VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por DragonKing » 17 Jul 2018, 08:10


A humanidade era cega, incapazes de enxergar o mundo que havia ao redor dele e escondidos a plena vista. Tudo o que se sabia eram rumores e casos isolados de um monstro verde no Brasil e um bilionário voando com uma armadura tecnológica, porém a batalha de Nova Iorque mudou tudo.

Não estávamos sós no universo, pior não estávamos preparados para eles e então surgiram os Vingadores para proteger o planeta de ameaças globais. O clima pós guerra ainda existia apesar da esperança de dias melhores e segurança, os Vingadores se tornaram heróis lucrativos e admirados, contudo as centenas de mortes causadas pelas batalhas não foram esquecidas e abalaram uma sociedade já ferida com o 11 de Setembro do ano anterior.

Todos queriam ser um Vingador, mas poucos possuíam essa capacidade, na verdade em rodos os locais, na mídia ou em uma conversa informal, o questionamento eram igual: Quantos seres como Hulk e Thor existem na terra e quanto são perigosos para os cidadãos? Para que coisas assim não afetem a segurança nacional existe a S.H.I.E.LD uma organização paramilitar que protege o planeta encara individuo sobre ele de ameaças que seriam dignas de best sellers, porém para a maioria das pessoas a organização simplesmente não passa de uma lenda urbana.

Todos voltam para as suas vidas e tentam esquecer e lidar com o trauma de uma guerra a nível intergaláctico, mas em meio a essas pessoas pagando terapias e remédios existem aqueles que preferem fazer a diferença eles talvez não saibam, mas enquanto protegem sua vizinhança de criminosos e baderneiros, suas vidas estão sendo ligadas por uma força interdimensional, inquieta para sair de sua prisão.

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por DragonKing » 18 Jul 2018, 10:39

ARTHUR
Você esta com seu traje vermelho e negro, parado no alto de um prédio observando a cidade, tudo parecia calmo, calmo demais. Não havia sinal de chuva porém você ouve um estrondo semelhante a um trovão e sobre você uma criatura alada gigante parece nadar no ar, junto dela varias criaturas alienígenas deslizam rápido pelo ar disparando raios azulados contra o solo atingindo as pessoas. Você quer ajudar mas suas pernas não obedecem, outro estrondo e você observa mais e mais dessas criaturas saindo de um portal, você reconhecia aquilo, todos os Nova Iorquinos conheciam e queriam esquecer, era a Batalha de Nova Iorque, você ouve uma voz distante chamar seu nome e um raio azulado atinge seu peito fazendo você cair do prédio e atingir o chão.

Você acorda em sua cama com a voz da sua mãe lhe chamar, ela abre a porta chamando o seu nome e mandando você levantar. A noite foi longa e cansativa como sempre, você conseguiu impedir um assalto a banco e um sequestro, no primeiro você teve que fugir da policia pois acreditavam que você estivesse ao lado dos bandidos. Você se levanta sonolento, faz suas necessidades matinais e desse as escadas encontrando toda a sua família unidas para o café da manhã.

— Finalmente!—Sua mãe fala enquanto sua irmã come um prato cheio de panquecas. Seu pai toma uma caneca de café enquanto assiste os noticiários matinais. — Eu e seu pai temos um compromisso agora cedo e sua irmã precisa de uma carona para a faculdade.Pode fazer isso? Obrigada!

— Esse tal Rubro Negro impediu um assalto ao banco ontem a noite, me poupou muito estresse hoje. —Seu pai fala claramente aprovando a sua atitude.

— Ele é um delinquente, esses vigilantes não podem se considerar acima da lei.—Sua mãe retruca, beija você e sua irmã saindo com pressa ao mesmo tempo que apressa seu pai.

Ambos saem e você fica na companhia da sua irmã. Ela sorri para você e fica imitando a sua mãe falando e vocês caem na gargalhada juntos. Ela continua comendo as panquecas enquanto ouve o chefe de policia dar uma entrevista sobre o Rubro Negro e não são coisas muito boas e repete o que todos os policiais sempre repetem ao dar de encontro com você durante suas atividades. Porém não é só de você que ele fala citando sua principal dor de cabeça, o Triminator o protótipo de Tony Stark que decidiu atrapalhar a sua vida mais do que ela já era, sua irmã fica parada olhando para você encostada no vão da porta.

— Faculdade,aula, atrasada.

DEREK

Você atravessa a cidade em seu carro de milhares de dólares, a sensação de velocidade fazia seu coração acelerar, era quase que desafiar a norte e isso lhe excitava. Após a aventura você chega na propriedade da sua família, seguranças armados lhe recebem na entrada e todo o protocolo de segurança é iniciado, isso lhe irrita sempre afinal você era herdeiro daquele império bioquímico. Eles verificam explosivos e outros perigos iminentes antes de liberarem sua entrada, você estaciona o carro no local de costume e nota um outro carro no local, o carro oficial do seu pai. Ele estava já a alguns meses em viagem de negócios na índia e não tinha avisado sobre a chegada antecipada.

Você entra na casa e é recebido pela governanta que lhe avisa que seu pai o esperava em seu escritório e ele estaria com uma visita. Você caminha pelo hall de entrada da mansão e segue para a sala ao lado, lá você encontra seu pai servindo uma taça de vinho a uma mulher extremamente atraente, ele acena para você entrar e lhe serve uma taça de vinho também, tudo aquilo era muito estranho, pois você sabia que cordialidade não era uma das características do seu progenitor.

— Que bom que chegou, este é o meu filho e herdeiro da CAMPFIRE, Derek Campbell.—A mulher se aproxima de você e os olhos dela fixam nos seus, seus movimentos são sedutores e seu sorriso cativante.

— É um prazer conhecê-lo Derek, ouvi muitas coisas interessantes sobre você—Ela toma um fole do vinho e ignora seu pai por um tempo mantendo seus olhos em você.

— Derek, vai ficar ai parado feiro uma estátua? Esta é Victoria Wingate e ela tem interesse em investir na empresa, como você está cuidando dos negócios por aqui nada mais justo do que lhe por a par de tudo e é claro, vocês se conhecerem.

Victoria sorri jogando uma mecha do seu cabelo negro para trás da orelha, vocês se cumprimentam de forma cordial e seu pai se senta em sua cadeira digna de um presidente, você e Victoria sentam-se lado a lado, ela cruza as pernas revelando suas pernas torneadas. Seu pai inicia a conversa revelando que conheceu Victoria em uma viagem para Dubai, ela aparentemente é uma investidora internacional , herdeira de uma grande fortuna tem investido em vários projetos por todo o mundo com a ideia de estar querendo criar um mundo melhor.

— Assim você me deixa constrangida, eu apenas dou um destino mais significativo ao dinheiro do meu pai que apenas gastava com prostitutas e negócios ilegais. E estou extremamente interessada na pesquisa da CAMPFIRE na potencialização neurotransmissora. Me parece promissor em sua aplicação no tratamento de Parkinson.

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por Mælstrøm » 19 Jul 2018, 10:51

Derek gostava muito de seu carro, mas amava de verdade era voar. Desde que dominou a perícia de planar e ganhar grandes distâncias em velocidade com a mochila a jato, Derek passou a ter dificuldade de encontrar outros gatilhos de adrenalina. Não via a hora de chegar em casa e vestir seu traje secreto para sair voando por aí. Não tinha planos marcados, não tinha um grande objetivo. Dessa vez — como em outras vezes — Derek queria apenas voar e sentir os ventos no rosto sem nenhum obstáculo.

Sua grande surpresa foi quando recebeu a convocação de seu pai para o escritório. Aquilo não era comum. Seu pai era um homem distante que não lhe dava muita atenção... mas diferente das pessoas normais, Derek preferia assim. Podia ser realmente livre sem o controle de alguém maior e mais poderoso. Quando abriu a porta dupla do escritório, tinha a consternação na face.

Até seus olhos deslizarem para a bela mulher ali presente. Era impossível para ele, alguém acostumado a ter tudo que desejava, não perder um bom tempo analisando as volúpias físicas daquela mulher. Além de bela, era educada. Bons modos.
Derek
Imagem
Espero que tenha ouvido boas histórias, senhorita Wingate.
Seu pai resmungava alguma coisa clamando por atenção como um velho buldogue, mas Derek era bom em ignorá-lo. Apressou-se em tomar delicadamente a mão da mulher para beijá-la de maneira cortês.
Derek
Imagem
Seu investimento será muito bem utilizado, senhorita Wingate. Oh, como vamos nos conhecer melhor, posso chamá-la de Victória? Oh, claro que sim. Pode me chamar apenas de Derek. Futuramente podemos pensar em apelidos.
Piscou o olho para ela. Seu pai havia pedido para sentarem, mas só sentou quando a própria Victória se sentou. Seus olhos ainda estavam colados aos dela, mas não de maneira agressiva, mas com curiosidade e zelo. Agora, ela começou a falar e acabou revelando algo de sua família muito facilmente. Quebrou o enquanto do mistério e Derek sentiu a curiosidade escorrer pelos dedos. Suas palavras queriam dizer que buscava um mundo melhor, queria curar o parkinson e blá, blá, blá, mas aquela atitude de mulher fatal revelava outra coisa.

Pelo menos na mente de Derek.
Derek
Imagem
Seu pai pelo menos sabia como se divertir. Bem, podemos marcar um jantar para conversar sobre isso. Não se engane, não estou dando em cima de você. Leve seus relatórios financeiros como um "escudo antiflerte". O que acha?
Piscou o olho para ela insinuante.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por Aldenor » 19 Jul 2018, 14:00

Arthur nunca gostou de alturas. Sempre teve medo de subir escadas muito altas e recusava convites de amigos para fazer alpinismo. Porém, desde que recebera a "bênção/maldição" (o gosto pelo drama...) Arthur subitamente não tem medo de nada. Debaixo de seu uniforme de Rubro Negro, ele saltava de prédio em prédio, observava as ruas, fazia seu papel de "vigilante mascarado".

Era sua rotina atual. Saia da faculdade a noite e se vestia seu uniforma, lançando-se por aí tentando encontrar o crime. E sempre encontrava. Mas nunca espancava os criminosos. Tratava de desacordá-los com o menor força letal possível e não se preocupava em levar tiros... Eram raras as armas de fogo da bandidagem que causavam alguns roxos pequenos.... a maioria apenas ricocheteava.

Essa incapacidade de se machucar, e de se manter machucado por muito tempo graças a sua regeneração, fez Rubro Negro se sentir mais confiante em sua vigília. Confiança esta que podia ser traduzida como imprudência. Ele percebeu a diferença quando deixou-se cair de um prédio alto pela pura curiosidade de saber se aguentava o tranco, para comparar a dor de um tiro e de uma queda de um prédio alto.

A queda do prédio foi pior.

Estava em casa comendo algumas panquecas ao lado da família. A mãe vociferava contra o Rubro Negro e seu pai o defendia. Era estranho, porque Arthur estava acostumado a ser protegido pela mãe e ser alvo de cobranças pelo pai. Ele sorria com a ironia toda vez que falavam do Rubro Negro, mas evitava fazer comentários... exceto de vez em quando.
Arthur
Imagem
Eu ouvi uma musiquinha nas ruas falando dele. Era assim: "Se você não é Rubro Negro, trate logo de correr. Ele vem com seus guerreiros, ele vem pra te... " bem, deixa pra lá. Esse povo é desbocado.
Interrompeu-se para beber seu suco de laranja matinal.

Arthur recebeu a incumbência de levar Maria para o colégio. Era um momento que ele não gostava muito, pois mesmo adulto e estando na faculdade, as memórias de uma adolescência no grupo dos não-legais ainda o assombrava. Tinha medo daquelas amigas patricinhas da irmã, todas baixinhas, loiras, cheias de maquiagem e atitudes arrogantes. Podiam esmagá-lo! Arthur tinha mais medo delas do que dos bandidos com bazucas.

Quando os pais saíram, ele e sua irmã fizeram piadas.
Arthur
Imagem
Ele é um deliquente, ele é um black bloc, devia ser preso, bibibibi.
E riram.

Porém, o comissário da polícia começou a falar também do Triminator. Arthur perdeu o sorriso.

Triminator...

Era um homem com equipamentos tecnológicos que supostamente não deveriam existir. Alguém que tem uma pistola perigosa, voa e tem uma armadura que lhe confere força e resistência sobrehumana. Ele lembrou do soco dolorido no queixo que deixou-se levar quando era muito imprudente sob a máscara do Rubro Negro. Triminator não era um bandido qualquer... ele não parecia ter motivação nenhuma que trazer o caos. Seria uma pessoa com quem poderia beber uma cerveja no final do dia, mas ele se achava acima de todos. Considerava-se melhor que todo mundo e que podia tudo. Era um asco, o extremo oposto do Rubro Ne...
Maria
Imagem
Colégio. Aula. Atrasada.
Arthur
Imagem
Deixa eu terminar meus pensamentos, Maria. Por favor! Jeez...
Pegou as chaves e foi embora pra garagem pegar o carro.

O carro! Era um carro comum, burocrático, como o seu pai. Mas não podia reclamar, usava-o para ir para o colégio e pra faculdade em seguida. Sentia, de alguma forma, que hoje poderia encontrar o Triminator de noite... será que ele viu o comissário falar dele? Certamente alguém com aquele ego se faria aparecer depois de uma chamada daquelas...
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por DragonKing » 19 Jul 2018, 19:23

ARTHUR

-Você é estranho, acho que você é adotado.

Foi a unica coisa que ela disse antes de pegar a mochila e seguia porta a fora na sua frente. Ela entra no carro sentando no banco do carona e a viagem segue com você cantando algumas musicas que tocavam nas rádios locais, morando no subúrbio vocês precisavam percorrer uma distancia considerável até a colégio de Maria,porém nem tanto do colégio para a sua faculdade ela passa parte da viagem contando sobre projetos da escola e o clube de teatro, ela também mostra para você o vídeo de um aprimorado salvando uma impedia durante um atentado no centro.

-Será o tal Rubro Negro? O cara simplesmente pulou do prédio para o chão, não deu para ver o rosto, mas deve ser bonitão ,deve ser alto e loiro como o Thor.-Vocês param na frente da escola e ela descer, voltando par apegar o fone de ouvido que caiu no banco-Não precisa vir me buscar, eu vou estudar na casa da Trish com a Mandy, mãe já está sabendo. Ciao

Você segue seu rumo par a faculdade, o dia é tranquilo como sempre, algumas aulas, encontro com os amigos para bater papo , nada de anormal então a noite chega. Você larga um puco mais tarde após um happy hour, seu telefone toca e é sua mãe perguntando sobre a Maria, pois não a encontrou em casa ao chegar. Preocupado você tenta ligar para sua irmã ,mas o telefone acaba caindo na caixa postal, você sabia onde era a casa da Trish então segue direto para lá. Ela morava próximo ao centro, ela era filha de um politico local. Você tenta ir o mais rápido possível, mas durante o percurso você é surpreendido por um ser encapuzado na frente do carro lhe forçando a desviar sua falta de pratica em direção defensiva acaba lhe fazendo capotar o carro.


DEREK

-Uma pena.

Victoria responde ao seu comentário sobre não está dando em cima dela. Ela retribuiu seus flertes sem se importar muito com a presença do seu pai que apenas os observa. Ela coloca a taça sobre a mesa e se levanta olhando os estantes com vários livros e algumas peças de arte, ela pega algumas , analisando, folheia alguns livros e se aproxima da mesa novamente apoiando-se sobre ela a sua frente deixando seu corpo próximo do dela.

-Bem Campbell, está claro que seu filho não da a minima para o que você está dizendo, por que não nos deixa a sós para discutirmos sobre negócios?

-Claro!- Ele responde sem retrucar e deixa o escritório fechando a porta logo em seguida.-Você não reconhece o seu pai nesse momento e sua desconfiança acaba aumentando pois não fazia ideia qual era o plano dele e vindo do seu pai poderia ser qualquer coisa.

-Agora que estamos sozinhos podemos negociar- Ela se afasta da mesa, dando a volta na mesma e sentado na cadeira do seu pai.-Gostei da cadeira, confortável. Enfim, apesar de realmente o potencializador ser muito interessante não é exatamente sobre isso que eu vim aqui,na verdade Derek...

Ela sorri e retira da pequena bolsa um celular de ultima geração. Ela mantem os olhos em você e no aparelho, ela é realmente uma mulher sensual e seu olhar é extremamente sedutor, você percebia que cada gesto dela, cada trejeito parecia ser algo calculado para lhe atrair e ela não aprecia se esforçar tanto, nem sequer precisaria de tantos joguetes para conseguir usa atenção. Então ela vira o celular para a sua direção e mostra uma das suas ações como Triminator, exatamente sua ultima luta contra Rubro Negro onde o mesmo saiu vencendo.

-Ou devo chamar de Triminator? Eu vim por você. Eu estou interessada na tecnologia usada em seus aparatos, acredito que essa arma que você usa possui uma assinatura bem distinta das tecnologias de hoje, como os do Homem de Ferro, na verdade se assemelha muito ao que o seu parceiro Rubro Negro dispara, não acha?

Imagem
VICTORIA WINGATE

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por Aldenor » 20 Jul 2018, 16:48

Maria
Imagem
Você é estranho, acho que você é adotado.
Arthur
Imagem
Pfff... você que é...
Enquanto viajavam no carro dos pais pelos subúrbios até o colégio de Maria, Arthur tentava se distrair ouvindo músicas antigas (suas favoritas) na rádio.
Arthur
Imagem
She's a maniac, maniac on the floor
And she's dancing like she's never danced before!!
Cantava quando Maria desligou o rádio.
Maria
Imagem
Você canta muito mal. Escuta, esses dias ...
... e desatou a falar do teatro. Era interessante que ela fizesse algo de útil na vida, pois Arthur sentia que havia desperdiçado a adolescência em briga de gangues como um idiota. Agora precisava pensar em se formar e começar a arrumar um emprego... e nem sabia o que queria fazer, pois mesmo que fosse formado, não queria trabalhar nessa área de atuação... quando ela chamou atenção novamente, quando mostrou o vídeo de um "aprimorado".
Maria
Imagem
Será o tal Rubro Negro? O cara simplesmente pulou do prédio para o chão, não deu para ver o rosto, mas deve ser bonitão, deve ser alto e loiro como o Thor.
Arthur acha aquilo engraçado a princípio, mas depois faz uma careta ao realizar que sua irmã pode estar interessada nele sem saber.
Arthur
Imagem
Argh! Que nada, putaquepariu, que nojo...
Percebendo que exagerava, tentou se conter.
Arthur
Imagem
Digo... esses caras que usam máscara só podem ser feios, horrorosos, cheios de espinhas na cara. Ora doutro modo, porque não mostrar a cara, como o Tony Stark, Steve Rogers, o Thor... né? Escondem porque são feios demais pra TV.
Chegaram ao colégio e Maria se despediu falando que ia pra casa de uma amiga. Arthur balançou a cabeça quase sonolento e foi direto pra faculdade, onde dormiu na primeira aula. O dia transcorreu normal, até que sua mãe ligou perguntando por Maria. Seu telefone estava mudo.
Arthur
Imagem
Putaquepariu... cadê você?
Dirigiu afoito, rápido. Tão veloz que não viu um encapuzado na frente a tempo. Desviou e capotou com o carro.

Arthur estava dentro do carro ainda, tentando fazer os sentidos ficarem em ordem. Tentou observar se o encapuzado ainda estava por lá.
Teste de Percepção: 21
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por DragonKing » 21 Jul 2018, 13:32

ARTHUR

O carro gira, uma , duas, três vezes antes de ficar de cabeça para baixo. Você recupera aos poucos seus sentidos sentindo os eu sangue correr para a sua cabeça tornando-a mais pesada. Graças aos seus poderes você sai ileso apenas com parte da sua roupa rasgada. A vista embaçada, um pouco de fumaça do motor e o cheiro forte de gasolina e óleo vazando tomavam suas narinas fazendo-o tossir um pouco. Você fica sem entender exatamente o que aconteceu , havia algum no meio da via e você olha em volta a sua procura, você vê pés se movendo ao redor do que sobrou do carro.

O ser de roubas vermelho vinho para ao lado da porta do motorista, a porta simplesmente é arrancada antes que ele chegasse próximo o bastante para isso, você percebe então que não estava lidando com uma pessoa maluca atravessando a via ou uma alucinação, era alguém com poderes. Ele se abaixa e coloca o braço para dentro do carro, ele segura você pelo pescoço e lhe puxa para fora, porém você usa a sua força cósmica e se solta com facilidade.

-Perdão pelo carro--Sua voz soa duplicada, como se duas vozes falassem ao mesmo tempo, uma aguda e uma grave, uma feminina e ma masculina.Você pode lutar comigo e revelar sua identidade ou vir sem resistência. Não importa a escolha você vem comigo Rubro Negro.


INICIATIVA

ARTHUR-25
ENCAPUZADO-XX

STATUS

ARTHUR ESQ: 2/6 APA: 6 RES: 2/6(IMP) FOR:2/6 VON: 4 CONDIÇÕES:
DEREK ESQ: 8 APA: 0 RES: 0/4 FOR:0 VON: 6 CONDIÇÕES:

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por Aldenor » 22 Jul 2018, 10:29

O encapuzado era, na verdade, algum tipo de aprimorado super forte. Arthur tentou fingir que estava machucado, que estava zonzo, mas o homem revelou saber sua identidade secreta em uma voz estranhamente duplicada, distorcida por alguma coisa.

Nenhuma piadinha veio à cabeça. Estava com raiva. Aquele homem poderia ter sequestrado sua irmã, descoberto de alguma forma sua identidade secreta... será que ele é membro da Latin King Nation? Será que sua vida começou a desmoronar agora? Poderia deixar aquela pessoa sabendo de sua identidade... sair viva?

Quando percebeu, não apenas sua mão já estava envolta em um círculo de energia cósmica enegrecida, mas todo seu corpo. A raiva criara a carga poderosa.
Arthur
Imagem
Onde está minha irmã, desgraçado?!
A aura de energia negra explodiu em seu entorno afetando o carro e a criatura encapuzada. Em seguida, Arthur saltou das ferragens pulando por sobre o homem até alcançar o outro lado.
Ação de Arthur
Padrão: EXPLOSÃO CÓSMICA: Dano À Distância 6 com Área 2 Explosão/Perto, Penetrante 6.
Movimento: Saltar pra frente 8m.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por Mælstrøm » 23 Jul 2018, 15:55

Derek ergueu uma sobrancelha.

Aquela mulher sedutora agora tinha passado dos limites ao se levantar e ficar mexendo nos livros como se estivesse em casa. Não bastasse isso, praticamente ordenou que seu pai saísse da sala. Derek agora tinha o queixo caído por como seu pai parecia patético ali em sua frente. Quando a porta se fechou, Derek dobrou as pernas ainda sentado na cadeira.
Derek
Imagem
Ok, agora você tem minha atenção.
Disse sério, vendo-a como uma intrusa que sentava na cadeira de seu pai. Afinal, quem era ela?
Derek
Imagem
Que você não estava interessada no potencializador eu já sabia. Estava escrito neste teu corpão aí.
Disse, enquanto ela mexia no celular com aquele jeito sedutor. Era realmente algo que beirava o sobrenatural. Mas ele pigarreou tentando se lembrar de alguma coisa chata e monótona como as aulas de inglês na escola quando ela mostrou, finalmente, a que veio.

Derek olhou o celular, olhou como Rubro Negro batia nele travestido de Triminator. Uma sobrancelha tremeu de nervoso, mas Derek manteve-se sisudo enquanto via as cenas. Queria saber quem tinha filmado... depois, se recostou na cadeira novamente, pernas cruzadas, braços erguidos.
Derek
Imagem
Certo, senhorita Wingate, o que quer de mim? O técnico que produziu as armas desse tal de Triminator está morto. Estas são as últimas peças... mas não me entenda mal, eu não sou um cientista. Eu sou administrador de empresas. Não sei mexer nessas coisas tecnológicas. E bem, esse sujeito aí deve ter roubado a tecnologia da minha... digo, da empresa do meu pai. Agora, se você sabe alguma coisa sobre ele, imagino o seu nível de envolvimento com isso. Devo avisar as autoridades?
Derek era um homem confiante e sabia jogar bem as cartas. A mulher havia apresentado sua mão, agora ele poderia trabalhar com isso.
Enganação 24

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: VIGILANTES-PROLOGO-RIVALIDADE

Mensagem por DragonKing » 23 Jul 2018, 22:12

ARTHUR

Suas chamas negras de pura energia cósmica se espalham por vários metros ao seu redor,o carro do seu pai é atingido e explode em seguida, você sente o vácuo da explosão passar por você e pelo aprimorado a sua frente, o vento acaba fazendo parte do capuz dele se mover e você acredita que talvez tenha visto o rosto de uma mulher. Ela ou ele acaba sendo atingido também por sua chamas e aquilo realmente o afeta, mas não ao ponto de derruba-lo, ele ergue o braço para se proteger do seu ataque e salta através das suas chamas negras, o Encapuzado tinha os braços em chamas e desfere um golpe certeiro em seu peito jogando-o em direção a um poste, o impacto é forte o suficiente para perder a noção do espaço ao seu redor e tudo aprecia girar, você tinha enfrentado inimigos fortes,mas não o suficiente para lhe abalar, Triminator fora o uúnico capaz de lhe vencer, mas apenas uma vez.

-Ow, achei que você seria um oponente mais desafiador, não me surpreende o projeto Rocketeer ter lhe vencido.-O encapuzado se agacha a sua frente, você não consegue ver direito seu rosto,mas consegue ver o brilho avermelhado dos seus olhos. ele puxa um artefato de dentro das veste em forma de pistola e encosta no seu pescoço, você sente uma agulha perfurar sua pele-Só precisamos do seu sangue e para garantir que você não interfira, vamos continuar com sua irmã.

O encapuzado se ergue e caminha em direção ao lado o posto da rua, um aro de chamas vermelhas se forma a alguns metros dele e você vê outro encapuzado surgir do outro lado e para olhando para você -Sua identidade está segura conosco. Mas ao recuperar aos poucos seus sentidos você vê o que parece ser uma instalação e as letras CAMPF.

DEREK

Victoria abre um sorriso largo e gargalha como se você tivesse falado a coisa mais estupida do mundo., ela o encara nos olhos como se estivesse se deliciando com o que você dizia, ela passa o dedo indicador de leve sobre os lábios carnudos e destacados pelo baton vermelho, em seguida ela passa a linguá sobre eles e lhe mostra outro vídeo, porém este é do seu pai entrando no quarto de hotel, pela decoração pomposa e os detalhes dourados, você supõe que seja Dubai, no vídeo seu pai simplesmente conta para Victoria tudo sobre o Projeto Secreto da empresa e como tudo foi destruído em seguida, ele fala que não restou nada e que não iria mais financiar nenhum projeto como esse novamente pois a SHIELD estaria de olho nele. Você já ouviu falar da SHIELD porém ela é mais uma lenda urbano do que uma organização em si.

-Não foi difícil fazê-lo falar e gostei bastante do que ouvi, mas você tem razão, todos relacionados com o projeto estão mortos, menos seu e e claro você. Eu realmente não estou interessada no que o patriarca da família tem a dizer, mas sim no que você tem a me oferecer. Não adianta tentar me seduzir com o sue charme ou me enganar com essa mentira barata de quem não faz ideia do que esta falando. Eu quero a sua tecnologia, Especificamente a arma que você usa, mas como eu sei que você não vai me contar onde guarda seus brinquedos...

Os olhos dela então ficam vermelhos e você sente algo estranho, algo parece tentar tomar sua mente. Você se sente um pouco confuso, ouvindo uma voz invadir seu subconsciente, uma voz distante, mas assustadora.

-Por que não me diz onde você guarda seus aparatos de Triminator?
Arthur sofreu dois graus de dano , está com - 1 em testes de resistência contra dano e está atordoado não podendo fazer ações até o seu próximo turno.

Derek sofreu controle mental está aturdido, só pode fazer uma ação livre e uma ação padrão que pode ser convertida em ação de movimento ou outra ação livre, e está compelido ainda lutando para não ser controlado porém sob influencia mental e obedecerá comandos que espeitem sua condição de aturdido.

INICIATIVA

ARTHUR-25
ENCAPUZADO-XX
STATUS

ARTHUR: ESQ: 2/6 APA: 6 RES: 2/6(IMP) FOR:2/6 VON: 4 PH: 1CONDIÇÕES:-1 em testes de Resistencia e está atordoado
DEREK: ESQ: 8 APA: 0 RES: 0/4 FOR:0 VON: 6 PH: 1 CONDIÇÕES:Aturdido e Compelido.

Responder

Voltar para “Dragon King's Den”