A Tormenta do Rei da Tempestade | ON

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5069
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

A Tormenta do Rei da Tempestade | ON

Mensagem por John Lessard » 19 Ago 2019, 21:52

Capítulo 1 - Uma Grande Revolução

Imagem

A chuva havia passado finalmente e Von Reinhardt deixou a pequena gruta acompanhado de Hendrid e Jonz. O goliath paladino havia deixado a cidade de Águas Profundas fazia alguns dias, lá conheceu o anão clérigo cujo nome era Hendrid e o meio-orc Jonz. O primeiro também estava de passagem, um devoto como ele, o segundo havia recebido abrigo após salvar alguns noviços na estrada de um ataque de lobos.

Simas, o prior do local havia pedido então a ajuda de ambos com uma questão. Ele possuía um conhecido na cidade de Pedra Noturna, um anão taverneiro Morak Ur’gray, e nos últimos tempos havia boatos sobre ataques goblins na região, então ele gostaria de saber se estava tudo indo bem. Jonz por sua vez, via ali uma oportunidade. Se sua vontade era criar sua própria lenda, deveria começar em algum lugar. Além disso, se houvesse realmente problemas relacionado à goblins na região, uma recompensa poderia existir.

O trio, que se conhecia pouco, basicamente o tempo de viagem desde de Águas Profundas, parou e afundou os pés na lama que a chuva deixou e encararam três placas de madeira. Uma delas marcava "Águas Profundas", a outra "Vau da Adaga", mas apenas a terceira era de seus interesses, pois indicava uma trilha que seguia para o norte e dizia "Pedra Noturna". Antes de tomarem algum atitude, perceberam uma carroça se aproximando.

Lira sentia o sacolejar da carroça, assim como Darius. A moça havia conhecido o rapaz ruivo quando deixaram Águas Profundas alguns dias atrás. Ela seguia uma pista do pai desaparecido. No mapa que havia encontrado naquelas ruínas havia uma área demarcada, A Fronteira Selvagem, perto da Espinha do Mundo e um nome que ela não sabia do que se travava: "Iymrith".

Darius por sua vez havia feito besteira. Seu mentor o havia tirado de uma luta principal na arena, por ele ser novo demais. Ele por sua vez acabou arrumando briga - fora da arena - com membros de outra casa de gladiadores que participariam do evento, um ato totalmente impulsivo, que gerou muitos problemas. Por isso, seu mentor o enviou para a cidade de Pedra Noturna, onde o rapaz passaria um tempo com um amigo seu, Ulisses Argorth, um gladiador aposentado. Isso daria tempo da poeira abaixar e para que ele respirasse novos ares, se tornasse mais forte e claro, mais maduro. A dupla havia pegado carona com um pequeno mercador, mas o mesmo agora havia dito que eles deveriam saltar, pois seus caminhos se separavam.

Afundaram seus pés na lama em frente a três placas que diziam: "Águas Profundas" apontando para a direção pela qual vieram; "Vau da Adaga" apontando para a direção que o mercador seguia e por último "Pedra Noturna" indicando uma trilha ao norte. Parados perto das placas também haviam três figuras: um anão, um meio-orc e um sujeito bastante grande e de pele quase rochosa. Do mesmo modo, Von Reinhardt, Hendrid e Jonz encararam os recém chegados. Uma moça de cabelos castanhos e arco nas costas e um rapaz de cabelos longos e ruivos.
Notas do Mestre:

Muito bem, começamos. Os posts irão ocorrer todas às Terças e Quintas, podendo haver posts extras se for viável. Em combates seguiremos o prazo de 24 hrs, caso o jogador se atrase sua vez será adiada até um limite do final da rodada, onde inevitavelmente se tornará um npc.
Fichas & Status

Jonz: PV 13/13; CA 16/16; Outros: <> Inspiração: 0.
Lira: PV 8/8; CA 14/14; Outros: <> Inspiração: 0.
Hendrid: PV 11/11; CA 16/16; Outros: <> Inspiração: 0.
Darius: PV 9/9; CA 14/14; Outros: <> Inspiração: 0.
Von Reinhardt: PV 12/12; CA 16/16; Outros: <> Inspiração: 0.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 544
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: A Tormenta do Rei da Tempestade | ON

Mensagem por DragonKing » 20 Ago 2019, 16:33

Certo ponto da minha busca já não sabia mais quantos tempo havia se passado desde o instante que resolvi não esperar mais pelo meu pai e decidi ir encontrá-lo. Eu sempre soube que o mundo era um lugar perigoso para se explorar, porém existiam belezas que aqueles que permaneciam enfurnados em suas casas nunca teriam a oportunidade de apreciar.

O ritmo irregular do movimento da carroça me relaxava. Encarava o pedaço de papel com um mapa desenhado e repetia, sem parar, aquela palavra desconhecida para mim.
Imagem
— Lymrith...Lymrith...Lymrith...Talvez seja alguma variante do gigante para labirinto, anão arcaico? Hummmm...Dracônico Talvez... Elfico com certeza não é...
Senti a parada brusca do veículo e olhei irritada para o condutor. Inclinei o corpo para fora e notei placas. Uma encruzilhada. Pensei que o mercador sabia para onde estava indo, mas podeira estar tão perdido quando ela mesma. Chutei a perna de Darius para que acordasse.
Imagem
— Hora de esticar as pernas.
Saltei da carroça sobre o chão lamacento e suspirei. Nunca conseguia manter minhas vestes livres de lama, areia e musgo. Precisava aprender aqueles truques dos magos que basta um estalar de dedos e as roupas estavam limpas e cheirosas.

Olhei em volta, esperava não haver nenhuma emboscada ou animal selvagem por perto. Um mercador viajante era um prato cheio e tinha coisas valiosas consigo para serem levadas dessa forma. Caminhei até a frente da carroça e olhei para o mercador.
Imagem
— Por que paramos?
De relance percebi o trio parado olhando as placas de sinalização, um anão, um meio orc e um...
Imagem
— Não acredito...
Me aproximei do ser rochoso como se tivesse encontrado uma estátua intacta em uma masmorra desmoronada. Goliath eram raros, viviam nos topos das montanhas e raramente desciam, nunca tinha encontrado com um antes e aquela viagem estava começando a ficar excitante.
Imagem
— Você é um ser impressionante...Sou Lira Stark, exploradora, como se chama?
Falei no idioma dos gigantes, não sabia ao certo se era essa realmente a língua que os Goliaths falavam, mas dada a sua semelhança com os gigantes seria um chute quase que certeiro.

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8986
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Jonz Filho de Duran

Mensagem por Padre Judas » 20 Ago 2019, 20:32

Imagem

Jonz respirou fundo e sorriu quando os três pararam na encruzilhada. A chuva havia passado, mas a estrada estava bem lamacenta e escorregadia.
Jonz Filho de Duran
Imagem
– Bem, é isso aí. Pedra Noturna. Nós devíamos...
Mas parou de falar quando ouviu o som da carroça atrás de si. Virou-se e observou. Acenou para o condutor – era melhor ser amigável para evitar problemas, sabia. Além disso, não havia necessidade de ser abertamente hostil com estranhos.
Jonz Filho de Duran
Imagem
– Bom dia, meu bom homem. Vai para Pedra Noturna?
Então viu duas pessoas descerem da carroça, uma moça e um rapaz ruivo.
Jonz Filho de Duran
Imagem
– Ah, o...
Ia cumprimentar, mas a garota questionou o condutor por terem parado. Então finalmente os viu e veio em sua direção. Era bonita.
Jonz Filho de Duran
Imagem
– Oi...
Mas ela veio ter com o paladino. Jonz aproximou-se do ouvido de Hendrid e sussurrou.
Jonz Filho de Duran
Imagem
– Qual é de mulheres com paladinos, heim?
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13600
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: A Tormenta do Rei da Tempestade | ON

Mensagem por Lord Seph » 21 Ago 2019, 07:21

Chuva, Hendrid sentia como fosse enferrujar junto com sua armadura de tão ensopado que estava, mesmo assim o Anão se mantinha atento ao seu redor.

Então chegam em uma encruzilhada, Hendrid deixa aqueles mais acostumados com os caminhos da superfície buscar sua rota quando surge uma carroça e uma mulher, humana aparente, saia afoita falando em uma linguagem que só ouvia seu amigo pedroso resmungar em suas preces.

O Meio-Orc por fim lhe indagava.
Imagem

As pessoas só veem aquilo que desejam ver, e ignoram o que está ao seu redor.
Hendrid esforça para parecer inteligente, mas a verdade era que estava de mal humor por estar molhado até as ceroulas.

Imagem

Mocinha, não seria mais prático falar em linguagem comum e principalmente ter mais empatia por seus companheiros de viagem?
Hendrid agora olhava para a carroça, não entendia o que acontecia ali, mas se manteria vigilante tal como Helm assim ordenava.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1761
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: A Tormenta do Rei da Tempestade | ON

Mensagem por DiceScarlata » 21 Ago 2019, 20:56

DARIUS
Imagem


"HEXUS! HEXUS! HEXUS!

*A multidão o amava. Não era dificil entender por que. Normalmente gladiadores eram brutos, musculosos e armados de maneira letal. O pequeno homem entrava na arena quase completamente nu e com vembrassas protegendo suas mãos. Era anunciado como "O serpente negra" e quando ele ignorava machados, espadas e lanças, derrubava os inimigos com técnicas de mãos nuas e se enrolavam em seus corpos, imobilizando-os no chão até que seus ossos quebrassem ou o estrangulamento banisse suas consciências, tal título era honrado.*

*Um gladiador de mãos nuas. Mestre do Pankration. Alguém forte o bastante para decidir se seus inimigos viviam ou morriam com um gesticular. Tal força que Darius almejava*

*Treinou e treinou, seguindo seus passos. Encontrou nele um mentor, guia e pai e quando acreditava estar no caminho da honra... Foi banido. BA-NI-DO! Por culpa de um bando de invejosos que não sabem admitir um talento quando vêem um! BANDO DE FILHO DA PU...*

*Um chute o despertou*


- AI! QUE FOI MULH.. Ah... Sim, vamos descer.

*Lira o despertara. Para esticar as pernas. Na chuva. Serio? Ele bufou e quase decidiu ficar ali, quando notou que haviam pessoas na estrada. Dois deles bem grandões*

- Boa noite.

*O primeiro que notou foi o Orc. Parecia um guerreiro. Era mais alto que ele e bem mais imponente. Tratou de encher o peito, cruzar os braços e parecer mais másculo*

- E ai. Que chuva heim?- Um soquinho de macho no ombro do Orc - Darius é meu nome.

*Engrossou a voz também. Lira poderia notar*
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Maggot
Mensagens: 2095
Registrado em: 13 Jan 2014, 19:00

Re: A Tormenta do Rei da Tempestade | ON

Mensagem por Maggot » 22 Ago 2019, 08:44

Os outros povos eram estranhos.

Sim, ele sabia que era errado admitir isso, haviam conotações que não eram justas e boas, mas ele sempre ficava fascinado com os costumes e práticas das outras raças que habitavam aquele mundo. E agora, sob a chuva e sobre a lama, ele podia ver aquela estranheza que tanto havia o fascinado várias vezes em um só lugar. Antes, já conhecia Jonz e Hendrid. Um anão e um meio orc. Figuras curiosas, mas boas pessoas, e companheiros de viagem valorosos. Agora conhecia junto deles mais duas figuras. Uma delas, uma humana, falava em sua língua natal. Reinhardt não pode evitar um sorriso. Fazia tempo que não ouvia aquela língua, uma nostalgia o preenchendo rapidamente. O sotaque adicionado pela humana, perceptível apenas por se tratar de sua língua natural, sugeria a experiência da mulher com línguas. Quando von Reinhardt respondeu, porém, foi em comum.

- Creio que seria melhor falarmos em uma língua que nossos companheiros possam todos entender, minha cara. - Respondeu, a voz funda e grossa quase ecoando, remetendo à ligação de seu povo com os gigantes. - O nome, senhorita Stark, é Von Reinhardt.

Se virou então para o ruivo que cumprimentava Jonz com um soco, curioso por alguns segundos, e então fez uma mesura.

- Senhor Darius, é um prazer. O que me dizem de continuarmos o trajeto para que possam se retirar da chuva o mais rápido possível? Não costuma ser bom ficar sob esse clima.
Imagem
- Six shots...
#FreeWeizen

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 544
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: A Tormenta do Rei da Tempestade | ON

Mensagem por DragonKing » 22 Ago 2019, 09:17

A chuva trazia consigo os odores da floresta. Era interessante como cada local possuía seu próprio aroma, alguns não tão prazerosos quanto outros. Desde que iniciei minha busca tenho aprendido muita coisa , mas não mês sentia experiente o bastante, era maravilhoso viajar sozinha, mas uma boa companhia poderia ser bastante útil na hora de explorar um ambiente perigoso.
Imagem
— Me perdoem pela falta de educação, mas não é todo dia que se tem a oportunidade de conhecer um membro dos reclusos Goliaths, eu adoraria saber mais sobre a sua cultura e quem sabe conhecer o local de onde você vem, senhor Von Reinhardt.
Darius se aproximou e era perceptível que mudou o timbre de voz, talvez para parecer mais perigoso do que realmente é e de alguma forma compreendia, haviam três criaturas, aparentemente mais fortes do que ele ali, o Meio-Orc parecia sussurrar algo para o anão, talvez estivessem falando de mim, mas não me importava, eles não eram tão interessantes.
Imagem
— Cuidado para não ficar rouco, Darius, sabe o que dizem umidade e baixa autoconfiança pode causar dor na garganta.
Olhei em direção ao mercador e em seguida para as placas e só então entendi a razão da parada.
Imagem
— Nossa carona, infelizmente, tem outro destino.
Agradeci o mercador com um aceno e um sorriso cordial.
Imagem
— Eu estou querendo chegar na Fronteira Selvagem, mas primeiro, achar um bom local para tomar um banho quente. Vocês parecem viajantes experientes, talvez pudéssemos seguir juntos.

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8986
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Jonz Filho de Duran

Mensagem por Padre Judas » 22 Ago 2019, 09:56

Imagem
Darius
Imagem
– E ai. Que chuva heim? – Um soquinho de macho no ombro do Orc – Darius é meu nome.
Jonz sorriu de leve. O rapaz parecia forçado...
Jonz Filho de Duran
Imagem
– Pois é. Mas é boa, vai regar os campos. Sou Jonz. Este é Hendrid e o rapaz ali é Von Reinhardt.
Imagem
— Eu estou querendo chegar na Fronteira Selvagem, mas primeiro, achar um bom local para tomar um banho quente. Vocês parecem viajantes experientes, talvez pudéssemos seguir juntos.
Jonz Filho de Duran
Imagem
– Por mim está tudo bem. Vamos indo? Talvez chova novamente ainda hoje, então é melhor chegamos à Pedra Noturna antes disso.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5069
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: A Tormenta do Rei da Tempestade | ON

Mensagem por John Lessard » 22 Ago 2019, 12:25

Capítulo 1 - Uma Grande Revolução

Imagem
Imagem
- Boa sorte para vocês, então! - disse o mercador
Agitou as rédeas de seu boi e continuou em frente em direção a Vau da Adaga. Restava ao grupo seguir ao norte então, pela trilha até Pedra Noturna. Era por volta das dez da manhã e era um caminho de 16 quilômetros. Partiram então, seguindo a trilha entrecortada, rodeada de árvores e grama. Não chovia mais, apenas o céu estava nublado, com tímidos raios solares vez ou outra. Perto do meio dia, entretanto, quando pararam para comer, o céu começava a abrir num calor cada vez mais crescente.

Voltaram a andar depois de comerem e descansarem e a paisagem não mudava muito, exceto com a gradativa, porém lenta escassez de árvores, dando lugar a planícies verdejantes e rochas. Perto das quatro da tarde então deixaram o que ainda restava de bosque para trás e viram ao longe uma vastidão florestal separada pela planície que cruzavam. Entre lá e cá, avistaram a cidade de Pedra Noturna.

Conforme se aproximaram começaram a ouvir o badalar de um sino. O som ficava mais alto conforme Pedra Noturna se aproximava. Um rio fluía ao redor do assentamento, formando um fosso. A aldeia em si ficava contida dentro de uma paliçada de madeira, além da qual conseguiam ver um moinho de vento, uma torre alta e os telhados pontudos
de vários outros edifícios. Além do toque do sino, não conseguiam detectar mais nenhuma atividade na aldeia. A trilha
terminava antes de uma ponte levadiça baixa que atravessava o fosso. Além da ponte levadiça, duas torres de vigia feitas de pedras ladeavam uma abertura na paliçada.

Ao sul da aldeia e cercado pelo fosso do rio havia uma colina em forma de cone, de topo achatado, onde se erguia
um forte de pedra cercado por uma muralha de madeira. O forte, que tinha vista para a aldeia, desabou parcialmente. A ponte de madeira que uma vez conectava a fortaleza com a aldeia também caiu.

Pararam antes de pisarem na ponte levadiça e o sino tocava e tocava, sem parar e num ritmo constante.
Fichas & Status

Jonz: PV 13/13; CA 16/16; Outros: <> Inspiração: 0.
Lira: PV 8/8; CA 14/14; Outros: <> Inspiração: 0.
Hendrid: PV 11/11; CA 16/16; Outros: <> Inspiração: 0.
Darius: PV 9/9; CA 14/14; Outros: <> Inspiração: 0.
Von Reinhardt: PV 12/12; CA 16/16; Outros: <> Inspiração: 0.
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 8986
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Jonz Filho de Duran

Mensagem por Padre Judas » 22 Ago 2019, 12:38

Imagem

O badalar constante do sino e o fato de não haver ninguém nas ruas incomodou Jonz. Ele sacou sua espada e ficou de prontidões.
Jonz Filho de Duran
Imagem
– Isso parece um alerta! Fiquem atentos, mas vamos investigar! Com cuidado!
Fez um gesto para avançarem e começou a caminhar com cautela, cruzando a ponte.
Off:
Teste de Percepção +3, rolado 06, total 09. Quero ver se escuto ou noto algo diferente.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Responder

Voltar para “JOHNVERSE”