Monster Life (Introdução e Fichas)

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Monster Life (Introdução e Fichas)

Mensagem por Kaidre » 11 Nov 2018, 21:49

Todas as lendas sempre contam histórias de grandes heróis, toda sua trajetória rumo ao topo, desde sua partida do lar até seu retorno glorioso. Ele(a) encara o desconhecido enfrentando armadilhas mortais e monstros perigosos. Arrisca a vida em nome de um propósito maior que si mesmo, ganha amigos, faz inimigos, sofre perdas e se ergue.

Sim, são sempre assim. Uma ou outra variação, algumas com provações e perdas maiores, outras mais simples. Alguns são contos épicos e grandiosos, outros apenas uma superação pessoal. Mas no fundo, em sua estrutura fundamental, todos os contos são assim.

Mas e quanto aos seus desafios? Muitos parecem normais, impostos, se não pela própria natureza, pelo desdobramento natural dos acontecimentos. No entanto, contos épicos sempre tem um gatilho maior. Sempre há um lorde demônio, dragão tirano, vampiro ancião, Deus maligno ou semelhante para abalar a paz na Terra.

Os maiores heróis se reúnem para enfrentar os problemas que ninguém mais pode. Isso é o esperado. Porém, esses problemas não surgem do nada. Já se perguntou o “por que” desses seres causarem tantos problemas?
A proposta aqui é simples. Todos serão monstros de alguma forma. Ser bondoso ou maligno é indiferente. Não há necessidade de se dar bem ou interagir com outros jogadores. Seu objetivo será decidido por você.

O cenário será próprio, mas criando em conjunto com os jogadores. Florestas, cidades, montanhas, rios, mares e etc... Qualquer ideia pode ser aceita desde que caiba dentro do conceito de mundo.

Serão usados Manual 3D&T Alpha, Manual dos Monstros (para referência), Manual do Defensor (algumas regras) e Tormenta Alpha (pelas vantagens). Outros materiais precisam passar por aprovação.

Os personagens devem ser feitos com 10 pontos e a VU que melhor lhe caber - isso é uma preferência e não uma obrigação. Na dúvida, Demônio e Alien costumam encaixar para quase qualquer coisa.

Serão usadas as regras:
  • Destino: além dos efeitos já conhecidos, servirá para o uso da Vantagem Narrativa.
  • Laço: característica secundária que representa a afinidade de um NPJ por você.
  • Mácula: vista no manual do defensor.
  • Nome: mesmo que reputação vista no manual do defensor, só que rebatizado.
  • Nível de Sucesso: também vista no manual do defensor.
  • Perícia em Combate: dependendo do uso será gasto movimento ou ação.
  • Magia Ambiental: apenas como mais uma alternativa aos magos.

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Padre Judas

Mensagem por Kaidre » 11 Nov 2018, 21:51

Aeris, O Dragão Rubi 10N

Imagem
Características: (8)
F: 1 (corte)
H: 2
R: 4
A: 0
P: 1 (fogo)

PVs: 20
PMs: 30
Vantagem Única: (5)
- Dragão (5; Ataques Adicionais, Invulnerabilidade - Fogo, Poder Inato - Magia Elemental, Sentidos Especiais - Audição + Faro + Visão Aguçados, Voo)
Vantagens: (2)
- Ataques Adicionais (VU);
- Invulnerabilidade (VU; fogo);
- Magia Elemental (VU);
- Mentor (1; Fazer Falar, Reconhecer Magia, );
- Pontos de Magia Extra I (1);
- Poder Inato (VU);
- Sentidos Especiais (VU; Audição, Faro, Visão Aguçados);
- Voo (VU)
Desvantagens: (-5)
- Código de Honra (-3; Caçador, Dragões, Heróis, Redenção);
- Insano (-1; Megalomaníaco);
- Ponto Fraco (-1);
Perícias:
Magias Conhecidas:
- Ataque Mágico;
- Cancelamento de Magia;
- Detecção de Magia;
- Fazer Falar;
- Força Mágica;
- Pequenos Desejos;
- Proteção Mágica;
- Reconhecer Magia;
História:
A pessoa que atualmente chama a si mesma Aeris nasceu na Terra e foi um professor universitário que liderou uma revolução contra a ditadura que governava sua nação. Após o fim dos conflitos a democracia foi restaurada e Aeris foi eleito presidente com maioria esmagadora. Sua vida foi longa e faleceu como Pai da Pátria e uma autoridade reconhecida internacionalmente.

Então despertou subitamente, como um jovem dragão abandonado em um tipo de estrutura desconhecida. Ouviu imediatamente uma voz que falava em sua cabeça e que o dragão batizou de “Grande Sábio”. O próprio Aeris lembrava pouco de sua vida anterior – tinha as experiências, mas não recordava o próprio nome e nenhum conhecimento prático. Precisava reaprender tudo. O nome “Aeris” ele viu em um pergaminho perto de um corpo. Lembrou-se de sua juventude na Universidade, jogando RPG com os colegas, e percebeu que estava em uma “dungeon”, uma masmorra erguida por pessoas desconhecidas. Outros monstros menores viviam por ali, mas nenhum se atrevia a desafiar o jovem dragão – isso era uma coisa boa. Claro, ele teve que lutar contra algumas criaturas particularmente estúpidas, mas nada que não pudesse lidar.

Demorou algum tempo até que ele pudesse sair do covil. Agora ele tem um estranho mundo diante de si.
Editado pela última vez por Kaidre em 20 Nov 2018, 09:35, em um total de 1 vez.

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Lord Seph

Mensagem por Kaidre » 11 Nov 2018, 21:52

Lycca, A Quimera 10N

ImagemImagem
Características: (8)
F: 2
H: 3
R: 3
A: 2
P: 0

PVs: 15
PMs: 15
Vantagem Única: (0)
- Licantropo (0; F+1, A+1, Transformação - Lua, Sentidos - Infravisão + Faro Aguçado, Monstruosa, Modelo Especial, Vulnerabilidade - Prata e Magia)
Poder Único:
- Controle Mental (0)
Kits:
- Vingador (0; Raiva Contida)
Vantagens: (4)
- Genialidade (1)
- Imortal I (1)
- Inimigo (1; humanos)
- Poder Oculto (1)
Item de Poder Ancestral 3.
Desvantagens: (-5)
- Devoção (-1; acabar com os reinos humanos e a organização que lhe traiu)
- Maldição (-2; Imã de Raios)
- Modelo Especial (VU)
- Procurada (-2)
Perícias:
Itens: (3)
- Item de Poder Ancestral (30 PE)
História:
Lycca não lembra de sua vida antes da prisão onde era mantida. Nem mesmo sabia o motivo de estar presa. Mas ela sabia que aqueles que lhe aprisionaram desejavam usá-la para seus propósitos.

Após várias experiências, a garota se viu como algo não humano. Uma quimera, mas também era capaz de virar um ser mais monstruoso.Enviada ao campo de batalha, a criatura apelidada de Lycca devia apenas lutar e matar. E mesmo quando era morta seu corpo retornava a vida dias depois.

Após anos sendo usada como arma, Lycca adquiriu uma grande intolerância por humanos. Essa instabilidade acabou gerando desconforto entre os oficiais que lhe criaram e ela foi simplesmente resolvido pelo mago que a criou.

O mago desenvolveu um dispositivo mágico que aplicava uma forte carga elétrica toda vez que ela se recusava a obedecer. A descarga era extremamente forte, mas graças a sua capacidade regenerativa, isso não era uma preocupação para seus controladores.

Um dia porém, Lycca conseguiu escapar e matar o mago que lhe dominava, fugindo de sua prisão e levando um estranho artefato que lhe permitia acessar um poder inato. No entanto, devido a morte do arcano, o dispositivo saiu do controle e começou a atrair raios em direção a garota. Para se livrar desse empecilho, passou a roubar livros que pudessem lhe ajudar, obtendo uma gama de conhecimento no processo.

Hoje Lycca vaga pelo mundo sem rumo em busca de uma forma de se vingar dos humanos que lhe causaram tanta dor e sofrimento.

Personalidade: Lycca tem pouco apreço pela vida de humanos, ela também tem aversão por magos. Mas ela também tem consciência que deve usar qualquer arma para alcançar seus objetivos.

Lycca tem uma mente afiada, sendo capaz de aprender qualquer coisa.

Aparência: Lycca parece uma garota normal exceto pelas partes bestiais que lembram um tigre. Sua forma híbrida por outro lado parece uma versão demoníaca de sua forma normal com características mais agressiva e pele roxa.
Editado pela última vez por Kaidre em 08 Mar 2019, 17:58, em um total de 2 vezes.

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Keitarô

Mensagem por Kaidre » 16 Dez 2018, 21:06

Sofia, A Primeira 10N

Imagem

“… Havia algo sobre… o começo e o fim se tocarem…”

Música-tema: Future World Music ~ Spiritual Awakening (https://youtu.be/MeTCsZUOUR4).
Características: (9)
F: 0 (frio)
H: 2
R: 2
A: 3
P: 2 (frio)

PVs: 10
PMs: 10
Vantagem Única: (-3)
- Meio-Zumbi (-3; Poder Vingativo, Incapacidade de Cura Mágica, A Morte lhe Cai Bem)
Poder Único: (0)
- Berserker (0)
Vantagens: (9)
- Genialidade (1)
- Implemento (2; Alterar-se, Ardil),
- Memória Expandida (2)
- Regeneração (3)
- Sentidos Especiais (1; Detecção - Violência, Radar, Ver o Invisível)
Desvantagens: (-5)
- Maldições (-3; Antimagia, Presença Evidente)
- Poder Vingativo (VU)
- Procurado (-2)
História:
Sofia é fruto do primeiro experimento humanoide no mundo. Quando já havia plantas e outros animais, decidiu-se por criar o primeiro ser senciente e humanoide, plasmado na densidade material. Este foi Sofia. Um desdobramento da consciência mãe que a criou, Sofia esqueceu-se quem era antes de existir, efeito que se descobriu ser inerente à matéria. De muito poder, pois continha individualmente todo o potencial que um dia se tornaria coletivo, ela viveu por séculos realizando experimentos e desenvolvendo ciência e tecnologia. Quando o experimento concluiu-se conforme seu interesse inicial, ela foi desligada — sendo também o primeiro humanoide a morrer. Após isso, surgiram as raças inteligentes.

Recentemente, uma organização encontrou o corpo de Sofia, conservado debaixo da terra e acumulado da energia planetária e a trouxe de volta. Os protocolos instintivos (criados primariamente nela) da proto-humana a fizeram fugir após provocar alguns homicídios. Hoje, ela redescobre seu potencial enquanto é perseguida por pessoas que possuem razões desconhecidas para com ela. Recentemente, de alguma forma, organizações religiosas também iniciaram a caçada atrás dela, fazendo-a viver nas sombras, estranha à sociedade e nômade.

Sendo o primeiro ser humanoide, Sofia tem a capacidade de mutar-se em qualquer aparência ou sexo. Porém, sua aparência original é a de uma mulher jovem, de pele escura (e um pouco acinzentada) e cabelos sem cor. Sofia esconde uma ou outra costura/sutura que possui em alguns membros, e também roupas de tecnologia inexistente no mundo. Ela parece sempre cansada, ostentando olheiras fundas. São detalhes com que se diverte mudando. Em virtude da perseguição constante, ela usa desta capacidade com frequência.

A mulher, milenar, é um tanto fria e distante. Uma simples paisagem pode fazer com que ela perca horas observando, tentando entender algo que só ela parece saber. Devido à sua condição intermediária, Sofia esqueceu muito de seu passado, inclusive, esqueceu-se que esqueceu. Ela é muito inteligente e, ironicamente, memoriza coisas novas com facilidade, tendo a sensação de que sempre as soube. Por isso, dentre outros maneirismos, Sofia é extremamente analítica, até mesmo consigo mesma. Isso muda em situações de perigo máximo, quando a mulher assume um instinto de sobrevivência jamais visto num ser humano comum.
Capacidades:
  • O Ser. Sofia é o protótipo original entre os animais e os seres humanoides (humanos e outras raças correlatas). Sendo o primeiro a se encaixar num corpo diferenciado, ela possui algumas características não usuais, como não envelhecer e, portanto, não morrer por idade. O ideal seria considerar sua estrutura algo intermediário entre vivo e morto. A parte negativa deste conceito foi ressaltado com seu acordar após milênios. Medicina nem nada que recupere PVs funciona, mas ela não tem necessidades vivas, também. Sofia pode continuar agindo mesmo com 0 PVs, a não ser que role 6 no Teste de Morte. Meio-Zumbi.
  • Super-resposta. Sendo um experimento, apesar dos problemas que sua integridade física possui, Sofia tem instintos diferenciados. Os que mais se destacam são seus sentidos extracorporais, sua recuperação acelerada, independente de repouso e seu instinto de sobrevivência — Perto da Morte, ela recebe PdF+5 e Armadura Extra a tudo. Berserker, Sentidos Especiais e Regeneração.
  • Raciocínio Atemporal. Sofia possui uma conexão diferenciada de pensamentos analíticos. Para ela, certas conclusões são muito rápidas. Além disso, sua memorização é infalível, embora ela não se lembre de seu passado com clareza. Parte deste conhecimento é usado também como defesa, diminuindo a vibração das moléculas ao redor para baixar a temperatura. Dano por Frio, Genialidade e Memória Expandida.
  • Espelhos. Todas as diferentes formas que existem hoje um dia estiveram como informação a serem testada em Sofia. Assim, ela é capaz de assumir qualquer aparência que quiser. Além disso, concentrada, ela pode repelir qualquer tipo de dano, redirecionando as energias. Implementos (alterar-se e ardil).
  • Potencial Enclausurado. Absorver energia do planeta por tanto tempo em um corpo projetado com potencial infinito fez com que Sofia fosse inerte à energia chamada de magia. Além disso, ela é percebida com muita facilidade, pela presença forte que sua energia provoca. Maldições (antimagia e presença evidente).
Editado pela última vez por Kaidre em 13 Jan 2019, 16:03, em um total de 2 vezes.

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

ISMurff

Mensagem por Kaidre » 22 Dez 2018, 21:21

Fofão, O Maior Amigo do Homem 10N

Imagem
Características: (12)
F: 5 (corte)
H: 2
R: 5
A: 2
P: 0

PVs: 35
PMs: 25
Vantagem Única: (1)
- Animal (1; C+1, Inculto, Modelo Especial, Sentidos Especiais - 2 aguçados, Vantagem Bônus - 1 ponto a menos na compra de uma vantagem, Quadrúpede - F+1 e H+1 para deslocamento e ataques múltiplos)
Poder Único:
- Força Absurda (0)
Vantagens: (0)
- Pontos de Vida Extras I (0)
- Sentidos Especiais (VU; Audição e Faro Aguçados)
Desvantagens: (-5)
- Inculto (VU)
- Insano (-1; Compulsivo - corre atrás do rabo)
- Maldição (-1; Comando Irresistível - senta)
- Maldição (-1; Efeito Reflexo - correr atrás de coisas arremessadas)
- Modelo Especial (VU)
- Ponto Fraco (-1; reflexo)
- Restrição de Poder (-1; molhado)
Perícias:
História:
Fofão era o cão de estimação de um grande conjurador chamado Seiran. Ele vivia tranquilamente com seu mestre em sua torre, até o dia que seu dono saiu para uma aventura e nunca mais voltou. O "cãozinho" se sentiu sozinho por uns dias, mas nada de incomum, visto que o domador, como aventureiro, viajava as vezes atrás de aventuras.

O grande problema é que já faz mais de um mês que o mago sumiu, o que deixou o cão em alerta. O animal então decide sair de sua casa em busca de seu mestre.

Avatar do usuário
Kaidre
Mensagens: 5815
Registrado em: 11 Dez 2013, 14:40

Dice Scarlata

Mensagem por Kaidre » 24 Dez 2018, 13:05

Observadora, A Rainha dos Observadores 10N

Imagem
Características: (10)
F: 0 (elétrico)
H: 5
R: 5
A: 1
P: 1 (elétrico)

PVs: 25
PMs: 35
Vantagem Única: (1)
- Criatura Ocular (+1; A+1, P+1, Mutação, Sentidos Especiais - Infravisão, Ver Invisível e Visão Aguçada -, Visão Múltipla - Nunca Indefesa -, Insano - alguma de -1 ponto -, Modelo Especial, Monstruoso)
Poderes Únicos: (2)
- Olho Central (0; nega qualquer magia ou item mágico à sua frente)
- Olhos Menores x 7 (1; cada tentáculo pode fazer ataques com P em separado)
- Imunidade (1; acertos críticos, desmaio, metamorfose, paralisia, petrificação, sono e veneno)
Vantagens: (2)
- Especialista (1)
- Pontos de Magia Extras I (1)
- Sentidos Especiais (VU; Infravisão, Ver o Invisível, Visão Aguçada)
- Visão Múltipla (VU)
Desvantagens: (-5)
- Código de Honra (-2; Caçador, Gratidão)
- Insano (VU; Fantasia)
- Má fama (-1);
- Maldição (-1; Nenhum Senso de Direção)
- Modelo Especial (VU)
- Monstruoso (VU)
- Ponto Fraco (-1)
Perícias:
Magias Conhecidas:
- Alterar-se;
- Cura Mágica;
- Explosão (ar - sônico);
- Fogo Negro;
- Inferno de Gelo;
- Muralha de Energia;
- Sonho de Dor;
História:

Observadora outrora fora uma das 8 generais do grande Maou Jihad, o djinn das areias vermelhas. Era a guardiã do quarto andar e sua divertida vida era torturar, maltratar e destroçar aventureiros que ousavam invadir a tumba que protegiam.

Era extremamente devota (para não dizer apaixonada) ao lorde demônio e portanto, extremamente fiel. Com seu enorme poder mágico e capacidade destrutiva, vivia seus dias felizes como serva e protetora... Até que veio o Yuusha. Um grupo de aventureiros épicos que não só a derrotou, como a todos os seus aliados e servos e por fim, destruiu o Maou Jihad. Por apenas um milagre ou misericórdia, foi poupada.

Preferia ter morrido.

Décadas se passaram e Observadora, agora sem mestre e com sua força muito enfraquecida, vagava pelos ermos, destruindo outros monstros e humanos que encontrava, apenas pelo tédio ou falta de propósito. Alguns a temendo ou admirando, a chamavam de rainha dos observadores, devido a sua força, mas ela nunca quis reinar. Na verdade, tudo que ela almeja era a sensação de pertencer novamente. Servir uma vez mais sob o julgo de um poderoso senhor, capaz de trazer tirania e controle sobre os inferiores humanos.

Ela ainda não o encontrou... Mas seus olhos atentos, continuam na busca.

Responder

Voltar para “Contos do Kaidre”