MCUC: ENTRE MUNDOS

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por Aquila » 03 Dez 2019, 14:41

Imagem

Por um momento, Sigurd temeu ter chegado tarde demais no ponto que havia visto surgir na tela do PDA pouco antes de abandonar o carro, mas seu instinto insistia que ele estava no lugar certo.

O computador portátil em suas mãos mostrava apenas imagens carregadas de interferência, impossíveis de interpretar, mas o lugar estava estranhamente vazio. O vento forte sibilava por entre os prédios ao redor, criando redemoinhos com a chuva fina que voltava a cair, mas, fora isso, não havia nada.

- Tenho certeza de que estou no lugar certo - ele diz a si mesmo, tentando inutilmente estabilizar as imagens que surgiam na tela do computado. - Será que a fonte mudou de lugar...?

Foi então que ele viu a folha de jornal subitamente desaparecer em pleno ar, poucos metros adiante.

- Mas o quê, em nome de Odin...? - ele se pergunta, os olhos atentos ao espaço vazio que tragava as folhas dispersas e a chuva que passava por ele. - Parece ser algum tipo de portal...

Em um instante, a espada e o escudo surgem nas mãos do asgardiano, que lentamente começa a avançar na direção da fenda espaço-temporal, até que, subitamente, ele também desaparece.
Editado pela última vez por Aquila em 11 Dez 2019, 15:02, em um total de 3 vezes.

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por DragonKing » 04 Dez 2019, 17:00

SIGURD
O mistério em volta daquela situação ativava o instinto de Sigurd que se aproximava cada vez mais da estranha distorção no espaço que faziam as coisas desaparecerem no ar. O asgardiano encara o invisível, quando um panfleto desaparece na sua frente ele toma coragem e atravessa seja lá o que fosse aquilo, na sua cabeça era a única forma de descobrir onde aquilo iria parar.

Ao atravessar Sigurd sente seu corpo despencar, o ar gelado atinge seu corpo como se tivesse sendo atingido por varias agulha finas. Demorou alguns segundos para perceber que estava no céu de um planeta congelado e só poderia ser um lugar. Jottunheim.
Imagem
O asgardiano não percebe o quando está perto do solo e tudo estava escuro demais para perceber o paredão de rocha e gelo de uma montanha. Ele atinge o gelo com força e rola, levando gelo e neve consigo até finalmente conseguir parar próximo a uma queda dágua congelada.

Sigurd se levanta e encara o planeta gelado, sabia que era proibido de ir até aquele local. Ele era perigoso e hostil demais até mesmo para um asgardiano, seja lá o que estivesse ocorrendo em Misgard era algo preocupante, algo estava ocorrendo na Yggdrasil e os nove reinos pareciam estar se colidindo.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por John Lessard » 04 Dez 2019, 20:57

Imagem

Aaron massageou a têmpora.

- Eram aliens, senhorita Hill...

Mas a ligação já havia acabado. O rapaz sentiu uma raiva genuína subir pelo peito e precisou respirar fundo para não socar o espelho do banheiro, então olhou para a tela do celular com a foto da maleta.

"Agora estão invadindo minha casa também, como eu odeio essa gente".

Olhou-se no espelho novamente, ergueu a blusa viu os ferimentos.

- Vamos lá, Aaron, talvez você devesse desistir disso, é loucura e esse pessoal não larga do seu pé mais. Se não fizer mais isso, não precisa mais se envolver com eles.

Fitou em silêncio novamente, saiu do banheiro, olhou para o quarto e de volta para a cozinha. Foi para o quarto, pegou a maleta jogou no fundo do armário e voltou para terminar o jantar.

- O que perdi? Então, Brigid, o que você faz exatamente? Narcóticos? Você tem cara de detetive...
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por Aquila » 04 Dez 2019, 21:56

Imagem

Sigurd fechou ainda mais a jaqueta de couro para se proteger do vento congelante que passava por entre os paredões eternos de gelo, mas ele sabia que isso seria inútil se não encontrasse rapidamente um abrigo. Não havia lugar mais frio dos Nove Reinos do que Jotunheim, mesmo para um asgardiano. Ainda assim, ele agradecia ao Pai de Todos por ter tido a intuição de pegar sua velha jaqueta antes de sair da clínica secreta. Mesmo furada pelos disparos de energia das armadilhas dos elfos negros, a vestimenta ainda oferecia uma esperançosa proteção contra o frio.

Mas o clima era apenas um dos perigos de Jotunheim. Assim que se recuperou da queda inesperada, o asgardiano ouviu um rugido monstruoso ecoar por entre os paredões de gelo, lembrando das feras que a habitavam a terra dos gigantes do gelo. Ele então deixou o rio congelado para trás, refazendo seu caminho pela encosta da montanha. Seu objetivo era tentar encontrar a passagem por onde veio, mas aquilo parecia impossível. Mesmo quando alcançou o lugar onde caiu, ele não viu nenhum sinal da passagem.

Mas isso não iria detê-lo. Se aquela passagem tinha desaparecido, outra podia ter surgido em algum lugar próximo, da mesma forma que estava acontecendo em Midgard. Ele só precisava encontrá-la. No entanto, ele sabia que não conseguiria fazer isso sozinho.

Sigurd ergueu o escudo para se proteger do vento gelado que varria o topo do penhasco, para poder olhar em volta atrás de alguma marca dos gigantes do gelo.

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13714
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por Lord Seph » 05 Dez 2019, 06:35

E Wang nota seu erro, mas era inevitável. Uma hora aquilo iria acontecer, mas antes de responder um médico aparece dando notícias que teriam perturbado Wang se ele não estivesse sobre constante treinamento emocional.

O rapaz respira fundo digerindo a informação, sua mente organiza tudo é finalmente consegue pensar mais claramente, mesmo com o pensamento de pesar.

- Não, eu sou sobrinho dele é a família vive em Hong Kong.

Controle emocional era complicado, a luta contra o Elfo mostrou isso.

- Se for algo urgente eu autorizo a cirurgia, mas devo ligar para meu pai e notificar o estado de saúde dele nesse momento.

Wang não sabia se seu pai realmente viria, desde que chegou em NY nunca voltou a falar com ele, exceto por cartas.

Wang ainda olha para Mei Lin, devia estar arrasada com a notícia, mas não podia deixar suas emoções aflorarem, sempre havia um risco para quem ainda está caminhando por aquele mundo Místico.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por DragonKing » 05 Dez 2019, 15:52

ENTRE MUNDOS- ATO II
Imagem

SIGURD
O vento era forte naquele ponto da montanha, o ar rarefeito e o frio não afetava diretamente Sifrud devido a sua fisiologia asgardiana, porém o vento forte e os cristais de gelo no ar queimavam a sua pele densa, nada que o ferisse de faro, ainda. O frio de Juntunheim não era normal, o planeta todo fora afetado por uma magia antiga que o tornava mais frio a medida que o tempo passava, provavelmente um dia nem mesmo os asgardianos seriam capazes de sobreviver alí.

Sua visão era afetada pela neve empurrada pelo vento que se chocava contra a montanha, criando uma camada fina de neblina fria. Não conseguia identificar pegadas, não era um rastreador, e mesmo que fosse a neve parecia mudar constantemente.

Caminhou por alguns metros, seus pés escorregavam, até finalmente achar um ponto firme. Buscou por qualquer falha anormal que lhe pudesse enviar de volta a Midgard, mas não conseguia enxergar muito longe.

Seus olhos não ajudavam, mas seus outros sentidos estavam atentos. Ouviu um urro que aparentemente estava distante, mas tinhansido apenas carregado pelo vento forte. Da neblina, Sigurd vê surgir uma criatura imensa, ela era rápida e golpeia o argardiano com força, jogando-o contra a montanha.

Imagem

Sigurd tenta se recuperar do ataque surpresa, mas antes que pudesse ficar em uma posição de combate a criatura surge novamente na sua frente golpeando-o no peito. Ele não é rápido o bastante para bloquear com seu escudo ou rápido o bastante para se esquivar, sentido o inpacto que faz as rochas atrás de suas costas racharem e a neve cair sobre os dois.
Sigurd está com -5 em teste de percepção para enxergar e está em terreno irregular reduzindo seu deslocamento em 1 graduação.

Sigurd está com -2 em Resistência
INICIATIVA

FROST BEAST 12
SIGURD 3 << SUA VEZ
AARON

Aaron parecia adquirir um sentimento de amor e ódio pela SHIELD, a agência já havia salvado o mundo, ou pelo menos ajudado a salvar. Porém era uma agência subordinada ao governo e não podia confiar demais nessa gente, mesmo com todas as promessas e "presentes".

Retornou para a sala após uma passagem rápida pelo seu quarto. A maleta estava encostada ao lado da cama, ao segurar e colocá-la no armario ela solta um bip e um visor surge com a mensagem " Insira a senha". Aaron ignora e retorna para a sala, encontrando Brigid se afastando do seu pai de forma suspeita.
Imagem— Herm. Não sabia que existia uma cara de detetive
Ela sorri e bebe mais um gole da cerveja.
ImagemMas sim sou detetive, narcóticos. Você é bom nisso, bela intuição, já pensou em combater o crime?
Nesse momento Aaron engole seco e seu pai o encara com um sorriso no rosto, Aaron pensa que provavelmente ele espera uma resposta positiva de que seguiria o exemplo do pai.
Imagem— Ele tem talento para ser o que quiser ser, ficaria muito feliz em trabalhar ao lado do meu filho, mas não quero que ele acabe com uma bala alojada no joelho. Você é inteligente o suficiente para conseguir o que eu não consegui. Era o desejo da sua mãe que você fosse para uma faculdade e eu acho que é esse o caminho que você deveria seguir.


Ele se levanta e pega a garrafa de cerveja, mesmo sorridente, Aaron percebe os olhos deles marejarem, mesmo que sutilmente. Brigid parece desconfortável, ele pega o rádio da policia e leva para a varanda, Brigid se levanta e vai até ele. Aasron observa ela tocar o ombro dele, mas não fala nada apenas encosta no vão.

Aaron ouve de longe o rádio, não conseguia captar bem o que estava dizendo, mas ouviu sobre uma ocorrência não muito longe dalí. Então observa um clarão não muito longe dalí e em seguida um blackout.

WANG

O médico confirma com Wang, ele se despede afirmando que a cirurgia está marcada para a manhã do dia seguinte. Mei Lin fica queira o tempo todo, em silêncio, pensativa. Ele encara Wang por um tempo, se levanta e pega suas coisas.
Imagem- Eu preciso ir...Melhor...Melhor você ligar para seus pais...
Wang observa Mei Lin se afastar, apressada, talvez ela não quisesse demostrar fraqueza ou que ele não a visse chorando, aparentemente Bao era a única família dela e seria devastador perder alguém assim e de repente ficar sozinha.

Mas o mago também tinha suas responsabilidades, mesmo com seu tio doente havia outras coisas ocorrendo e que precisariam da sua atenção. Era sua responsabilidade como mago proteger a realidade de ameaças externas.

Deixou o hospital e seguiu a per por cerca de um quarteirão, entrou em um beco vazio e abriu um portal que se abria direto no jardim da casa do seu tio. Havia muito o que estudar e pesquisar. Todo o processo era demorado e ele sabia, mas precisava começar logo pois não podia perder a cirurgia de Bao.

Chegava a noite, mas Wang não percebia. Estava atento estudando runas magias e mitologia nordica para conseguir criar alguma forma de acessar a Bifrost por meio de sua magia, era um feito que poucos conseguiam e Wang sabia que não seria fácil.

Então tudo escureceu, as luzes se apagam, ao olhar pela janela percebe que as casa em volta também estavam no escuro. Era estranho, mas não improvável. Infelizmente Wang não nota um inimigo a espreita, usando a escuridão ao seu favor. A criatura surge atrás dele e antes que pudesse reagir é atingido por relâmpagos.

A eletricidade o consome, contraindo os seus músculos e causando dor.
Imagem— Olá, mago.
Com certo esforço Wang encara o elfo negro, ele mantinha as mãos erguidas com os relâmpagos surgindo rapidamente fazendo todo o lugar brilhar.
Imagem— Não foi tão dificil rastreá-lo, o seu sangue em minha lança facilitou bastante.
Wang se esforçava para resistir a eletricidade, o esforço o deixava aturdido, percebendo que o mago poderia se recuperar ele aumenta a intensidade doa relâmpagos, jogando o mago ao chão. Snnagi se aproxima lentamente, a visão de Wang estava turva, seu corpo doia, seus músculos enrijecidos.
Imagem— Desculpe por isso, mas precisava garantir que não seria jogado novamente em um vulcão. Infelizmente meus planos mudaram e agora você vai me ajudar a concretizá-lo
Wang recebeu um ataque surpesa ficando Aturdido.
Wang rolou 16 na iniciativa, Snnagi rolou 15 no dado, agindo primeiro e mantendo a aflição. Wang rola 15 na resistência caindo, como já estava aturdido cai atordoado.
INICIATIVA
SNAGGI 15
WANG 16<< SUA VEZ

Avatar do usuário
Lord Seph
Mensagens: 13714
Registrado em: 09 Dez 2013, 17:50

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por Lord Seph » 06 Dez 2019, 11:56

Wang nota o ataque tarde demais, indefeso e sem perspectiva fica a mercê do maldito Elfo.

Devia ter garantido sua morte, mas estava incapacitado no momento.

O Feiticeiro tenta resistir, mas seu corpo não obedece. Mas Wang nada fala, apenas deixa o Elfo falando.

Resultado 7 no teste de Fortitude.
Melhor queimar do que apagar aos poucos.
-Neil Young.
o lema dos 3D&Tistas
"-seremos o ultimo foco de resistência do sistema"
Warrior 25/ Dark Knight 10/ Demi-God.

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por Aquila » 06 Dez 2019, 15:57

Imagem

Sigurd se levantou de um salto do monte de neve onde estava soterrado, assumindo imediatamente uma postura de combate para enfrentar a criatura que o havia atacado. Seu corpo doía por causa do impacto contra a parede da montanha, mas o que realmente o incomodava era o fato de ter sido tão descuidado.

- Monstro maldito - ele rosna, olhando para todos os lados atrás da criatura que parecia se misturar ao vento carregado de neve que varria o topo da montanha.

O asgardiano se amaldiçoava por não ter percebido a aproximação da fera, que estava mais próxima do que ele havia julgado pelo som do uivo que escutou no fundo do vale, mas a verdade era que ele havia ignorado os perigos do reino pensando apenas no que faria quando encontrasse os gigantes do gelo.

"Concentre-se," ele pensou, tentando acalmar o coração acelerado por causa do susto para tentar descobrir onde a fera estava escondida. A criatura se movia com a graça de um caçador nato, usando a neve e o vento para se ocultar, mas isso agora não bastaria para surpreender Sigurd.

- Não vai conseguir me pagar desprevenido novamente, monstro - Sigurd grita, saltando para o lado quando a fera surge do meio da neve que havia caído sobre eles. - Vamos ver como se sai quando a presa revida - ele diz, investindo contra a criatura.
Ações
Ação de Movimento: Vou avançar contra a fera para atacá-la.
Ação Padrão: Ataco a fera com um golpe de espada. Ataque Penetrante. Resultado 13.

Avatar do usuário
John Lessard
Mensagens: 5204
Registrado em: 10 Dez 2013, 11:03
Contato:

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por John Lessard » 09 Dez 2019, 20:48

Imagem

- Parece que veio do trabalho pra cá, tá sem uniforme... Era provável.

Sorriu enquanto colocava mais macarrão na boca. A descontração durou pouco, quando a detetive disse que ele daria um bom policial, um combatente do crime. O rapaz engoliu em seco, mas logo a situação se inverteu novamente, o pai falando aquelas coisas. Ele parecia melhor mesmo, mais como antes. Ar deu um sorriso singelo, porém sincero quando pai se levantou. Brigit foi até ele, colocou a mão em seu ombro.

O rapaz pensava enquanto tomava um pouco de seu suco, quando ouviu o chiado do rádio. Não teve de pensar muito, quando todas as luzes se apagaram. Levantou-se, empurrando a cadeira para trás.

- Ei, vocês dois... Tá tudo bem, aconteceu alguma coisa?
Personagens em Pbfs:
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: MCUC: ENTRE MUNDOS

Mensagem por DragonKing » 09 Dez 2019, 23:18

ENTRE MUNDOS- ATO II
Imagem

SIGURD

Balmung brilhava intensamente enquanto Aigurd saltava direto para a bocarra da besta do gelo, antes que a criatura pudesse abocanha-lo girou o corpo e cravou a espada no pescoço dela. A fera berrou e chacoalhou o corpo tentando fazer com que o asgardiano caisse, porém a medida que ela se balançava mais a espada cortava a pele espeça fazendo o sangue pintar a neve branca.

Como um asgardiano, Sigurd cantava palavras de vitória em seu idioma natal enquanto a fera tombava morta, mas o estase não o permitiu perceber que ela caia para o lado do abismo. Tentou puxar a Balmung, mas não conseguiu a espada estava presa.

Sigurd olhou para trás e sentiu o baque do seu corpo na neve e o da criatura sobre ele. O impacto do peso descomunal do frost beast fez deslocar uma grande quantidade de gelo e neve carregando ambos em direção ao abismo. O asgadianos se debatia, porém sua força asgardiana não era capaz de lhe soltar a tempo e novamente sentiu o corpo despencar.

Ele, a fera e a neve caiam em direção a uma escuridão gelada, por um momento Sigurd aceitou a morte ao ver estacas de gelo se aproximando rápido, colocou seu escudo na frente em uma tentativa desesperada de proteção, mas então o vento gelado desapareceu e se viu em um ambiente denso, quase morto, ele o reconhecia... Nilfheim.

Continuou caindo e em meio a queda pensou ter visto uma construção, um castelo. Procurou algo para se agarrar, mas estava longe demais de qualquer coisa. Novamente tudo mudou como um piscar de olhos e sentiu seu corpo atingir a água, afundou alguns mestros antes de emergir novamente se deparou com a vidade dourada, por uma coincidência do destino ou influência de Odin estava em casa.

Mas logo reparou nas construções destruídas e focos de incêndio em vários lugares.

AARON

O instinto de Aaron estava em alerta. Ele sabia que algo assim era a situação perfeita para a bandidagem se aproveitar. Se levantou logo e se dirigiu a Brigod e seu pai que olhavam atônitos para o lado de fora. Infelizmente o rádio eatava desligado, ele não era a bateria e acabou deixando todos no escuro.
Imagem— Que nuvem estranha.
Comentou Brigid ao olhar para o céu, com o bairro sem luz, dava para ter uma visão mais clara do céu a noite e foi possível ver algumas estrelas por trás da camada de poluição que ficava sobre Nova York. Aaron se aproxima e olha para o céu, e fita a estranha "nuvem".

Em certo ponto da massa de gás Aaron notava como se algo distorcesse a nuvem de forma constante. A princípio aquilo não fazia sentido para ele, mas sua memória veio rápido como se tivesse ligado algum gatilho. Aquela distorção era familiar, mas foi o estranho pulso antes do apagão que lhe ativou uma memória recente.

Ele sentiu toda aquela energia próxima a máquina que prendia Signe, lembrou do som que fazia, da distorção que causava e a força que emanava, era similar, muito similar. Por um momento não queria acreditar que o elfo teria o encontrado, mas ao olhar para onde a nuvem estava e o clarão de luz, percebeu que se tratava do local próximo onde encontrou Wang pela primeira vez.
Imagem— Não tou gostando disso, melhor trancar tudo por precaução.



WANG

Wang lutava contra seu próprio corpo para reagir, mas não conseguia. O covarde havia pego de surpresa pois sabia que não conseguiria vencê-lo em um embate justo. O elfo tinha varias partes do seu corpo com queimaduras superficiais e se perguntou como ele tinha conseguido sobreviver aquilo ou chegado em Nova York tão rápido.

Snaggi caminhou para a frente de Wang que perdia a consciência aos poucos.
Imagem- Lutar é em vão mago, mas não temas. Não tenho interesse em lhe matar, ainda.
Então sentou seu corpo se erguido, sua vista escurecia, não sentia mais seu corpo até finalmente perder a consciência. Ao abrir os olhos Wnag se viu em uma ambiente escuro, quase sem luz, uma penumbra que o forçava a vista para distinguir formas. Estava suspenso no ar, como se estivesse livre, mas realmente não estava.

Seu corpo parecia preso por uma força semelhante a que prendia Signe, mas até o momento não lhe causava dor apenas desconforto. Procurou por Snaggi, mas não o encontrou, percebeu que estava sem seus itens mágicos também.
Imagem- Vejo que acordou.
A voz vinha de trás e o elfo passou ao seu lado parando em frente a uma estrutura que poderia ser a ponte de comando do que fosse aquela coida. Inscrições em vermelho, hologramas mostrando coordenadas.
Imagem- Antes de tudo, mago, aconselho a não tentar nada estúpido. Estamos no vácuo do espaço, se a nave for destruída serei capaz de sobreviver por tempo suficiente para ser resgatado, já seu corpo humano, bem...Você já deve saber o que deve ocorrer.

Responder

Voltar para “Dragon King's Den”