Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Avatar do usuário
LordVrikolaka
Mensagens: 520
Registrado em: 05 Fev 2014, 13:01
Contato:

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por LordVrikolaka » 06 Jan 2018, 20:28

Nina parecia estar tentando organizar as coisas e elevar a moral dos seus companheiros. Era seu dever, afinal de contas, então ela fez o que foi possível. A Dafne parecia chateada ainda, então teria que dar um jeito. Mas...

...Aquele livro parecia tentar ajudar também. O livro da Abigail. Apesar que ele não tinha muito... conhecimento sobre o fato, mas mostrou um sorriso quando Abigail falou. Ela sorriu e disse.
Nina escreveu:Imagem
Ah... foi de coração pelo menos, e por isso agradeço...
Disse, gentilmente, e viu que os membros do grêmio começavam a melhorar o humor, menos da Crystal. Talvez... ela precisaria falar com ela. Ela parecia bastante magoada ainda. Talvez pedir pra almoçar com ela? ...Ela é bem bonita, mas sabia que não conseguria ter nada com ela. A última coisa que ela queria forçar era ela fazer algo sem ela querer. Era contra totalmente o propósito de Marah. Isso valeu a pena no fim das contas... ...até...

Aquela pirralha mexer com ela novamente. E colocar o fiasco dela dentro da biblioteca pra todos, apesar que pelo o que ela falou (que obviamente foi Takanagi quem contou), jogavam a culpa totalmente no Alynor. Pelo menos, Takanagi teve um mínimo de tato e tirou o corpo dela fora. E, bom, o que esperavam? Eles sabiam que era o dever de Nina ajudar as pessoas, era o que estava fazendo ali a princípio de conversa... E jogar a culpa no Alynor... ...tecnicamente foi, mas não da forma que ela falou. Então faria o mínimo que podia fazer, que era pelo menos tirar o corpo fora do Alynor, e pelo menos para os membros do Leão. Se alguém do Dragão quisesse ouvir a história, ela poderia contar também, e mostrar que ele não fez isso por ser "dane-se as regras", mas por um propósito maior.

Mas os seus amigos de grêmio queriam saber, e ela começou a explicar...
Nina escreveu:Imagem
...Bom...o que aconteceu foi... A gente....
Apenas para o professor Talude irromper pela porta e fazer ela parar de falar imediatamente, e já dando ordens para eles se sentarem. Antes dela o fazer, ela diz.
Nina escreveu:Imagem
...Eu explico depois, tá?
Disse, fazendo um gesto para Dafne se sentar com ela. Os gracejos do Professor Talude fez ela lembrar daquele episódio... horrível, do combate. Suspirou. Agora era prestar atenção na aula. Mostrou um sorriso pra amiga, de encorajamento, e agora... prestar atenção.

Avatar do usuário
jamilkender
Mensagens: 849
Registrado em: 11 Dez 2013, 17:31
Localização: Yuvalin
Contato:

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por jamilkender » 09 Jan 2018, 16:43

A tentativa de acender a ira de Alynor falhara, mas Zyrr estava satisfeito mesmo assim. Seu veneno poderia não agir de imediato -- mas como uma aranha certeira, ainda encontraria sua vítima. Angélica sorria, provavelmente por motivos maldosos.

Antes que pudesse começar uma conversa com Tithus e Angélica, o Professor chegou.

A aura de poder e magia era inegável.
Talude
Imagem
Bom dia, meus alunos.

Aos seus lugares, por bondade. Temos mais uma aula para aprender e...

Espero que não sejamos interrompidos por monstros esta manhã, rsss, rsss.
Zyrr passou por ele e seguiu para sua carteira. Falou então em voz alta, para que os alunos mais próximos pudessem ouvi-lo claramente, mas sem um tom de desafio ao professor.
Zyrr
Imagem
Se a recompensa valer a pena, minha pistola está sempre pronta...
Chegou ao seu lugar, notando que Laura não estava mais ali. Ia sentar-se em outra carteira. Sentou-se, intrigado com o fato. Chegou a ver a pequena cavilosa dar uma olhada discreta para trás, sorrindo. O cachorrinho também latiu, denunciando uma chegada.
Aluno
Imagem
Olá?
...um novo aluno? Zyrr se lembrava de que havia outro membro de seu grêmio que não estava na primeira aula. Seria ele esse esquisitão?
Zyrr
Imagem
Bom dia. Aparentemente seremos colegas de carteira. Sou Nazzaxynazyrr, intercambista de Magika.
Ajeitou seu manto, que esquecera de tirar, e balbuciou algumas palavras no idioma Abissal, depois novamente em Infernal.
Zyrr
Imagem
Лорем ипсум долор сит амет?
დოლორ სით ამეთ?
@alvarofritas / RPGista

BURP disse: Eu fico imaginando como é pra vocês ver um autor como o Jamil. Normalmente autores tem uma visão bem conservadora do próprio jogo - combo é apelão, não pode estragar meu jogo, o mestre tem que proibir. O Jamil ouve um combo desses e ainda manda "olha, faz isso e isso e tu ainda consegue fazer a mesma coisa três vezes por rodada." =P

Avatar do usuário
Khrjstjano
Mensagens: 5716
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:07
Localização: Atrás de você. Não olhe.
Contato:

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por Khrjstjano » 21 Jan 2019, 22:32

Imagem

Flashback 1 – Zyrr
Estas são as últimas cenas secretas de flashbacks de Zyrr. Elas ocorrem no começo da aula, em dois momentos. Para facilitar, os posts abertos e secretos da parte da história abordada estão juntos em um só. A primeira, imediatamente abaixo, ocorre antes de Talude entrar na sala...


Conversa no Início da Aula

Zyrr preferia observar a "fazer amigos". Afinal, a melhor maneira de reunir dados e informações é por meio da observação cuidadosa, como lhe haviam ensinado há muito tempo, em sua terra natal.

Estava tão concentrado nisso que quase se sobressaltou quando a menina (que sentara ao seu lado e parecia tão jovem) falou com ele.

Menina
Imagem
Você é novo na escola, não é? Já tem grêmio?

Você está sentado no lugar mais escuro da sala... Já pensou se um cara bem malvado viesse sentar aqui? Você... É malvado?
Começou curiosa. Então observadora. Pareceu brincar, depois. Terminou sorrindo...

A garotinha falava de forma inocente, surpreendendo Zyrr por sua fragilidade.

Foi incrivelmente gentil com ela, mas aguçado em sabedoria.

Zyrr
Imagem
Os mundos são muito maiores do que essas definições simplórias de bem e mal, mocinha...

(estende a mão)

Muito prazer. Nazzaxynazyrr. Ou apenas Zyrr, para os amigos.
A menina aceitou sua mão de pronto, sorrindo feliz.

E então...


Conversa Sussurrada — Parte 1

Menina
Imagem
Você parece ser tão legal!
Se inclinou e encostou a cabeça em seu braço por um momento, envolvendo-o com os seus. Parecia trançar-se ao redor de seu membro. Cochichou, bem baixinho.

Quase...

...Um silvo.

Menina
Imagem
Um jogo de poder vai acontecer nessa sala.

O homem mais poderoso vai sentar aqui com você.
Que mudança de tom era aquela? O que era aquilo, de repente?!?

Ela afastou a veste próximo ao pescoço, revelando um objeto que trazia no peito, preso por uma corrente discreta. Era de um verde tão negro que lhe pareceria simplesmente preto, não fosse sua visão privilegiada que distinguia incrivelmente bem tons escuros.

Tinha a forma de uma serpente.

Menina
Imagem
Sou só uma garotinha de recados, mas tenho certeza que ele adoraria se você se juntasse a nós.
Convidativa.

Menina
Imagem
Você vai adorar ele.
Sustentou um olhar tão... Normal.

Então, devagar, desenleou-se de seu braço. Zyrr sentiu como se uma cobra tivesse passado por cima de seu corpo. Suave. Frágil. Mas você sabe o que sente quando uma cobra passa por cima de você.

Ela se afastou. Momento exato, pois antes que Zyrr respondesse alguma coisa, após recuperar-se de sua surpresa e admiração, a garota de branco que sentava logo à frente virava-se e começava a falar com eles.



Entra Nina

A garotinha olhava para frente. A outra jovem tinha seu cachorrinho nas mãos.

Nina
Imagem
Ei! ...O teu cachorro quase fez xixi na moça!
A menina se levantou, os pés sobre a cadeira, então subindo na carteira. Seu cachorrinho havia escapado (havia?) enquanto ela abraçava Zyrr e ido rapidamente até outra carteira. Quase fizera um ataque furtivo bem sucedido, mangueirinha de xixi no pé outra aluna, mas fora impedido por Nina.

Menina
Imagem
Tombinho! Seu danado, venha já aqui! (Tomou-o no colo.)

Obrigado, dona moça.
Falou firme com o cão. Ou tão firme quanto uma criança pode ser. E foi educadinha com Nina. A samaritana pode ver que sua altura alcançava no máximo seu ombro.

Enquanto isso, Zyrr sentiu uma mão em "seu" prórprio ombro. Olhou para o lado e viu outra mão acariciar o cabelo da menina quando esta se sentou.

Aluna
Imagem
Vejo que já conhece Laura. Seja bem vindo... À nossa escola. (Sorriu, maliciosa).

"Qualquer" coisa que precise, pode contar conosco. (Ênfase em "qualquer".)
Era amiga da menina. E Laura era o nome dela. A mulher se apresentou como "Angélica". Não a tinha notado atrás dele, mas achou o que ela dizia significativo, cheio de coisas implícitas. Teve um pensamento de que seria bem recebido por ali. Zyrr estava positivamente fascinado, nem respondia; não esperava que fosse encontrar tão cedo em Arton gente de índoles tão compatíveis com a sua.

Angélica, Nina e Laura então conversaram sobre algo que ele não prestou atenção, pois fitou o local em que o cachorrinho da menina fizera xixi no chão. Incomodou-se, claramente, mas se limitou a sacar sua pistola arcana.

Preparou-a.

Fez mira.

E atirou.

Imagem

BZAAAAM!!!
Nina
Imagem
Q-que ideia é essa?!?
Gritou moça de branco, confusa e irritada. Aquele elfo puxou uma porcaria de arma e deu um TIRO perto dos pés dela?!? Pensou. Olhos arregalados enormes, olhava chocada para o chão, o rosto empalidecendo. Não havia nada, Zyrr desintegrara a poça de xixi.



Conversa Sussurrada — Parte 2

Zyrr aproveitou a distração da moça para perguntar algo mais à garotinha. Tinha uma ideia.

Zyrr
Imagem
șarpe? Schlange?
(Serpente?)
Sussurrou, falando em línguas profanas, de demônios e diabos, apostando.

Laura
Imagem
Da.
(Sim.)
A garota falava abissal!!! A visão de Zyrr sobre a menininha se intensificou ainda mais. O que significava aquilo?

Voltou-se para Nina, que se recompunha e o fitava, irritada, com cara de que queria uma boa explicação para o disparo que Zyrr fizera.



Pobre Nina Tão Ingênua Entre as Cobras

Zyrr
Imagem
Peço desculpas pela minha atitude impensada. Sou novo na escola e havia me esquecido das estritas políticas acerca de armas de fogo por aqui. Não que essa seja uma arma de fogo, claro...

Se os alunos podem lançar suas magias, eu posso disparar minha pistola, não é mesmo?
Disse confiante, um sorriso zombeteiro disfarçado, mostrando sua pistola arcana, uma arma de natureza claramente mágica. Aquilo confundiu Nina ainda mais, pois nunca havia visto uma pistola assim e não gostava nem das comuns, quem dessa "coisa que assusta a gente".

Imagem


Fim do primeiro flashback, independentemente do que houve depois. No próximo, abaixo, Talude já está na sala. Ele fala sobre várias coisas e em certo momento dá uma ordem aos alunos.
Flashback 2 — Zyrr
Talude
Imagem
Agora podem pegar seus livros na estante ao lado direito da sala, pela sua orientação. E por minha orientação.
Disse o mestre, divertindo-se com seu jogo de palavras. Com o movimento do alunos para lá e pra cá (porque nunca, jamais, os alunos fazem todos aquilo que o professor manda, alguns por não querer, outros por não saberem o que é pra fazer sem que lhes seja repedido por um colega), Zyrr aproveitou para "falar melhor" com Laura.

O que em seu vocabulário queria dizer interrogar.



Conversa Sussurrada — Parte 3

Zyrr
Imagem
Pois bem, garotinha. Sem tolices agora. Vocês desejam minha força no seu time? Não poderiam esperar algumas horas para uma conversa mais franca?

Quero saber as vantagens que oferecem. E se são uma organização secreta ou de filiação aberta.[
Sorria, como se estivesse falando amenidades, apontando vagamente para o cachorrinho e dando de ombros. Transpirava confiança, até leveza, mas tinha também um tom impositor.

Ela, de sua parte, o observava com uma tranquilidade e naturalidade que não deixavam de surpreender o elfo. Parecia uma criança perfeitamente normal, em todos os sentidos.

Laura
Imagem
Quer almoçar com a gente? É uma ótima hora para conversar. E pode nos contar seus desejos.
Sutil. Uma pergunta retórica, resposta em formato cordial por permitir escolhas, mas na verdade não. O almoço era uma hora ideal para "uma conversa mais franca". Além disso, ela já indicava que havia interesse nele. Além disso, seu sorriso deixava implícito que havia intenção de cooperar com os seus desejos.

Zyrr estava impressionado com a habilidade e desenvoltura da menina em lidar com conversas secretas. E algo não cheirava bem com a história dela ser uma garotinha de recados... Recados de quem?

Seria ela uma porta-voz do cachorro?

:?

Não, óbvio que não. Ou sim? De qualquer forma...
Zyrr
Imagem
Aceito o convite. Ansioso pelo almoço, inclusive.
Lembrou então do que a menina dissera antes.

"O homem mais poderoso vai sentar aqui com você. Sou só uma garotinha de recados, mas tenho certeza que ele adoraria se você se juntasse a nós."

De quem falava?

Certamente deveria ser alguém bem interessante...



Garotinha de Recados

Isso encerrou a conversa, por hora, embora ambos ainda estivessem lado a lado, nenhum se levantando para ir pegar o livro que o professor instruíra. Havia muitos na fila ainda, de qualquer forma, e tinham também de marcá-los com a magia Marca Arcana, a qual alguns não conheciam e eram auxiliados a conjurar através de uma aluna assistente do professor, que recebera dele uma varinha mágica para a realização da tarefa.

Zyrr se perguntava se os artonianos eram precoces... Poderia ser isto? Elfos demoravam décadas para deixar de lado a leveza e inocência da tenra idade e adquirir a malícia da personalidade adulta. No entanto, embora Laura lhe parecesse claramente uma criança, tinha essa agilidade do pensar que vem depois da maturidade.

O que significaria aquilo?

O jogador pediu um teste para tentar entender algo do que se passava. Ele obteve sucesso em Inteligência CD 20 e recebeu algumas informações.
Laura
Imagem
Vamos, Tombinho, temos que estudar, meu fofinho.
"Au, au."

A menina se levantou para pegar seu livro, Zyrr ainda se demoraria um instante, uma das mãos apoiadas sobre a mesa, a outra segurando o queixo, inclinado e pensativo. Era difícil para ele analisar artonianos, não estava acostumado a seus hábitos e trejeitos. Mas certas coisas, acreditava ele, não mudam. Jovens podem ser sagazes, alguns geniais, mas exceto em casos lendários, vêm ao mundo sem nada saber. E aprendem aquilo que lhes é ensinado.

Uma primeira ideia óbvia lhe ocorreu. Segundo soube, aquele era um curso para alunos do segundo ao quarto ano da Academia, apenas. Uma jovem daquela idade que já tivesse cursado dois ou três anos numa escola de magia sob a supervisão de um arquimago cuja fama alcançava outros mundos, obviamente não poderia ser alguém comum. Ninguém ali deveria ser. Não faria sentido.

Mas isto não explicava o restante. A verdadeira malícia por trás da aparência infantil. Só podia.... Sim, claro! Crianças têm mestres, sejam seus pais ou quem for. Havia mais alguém, um alguém que lhe ensinava. Um tutor malicioso e astuto! E não poderia ser alguém comum, com certeza!

Pensou em suas palavras novamente, tamborilando os dedos sobre a mesa.

"O homem mais poderoso vai sentar aqui com você."

Então sentiu algo sob seus dedos tamborilantes.

Zyrr
Imagem
Hã?!?
Imagem

Uma carta!!! Mas como?

Certamente não estava ali quando baixou a mão sobre a mesa....

Virou-a.

Viu uma figura que não reconhecia. Parecia ser uma carta de jogo, mas nada conhecido em seu mundo. O desenho lhe lembrava algo familiar, no entanto, um bobo da corte. Observou-a com cuidado por algum tempo.

...

De repente, assustou-se.

Zyrr
Imagem
O que?!?
Imagem

Por um segundo, a imagem na carta pareceu mudar!

Só uma vez, mas ele tinha certeza do que viu.

Olhou em volta, aturdido.

Percebeu que já devia estar apanhando seu livro e marcando-o. Teve que por a carta no bolso e ir fazê-lo. Trataria disto mais tarde, embora estivesse "confuso" e não soubesse o que fazer.

Algo que não mudaria com o passar do tempo...


Imagem



Fim do Flashback



Imagem



















































































































































































Aluna: Rá, parabéns seu abelhudo de uma figa! Você é mesmo um abelhudo, hein? Cuidado pra não bater com esse nariz de xereta em alguém e machucar o sujeito, muahahaha!

Mas você passou no verdadeiro teste! Agora edite esse link direito, não fique aí reclamando, seu mequetrefe. Quer que eu faça tudo por você?

https
://www
.jamboeditora.com.br/forum/viewtopic.php?f=70&t=1453&start=metiredaqui120#p117380























































































































































































































































































































Imagem










































































































































































































































Aluna:Hahaha, eu disse que não tem nada aqui pra você, não adianta espernear, fracote!



















































































































































































































































































































































































































































































































































































Imagem
Aluna: Eu disse que o post já tinha acabado, seu imprestável! Você é mesmo um imprestável mesmo, de que adianta não desistir e ser tapeado "desse" jeito. Tsc!

Bem, agora que todos já acharam as mensagens secretas invisíveis e foram ao outro tópico onde a continuação da história estava, eu a estou movendo para cá, para facilitar. Não vou vou modificar nada nelas, no entanto, para ficar de recordação.


"Vai sentar com você..."
Aluno
Imagem
Olá.
Zyrr ficou meio sem reação.

A aula. A biblioteca. Os monstros. Os grêmios e clubes. Sua pesquisa. Thunder Shade que não lhe deixava dormir. Alynor testando seu instinto assassino e sua paciência! Takanagi, o miserável! A nanica irritante!!

Tanta coisa acontecera nos últimos dois dias, que Zyrr mal se lembrava do que vira e ouvira na última aula. Nem do que guardara.

Zyrr
Imagem
Bom dia. Aparentemente seremos colegas de carteira. Sou Nazzaxynazyrr, intercambista de Magika.
Falou.

Balbuciou também algumas palavras em idiomas profanos.

Esperava outra resposta oculta. Maligna.

Mas...

Zyrr
Imagem
??
Gatinho
Imagem
Mióóów... Mióóów.... Mióóów....
Certamente não era a resposta profana que Zyrr esperava. O elfo ficou sem reação.

Então...

Aluno
Imagem
Está falando sério? É assim que você aborda alguém?

Pfft!
Mas o que? Espere.

O elfo fechou os olhos um segundo, se concentrando. O sujeito também o tinha afrontado? Mais um?!?

Irritou-se.

Zyrr
Imagem
Ora...
Então segurou as palavras.

O desconhecido falava com o gato em seu colo, não com ele? Repreendia-o?

Aluno
Imagem
E por que você diria coisas tão rudes a alguém que não conhece num idioma que ele certamente não fala? Você deveria ser mais educada.

E não me olhe assim!!
Gatinha*
Imagem
Miów.
O pequeno gatinho, ou melhor, gatinha, miou triste. Zyrr ficou olhando meio atordoado. Então se perguntou porque estava atordoado. Era só um cara falando com um gato. Gata! Ou estava falando com ele? Zyrr estava mesmo "confuso"...

Aluno
Imagem
Diga algo que o moço possa entender, Frances. Vamos?

Ooowww, você não quer? Eu a magoei? Ow, minha pequenina...
Zyrr instintivamente olhou em volta. Na carteira ao lado, Takanagi e a fedelha intrometida também estavam concentrados no sujeito. O olhar dela era especialmente significativo.

Aluna
Imagem
...
Que olhar sério, de repente, pensou Zyrr!
Aluno
Imagem
Ela quer encrenca. Nós deveríamos dar o que ela quer?

Hum?!?
Disse o sujeito, finalmente falando com Zyrr. Interrogava-o?

A confusão em sua cabeça começou a passar, finalmente, e ele pode reagir. Percebia agora que o professor estava distraído, arrumando suas coisas enquanto alguns alunos tentavam ainda ter uma palavra com ele. Talvez pudesse fazer algo.

O que faria?


Enquanto Isso

Aquele miado instintivamente fizera Nina olhar para trás. Mais alguém olhou, em seguida Alynor também. Ele estava irrequieto e o gato imediatamente o irritou.

Mas quando olharam para trás, nada viram, a não ser um sujeito comum brincando com o bichinho. Estava sentado ao lado de Zyrr. Talvez eles até tivessem visto a troca de olhares ameaçadores entre a garotinha encrenqueira e o estranho (e talvez Zyrr), mas tiveram seus olhares desviados por outra coisa chamativa.

A porta da sala continuava aberta e uma figura conhecida, e bem desagradável, estava parada lá, observando.

Alynor Puto Com Tudo e Nina Perdendo as Forças
Imagem Imagem
Quem é ago... Ah!_______Aaaah!
Aluna
Imagem
:)
A figura se divertia com algo que via.

Não era mesmo uma grande coincidência?

Zyrr também a havia visto quando fitara a pestinha que os encarava.

Alynor notou então que ela tinha um papel na mão. A ficha lhe caiu rápido. E era pesada.



Pequeno Flashback de Alynor

Ofélia
Imagem
...visto sua total inobservância dos artigos VI, XVI e XXIII do regimento da Academia, subsequente à sua improbidade estudantil, responderei por ele...
Leonel Cauldron
Imagem
...me comprometo a testemunhar o que vi. E falarei em nome do garoto esportista.
Fim do Flashback

Alynor
Imagem
Mas já? Tá que pariu, hein?
É...
Aldred
Imagem
Notícia ruim teleporta, piá.
Lembrou-se de seu tio. O "velho" sabia das coisas.

Instruções Básicas: ao postarem, levem em conta que...
Zyrr notou a mulher da porta, mas tá focado no caso dele ali. Ele também notou a secretária da escola fora da porta.
Alynor e Nina só notarão o caso de Zyrr ali se ele postar antes e fizer algo que chame atenção.
Salazar vê que está rolando alguma coisa entre Zyrr, o novato e a garotinha, bem no final, mas não nota a mulher da porta (ele nem conhece mesmo, dá nada).
Obs: Há uma pequena fila (3 alunos) para falar com o professor. Levem isso em conta para qualquer fim útil.
Extra: Se Alynor gastar PA naquele teste de sorte CD 10 que ele tirou 8, pode ter conseguido algumas informações básicas sobre a mulher da porta em algum momento dos últimos dias. CDs mais altas seriam melhores, mas ele não alcança.
Aviso: pontos de ação foram zerados, cada um começa com seu normal. Nina tem 1 ponto de ação de ouro, que nunca zera e é melhor, no entanto. Pontos de Prestígio virarão benefícios conforme regra de Honrarias (Império de Jade). Vou atualizar essas e outras coisas ao longo da semana.
Bom jogo. ;)


Imagem




Imagem
Ao que parece, a garotinha infernizou tanto os garotos que eles já estão alucinando como ela em todo lugar...
Ignore isto de tópico errado, agora esse trecho está no tópico certo. ;)
Editado pela última vez por Khrjstjano em 28 Jul 2019, 17:12, em um total de 5 vezes.

Avatar do usuário
LordVrikolaka
Mensagens: 520
Registrado em: 05 Fev 2014, 13:01
Contato:

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por LordVrikolaka » 22 Jan 2019, 00:06

Nina olhou para os membros do seu grupo, e já começava a dar algumas indicações para irem se sentar, enquanto estava seguindo junto com Daphne para a sua mesa. Nina até se assustou um pouco com o miado atrás de si, olhando sem dar muita bola. Então agora tinha um gato e um cachorro? Só esperava que os dois não se estranhassem ao menos.

Mas quando ela olhou pra porta, notou uma figura. E ela sentiu seu coração apertar. Ela arregalou os olhos por um instante, e quase se escondeu, se sentando na mesa um pouco abrupta demais.
Nina escreveu:Imagem
Iiih...!!
Ela gemeu extremamente amedrontada, mas bastante baixo, de modo que apenas Dafne poderia notar, embora talvez Zyrr (se não estivesse tão entretido com o confronto...), ou mesmo os dois da frente, Penélope e Rúbio. A presença dela trouxe lembranças muito vívidas e que ainda não havia digerido completamente.. Ela parecia quase uma Clériga de Keenn, tentando atacar uma clériga de Marah de forma extremamente gratuita, calando ela quando ela precisava parar uma loucura. Certamente não foi tão completamente gratuito, ela devia ter algum motivo, mas atacar uma clériga de Marah em serviço era quase sacrilégio, o que demonstrava que ela parecia gostar de ver outros lutarem com ela - ou se não gostava, no mínimo gostava de colher os benefícios.

Mas as palavras do sr. Jackes deixaram-na apreensiva.
Jackes escreveu:Imagem
Conheço aquela moça e se for sua palavra contra a dela, poderá se complicar.
Se ela era notável, e era uma moça da Serpente, temia que ela quisesse fazer mais algum tipo de mau para eles. Em especial Alynor e ela, já que Alynor lutou com o companheiro dela, e Nina tinha tentado impedir a briga. Suspirou. Ela não podia fazer acusações. Não queria entrar em conflito direto com aquela moça. Aliás, como ela estava ali na porta? Ela não era aluna da sala. Todos os alunos da sala estavam reunidos ali. A menos... que ela tivesse sido escolhida tardiamente. E isso seria terrível.

No fim das contas se sentou, e se encolheu ali, tentando ficar o máximo possível sem fazê-la notar.

Avatar do usuário
RoenMidnight
Mensagens: 2020
Registrado em: 28 Jan 2014, 12:39

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por RoenMidnight » 22 Jan 2019, 22:22

Salazar mantinha o seu foco em seu mestre. Talude. Naquele momento, sua mente funcionava de uma maneira extremamente focada em seus movimentos e na forma com que ele construía as peças em seu tabuleiro. Fazia suas anotações na parte posterior de um pergaminho, o qual estudaria a como os participantes daquela partida haviam chegado e quais possíveis estratégias estariam utilizando.

Notou então a movimentação ao redor do professor. Alunos formavam uma fila e iam falar com ele em um canto da sala... tentou aguçar seus ouvidos e forçou sua atenção para lá.
Imagem
(O que será que esta acontecendo ali? Dois dos dragões estão lá...)
Percepção: (3) + 7 = 10.
Me pague um café pelo o PicPay: @RoenMidnight
Grimório TRPG
=====Homebrew=====
Paladino Rework
Sectário do Crepúsculo

========================================================================================
PBF - Sangue e Desonra: Tsuru[TRPG]

Avatar do usuário
Khrjstjano
Mensagens: 5716
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:07
Localização: Atrás de você. Não olhe.
Contato:

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por Khrjstjano » 23 Jan 2019, 04:47

Flashback — Alynor
Este flashback foi ocasionado por uma rolagem de Alynor. Ele nunca foi visto de fato na história (não foi um post secreto, nem nada).
Khamisi
Imagem
Então, o que está achando? Ah, eu queria só te falar uma coisa, que é para te preparar pro que virá.

É bom você saber onde está pisando, mesmo que sua participação aqui seja mais simples, no começo.
Falou o líder dos Dragões do M.E.A.A, o Movimento Estudantil da Academia Arcana. Alynor ainda estava aturdido com tanta informação que havia ouvido os ele e os líderes dos Leões e dos Falcões trocarem, mas ficou atento.

Alynor
Imagem
Você manda.
Khamisi
Imagem
Como você deve ter ouvido a gente comentar, estamos aproveitando a ausência do líder dos Serpentes para adiantar o máximo que podemos do nosso planejamento inicial. Ela não ter vindo é providencial.

Pensando agora, consigo imaginar que ela tenha nos deixado a sós para nos dar uma vantagem e "se divertir" mais depois...
Falou Khamisi, introspectivo, mais para si mesmo do que para Alynor, no final.

Alynor
Imagem
Como assim? Não estou entendendo. Não deveria ser questão de honra para um líder de movimento estar presente aos trabalhos antes de todo mundo? Que raio de grêmio é esse dos Serpentes?
Khamisi
Imagem
Verdade, mas... Para Ofélia, isso é só um jogo, sabe? Ela está aqui a quanto tempo?

Jaco, Lizelin, vocês lembram bem certo quanto tempo Ofélia está conosco?
Perguntou aos outros líderes.

Lizelin
Imagem
Uns dez meses e meio, não é? Ela entrou pouco tempo depois do início do penúltimo semestre.
Jaco
Imagem
Você está falando dela como líder do movimento, não é? Porque como membro, membro, eu não sei ao certo...

Ela frequentava sempre, observando, mas não falava nada. Só checando os registros do M.E.A.A pra saber o tempo total.
Khamisi agradeceu com a cabeça. Chamou muito a atenção de Alynor que mesmo embora todos ali fossem de grêmios diferentes, sabidamente muitas vezes rivais, eles eram realmente colaborativos no trabalho.

E também para falar da líder dos Serpentes.

Khamisi
Imagem
Então, Ofélia é uma das pessoas mais... Inteligentes? Não sei... Sagazes, talvez? Que eu conheci. Mas esse não é problema, é claro.

O problema é que para ela, a política estudantil, a política em si, regras, etiqueta, padrões, tudo! Ela tem o que eu chamo de um prazer mórbido em decorar cada maldita letra de cada regra ou código, vírgula por vírgula, para usar contra você.
Alynor
Imagem
Ah, é?
Respondeu Alynor.

Khamisi
Imagem
Mas não é só isso. Ela faz isso de um jeito que você nunca consegue revidar. É como ter uma cobra enrolada em você, que é "embaixadora do país das cobras". Se você tentar esmagar sua cabeça, terá um reino inteiro de cobras invadindo sua fronteira de manhã com apoio do Reinado, porque o errado é você.

Nunca confie nela, mas nunca aja como se não confiasse. Ela vai te enforcar com suas próprias mãos, não as dela.
Alynor quis comentar alguma coisa, mas não soube bem o que dizer, então preferiu só ouvir e concordar. Já estava detestando a Serpente líder só de ouvir aquilo tudo.

Mas uma última coisa, no entanto, foi a que mais o marcou, fazendo sua irritação ebulir.

Jaco
Imagem
Se ela apenas fizesse isso, seria o de menos. Esticar as regras é só o modo dos Dragões cruéis. Sem ofensas, você sabe.

O maior problema é que ela também trapaceia. Desrespeita deliberadamente qualquer regra, quando é conveniente. E se você não decorou todas as leis que ela cita, pode ser bem difícil saber quando foi.
Lizelin
Imagem
Por bem difícil, ele quer dizer que os dois nunca pegaram ela no pulo, até ser tarde demais.

Acho que não está no sangue deles... Mas podemos voltar ao trabalho? O membro Alynor já está tão prevenido quando pode estar.
Ele já estava P da vida com essa Serpente, mas sentiu ia ter que fazer o que eles diziam. Ou seja, parecer tudo, menos P da vida com ela. Tentou pensar em outra coisa...

"O membro Alynor". Hum, até que era bom ouvir aquilo. Alynor já era um membro do M.E.A.A. E já sabia até que bastante coisa para um apenas um dia, não é mesmo?

Não só de política estudantil, mas também das "intrigas políticas" estudantis...
Editado pela última vez por Khrjstjano em 28 Jul 2019, 17:22, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17595
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por Aldenor » 23 Jan 2019, 11:37

Quanto tempo havia se passado? Um ano?

Parecia.

Mas Alynor via o rosto de Salazar fechado, compenetrado enquanto lia e escrevia anotações em seus livros. Já ele lutava contra o tédio. Não fazia uma semana que tudo havia mudado em sua rotina. Quando entrou na Academia Arcana, sabia que encontraria muitas esquisitices e teria que lidar com elas. Lembrou-se que seu objetivo principal era ficar perto de Cellica, sua amiga de infância, e depois começou a pensar no que queria para si: ser um aventureiro poderoso e versado em duas frentes: a mágica e a espada. Mas Alynor não esperava que em pouco menos de uma semana ele teria tanta ação em sua estadia na Academia Arcana.

Primeiro, teve uma grande surpresa ao escolher suas matérias este semestre. Achando que teria um período simples com aulas para dormir enquanto podia focar em seus treinos, descobriu que o curso de grimórios seria ministrado pelo próprio Talude! O Mestre Máximo da Magia, o escolhido de Wynna, o mais poderoso mago de Arton, aquele que poderia mover montanhas com um pensamento, que poderia rachar o chão com um estalo de dedos.

Alynor se tornou o representante dos Dragões na sala e isso o incentivou a tentar uma abordagem diferente em sua estadia na Academia Arcana. Se no começo ele se tornou um esportista famoso por sua competência, agora ele queria usar a fama para consolidar outras esferas de poder: a política. Depois que se tornou representante de seu grêmio na sala de Talude, foi se meter com o Movimento Estudantil da Academia Arcana para aprender. Descobriu que era muito xucro, neófito, inexperiente. Tinha muito o que aprender e sua infância como chefe bandoleiro nas ruas de Zakharin não lhe ajudariam muito.

O incidente dos livros animados levou os representantes dos grêmios a uma investigação na biblioteca que acabou fazendo-o conhecer Nina, Zyrr e Nagi, do Leão, Serpente e Falcão, respectivamente. Alynor era uma pessoa difícil e isso dificultava seu relacionamento com outras pessoas diferentes dele. Apesar disso, ele teve uma relação estranha com Nina e chegou a admirar Nagi por sua perícia em combate. Zyrr, entretanto, membro da Serpente, era um monstro como qualquer outro em uma dungeon. Alynor não sentia nada a não ser desprezo pelo elfo negro.

Agora, aula com o professor Talude. Os dragões haviam se voltado contra ele por uma lorota de uma criança imunda dos Falcões. E Nagi estava com ela. Toda a admiração de antes havia evaporado. Alynor desprezava ambos. Quando Talude chegou, acabou interrompendo Alynor de se defender frente aos seus e agora estava sentado ao lado de Salazar.

Dankovich jazia em seu quarto, como a maior parte do tempo, afinal, ele era um linguarudo de marca maior e hoje ele decidiu ficar em paz. Além do mais, Alynor já tinha tido sua overdose de Dankovich na noite de aventura contra os livros animados - e malditos - perdidos na biblioteca.
Alynor
Imagem
Sabe, Salazar, eu acho que não sirvo...
Seus olhos prescrutavam a sala quando estancaram na porta de entrada. Ofélia estava lá. Ofélia. A voz de Khamisi veio como um murmúrio em seu ouvido fazendo-o sentir um frio na espinha. Alynor franziu o cenho. Como não tinha feito a ligação na hora que a conheceu na Biblioteca? Lembrando que ela cresce na adversidade dos inimigos, Alynor relaxou a expressão do rosto, mostrando uma cara de tédio ao cruzar seus olhos com os dela. Depois, voltou-se pra frente da carteira e sussurrou discretamente para Salazar:
Alynor
Imagem
Salazar, você conhece Ofélia dos Serpentes? Digamos que... antes de fazer a tarefa de Illieth...
Alynor interrompeu-se, olhando para os lados notando seus inimigos atrás (Nagi, a demônia e a criança serpentosa) e dois incautos à frente. Bufou.
Alynor
Imagem
Si charis wux vucot wer xanalre di darastrixi. Algbo, ghoros si pergrax Illieth ui ulph cep, si itrewica persvek trouble mrith Chaxas, vi iwiek jerk. Vur Ofélia, wer maekrix di wer adulesei persvek wer bautwael morex annisha ekess eligne jacion. Si siofme jaciv ui ulph gethrisjir ekess ackre ve di iilluk usv creolnali. Svabol tir wux vucot zahae coi? Tir wux vucot tikilvi svaust ui luh di wer bautwael morex svaust vucotic tivol?
A língua dos dragões era cansativa e Alynor tinha muito sotaque. Parecia um kobold falando. Nina estava ali do lado da Dafne, a mulher que o odiava. Penélope estava perto também. Qual delas?

Seria Nina.

Alynor fechou os olhos mentalizando a imagem da menina e gesticulou debaixo da carteira enquanto murmurava palavras arcanas.
Alynor
Imagem
Charric
Um elo mental se formou entre ele e Nina. Pigarreou na mente dela.
Alynor (mentalmente)
Imagem
Ham, ham. Nina, sou eu, o Alynor. Foi mal chegar assim. Mas olha, é a Ofélia. Lembra dela, né? Ela é líder dos Serpentes do movimento estudantil. Acho que virá atrás de mim. Posso contar contigo para me ajudar? Tem um outro cara, um tal de Leonel Cauldron, do clube de literatura, que disse ficar ao meu lado.
Alynor engoliu seco, olhando pra frente, tentando não deixar claro que está falando com Nina, atrás dele.
Alynor gastou 1 PA , rolando 4, para saber mais de Ofélia.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
RoenMidnight
Mensagens: 2020
Registrado em: 28 Jan 2014, 12:39

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por RoenMidnight » 23 Jan 2019, 21:15

O foco de Salazar no que acontecia mais a frente foi quebrado quando ouviu ao seu lado a voz do seu companheiro de grêmio.
Imagem
Sabe, Salazar, eu acho que não sirvo...
Salazar ficou confuso com ele começar um conversa, a momentos atrás ele parecia estar estóico a conversa. Ele pareceu olhar pela a sala, viu alguma coisa e então se voltou para frente com uma expressão de tédio olhando para a frente.

O rapaz então sussurrou.
Imagem
Salazar, você conhece Ofélia dos Serpentes? Digamos que... antes de fazer a tarefa de Illieth...
Mais uma vez Alynor se interrompeu e olhou ao redor, dessa vez falou em dracônico.
Imagem
Si charis wux vucot wer xanalre di darastrixi. Algbo, ghoros si pergrax Illieth ui ulph cep, si itrewica persvek trouble mrith Chaxas, vi iwiek jerk. Vur Ofélia, wer maekrix di wer adulesei persvek wer bautwael morex annisha ekess eligne jacion. Si siofme jaciv ui ulph gethrisjir ekess ackre ve di iilluk usv creolnali. Svabol tir wux vucot zahae coi? Tir wux vucot tikilvi svaust ui luh di wer bautwael morex svaust vucotic tivol?
Salazar franziu o cenho ao ouvir Alynor falando em dracônico. O dialeto que ele falava era rústico e sem refino. Seu uso da gramática estava cheio de gírias e abreviações desnecessárias. Era tão bom quanto o dracônico de um Kobold.

Mas Salazar havia entendido.

Falou então em um tom de voz normal.
Imagem
- Eu fui alfabetizado em dracônico, é a minha primeira lingua.
Apontou com a pena para as próprias anotações que fazia e Alynor pode ver que eram feitas em dracônico.
Imagem
- Realmente você não serve, mas pode ficar melhor veja só...
Sussurrou. Um pouco mais alto que o proprio Alynor.
Imagem
- Si shilta letoclo wux mrith dout Vs'shtak. wux shilta start ini relaxing dout juroshog vi smunsoua, wux re kiri kiarf jedark vur nomeno ui vehaforir vin accent vur jaseveir wux squeezing vi lauth throdenilt lexri. ihk wux svaust tepoha probably nurti nymuera vi darastrix renthisjir persvek wer xanalre, si ir di wer turasjiric batobot replicate creol di wer lines. sjek wux kiwieg loerchik, si recommend claxir vi xiisnarn composed di mallow, pomegranate, gwar, honey, ginger, melissa...
Enquanto falava a mão de Salazar se movia no pedaço de pergaminho, entre ele e Alynor, que o ruivo havia apontado antes.
Throden arcaniss turasjiric re plyntor persvek Vs'shtak, tir ti wux siofme mobi geou qe lyriki svaust renthisj nomeno xanalre tenpiswo? si tir ti vucot ophelia, shar vucoti vi xiekiv svaust shilta letoclo udoka. persvek ywrats, si siofme jaciv shilta connect udoka ekess xiekivi di yowethilt echelons svaust shilta letoclo udoka.
Olhou para Alynor esperando a reação dele.
Enganação para aqueles ao redor que falam Dracônico: (15) + 4 = 19.
Salazar parece estar explicando dracônico para Alynor.
Me pague um café pelo o PicPay: @RoenMidnight
Grimório TRPG
=====Homebrew=====
Paladino Rework
Sectário do Crepúsculo

========================================================================================
PBF - Sangue e Desonra: Tsuru[TRPG]

Avatar do usuário
jamilkender
Mensagens: 849
Registrado em: 11 Dez 2013, 17:31
Localização: Yuvalin
Contato:

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por jamilkender » 25 Jan 2019, 10:07

Confusão. O excesso de acontecimentos e estímulso deixavam Zyrr cada vez mais imerso em confusão.
Experimentava uma estranha sensação de dilatação. Memórias dos últimos dias, que deveriam ser frescas, estavam enterradas atrás de meses. Lembranças distantes, de casa, pareciam ter acontecido ontem. Zyrr tinha certeza de que isso era mais do que o esperado charivari, o temido fenômeno de memórias enevoadas trazido pela viagem planar.

Ele tinha certeza de que estava esquecendo de algo muito importante...
E pouca coisa doía tanto para alguém que se orgulhava de sua memória quase perfeita.

O homem misterioso continuava a falar cripticamente com sua gata (Familiar gato? Qual o próximo clichê desses artonianos loucos? Um familiar coruja?)

Sacudiu a cabeça, tentando escurecer seus pensamentos. Pediu em uma breve prece mental para a Aranha-Rainha por um veneno estimulante, daqueles que pudessem corroer a mente e deixar só uma lâmina afiada, invisível.

Respondeu apenas à última pergunta do estranho.
Zyrr
Imagem
Encrenca nunca é uma má ideia... bem como denunciar os males da verdade. Como disse o filósofo Xenyrr, "a verdade só liberta os tolos, enquanto derruba suas máscaras".
Colocou o ex-livro-monstro sobre a mesa, deixando sua pistola arcana ao lado, ameaça implícita.
@alvarofritas / RPGista

BURP disse: Eu fico imaginando como é pra vocês ver um autor como o Jamil. Normalmente autores tem uma visão bem conservadora do próprio jogo - combo é apelão, não pode estragar meu jogo, o mestre tem que proibir. O Jamil ouve um combo desses e ainda manda "olha, faz isso e isso e tu ainda consegue fazer a mesma coisa três vezes por rodada." =P

Avatar do usuário
Khrjstjano
Mensagens: 5716
Registrado em: 09 Dez 2013, 20:07
Localização: Atrás de você. Não olhe.
Contato:

Re: Escolinha do Professor Talude (Aula de Magia)

Mensagem por Khrjstjano » 24 Fev 2019, 23:39

Conversa Antes do Início da Aula - Parte 1

O horário de aula já havia começado, mas alguns alunos tinham algo a conversar com o professor e, curioso, Salazar se viu pensando sobre o que queriam com ele, ao maior estilo fuxiqueiro.
Salazar
Imagem
(O que será que esta acontecendo ali? Dois dos dragões estão lá...)
Síssifo
Imagem
Blablablá blablablá, blá, blablá...
Tentava ouvir de longe o que diziam, mas com o burburinho na sala não era possível. Notara outros alunos de seus grêmio por ali, mas antes que chegasse a vez destes terem com o mestre Salazar distraiu-se com Alynor, que o abordava.
Alynor
Imagem
Salazar, você conhece Ofélia dos Serpentes? Digamos que... antes de fazer a tarefa de Illieth...
Passaram a conversar em dracônico, Salazar dando menos atenção ao que o outro dizia do que à sua habilidade com o idioma usado.

Em dado momento, Alynor aproveitou o discurso de Salazar para se comunicar com Nina por magia, murmurando um feitiço e fazendo gestos sob a mesa. Tentava avisá-la sobre a garota que vira esperando pouco para dentro da porta da sala, que lhe trouxe lembranças desagradáveis, mas Nina não esboçou nenhuma reação.
Alynor
Imagem
(Será que está chocada ou disfarça assim tão bem? Tenho certeza de que o feitiço funcionou...)
Enquanto isso, mais ao fundo da sala, Zyrr, recuperado daquela sensação estranha que sentira, respondia à pergunta de seu novo colega de carteira.

"Ela quer encrenca. Nós deveríamos dar o que ela quer?"
Zyrr
Imagem
Encrenca nunca é uma má ideia... bem como denunciar os males da verdade. Como disse o filósofo Xenyrr, "a verdade só liberta os tolos, enquanto derruba suas máscaras".
O sujeito o observou por um breve momento, apoiado na carteira pelos ombros, levemente curvado para a frente e segurando sua pequena gatinha com ambas as mãos, uma por baixo, que deixava as quatro patas do animalzinho escaparem por seus lados, a outra por cima, acariciando-a de leve.

Zyrr via ainda que, mais atrás dele, a menina encrenqueira tinha os olhos fixos em sua nuca como se dissesse "olhe para mim, miserável". Zyrr a havia visto fitá-lo momentaneamente quanto proferira seu desafio, mas agora ela já voltava seu foco ao estranho sujeito.

Por que ela teria tanto interesse nele? E por que aquela mudança tão grande de atitude?
Aluna
Imagem
...
O sujeito, por sua vez, endireitou-se na cadeira e levantou sua gatinha com apenas uma mão numa pose dramática, dizendo...
Aluno
Imagem
Encrenca ou não encrenca, eis a questão!
Será a máscara a liberdade e a verdade uma prisão?
Quem é... O tolo? Quem... Não?
As pausas em suas palavras denotavam que ele refletia sobre algo. O que seria? E que perguntas eram aquelas?

Zyrr notou então um gênio entrar voando pela porta, com cara de pressa e falando em voz alta.
Nadeemah
Imagem
Com licença, professor.
Aquilo cortou a concentração de todos, especialmente porque a gênia foi logo se projetando mais adentro sem esperar resposta, dando até um giro no ar. A moça que aguardava na porta aproveitou a deixa e entrou também, tomando o primeiro corredor em direção ao professor. Ja a gênia rumou na direção a Zyrr.
Nadeemah
Imagem
Você é o Zyrr? Preciso do seu histórico escolar, mas sua escola em seu mundo natal não quer me dar. Eles têm alguma regra que a secretária de lá quis me explicar, mas eu não tenho tempo pra isso e aqui quem tem que ver isso é você.
Conforme ela falava, um pergaminho surgiu no ar, seguido de uma pena, que começou a anotar tudo que ela dizia. A pena vertia tinta e escrevia velozmente, pois a gênia falava em ritmo acelerado, parecendo ter muito o que fazer. Zyrr lembrava de tê-la visto na administração quando fez sua matrícula na Grande Academia Arcana, cercada de muitos pergaminhos como aqueles, os quais eram preenchidos por dezenas de penas. Zyrr ficou maginando se ela fazia todo aquele trabalho sozinha, até que o documento preenchido com a mensagem que ela lhe transmitira pousou em sua frente revelando também a palavra:

"Urgente!"

Enquanto isso, a moça que não era da sala virou no meio do caminho em direção ao professor, passando por trás de uma carteira e abordando um aluno.
Ofélia
Imagem
Bom dia, você é Alynor? Tenho uma notificação para você.
Disse, alcançando-lhe um documento sem se apresentar. Parada ali, inclinou a cabeça de leve em direção ao fundo da sala e não pode deixar de notar alguém que lá estava. Cumprimentou-a com um aceno de cabeça.

Era Nina.
Nina
Imagem
Glup!
Nina sentiu que sua garganta apertava, nervosa. Droga, ela a vira, apesar de tudo. Mas olhando agora, não parecia nutrir por ela nenhum sentimento ruim, apesar "daquela noite". Seu olhar era bastante brando, inclusive.
Alynor recebe a intimação que diz para comparecer à coordenadoria assim que possível, a respeito do ocorrido na biblioteca. Chama-lhe atenção que o texto é simples e desprovido de qualquer informação além desta, o que pode lhe deixar particularmente apreensivo por não saber mais nada a respeito.
Zyrr percebe que a esta altura a menina e Takanagi passam a conversar entre si, mas ela parece ter sempre um olho no novo aluno a seu lado. Também, se Zyrr não interagir com Nadeemah, ela vai se retirar tão rápido quanto entrou, saindo dali já no início do próximo post.
Ofélia mantém-se à disposição de Alynor, enquanto ele lê a intimação, caso ele queira interagir com ela. Caso não o faça, eventualmente ela se retirará, mas provavelmente só no próximo post mesmo.
Imagem
Editado pela última vez por Khrjstjano em 28 Jul 2019, 17:37, em um total de 3 vezes.

Responder

Voltar para “Escolinha do Professor Talude”