertence. Pois saiba, que não importa para onde formos ou que caminhos tomemos, você tem um lar com Jihad, como um de seus amados amigos. Onde você estiver, o verei como companheiro .

*E qareen ergue o copo*

- SEM MAIS DELONGAS!! VIVA!! BEBAM!!

*E permitiu que a festa seguisse, bebendo, comendo e finalmente pousando, quando sua magia se esvaiu. Abraçou seus amigos e sentou-se ao lado de Lucien, passando o braço ao redor do pescoço dele. Quando sentiu as mãos das noviças o puxando*

*Ah... O arrepio. Sentiu suas bocas em seu pescoço, tateando suas coxas em busca de um prêmio maior, roçando peles nuas contra a sua. Não apenas as meninas, alguns garotos se uniram, tocando as garotas e o próprio Qareen, roçando bocas, membros e músculos aos dele, num misto de gêneros e corpos juntos. Jihad se sentia em seus haréns arcanos novamente, com criaturas de todas as raças a lhe servir diferentes prazeres.. E quando estava prestes a se entregar lembrou-se de uma verdade simples *

*Nenhum havia sido como Mitra. Não era a mais bela, nem sabia as melhores técnicas ou tinha qualquer coisa que diferisse. Mas.. Era dele. E ele dela. Ela se apaixonou por ele o amou. Amou com verdade e isso fez Jihad lhe dar o coração. Segurou as meninas e meninos, os afastando com gentileza e beijou seus rostos*


- Obrigado, de verdade. Todos somos livres para amar como quisermos e nada deve nos prender. Mas decidi que enquanto ela vivesse, eu só me deitaria com Mitra, independente de com quem ela deseje se deitar. Eu tenho uma vida longa, posso esperar. Por favor, divirtam-se... Mas hoje quero amar a memoria da minha mulher, Mitra.

*Se afastou semi nu, ainda dando uma boa olhada nos corpos de garotos e garotas. Então se afastou para um canto, onde bebeu e comeu até...*

*Fingir que dormiu*

*Jihad dormira o dia todo nos pomares. Estava desperto e não bebera tanto o suficiente para se embriagar. Por uma única razão: Proteger Lucien. Que todos relaxassem, se divertissem e esquecessem momentos ruins. O Qareen sabia que era um lugar de paz, mas desconfiaria de todos e não cairia em outra armadilha. Passaria o resto da noite de olho em Lucien, o seguindo onde quer que fosse... E aproveitando um pouco de vouyeurismo, que ele também achava uma delicia*


- Viva... Os vingadores...
Gasto uns 8 pms em transformações e imagens silenciosas. Gasto meu voo do dia. E gasto 1 pa para resistir a orgia.

Então se preciso, testarei enganação para fingir sono, mas ficarei de olho em Lucien. O seguirei caso o tirem do recinto e cuidarei para que nada o aconteça,
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5212
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por John Lessard » 10 Abr 2019, 08:00

Ash estava sentado a mesa, havia muitas pessoas ali e sempre um ar bastante tranquilo. Serviu-se de pães, batatas assadas e queijo, além de uma taça de vinho. A música tocava alegre e logo Aldred se aproximou, puxando conversa. Por algum motivo o bardo só lembrava-se dos momentos bons ao lado do lutador e após trocarem desculpas se abraçaram. Uma moça não demorou para pedir que os bardos tocassem, Lucien deu um meio sorriso e disse para Ash ir. O bardo entorpecido aceitou e foi lá para frente de todos com seu alaúde. Dedilhou, murmurando uma canção curta afinando o instrumento.

Sorriu e fez uma mesura, então começou.
Imagem
- Um belo dia resolvi mudar
E fazer tudo o que eu queria fazer
Me libertei daquela vida vulgar
Que eu levava estando junto a você

E em tudo que eu faço
Existe um porquê
Eu sei que eu nasci
Sei que eu nasci pra saber

E fui andando sem pensar em voltar
E sem ligar pro que me aconteceu
Um belo dia vou lhe contar
Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu

No ar que eu respiro
Eu sinto prazer
De ser quem eu sou
De estar onde estou

Agora só falta você
Agora só falta você
Agora só falta você
Agora só falta você

E fui andando sem pensar em voltar
E sem ligar pro que me aconteceu
Um belo dia vou lhe telefonar
Pra lhe dizer que aquele sonho cresceu

No ar que eu respiro
Eu sinto prazer
De ser quem eu sou
De estar onde estou

Agora só falta você
Agora só falta você
Agora só falta você
Agora só falta você
Ash batia o pé e animando a todos. Logo percebeu que muitos começavam a ficar bêbados e a terem relações ali no chão mesmo. Ele mesmo começava a ser puxado para o que viria ser uma orgia. O bardo cerrou os punhos, pensou durante alguns segundos. Aquilo era o que ele era e a vida que imaginou levar estando com Naomi, fosse um breve e doce sonho. Era um aventureiro. Tirou a camisa e deixou o alaúde encostado no canto.
Imagem
- Eu quero o melhor de todas as idades, que venham as noviças e as madres!
E se entregou aos prazeres da carne.
Off:

Atuação (7) + 13 = 20

Usou inspirar competência
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13724
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por Lord Seph » 11 Abr 2019, 10:23

A irritação havia desaparecido, todos conversavam amigável e o anfitrião fala com Ladon.
Ladon
Imagem

Obrigado, mas nunca liguei para o que os outros pensavam, mas pensarei no caso.
Paz era algo que Ladon desejava, mas ele ainda queria... Ladon se deu conta que não sabia o que queria, nem o motivo de estar ali.
Imagem

Você nasceu para lutar, Ladon. A paz só lhe é alcançada lutando.
Ladon entendia aquilo, aquela entidade era ele, e ele era um Lefou, mas era também artoniano.
Ladon
Imagem

Eu agradeço a preocupação, Nayal, mas vou me recolher. Aos demais boa festa.
Ladon terminava de comer e ver e ignorava a festa regada a sexo. Ladon ainda tinha sentimentos por Fellana, não iria trair ela, mesmo não sabendo se um dia iria reencontrar ela

Khas não estava presente na festa e Ladon preferiu ficar sozinho consigo antes de ir dormir.
Ladon
Imagem

Eu não consigo aceitar uma vida como essa, por mais agradável que seja isso é apenas uma ilusão.
Ladon se esforçava a negar aquele lugar, e falava apenas para ter certeza do que realmente desejava.

Imagem

Jihad estava certo sobre você, mas será que os outros esperam o mesmo?
A entidade era tão irritante quanto aquele lugar.
Ladon
Imagem

Não, como eu disse eu não ligo, desde que continuem me aceitando estarei com eles, agora me deixe dormir em paz.
Falar paz soou vazia para Ladon, como um eco.

Imagem

Paz é algo que nunca teremos, mesmo depois da morte.
A entidade sorri e desaparece enquanto o Lefou caia no sono em seu quarto. Ainda pensou se haveria algo a temer, mas deixou o pensamento de lado.

Teste de Vontade, rolo 18 e passo.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por Mælstrøm » 11 Abr 2019, 20:28

Capítulo II: Jornada

Imagem

Jihad voava disparando magias ilusórias, fogos de artifícios, cantava e dançava, para o deleite de todos. Fez uma ode aos amigos, à resolução dos conflitos internos e à amizade duradoura. Ash, então, puxou para si a atenção elevando sua melodiosa voz sobre o recinto, fazendo todos ouvirem seu lírico ao amor e ao seu destino na estrada, constatando que seu romance com Naomi não teria futuro. Aldred foi outro que se entregara à música e aos prazeres carnais, quando monges e monjas começaram a se misturar, dançar com seus corpos nus e a retirar suas roupas. O suor, o odor se espalhou rapidamente entre os envolvidos, afetando todos os sentidos, ligando-os ao único propósito do prazer. A noite de luxúria adentrou a madrugada e deixando um emaranhado de corpos que se confundiam entre si, espalhados pelo salão.

Apesar de esquivar-se da sedução e dos inúmeros avanços de jovens, Jihad manteve Mitra em sua mente o tempo todo. E Lucien, pois observava o bardo quieto demais em uma cadeira. Ele também se esquivava de quem chegava até ele até que quando vira Ladon ir embora, incólume, decidiu segui-lo.
Imagem
Ladon, acho que vou dormir também.
Comentou cabisbaixo, mãos nos bolsos, olhar baixo. O quarto de hóspedes era grande, com quatro beliches e quatro baús de madeira com rebites de metal onde todas as armas e armaduras dos aventureiros estavam depositadas. Lucien logo tirou suas botas e puxou uma coberta de pele de ovelha para se cobrir. Como Jihad mantinha-se firme em sua castidade, também retornou para o quarto se juntando a Ladon e Lucien, enquanto os luxuriosos continuavam sua festa da carne.

***

Ladon abriu os olhos ao ouvir o ruído de Lucien colocando suas botas. Pelo cansaço do corpo e o peso das pálpebras, o lefou sabia que ainda era madrugada. O elfo tinha um olhar assustado, olhos arregalados e, ao ver o guerreiro acordar, fez um gesto com o dedo frente à boca, pedindo silêncio. Depois se levantou lentamente e foi até a porta, abrindo-a devagar. Com a cabeça, ele fez um gesto chamando-o.

No salão onde a orgia acontecera, Aldred abriu os olhos vendo o teto de pedra. O chão também de pedra estava muito frio, mas sua cabeça repousava no colo de um jovem monge imberbe. O lutador estava nu, com a cabeça dolorida pelo excesso de álcool. No canto de olho, viu que algo quebrava a monotonia. A nordeste do salão, ele viu a porta do quarto de hóspedes se abrir lentamente. O salão onde estava era bastante iluminado com um grande castiçal no teto, mas o corredor que levava ao quarto de hóspedes a nordeste era mergulhado na penumbra.
Nota do Mestre:
Os que continuam dormindo, Jihad, Ash e Fargrimm podem postar retroativamente seu envolvimento na orgia (ou seu não envolvimento) e depois como foram dormir. Sonhos, reflexões podem ser compensados com Ponto de Ação.

Ladon e Aldred acordaram e estão sob "regime de batalha". Cada jogador tem 24h para responder como agirá nesse momento, com atualizações fora do prazo normal para resolução da cena com Lucien.

Fargrimm não postou suas magias nem o que faria (se tentaria resistir à luxúria, se aceitaria voluntariamente, ou se gastaria PA), então foi decidido que ele apenas falhou automaticamente e está no meio de todos. Suas magias serão as mesmas da última vez preparadas.
Dados dos Personagens: Inventário, XP, Riquezas
Imagem - Aldred C. Maedoc III <> PV: 42 PA: 1 PE: 6 CA: 20 <> Flechas: 20 <> Amaldiçoado: - <> Condição:
Imagem - Ash <> PV: 21 PA: 1 PM: 12 CA: 14 <> Flechas: 36 <> Músicas de Bardo: 9 <> Condição:
Imagem - Fargrimm Deepforge <> PV: 36 PA: 2 PM: 14/0 CA: 17 <> Virotes: 18 <> Canalizar Energia Negativa: 3 <> Comunhão com as Sombras: 1 <> Patriota: 2 <> Magias Preparadas: 1 - Escudo da fé, perdição, infligir ferimentos leves, comandar; 2 - curar ferimentos moderados , drenar força vital, sabedoria da coruja, força do touro x2 <> Condição:
Imagem - Ladon Brimstone <> PV: 53 PA: 2 CA: 17 <> Flechas: 20 <> Fúria: 1/0 <> Condição:
Imagem - Scarlata Jihad <> PV: 34 PA: 0 PM: 17/9 CA: 16 <> RD: 3/corte e perfurante <> Flechas: 20 <> Voo 1 <> Desejo: 1 <> Condição:

Próxima atualização: Aldred e Ladon têm 24h para postar até a resolução da cena; 15/04

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17596
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por Aldenor » 12 Abr 2019, 11:33

O teto rochoso do salão comunal confundia-se com lembranças que pareciam saltar de sua mente. Mulheres e homens dançando, se esfregando, suor, sensações afloradas em todas as partes do corpo. Aldred nunca havia participado de algo assim e agora parecia que não devia nunca mais sair do monastério de Marah.

Uma vida de calma, paz, amor e felicidade. Sem perigo, sem sangue da dor maculada, sem traições. A imagem de Dhylmor em sua mente arruinou seus pensamentos pacíficos. Piscou várias vezes até conseguir se sentar, levantando a cabeça do colo de um jovem monge. Em suas pernas, duas moças debruçavam-se. Havia uma perna por cima de seu tronco que teve que ser afastada para ele conseguir sentar no chão duro e frio.

Frio. A sensação horrorosa que lhe dava sobriedade. Olhou de canto, ainda embaralhando sua visão tortuosa para ver a porta do quarto de hóspedes se abrir. Que momento do dia era aquele? Era mesmo dia? Aldred olhou em volta para reparar que nenhum monge ou monja se movia. Muitos corpos pelados, dormindo. Com cuidado, ele se pôs de pé, também num e buscou suas calças para não estar mais.

Andando pelos corpos, tomando cuidado para não pisar em ninguém, Aldred se aproximou do corredor, adentrando a penumbra, até a porta semi-aberta do quarto onde seu grupo estaria.
Aldred
Imagem
Oi...?
Sussurrou antes de chegar à porta e ver Lucien saindo dali.
Aldred
Imagem
Lucien? O que você está fazendo?
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13724
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por Lord Seph » 12 Abr 2019, 11:54

Ladon acenou positivo para Lucien e logo estava sobre sono pesado.

Mas mesmo nos sonhos Ladon não tinha paz. Estava em um lugar sem nada exceto um mar de sangue e ele.
Ladon
Imagem

Até aqui?
Ladon indaga.
Imagem

Mesmo fora daqui, meu caro. Agora acorde.
Ladon acorda, estava sonolento, ainda era madrugada e Lucien estava saindo.
Ladon
Imagem

O que está vendo, Lucien.
O elfo não respondia e saia do quarto, o Lefou demora alguns segundos para vestir sua armadura e pegar Carnage seguindo pelo corredor.
Ladon
Imagem

Aldred?
Ladon indaga ao ver Aldred semi nú.


Ação Completa vestir Armadura e movimento para pegar Carnage e outro movimento para sair do quarto.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por Mælstrøm » 12 Abr 2019, 18:17

Capítulo II: Jornada

Imagem

Lucien saía do quarto de hóspedes com olhos esbugalhados e viu Aldred apenas de calças. Sussurrando, o elfo bardo respondeu.
Imagem
Aldie, eu vi um negócio estranho nesse lugar... algo não...
E parou de repente, olhando para atrás do lutador. Aldred virou-se rapidamente para ver o que ele via, mas nada vira. Os corpos nus de luxúria se mexiam apenas para se coçar ou procurar uma nova posição para dormir. Quando voltou a olhar para Lucien, ele não estava mais ali.

Antes que pudesse fazer algo, o lutador viu Ladon sair do quarto metido em sua armadura de malha metálica, com sua espada de lâmina grossa em mãos. A simples visão daquele lefou violento trazia desagrado, mas não o embrulho no estômago que todos sentiram quando portavam suas armas no dia anterior, ao chegarem ao monastério.

Nota do Mestre:
Os que continuam dormindo, Jihad, Ash e Fargrimm podem postar retroativamente seu envolvimento na orgia (ou seu não envolvimento) e depois como foram dormir. Sonhos, reflexões podem ser compensados com Ponto de Ação.

Ladon e Aldred devem agir rapidamente. Cada jogador tem 24h para responder como agirá nesse momento, com atualizações fora do prazo normal para resolução da cena com Lucien.
Dados dos Personagens: Inventário, XP, Riquezas
Imagem - Aldred C. Maedoc III <> PV: 42 PA: 1 PE: 6 CA: 20 <> Flechas: 20 <> Amaldiçoado: - <> Condição:
Imagem - Ash <> PV: 21 PA: 1 PM: 12 CA: 14 <> Flechas: 36 <> Músicas de Bardo: 9 <> Condição:
Imagem - Fargrimm Deepforge <> PV: 36 PA: 2 PM: 14/0 CA: 17 <> Virotes: 18 <> Canalizar Energia Negativa: 3 <> Comunhão com as Sombras: 1 <> Patriota: 2 <> Magias Preparadas: 1 - Escudo da fé, perdição, infligir ferimentos leves, comandar; 2 - curar ferimentos moderados , drenar força vital, sabedoria da coruja, força do touro x2 <> Condição:
Imagem - Ladon Brimstone <> PV: 53 PA: 2 CA: 17 <> Flechas: 20 <> Fúria: 1/0 <> Condição:
Imagem - Scarlata Jihad <> PV: 34 PA: 0 PM: 17/9 CA: 16 <> RD: 3/corte e perfurante <> Flechas: 20 <> Voo 1 <> Desejo: 1 <> Condição:

Próxima atualização: Aldred e Ladon têm 24h para postar até a resolução da cena; 15/04

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17596
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Uma Jornada para o Leste

Mensagem por Aldenor » 12 Abr 2019, 19:13

Aldred olhou para Ladon e depois para o espaço vazio onde Lucien havia ido. Ele fez um gesto com o dedo em frente a sua boca.
Aldred
Imagem
Shhhhhhhh... fala baixo... acho que Lucien descobriu alguma coisa estranha... não vamos acordar os monges.
Aldred passou por Ladon e pegou sua espada no baú, voltando em seguida. Estava tenso, mas desde que Lucien passara por ele, o deixou ainda mais nervoso. Por um breve momento achou que seria traído mais uma vez, mas logo viu que não era o caso. O bardo havia percebido algo que ninguém mais havia percebido. Era realmente incrível. Talvez ele devesse tê-lo mais em conta... ou não, Lucien não queria ser seguido e o enganou para sumir pelo corredor ao norte.
Aldred
Imagem
Mas ele é arisco, vamos procurá-lo rápido antes que ele suma...
E se colocou de novo no corredor indo para onde o bardo podia ter ido.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Responder

Voltar para “O Mundo de Arton”