Crônicas do Império de Jade - Aventura

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9061
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Takaharu Kumoeda

Mensagem por Padre Judas » 25 Jan 2020, 20:25

O banho havia sido revigorante e Takaharu suspirou de alívio ao ter as costas esfregadas por uma gueixa. Ousado, a puxou para dentro da banheira causando risos. O jantar também foi agradável. Após o momento de diversão e recuperação dos ânimos, ele pôde finalmente ir ao salão para encontrar o mensageiro.

No local viu seus vassalos mais próximos e o jovem acompanhado pelo espírito. Não conseguia se recordar do nome do rapaz, mas sabia que ela chamava a si mesma “Rainha Eterna”. Um nome estranho – espíritos podiam ser tão excêntricos!

Os problemas aumentavam – agora, além de oni ameaçando suas terras havia também wakō, ou piratas como diziam em varukaru. O uso de bandeiras negras era uma característica dos piratas do Reinado, mas ao que parece o costume se espalhou. Takaharu achava que não era muito inteligente anunciar suas intenções com um símbolo tão óbvio, mas sentiu-se grato pela tolice dos criminosos.
Takaharu Kumoeda
Imagem
– Não deixaremos Subaru-kun esperando. Partiremos ao amanhecer para nos juntarmos a eles.

<– Arlan, é meu convidado até nossa partida. Um dos servos o levará a um quarto.>*
* Dito em valkar sem sotaque.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1867
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Crônicas do Império de Jade - Aventura

Mensagem por DiceScarlata » 25 Jan 2020, 21:40

Akabane
Imagem

- OH! SAKE JAN!! OMAE WA II HITO DA, AKIRA! (Oh! Se não é sake! Você é uma boa pessoa, Akira!!

*Subiu um pouco a mascara e sorvia longa goladas de sake com sua boca cheia de presas. Saboreou o calor que se espalhava pela garganta e pele*

- Sim! Lutemos lado a lado!! E um dia um com o outro! Também quero vencer aquele moleque samurai! AHAHAHAAHAHA!!

*Depois de comer, Akabane: Dançou com a gueixas, disputou braços de ferro, jogou shogi, comeu mais, bebeu mais, riu mais, até ficar completamente satisfeito! Uma vez ouviu de um mestre guerreiro: Coma bem, beba bem, durma bem, ria bem, lute bem, descanse bem! Esse é o estilo tartaruga! Amou essas palavras. Para ser forte, tem que viver forte e feliz!*

_________________________________________________

- Kaizoku... Mitta koto nai... (Piratas... nunca vi...)

*Esfregava a barriga calmo. Exaltou-se apenas quando ouviu as palavras do samurai*

- YOKU YATTA, BOU-CHAN!! (BEM FEITO, JOVEM MESTRE!)

*Deu tapas pesados em seu ombro, agradecido pelas decisão de partirem em combate. Lutar com guerreiros do mar parecia uma otima oportunidade para ficarem fortes*

- DORMIR! LUTAR! COMER!! EU RECLAMAREI A BEBIDA DOS PIRATAS! HAHAHAHAHAAHAHAHAH GOSTEI DESSE GAROTO!

*Ergueu-se*

- Akira! Amanha, vamos nos divertir!!!
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: Crônicas do Império de Jade - Aventura

Mensagem por Aquila » 28 Jan 2020, 16:02

Imagem

Aventura - A Sombra da Tempestade
Parte 2: Nuvem Negra

Depois de dois dias de viagem acelerada pela estrada da floresta, parando apenas para dormir e comer, vocês finalmente se aproximam do vilarejo de Mito, a casa amiga mais isolada de Kumo no Tani. O sol do fim da tarde, que surge rapidamente por baixo das nuvens de chuva, tinge o mundo de um vermelho intenso, trazendo aos corações de todos a lembrança de outra tempestade que assolou a região há não muito tempo, essa muito menos amistosa do que a benção gelada que molha seus rostos.

Cavalgando à frente do grupo, está Arlan, visivelmente animado agora que finalmente o grupo de aproxima da vila que se tornou seu lar.

- Devemos chegar no vilarejo em menos de uma hora - ele diz, animando também os dez cavaleiros que seguem na retaguarda do grupo, o único reforço que Takaharu trouxe consigo para enfrentar a legião de piratas.

Felizmente, Takaharu sabe que os números não importam muito, nesse caso. É difícil saber quantos piratas tripulavam o navio exatamente (pela descrição de Arlan, são, no mínimo, cinquenta marujos gaijin, muitos deles equipados com armas de fogo), mas os dez guerreiros que acompanham o grupo possuem a coragem e a habilidade para compensar a diferença. Todos eles são guerreiros experientes, endurecidos pelos anos de desafio que a retomado da ilha impôs.

Como se não bastasse, há a possibilidade de arregimentar tropas de reforço em Mito, se as circunstâncias permitirem. Ainda segundo os relatos do batedor, a vila tem sido ameaçada pelo surgimento de grupos de bakamono vindos das montanhas, mas deve haver meios de conseguir reforço.

A batalha, no entanto, não preocupa, Tēzū, que cavalga solitário no meio do grupo, ignorando a chuva que atormenta os demais. A mente do mashin está focada na informação que obteve com o jovem patrulheiro, de que em Mito havia uma pessoa sábia que poderia ajudá-lo a descobrir mais sobre o misterioso oni que comandava os javalis da região, uma feiticeira tão perigosa quanto bela.

Além disso, havia algo que também perturbava os pensamentos de Tēzū, a informação do jovem de que os piratas gaijin teriam o apoio de um mago ou feiticeiro habilidoso.

Cavalgando juntos no meio do grupo, Akira e Akabane dividiam a expectativa quanto a batalha que estava por vir, cada um imaginando, ao seu modo, o que poderiam enfrentar.

Não demora muito, o sol desaparece atrás dos pináculos rochosos que marcam o extremo norte de Kumo no Tani, versões menores das imensas colunas de pedra que cobrem a região central do feudo, e a escuridão rapidamente toma a floresta, ao redor. Felizmente, a chuva havia diminuído, e as nuvens começavam a se afastar, revelando o céu estrelado.

- Que estranho - diz um dos guardas do grupo, uma mulher, que olhava para cima naquele momento para admirar o esplendor do firmamento, chamando a atenção de todos. - Podia jurar que vi uma estrela se movendo...

O comentário da guerreira, no entanto, é interrompido por um grito de dor vindo do lado direito da floresta, seguido por um urro hediondo.

- Ogro! - Arlan diz, se erguendo nos estribos para ouvir os sons trazidos pela floresta, fazendo a chama da tocha que havia acendido faiscar na noite. - Alguém está lutando contra o monstro! Meu senhor, precisamos ajudar...
Notas
Todos receberam 100 XP pela conclusão do Parte 1.
Exceto por Akira, todos receberam um Aliado (Montaria).
Os guardas que acompanham o grupo são uma Unidade Militar, e também possuem Aliado (Montaria).
A chuva parou, mas está escuro (apenas personagens com Visão na Penumbra podem ver normalmente). Arlan e os guardas acenderam tochas.
Sentai

ImagemTēzū (Mashin Wu-Jen 1): CA:13; PV: 8/8; PM: 14/14; XP: 400; Aliado: Montaria; Especial: Deslocamento +3, Ação de Movimento Adicional.
ImagemTakaharu (Humano Samurai 1): CA:17; PV: 20/20; PM: 6/6; XP: 400; Aliado: Montaria; Especial: Deslocamento +3, Ação de Movimento Adicional.
ImagemAkira (Humano Monge 1): CA:19; PV: 19/19; PM: 7/7; XP: 400; Aliados: Curandeiro; Especial: Cura Acelerada 2.
ImagemAkabane (Hanyo Bushi 1): CA:18; PV: 27/27; PM: 7/7; XP: 400; Aliado: Montaria; Especial: Deslocamento +3, Ação de Movimento Adicional.
Editado pela última vez por Aquila em 31 Jan 2020, 09:47, em um total de 4 vezes.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Crônicas do Império de Jade - Aventura

Mensagem por Aldenor » 28 Jan 2020, 16:40

A viagem até o vilarejo de Mito mostrou-se um bom desafio para Akira. Desafio de paciência. A Rainha Eterna não era como sua versão ainda mais infantil, que gostava de falar e correr para todos os lados. Essa versão, ainda criança, mas um pouco mais madura, ficava em silêncio, observando como todos eram inferiores e deviam-lhe homenagens. Um desses comportamentos fazia Akira ficar irritado e pedir desculpas depois.

Após recusar educadamente a montaria oferecida, Akira pedalava sua jitensha com a criança entre seus braços, mas em determinado momento, quando dizia-se incomodada com a posição, pedia para ficar colada à suas costas, com os braços em volta da cintura do monge. Akira sabia que era puro capricho, fruto de uma vontade inenarrável de incomodá-lo.

O anuncio da chegada iminente ao vilarejo tirou um grande sorriso de Akira e um suspiro de enfado da Rainha Eterna. O jovem monge estava ansioso para por em prática suas habilidades, testar seus poderes com piratas, mas temia que o jovem senhor samurai fosse levar um exército gigantesco para massacrar os bandidos. Não teria como ele se por à prova dessa maneira. Felizmente, ele levou apenas dez guerreiros e a perspectiva de pelo menos cinquenta piratas o animou.
Rainha Eterna
Imagem
Que tipo de chá terão para me servir?
Divagava para ninguém.
Akira
Imagem
Será que o chefe pirata é muito forte? Toparia um desafio? Questões.
Disse para Akabane. A Rainha preferia evitar contato com o bushi mascarado.

A chuva era um incômodo a mais, deixava o quimono vermelho com o símbolo da garça dos Yamada mais pesado e o esforço de pedalar maior. Akira não reclamava dos incômodos, pelo contrário. As agruras de seu treinamento ainda ardiam recentes em sua pele. Já sua companhia espiritual apenas ignorava o fato de estar totalmente ensopada, cabelos grudados, a roupa branca revelando parcialmente sua nudez infantil. Nada muito enfastiante, pois assim que a chuva parou, a Rainha Eterna parecia seca como se nunca tivesse sido molhada.

Akira ameaçava bocejar, desejando uma parada para acampar quando ouviu o grito. Arlan logo avisou sobre o ogro e começou a pedir para o samurai que fizessem alguma coisa. Akira queria ser educado e seguir as normas tamuranianas, mas haviam ritos sociais que ele não podia respeitar no momento.

Virando-se rápido num solavanco que quase derrubou a Rainha Eterna de suas costas, Akira pedalou com rapidez na direção do grito de dor.
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Avatar do usuário
DiceScarlata
Mensagens: 1867
Registrado em: 22 Jan 2017, 02:15

Re: Crônicas do Império de Jade - Aventura

Mensagem por DiceScarlata » 29 Jan 2020, 00:46

Akabane
Imagem

- Hummmmmmmmmmmmm..

*Já fazia um tempo que Akabane jazia sentado a frente de uma fileira de cavalos de guerra, todos gentilmente oferecidos para que o bushi montasse. Mas ele não gostara de nenhum. Pareciam fraquinhos para imenso bushi, embora fossem maiores que cavalos normais. Em algum momento um samurai gritou: *

- CAVALO DADO NÃO SE OLHA OS DENTES! PEGA LOGO UM, SHIMIN1 E FIQUE GRATO!

*E akabane respondeu: *


- Anatanooshiridesu. (Teucu)

*E no fim não escolheu nenhum. Pronto para ir correndo junto com as tropas, o hanyou notou um movmento ao redor uma criatura. Um enorme ushi - um bovino - que mais parecia um touro, cheio de feridas, chifre trincado e pronto para ser sacrificado como gado e alimento. Foi amor a primeira vista*

- ESSE É MEU! Não quero cavalo, quero ele! Seu nome será KIZU!!

*E assim foi. Economizaram um cavalo e lhe deram um ushi. O armaram como uma montaria enquanto Akabane o acariciava. No fim, Kizu estava pronto para batalha*

Imagem
(imagem temporária, meramente ilustrativa)

______________________________________

*Dois dias de viagem depois, Akabane conversava com Akira*

- Aposto que é fortão! Ele é de quem pegar primeiro, heim Akira?? Vamos ver quem consegue a taishou no kubi primeiro!

*Taishou no kubi era um termo de guerra. Significava "pegar a cabeça do comandante", um ato de glória para o guerreiro em batalha. Akabane se dava bem com o rapaz, gostava do samurai lider e tinha o mashin presente como um mistério. Tudo seguia bem e com empolgação para o futuro, até que veio um grito... E a palavra OGRO*

- MORATA!!! (É meu!)

*E disparou com seu boi furioso, ante o inimigo*
Movimento em direção o grito. Ao ogro
Tribo Scarlata


- MUNDO DE ARTON: GRUPO MADEIRA DE TOLLON (on):Angra Cabelos de Fogo
- MUNDO DE ARTON: GRUPO AÇO-RUBI (on): Jihad das Areias Vermelhas
- MUNDO DE ARTON: GRUPO JADE (on):Sr. Fuu
- JOHNVERSE: PRESA DE FERRO (on): Jinx - Cruzado da Ordem dos cabeças de Dado
- JUDASVERSO: CRÔNICAS DA TORMENTA (on): Nagamaki no Gouka!
- FUI REENCARNADO COMO MONSTRO (on): Gizmo
- OUTONO (on): Sandman

Avatar do usuário
Padre Judas
Mensagens: 9061
Registrado em: 13 Dez 2013, 16:44
Localização: Belo Horizonte - MG

Takaharu Kumoeda

Mensagem por Padre Judas » 30 Jan 2020, 08:31

O grupo partira. Takaharu havia achado melhor deixar a maioria dos seus guerreiros na capital para prevenir ataques oni e levar somente um pequeno número de guerreiros habilidosos. Ele viajava montado, em silêncio, e apenas sorriu levemente e acenou para Arlan quando este informou da chegada próxima. A princípio imaginara que os atacantes fossem wako, mas no fim das contas eram piratas do continente. Daquele lado do mundo Takaharu imaginava encontrar principalmente khubarianos (a maior parte dos piratas orientais era de lá), mas eles podiam ser de qualquer lugar. A sugestão de apoio místico foi o que deixou o jovem mais preocupado.
Takaharu Kumoeda
Imagem
– Se encontrarmos mesmo um feiticeiro, conto com Tēzū-kun para neutralizá-lo.
Uma das guardas comenta sobre uma estrela movente.
Takaharu Kumoeda
Imagem
– Hm? Exceto por estrelas cadentes, elas não se movem desta forma. Fiquem atentos!
Mal disse essas palavras e ouviram um urro. Arlan avisa sobre um ogro e imediatamente o kaijin e o rapaz com o espírito saem correndo sem esperar por ordens.
Takaharu Kumoeda
Imagem
– Isso foi... desrespeitoso. Conversarei com eles depois, por enquanto vamos lidar com o problema. Matem o ogro!
Dá o sinal ao cavalo e sai em disparada na direção dos gritos.
BAÚ DO JUDAS
JUDASVERSO

Alexander: Witch Slayer [Kaito_Sensei]
Dahllila: Relíquias de Brachian [John Lessard, TRPG]
Jonz: Tormenta do Rei da Tempestade [John Lessard, D&D5E]
Syrion: Playtest T20 [Aquila]
Takaharu Kumoeda: Crônicas do IdJ [Aquila]
Yellow: Defensores de Mega City [John Lessard]

Avatar do usuário
DragonKing
Mensagens: 579
Registrado em: 17 Abr 2018, 11:24

Re: Crônicas do Império de Jade - Aventura

Mensagem por DragonKing » 30 Jan 2020, 21:56

Piratas, esta era a ameaça que , Tēzū não conseguia considerar como imediata, mas de importancia tão relevante quanto, Para ele a criatura capaz de dominar um animal atroz como aquele javali e trazer morte e caos para a região era algo que merecia ter atenção. Durante toda a reunião de manteve calado, Takaharu parecia não se importar tanto com os conselhoes e opniões do Wu Jen e esta era para ser sua real função ali, porém isso lhe dava mais liberdade apra focar no que precisava fazer.

Deixou que os políticos fizessem política e os soldados planejassem as estratégias enquanto ponderava sobre as informações que coletava por si só e sobre poder haver uma sábia importante em Mito que poderia lhe ser muito útil em seus questionamentos. Ao fim da reuinião apenas aguardou em seus aposentos enquanto seus elementais interiores restauravam sua magia.

No dia seguinte partiram e o wu jen se mantinha distraído, apesar de atento as coisas que ocorriam as sua volta. Takaharu liderava como deveria ser, Akira e Akabane estavam acompanhavam a comitiva e de alguma forma o mashin acreditava que não seria o suficiente. Uma torrente acabava atingido o lugar, a noite se aproxima e o céu se enche de estrelas, mas Tēzū se mantinha olhando o caminho a frente e as sombras aos lados em busca da presença que sentira no vale antes de encontrarem o javali possuído.

Então uma das guerreiras que acompanhavam a comitiva olhou apra o céu e notou uma estranha estrela, todos olhavam para tentar identifica-la incluindo Tēzū e acaba parando um pouco ficando algumas montarias para trás. Tentava buscar em sua memória arcana algo que se asemelhasse aquilo, mas nada veio, a unica coisa que sabia era que não se tratava de uma estrela, porém lembrou de algo que os sobreviventes do ataque pirata falou.
Imagem— Foi dito que os piratas sabiam de alguma forma estavam sendo vigiados, tenho a intuição de que aquela pseudo estrela tenha relação com isso e podem estar nos esperando com uma armadilha. É apenas uma suposição, mas estejam preparados para possíveis emboscadas.
Então ouviu-se um grito, e a plavra Ogro surgiu. Tēzū olha em direção ao local apontado e vê Akira e Akabane disparando em direção ao combate que ocorria. A imprudência deles poderia custar suas vidas e de quem estivessem tentando ajudar. Olhou para os demais, não se moverai até que uma ordem clara fosse dada para haver intervenção. Quando Takaharu ordenava a morto do Ogro o wu jen partia acompanhando-o

Tezu testou Conhecimento Arcano,. Resultado 16.

Avatar do usuário
Aquila
Mensagens: 3394
Registrado em: 10 Dez 2013, 13:49
Localização: Lamnor
Contato:

Re: Crônicas do Império de Jade - Aventura

Mensagem por Aquila » 01 Fev 2020, 12:29

Imagem

Aventura - A Sombra da Tempestade
Parte 2: Nuvem Negra

Naoko estava totalmente paralisada diante do monstro que investia contra ela como um pesadelo sombrio, a respiração presa em um grito de medo e surpresa que talvez jamais fosse ouvido.

O ogro era imenso, uma criatura descomunal de puro músculo e fúria, o tronco largo como um touro, com uma pele azul-escura que tornava impossível definir onde terminava seu corpo e onde começava as trevas da floresta de onde havia saltado e surpreendido a jovem shugenja, e os soldados que a escoltavam, cuja atenção estava voltada totalmente para o outro monstro, que bloqueava a passagem.

Como aqueles monstros haviam surgido tão perto da vila sem que ninguém percebesse?

A pergunta assombrava os pensamentos de Naoko de maneira absurda, porque, naquele momento, qualquer pessoa não se importaria com a forma como os ogros haviam conseguido ultrapassar a barreira de patrulheiros do vilarejo. Em poucos instantes, aquilo não importaria mais.

O dia estava nascendo quando a shugenja e os guardas deixaram a vila para investigar o último relato sobre a misteriosa criatura que havia sido vista nas profundezas da floresta. O aparecimento de bakemono tinha se tornado comum, nos últimos dias, tanto que, no início, se imaginou que a criatura pudesse ser mais um desses monstros sórdidos, mas logo essa possibilidade foi descartada. A criatura que os patrulheiros descreviam parecia mais um fantasma do que um ser vivo, se movendo pelas sombras como se fizesse parte delas.

Não demorou para que os boatos sobre ninja perambulando pela mata começassem a circular pelo vilarejo, atiçando o medo e a curiosidade de todos. Naoko, no entanto, achava que a natureza do monstro podia não ser o que a maior parte das pessoas imaginavam, então ela se voluntariou para acompanhar o grupo de guerreiros destacado pela chefe da vila para investigar a criatura. Sua intuição se mostrou correta.

A criatura que espreitava na mata era na verdade um yuurei, um espírito atormentado cuja forma havia se tornado uma sombra disforme de sua antiga vida, e cuja vontade agora era apenas uma lembrança esquecida.

Infelizmente, Naoko não pode descobrir o que ligava o yuurei ao mundo dos vivos. O dia chegava ao fim, e ninguém podia perambular pela floresta depois do anoitecer, mesmo com uma escolta armada. Sem alternativa, ela e os guardas retornaram para o vilarejo, mas quis o destino que a noite os alcançasse antes que estivessem em segurança.

O ogro surgiu do nada, como se tivesse sido criado pela própria escuridão que tomava a floresta, atacando os guardas com uma fúria avassaladora. A surpresa, no entanto, foi rapidamente, e os guardas, muitos deles gaijin, logo encurralaram o monstro, sem suspeitar de suas reais intenções.

O segundo ogro surgiu a poucos metros de Naoko, que, nesse momento, estava sozinha, na retaguarda do grupo, supostamente protegida por uma parede de guerreiros. O urro de guerra do monstro chacoalhou as árvores ao redor da trilha, úmidas de chuva, congelando o sangue da sacerdotisa. Antes que Naoko pudesse reagir, o monstro estava sobre ela, atacando-a com sua clava imensa, cravejada de pontas de ferro, os pequenos olhos negros refletindo a luz das tochas de maneira hedionda.

- Naoko-ojousama!

O estrondo do choque da clava com o escudo de metal abafa o grito de dor do guerreiro, cujo braço é esmagado pelo golpe descomunal. Rápido como um relâmpago, o jovem guerreiro gaijin havia surgido entre Naoko e o ogro no momento do ataque do monstro, recebendo o golpe diretamente no escudo triangular.

O ogro não parece se importar com o pequeno humano que se colocou diante dele, voltando a atacar com ímpeto assassino. Felizmente, seus ataque são desviados pela chegada de outros guerreiros, que, já recuperados da surpresa, se dividiram para combater os dois monstros.

E então surgiu o terceiro ogro.

Por um instante, o medo tomou conta de todos. Quantos mais daqueles monstros estariam escondidos na floresta, e como eles haviam chegado tão perto da vila sem que ninguém percebesse? A resposta não parecia importar em meio ao clangor do choque das clavas com pontas de ferro contra os escudos e armaduras dos guerreiros que tentavam deter os ogros, cujos destinos pareciam selados.

Foi então que um tropel de cavalos calou os sons da batalha, fazendo com que todos, Naoko, os guardas e os ogros, se voltassem para a margem da floresta com expectativa, vendo o brilho de tochas se aproximando cada vez mais, até que, subitamente, saltou da mata um jovem montado em uma jitensha.

Pedalando com agilidade, o jovem cruza a clareira aos saltos, indo na direção do combate, onde os guardas, atônitos, tentam rechaçar os ataques dos ogros.

E, então, uma árvore enorme é arremessada da floresta quando um touro hediondo, carregando um imenso cavaleiro, irrompe da mata na dianteira de um grupo de cavaleiros liderados por um samurai vestido do mais puro branco.
Notas sobre a batalha
Quando os personagens chegam na clareira, os ogros e os Guardas de Mito já estão feridos do começo da batalha. Os ogros apresentam alguns cortes e flechas cravadas no corpo, mas isso não parece tê-los afetado muito. Os guardas, por outro lado, estão feridos e abalados.
Batalha Contra os Ogros - Turno 1

Ordem de Iniciativa
  1. Naoko
  2. Akira
  3. Tezu
  4. Takaharu
  5. Guardas de Takaharu (Unidade)
  6. Guardas de Mito (Unidade)
  7. Akabane
  8. Ogros


Imagem
Sentai

ImagemTēzū (Mashin Wu-Jen 1): CA:13; PV: 8/8; PM: 14/14; XP: 400; Aliado: Montaria; Especial: Deslocamento +3, Ação de Movimento Adicional.
ImagemTakaharu (Humano Samurai 1): CA:17; PV: 20/20; PM: 6/6; XP: 400; Aliado: Montaria; Especial: Deslocamento +3, Ação de Movimento Adicional.
ImagemAkira (Humano Monge 1): CA:19; PV: 19/19; PM: 7/7; XP: 400; Aliados: Curandeiro; Especial: Cura Acelerada 2.
ImagemAkabane (Hanyo Bushi 1): CA:18; PV: 27/27; PM: 7/7; XP: 400; Aliado: Montaria; Especial: Deslocamento +3, Ação de Movimento Adicional.
ImagemNaoko (Ryuujin Shugenja 1): CA:15 (17*); PV: 18/18; PM: 10/10; XP: 0; Especial: *Honra Suprema.
Editado pela última vez por Aquila em 03 Fev 2020, 13:49, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
Mælstrøm
Mensagens: 1417
Registrado em: 09 Set 2016, 17:51

Re: Crônicas do Império de Jade - Aventura

Mensagem por Mælstrøm » 01 Fev 2020, 13:37

Naoko tinha os cabelos soltos, olhos ferozes, azuis brilhantes como o céu. Em sua mão, portava sua yari quase que por mero protocolo. Ela sabia que devia muito a evoluir suas capacidades com as armas, então tirava sua força de sua honra. Girando sua lança com a mão, escondendo atrás de si enquanto encarava o ogro com coragem, Naoko gesticulou como se escrevesse no ar.
Imagem
Espírito Vazio, venha ao meu auxílio!
Luzes azuladas foram produzidas pelos gestos de Naoko após seu comando. E, do chão, em frente ao enorme ogro, surgiu de um rasgo da realidade uma criatura humanoide. Aparentava ser feito de sombras, um corpo de não mais de um metro e meio. Seu rosto lembrava uma máscara assustadora com dentes perpetuamente amostra. Os olhos eram dourados, brilhantes.

Imagem

Naoko sabia que o espírito guardião não seria páreo para o ogro. Trouxe do mundo dos espíritos uma criatura frágil e sem capacidades cognitivas apenas para atrasar o inimigo, até a chegada dos reforços. Seus cabelos moviam-se como se tivesse vida própria, ao virar o rosto, encarou o primeiro que chegava, um rapaz montado em uma jitensha.
Imagem
Venha comigo!
E se preparou encarando o ogro.
Naoko conjura com ação completa o jutsu Espírito Guardião (1 PM) no 13D.

Avatar do usuário
Aldenor
Mensagens: 17588
Registrado em: 09 Dez 2013, 18:13
Localização: Curitiba, PR

Re: Crônicas do Império de Jade - Aventura

Mensagem por Aldenor » 01 Fev 2020, 14:04

Akira pedalava com rapidez, com pouca prudência. A Rainha Eterna colada à suas costas apenas comprimia os olhos receosa.

Ao ver os guerreiros e os ogros, os olhos de Akira brilharam. Era um grande desafio enfrentar um ogro, mas três seria algo perto de uma calamidade. Teria que confiar muito em Akabane e nos outros. Havia uma mulher ali no meio, cheio de azul e branco. Sua beleza era estonteante, mas o leve vislumbre foi dissipado por sua concentração de combate. Virou-se para o bushi.
Akira
Imagem
Tá atrasado, Akabane-san!
E freou bruscamente, deixando a jitensha caída aos seus pés. A Rainha logo saltou com leveza e graça ao seu lado, colocando as mãos atrás de si, olhando com desinteresse a situação.

Assim, ergueu os braços esticado com as palmas das mãos juntas como uma concha. Depois, recuou as mãos em forma de concha até a altura do estômago e concentrou uma energia azulada. O chi logo tomou uma forma esférica.
Rainha Eterna
Imagem
Hum... veremos.
Akira
Imagem
GOLPE DA ESFERA DO DRAGÃO!
E disparou a esfera de energia sobre o ogro, passando de lado da mulher de cabelos brancos.

O ogro estava ensandecido de ódio e não conseguiu desviar. A esfera explodiu ao se chocar com ele.
Rainha Eterna
Imagem
Humm...
A criança esboçou um sorriso.
Ação de Akira
Ação completa: Usa o jutsu Golpe da Esfera Espiritual com aprimoramento de +1d12 (3 PM no total). Acertou, dano 8 sem RD, pq não é dano físico!
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

Imagem Imagem

Responder

Voltar para “Império de Jade - Filhos da Tormenta”